SlideShare uma empresa Scribd logo
Tipos De Riscos
1. Riscos de acidentes Qualquer fator que coloque o trabalhador em situação vulnerável e possa afetar sua integridade, e seu bem estar físico e psíquico. São exemplos de risco de acidente: as máquinas e equipamentos sem proteção, probabilidade de incêndio e explosão, arranjo físico inadequado, armazenamento inadequado, etc. 2. Riscos ergonômicos Qualquer fator que possa interferir nas características psicofisiológicas do trabalhador, causando desconforto ou afetando sua saúde. São exemplos de risco ergonômico: o levantamento de peso, ritmo excessivo de trabalho, monotonia, repetitividade, postura inadequada de trabalho, etc.
3. Riscos físicos Consideram-se agentes de risco físico as diversas formas de energia a que possam estar expostos os trabalhadores, tais como: ruído, calor, frio, pressão, umidade, radiações ionizantes e não-ionizantes, vibração, etc. 4. Riscos químicos Consideram-se agentes de risco químico as substâncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo do trabalhador pela via respiratória, nas formas de poeiras, fumos gases, neblinas, névoas ou vapores, ou que seja, pela natureza da atividade, de exposição, possam ter contato ou ser absorvido pelo organismo através da pele ou por ingestão. 5. Riscos biológicos Consideram-se como agentes de risco biológico as bactérias, vírus, fungos, parasitos, entre outros.
Riscos Ergonômicos
Agentes ergonômicos:desajustes de ritmo e freqüência de trabalho, equipamento e instrumentos utilizados na atividade profissional que podem gerar desgaste físico, emocional, fadiga, sono, dores musculares na coluna e articulações.
Medidas de Controle São medidas necessárias para a eliminação e a minimização dos riscos ocupacionais.  Quando comprovado pelo empregador ou instituição a inviabilidade técnica da adoção de medidas de proteção coletiva, ou quando estas não forem suficientes ou encontrarem-se em fase de estudo, planejamento ou implantação, ou ainda em caráter complementar ou emergencial, deverão ser adotados outras medidas, obedecendo-se a seguinte hierarquia:      a) medidas de caráter administrativo ou de organização do trabalho;      b) utilização de equipamento de proteção coletiva - EPC e individual - EPI.  Todo EPI deverá apresentar, em caracteres indeléveis e bem visíveis o nome comercial da empresa fabricante ou importador, e o número do CA.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Riscos ambientais
Riscos ambientais   Riscos ambientais
Riscos ambientais Ythia Karla
 
Agentes ambientais nr 15
Agentes ambientais nr 15Agentes ambientais nr 15
Agentes ambientais nr 15rpguedes2003
 
Higiene ocupacional para iniciantes
Higiene ocupacional para iniciantesHigiene ocupacional para iniciantes
Higiene ocupacional para iniciantesMaicom Santos
 
Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i Tst Valadares
 
Cipa os caras
Cipa os carasCipa os caras
Cipa os carasstoc3214
 
riscos ocupacionais
 riscos ocupacionais riscos ocupacionais
riscos ocupacionaisÂngela Barro
 
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01Telma Cacém E Juromenha
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionaisDaniel Moura
 
Apresentação 1
Apresentação 1Apresentação 1
Apresentação 1stoc3214
 
Riscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizado
Riscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizadoRiscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizado
Riscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizadoClodoaldo Lopes
 
Bases técnicas para o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...
Bases técnicas para  o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...Bases técnicas para  o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...
Bases técnicas para o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...José Roberto R Menezes
 

Mais procurados (20)

St 03
St 03St 03
St 03
 
Riscos ambientais
Riscos ambientais   Riscos ambientais
Riscos ambientais
 
Agentes ambientais nr 15
Agentes ambientais nr 15Agentes ambientais nr 15
Agentes ambientais nr 15
 
Trabalho de sms
Trabalho de sms Trabalho de sms
Trabalho de sms
 
Mapa comsat
Mapa comsatMapa comsat
Mapa comsat
 
Higiene ocupacional para iniciantes
Higiene ocupacional para iniciantesHigiene ocupacional para iniciantes
Higiene ocupacional para iniciantes
 
256
256256
256
 
Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i
 
Riscos químicos
Riscos químicos Riscos químicos
Riscos químicos
 
Cipa os caras
Cipa os carasCipa os caras
Cipa os caras
 
4 higiene ocupacional
4   higiene ocupacional4   higiene ocupacional
4 higiene ocupacional
 
riscos ocupacionais
 riscos ocupacionais riscos ocupacionais
riscos ocupacionais
 
Riscos Ambientais
Riscos AmbientaisRiscos Ambientais
Riscos Ambientais
 
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionais
 
Apresentação 1
Apresentação 1Apresentação 1
Apresentação 1
 
Seguranca quimica
Seguranca quimicaSeguranca quimica
Seguranca quimica
 
Riscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizado
Riscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizadoRiscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizado
Riscos ambientais curso_de_biosseguranca_atualizado
 
Bases técnicas para o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...
Bases técnicas para  o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...Bases técnicas para  o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...
Bases técnicas para o controle dos fatores de risco e a melhoria dos ambient...
 
Segurança quimica em laboratórios
Segurança quimica em laboratóriosSegurança quimica em laboratórios
Segurança quimica em laboratórios
 

Destaque (20)

Riscos Ergonômicos
Riscos Ergonômicos Riscos Ergonômicos
Riscos Ergonômicos
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
0428 Riscos ergonômicos - Antônio Carlos
0428 Riscos ergonômicos - Antônio Carlos0428 Riscos ergonômicos - Antônio Carlos
0428 Riscos ergonômicos - Antônio Carlos
 
Riscos físicos
Riscos físicosRiscos físicos
Riscos físicos
 
Riscos ergonômicos
Riscos ergonômicosRiscos ergonômicos
Riscos ergonômicos
 
Identificando os Riscos Ergonômicos Na CIPA
Identificando os Riscos Ergonômicos Na CIPAIdentificando os Riscos Ergonômicos Na CIPA
Identificando os Riscos Ergonômicos Na CIPA
 
Riscos ergonômicos (Call Center)
Riscos ergonômicos (Call Center)Riscos ergonômicos (Call Center)
Riscos ergonômicos (Call Center)
 
Teste2
Teste2Teste2
Teste2
 
Segurança no trabalho
Segurança no trabalhoSegurança no trabalho
Segurança no trabalho
 
Riscos físicos
Riscos físicosRiscos físicos
Riscos físicos
 
riscos físicos
riscos físicosriscos físicos
riscos físicos
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
NR 17 - Ergonomia
NR 17 - ErgonomiaNR 17 - Ergonomia
NR 17 - Ergonomia
 
Manual higiene e segurança no trabalho
Manual higiene e segurança no trabalhoManual higiene e segurança no trabalho
Manual higiene e segurança no trabalho
 
Controle
ControleControle
Controle
 
Ciclo PCRA (Planejar, Conduzir, Relatar e Acompanhar) de uma Auditoria de Sis...
Ciclo PCRA (Planejar, Conduzir, Relatar e Acompanhar) de uma Auditoria de Sis...Ciclo PCRA (Planejar, Conduzir, Relatar e Acompanhar) de uma Auditoria de Sis...
Ciclo PCRA (Planejar, Conduzir, Relatar e Acompanhar) de uma Auditoria de Sis...
 
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 2
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 2CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 2
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 2
 
Simulação de uma avaria
Simulação de uma avaria Simulação de uma avaria
Simulação de uma avaria
 
Riscos quimicos
Riscos quimicosRiscos quimicos
Riscos quimicos
 
Atitudes e valor que se deve ter numa
Atitudes e valor que se deve ter numaAtitudes e valor que se deve ter numa
Atitudes e valor que se deve ter numa
 

Semelhante a VA S.Tb Riscos ergonomicos

Capacitação serviços gerais em saúde 1
Capacitação serviços gerais em saúde 1Capacitação serviços gerais em saúde 1
Capacitação serviços gerais em saúde 1andreiaesfinge
 
CIPA - Modulo II
CIPA - Modulo IICIPA - Modulo II
CIPA - Modulo IIMarco Lamim
 
Aula princípios gerais de segurança no trabalho
Aula princípios gerais de segurança no trabalhoAula princípios gerais de segurança no trabalho
Aula princípios gerais de segurança no trabalhothiago_design
 
SEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdf
SEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdfSEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdf
SEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdfKellyCristianyRodrig
 
Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01
Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01
Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01Julio Torres Neves Barbosa
 
Ambiente, saúde e segurança do trabalho
Ambiente, saúde e segurança do trabalhoAmbiente, saúde e segurança do trabalho
Ambiente, saúde e segurança do trabalhoBruno Cassiano
 
Saúde e segurança no trabalho sociologia 2012.2
Saúde e segurança no trabalho   sociologia 2012.2Saúde e segurança no trabalho   sociologia 2012.2
Saúde e segurança no trabalho sociologia 2012.2flavio_avlis
 
Riscos_Ambientais_-_Aula_8.pdf
Riscos_Ambientais_-_Aula_8.pdfRiscos_Ambientais_-_Aula_8.pdf
Riscos_Ambientais_-_Aula_8.pdfpaulocesarSilva47
 
Cópia de Integração de Segurança.pptx
Cópia de Integração de Segurança.pptxCópia de Integração de Segurança.pptx
Cópia de Integração de Segurança.pptxDanilloSantos18
 
segurança do trabalho SLIDE.pptx
segurança do trabalho SLIDE.pptxsegurança do trabalho SLIDE.pptx
segurança do trabalho SLIDE.pptxMarcioGleyber
 
NR 18-Integração_SC.pptx
NR 18-Integração_SC.pptxNR 18-Integração_SC.pptx
NR 18-Integração_SC.pptxLeomir Borghardt
 
Cartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptx
Cartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptxCartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptx
Cartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptxThazio Lima
 

Semelhante a VA S.Tb Riscos ergonomicos (20)

Riscos no ambiente de trabalho
Riscos no ambiente de trabalhoRiscos no ambiente de trabalho
Riscos no ambiente de trabalho
 
Capacitação serviços gerais em saúde 1
Capacitação serviços gerais em saúde 1Capacitação serviços gerais em saúde 1
Capacitação serviços gerais em saúde 1
 
CIPA - Modulo II
CIPA - Modulo IICIPA - Modulo II
CIPA - Modulo II
 
Aula princípios gerais de segurança no trabalho
Aula princípios gerais de segurança no trabalhoAula princípios gerais de segurança no trabalho
Aula princípios gerais de segurança no trabalho
 
SEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdf
SEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdfSEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdf
SEGURANÇA DO TRABALHO COMPLETO.pdf
 
riscos ambientais
 riscos ambientais riscos ambientais
riscos ambientais
 
Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01
Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01
Sadeesegurananotrabalho sociologia2012-2-121219110759-phpapp01
 
Ambiente, saúde e segurança do trabalho
Ambiente, saúde e segurança do trabalhoAmbiente, saúde e segurança do trabalho
Ambiente, saúde e segurança do trabalho
 
Segurança no trabalho
Segurança no trabalhoSegurança no trabalho
Segurança no trabalho
 
Saúde e segurança no trabalho sociologia 2012.2
Saúde e segurança no trabalho   sociologia 2012.2Saúde e segurança no trabalho   sociologia 2012.2
Saúde e segurança no trabalho sociologia 2012.2
 
Riscos_Ambientais_-_Aula_8.pdf
Riscos_Ambientais_-_Aula_8.pdfRiscos_Ambientais_-_Aula_8.pdf
Riscos_Ambientais_-_Aula_8.pdf
 
Cópia de Integração de Segurança.pptx
Cópia de Integração de Segurança.pptxCópia de Integração de Segurança.pptx
Cópia de Integração de Segurança.pptx
 
Que é segurança do trabalho
Que é segurança do trabalhoQue é segurança do trabalho
Que é segurança do trabalho
 
Seguranca no trabalho_de_bombeiro
Seguranca no trabalho_de_bombeiroSeguranca no trabalho_de_bombeiro
Seguranca no trabalho_de_bombeiro
 
segurança do trabalho SLIDE.pptx
segurança do trabalho SLIDE.pptxsegurança do trabalho SLIDE.pptx
segurança do trabalho SLIDE.pptx
 
NR 18-Integração_SC.pptx
NR 18-Integração_SC.pptxNR 18-Integração_SC.pptx
NR 18-Integração_SC.pptx
 
Higiene seguranca_trabalho - 2 aula
 Higiene seguranca_trabalho - 2 aula Higiene seguranca_trabalho - 2 aula
Higiene seguranca_trabalho - 2 aula
 
Mod4
Mod4Mod4
Mod4
 
Como fazer pgr
Como fazer pgrComo fazer pgr
Como fazer pgr
 
Cartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptx
Cartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptxCartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptx
Cartilha de Higiene e Segurança do Trabalho.pptx
 

Último

manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfmanual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfLeandroTelesRocha2
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessDesastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessRodrigoGonzlez461291
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisValéria Shoujofan
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]ESCRIBA DE CRISTO
 
Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40vitoriaalyce2011
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade geneticMrMartnoficial
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 

Último (20)

manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfmanual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessDesastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
 
Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade genetic
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 

VA S.Tb Riscos ergonomicos

  • 2. 1. Riscos de acidentes Qualquer fator que coloque o trabalhador em situação vulnerável e possa afetar sua integridade, e seu bem estar físico e psíquico. São exemplos de risco de acidente: as máquinas e equipamentos sem proteção, probabilidade de incêndio e explosão, arranjo físico inadequado, armazenamento inadequado, etc. 2. Riscos ergonômicos Qualquer fator que possa interferir nas características psicofisiológicas do trabalhador, causando desconforto ou afetando sua saúde. São exemplos de risco ergonômico: o levantamento de peso, ritmo excessivo de trabalho, monotonia, repetitividade, postura inadequada de trabalho, etc.
  • 3. 3. Riscos físicos Consideram-se agentes de risco físico as diversas formas de energia a que possam estar expostos os trabalhadores, tais como: ruído, calor, frio, pressão, umidade, radiações ionizantes e não-ionizantes, vibração, etc. 4. Riscos químicos Consideram-se agentes de risco químico as substâncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo do trabalhador pela via respiratória, nas formas de poeiras, fumos gases, neblinas, névoas ou vapores, ou que seja, pela natureza da atividade, de exposição, possam ter contato ou ser absorvido pelo organismo através da pele ou por ingestão. 5. Riscos biológicos Consideram-se como agentes de risco biológico as bactérias, vírus, fungos, parasitos, entre outros.
  • 5. Agentes ergonômicos:desajustes de ritmo e freqüência de trabalho, equipamento e instrumentos utilizados na atividade profissional que podem gerar desgaste físico, emocional, fadiga, sono, dores musculares na coluna e articulações.
  • 6. Medidas de Controle São medidas necessárias para a eliminação e a minimização dos riscos ocupacionais. Quando comprovado pelo empregador ou instituição a inviabilidade técnica da adoção de medidas de proteção coletiva, ou quando estas não forem suficientes ou encontrarem-se em fase de estudo, planejamento ou implantação, ou ainda em caráter complementar ou emergencial, deverão ser adotados outras medidas, obedecendo-se a seguinte hierarquia: a) medidas de caráter administrativo ou de organização do trabalho; b) utilização de equipamento de proteção coletiva - EPC e individual - EPI. Todo EPI deverá apresentar, em caracteres indeléveis e bem visíveis o nome comercial da empresa fabricante ou importador, e o número do CA.