Fotografia digital

727 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Fotografia digital

  1. 1. Fotografia digitalCurso 1Teoria e prática de fotojornalismodigital-Cesnors-UFSM
  2. 2. Fotos digitais Os princípios da fotografia permaneceram imutáveis durantes os últimos 125 anos, desde Daguerre e Talbot. A revolução eletrônica deixou marcas na fotografia mas o sistema de captação de imagens continuou imutável na sua essência. Até hoje...
  3. 3. Um novo fotojornalismo
  4. 4. 1990 – Luz digitalizada A fotografia digital se diferencia da fotografia convencional pela forma de captação da luz Uma foto PxB é uma ordenação de tons que variam do branco puro, passando por uma série de tons cinza cada vez mais denso (escala de cinza), produzida pela ação direta da luz
  5. 5. Filme x eletrônica digital Filme – a escala de cinza é criada pelas variações de exposição dos sais de prata fotossensíveis. Digital – as variações na intensidade de luz são transformadas em sinais eletrônicos digitalizados e armazenados em formato numérico
  6. 6. Estrutura do filme PxB O filme PxB é um sanduíche de quatro camadas primárias Emulsão – camada fotograficamente ativa que contém sais de prata sensíveis a luz, suspenso em uma gelatina transparente. Camada resistente a riscos – protege a emulsão no manuseio
  7. 7. Estrutura do filme Base do filme – a emulsão fica fixada em uma base de filme plástico transparente, geralmente celulose-acetato Camada anti-halo – parte de trás da base do filme revestida com uma substância que evita que os raios de luz sejam refletidos de volta a emulsão
  8. 8. Estrutura do filme – corte transversalA camada mais importante de um filmeé a de emulsão de sais de prata(representados como triângulos)fotossensíveis suspenso em gelatinatransparente
  9. 9. Reação do filme à luz Sais de prata ou haletos de prata (formado por cloreto de prata, iodeto de prata e brometo de prata), durante a exposição do filme à luz, tem íons transformados em átomos de prata metálica A luz que chega à emulsão determina o número de sais de prata convertidos em prata metálica
  10. 10. Exposição a luz – comportamento dosal de prata na emulsão
  11. 11. Formação da imagem
  12. 12. Foto convencional Escala de cinza
  13. 13. Foto digital Escala de cinza
  14. 14. Filme x eletrônica digital
  15. 15. Filme x digital No filme, os tons cinza médios são representados por uma mistura de pretos e papel branco As áreas claras são representadas por brancos com raras partículas de pretos As baixas luzes são áreas mais densas de preto
  16. 16. Filme x digital Na digital, a área da imagem é dividida em uma grade , como um tabuleiro, com milhares ou milhões de pequenos quadrados. Cada quadrado é chamado elemento da figura, ou PIXEL, que representa um nível de cinza específico O pixel é quadrado para fechar a área do quadrado da imagem
  17. 17. Como converter luz em pixels? CCD – Charge-Coupled Device – Dispositivo de carga acoplada Cada CCD contém milhões de minúsculos sensores de luz que podem converter níveis de diferentes de luz em sinais elétricos O sinal é digitalizado e armazenado em formato numérico
  18. 18. O CCD Os sensores CCD foram desenvolvidos primeiramente pelo laboratório Bell, em 1970, para uso astronômico, por W. Boyle e G. Smith O modo como um sensor CCD transforma uma imagem num arquivo de computador é relativamente simples. A luz que incide num conjunto de centenas de milhares de detectores (pixels), produz cargas eléctricas, que são por sua vez lidas, medidas, convertidas em números e gravadas num computador.
  19. 19. Como converter luz em pixels? Câmeras digitais – o CCD é uma estrutura em forma de tabuleiro bidimensional com receptores fotossensíveis, cada um representando um pixel na imagem final. A luz, vindo através da câmera, é focalizada no CCD que fica no local onde estaria o filme num máquina convencional
  20. 20. O CCD
  21. 21. Estrutura do CCD O funcionamento dos sensores CCD baseia-se no efeito fotoeléctrico. Algumas substâncias têm a propriedade de absorver fótons e libertar no processo um elétron Um CCD típico consiste numa placa quadrada ou retangular de silício com 125 a 500 micrometros de espessura e alguns milímetros de comprimento.
  22. 22. Efeito fotoelétricoQuando um elétron recebeuma energia luminosa ele seexcita e emite um fótonluminosoNa verdade, a oscilação donível de energia do elétronquando recebe a partícula deluz é que origina a diferençade potencial que gera correnteelétrica nos eletródos do CCDQuanto mais luz, mais energiaé liberada e se produz maiorcorrente elétrica
  23. 23. Captura de luz no CCD 1- Placa de silício 2- eletrodos 3- fóton que gera um elétron capturado 4- fotonsincidentes 5- fóton absorvido pelo elétrodo 6- elétrons capturados 7- fóton que gera um elétron perdido 8- fóton refletido
  24. 24. O CCD na câmera digital
  25. 25. O CCD no escanner de negativo
  26. 26. Estrutura da imagem digital Cada pixel em uma foto PxB é representado por um valor numérico que indica o nível de cinza. Uma imagem digital é uma tabela de números As propriedades destas imagens são determinadas pelo número e tamanho de pixels e pela escala de níveis de cinza representada pelos números
  27. 27. Estrutura da imagem digital A escala de cinza contém pixels com uma variada gama de tons, do preto ao branco. Cada tonalidade é um valor numérico
  28. 28. O tamanho do pixel O tamanho do pixel determina a RESOLUÇÃO da imagem A RESOLUÇÃO é essencialmente a capacidade de reprodução de detalhes. Na imagem digital, pixels grandes resultam em resolução grosseira e pixels menores permitem mais detalhes
  29. 29. Pixels por polegada Alta resolução – muitos pixels pequenos Baixa resolução – poucos pixels grandes
  30. 30. Tamanho da imagem O número de pixels necessários para representar uma foto digital depende do tamanho físico da foto
  31. 31. Quantidades de níveis de cinza Cada pixel em uma imagem PxB digitalizada é preto, ou branco, ou algum nível de cinza intermediário O número de níveis de cinza que podem ser representados é que controla a uniformidade da escala de cinza
  32. 32. Quantidades de níveis de cinza
  33. 33. Quantidade de níveis de cinza A quantidade de níveis de cinza, que podem ser usados para representar cada pixel em uma foto digital, é determinada pela profundidade de bit da imagem. Profundidade de bit é o espaço de armazenamento alocado para cada pixel Mais profundidade de bit, mais níveis de cinza podem ser armazenados Fotos cor precisam mais profundidade de bit do que fotos PxB

×