Os ovos misteriosos (Paint)

1.057 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado pelos alunos do 2º ano, da Nuclisol - Jean Piaget (Arcozelo). Ano letivo 2009/2010

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.057
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os ovos misteriosos (Paint)

  1. 1. Luísa Ducla Soares/Manuela Bacelar
  2. 2. Era uma vez uma galinha que todos os dias punha ovos e todos dias a dona recolhia-os. Mas não tenho Já pusnenhum por 1.000 ovos. Podia da causa ser mãe degulosa… gente mil filhos.
  3. 3. Certo dia, a galinha cansou-se de lhe roubarem os ovos e fugiu para a mata.
  4. 4. Lá, ela construiu um ninho e foi à procura decomida, mas quando voltou tinha cinco ovos no ninho, todos diferentes. Que vem a ser isto? Na minha Mas que capoeira sorte! tiravam-me os ovos, aqui oferecem-mos.
  5. 5. O primeiro ovo a estalar foi o do papagaio… Em vez de Ai, mas ser pinto que filho, éeu até um papagaio. desmaio!
  6. 6. …depois foi o da serpente… Em vez de Ai, mas que ser pinto éfilho, uma como ele é serpente. diferente!
  7. 7. …seguindo-se o da avestruz… Em vez de Ai, mas ser pinto que filho, é uma este é de avestruz. truz!
  8. 8. …o do crocodilo… Em vez de Ai, mas ser pintoqueéfilho! umDeve vir crocodilo. do Nilo.
  9. 9. …e, por último, estalou o ovo do pinto. Ai, mas que este que filho! finalmente Dizéomesmo meu instinto um pinto.
  10. 10. Os animais eram muito diferentes uns dos outros. O papagaio voava, o crocodilo nadava, a serpente rastejava e a avestruz devorava tudo. Só o pinto se comportava como a mãe. Mas a galinha gostava de todos.
  11. 11. Certo dia, apareceu um menino no bosque, pegou no pinto e disse que ia assá-lo para o jantar. Logo, apareceu a serpente, o menino assustou-se e atirou-se para o lago.
  12. 12. De repente, apareceu o crocodilo que o queria comer e o menino nadou até à outra margem, onde estava o papagaio a chamar-lhe ladrão. És ladrão, és ladrão, És ladrão, és ladrão, vou vou prender-te na prender-te na prisão! prisão!
  13. 13. O menino fugiu, pois pensava que a avestruz era um polícia e os animais voltaram todos para casa.
  14. 14. Para festejar, a galinha fez um bolo com vários andares. Um tinha milho, para o frango; outro tinha peixe para o crocodilo; outro tinha fruta para o papagaio; outro tinha ratos para a serpente e, por cima, a enfeitar, tinha pitéus extravagantes para a avestruz.
  15. 15. Depois de comer o bolo, os filhos fizeram uma roda à volta da galinha e cantaram alegremente!
  16. 16. Somos todos irmãos,somos todos diferentes: há uns que têm bico, outros que têm dentes,há uns que têm escamas, outros que têm asas, na terra e na água fazemos nossas casas. Eu só tenho pescoço. Eu vôo pelo ar. Eu nado a quatro patas. Eu cá gosto de andar.Somos todos diferentes,mas todos queremos bem à boa da galinha que é a nossa mãe. Adaptação “Pombinhas da C’atrina”
  17. 17. ArcozeloTrabalho realizado por alunos do 2º anoAno Letivo: 2009/2010Professora: Virgínia Ferreira

×