Como Tratar Obesidade com Medicamentos Psiquiátricos?

3.779 visualizações

Publicada em

Arquivo de Palestra proferida no XVII Congresso Brasileiro de Nutrologia da ABRAN.

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.779
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como Tratar Obesidade com Medicamentos Psiquiátricos?

  1. 1. Como Tratar ObesidadeComo Tratar Obesidade com Medicamentoscom Medicamentos Psiquiátricos?Psiquiátricos? Hewdy Lobo Ribeiro Nutrólogo ABRAN Psiquiatra – ProMulher – IPq - USP
  2. 2. Psicofármacos e Obesidade Tendência do uso de psicofármacos ao invés de psicotrópicos Limitações do uso na obesidade: 1. Cultural a. Ganho de peso b. Dependência c. Disfunção sexual d. Indicado para psicóticos
  3. 3. Psicofármacos e Obesidade Limitações do uso na obesidade: 2.Científico a.Não foram pesquisados para este fim b. Não foram usados com esta indicação c. Continuam sem causar interesse para pesquisa 3. Regulatório a.Sujeitos a fiscalização c. Susceptíveis de questionamentos d. Sem recomendação em Diretrizes
  4. 4. Psicofármacos e Obesidade Alguns inibidores seletivos de recaptação de serotonina (fluoxetina, sertralina) usados para tratamento de depressão podem proporcionar efeito de perda de peso 23 (A), embora não tenham uma indicação formal no tratamento de obesidade. A fluoxetina demonstrou um efeito transitório de perda de peso, presente principalmente nos seis primeiros meses de uso, após o qual ocorre recuperação do peso perdido, não sendo por isso indicado para tratamento em longo prazo da obesidade 24 (B). Diretrizes AMB Elaboração Final: 17 de abril de 2006
  5. 5. Psicofármacos e Obesidade No Brasil, atualmente, há cinco medicamentos registrados para o tratamento da obesidade: anfepramona (dietilpropiona), femproporex, mazindol, sibutramina e orlistate. ANVISA AINDA NÃO HAVIA PROBIDO – TRÊS. Recomendações finais A sibutramina e o orlistate são considerados medicamentos de primeira linha para o tratamento crônico da obesidade e do sobrepeso. Diretrizes. 24 de novembro de 2010.
  6. 6. Psicofármacos e Obesidade Recomendações finais Quando houver contraindicações para o uso das medicações acima, ou ausência de resposta aos mesmos, os medicamentos catecolaminérgicos podem ser usados para o tratamento da obesidade e do sobrepeso, desde que observados todos os pontos críticos já analisados. ANVISA AINDA NÃO HAVIA PROIBIDO – TRÊS. Diretrizes. 24 de novembro de 2010. E as medicações Psiquiátricas?
  7. 7. Psicofármacos e Obesidade Grupos de Psicofármacos: 1.Antidepressivos a.IMAOs b. Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina c. Ação dual Bupropiona Venlafaxina e derivado
  8. 8. Psicofármacos e Obesidade Grupos de Psicofármacos: 2. Antipsicóticos a.Típicos – Haloperidol, Clorpromazina b. Atípicos – Ziprasidona e Aripriprazol 3. Estabilizador do Humor a. Lítio 4. Anticonvulsivantes Ácido Valpróico Topiramato
  9. 9. Psicofármacos e Obesidade Grupos de Psicofármacos: 6. Ansiolíticos Benzodiazepínicos Risco de dependência Prejuízos cognitivos Tendência ao sedentarismo Uso temporário e doses mínimas Clonazepam 7. ``Tranquilizantes Maiores`` - opção Antipsicóticos sedativos em gotas Clorpromazina e Levomepromazina
  10. 10. Psicofármacos e Obesidade 1. Grande decepção???!!! 2. TCAP – Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica 3. Diagnóstico questionável? 4. Há uma síndrome alimentar! Compulsão alimentar Ausência de purgação Falta de controle SOFRIMENTO!!!
  11. 11. Psicofármacos e Obesidade 1. Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica 2. Obesidade e sobrepeso 3. Tratamento medicamentoso 4. Psicofármacos: a. Antidepressivos Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina: Fluoxetina – 60 a 80 mg/dia Sertralina – 50 a 200 mg/dia Fluvoxamina – até 150 mg/dia Citalopram – 60 mg/dia
  12. 12. Psicofármacos e Obesidade 4. Psicofármacos: b. Antidepressivos duais b.1. Venlafaxina e derivados Venlafaxina – 75 a 225 mg/dia b.2. Bupropiona Histórico de epilépsia? Vômitos? c. Tricíclicos Não foram estudados Tratam comorbidades psiquiátricas
  13. 13. Psicofármacos e Obesidade 4. Psicofármacos: b. Anticonvulsivantes: Topiramato 50 a 200 mg/dia – 400 mg/dia Prejuízo cognitivo? Litíase? Glaucoma? ACHO? Custo?
  14. 14. Psicofármacos e Obesidade 4. Psicofármacos: O que há de novo para TCAP? Atomoxetina Zonisamida Não estão no mercado brasileiro
  15. 15. Psicofármacos e Obesidade Afinal de contas... Como tratar obesidade com medicamentos psiquiátricos? 1. Presença de comorbidades psiquiátricas a. Transtornos depressivos e ansiosos b. Tratamento pode facilitar emagrecimento c. Cuidado com medicações que aumentam peso
  16. 16. Psicofármacos e Obesidade 2. Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica 2.1. Registro - CID – 10: A – F 50.8 – Outros Transtornos Alimentares B – F 50.9 – Transtorno Alimentar, não especificado 2.2. Antidepressivos: A - Fluoxetina, Sertralina e Venlafaxina B - Topiramato
  17. 17. Psicofármacos e Obesidade O que seria ideal? 1 – não ocorrer proibição dos catecolaminérgicos e da Sibutramina 2 – pesquisar ativamente diagnósticos de comorbidades de transtornos mentais e tratá- los em obesos 3 – para portadores de TCAP A - Codificar adequadamente o diagnóstico B - Usar doses efetivas das medicações psiquiátricas estudadas C – Usar associações de medicamentos para casos graves Todas as outras medidas não farmacológicas ficam permanentemente recomendas!
  18. 18. Muito obrigado! lobo@vidamental.com.br 011 4114 0019

×