SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Apresentação e Debate sobre a
BNCC
Base Nacional Comum
Curricular
 É a base para a renovação e a melhoria da
Educação Básica do país como um todo,
visando uma unificação curricular, prevista
na Constituição, orientando as mais de 190
mil escolas públicas e/ou particulares na
construção de seu currículo.
 A partir da Base, mais de 2 milhões de
professores continuarão podendo escolher os
melhores meios de ensinar, além de
escolherem a parte diversificada (PD), que
complementarão o processo de
aprendizagem dos alunos, conforme cada
realidade a qual a escola esteja inserida.
 Esta necessidade aparece na Constituição Federal de
1988, em seu Art. 210
 Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino
fundamental, de maneira a assegurar formação básica
comum e respeito aos valores culturais e artísticos,
nacionais e regionais.
 Anos depois, também aparece na Lei de Diretrizes e
Bases da Educação Nacional, Lei 9.394/96 (LDBEN),
no artigo 26
 Art. 26. Os currículos da educação infantil, do ensino
fundamental e do ensino médio devem ter base
nacional comum, a ser complementada, em cada
sistema de ensino e em cada estabelecimento escolar,
por uma parte diversificada, exigida pelas
características regionais e locais da sociedade, da
cultura, da economia e dos educandos. (Redação dada
pela Lei nº 12.796, de 2013).
 No ano de 2010 são definidas as Diretrizes
Curriculares Nacionais para a Educação
Básica (DCNs), com o objetivo de orientar o
planejamento curricular das escolas e dos
sistemas de ensino, documento no qual a
Base é efetivamente detalhada. A partir das
DCNs, que todo o processo atual de
construção da Base Nacional Curricular se
inspira e se organiza.
 Mais recentemente a necessidade da BNC foi
evidenciada em outros documentos, entre
eles o PNE – Plano Nacional de Educação.
 Em 2014, a Lei nº 13.005, regulamenta o Plano
Nacional de Educação (PNE), com vigência de 10
anos. Este Plano possui 20 metas e entre as
mesmas cita-se:
 Meta 7:Fomentar a qualidade da educação básica em
todas as etapas e modalidades, com melhoria do fluxo
escolar e da aprendizagem de modo a atingir as
seguintes médias nacionais para o IDEB (Índice de
Desenvolvimento da Educação Básica): Nos Anos
iniciais do Ensino Fundamental (6,0); Anos finais do
Ensino Fundamental (5,5); Ensino Médio (5,2), até o
ano de 2021
 Estratégia 7.1: estabelecer e implantar, mediante
pactuação interfederativa, diretrizes pedagógicas
para a educação básica e a base nacional comum
dos currículos, com direitos e objetivos de
aprendizagem e desenvolvimento dos (as) alunos
(as) para cada ano do ensino fundamental e médio,
respeitada a diversidade regional, estadual e local;
 Para que seja um instrumento de gestão que
ofereça subsídios para a formulação e
reformulação das propostas curriculares dos
sistema de ensino dos estados, do Distrito
Federal e dos municípios, conforme cada
particularidade presente no contexto
educacional brasileiro
 Para orientar as políticas de Avaliação da
Educação Básica, além de pensar e atualizar
os processos de produção de materiais
didáticos e de colaborar na discussão da
política de formação inicial e continuada dos
professores
 Esta construção somente será possível com a
participação de toda a sociedade brasileira.
Múltiplos atores envolvidos nesta dinâmica têm
que ter espaço e instrumentos para fazerem as
devidas considerações e observações nesse
processo de elaboração da BNCC, para tanto, foi
criado o Portal Base Nacional Comum, que
poderá ser acessado através do endereço
eletrônico
http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/in
icio
a fim de que seja possível fazer contribuições a
uma proposta preliminar elaborada por diversos
órgãos vinculados à educação.
 A Base Nacional Comum Curricular tem como
protagonistas de sua construção, atores diversos
dentro do contexto educacional: especializadas
das áreas de conhecimento (professores doutores
das universidades, que tenha participado de
atividades de pesquisa, ensino e extensão
relacionadas à educação básica), gestores,
professores da educação básica, estudantes e
público em geral.
 Redatores dos objetivos de aprendizagem:
comissões, coordenadas por Assessores da
Secretaria de Educação Básica do Ministério da
Educação, com o apoio de especialista de 35
Universidade e 2 Institutos Federais de
Educação.
http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site
/inicio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...LOCIMAR MASSALAI
 
2 roteiro-para-atividades
2 roteiro-para-atividades2 roteiro-para-atividades
2 roteiro-para-atividadesManasses Lima
 
Bncc competencias progressao
Bncc competencias progressaoBncc competencias progressao
Bncc competencias progressaoReginaldo Nobrega
 
BNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIAS
BNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIASBNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIAS
BNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIASDeusirene Magalhaes
 
Parâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisParâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisMarcelo Assis
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...vinicius_lyma
 
Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionais Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionais pibidsociais
 
Base Nacional Comum Curricular
Base Nacional Comum CurricularBase Nacional Comum Curricular
Base Nacional Comum CurricularCÉSAR TAVARES
 
SARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional Comum
SARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional ComumSARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional Comum
SARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional ComumNITSAYURI
 
Apresentação módulo i
Apresentação módulo iApresentação módulo i
Apresentação módulo iellannia
 
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...pedagogiaveracruz
 
Plano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de PernambucoPlano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de PernambucoPaulo Veras
 
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Iremar Schoba Sant'Anna
 

Mais procurados (19)

Bncc
BnccBncc
Bncc
 
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
 
2 roteiro-para-atividades
2 roteiro-para-atividades2 roteiro-para-atividades
2 roteiro-para-atividades
 
Bncc competencias progressao
Bncc competencias progressaoBncc competencias progressao
Bncc competencias progressao
 
BNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIAS
BNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIASBNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIAS
BNCC, BASE LEGAL, TECNOLOGIAS E METODOLOGIAS
 
CONHEÇA AS 20 METAS DO PNE.
CONHEÇA AS 20 METAS DO PNE.CONHEÇA AS 20 METAS DO PNE.
CONHEÇA AS 20 METAS DO PNE.
 
Bncc ensino medio
Bncc ensino medioBncc ensino medio
Bncc ensino medio
 
Parâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisParâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares Nacionais
 
Bncc ppp
Bncc pppBncc ppp
Bncc ppp
 
1546862383 infogrfico bncc
1546862383 infogrfico bncc1546862383 infogrfico bncc
1546862383 infogrfico bncc
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
 
Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionais Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionais
 
Base Nacional Comum Curricular
Base Nacional Comum CurricularBase Nacional Comum Curricular
Base Nacional Comum Curricular
 
SARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional Comum
SARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional ComumSARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional Comum
SARESP/SAEB, Fluxo, Base Nacional Comum
 
Apresentação módulo i
Apresentação módulo iApresentação módulo i
Apresentação módulo i
 
PCN EM AÇÃO
PCN EM AÇÃOPCN EM AÇÃO
PCN EM AÇÃO
 
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...
Diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 9 anos e o pla...
 
Plano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de PernambucoPlano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de Pernambuco
 
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
 

Destaque (6)

MP ENSINO MÉDIO, IMPACTOS - #SaveIF
MP ENSINO MÉDIO, IMPACTOS - #SaveIFMP ENSINO MÉDIO, IMPACTOS - #SaveIF
MP ENSINO MÉDIO, IMPACTOS - #SaveIF
 
Bncc doc preliminar
Bncc doc preliminarBncc doc preliminar
Bncc doc preliminar
 
Aula pública MP 746
Aula pública MP 746Aula pública MP 746
Aula pública MP 746
 
Ensino medio (2)
Ensino medio (2)Ensino medio (2)
Ensino medio (2)
 
Base Nacional Comum Curricular
Base Nacional Comum CurricularBase Nacional Comum Curricular
Base Nacional Comum Curricular
 
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio -  Escolas em Tempo IntegralNovo Ensino Médio -  Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
 

Semelhante a BNCC Debate e Apresentação em

Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...vinicius_lyma
 
Capitais e grandes cidades
Capitais e grandes cidadesCapitais e grandes cidades
Capitais e grandes cidadesNertan Dias
 
Pl 8035 2010 plano nacional de educação
Pl 8035 2010  plano nacional de educaçãoPl 8035 2010  plano nacional de educação
Pl 8035 2010 plano nacional de educaçãoJosé Ripardo
 
Projeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNEProjeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNEsinteimp
 
PNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de leiPNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de leisinteimp
 
Projeto de formação das diretrizes curriculares
Projeto de formação das diretrizes curricularesProjeto de formação das diretrizes curriculares
Projeto de formação das diretrizes curricularesEMEF ODL
 
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"Lara Luisa
 
Guia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-ParanáGuia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-ParanáLOCIMAR MASSALAI
 
Base Seminário2.pptx
Base Seminário2.pptxBase Seminário2.pptx
Base Seminário2.pptxkatia722785
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto baseLuciana
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto baseLuciana
 
Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)
Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)
Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)Kaos Kao
 

Semelhante a BNCC Debate e Apresentação em (20)

1545944806 de olho_na_bncc_2aed (1)
1545944806 de olho_na_bncc_2aed (1)1545944806 de olho_na_bncc_2aed (1)
1545944806 de olho_na_bncc_2aed (1)
 
BNCC.pptx
BNCC.pptxBNCC.pptx
BNCC.pptx
 
Simulado bncc
Simulado bnccSimulado bncc
Simulado bncc
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
 
Aula 01 BNCC.pdf
Aula 01 BNCC.pdfAula 01 BNCC.pdf
Aula 01 BNCC.pdf
 
Pl 8035 2010 (1)
Pl 8035 2010 (1)Pl 8035 2010 (1)
Pl 8035 2010 (1)
 
Pde
PdePde
Pde
 
Capitais e grandes cidades
Capitais e grandes cidadesCapitais e grandes cidades
Capitais e grandes cidades
 
Slidesconae (1)
Slidesconae (1)Slidesconae (1)
Slidesconae (1)
 
Pl 8035 2010 plano nacional de educação
Pl 8035 2010  plano nacional de educaçãoPl 8035 2010  plano nacional de educação
Pl 8035 2010 plano nacional de educação
 
Projeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNEProjeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNE
 
PNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de leiPNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de lei
 
Projeto de formação das diretrizes curriculares
Projeto de formação das diretrizes curricularesProjeto de formação das diretrizes curriculares
Projeto de formação das diretrizes curriculares
 
BNCC.pptx
BNCC.pptxBNCC.pptx
BNCC.pptx
 
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
 
Guia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-ParanáGuia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
 
Base Seminário2.pptx
Base Seminário2.pptxBase Seminário2.pptx
Base Seminário2.pptx
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto base
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto base
 
Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)
Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)
Texto referencia consulta_publica_2013_cne (1)
 

Mais de Viviane Calasans

"ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ"
"ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ""ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ"
"ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ"Viviane Calasans
 
Relação dos professores atualizada 2015
Relação dos professores atualizada  2015Relação dos professores atualizada  2015
Relação dos professores atualizada 2015Viviane Calasans
 
@Apresentacao semestralidade ced 07 2015
@Apresentacao semestralidade ced 07 2015@Apresentacao semestralidade ced 07 2015
@Apresentacao semestralidade ced 07 2015Viviane Calasans
 
Relação dos professores - 2015
Relação dos professores - 2015Relação dos professores - 2015
Relação dos professores - 2015Viviane Calasans
 
Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015
Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015
Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015Viviane Calasans
 
artno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGA
artno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGAartno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGA
artno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGAViviane Calasans
 
Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016
Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016
Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016Viviane Calasans
 
Versos,sons e ritmos modernos
Versos,sons e ritmos modernosVersos,sons e ritmos modernos
Versos,sons e ritmos modernosViviane Calasans
 
Apresentação erros comuns
Apresentação erros comunsApresentação erros comuns
Apresentação erros comunsViviane Calasans
 
Livreto cdgongue a cor da cultura
Livreto cdgongue   a cor da culturaLivreto cdgongue   a cor da cultura
Livreto cdgongue a cor da culturaViviane Calasans
 
Caderno1 modos dever - a cor da cultura
Caderno1 modos dever - a cor da culturaCaderno1 modos dever - a cor da cultura
Caderno1 modos dever - a cor da culturaViviane Calasans
 
Mostra cultural de produção afrodescendente no Brasil
Mostra cultural de produção afrodescendente no BrasilMostra cultural de produção afrodescendente no Brasil
Mostra cultural de produção afrodescendente no BrasilViviane Calasans
 

Mais de Viviane Calasans (20)

"ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ"
"ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ""ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ"
"ENCONTRO COM MILTON SANTOS: O MUNDO VISTO DO LADO DE CÁ"
 
Relação dos professores atualizada 2015
Relação dos professores atualizada  2015Relação dos professores atualizada  2015
Relação dos professores atualizada 2015
 
@Apresentacao semestralidade ced 07 2015
@Apresentacao semestralidade ced 07 2015@Apresentacao semestralidade ced 07 2015
@Apresentacao semestralidade ced 07 2015
 
Relação dos professores - 2015
Relação dos professores - 2015Relação dos professores - 2015
Relação dos professores - 2015
 
Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015
Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015
Centro Educacional 07 de Taguatinga - horário 2015
 
artno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGA
artno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGAartno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGA
artno7 - REVISTA CULTURAL DE TAGUATINGA
 
Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016
Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016
Diretrizes de Avaliação Educacional 2014 2016
 
Dissertação
DissertaçãoDissertação
Dissertação
 
Gêneros literários
Gêneros literários   Gêneros literários
Gêneros literários
 
Versos,sons e ritmos modernos
Versos,sons e ritmos modernosVersos,sons e ritmos modernos
Versos,sons e ritmos modernos
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
 
Modos e tipos textuais
Modos e tipos textuaisModos e tipos textuais
Modos e tipos textuais
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
Apresentação erros comuns
Apresentação erros comunsApresentação erros comuns
Apresentação erros comuns
 
Livreto cdgongue a cor da cultura
Livreto cdgongue   a cor da culturaLivreto cdgongue   a cor da cultura
Livreto cdgongue a cor da cultura
 
Caderno1 modos dever - a cor da cultura
Caderno1 modos dever - a cor da culturaCaderno1 modos dever - a cor da cultura
Caderno1 modos dever - a cor da cultura
 
Cinema
Cinema  Cinema
Cinema
 
Oficina de roteiro
Oficina de roteiroOficina de roteiro
Oficina de roteiro
 
Linguagem cinematografica
Linguagem cinematograficaLinguagem cinematografica
Linguagem cinematografica
 
Mostra cultural de produção afrodescendente no Brasil
Mostra cultural de produção afrodescendente no BrasilMostra cultural de produção afrodescendente no Brasil
Mostra cultural de produção afrodescendente no Brasil
 

Último

Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 

Último (20)

Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 

BNCC Debate e Apresentação em

  • 1. Apresentação e Debate sobre a BNCC Base Nacional Comum Curricular
  • 2.  É a base para a renovação e a melhoria da Educação Básica do país como um todo, visando uma unificação curricular, prevista na Constituição, orientando as mais de 190 mil escolas públicas e/ou particulares na construção de seu currículo.  A partir da Base, mais de 2 milhões de professores continuarão podendo escolher os melhores meios de ensinar, além de escolherem a parte diversificada (PD), que complementarão o processo de aprendizagem dos alunos, conforme cada realidade a qual a escola esteja inserida.
  • 3.  Esta necessidade aparece na Constituição Federal de 1988, em seu Art. 210  Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comum e respeito aos valores culturais e artísticos, nacionais e regionais.  Anos depois, também aparece na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei 9.394/96 (LDBEN), no artigo 26  Art. 26. Os currículos da educação infantil, do ensino fundamental e do ensino médio devem ter base nacional comum, a ser complementada, em cada sistema de ensino e em cada estabelecimento escolar, por uma parte diversificada, exigida pelas características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e dos educandos. (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013).
  • 4.  No ano de 2010 são definidas as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica (DCNs), com o objetivo de orientar o planejamento curricular das escolas e dos sistemas de ensino, documento no qual a Base é efetivamente detalhada. A partir das DCNs, que todo o processo atual de construção da Base Nacional Curricular se inspira e se organiza.  Mais recentemente a necessidade da BNC foi evidenciada em outros documentos, entre eles o PNE – Plano Nacional de Educação.
  • 5.  Em 2014, a Lei nº 13.005, regulamenta o Plano Nacional de Educação (PNE), com vigência de 10 anos. Este Plano possui 20 metas e entre as mesmas cita-se:  Meta 7:Fomentar a qualidade da educação básica em todas as etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem de modo a atingir as seguintes médias nacionais para o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica): Nos Anos iniciais do Ensino Fundamental (6,0); Anos finais do Ensino Fundamental (5,5); Ensino Médio (5,2), até o ano de 2021  Estratégia 7.1: estabelecer e implantar, mediante pactuação interfederativa, diretrizes pedagógicas para a educação básica e a base nacional comum dos currículos, com direitos e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento dos (as) alunos (as) para cada ano do ensino fundamental e médio, respeitada a diversidade regional, estadual e local;
  • 6.  Para que seja um instrumento de gestão que ofereça subsídios para a formulação e reformulação das propostas curriculares dos sistema de ensino dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, conforme cada particularidade presente no contexto educacional brasileiro  Para orientar as políticas de Avaliação da Educação Básica, além de pensar e atualizar os processos de produção de materiais didáticos e de colaborar na discussão da política de formação inicial e continuada dos professores
  • 7.  Esta construção somente será possível com a participação de toda a sociedade brasileira. Múltiplos atores envolvidos nesta dinâmica têm que ter espaço e instrumentos para fazerem as devidas considerações e observações nesse processo de elaboração da BNCC, para tanto, foi criado o Portal Base Nacional Comum, que poderá ser acessado através do endereço eletrônico http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/in icio a fim de que seja possível fazer contribuições a uma proposta preliminar elaborada por diversos órgãos vinculados à educação.
  • 8.  A Base Nacional Comum Curricular tem como protagonistas de sua construção, atores diversos dentro do contexto educacional: especializadas das áreas de conhecimento (professores doutores das universidades, que tenha participado de atividades de pesquisa, ensino e extensão relacionadas à educação básica), gestores, professores da educação básica, estudantes e público em geral.  Redatores dos objetivos de aprendizagem: comissões, coordenadas por Assessores da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação, com o apoio de especialista de 35 Universidade e 2 Institutos Federais de Educação.