Os profissionais de TSI               na Administração Pública                       Luís Vidigal                     7 de...
Programa  1.     A Reforma do Estado  2.     O papel dos SI/TI  3.     Os TSI na Administração Pública  4.     O papel da ...
Modelos de Estado                         Estamos       Anos 20             aqui Anos   80           Sec XXI              ...
A Mudança do Contexto               para a Administração Pública Era Industrial                      Era da Informação Bur...
Público / Privado – Diferenças Reais / Formais   Dimensão                                            Gestão Privada       ...
Expectativas       Criatividade     Harmonização     Inovação               Clareza   Competitividade      Simplicidade   ...
Modelos de Reforma do Estado• Moderada - diminuição da burocracia; desregulamentação; melhoria dos  processos (Alemanha – ...
Perigo e Oportunidade  A palavra mudança  é representada na  escrita chinesa por  dois símbolos,  o primeiro significa  pe...
Gerir paradoxosLuis Vidigal
Gerir paradoxosLuis Vidigal
Gerir paradoxosLuis Vidigal
Individualismo organizacional          e oportunismo institucional                                Não me                  ...
Empreendedorismo               Tempo                       EspaçoLuis Vidigal
Progredir para Inovar com as TI                Beneficiário           A Organização                   Alargada            ...
Deslumbramento pela tecnologiaLuis Vidigal
As Estruturas de Modernização em Portugal                                 dos últimos 30 anos                          Ref...
ConvergênciaLuis Vidigal
S. Exª o Papel                Paradoxo da (in)ProdutividadeLuis Vidigal
Colaboração digitalLuis Vidigal
Luis Vidigal
Sofisticação de Serviços                     Europa - Dezembro 2010          Portugal          1º lugarLuis Vidigal
Disponibilização de Serviços                   Europa - Dezembro 2010               Portugal               1º lugarLuis Vi...
31 paísesLuis Vidigal
Está meio cheio ou meio vazio?Luis Vidigal
Expectativas para a Mudança Pessimista      Idealista   Situacionista                  Meio                  Cheio        ...
Luis Vidigal
Número de declarações de IRS                  submetidas pela Internet (milhões)                                          ...
É preciso apostar também em "corridas de fundo“           e acreditar nos Funcionários Públicos Corrida de                ...
Para além do E-Government                         Hype Cycle do Gartner                                      Prioridades p...
Administração em Rede?         Interoperabilidade?                  É aqui que tudo falha               Organizacional    ...
Interoperabilidade                  Interoperabilidade Semântica               Interoperabilidade Organizacional          ...
Proteger os Activos Informacionais                        (Dados e Processos)                       Metadados (XML) e Regr...
Precisamos de algumas espinhas     mas de poucos Peixes               Sinergias Horizontais           €               Prio...
Fim às Certidões!!!               Peça Informação                  uma só vez                   e utilize-a               ...
Exemplo dos Prédios                        Três mundos à parte                                                        Repr...
Estágios de Maturidade                       TecnológicasInteractividade                                                  ...
Inclusão Social           Novas Prioridades para o e-Government               Z Y X ...                       ... C B A   ...
38Luis Vidigal
Temos de abrir a “Caixa de Pandora”               e resolver de facto os problemas       Como na Mitologia,       depois e...
Continuamos a construir castelos            em vez de serviçosLuis Vidigal
Silos Verticais               Cheios de Poder e VaidadeLuis Vidigal
Silos Horizontais               Cheios de “Gordura” e DesperdícioLuis Vidigal
Partilha de Dados e Serviços                       “Administração em Rede”               Recursos e Serviços Comuns (SOA) ...
Matriz de CRUD      •C – Create      •R – Retrieve            Quantas                           folhas de cálculo      •U ...
Data Nascimento                            Nacionalidade                            Naturalidade        Diagrama de       ...
Data Nascimento                                                    “Matrícula”                        Nacionalidade  Consi...
Território               Pessoas    Empresas                  Veículos                                        Prédios     ...
Exemplo do Estudo “Casa na Hora”       Análise do Processo Actual                                      Escritura         ...
Exemplo do Estudo “Casa na Hora”             Processo Futuro                                      Escritura              ...
Mobilidade           • Utilizadores           • Serviços           • Equipamentos           Espaço            Tempo       ...
Consegue vender?                  51Luis Vidigal
Sector Público                              Território    Departamento               Casa                        52Luis Vi...
Colocar a Arquitectura alinhada           com o Negócio e a Engenharia                                                  Ma...
Arquitecturas orientadas à                        Prestação de Serviços                                   Visão e         ...
Definição de âmbito da Arquitectura               Organizacional  • Que sistemas?  • Que organizações?  • Que clientes?  •...
Dominar o Tempo e o Espaço    com Credibilidade, Soberania e Alinhamento Estratégico         +                            ...
Modelo de IT Governance                       Competências necessárias                              Governo               ...
O Estado passou a Fazer        mas deixou de Pensar!  Alimentou-se o “Músculo” com recursos e  competências técnicas e  de...
É preciso apostar também em                      "corridas de fundo"               SUBORDINAÇÃO da tecnoestrutura do poder...
O Escritório do Futuro?Luis Vidigal
•   Procurar                       Sonhar    •               •   Recolher                       Inovar    •               ...
de pessoas, processos                   e tecnologiasLuis Vidigal
Qual a estratégia para o futuro  • Economia      Crescimento ou Declínio?  • Intervenção da AP na Economia      Fraca ou F...
A nossa AssociaçãoLuis Vidigal
VISÃO      Portugal como um país na linha da frente do       desenvolvimento mundial da Sociedade da        Informação e d...
MISSÃO      Promoção e desenvolvimento da       Sociedade da Informação e do        Conhecimento em PortugalLuis Vidigal
OBJECTIVOS• Informar, aconselhar e apelar para o Estado em questões  políticas e legais relativas à Sociedade da Informaçã...
ESTRUTURALuis Vidigal
PARCEIROS ACMEDIA - Associação Portuguesa de Consumidores dos Media ADT - Associação para o Desenvolvimento da Telemedicin...
PERSPECTIVAS               “Mapa do Conhecimento”Luis Vidigal
Actividades em 2010       Conferências       Seminários e Workshops       Estudos       ManifestosLuis Vidigal
Sociedade   Segredos de Estado – Transparência na Internet   Redes Sociais Como Um Factor de Improdutividade – Sim ou Nã...
Mercado e Tecnologias     Preparação do Congresso Sociedade da Informação 2011/2012     BPO – Business Process Outsourci...
Administração Pública   Melhoria Operacional do Funcionamento da Justiça   Revogação do Nº 5 do Art. 35 da Constituição ...
Grupos Especializados   •   Grupo “Negócio Electrónico” (GNE)   •   Grupo “Educação” (GE)   •   Grupo “Justiça” (GJ)   •  ...
Actividades Regulares  •   Fórum da Arrábida – Repensar o Futuro da Sociedade da Informação:      “Segredos e Transparênci...
Delegação Norte  •    Grupo Norte de Associados - Iniciativa “Importa conhecer”       (workshops com convidados e aberto a...
Cooperação, Desenvolvimento     Social e Internacionalização      Realidades e Perspectivas de Desenvolvimento da Socieda...
Tertúlias ao fim da tarde  Temas da Sociedade da Informação        à volta de "um copo"Luis Vidigal
Redes SociaisLuis Vidigal
VideoconferênciaLuis Vidigal
Fórum da Arrábida  – 2002 e 2003    Repensar o futuro da Sociedade da Informação  – 2004    Os desafios da Mobilidade  – 2...
PRÉMIOS  “Personalidade do Ano”                     Homenagem a “Uma Vida”               •   Francisco Godinho            ...
Grupo de Alto Nível (GAN)  05 Jan       – Plano Tecnológico  19 Abr       – Cartão do Cidadão  18 Out       – O PRACE e a ...
Alguns                Estudos               efectuadosLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
ESTUDOSLuis Vidigal
GLOSSÁRIOLuis Vidigal
Vídeos dos Eventos                        Na Web                        e em DVDLuis Vidigal
Livro               “A Sociedade da Informação”                    O Percurso Português  Parte I – A Sociedade da       In...
REPRESENTAÇÃO                   NA IFIP  • TC-1 Foundations of Computer Science  • TC-2 Software: Theory and Practice  • T...
A Sede em Lisboa                                   Alto da Faia                                    Telheiras        Rua Al...
A nova Sede em LisboaLuis Vidigal
A nova Sede em LisboaLuis Vidigal
Coordenadas  • Tel.: +351 217 510 762  • Fax: +351 217 570 516  • E-mail: secretariado@apdsi.pt  • URL: www.apdsi.pt  • GP...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

U minho 7_6_2011

800 visualizações

Publicada em

Conferencia na Univ do Minho a 7 de Maio de 2011

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
800
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

U minho 7_6_2011

  1. 1. Os profissionais de TSI na Administração Pública Luís Vidigal 7 de Junho de 2011Luis Vidigal
  2. 2. Programa 1. A Reforma do Estado 2. O papel dos SI/TI 3. Os TSI na Administração Pública 4. O papel da APDSILuis Vidigal
  3. 3. Modelos de Estado Estamos Anos 20 aqui Anos 80 Sec XXI Estado Neo-Liberal Estado Parceiro Estado Providência Regulado Governance Administração New Public New Public Weberiana Management Service Intervencionismo = Mercado Neo-Intervencionismo Interesses do Estado O Estado O Cidadão controla controla Interesses do Cidadão Administrado Cliente Cidadão Burocracia Negócio DemocraciaLuis Vidigal
  4. 4. A Mudança do Contexto para a Administração Pública Era Industrial Era da Informação Burocracia estável e centralizada Mudanças muito rápidas Gestão hierarquizada AP mais ágil / flexível Processo de trabalho tradicional Incorporação de TIC, gestão em rede Serviços de qualidade baixa Pressão da procura para serviços com mais qualidade Serviços standard Utentes que desejam poder escolher “One size fits all” e dispor de alternativas Serviços públicos em monopólio com AP responsável perante os utentes capacidade de resposta lenta Orçamentos em expansão Constrangimentos financeiros severosLuis Vidigal David Osborne:- “The price of Government”
  5. 5. Público / Privado – Diferenças Reais / Formais Dimensão Gestão Privada Administração Pública Objecto Necessidades individuais/grupos Necessidades colectivas Finalidade Interesse privado ou individual Interesse público Meios Igualdade entre as partes – Definidos pela lei e pelos contrato procedimentos Interacção Indivíduos ligados na livre Em relações de autoridade e de iniciativa constrangimentos formais (e monopolista) Meio Pressão da concorrência, Pressão políticas, dos grupos e envolvente eficiência e custos dos cidadãos Formas de Flexibilidade – relação Constrangimentos orçamentais – gestão orçamentos e resultados exigências de eficácia e de legitimidade Estrutura Adaptabilidade - Descontinuidade Institucionalizada - Continuidade Dificuldades Procura de identidade Procura de identidade organizacional e produtividade e organizacional e produtividade e eficiência eficiência Adaptado de Pollitt, C. (1990), Managerialism and the public services: the anglo-american experience, Basil Blackwrll, citado por Rocha , A (2001), Gestão pública e modernização administrativa, Oeiras, INA e de Mozzicafreddo, Juan e João Salis Gomes,(org.) (2001), Administração e Política - Perspectiva de reforma da Administração Pública na Europa e nos Estados Unidos, Oeiras, Celta EditoraLuis Vidigal
  6. 6. Expectativas Criatividade Harmonização Inovação Clareza Competitividade Simplicidade Risco Segurança Iniciativa Confiança e EstabilidadeLuis Vidigal
  7. 7. Modelos de Reforma do Estado• Moderada - diminuição da burocracia; desregulamentação; melhoria dos processos (Alemanha – Comissão Europeia, OCDE)• Modernizadores - Mudanças no papel do Estado e no sistema de administração: equilíbrio resultado/orçamento; flexibilidade na carreira do serviço público; privatização (Finlândia, Holanda, Suécia, Bélgica e Alemanha) – Grupo I: modernização gestionária – métodos trabalho e organização – Grupo II: Modernização participativa; descentralização; cidadão• Mercado – Introdução de mecanismos de mercado no sector público; desenvolvimento do mercado de serviços públicos; introdução da gestão empresarial e técnicos e gestores do sector privado (UK, NZ Austrália)• Estado mínimo – “emagrecimento” e limitação das funções públicas (supletiva) privatização das funções públicas e esbatimento das fronteiras público - privada (face mais radical de NZ e Austrália) Pollitt, C e G. Bouckaert (2004), Public Management Reform: A Comparative Analysis, Oxford, Oxford University PressLuis Vidigal
  8. 8. Perigo e Oportunidade A palavra mudança é representada na escrita chinesa por dois símbolos, o primeiro significa perigo e o segundo oportunidade #Luis Vidigal
  9. 9. Gerir paradoxosLuis Vidigal
  10. 10. Gerir paradoxosLuis Vidigal
  11. 11. Gerir paradoxosLuis Vidigal
  12. 12. Individualismo organizacional e oportunismo institucional Não me responsabilizem • Máximo de proveito Mínimo de esforço • Tolerante com o próximo e menos tolerante com o distante • Não questionar para não ser questionado • Desresponsabilização dos actosLuis Vidigal
  13. 13. Empreendedorismo Tempo EspaçoLuis Vidigal
  14. 14. Progredir para Inovar com as TI Beneficiário A Organização Alargada Inovação A organização Colaboração como Equipa b Conectividade Individual Produtividade Táctico Estratégico Âmbito das TI ou iniciativas do negócioLuis Vidigal (Gartner, 2005)
  15. 15. Deslumbramento pela tecnologiaLuis Vidigal
  16. 16. As Estruturas de Modernização em Portugal dos últimos 30 anos Reforma Administrativa e e-Government SMA DGAP CQRAP MARAP / NARs PRACE Partilhados DGOA IIAE Serviços Instituto de Informática Instituto de Informática CITIAP Entidades de Coordenação Sectorial AMA EMOFAP UCMA CISI UMIC UMIC Missão para Núcleos para a Unidade de Missão Agência a Sociedade Sociedade de Informação da Informação CIIC Responsáveis Ministeriais IC / Task forces Plano Tecnológico1975 1987 1989 1996 1997 2000 2001 2002 2005 2006 2007 Livro Estratégia Infocid Verde de LisboaLuis Vidigal
  17. 17. ConvergênciaLuis Vidigal
  18. 18. S. Exª o Papel Paradoxo da (in)ProdutividadeLuis Vidigal
  19. 19. Colaboração digitalLuis Vidigal
  20. 20. Luis Vidigal
  21. 21. Sofisticação de Serviços Europa - Dezembro 2010 Portugal 1º lugarLuis Vidigal
  22. 22. Disponibilização de Serviços Europa - Dezembro 2010 Portugal 1º lugarLuis Vidigal
  23. 23. 31 paísesLuis Vidigal
  24. 24. Está meio cheio ou meio vazio?Luis Vidigal
  25. 25. Expectativas para a Mudança Pessimista Idealista Situacionista Meio Cheio Sempre Meio Cheio VazioLuis Vidigal
  26. 26. Luis Vidigal
  27. 27. Número de declarações de IRS submetidas pela Internet (milhões) 4,2 Milhões Relativas a 2009Luis Vidigal Fonte: DGCI
  28. 28. É preciso apostar também em "corridas de fundo“ e acreditar nos Funcionários Públicos Corrida de Corrida de Fundo Velocidade Funcionários Políticos Serviço Público NotoriedadeLuis Vidigal 28
  29. 29. Para além do E-Government Hype Cycle do Gartner Prioridades para a Maturidade • Interoperabilidade • Estratégias Multi-canal • Arquitectura de Empresa • Reengenharia do Back-office • Medida do DesempenhoLuis VidigalSimplicidade na Comunicação e nos Processos Administrativos / | Luís Vidigal 29
  30. 30. Administração em Rede? Interoperabilidade? É aqui que tudo falha Organizacional “Peopleware” (Vontades) Informacional / Semântica “Infoware” (Língua) Tecnológica “ Software” e” Hardware” (infra-estrutura)Luis Vidigal 30
  31. 31. Interoperabilidade Interoperabilidade Semântica Interoperabilidade Organizacional Cidadãos Processo Básico Empresas Interoperabilidade TecnológicaLuis Vidigal
  32. 32. Proteger os Activos Informacionais (Dados e Processos) Metadados (XML) e Regras de Negócio (BPM) Tecnologia Tecnologia Tecnologia A B C Plataforma SOALuis Vidigal
  33. 33. Precisamos de algumas espinhas mas de poucos Peixes Sinergias Horizontais € Prioridade ao CidadãoLuis Vidigal
  34. 34. Fim às Certidões!!! Peça Informação uma só vez e utilize-a muitas vezes Uma Certidão é um toque Tem que me trazer a uma uma prova de quem é você Base de Dados Tem que me trazer uma prova de que não nos deve nadaLuis Vidigal
  35. 35. Exemplo dos Prédios Três mundos à parte Representação O que é DEI Única da Casa um Prédio? Cadastro Titularidade Tributação $ $ IGP Câmara Municipal DGRN Tribunal DGCI Predial Câmara Municipal Diferenças preocupantesLuis Vidigal 35
  36. 36. Estágios de Maturidade TecnológicasInteractividade Automatizar os Processos Comunicar Trabalhar juntos Acesso à Informação ImpactoLuis Vidigal
  37. 37. Inclusão Social Novas Prioridades para o e-Government Z Y X ... ... C B A “From e-Government to e-Inclusion” Nações Unidas (2005)Luis Vidigal
  38. 38. 38Luis Vidigal
  39. 39. Temos de abrir a “Caixa de Pandora” e resolver de facto os problemas Como na Mitologia, depois esperamos encontrar a Esperança Falta de Digitalização 39 etc., etc., etc,,….Luis Vidigal
  40. 40. Continuamos a construir castelos em vez de serviçosLuis Vidigal
  41. 41. Silos Verticais Cheios de Poder e VaidadeLuis Vidigal
  42. 42. Silos Horizontais Cheios de “Gordura” e DesperdícioLuis Vidigal
  43. 43. Partilha de Dados e Serviços “Administração em Rede” Recursos e Serviços Comuns (SOA) Taeritório Pessoas Empresas VeículosLuis Vidigal
  44. 44. Matriz de CRUD •C – Create •R – Retrieve Quantas folhas de cálculo •U – Update tem na sua organização? •D - DeleteLuis Vidigal
  45. 45. Data Nascimento Nacionalidade Naturalidade Diagrama de CRUD Número Morada Filiação Nome Sexo yyy xxx • • • • • • • • • • • Processo A C C C C C C C C C C • Processo B C C C C C C C C C C • Processo C C C C C C C C C C C • … • Processo n C C C C C C C C C CLuis Vidigal
  46. 46. Data Nascimento “Matrícula” Nacionalidade Consistência Naturalidade e Qualidade Número Morada dos Dados Filiação Nome Sexo yyy xxx • • • • • • • • • • • Processo A C C C C C C C R R R • Processo B R R R R R R R C R R • Processo C U R U U R R R U C U • … R U R R U U U R U C • Processo nLuis Vidigal
  47. 47. Território Pessoas Empresas Veículos Prédios Construção de uma Casa Compra de Casa Compra de Carro Criação de uma Empresa Obter um subsídio da Segurança Social Nascimento de um Filho Morte de um Familiar ……………..Luis Vidigal
  48. 48. Exemplo do Estudo “Casa na Hora” Análise do Processo Actual  Escritura 13 passos Notários 10 11  Pedido Cadern. Predial  Pedido de Cert. Teor  Pedido Cadern. Predial  Reg. Prov. Aquisição e Hipoteca Pagamento/Isenção IMT  Registo Definitivo  Pagamento/Isenção IMI Inicío 1 2 Predial 7 13 3 9 12 6 $ 5 4 8 Instituições Bancárias Tribunal Câmara Municipal  Crédito  Falência  Licença Hab / Const  Cert. Direito Preferência  Cert. Direito Preferência  Planta AutenticadaLuis Vidigal
  49. 49. Exemplo do Estudo “Casa na Hora” Processo Futuro  Escritura 3 passos Notários  Pedido Cadern. Predial  Pedido de Cert. Teor  Pedido Cadern. Predial  Reg. Prov. Aquisição e Hipoteca  Pagamento/Isenção IMT  Registo Definitivo  Pagamento/Isenção IMI 1 Predial $ Instituições Bancárias Tribunal Câmara Municipal  Crédito  Falência  Licença Hab / Const  Cert. Direito Preferência  Planta Autenticada  Cert. Direito PreferênciaLuis Vidigal
  50. 50. Mobilidade • Utilizadores • Serviços • Equipamentos Espaço Tempo Contexto (Local e Hora certos)Luis Vidigal
  51. 51. Consegue vender? 51Luis Vidigal
  52. 52. Sector Público Território Departamento Casa 52Luis Vidigal
  53. 53. Colocar a Arquitectura alinhada com o Negócio e a Engenharia Mantenha a Arquitecto mesmaPlanos Estratégicos Referência de SI/TI para todos Estratégia Progra- Analista Operadordo Negócio mador Comunicador Tradutor Engenheiro Facilitador Mediador Promotor Visionário IntegradorLuis Vidigal
  54. 54. Arquitecturas orientadas à Prestação de Serviços Visão e Novos Espaços Cidadãos Empresas Auto-estradas que muitas vezes acabam em engarrafamentos …Luis Vidigal
  55. 55. Definição de âmbito da Arquitectura Organizacional • Que sistemas? • Que organizações? • Que clientes? • Que fornecedores? • Que parceiros?Luis Vidigal
  56. 56. Dominar o Tempo e o Espaço com Credibilidade, Soberania e Alinhamento Estratégico + Governance Espaço Governança dos Arquitectura SI/TI CIO (Estratégica) 67% dos departamentos de SI/TI não estão Management alinhados com a Gestão dos estratégia do SI/TI Engenharia negócio CTO (Operacional) - - Tempo +Luis Vidigal 56
  57. 57. Modelo de IT Governance Competências necessárias Governo Administração Alinhamento Pública Estratégico Arquitecturas de Gestão, Informação, Aplicacionais e Tecnológicas Gestão de Contratos e Controlo de Qualidade Serviços Partilhados Mercado Desenvolvimento de soluçõesLuis Vidigal
  58. 58. O Estado passou a Fazer mas deixou de Pensar! Alimentou-se o “Músculo” com recursos e competências técnicas e deixou-se o “Cérebro” do Estado à míngua, sem recursos nem competências. Dinheiro CompetênciasLuis Vidigal
  59. 59. É preciso apostar também em "corridas de fundo" SUBORDINAÇÃO da tecnoestrutura do poder ao ciclo eleitoralLuis Vidigal
  60. 60. O Escritório do Futuro?Luis Vidigal
  61. 61. • Procurar Sonhar • • Recolher Inovar • • Copiar Criar • • Comparar Comunic • Dave ar • Ordenar • Calcular • Dar • Medir afecto Novo Trabalhador • Verificar • Decidir do Conhecimento • Armazenar Informação e Energia e Dados Conhecimento Tarefas mecânicas Tarefas cognitivas rotineiras não rotineirasLuis Vidigal 2001 Odisseia no Espaço (Stanley Kubrick - 1968)
  62. 62. de pessoas, processos e tecnologiasLuis Vidigal
  63. 63. Qual a estratégia para o futuro • Economia Crescimento ou Declínio? • Intervenção da AP na Economia Fraca ou Forte? • Globalização Aceleração ou Abrandamento? • Penetração das TIC na Sociedade Elevada ou Fraca? • Atitude do Cidadão à Privacidade Restritiva ou Permissiva? • Capacidade da AP absorver as TIC Elevada ou Fraca? • Soberania Mantida ou Desgastada?Luis Vidigal
  64. 64. A nossa AssociaçãoLuis Vidigal
  65. 65. VISÃO Portugal como um país na linha da frente do desenvolvimento mundial da Sociedade da Informação e do Conhecimento e em que todos, sem distinção de classe social, de nível educacional, de deficiências físicas ou mentais, de idade ou de outros factores, possam ter acesso aos benefícios da Sociedade da Informação.Luis Vidigal
  66. 66. MISSÃO Promoção e desenvolvimento da Sociedade da Informação e do Conhecimento em PortugalLuis Vidigal
  67. 67. OBJECTIVOS• Informar, aconselhar e apelar para o Estado em questões políticas e legais relativas à Sociedade da Informação e do Conhecimento;• Informar os cidadãos, empresas e outras entidades em questões relativas à Sociedade da Informação e do Conhecimento;• Contribuir para o combate à info-exclusão;• Apoiar e desenvolver actividades que façam chegar os benefícios da Sociedade da Informação ao maior número possível de cidadãos;• Promover e dinamizar projectos de utilidade pública no âmbito da Sociedade da Informação e do Conhecimento;• Participar em associações, cooperativas, sociedades ou outras pessoas colectivas, desde que tal participação se mostre necessária ou conveniente para a prossecução dos fins da Associação;• Subscrever protocolos e acordos com quaisquer entidades que se disponham a colaborar e prosseguir os fins da Associação.Luis Vidigal
  68. 68. ESTRUTURALuis Vidigal
  69. 69. PARCEIROS ACMEDIA - Associação Portuguesa de Consumidores dos Media ADT - Associação para o Desenvolvimento da Telemedicina ANETIE - Associação Nacional das Empresas das Tecnologias de Informação e Electrónica ANPRI - Associação Nacional de Professores de Informática APDIS - Associação Portuguesa de Documentação e Informação da saúde APENGSAÚDE - Associação de Engenharia da Saúde APGC - Associação Portuguesa para a Gestão do Conhecimento APSI - Associação Portuguesa de Sistemas de Informação ENTRAJUDA - Apoio a Instituições de Solidariedade Social ESPAÇO SOLIDÁRIO - Órgão de Informação da ODPS FNGIS – Fórum Não Governamental para a Inclusão Social FORINO - Associação para a Escola de Novas Tecnologias GPEG - Grupo Português de Computação Gráfica IADIS - International Association for Development of the Information Society INCITE - Associação Portuguesa para a Gestão da Informação itSMF Portugal - Associação Portuguesa de Gestores de Serviços de Tecnologias de Informação MEDIARCOM - Associação Europeia de Negociação PASC – Plataforma Activa da Sociedade CivilLuis Vidigal
  70. 70. PERSPECTIVAS “Mapa do Conhecimento”Luis Vidigal
  71. 71. Actividades em 2010  Conferências  Seminários e Workshops  Estudos  ManifestosLuis Vidigal
  72. 72. Sociedade Segredos de Estado – Transparência na Internet Redes Sociais Como Um Factor de Improdutividade – Sim ou Não? Roubo de Identidade na Era Digital O Crime Compensa na Internet? Os Jovens na Sociedade da Informação Ciclo de Workshops Web 2.0 Oficinas Seniores para a Web 2.0 A Evolução das Cidades e a Transformação da Vida Urbana Decorrentes da SI Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação – 2011 Literacia Digital e Certificação de Competências Mobilidade - Impactos e Potencialidades O Desenvolvimento da Democracia Electrónica O Papel da Sociedade da Informação no Desporto e Motricidade Humana *Glossário da Sociedade da Informação – Versão 2011 A Sociedade da Informação nas Grandes Obras Públicas Promover a Inclusão pela Via da Sociedade da Informação e do Conhecimento Internet - Das Pessoas às Coisas A Transformação dos Media no Espaço Digital: Impacto da Web 2.0Luis Vidigal 22 - 18
  73. 73. Mercado e Tecnologias  Preparação do Congresso Sociedade da Informação 2011/2012  BPO – Business Process Outsourcing  As TIC e a Saúde no Portugal de 2011  Geo-Competitivo II: Arquitecturas Organizacionais Suportadas em Informação Espacial  Observatório da Economia da Informação em Portugal  Acessibilidade Web e Maturidade do Negócio Electrónico das 1000 Maiores Empresas Portuguesas  Ciência de Serviços – Uma Nova Área de Conhecimento  Open Standards na Sociedade da Informação  Fronteiras Legais, Copyright e Direitos de Propriedade Intelectual na Era da Informação – Novos DesafiosLuis Vidigal 20 - 9
  74. 74. Administração Pública  Melhoria Operacional do Funcionamento da Justiça  Revogação do Nº 5 do Art. 35 da Constituição da República Portuguesa  Ponto de Situação da Administração Pública Electrónica – A Sustentabilidade Política a Médio e Longo Prazos  Desmaterialização dos Procedimentos de Autorizações Administrativas  Interoperabilidade na Saúde  e-Justiça (Fase 2)  O Papel da Sociedade da Informação na Transparência da AP  m–Gov: AP em Mobilidade  Reutilização da Informação do Sector Público – Expectativas e RealidadesLuis Vidigal 12 - 9
  75. 75. Grupos Especializados • Grupo “Negócio Electrónico” (GNE) • Grupo “Educação” (GE) • Grupo “Justiça” (GJ) • Grupo “Saúde” (GS) • Fórum Profissional (FP) • Grupo “Sistemas de Informação Geográfica” (GSIG) • Fórum de Executivos da Sociedade da Informação (FESI) • Grupo “ Segurança na Sociedade da Informação” (GSG) • Grupo Web 2.0Luis Vidigal
  76. 76. Actividades Regulares • Fórum da Arrábida – Repensar o Futuro da Sociedade da Informação: “Segredos e Transparência – Os Desafios da Soberania na SI “ • Prémios e Homenagens “Sociedade da Informação” • Temas da Sociedade da Informação à volta de “um copo” em fins de tarde • Audioconferências em Áreas Relevantes da SI em Parceria com o INA • Olimpíadas da Informática 2011 • Barómetro da Sociedade da Informação • Debate com os Partidos Políticos sobre a Sociedade da Informação e do Conhecimento • Grupo de Alto Nível (GAN) • Conselho Estratégico para a Notoriedade da APDSI (CENA)Luis Vidigal
  77. 77. Delegação Norte • Grupo Norte de Associados - Iniciativa “Importa conhecer” (workshops com convidados e aberto ao público) – “Um café com...” – ciclo de breves encontros realizados em empresas com a participação dos seus dirigentes e seus colaboradores, moderados por associados da APDSI onde serão discutidos temas de interesse comum e relevantes para o desenvolvimento da Sociedade da Informação. – “Conversas...” – Ciclo de tertúlias temáticas realizadas à noite em espaço público de convívio social, moderadas por associados da APDSI e com a intervenção de convidados especialistas em cada um dos temas tratados. • Acções de incentivo à participação dos associados do norte nos grupos e Iniciativas nacionais e internacionais (Com utilização de Videoconferência) • 1º Encontro sobre Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação em Timor (Julho 2011) • Congresso SI 2012Luis Vidigal
  78. 78. Cooperação, Desenvolvimento Social e Internacionalização  Realidades e Perspectivas de Desenvolvimento da Sociedade da Informação nos CPLP  Promover a Capacitação da Sociedade Civil Para o Associativismo em Torno do Desenvolvimento da Sociedade da Informação  Conferência Inovação em Serviços Públicos – Angola  Projectos Transfronteiriços no Domínio da Saúde • Participação no Fórum Não Governamental para a Inclusão Social • Participação de Portugal na IFIPLuis Vidigal
  79. 79. Tertúlias ao fim da tarde Temas da Sociedade da Informação à volta de "um copo"Luis Vidigal
  80. 80. Redes SociaisLuis Vidigal
  81. 81. VideoconferênciaLuis Vidigal
  82. 82. Fórum da Arrábida – 2002 e 2003 Repensar o futuro da Sociedade da Informação – 2004 Os desafios da Mobilidade – 2005 Relações Laborais e Trabalho Digital – 2006 Segurança, Privacidade e Identidade Digital – 2007 A Nova Estratégia de Lisboa – 2008 Como Mobilizar Portugal? – 2009 O Papel do Poder Local – 2010 O Poder do EstadoLuis Vidigal
  83. 83. PRÉMIOS “Personalidade do Ano” Homenagem a “Uma Vida” • Francisco Godinho 2003 • Raúl Junqueiro • João Picoito 2006 2004 • António Dias Figueiredo • Simões Monteiro 2005 2007 • José Magalhães 2006 • Altamiro Machado 2008 • José Tribolet 2007 • Lourenço • João Tiago da Silveira Fernandes 2008 2009 • Vasco Trigo 2009 • Luís Ribeiro • Zeinal Bava 2010 2010Luis Vidigal
  84. 84. Grupo de Alto Nível (GAN) 05 Jan – Plano Tecnológico 19 Abr – Cartão do Cidadão 18 Out – O PRACE e a Governação da Sociedade da Informação 2007 23 Mar – Carta dos Direitos do Cidadão na Sociedade da Informação 2008 30 Jan – Dois Anos do XVII Governo no Desenvolvimento da Sociedade da Informação em Portugal 2 Jul - Sete Grandes Desafios da Economia de Informação 2009 4 Mar - O Poder Local e a Sociedade da Informação em Portugal 9 Dez - As TIC e o Ensino Básico: O Computador Magalhães 2010 17 Mai - Contributo da Factura Electrónica para uma Empresa Sã 2011 17 Mai – Do Plano Tecnológico à Agenda DigitalLuis Vidigal
  85. 85. Alguns Estudos efectuadosLuis Vidigal
  86. 86. ESTUDOSLuis Vidigal
  87. 87. ESTUDOSLuis Vidigal
  88. 88. ESTUDOSLuis Vidigal
  89. 89. ESTUDOSLuis Vidigal
  90. 90. ESTUDOSLuis Vidigal
  91. 91. ESTUDOSLuis Vidigal
  92. 92. ESTUDOSLuis Vidigal
  93. 93. ESTUDOSLuis Vidigal
  94. 94. ESTUDOSLuis Vidigal
  95. 95. ESTUDOSLuis Vidigal
  96. 96. GLOSSÁRIOLuis Vidigal
  97. 97. Vídeos dos Eventos Na Web e em DVDLuis Vidigal
  98. 98. Livro “A Sociedade da Informação” O Percurso Português Parte I – A Sociedade da Informação no Mundo Actual Parte II – O Percurso Português Parte III – Perspectivas da Sociedade da InformaçãoLuis Vidigal
  99. 99. REPRESENTAÇÃO NA IFIP • TC-1 Foundations of Computer Science • TC-2 Software: Theory and Practice • TC-3 Education • TC-5 Computer Applications in Technology • TC-6 Communication Systems • TC-7 System Modelling and Optimization • TC-8 Information Systems • TC-9 Relationship between Computer and Society • TC-10 Computer Systems Technology • TC-11 Security and Protection in Information Processing Systems • TC-12 Artificial Intelligence • TC-13 Human-Computer Interaction • TC-14 Specialist Group on Entertainment ComputingLuis Vidigal
  100. 100. A Sede em Lisboa Alto da Faia Telheiras Rua Alexandre Cabral, N. º 2C - Loja A 1600-803 LISBOALuis Vidigal
  101. 101. A nova Sede em LisboaLuis Vidigal
  102. 102. A nova Sede em LisboaLuis Vidigal
  103. 103. Coordenadas • Tel.: +351 217 510 762 • Fax: +351 217 570 516 • E-mail: secretariado@apdsi.pt • URL: www.apdsi.pt • GPS: N 38° 46 3.25" W 9° 10 9.15"Luis Vidigal

×