SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
O MÓRBIDO PRAZER EM VER O
   SOFRIMENTO ALHEIO



                Por Victoria,
O perigo está mais proximo do que você imagina


       você realmente conhece os seus vizinhos ?
       seus amigos ...



               ou até mesmo a sua própria família ?
•   MATAR É ALGO QUE VEM NOS ACOMPANHANDO DESDE
                 O INÍCIO DOS TEMPOS.
•     Filmes tentam explicar o motivo que leva alguém a ser
                   um Psicopata (Serial Killer)




                                                  Friday the 13th
    Halloween
SERIAL KILLER
O que leva alguém a cometer um assassinato e não sentir remorso algum ?
•   PARA ENTENDERMOS MELHOR A RESPEITO DE CRIMES QUE VEM
         CHOCANDO A POPULAÇÃO A CADA DIA COM MAIS
      FREQUÊNCIA, PRECISAREMOS ENTENDER MELHOR SOBRE A
                      MENTE HUMANA
A MENTE DE UM PSCICOPATA
Manipuladores, calculistas, mentirosos e narcisistas eles agridem, matam, não se importam
          com o sofrimento de suas vítimas e ainda sentem prazer com isso.
MAS O QUE SIGNIFICA O
 TERMO PSICOPATA ?
A ANATOMIA DE UM PSICOPATA
•   Usa 4 táticas: mentir, manipular, impor a                 •   Não sentem culpa; remorço;
    propria vontade e a violência;
                                                              •   Tem total conciência do que está fazendo;
•   Ele sabe a letra da musica mas não sente a melodia;
                                                              •   É capaz de estuprar uma criança ou até o próprio filho;
•   Psicopata = assédio psicológico; ele te enlouquece sem
    te tocar;                                                 •   Alta taxa de ploriferação; (não planeja)

•   São seres que não foram feitos para viver em sociedade;   •   A psicopatia existe desde a leve até a grave o “serial
                                                                  killer”
•   São predadores;
                                                              •   Leva vida dupla, tripla ... Ele é para cada um aquilo que
•   Não tem limite;                                               cada um quer e que o convém;

•   Movido pela razão;                                        •   Tem prazer em “dar o golpe” dizer que foi
                                                                  mais esperto.
•   Faz um esforço enorme para chorar; “ensenar algo
    triste”                                                   •   NÃO EXISTE CURA;
PSICOPATA “LEVE”

•   171 “vigarista”                         •   Inteligentes;

•   Simpáticos;                             •   Hábitos maldosos;

•   Sedutores;                              •   Discurso da pena;

•   Mentirosos;

•   Manipula a pessoa para alcançar o seu
    objetivo;
PSICOPATA “MODERADO”

•   Não mata ou seja “ não se expõem,   •   Hábitos maldosos;
    mas manda matar”
                                        •   Discurso da pena;
•   Sedutor;

•   Inteligente;

•   Ótima desenvoltura social;

•   Ótima fluência verbal;
PSICOPATA “GRAVE” - SERIAL
         KILLER
•   Mata com as próprias mãos, pois sente
    prazer com isso;

•   Inteligente;

•   Articula;

•   Intimida;

•   Sedutor;

•   Um dia acaba sendo pego pois não
    consegue não evitar o erro; Tem um
    prazer enorme em pegar a preza;
A INFÂNCIA
•   Já nasce com tendência que desde
    criança será uma criança desafiadora;

•   Castigos não surtem efeitos;

•   Bater ou punir não fará diferença;

•   Comum crianças com tendência a
    maltrar animais;

•   Já nasce SEM o emocional; (parte do
                                           We need to talk about Kevin
    cerebro);
DETECTOR DE MENTIRAS
•   Passam fácil em um detector de                         •   Quando uma pessoa está mentindo,
    mentiras, pois tem uma resistência alta a                  existe um tipo de suor, diferente
    dor;                                                       do suor de calor;

•   Tem incapacidade afetiva de manifestar                 •   É um suor que se passar em um
    sensações normais do corpo;                                aparelho chamado “teste galvânico”,
                                   colocar foto detector       existe um almento da condução de
•   EXEMPLOS:                                                  eletricidade por esse suor; (Psicopata
                                                               moderado e serial killer)
•   Quando uma pessoa mente, almenta o
    rítmo cardíaco;                                                   	

   	

                                                                            Separam na prisão os
                                                                            “recuperaveis” dos “ não
                                                                            recuperaveis” psicopatas
                                                                            dos não psicopatas.
A SANIDADE MENTAL
  •    Para algumas pessoas, a única maneira de
      explicar os assassinatos em série é dizer que
              os serial killers são "loucos";

  •    Alguns serial killers alegam "ser inocentes
              por razões de insanidade";

  •            Psicopatas não são loucos;

  •   RESSONÂNCIA MAGNÉTICA FUNCIONAL

  •        Indivíduos “normais” e psicopatas foram
      submetido ao teste Bateria de Emoções Morais;

  •    Foram colhidas Imagens de seus cérebros;
PSICOPATIA FEMININA
•   Maioria das mulheres apresentam grau
    leve ou moderado da psicopatia;

•   Raro mulheres com alto grau “serial
    killer”

•   Elizabeth Báthory “ condessa húngara” e
    Aileen Wuornos ( grandes assassinas da
    história mundial)
SERIAL KILLERS “FAMOSOS”
•   John Wayne Gacy - Palhaço Assassino;

•   Americano, Illinois - Chicago;

•   Matou pelo menos 29 garotos (entre 9 e 27 anos) -
    Sinais de tortura, violência sexual e estrangulamento;

•   Encontrados no porão sob um alçapão oculto;

•   Condenado a 21 perpétuas e 12 penas de morte;


                                     Maniaco de
                                     Guarulhos - preso
                                     em 2008 alegou
                                     matar por prazer ..
                                     virou um vício
Serial Killer NÃO PSICOPATA

•   Aileen Wuornos                                               •   Depois de longo julgamento e um exame psiquiátrico foi
                                                                     condenada a pena de morte em 2002;
•   Americana, Roschester - Michigan;

•   Infância problemática; (pais separados e adolescentes;
    irmão a estuprou); Pai psicopata; Violentada pelo irmão;

•   Permaneceu 4 anos com Tyra Moore; A cumplicidade de
    ambas as conduziu ao vandalismo, violência e ao ódio;

•   Renda: cometia crimes e se prostituia;

•   Queria se vingar dos homens por tudo que eles tinham
    feito com elas por toda a vida;

•   Conduta incontrolável;

•   Matou pelo menos 6 homens;                                 TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE
DIFERENÇA ENTRE O OPORTUNISTA E
          O PSICOPATA


• Emalgum momento o
 “oportunista” sentirá culpa;
• Tem   afeto por algumas pessoas;
•       Cerca de 4 % da população é Psicopata; 1% é Serial Killer;
•                   Em cada 3 Psicopatas 1 é mulher;
•   No ano de 2006 nas ultimas 80 capas da revista Veja pelo menos
                            40% psicopatas;
•                    25% dos presos são psicopatas;
Hoje em dia já exitem dados suficientes para identificar e ver a escala
de psicopatia;

* (Teste com vídeo)

No Canadá e na Inglaterra além de ser aplicado este teste:

Psicopatas são isolados em uma solitaria para cada um;

Pois eles podem não se darem bem; um armar contra o outro e se detonarem;
DANO CEREBRAL
 Alguns pesquisadores formaram a teoria de
que os serial killers têm danos cerebrais ou
outras anomalias que contribuem para seus
atos.
 Danos a áreas como o lobo frontal, o
hipotálamo, e o sistema límbico podem
contribuir para agressão extrema, perda de
controle, perda de julgamento e violência.

•   O Psicopata já nasce psicopata, não tem
    a ver com o ambiente em que ele vive;
O Mórbido Prazer em Ver o Sofrimento Alheio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeAroldo Gavioli
 
Como o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro Amarelo
Como o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro AmareloComo o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro Amarelo
Como o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro AmareloNatália Ribeiro
 
Psicopatia. CCP. Apresentação
Psicopatia. CCP. ApresentaçãoPsicopatia. CCP. Apresentação
Psicopatia. CCP. ApresentaçãoSusana Evangelista
 
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam GorenderAULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam GorenderMiriam Gorender
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineNilson Dias Castelano
 
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia CognitivaAcompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia CognitivaMarcelo da Rocha Carvalho
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarRodolpho David
 

Mais procurados (20)

Psicopatias
PsicopatiasPsicopatias
Psicopatias
 
TRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLARTRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLAR
 
Transtornos do humor
Transtornos do humorTranstornos do humor
Transtornos do humor
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
 
Conceitualização em Terapia Cognitiva
Conceitualização em Terapia CognitivaConceitualização em Terapia Cognitiva
Conceitualização em Terapia Cognitiva
 
Psicopatia
PsicopatiaPsicopatia
Psicopatia
 
Como o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro Amarelo
Como o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro AmareloComo o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro Amarelo
Como o suicídio é visto pela sociedade - Campanha Setembro Amarelo
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Atenção ao suicídio setembro 2016
Atenção ao suicídio setembro 2016 Atenção ao suicídio setembro 2016
Atenção ao suicídio setembro 2016
 
Psicopatia. CCP. Apresentação
Psicopatia. CCP. ApresentaçãoPsicopatia. CCP. Apresentação
Psicopatia. CCP. Apresentação
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam GorenderAULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolar
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade Borderline
 
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia CognitivaAcompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
 
Palestra Setembro Amarelo
Palestra Setembro AmareloPalestra Setembro Amarelo
Palestra Setembro Amarelo
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolar
 
Luto
LutoLuto
Luto
 

Semelhante a O Mórbido Prazer em Ver o Sofrimento Alheio

Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)softgirl1617
 
SUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIA
SUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIASUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIA
SUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIARafael Almeida
 
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERPRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERRafael Almeida
 
Prevenção Suicidio.pptx
Prevenção Suicidio.pptxPrevenção Suicidio.pptx
Prevenção Suicidio.pptxIradvyGonalves
 
Análise do filme "Número 23"
Análise do filme "Número 23"Análise do filme "Número 23"
Análise do filme "Número 23"Flávia Almeida
 
Depressão e suicidio seminario
Depressão e suicidio   seminarioDepressão e suicidio   seminario
Depressão e suicidio seminarioFlavio A. Zanetti
 
Risco de suicídio helio rocha
Risco de suicídio helio rochaRisco de suicídio helio rocha
Risco de suicídio helio rochaInaiara Bragante
 
Mentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDF
Mentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDFMentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDF
Mentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDFElaine Santos
 
Cinema & psiquiatria IPUB/UFRJ
Cinema & psiquiatria IPUB/UFRJCinema & psiquiatria IPUB/UFRJ
Cinema & psiquiatria IPUB/UFRJIpub Ufrj
 
Palestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio originalPalestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio originalAlinebrauna Brauna
 
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDISPSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDISMelissaAnsaneloRosa
 
Noções de imputabilidade
Noções de imputabilidadeNoções de imputabilidade
Noções de imputabilidadeLu1zFern4nando
 

Semelhante a O Mórbido Prazer em Ver o Sofrimento Alheio (20)

Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)
 
Doenças do foro psicológico
Doenças do foro psicológicoDoenças do foro psicológico
Doenças do foro psicológico
 
Psicologia-b Serial Killer
Psicologia-b Serial KillerPsicologia-b Serial Killer
Psicologia-b Serial Killer
 
SUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIA
SUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIASUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIA
SUICÍDIO - ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIA
 
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERPRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
 
Você não esta sozinho
Você não esta sozinhoVocê não esta sozinho
Você não esta sozinho
 
Prevenção Suicidio.pptx
Prevenção Suicidio.pptxPrevenção Suicidio.pptx
Prevenção Suicidio.pptx
 
Análise do filme "Número 23"
Análise do filme "Número 23"Análise do filme "Número 23"
Análise do filme "Número 23"
 
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo NunesEsquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
 
prv.pptx
prv.pptxprv.pptx
prv.pptx
 
Depressão e suicidio seminario
Depressão e suicidio   seminarioDepressão e suicidio   seminario
Depressão e suicidio seminario
 
Medindo a crueldade
Medindo a crueldadeMedindo a crueldade
Medindo a crueldade
 
Risco de suicídio helio rocha
Risco de suicídio helio rochaRisco de suicídio helio rocha
Risco de suicídio helio rocha
 
Mentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDF
Mentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDFMentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDF
Mentes Perigosas - O Psicopata Mora ao Lado - Ana Beatriz Barbosa Silva.PDF
 
Cinema & psiquiatria IPUB/UFRJ
Cinema & psiquiatria IPUB/UFRJCinema & psiquiatria IPUB/UFRJ
Cinema & psiquiatria IPUB/UFRJ
 
Palestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio originalPalestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio original
 
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDISPSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
 
Aula 3 psicologia anormal
Aula 3   psicologia anormalAula 3   psicologia anormal
Aula 3 psicologia anormal
 
maio laranja (1).pptx
maio laranja (1).pptxmaio laranja (1).pptx
maio laranja (1).pptx
 
Noções de imputabilidade
Noções de imputabilidadeNoções de imputabilidade
Noções de imputabilidade
 

Último

Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 

Último (20)

Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 

O Mórbido Prazer em Ver o Sofrimento Alheio

  • 1. O MÓRBIDO PRAZER EM VER O SOFRIMENTO ALHEIO Por Victoria,
  • 2. O perigo está mais proximo do que você imagina você realmente conhece os seus vizinhos ? seus amigos ... ou até mesmo a sua própria família ?
  • 3. MATAR É ALGO QUE VEM NOS ACOMPANHANDO DESDE O INÍCIO DOS TEMPOS.
  • 4. Filmes tentam explicar o motivo que leva alguém a ser um Psicopata (Serial Killer) Friday the 13th Halloween
  • 5. SERIAL KILLER O que leva alguém a cometer um assassinato e não sentir remorso algum ?
  • 6. PARA ENTENDERMOS MELHOR A RESPEITO DE CRIMES QUE VEM CHOCANDO A POPULAÇÃO A CADA DIA COM MAIS FREQUÊNCIA, PRECISAREMOS ENTENDER MELHOR SOBRE A MENTE HUMANA
  • 7. A MENTE DE UM PSCICOPATA Manipuladores, calculistas, mentirosos e narcisistas eles agridem, matam, não se importam com o sofrimento de suas vítimas e ainda sentem prazer com isso.
  • 8. MAS O QUE SIGNIFICA O TERMO PSICOPATA ?
  • 9. A ANATOMIA DE UM PSICOPATA • Usa 4 táticas: mentir, manipular, impor a • Não sentem culpa; remorço; propria vontade e a violência; • Tem total conciência do que está fazendo; • Ele sabe a letra da musica mas não sente a melodia; • É capaz de estuprar uma criança ou até o próprio filho; • Psicopata = assédio psicológico; ele te enlouquece sem te tocar; • Alta taxa de ploriferação; (não planeja) • São seres que não foram feitos para viver em sociedade; • A psicopatia existe desde a leve até a grave o “serial killer” • São predadores; • Leva vida dupla, tripla ... Ele é para cada um aquilo que • Não tem limite; cada um quer e que o convém; • Movido pela razão; • Tem prazer em “dar o golpe” dizer que foi mais esperto. • Faz um esforço enorme para chorar; “ensenar algo triste” • NÃO EXISTE CURA;
  • 10. PSICOPATA “LEVE” • 171 “vigarista” • Inteligentes; • Simpáticos; • Hábitos maldosos; • Sedutores; • Discurso da pena; • Mentirosos; • Manipula a pessoa para alcançar o seu objetivo;
  • 11. PSICOPATA “MODERADO” • Não mata ou seja “ não se expõem, • Hábitos maldosos; mas manda matar” • Discurso da pena; • Sedutor; • Inteligente; • Ótima desenvoltura social; • Ótima fluência verbal;
  • 12. PSICOPATA “GRAVE” - SERIAL KILLER • Mata com as próprias mãos, pois sente prazer com isso; • Inteligente; • Articula; • Intimida; • Sedutor; • Um dia acaba sendo pego pois não consegue não evitar o erro; Tem um prazer enorme em pegar a preza;
  • 13. A INFÂNCIA • Já nasce com tendência que desde criança será uma criança desafiadora; • Castigos não surtem efeitos; • Bater ou punir não fará diferença; • Comum crianças com tendência a maltrar animais; • Já nasce SEM o emocional; (parte do We need to talk about Kevin cerebro);
  • 14. DETECTOR DE MENTIRAS • Passam fácil em um detector de • Quando uma pessoa está mentindo, mentiras, pois tem uma resistência alta a existe um tipo de suor, diferente dor; do suor de calor; • Tem incapacidade afetiva de manifestar • É um suor que se passar em um sensações normais do corpo; aparelho chamado “teste galvânico”, colocar foto detector existe um almento da condução de • EXEMPLOS: eletricidade por esse suor; (Psicopata moderado e serial killer) • Quando uma pessoa mente, almenta o rítmo cardíaco; Separam na prisão os “recuperaveis” dos “ não recuperaveis” psicopatas dos não psicopatas.
  • 15. A SANIDADE MENTAL • Para algumas pessoas, a única maneira de explicar os assassinatos em série é dizer que os serial killers são "loucos"; • Alguns serial killers alegam "ser inocentes por razões de insanidade"; • Psicopatas não são loucos; • RESSONÂNCIA MAGNÉTICA FUNCIONAL • Indivíduos “normais” e psicopatas foram submetido ao teste Bateria de Emoções Morais; • Foram colhidas Imagens de seus cérebros;
  • 16. PSICOPATIA FEMININA • Maioria das mulheres apresentam grau leve ou moderado da psicopatia; • Raro mulheres com alto grau “serial killer” • Elizabeth Báthory “ condessa húngara” e Aileen Wuornos ( grandes assassinas da história mundial)
  • 17. SERIAL KILLERS “FAMOSOS” • John Wayne Gacy - Palhaço Assassino; • Americano, Illinois - Chicago; • Matou pelo menos 29 garotos (entre 9 e 27 anos) - Sinais de tortura, violência sexual e estrangulamento; • Encontrados no porão sob um alçapão oculto; • Condenado a 21 perpétuas e 12 penas de morte; Maniaco de Guarulhos - preso em 2008 alegou matar por prazer .. virou um vício
  • 18. Serial Killer NÃO PSICOPATA • Aileen Wuornos • Depois de longo julgamento e um exame psiquiátrico foi condenada a pena de morte em 2002; • Americana, Roschester - Michigan; • Infância problemática; (pais separados e adolescentes; irmão a estuprou); Pai psicopata; Violentada pelo irmão; • Permaneceu 4 anos com Tyra Moore; A cumplicidade de ambas as conduziu ao vandalismo, violência e ao ódio; • Renda: cometia crimes e se prostituia; • Queria se vingar dos homens por tudo que eles tinham feito com elas por toda a vida; • Conduta incontrolável; • Matou pelo menos 6 homens; TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE
  • 19. DIFERENÇA ENTRE O OPORTUNISTA E O PSICOPATA • Emalgum momento o “oportunista” sentirá culpa; • Tem afeto por algumas pessoas;
  • 20. Cerca de 4 % da população é Psicopata; 1% é Serial Killer; • Em cada 3 Psicopatas 1 é mulher; • No ano de 2006 nas ultimas 80 capas da revista Veja pelo menos 40% psicopatas; • 25% dos presos são psicopatas;
  • 21. Hoje em dia já exitem dados suficientes para identificar e ver a escala de psicopatia; * (Teste com vídeo) No Canadá e na Inglaterra além de ser aplicado este teste: Psicopatas são isolados em uma solitaria para cada um; Pois eles podem não se darem bem; um armar contra o outro e se detonarem;
  • 22. DANO CEREBRAL Alguns pesquisadores formaram a teoria de que os serial killers têm danos cerebrais ou outras anomalias que contribuem para seus atos. Danos a áreas como o lobo frontal, o hipotálamo, e o sistema límbico podem contribuir para agressão extrema, perda de controle, perda de julgamento e violência. • O Psicopata já nasce psicopata, não tem a ver com o ambiente em que ele vive;

Notas do Editor

  1. \n
  2. \n
  3. \n
  4. \n
  5. \n
  6. \n
  7. \n
  8. \n
  9. \n
  10. \n
  11. \n
  12. \n
  13. \n
  14. \n
  15. \n
  16. \n
  17. \n
  18. \n
  19. \n
  20. \n
  21. \n
  22. \n
  23. \n