Apresentação TCC Risco na comunicação entre máquinas virtuais - Vinícius Lima

1.536 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.536
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação TCC Risco na comunicação entre máquinas virtuais - Vinícius Lima

  1. 1. Trabalho de Conclusão de Curso Risco na Comunicação entre Máquinas Virtuais Autor: Vinícius Reginaldo Lima - RA: 338090085-0 Orientador: Profº Cláudio Luís Sitolino FIPP - FACULDADE DE INFORMÁTICA DE PRES. PRUDENTE CST – REDES DE COMPUTADORES
  2. 2. Sumário <ul><li>Objetivo do Trabalho </li></ul><ul><li>O que é Virtualização </li></ul><ul><li>Virtualizador </li></ul><ul><li>Funcionamento do Virtualizador </li></ul><ul><li>Ambiente de Testes </li></ul><ul><li>Testes Realizados </li></ul><ul><li>Conclusão </li></ul><ul><li>Considerações Finais </li></ul>
  3. 3. Objetivo do Trabalho <ul><li>Testar três soluções de software de virtualização de uso gratuito </li></ul><ul><li>Montar um ambiente de estudo para analisar a comunicação entre as máquinas virtuais </li></ul><ul><li>Verificar como a rede virtual se comporta </li></ul><ul><li>Quais os riscos e características da comunicação entre máquinas virtuais </li></ul>
  4. 4. O que é Virtualização <ul><li>A virtualização não é algo recente, seu conceito sobre máquina virtual surgiu nos anos 60 a partir do sistema operacional M44/44X da IBM® </li></ul><ul><li>Virtualização visa à transformação de uma única estrutura de hardware em várias estruturas compostas dentro do mesmo hardware </li></ul><ul><li>Abstração do hardware com isolamento entre as máquinas virtuais </li></ul>
  5. 5. Virtualizador <ul><li>É o programa responsável por emular máquinas virtuais abstraindo recursos de hardware da máquina física. </li></ul><ul><li>Criar um ambiente virtual independente. </li></ul><ul><li>O virtualizador deve garantir isolamento, encapsulamento e independência do hardware. </li></ul>
  6. 6. Funcionamento do Virtualizador Hardware S. O. Hospedeiro Hardware Virtualizado Máquina Virtual Máquina Virtual S.O. Convidado S.O. Convidado Máquina Hospedeira } Virtualizador
  7. 7. Ambiente de Testes <ul><li>Virtualizadores: VMware Player, VirtualBox e Virtual PC </li></ul><ul><li>Máquina Hospedeira: Microcomputador padrão x86 (CPU 2Ghz, Memória 2GB, HD 160GB) </li></ul><ul><li>Máquinas Virtuais: Windows XP SP3 em Host-Only (Somente rede interna) </li></ul><ul><li>Programa de Analise de Trafego: Wireshark </li></ul>
  8. 8. Ambiente de Testes (2) Para cada virtualizador, foi utilizado o seguinte ambiente de teste
  9. 9. Testes Realizados <ul><li>Foram realizados testes de comunicação entre as três máquinas virtuais emuladas pelo mesmo virtualizador em cada teste </li></ul><ul><li>Foi analisado o comportamento da comunicação entre as máquinas virtuais através do Wireshark, instalado em uma das máquinas. </li></ul>
  10. 10. VMware Player 3.1.4 build-385536
  11. 11. VirtualBox versão 4.0.4 r70112
  12. 12. Virtual PC 6.0.192.0
  13. 13. Virtual PC 6.0.192.0
  14. 14. Virtual PC 6.0.156.0
  15. 15. Conclusão <ul><li>VMware Player </li></ul><ul><li>VirtualBox </li></ul><ul><li>Virtual PC 6.0.156.0 </li></ul><ul><li>– Propagaram todo o trafego de dados por difusão na rede virtual, possibilitando interceptação dos dados. </li></ul><ul><li>Virtual PC 6.0.192.0 </li></ul><ul><li>– Não propagou todo o trafego por difusão na rede, mas sim endereçando os pacotes somente para o destino, como faria um switch em uma rede física. </li></ul>
  16. 16. Considerações Finais <ul><ul><li>Diferentes comportamentos em relação a comunicação entre máquinas virtuais para diferentes softwares de virtualização </li></ul></ul><ul><ul><li>Diferentes resultados para versões diferentes do mesmo software de virtualização (Virtual PC) </li></ul></ul><ul><ul><li>Virtual PC 6.0.192.0 se demonstrou imune a técnica de MAC Flood </li></ul></ul>
  17. 17. Bibliografia <ul><li>MAGALHÃES, MARA LÚCIA; ORTEGA, JAKELINE QUEIROZ. // Normas e Padrões para Apresentação de Trabalhos Acadêmicos e Científicos da Unoeste. // 1ª Edição Eletrônica .// Presidente Prudente, 2006. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>VIANA, ELISEU RIBEIRO CHERENE. // Virtualização de Servidores Linux para Redes Corporativas - Guia Prático. // Edição 1. // São Paulo: / Ciência Moderna, 2008. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>SOUZA, DENIS AUGUSTO A. DE. // FreeBSD: O Poder dos Servidores em Suas Mãos. // Edição 1. // São Paulo: / Novatec editora, 2009. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>SIQUEIRA, LUCIANO; BRENDEL, JENS-CHRISTOPH. // Virtualização. // Edição 4. // São Paulo: / Linux New Media, 2007. LAUREANO, MARCOS A. P.; MAZIERO, CARLOS A. &quot; Virtualização: Conceitos e Aplicações em Segurança &quot;. Minicursos em VIII Simpósio Brasileiro em Segurança da Informação e de Sistemas Computacionais. Disponível em: < http://www.mlaureano.org/vms/sbseg2008_texto.pdf >. Acesso em 20 de fev. 2011. Conceitos sobre Virtualização. Disponível em:< http://www.scribd.com/doc/8952213/Virtualizacao >. Acesso em 20 de fev. 2011. Artigo sobre Virtualização de Datacenter. Disponível em: < http://www.ccuec.unicamp.br:9000/CCUEC/database/images/Artigo_Virtualizacao_Datacenter.pdf >. Acesso em 20 de fev. 2011. Virtualização: da teoria a soluções. Disponível em: < http://www.gta.ufrj.br/ensino/CPE758/artigos-basicos/cap4-v2.pdf >. Acesso em 21 de fev. 2011. O IMPACTO DA VIRTUALIZAÇÃO NAS EMPRESAS. Disponível em: < http://www.excelenciaemgestao.org/Portals/2/documents/cneg4/anais/T7_0014_0102.pdf >. Acesso em 22 de fev. 2011. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Virtualização - VMWare e Xen. Disponível em < http://www.gta.ufrj.br/grad/09_1/versao-final/virtualizacao/ > Acesso em 04 de mai. 2011. </li></ul>

×