Blog floquinnho

1.052 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Blog floquinnho

  1. 1. [Insira o Título da Postagem Aqui]FLOQUINHO DE ALGODÃOHavia uma pequena aldeia onde o dinheiro não entrava. Tudo o que as pessoascompravam, tudo o que era cultivado e produzido por cada um, era trocado. A coisa maisimportante, a coisa mais valiosa, era a Amizade. Quem nada produzia quem não possuía coisasque pudesse ser trocadas por alimentos, ou utensílios, dava seu CARINHO.O CARINHO era simbolizado por um floquinho de algodão. Muitas vezes, era normal queas pessoas trocassem floquinhos sem quere nada em troca. As pessoas davam ser CARINHO, poissabiam que receberiam outros num outro momento ou outro dia.Um dia, uma mulher muito má, que vivia fora da aldeia, convenceu um pequeno garoto anão mais dar seus floquinhos. Desta forma, ele seria a pessoa mais rica da cidade e teria o quequisesse.Iludido pelas palavras da malvada, o menino, que era uma das pessoas mais populares equeridas da aldeia, passou a juntar CARINHOS e em pouquíssimo tempo sua casa estava repleta defloquinhos, ficando até difícil de circular dentro dela.Daí então, quando a cidade já estava praticamente sem floquinhos, as pessoas começarama guardar o pouco CARINHO que tinham e toda a HARMONIA da cidade desapareceu.Surgiram a GANÂNCIA, a DESCONFIANÇA, o primeiro ROUBO, o ÓDIO, a DISCÓRDIA, as pessoas seXINGARAM pela primeira vez e passaram a IGNORAR-SE pelas ruas.Como era mais querido da cidade, o garoto foi o primeiro a sentir-se TRISTE e SOZINHO, oque fez o menino a procurar a velha para perguntar-lhe e dizer-lhe se aquilo fazia parte da riquezaque ele acumulara.Não a encontrando mais, ele tomou uma decisão. Pegou uma grande carriola, colocoutodos os seus floquinhos em cima e caminhou por toda a cidade distribuindo aleatoriamente seuCARINHO.Assim, sem medo de acabar com seus floquinhos, ele distribuiu até o último CARINHO semreceber um só de volta.Sem que tivesse tempo de sentir-se sozinho e triste novamente, alguém caminhou até ele e lhedeu CARINHO. Um outro fez o mesmo... Mais outro... e outro... Até definitivamente a aldeia voltouao normal.Receber CARINHO é muito bom. E o simples gesto de lembrar que um amigo existe é a forma maissimples de fazê-lo.ESTE É MEU FLOQUINHO DE NEVE PARA VOCÊ!!!
  2. 2. CRIANÇA MERECE CASTIGO?Logo pela manhã, ao entrar no quarto de seu filho, a mãe viu os grandes círculos azuis desenhadosna parede recém-pintada. Aninha com cinco anos, considerava a parede como a tela ideal para suas"pinturas". Flávio, de quatro anos, pretendia por sua vez cortar a cauda do gatinho de estimação,"só para ver o que havia dentro". Simples "curiosidade científica". A bola foi o melhor presente nooitavo aniversário de Paulo. Uma bola grande, branca, bonita, pronta para receber chutes edesenvolver o talento futebolístico do garoto. Mas o gol escolhido estava assustadoramente próximoda janela da cozinha... Maria, sete anos, fazia maravilhosas colagens com figuras recortadas derevistas e jornais. Até que um dia descobriu, na estante do papai, que os livros tinham figuras muitomais interessantes.Estas e outras situações semelhantes deixam os pais desesperados, sem saber o que fazer. Mesmoadvertidas, as crianças muitas vezes insistem nas travessuras. Criam assim os chamados problemasde disciplina, para os quais baterem e castigar continuam sendo as soluções mais populares, mesmopara os pais que condenam teoricamente tais métodos.Na verdade, punir drasticamente o filho é uma tentação muito grande, pois resolve oproblema imediato: consegue fazer com que a criança obedeça. No entanto, ao bater, o paidescarrega sua agressividade, aliviando a própria tensão. Contudo, as consequências do castigo nãoterminam com o alívio dos pais e a obediência da Criança. Ela está em contínuo processo deaprendizagem e ao ser punido extrai uma lição de atitude dos pais furiosas: "Quando está com raiva,a gente bate".Por outro lado, um dos piores efeitos da punição, especialmente as de caráter físico, é queela pode interferir no desenvolvimento social. Castigos frequentes tiram da criança a nascenteresponsabilidade de julgar os próprios atos. Em vez de corrigir, a surra passa a compensar a máação.O PENSAMENTO "NÃO ESCREVO NA PAREDE, PORQUE APANHO" é substituído por:"POSSO ESCREVER NA PAREDE, PORQUE APANHO". Nesse caso, o hábito do castigolibertou a criança para o "mau comportamento".Algumas crianças parecem, às vezes, estar "pedindo para apanhar". Sentem culpa e raiva eprecisam de ajuda para manejar tais sentimentos com os quais ainda não aprenderam a lidar. Se acriança desobedece intencionalmente, pode-se imaginar que ela quer ser punida; mas, às vezes, umaconversa franca e aberta resolve, quando consegue que a criança expresse seus sentimentos deculpa.Ao mesmo tempo, se os pais sabem colocar e reforçar claramente as regras que limitam aação infantil, a necessidade de punição (sob qualquer forma) diminui consideravelmente. Contantoque tais regras sejam curtas, concisas, compreensíveis, razoáveis e em pequeno número. Levandoem conta as necessidades, a formação e o ponto de vista da criança, é possível definir o que deve serpermitido e o que precisa ser proibido."Uma criança é sempre uma criança". Isto significa que as roupas foram feitas para sujar,correr é o melhor meio de locomoção, o mundo é mais bonito visto de cima de árvores e muros,latas são bolas que não pulam, mas servem para ser chutadas.
  3. 3. ------------------------CASTIGO?Entendendo o comportamento característico da criança. Os pais podem ser permissivos, isto é,aceitá-las como pessoas que tem direito a todas as espécies de sentimentos, desejos e fantasias, quedevem manifestar por meio de comportamentos adequados. Mas a superpermissividade, que aceitatodos e quaisquer atos das crianças, mesmo os indesejáveis, é prejudicial. Imitando seu herói datevê, Julinho desejava quebrar os MÓVEIS da casa e, de sobra, esmurrar os amiguinhos, Bem, nãose pode comprar mobília nova a cada vez que Julinho assiste à TV, mas seus impulsos precisam serrespeitados, A solução é encaminha-lo para uma tarefa em que possa descarregar sua agressividadee sua energia: correr no quintal ou num parque, chutar a bola.A permissividade cria confiança e aumenta a capacidade de expressar sentimentos e ideias.A superpermissividade, porém, gera ansiedade e estimula maiores exigências e solicitações que nãopoderão ser atendidas.Limite Tem Seus LimitesLimitar os atos não significa limitar os desejos, que devem ser entendidos e respeitados pelos pais,No caso de Flávio, que queria cortar o rabinho do gato a mãe limita a ação, mas aceita acuriosidade, dizendo: "Vamos ver se a gente acha alguma figura que mostre como ele é por dentro".Da mesma forma com Aninha, que desenhava nas paredes: "Aninha, as paredes não sãopara desenhar, pegue estas folhas de papel e faça um lindo desenho". Em ambos os casos, osdesejos das crianças foram identificados e respeitados; os limites só foram impostos aos atos, ouseja, à maneira pela qual as crianças queriam satisfazer seus desejos.No entanto, não se pode esquecer que a extrema mobilidade e agitação da criança nãocorrespondem a desejos manhosos, mas a necessidades estreitamente ligadas ao processo dedesenvolvimento. Portanto, a limitação aos atos não se aplica nunca à atividade física das crianças:"Não corra", "Será que você não pode andar normalmente como todo mundo?", "Não fiquepulando", "Por que você fica num pé só quando você sabe que tem dois pés?" A inibição física dascrianças pequenas gera tensões emocionais que são expressas sob forma de hiperatividade eagressão. É natural que o bom estado dos Móveis mereça sobrepor às exigências da boa saúdemental e física das crianças. O ideal é que elas possam ter um lugar apropriado para suas correrias.“Os limites são colocados com firmeza, mas de forma que a CRIANÇA PERCEBA QUALÉ O COMPORTAMENTO INACEITÁVEL E O PORQUÊ”. Ao mesmo tempo, é apresentadauma solução: o que pode ser feito em substituição. No caso de Paulo: "A janela não pode serquebrada. Mude o gol de lugar para que você possa chutar em outra direção”.É preferível que um limite seja total e claro do que parcial e confuso. Por exemplo, existeuma nítida diferença entre "jogar água na irmã" e "não jogar água na irmã". Mas se a permissão forpara "jogar só um pouquinho de água", a criança ficará sem critério para tomar decisões e serátentada a experimentar até onde vai esse "pouquinho". No entanto, o limite é colocado de maneira anão provocar muito ressentimento e a resguardar a autoestima da criança. Deve transmitirautoridade e não insulto. Se Aninha a pintora das paredes, recebesse uma repreensão, como porexemplo: "O que é que você está fazendo, sua porquinha? Você não sabe que eu detesto paredes
  4. 4. sujas?” Não sei mais o que sentiria humilhada, com raiva da mãe e talvez acabasse pensando: "Souuma porquinha e mamãe não gosta muito de mim por causa disso...”.As regras são mais facilmente aceitas quando colocadas sucinta e impessoalmente: "Está nahora de ir para a cama" é mais prontamente atendido do que: "Você é muito criança para ficaracordado até tarde. Vá para a cama". Melhor ainda se a ordem deixar claros os motivos daproibição imposta: "Os brinquedos foram feitos para brincar. Ficam inúteis se forem quebrados",em vez de: "Não quebre os brinquedos, eles custam caro".Os Infratores da LeiHá três tipos possíveis de transgressão dos limites: acidental (Paulo aceitou as sugestões damãe e mudou o lugar do futebol; mesmo assim, num lance muito infeliz, a bola quebrou a janela);acidental com desobediência (Paulo manteve o jogo próximo à janela, que acabou quebrada); eproposital (Paulo chutou a bola contra a janela). No último caso, trata-se de uma criança que "pedepara apanhar"; mas, nos outros dois, a transgressão gera ansiedade aumentada por medo à represáliaou castigo.Se for acidente, o melhor é convencer isso a criança, planejando com ela providências paraque o fato não se repita. Se houve desobediência, é inútil aumentar ainda mais a ansiedade comlongas e irritadas explicações sobre os limites transgredidos. Mais razoável é reforçar de modofirme a regra violada. Num caso como o de Silvinha, que grita "Não vou" quando a mãe chamapara o banho, é prejudicial aceitar o desafio para uma "batalha de vontades", respondendo algocomo: "Você vai, sim, porque eu quero" ao que Sílvia talvez respondesse: “Você quer, mais eu nãoquero", e daí por diante. A reação mais acertada seria: "Eu sei que você gostaria de ficarbrincando, mas é nora do banho e nós temos que ir". Se assim mesmo Silvia resiste e continua abrincar, a mãe deve tomá-la pela mão e levá-la para casa, com bondade e firmeza. Com criançaspequenas a ação, às vezes, fala mais alto do que as palavras.Certas vezes, contudo, o rompimento frequente de limites ou a transgressão de regrasessenciais tornam necessária a punição. Mas o castigo deve ser proporcional ao ato cometido, enão aos prejuízos causados, ou ao grau de irritação dos pais. 13/02/2013.EXPORIOVime e Requinte. com . br oferece Berço para Bebe no site ou na Feira da gestante e BebeRiocentro com os mais Lindos Produtos e a maior variedade de Artigo infantil, no site doVime e Requinte você também encontra os melhores produtos a um valor acessível eentrega imediata confira! Conheça! Curta Vime e Requinte e Berço Moisés de Vime noFacebook e fique por dentro das novidades para Berço de Bebe!Expo Rio Bebe e Gestante e aqui em nosso Blog você encontra tudo de mais bacana para essemomento especial da sua vida "A Gestação" foi pensando como mamãe que fizemos com todocarinho cada postagem para o Bebe e Gestante do Rio de Janeiro e Brasil
  5. 5. Riocentro Mega Gestante e Bebe o maior evento de vendas de ARTIGOS para GESTANTE,BEBE E CRIANÇA no BRASL.Mega Expo Bebê e Gestante, Temos o prazer de apresentar o nosso lindo trabalho em Berço paraBebê com Kit Berço e outros Artigos para Bebês venha conhecer! Berço para Bebêhttp://www.vimeerequinte.com.br/http-www-vimeerequitnte-com-br-berco-moises-de-vime-rj-com-capota-branco-kit-berco-opcional.htmlGestantes do Rio de Janeiro, Capital, na Expo Bebê e Gestante.Expo Rio Centro 2013Expo bebe e Gestante rio centroExpo Bebe Rio CentroRio Centro Expo Bebe e GestanteExpo Bebe Riocentro07/11/2012Chá de BebeLista de Chá de bebe ou Chá de FraldaLista Básica: Atualmente fica por conta da mamãe e do papai. Motivo: Personalizada a Compra aogosto da mamãe todo o enxoval com o tema desejado, cores, etc...CobertorzinhoManta (normalmente vem junto ao kit saída do hospital)Bolsa da MaternidadeTermômetro DigitalToucaPagãozinho
  6. 6. Macacão M e GMeiasJogo de LençolSapatinhosToalhas FraldasToalha de Banho com CapuzTravesseiro AntialérgicoHaste flexívelCadeirinha e Babador (a partir do 6º mês)Quarto do BebêBerço CamaLixeirinhaPorta FraldaBandejaRoupeiroCômodaPoltrona para AmamentaçãoBerço Moisés desmontável mais kit berço com (mosqueteiro)Trocador de FraldaFarmacinha (álcool 70 para umbigo, gaze, hastes flexíveis, etc... Veja mais abaixo em Higiene doBebê).Enxoval do Bebê6 pagão6 calças compridas6 casacos6 blusas manga curta
  7. 7. 6 blusas manga comprida6 macacões tamanhos grandes (o tamanho pequeno perde rápido).6 pares de meia2 sapatinhos tecido confortável (2 porque perde rápido)2 toucas2 toalhas com capuz1 pacote de toalhas fraldaHigiene do BebêShampooCondicionadorCreme contra assaduraSabonete neutro para BebeSaboneteiraÓleoPacote de algodãoLenço UmedecidoTesourinha ou lixa para aparar as unhasTermômetro digitalTermômetro para banheiraKit escova e penteBanheira (suporte opcional)Dedal próprio para higienização da gengiva e dentinhosAlimentação do BebêPratinhoCopinho com tampaKit Talheres
  8. 8. Mamadeira (opcional caso a mamãe esteja impedida de dar o peito, após os 6 meses já podetomar mingau na colher).Chuquinha (caso o bebe se alimente apenas no peito até os 6 meses, não é necessária).Cadeirinha e 5 babadores com forro impermeável (evita molhar ou sujar a roupinha e o bebê)Recomendado amamentação até os 6 meses de idade, após iniciar introdução de sopinhas, suco,água e fruta raspadinha.Estaremos postando sobre a alimentação para bebês a partir de 6 meses.Acompanhe nosso blog, Visite nosso site: www. vimeerequinte.com.br e Fique por dentro denovidades.Lista Moderna: Atualmente utilizada para Chás de bebê."Muito utilizada para receber muitas fraldas de presente dos amigos e convidados."*Geralmente com esse CHÁ DE FRALDAS DESCÁRTAVEIS os pais não precisamcomprar produtos durante os primeiros 6 a 1 ano de vida do bebê. Uma economia etranquilidade e tanto né?Você pode adicionar a marca preferida ex.: Fraldas Pampers, Fraldas Turma da Mônica, PomadaContra Assaduras Turma da Xuxinha, Pomada contra Assaduras Hipoglós, Lenços UmedecidosTurma da Xuxinha, etc...Caso a criança tenha algum tipo de alergia você poderá trocar o produto em algumas farmácias,geralmente os produtos indicados acima são antialérgicos, outra dica e o tamanho da fralda se acriança for muito grande ou você ganhar muitos produtos de um determinado tamanho tambémconseguirá trocar em algumas farmácias sem problemas.* Seria interessante solicitar na lista o anexo da nota de compra para o caso de uma possíveltroca. Mas isso não é um grande problema, as farmácias podem trocar, diga apenas que foium presente do chá de bebê e que tem deste produto em excesso...
  9. 9. “CHÁ DE FRALDAS DESCÁRTAVEIS”Como o Chá de Bebe Tradicional “decorado com fotos de neném, Fotos da Mamãe e Papaigrávidos, da Linda Barriga ou também a ultrassonografia do neném. ” FICA LINDO” Assim todomundo já vai conhecendo o futuro bebezinho, rs... todos vão amar a ideia.1 página com numeração de 20 fraldas tamanho P1 página com numeração de 20 fraldas tamanho M1 página com numeração de 20 fraldas tamanho G1 página com numeração de 20 fraldas tamanho GG1 página com numeração de 20 fraldas tamanho EXG1 página dividida com Lenços umedecidos e Pomada contra assaduraPara ajudar a futura mamãe, o papai e os avos e ou titios podem ajudar a passar a lista para toda afamília e amigos.Cada pessoa tira um ou mais itens, assinando o seu nome na página do produto desejado.Assim como no chá de bebê tradicional, a mamãe verifica a lista e escreve os convites de acordocom o nome do convidado e o produto escolhido.Brincadeiras para chá de BebêTrocar a fralda do bebê em menos tempo:Uma brincadeira bem legal e que diverte muito o pessoal é fazer a mãe trocar o bebê (um boneco)com os olhos vendados em menor tempo.Só que a pessoa que vai fazer o chá deve ficar com um frasco que espire água enquanto a Mãetroca o bebê a pessoa grita OLHA O XIXI e joga a água na mãe.Isso dificultará ainda mais a troca.Garanta uma boa diversão para Brincadeiras no Chá de Bebê queridas.Fralda Suja:Coloque numa fralda descartável chocolate derretido, para fingir que o nenê sujou. Coloque umamúsica e comece a passar a fralda entre as convidadas, quando a música parar, a pessoa queestiver com a fralda, saí da roda. A pessoa que ficar até o final, ganha um brinde.
  10. 10. Hora da papinha:Faça um mingau bem grosso de aveia ou mucilon, escolha quatro participantes que deverão estarde olhos vendados, faça duas duplas, uma vai dar a papinha na boca da outra e a dupla queterminar primeiro e derramar menos a papinha ganha.6) Palavra Escondida:Cada convidado deve receber uma fitinha para colocar no braço. A mãe deve determinar umapalavra proibida (pode ser bebê ou o nome do bebê). Durante o chá, a pessoa que disser a palavraproibida, deve dar a fitinha para a outra pessoa. No final, quem tiver mais fitinhas ganha umprêmio.10) Adivinhar quem é quemMaterial necessário: Papéis e canetas.Execução: Cada convidada escreve algo sobre si mesma. (por exemplo: Sou alegre, mas teimosa.Gosto muito de macarrão ou então, - Tenho experiência com crianças, pois já tenho filhos e adoroa cor azul). Só não pode ser muito explícita para a brincadeira não perder a graça. Cada vez que agestante errar paga uma prenda.Brincadeiras para homens:Nomes de produtos para bebê:Distribua folhas de sulfite e caneta entre os participantes. Cada participante terá um minuto paraescrever nomes de produtos para bebê. O que escrever o maior número de produtos ganha umbrinde. As mulheres podem ajudar de longe, para a animação ser maior. O futuro papai tambémpode participar.Brincadeira da papinha:
  11. 11. Faça um mingau de aveia e coloque em pratos descartáveis fundos. No fundo do prato coloque umpirulito pequeno ou bala. O convidado terá que procurar o pirulito ou bala com a boca, ganhaquem achar primeiro.1. Adivinhe o presenteA brincadeira clássica de todos os chás. A mamãe deverá descobrir o presente e quem o trouxe, equando errar deverá cumprir uma tarefa escolhida pelos convidados. Pode ser cantar uma cançãode ninar, citar personagens de desenhos e filmes infantis, imitar um bebê chorando…3. Quem é na foto?Peça para cada convidada levar uma foto sua de criança e a futura mamãe tentará adivinhar quemé. Para as convidadas, atenção: não leve fotos que tenham alguma coisa escrita atrás (como onome!) e evitem fotos com a data no cantinho. Caso a mamãe acerte, a dona da foto é quempagará a prenda.4. Vista o bebêEssa é para testar as habilidades! Cada time ou pessoa deve tentar vestir a boneca o mais rápidopossível. Mas se você não vestir a boneca corretamente ou não colocar todos os acessórios, perdeponto.______________________Algumas sugestões de prendas a serem pagas:Prendas ou castigos para o chá de Bebê tem a intenção de divertir a todos e não deixar as pessoasconstrangidas, por esse motivo e bom dar liberdade entre 2 ou 3 opções para a pessoa escolher:Caso todos os convidados sejam desinibidos, podem-se colocar as prendas escritas em papel ecolocadas em balões, que serão estourados por cada candidato a pagar a prenda.- Caracterização(Perucas, Plumas, Óculos Grandes, Tiaras com Anteninhas, Peito ou Barriga emEVA, Máscaras, Nariz de Palhaço...). Comprar com um ótimo preço no Mercadão de Madureira Riode Janeiro.- chupar limão- Cantar uma música- Dançar uma música- Contar uma piada
  12. 12. - Imitar um bebê- Ter a barriga pintada- Fazer caretas- Imitar um personagem de novela- Dar mamadeira para a boneca- Fazer a boneca dormir- Dançar Funk- Recitar um Poema ou Verso- Ficar de fraldão até o final da Brincadeira- Ovo (reserve previamente para brincadeira uns 5 ovos vazios enche-os com farinha, isopor,arroz...) e faça estourar em quem merecer a "prenda".- Desfilar para as convidadasQue seu chá seja um sucesso!Lista Para MaternidadeO QUE LEVAR PARA MATERNIDADE NA MALA DO BEBÊ?O QUE LEVAR PARA MATERNIDADE NA BOLSA DA MÃE?O QUE LEVAR PARA MATERNIDADE NO VERÃO?O QUE LEVAR PARA MATERNIDADE PÚBLICA?Dicas do Vime e Requinte:1º Convém deixar as Bolsas da mamãe e do bebê prontas a partir do 7º mês.2º Levar documentos pessoais e a Pasta da Gestante (Cartão de exames de pré-natal,ultrassonografias e vacinações).3º Levar o Básico, de acordo com as necessidades da mamãe. (Tempo na maternidade 2 dias paraparto normal e 3 para cesariana).
  13. 13. 4º Depois o que faltar Família poderá ir levando. Ex. roupinhas, saída de maternidade, certidão decasamento (para registro da criança), máquina fotográfica, Lembrancinhas...5º Para facilitar deixe também o armário arrumado com meinhas, toucas, casacos, conjuntinhos,caso o papai ou a família em geral a vovó rs... Possa encontrar com facilidade e enviar a seu pedidoao hospital.O QUE LEVAR PARA MATERNIDADE NA MALA DO BEBÊ?Roupinhas do Bebê para Maternidade03 Conjuntinhos de Pagão*;03 Mijãozinhos;03 Pares de Meias;01 Lençol*01 Fralda Toalha* (prática, pois ocupa pouco espaço na mala do bebê e é muito absorvente alémde secar rápido);01 Saída de Maternidade* (geralmente a saída de Maternidade vem com manta, essa poderá serusada como cobertor no hospital);OBS: saquinhos para colocar roupas sujasHigiene do bebê na Maternidade01 Pacote de Fraldas Descartável Tamanho P*;01 Rolo de Lenço umedecido, ou Toalhas Umedecidas* (otimiza espaço na bolsa de Maternidadedo Bebê);01 Pomada contra assadura01 Sabonete Neutro para Bebê01 Porta sabonete01 Escovinha para Cabelos01 Troca fraldas de plástico* (muito útil, na troca de fraldas, evita sujar o lençol tendo em vista amamãe já sem prática ou de primeira viagem);
  14. 14. O QUE LEVAR PARA MATERNIDADE NA BOLSA DA MÃE?Roupa da Maternidade03 Camisolas sem transparências e compridas ou Pijama ambos com Abertura Frontal para facilitaras mamadas;03 Sutiãs para amamentação (Sem aro)03 Calcinhas de algodão (caso o PARTO seja CESARIANA, o ideal são calcinhas de cos alto paraevitar machucar os PONTOS).01 Par de Chinelos antiderrapantes01 Toalha01 Saída de Maternidade01 Livro (opcional )OBS: saquinhos para colocar roupas sujasObjetos para Higiene da Mamãe na Maternidade01 Pacote de absorvente01 Shampoo (pode ser transferidos para frasquinhos menores adquiridos em lojas de descartáveis)01 Sabonete01 Toalha01 Escova e Pasta de Dente01 Pente e Prendedor de Cabelos01 Espelho de mão*************************************************************************************************************************(Obstetrícia)ESTÁ QUASE NA HORA: "A Hora do Parto" Como saber?
  15. 15. "AS CONTRAÇÕES DE BRAXTON-HICKS""A DILATAÇÃO NECESSÁRIA PARA O PARTO NORMAL"No primeiro mês, nada. O segundo é o mês das suspeitas ("Será que é? Será que não é?") até queos testes confirmam que o bebê está a caminho. Depois, a gravidez continua cada períododemarcado por novos acontecimento e emoções. Até chegar o último mês, o mês da expectativa:está quase na hora do parto, e a futura mãe examina-se a si própria procurando descobrir indíciosde que o bebê esta pronto, preparando-se para vir ao mundo.O VENTRE "CAI"Durante a gravidez, o colo do útero apresenta-se como um tubo de paredes grossas, de uns 4 cmde comprimento, e o orifício que o separa do útero mantem-se fechado: o conjunto todo (útero ecolo) tem a forma de um "8", no qual a "bolinha" menor (o colo) fica na parte de baixo. Com oaumento do volume do útero, quando se aproxima o parto, a parte superior do "8" cresce cadavez mais, até absorver a parte inferior (o colo). Poder-se-ia representar o útero como uma bola degás, e o colo como o canal por onde se enche a bola. Quando a bola está bem cheia, o canal vaidesaparecendo, enchendo-se também, até que se torna apenas uma protuberância da bola. Nessemomento, o colo torna-se um prolongamento da vacuidade uterina, ambos formando um "0" comuma ligeira saliência na parte inferior, remanescente do antigo "tubo" que formava o colo.O fenômeno, que se chama esvaecimento do colo do útero, vai abrir lugar para a descida do feto.Mas sua primeira consequência é rebaixar o fundo do útero (primeiro ele se situava na bolasuperior do "8", agora desce para o fundo do "0").É a queda do ventre; o fundo do útero rebaixa de 2 a 4 cm. A cintura torna-se mais baixa, o quepermite maior movimentação do diafragma e facilita a respiração. Em compensação cria umasensação de peso no baixo ventre, muitas vezes acompanhada de frequente necessidade deurinar.Faltam cerca de quinze dias para o parto.AS "CONTRAÇÕES DE BRAXTON-HICKS" na Hora do PartoAntigamente acreditava-se que durante a gravidez o útero permanecia em repouso. Nãopermanece.Passa por contrações, que podem até serem frequentes tão fracas que não é possível percebe-laspela apalpação do abdome. Ou então são pouco frequentes e indolores, mas intensas e sensíveisao toque, pois provocam o endurecimento do útero.
  16. 16. Esse segundo tipo, denominado "contrações de Braxton-Hicks", manifesta-se à razão de uma porhora. A partir do sétimo ou oitavo mês, tais contrações aumentam de forma gradual e progressiva,Tornam-se menos espaçadas, mais intensas e persistentes. Vão também adquirindo regularidade.As contrações passam a ocorrer a cada meia hora, com duração entre quinze e vinte segundos. Agestante sente dor na parte inferior da espinha, e quando surge a contração o útero endurece ecausa sensação dolorosa.A Hora do Parto se aproxima. Mas, é cedo ainda.A DILATAÇÃO NECESSÁRIA PARA O PARTO NORMALAs Contrações intensas, regulares, dolorosas e longas indicam o início da dilatação gradual do colopara dar passagem à criança.Outro sinal de que o colo começou a dilatar-se é a eliminação vaginal de uma pequena quantidadede muco sanguinolento, o "tampão", que durante a gravidez fora um elemento adicional de defesada cavidade uterina. Quando aparece, o que não se dá em todos os casos, em geral antecede oparto em dois a três dias.A DILATAÇÃO E AS CONTRAÇÕES INTENSAS marcam o princípio do TRABALHO DE PARTO. Mas, senão ocorrer hemorragia ou quaisquer manifestações estranhas, não há pressa. As gestantes maisexperientes permanecem ainda em casa, certificando-se de que não se trata de alarme falso.Algumas vezes, rompe-se a "bolsa de água" (saco amniótico), o que é uma evidência daproximidade do PARTO. Outro Sinal que Está na Hora do Parto, e mais seguro, é o intervalo menorentre as contrações. Elas se aproximam, até que passam a ocorrer a cada dez minutos.Então, é vestir-se, pegar a mala e tomar o caminho da maternidade.Agora sim, ele já vem chegando.************************************************************************************************************************(lazer)MÚSICA, DOCE MÚSICA.Música para bebe acalmar(dormir e relaxar) e crianças (aprendizagem) ou para criancinhas ouvirBaixar copiar musica Mozart e salvar no You Tube vime lançar no blog (passar no corretor detexto)
  17. 17. Mamãe pode ligar o rádio? Eu queria ouvir música de sonhar... "Música de Sonhar? Que éque você chama de música de sonhar, Marcinho?""Ah, é uma brincadeira minha, titia. Divido a música segundo as sensações que ela meprovoca. Há músicas de sonhar, de rir, de lutar, de gritar, de correr, assim por diante." Bacana isso.Você deve entender muito de música, não é?""Não. Não entendo muito, não. É que gosto de ouvir e sentira música. Explique para ela,mamãe, como foi que você me ensinou.""Ora, veja, por exemplo: a Marselhesa ou a Polonaise. Ouvindo-as, a gente se enche deforça, é uma certeza de nós mesmos que nos penetra. Convida a gente a resistir, a se afirmar, émúsica de luta, como também Wagner - a música-força - ou Beethoven na Quinta Sinfonia.""E a música de sonhar?""Essa que o Marcinho ia ouvir agora, a Rapsódia Húngara, de Liszt, é um bom exemplo. E,para sentir-se tranquilo, rir suave, encher-se daquela alegria doce, são ótimas as composições deVivaldi, ou as valsas de Chopin."" Bem, mas para isto precisa gostar muito de música clássica.""Nada disso; dos que eu citei Wagner e Chopin, por exemplo, não são de período clássico.Quanto a isso, costuma-se fazer confusão. E há inúmeros contemporâneos, cujas composições sãochamadas "populares", que produzem música da melhor qualidade.”."Pois é, mas eu não entendo nada disto. Ligo o rádio ou a televisão, escuto as músicas,consigo achá-las feias ou bonitas, mas não sinto as emoções de que vocês falam.""Claro que nos milhares de composições atuais há muitas que acabam desaparecendo.Mas há outras de indiscutível valor: ouça os Beatles. Com sua tempestade de sons, fazer música-amor, música-sonho, todas de primeira grandeza. É evidente que a Polonaise de Chopin e o Helpdo Beatles transmitem uma forma diferente de luta e força, mas ambas nos levam através da arteà afirmação de nós mesmos.""Ora, para saber tudo isto, só entendendo de música...”."É só acostumar-se a ela, desde pequeno. Flavinho, por exemplo, com 3 anos, ouvia Pedroe o Lobo, de Prokofieff. Depois formamos juntos uma discoteca infantil: Guia dos Jovens, deBritten; Marcha Turca, de Mozart; Cenas Infantis para Piano, de Schumann, e por aí adiante.Assim, foi educando o ouvido, aprendendo a diferenciar, compreender e sentir os sons. Sabersentir a música é uma das maravilhosas e sublimes experiências humanas."
  18. 18. " Que pena. Tenho um ouvido ruim. Não consigo perceber nada disso.""Mesmo se você começar agora, ainda é tempo...”.Você pode Baixar músicas no Aires ou adquirir no site I Tunes e baixar.Como baixar musica no aires? Faça um simples cadastro, confirme sua conta de e-mail. Prontovocê já terá uma conta para usar e baixar músicas para sua criancinha ouvir :-DOnde comprar músicas on line? Visite o site https://itunes.apple.com

×