Proposta de classificaçãopara níveis de interatividade           com foco na construção e no        compartilhamento de co...
Victor Nassar• Mestrando em Design - UFPR [2012]. Bolsista CAPES REUNI.•Pesquisa sobre a influência da interatividade no w...
OBJETIVO    •   Propor uma classificação para níveis de        interatividade que adote como critério a        possibilida...
DEFINIÇÕESDE   INTERATIVIDADE                    Rafaeli (1988)   Sims (1997)                     Laurel (1991)   Jensen (...
DEFINIÇÃOADOTADA          Grau em que os usuários de um sistema de          informação digital podem influenciar/alterar a...
CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA A             DEFINIÇÃO DA INTERATIVIDADE QUALITATIVOS                          QUANTITATIVOS• R...
INTERATIVIDADE    BAIXA
BAIXAINTERATIVIDADE  • Visibilidade RESTRITA  • MANIPULAÇÃO do conteúdo.
MÉDIAINTERATIVIDADE
MÉDIAINTERATIVIDADE• Visibilidade RESTRITA.• CONSTRUÇÃO de conteúdo.
ALTAINTERATIVIDADE                 @victornassar
ALTAINTERATIVIDADE• Visibilidade   • MANIPULAÇÃO e   TOTAL.         CONSTRUÇÃO de                    conteúdo.            ...
ALTAINTERATIVIDADE   [ A-]
• Visibilidade TOTAL.• MANIPULAÇÃO de conteúdo.               ALTA              INTERATIVIDADE   [ A-]
[A] ALTAINTERATIVIDADE
• Visibilidade TOTAL.• CONSTRUÇÃO de conteúdo.             ALTA            INTERATIVIDADE   [A]
ALTAINTERATIVIDADE[ A+]
ALTAINTERATIVIDADE • Visibilidade TOTAL. • CO-CONSTRUÇÃO de conteúdo.[ A+]
DISCUSSÃO
•   Abordar a interatividade requer adotar uma perspectiva clara de análise, fincada em    critérios específicos.•   Este ...
CONSIDERAÇÕES FINAIS•   A classificação de interatividade em baixa, média e alta, pode ajudar a identificar a    influênci...
REFERÊNCIAS1.    Jensen, J. F. (1999). Apud: Primo, A. Interação mediada por computador. Porto Alegre: Sulina, 2007.2.    ...
OBRIGADO!Victor Nassar                                           Imagens: The Bear Jedi | http://akastarwarskid.tumblr.com...
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo

1.381 visualizações

Publicada em

Artigo apresentado no Interaction South America 2011, em Belo Horizonte, promovido pela IxDA.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Proposta de classificacao para niveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo

  1. 1. Proposta de classificaçãopara níveis de interatividade com foco na construção e no compartilhamento de conteúdo. Victor Nassar Stephania Padovani
  2. 2. Victor Nassar• Mestrando em Design - UFPR [2012]. Bolsista CAPES REUNI.•Pesquisa sobre a influência da interatividade no websiteinstitucional.• Pesquisador e Freelancer:User Experience, Interatividade, Mkt Digital, Branding. @victornassar http://about.me/victornassar
  3. 3. OBJETIVO • Propor uma classificação para níveis de interatividade que adote como critério a possibilidade do usuário construir ou compartilhar conteúdo na interface com outros usuários.
  4. 4. DEFINIÇÕESDE INTERATIVIDADE Rafaeli (1988) Sims (1997) Laurel (1991) Jensen (1999) Steuer (1992) Levy (2000) Schwier & Misanchuk (1993) Kiousis (2002) Vaughan (1994) Macias (2003) Lemos (2004)
  5. 5. DEFINIÇÃOADOTADA Grau em que os usuários de um sistema de informação digital podem influenciar/alterar a forma ou o conteúdo deste ambiente e compartilhar esse conteúdo com outros usuários por intermédio da interface do sistema. [Baseado em MACIAS, 2003.]
  6. 6. CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA A DEFINIÇÃO DA INTERATIVIDADE QUALITATIVOS QUANTITATIVOS• Reciprocidade de comunicação (ou bidirecionalidade)• Presença social • Quantidade de ações do usuário• Inteligência artificial• Possibilidade de apropriação e • Possibilidade de fazer solicitações personalização• Possibilidade de interferência • Possibilidade de escolher entre• Possibilidade de produzir e enviar alternativas informação ao sistema• Implicação da imagem do participante na mensagem [...]
  7. 7. INTERATIVIDADE BAIXA
  8. 8. BAIXAINTERATIVIDADE • Visibilidade RESTRITA • MANIPULAÇÃO do conteúdo.
  9. 9. MÉDIAINTERATIVIDADE
  10. 10. MÉDIAINTERATIVIDADE• Visibilidade RESTRITA.• CONSTRUÇÃO de conteúdo.
  11. 11. ALTAINTERATIVIDADE @victornassar
  12. 12. ALTAINTERATIVIDADE• Visibilidade • MANIPULAÇÃO e TOTAL. CONSTRUÇÃO de conteúdo. tornassar
  13. 13. ALTAINTERATIVIDADE [ A-]
  14. 14. • Visibilidade TOTAL.• MANIPULAÇÃO de conteúdo. ALTA INTERATIVIDADE [ A-]
  15. 15. [A] ALTAINTERATIVIDADE
  16. 16. • Visibilidade TOTAL.• CONSTRUÇÃO de conteúdo. ALTA INTERATIVIDADE [A]
  17. 17. ALTAINTERATIVIDADE[ A+]
  18. 18. ALTAINTERATIVIDADE • Visibilidade TOTAL. • CO-CONSTRUÇÃO de conteúdo.[ A+]
  19. 19. DISCUSSÃO
  20. 20. • Abordar a interatividade requer adotar uma perspectiva clara de análise, fincada em critérios específicos.• Este artigo entende que critérios quantitativos também possam ser utilizados para a determinação da classificação da interatividade a partir da influência do usuário no conteúdo, mas como um critério secundário.• Ainda que priorize os aspectos qualitativos, não há demérito para os aspectos quantitativos. Apenas significa adotar outra perspectiva de classificação.• Um website com alta interatividade não necessariamente irá possuir um desempenho melhor que um com baixa ou média interatividade.DISCUSSÃO
  21. 21. CONSIDERAÇÕES FINAIS• A classificação de interatividade em baixa, média e alta, pode ajudar a identificar a influência que o usuário exerce no conteúdo de um website e na relação com os outros usuários na internet.• A subdivisão da alta interatividade pode ampliar uma análise acerca de como os websites aplicam formas de publicação de conteúdo na internet e de como os usuários interagem entre si.• Como estudos futuros: EXPERIMENTOS. Para tentar procurar relações existentes entre os níveis em determinadas variáveis.
  22. 22. REFERÊNCIAS1. Jensen, J. F. (1999). Apud: Primo, A. Interação mediada por computador. Porto Alegre: Sulina, 2007.2. Jonassen, D. (1988). Instructional designs for microcomputer courseware. Hillsdale, NJ: Lawrence Erlbaum.3. Kiousis, S. (2002) Interactivity: a concept explication. In: New Media & Society. Vol 4.4. Laurel, B. (1991). Apud: VOS, L. de. Searching for the holy grail: images of interactive television. University of Utrecht, 2000. http://www.globalxs.nl/home/l/ldevos/itvresearch5. Lemos, A. (2004) Cibercultura, tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2 ed.6. Levy, P. (2000) Cibercultura. 2 ed. São Paulo: Editora 34.7. Macias, W. A (2003) Preliminary Structural Equation Model of Comprehension and Persuasion of Interactive Advertising Brand Web Sites. In: Journal of Interactive Advertising. http://jiad.org/article348. Primo, A. (2007) Interação mediada por computador. Porto Alegre: Sulina.9. Rafaeli, S. (1988) Interactivity: From new media to communication, Sage Annual Review of Communication Research: Advancing Communication Science. Sage: Beverly Hills, CA. http://gsb.haifa.ac.il/~sheizaf/interactivity/10. Schwier, R. A., & Misanchuk, E. (1993). Interactive multimedia instruction. Englewood Cliffs, NJ: Educational Technology Publications.11. Sims, R. Interactivity: a forgotten art. Computers in Human Behavior, Vol. 13, No. 2, pp. 157-180, 1997.12. Steuer, J. (1992) Apud: Macias, W. A Preliminary Structural Equation Model of Comprehension and Persuasion of Interactive Advertising Brand Web Sites. In: Journal of Interactive Advertising. 2003. http://jiad.org/article34.13. Vaughan, T. (1994) Multimídia
  23. 23. OBRIGADO!Victor Nassar Imagens: The Bear Jedi | http://akastarwarskid.tumblr.com/ victornassar@gmail.com Referência: NASSAR, Victor; PADOVANI, Stephania. Proposta de classificação para @victornassar níveis de interatividade com foco na construção e compartilhamento de conteúdo. In: Interaction South America 2011. Anais do III Congresso Internacional de Design de Interação. Belo Horizonte: IxDA, 2011.

×