   Décio Pignatari, augusto e Haroldo de Campos;   Comunicação de formas – estrutura-conteúdo;   “Sem forma revolucioná...
   Marca do grupo: considerações históricas e temáticas sociais;   Preferência pelos textos em versos/uso da palavra pub...
 Poesia engajada; A intenção é a ação; Três fundamentos da ação poética: o ato de compor; a área de  levantamento da co...
 Derivado do Concretismo; Privilegia a linguagem visual, semiótica, iconográfica; Poesia isenta de palavras.
   Manifestação informal, espontânea e heterogênea da linguagem e da    arte;   Obra heterogênea com objetivo de estabel...
Heterogênea, sem determinar tendência ou proposta que represente o   período. Artigo I Fica decretado que agora vale a ver...
Artigo III   Fica decretado que, a partir deste instante,   haverá girassóis em todas as janelas,   que os girassóis terão...
Artigo VII    Por decreto irrevogável fica estabelecido    o reinado permanente da justiça e da claridade,    e a alegria ...
Poema de sete facesCarlos Drummond de AndradeQuando nasci, um anjo tortodesses que vivem na sombradisse: Vai, Carlos! ser ...
Poetas VelhosBom dia, poetas velhos.   Me deixem na boca   o gosto dos versos   mais fortes que não farei.   Dia vai vir q...
Uma chuva é íntima  Se o homem a vê de uma parede umedecida de moscas;  Se aparecem besouros nas folhagens;  Se as lagarti...
Vanguarda poética
Vanguarda poética
Vanguarda poética
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vanguarda poética

2.015 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.015
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
152
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vanguarda poética

  1. 1.  Décio Pignatari, augusto e Haroldo de Campos; Comunicação de formas – estrutura-conteúdo; “Sem forma revolucionária não há arte revolucionária” (Maiakovski)
  2. 2.  Marca do grupo: considerações históricas e temáticas sociais; Preferência pelos textos em versos/uso da palavra publicada; Resistência à influência das artes plásticas; Esforço por adequar o valor semântico e o efeito sonoro ao assunto. Nega tudo que seja uma produção intelectual, racionalista, maquinal e cibernética; Recupera a subjetividade do eu-lírico.
  3. 3.  Poesia engajada; A intenção é a ação; Três fundamentos da ação poética: o ato de compor; a área de levantamento da composição; a construção do poema.  Explora os efeitos sonoros;  Aberta às diferenças;  Espaço para o popular e folclórico;  Temática ligada a fatos políticos, históricos e jornalísticos.
  4. 4.  Derivado do Concretismo; Privilegia a linguagem visual, semiótica, iconográfica; Poesia isenta de palavras.
  5. 5.  Manifestação informal, espontânea e heterogênea da linguagem e da arte; Obra heterogênea com objetivo de estabelecer uma nova linguagem; Formas inovadoras de comunicação, quebrando paradigmas e rompendo com veículos adotados pelo sistema.
  6. 6. Heterogênea, sem determinar tendência ou proposta que represente o período. Artigo I Fica decretado que agora vale a verdade. agora vale a vida, e de mãos dadas, marcharemos todos pela vida verdadeira. Artigo II Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive as terças-feiras mais cinzentas, têm direito a converter-se em manhãs de domingo.
  7. 7. Artigo III Fica decretado que, a partir deste instante, haverá girassóis em todas as janelas, que os girassóis terão direito a abrir-se dentro da sombra; e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro, abertas para o verde onde cresce a esperança.Artigo IV Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar do homem. Que o homem confiará no homem como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar, como o ar confia no campo azul do céu. Parágrafo único: O homem, confiará no homem como um menino confia em outro menino.
  8. 8. Artigo VII Por decreto irrevogável fica estabelecido o reinado permanente da justiça e da claridade, e a alegria será uma bandeira generosa para sempre desfraldada na alma do povo.Artigo VIII Fica decretado que a maior dor sempre foi e será sempre não poder dar-se amor a quem se ama e saber que é a água que dá à planta o milagre da flor.Artigo Final. Fica proibido o uso da palavra liberdade, a qual será suprimida dos dicionários e do pântano enganoso das bocas. A partir deste instante a liberdade será algo vivo e transparente como um fogo ou um rio, e a sua morada será sempre o coração do homem.
  9. 9. Poema de sete facesCarlos Drummond de AndradeQuando nasci, um anjo tortodesses que vivem na sombradisse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.Com licença poéticaAdélia PradoQuando nasci um anjo esbelto,desses que tocam trombeta, anunciou:vai carregar bandeira.Cargo muito pesado pra mulher,esta espécie ainda envergonhada.
  10. 10. Poetas VelhosBom dia, poetas velhos. Me deixem na boca o gosto dos versos mais fortes que não farei. Dia vai vir que os saiba tão bem que vos cite como quem tê-los um tanto feito também, acredite.
  11. 11. Uma chuva é íntima Se o homem a vê de uma parede umedecida de moscas; Se aparecem besouros nas folhagens; Se as lagartixas se fixam nos espelhos; Se as cigarras se perdem de amor pelas árvores; E o escuro se umedeça em nosso corpo.Lugar em que há decadência. Em que as casas começam a morrer e são habitadas por morcegos. Em que os capins lhes entram, aos homens, casas portas a dentro. Em que os capins lhes subam pernas acima, seres a dentro. Luares encontrarão só pedras mendigos cachorros. Terrenos sitiados pelo abandono, apropriados à indigência. Onde os homens terão a força da indigência. E as ruínas darão frutos

×