Teorema

541 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
541
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teorema

  1. 1. Escola Estadual Professor João Cruz Nome: Bruno Fernandes Higor Souza Sant’Ana n: 9 n:18 Larissa Lairan:23 Vinicius Augusto Sales da Silva n:37 Professores: Carlos Ossamu Cardoso Narita Maria Piedade Teodoro da Silva
  2. 2. Objetivo O objetivo que compõe o trabalho do o livro “O Teorema do Papagaio” de Denis Guedj, é contar em forma de o que acontece no livro por capítulos, promover o estudo da matemática por meio da filosofia e a Literatura, e informar aos alunos sobre a historia da matemática. Biografia de Denis Guedj
  3. 3. Ele estudou matemática em Paris ,para onde se mudou de forma constante desde 1957 .É um dos fundadores, com Claude Chevalley, do Departamento de Matemática do Centro de Vincennes experimental University, originalmente a Universidade de Paris VIII, desde sua fundação em 1969. Ele ensinou a história da ciência e epistemologia.Ele alcançou o sucesso em 1998 com a publicação do romance Teorema do Papagaio -traduzido para vinte idiomas- que traça o nascimento da matemática .Em 2009, ele participou do protesto inicial, reunindo professores e alunos, que bate as ruas de Paris na Place de Greve para 1.001 horas para protestar contra a lei sobre a liberdade e as responsabilidades das universidades Ele morreu 24 de abril de 2010. Capítulo 1- Nofutur
  4. 4. Em um sábado, Max foi aoMercado das Pulgas . Após passar por algumas barracas, estava andando quando viu dois homens tentando capturar um papagaio. Porém o papagaio não deixava os homens o raptar dava bicadas neles. Max com dó do animal foi pra cima dos dois homens. Enquanto isso, Perrete entregava uma carta ao Senhor Ruche, a carta vinha de Manaus. A carta era de ElgarGrosrouvre um velho amigo, e nela dizia que o Senhor Ruche iria receber uma coleção de livros, comcentenas de livros matemáticos. PerreteLiard a moça que trabalhava junto como Sr. Ruche, ela tomava conta da livraria:clientes, vendas, encomendas, contabilidade. Max chegou em sua casa com o papagaio na mão, seus irmãos estavam
  5. 5. olhando para o papagaio com um olhar estranho. O pássaro com cores vibrantes, verde e vermelho tinha uma marca na testa que parecia ser um machucado. Grosrouvre e Sr Ruche tinham se conhecido na universidade. Ruche gostava defilosofia e Grosrouvre de matemática. Muito confuso Sr. Ruche pensava: O que Grosrouvre queria com ele com esses livros?. Perrete não gostou nem um pouco do papagaio ali em cima, porém deixouo ficar. Capítulo 2- Max, o eólico. Max, filho adotado, foi adotado com seis meses, juntou-se a Jonathan-eLéa (irmãos de consideração) e Perrette( sua mãe) ; apenas muito tempo depois ( alguns anos) é que
  6. 6. sua mãe lhe contou a verdade sobre seu nascimento . Todo redondo, com uma testa larga, e coberta por cabelos cacheados quase ruivos. De olhos pequenos e negros, com o corpo incrivelmente musculoso, para sua idade. Mas porém era surdo, não foi de problema de nascimento pois se fosse logo iria ser mudo também, isso ele não era pois falava muito não ficava quieto por nada, nem que fosse falando com o papagaio, Max leu no bico do papagaio quando estava disputando o papagaio com os dois homens, percebeu, que os homens tentavam o pegar e colocar uma focinheira gritou: "Assassi...". Max apesar de seu problema para escuta , desenvolveu um sétimo sentido, seu corpo, por inteiro recebia os sons que fugia dos ouvidos. Era sensível a todos os ares.
  7. 7. Capítulo 3- Tales, o homem da Sombra. Era domingo Jonathan havia acabado de acordar e pensou que estava tendo alucinações; estava ouvindo alguém falando a história de Tales de Mileto, achou que fosse o rádio, mas não era; correu para a porta e viu Léa também assustada, percebeu que era Nofutur (o papagaio) contando a história. Léa não ficou nada feliz em ser acordada cedo pelo papagaio e foi reclamar o sr. Ruche, que fingia ler um jornal. Depois dediscussões, Léa teve curiosidade em saber quem foi Tales, e sr. Ruche, feliz por ter conseguido fazer Léa a se interessar começou a explicar. Depois de apresentar-lhes Tales, sr. Ruche
  8. 8. decidiu não parar mais; só precisava relembrar sobre a dimensão e as obras do de Tales, então correu para a Biblioteca Nacional. Após algumas manhãs na Biblioteca Nacional, o sr. Ruche tinha um caderno de anotações com tudo que precisava. Certa manhã de muito calor, Jonathan e Léa resolveram ir ao cinema assistir um filme para se animar. Na hora de voltar para casa, Max esperava-os na livraria, fazendo sinal para eles ir rápido e levou-os ao ateliê, onde o sr. Ruche apresentaria para todos a primeira seção; o lugar estava diferente, o chão coberto de tapete com finas esteiras de palha, Nofutur estava em cima de um tamborete e lá no fundo estava o sr. Ruche . Todos se sentaram em seus lugares, e Nofutur deu introdução ao assunto, quando terminou de falar, sr. Ruche
  9. 9. continuou o assunto deixando todos impressionados com a história de Tales. Capítulo 4- A Biblioteca da Floresta. Bateram na porta ,quando sr. Ruche abriu era um sujeitinho da Patrulha da França com um papel na mão, os livros que Grousrouvre havia enviado tinha chego, salvo do Brasil até a França. Eram várias caixas lotadas até a boca de livros, Perrette correu para ver também os livros de perto. Sr. Ruche estava num estado de intensa alegria, seus olhos brilhavam e sua vontade de organizar todos aqueles livros na biblioteca i era muito grande, mas ele teve que adiar essa vontade, pois precisava criar um princípio de arrumação para a “Biblioteca da Floresta”. Depois de
  10. 10. muito tempo pensando, sr. Ruche decidiu organizar a biblioteca através dos grandes períodos matemáticos, mas para organizar desse jeito ele ia ter que estudar e aprimorar nos assuntos. Max foi a um estande comprar ração, e levou o papagaio em seu ombro; lá ele olhava os animais a venda, e prestava atenção nas conversas das pessoas, quando ouviu a conversa entre um casal sobre papagaios, ficou atento. O casal queria saber como diferenciar o sexo de um papagaio, o atendente disse que se diferencia pelo tamanho da cabeça. Quando Max foi passar a ração no caixa, a cobradora começa a fazer algumas perguntas a sobre o papagaio e Max não responde, a mulher fala muito bem do animal e diz para Max que ele é de uma espécie chamada amazonas de testa
  11. 11. azul e vale uma fortuna, um dos melhores faladores que há. Max desconfiado saiu logo do mercado, se escondeu em uma banca de jornal, e vê a mulher olhando muito brava como se estivesse procurando alguém. Capítulo 5- O pessoal matemático de todos os tempos Senhor Ruche concentrado, queria estudar sobre os matemáticos da antiguidade, foi até á Biblioteca e anotou em seu caderno de notas algumas seções. Seção 1- Primeiro Período -Matemática Grega. Em seu bloco escreveu que tinha Pitágoras, aritmética, álgebra, obras de Tales, geometria,Escola de Atenas, Platão, Arquimedes. Estava anoitecendo, Sr. Ruche foi para sua casa mas no outro
  12. 12. dia de manhã lá estava ele estudando, anotou mais uma seção em seu caderno. Seção 2- A Matemática no mundo árabe- do século IX ao século XV. Os sábios árabes tinham conhecimentos básicosde filosofia, medicina, astronomia, matemática e física. No inicio do século IX, al-Khuwarizmi. Essa é uma das descobertas queSr. Ruche fez em seus estudos. Cansado de estudar, parou por hoje, mas ainda ele tinha dúvidas sobre a matemática. No outro dia Sr.Ruche estava doente, ficou dois dias de repouso depois disso, voltou aos estudos e passou para a Seção 3-A Matemática no Ocidente a partir de 1400. Era uma seção que iria ter várias informações por isso iria ter que dividi-la. O grande século da álgebra elementar, equação do
  13. 13. terceiro grau, geometria analítica, calculo infinitesimal. Anotou tudo isso em seu caderno. Sr. Ruche foi obrigado a acrescentar a Seção 4Matemática do século XX. Capítulo 6- A segunda carta de Grosrouvre. A segunda carta de Grosrouvre chega à casa do Senhor Ruche, a carta vinha informando que a carta era de Manaus (Amazonas), Sr Ruche não acreditava que era Grosrouvre pois ele jurava que o mesmo morreu no incêndio de sua casa. Perrete leu a carta para Senhor Ruche que escutava muito atento. Sr. Ruche ficou triste pela morte do amigo, em seu pensamento perdia seu amigo outra vez. Sr. Ruche só pensava no que tinha acontecido, e pensou, que
  14. 14. seu amigo sabia que iria acontecer o incêndio e mandou os livros para mim pois não queria que acontecesse nada com os seus preciosos livros. Senhor Ruche foi até uma cervejaria e pensava nos bons momentos vividos por ele, dos das contradições dos dois. Também pensava na matemática que seu velho amigo colocou em sua cabeça Ele pensou, pensou e pensou e finalmente conseguiu o resultado. Perrete foi até a cervejaria e sentou-se na mesa com ele, os dois começaram a conversar sobre seu passado, sobre a biblioteca. Era tarde, em seu “cantinho” Nofutur dormia. Capítulo 7-Pitágoras, o homem que via números em toda parte. Neste capitulo fala da vida de Pitágoras, ele com dezoito anos
  15. 15. participou de uma olimpíada e ganhou todas as competições , o sr.Ruche leu Vida de Pitágoras e chegou a seguinte frase “Pitágoras inventou a palavra filosofia” somam dos ângulos internos de um triângulo Os triângulos tem uma propriedade particular muito interessante relativa à soma de seus ângulos internos. Essa propriedade garante que em qualquer triângulo, a soma das medidas dos três ângulos internos é igual a 180 graus. Para verificar essa afirmação, considere um triângulo ABC qualquer. Considere ainda uma reta r, passando pelo ponto A e paralela ao lado. (fonte: livro). Capitulo 8 - Da impotência à segurança, os números irracionais. Esse capítulo é uma continuação que fala muito de Pitágoras Logo após a sessão de Pitágoras que foi longa e
  16. 16. cansativa. Perrette falou de maneira tão rispida com o sr. Ruche, mas depois refletiu no que fez. No capitulo em questão começou a crescer a vontade de ir ao Rio. Eles conversaram sobre como é o Rio, se havia mudado muito e como tinha ficado. Perrette contou aos outros que Síerores foi destruída pelas tropas de Crotona. Mas quem começou foram os pitagóricos, ela deixou bem claro, mas ele só estava se recordando. O capitulo aborda segmentos notáveis e também tem uma discussão matemática depois disso no final a parte q chamou a atenção foi que todos pegaram o garfo e começaram a bater no copo e cataram um reggae: Que bom! Que bom!
  17. 17. Não tem fração com quadrado igual a dois! Ora, pois, pois! Ora, pois, pois! Esse reggae emocionou sr.Ruche e todos fizeram uma pergunta pra ele acusmaticos ou matemáticos? Ele respondeu Matemáticos com certeza. É um capítulo complicado, mas as partes que explica a matemática ficaram bem claras e objetivas. Capitulo-9 Euclides, o homem do rigor. O capitulo foca no final da biblioteca. Euclides nasceu na Síria. Foi um dos matemáticos mais importantes de todos os tempos. O sr Ruche na sessão explicou o que é circunferência inscrita circunferência circunscrita
  18. 18. mostrou outras coisas como poliedros regulares como cubo , dodecaedro e etc ,Em Alexandria todos tentavam deixar a biblioteca mais bela que pudesse. Nesse capítulo apeacem caçadores de livros; os soldados começaram a revistar as bagagens dos passageiros quando o navio chegava no porto de Alexandria. Fala também Euclides é o pai da geometria. Nesse mostra um pouco de imagem, mas assim mesmo as partem matemáticas são fáceis. Capitulo-10 O encontro de um cone com um plano Este capitulo é um dos capítulos do livro que mais aborda a matemática O Senhor Ruche colocou um projetor para ensina-los sobre circunferência, elipse, parábola e hipérbole; cada
  19. 19. uma dessas tem uma figura que são diferentes umas das outras, algumas tem somente uma linha, outras dois ramos etc. Todos explicaram um desses tópicos, Nofutur anunciou a parábola. Usando objetos geométricos para o estudo, para explicarem, cada objeto utilizado tinha a forma de um desses elementos. Quando toda essa explicação acabou muitas surpresas apareceram em forma de avisos matemáticos. Cleópatra apareceu e depois sumiu. A princesa do rio Nilo também. Muitas suspeitas de Alexandria se apareceram, e sr. Ruche começou a contar sobre o império de Alexandre, que se fundiu com o império Romano. Esse é um dos capítulos que traz muitas revelações ao leitor.
  20. 20. Capitulo 11 - Os três problemas da RueRavignan. Morte de Grosrouve: incidente, criminal ou suicídio? Eis a questão. Era natal e Perrette caprichou na no figurino e adereços deixou o Nofutur com inveja. Os três grandes problemas da antiguidade era a duplicação do cubo, trisseção do ângulo e quadratura do círculo. As dúvidas começaram a partir da duplicação do altar do Apolo na ilha de Delos. Jonathan ficou surpreso pois não imaginava que a mãe dele pudesse se exaltar por uma história de cubos. Os Atenienses não compreendiam porque não conseguiam resolver esse problema que parecia tão simples. Aquistas de Tarento fazendo a interseção de três superfícies, um cone, um cilindro e toro. Já Meneco, utilizou duas
  21. 21. crônicas: hipérbole e parábola. Mas o primeiro que ousou transgredir a lei da régua e compasso foi Hipias de Elis, o sofista. Capitulo-12 Os obscuros segredos do IMA. O Sr. Ruche não sofria de insônia ele dormia quando sentia sono quando apagava a luz e o sono vinha quando ele deitava na cama demorava um pouco mais vinha mas quando conseguia dormir só acordava de manhã, porem naquela noite não aconteceu nada desse jeito. Ele acordou no meio da noite e estava convencido que Grosrouvre lhe dirigia uma mensagem. Sua cabeça fervia e teve a ideia de ler já carta escrita por Grosrouvre que dizia: "Para me
  22. 22. referir a mesma juventude, toda vez que eu escondia algo, você dava um jeito de descobrir". Sr. Ruche leu todas as cartas atentamente e descobriu que seu velho amigo não escondeu nada dele, e sim de pessoas com intenções malévolas, isso mostra a parceria ,a amizade dos dois. Capitulo 13 - Bagdá durante A álgebra não nasceu na Grécia, o Sr. Ruche começou a contar uma história para Jonathan e Léa na primeira sessão daquele ano. Explicou que álgebra, que quando não sabe se vai. Quando Sr. Ruche no ateliê está contando entra um forte cheiro de incenso anunciando as vagas de sons suaves de um instrumento de cordas. Logo em seguida Sr. Ruche explica a história de Bagdá que tudo começou
  23. 23. no ano 773 quando foi em uma caravana cheia, vindo das Índias apresentou-se as portas de ModinalolSolan, a cidade da paz Bagdá como Alexandria era uma cidade nova e situava se entre dois rios o Tigre e Eufrates e cada um dos ricos possuía um barco pois a cidade era cortada por esse rios uma diferença entre Alexandria e Bagdá era que Alexandria era retangular e Bagdá circular ela era chamada de Cidade Redonda . Capitulo 14 – Bagdá Depois. No capítulo Siracusa O Sr. Ruchw encontrou um velho amigo que era Dom Otávio. Siracusa tinha lalomias, sem contar que existia um enorme penhasco e dois portos que eram um atrás do outro, comparado as orelhas
  24. 24. de Dioniz, era um velho tirano que morousua vida toda lá. Quem pode o menos, pode o mais Nesse capitulo na época VII a.C. apresenta uma grande batalha que acontecia no lado Norte e Sul de Fortaleza mostrando quem foi Arquimedes, o que demonstrou na esfera que um terço do volume do cilindro com o volume. Mamaguena! Sr. Ruche, Max e Nofutur entram no avião rumo a Manaus junto com dom Ottavio; na viagem Sr. Ruche conversa com dom Ottavio, sem entender como Max tinha conseguido se encontrar, no mesmo momento com o papagaio no “Mercado das Pulgas” naquela manhã de agosto, era um acontecimento bem raro, considerando as probabilidades ínfimas. Mas Sr. Ruche não acredita em Deus, e nem em destino, ele acredita que se algo
  25. 25. acontece, é por que realmente havia razões para aquilo acontecer. Tomando seu suco, Sr. Ruche avistava lá de cima os largos meandros que encompridavam o curso do Amazonas; ele não conseguia entender como Nofutur antes de estar presente naquele episódio do Mercado das Pulgas em Paris, esteve com Grosrouvre lá em Manaus aprendendo as demonstrações que guardava como segredo. Chegando a Manaus, passaram a primeira noite num grande hotel; um lugar que conservara belos vestígios de seu esplendor do início do século. No outro dia bem cedo, partiram para a propriedade de Grosrouvre, onde tentariam trazer de volta a memória de Nofutur. Mas o inesperado
  26. 26. acontece, Nofutur não se lembra de mesmo e o BBA ficou muito bravo. Capitulo 15 – Tartaglia, Ferrari. Da espada ao veneno. No capitulo Papagaio voasse; nisso ele vê que não tem mais jeito e dá um tiro no papagaio, Max tenta impedir, mas o papagaio já morreu. No mesmo momento, Perrette liga para o Sr. Ruche de Paris um pouco desesperada; mas ela liga para informar o que havia lido em um jornal pela manhã: que O Ultimo Teorema de Fermat tinha acabado de ser demonstrado por um matemático inglês, Andrew Wiles. 26 As Pedras do Vau Perrete resolveu fazer um jantar suntuoso para a chegada de Max e do Sr. Ruche, todos estavam na mesa discutindo o incêndio, a morte de
  27. 27. Grosrouvre e a descoberta de Andrew Wiles; o debate estava realmente bom, quando a campainha toca e Jonathan vai atender. Não é ninguém menos que Albert e Habibi, que entram todo lampeiro dizendo que tocaram a campainha por que viram a luz acesa, essa fala dá um aperto no coração do Sr. Ruche, lembrando se da última vez que ouviu essas palavras. Max saiu da mesa olhando triste para o lugar em que Nofutur estava durante seis meses, e trancouse no seu quarto. Quando Habibi e Albert gritam “Vimos a luz acesa, então tocamos!”, a porta do quarto de Max se abre e ele aparece, trazendo um bolo enorme, no qual estava plantado uma floresta de velinhas. Mais gritos de “feliz aniversário” indo na direção do Sr. Ruche, que estava completando
  28. 28. oitenta e cinco anos. Chegara até lá vencendo a lei das sequências. No bolso do Senhor Ruche está o seu grande segredo, que trouxera de Manaus escrito assim: “No incêndio de Crotona provocado por Cílon, um dos pitagóricos conseguiu escapar. Gr...”. Capitulo 16 – Igualdade. O Senhor Ruche contou a historia do igual no ano de 1557 o matemático Recorde inventou esse = esse sinal foi inventado para substituir a palavra aequalis despois de ter inventado ele foi preso em Londres por ter muitas dividas e morreu meses depois. Jonathan e Léa inventaram um musical. Senhor Ruche nunca foi militante de causa nenhuma, mas tinha fibra política; seu engajamento
  29. 29. na Resistencia antinazista durante a guerra deixara elas políticas, ideológicas, religiosas ou econômicas. Era simples: ele odiava qualquer opressão; na sua cabeça existia uma espécie de axioma implícito que o levava a se posicionar naturalmente do lado. Capitulo 17 - Fraternidade, Liberdade. Abel Calois. Para os primeiros algebristas uma equação era solúvel ou insolúvel: ou ela tinha uma raiz ou não tinha. Cardan, Bombelli e outros foram forçados a admitir que era mais complicado. E, por isso mesmo mais interessante. Acabaram levantando uma questão geral relativa ao número de raízes de uma equação. Antes de calcula-las e tentar determina-las
  30. 30. pensaram que seria bom saber, a priori, quantas havia. Uma equação de segundo grau poderia ter três soluções? Uma de quarto grau pode não ter nenhuma solução? Dava para ter alguma certeza sobre essa questão? Em sua “invenção nova sobre a álgebra” publicado em 1629, Albert Girard pressentiu que uma equação de grau n tinha n raízes... se fossem levadas em conta as raízes imaginarias e se cada raiz fosse contabilizadas tantas vezes quantas interviesse. Uma raiz dupla, um exemplo contava duas vezes. D’Albert, o homem da enciclopédia, fez uma primeira tentativa de demonstração em 1746, seguindo por Euler em 1749. Depois por outros dois franceses, Louis Langrange e Pierre- Simon Laplace. Finalmente, foi um alemão, Karl Langrange Gauss, o
  31. 31. “príncipe dos matemáticos” que deu a primeira demonstração completa. Aliás, não satisfeito por dar uma, deu outras três. Este ai uma bela prova de necessária distinção entre o enunciado de um teorema e sua demonstração. Capitulo-18 Fermat, o Principe dos amadores. No capitulo: As equações algébricas tinham esgotado o Sr. Ruche. Quase como se ele próprio tivesse tido de resolvê-las. Sentiu a necessidade de dar uma parada. De dieta por vários dias. Nada de biblioteca da Floresta, nada de Grousrouvre, nada de Manaus, nada de fiel companheiro. Sentiu uma enorme necessidade de tirar férias. Férias! Este ai uma palavra que havia desaparecido do
  32. 32. seu vocabulário. É verdade que agora, o Sr. Ruche trabalhava. E que trabalhando, tinha direito a férias. Mas não cinco semanas. Não aguentaria Os preparativos do passeio não passavam despercebidos nas velhinhas, que saiam as pencas para fazer suas compras. Em seus olhares duros, não havia nem repreensão em desaprovação mais invejava. Se eles ousassem, teriam largado as cestas ali mesmo e teriam se juntado aqueles dois velhotes para um dia inesperado. No dia seguinte o Senhor Ruche resolveu não fazer nada. O dia foi bem comprido. Passou várias vezes na livraria. Da primeira para consultar uma obra sobre os impressores. Acabou descobrindo o que buscava: a igreja vista de Vetheul, pintada por Monet. Pintada no ateliê atracado bem ao lado do
  33. 33. lugar em que haviam almoçado. A semelhança entre os dois Pierres parava por ai. Fermat tinha uma testa larga, uma covinha no queixo e cinco filhos. O livro de Montmartre desaparecia diante do conselheiro do Partamento de Toulouse, membro da câmera de Recursos, Conselheiro da câmara do Edito. Se bem que, quanto ao titulo “Conselheiro da Câmara dos Inquéritos”, o Senhor Ruche sentiu certa afinidade... Capitulo-19 A Rosa dos ventos. Em matemática os “bons problemas”, geralmente são aqueles formulados de maneira simples... Mas cuja resolução se revela particularmente difícil. Quanto maior a distância entre simplicidade da formulação e a complexidade da solução, “melhor” o
  34. 34. problema. Desse ponto de vista, a teoria dos números é uma mina de bons problemas. Em teoria dos números, Fermat é incontestavelmente melhor. Num Pascal, nem Descartes, nem qualquer outro matemático contemporâneo obteve resultados comparáveis. Tratava-se da pesquisa das propriedades dos números em si. A partir da separação em números pares e impares, em números primos e compostos, o jogo consiste em representar um número como soma de quadrados, de quantos cubos? De uns tempos para cá, os números primos se tornaram extremamente importantes em criptografia. A maioria das codificações modernas se baseia nas propriedades dos números primos Bonito nome tem esse tipo de raciocínio criado por Fermat: se
  35. 35. quisermos provar que problemas não tem solução em números naturais, mostraremos que ele admitisse uma, teria outra cem números menores, tinha escrito Grousrouvre. “Tudo bem, mas por que isso é uma prova? perguntou-se. “Ora bolas, por que só há um número finito de naturais inferiores a uma natural dada”. Ou seja. Justamente porque a regressão não pode ser infinita!”. Capitulo-20 Euler, o homem que via a matemática. Nesse capítulo após uma longa noite, o Senhor Ruche levanta da ressaca da noite do dia anterior que passou sem tempo acordado, no dia seguinte depois que as tarde chega, ouve alguns ruídos vindo do apartamento, gritos do papagaio Nofutur e passos.
  36. 36. Ele meio com medo corre para o local, mas a biblioteca não tinha nada diferente do que ele tinha deixado, mas percebe que o Nofutur havia desaparecido imediatamente ele liga para a polícia e sua biblioteca tem que ser fechada. Ruche retorna com a pesquisa com sua equipe e o próximo nome da lista de Grosrouvre era Euler, nascido na Basiléia em 1707, um grande filósofo matemático. Capitulo-21 Conjeturas e Cia. No capitulo: se passa da história quando o próximo nome da lista de Grosrouvre que viria seria o nome de Goldbach, de acordo com o que matemático prussiano Christian Goldbach, que é um dos problemas mais antigos que não havia sido resolvido da matemática, mais
  37. 37. precisamente da teoria dos números. Sendo assim ela diz que todo número par maior ou igual a 4 é a soma de dois primos. O matemático explica detalhadamente que todos os números pares e uma forma a outra são formados por dois ou mais números primos, sendo assim para cada número par formado tem dois ou mais números primos somados. Nesse capítulo mostra diversos problemas que matemáticos quebram a cabeça para resolver eles, mesmo com diversos acadêmicos achando impossível resolvê-los. Alguns desses problemas eram: trissecção do ângulo, duplicação do cubo e quadratura do cubo. Os problemas são encarados por acadêmicos com a mínima possibilidade de ser resolvidas. Sendo esses problemas,
  38. 38. que foi resolvido por o matemático que foi mencionado no livro. Capitulo 22 -Impossível é matemático. O Capitulo fala que a Academia Real de Ciências de Paris, no ano de 1775, naquele ano a academia resolveu não tentar solucionar a trissecção do ângulo, duplicação do cubo e quadratura do circulo resolveu solucionar a maquina anunciada a “moto-perpetuo “ .No meio do século um matemático sugeriu que a quadratura do circulo era impossível essa tese não produziu nenhum efeito. Quando o sr.Ruche explicava sobre os três problemas o Nofutur foi sequestrado ,quando o Peugeot atravessava a fronteira o telefone tocou o Max atendeu Nofutur tinha sido encontrado e estava bem mas o Max era surdo então ficou um silencio
  39. 39. e depois a mulher transmitiu para todos. Capitulo-23 Gostaria de ver Siracusa... Siracusa tinha latomias (pedreiros que rodeavam por lá), sem contar com seus dois portos que são de juntos uns dos outros (um atrás do outro), e um enorme penhasco, que era comparado as orelhas de Dionizio, que era um tirano que morou por lá até a sua velhice. O Sr. Ruche ter encontrou seu velho amigo Dom Otávio. Nesse capítulo fala bastante do que Siracusa. Citados como eles portos, entre outros. Siracusa tinha muitas coisas e também fala também o motivo por que se gostaria de ver Siracusa. Siracusa é uma cidade onde eles passam.
  40. 40. No capitulo: apresenta uma batalha que acontecia no lado Norte e Sul de Fortaleza, na época de VII A.C. Mostrando que Arquimedes foi quem demonstrou o volume da esfera que um terço do volume do cilindro. Ao decorrer do capítulo sita uma grande batalha no lado Norte e Sul em que um grande matemático mundialmente conhecido que foi Arquimedes que foi quem demonstrou o volume da esfera que um terço do volume do cilindro. Arquimedes mostrou aos poucos como seria feito a medição do cilindro. Quando Sr. Ruche no ateliê está contando entra um forte cheiro de incenso anunciando as vagas de sons suaves de um instrumento de cordas. Logo em seguida Sr. Ruche explica a história de Bagdá que tudo começou no ano 773 quando foi em uma
  41. 41. caravana cheia, vindo das Índias apresentou-se as portas de ModinalolSolan, a cidade da paz Bagdá como Alexandria era uma cidade nova e situava se entre dois rios o Tigre e Eufrates e cada um dos ricos possuía um barco pois a cidade era cortada por esse rios uma diferença entre Alexandria e Bagdá era que Alexandria era retangular e Bagdá circular ela era chamada de Cidade Redonda . Capitulo-24 Arquimedes. Quem pode o menos, pode o mais. Este capítulo nos apresenta a evidência de uma batalha que acontecia no lado Norte e Sul de Fortaleza, na época de VII A.C. Mostrou que Arquimedes foi quem
  42. 42. demonstrou as armas das duas partes envolvida na batalha, demonstrou também o volume da esfera que é um terço do volume do cilindro, o Max ficou falando para Nofutur e Dom Ottavio às palavras que ele fez e o Max falou Mamaguena e Nofutur não expressou nada, e no final fala que quando os gêmeos ficarem sabendo que o sr.Ruche,Max e Nofutur foram para a Amazônia entenderam que a viagem não valia nada. Capitulo-25 Mamaguena! Depois de passar por Siracusa, o Senhor Ruche, Max e Nofutur foram em direção a Amazônia em um jato fretado por Dom Ottavio; a viagem foi turbulenta, chegando a Manaus (a
  43. 43. cidade lendária) passaram a primeira noite em um hotel, e logo de manhã foram em busca de novas respostas, foi então que conheceram uma índia já em idade avançada por nome de Melissa, que sabia tudo sobre a vida de Elgar. Foi nesse intermédio na visita que o senhor Ruche acaba de achar a demonstração do ultimo teorema de Fermat. Porém mal sabia ele que seu patrão Ottavio havia sido morto. Capitulo-26 As pedras do vau. Este capítulo baseia-se em um mistério, o mistério da "morte" de Grosgrouvre, mas estava muito longe
  44. 44. de ser solucionado. Wiles que foi o matemático que conseguiu demonstrar as conjecturas de Grosrouvre conseguiu atravessar o rio e chegar à casa de Senhor Ruche, chegando lá, Max desce com um bolo de oitenta e cinco velas, era aniversário de Sr Ruche, ele estava observando atentamente seu bolo, quando viu um bilhete, que estava no bolso de Max vindo de Manaus, por Dom Otávio, que escreveu que havia conseguido escapar do incêndio, e estava vivo, Senhor Ruche leu o bilhete, mas resolveu não contar a ninguém.
  45. 45. Levantamento de enigmas e apresentação em forma de paráfrase  Há trafico de animais  Alguém tentou matar Elgar  O papagaio que achavam que era macho era femea  Quadros são roubados  Que Ottavio é um sequestrador que sequestrou Max, sr.Ruche e Nofutur
  46. 46. Por que ler o Livro Vale a pena ler o livro “O Teorema do Papagaio”, pois o autor descreve uma história onde a Matemática éo foco principal, onde vários fatos vão acontecendo e os personagens tentam resolver através da Matemática; é uma trama bem desenvolvida. O livro é ótimo para quem quer ir em busca de uma nova aventura e divertir-se.

×