Os e le me nto s q uímico s se mpre fo ram ag rupado s demo do a te rmo s e le me nto s se me lhante s junto s, te ndo    ...
1                                                   C L A S S IF IC A Ç Ã O P E R IÓ D IC A D O S E L E M E N T O S Q U ÍM...
N tabe la atual o s e le me nto s q uímico s o cupam a         SETE LI HA HORI                N S     ZON I               ...
Po de mo s asso ciar o       pe río do de um e le me nto q uímico                     co m a sua            co nfig uração...
O e le me nto flúo r te m 9 e lé tro ns:     2        2          51s       2s         2p          ou          K= 2     L= ...
O e le me nto fe rro te m 26 e lé tro ns:     2         2        6          2        6        2        61s       2s       ...
FA Í A (GRUPOS o u COLUN S)   M LI S                A   Co nstitue m as 1 8 linhas ve rticais      da classificação pe rió...
Os e le me nto s q ue e stão no              subg rupo Asão de no minado s de re pre se ntativo s e po ssue m o e lé tro n...
O e le me nto flúo r de         núme ro atô mico 9     e distribuição e le trô nica:           2          2         5     ...
O e le me nto cálcio de          núme ro atô mico 20       e distribuição e le trô nica1s2   2s 2 2p    6                 ...
O e le me nto fe rro de                   núme ro atô mico 26               e distribuição e le trô nica     2         2  ...
N g rupo 3B e no 6 º pe río do      o se e nco ntra uma sé rie de e le me nto s             de no minada de         sé rie...
Estas duas sé rie s são o s e le me nto s de            transição inte rnaq ue po ssue m o e lé tro n dife re ncial e m   ...
01) A configuração eletrônica de um átomo é:                  1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 5                    1     ...
O e le me nto flúo r de núme ro atô mico 9              e distribuição e le trô nica:     2        2         51s       2s ...
O e le me nto cálcio de núme ro atô mico 20          e distribuição e le trô nica:     2        2         6         2     ...
0 1 ) Um e le me nto q uímico te m núme ro atô mico 33.    A sua co nfig uração e le trô nica indica q ue e stá    lo cali...
0 4) Um e le me nto q uímico e stá na família 4A e no   5º pe río do da classificação pe rió dica. A sua   co nfig uração ...
0 3)(PUC-PR) O subníve l mais e ne rg é tico do áto mo de um e le me nto    q uímico no e stado fundame ntal é “ 5p ” . Po...
0 4) (Ce fe t-PR) Um “ hacke r” de pro g ramas de co mputado r e stá pre ste s a vio lar um arq uivoimpo rtantíssimo de um...
Para o s e le me nto s de transição (e xte rna) o bse rvamo s                                         o núme ro           ...
01 ) Assinale a alte rnativa q ue indica o nde se e nco ntra    o e le me nto q uímico cuja co nfig uração e le trô nica, ...
1A:         família do s me tais alcalino s      Li, N K, Rb, Cs, Fr.           a,2A:          família do s me tais alcali...
5A:     família do nitro g ê nio        N P,         ,        As,     Sb,     Bi.  6A:     família do s calco g ê nio s   ...
0 1 ) N classificação pe rió dica, o s e le me nto s “ B “       a                                                a   (g r...
0 2) Assinale o g rupo de e le me nto s q ue faz parte   so me nte do s alcalino s-te rro so s.       a) Ca, M , B        ...
0 3) (Univale -SC) O bro mato de po tássio , pro duto   de aplicação co ntro ve rtida na fabricação de pãe s   te m fó rmu...
Po de mo s classificar o s e le me nto s q uímico s de aco rdo co m suas pro prie dade s físicas                          ...
Co nstitui a maio r parte do s e le me nto s q uímico s      Suas principais caracte rísticas são : Só lido s nas co ndiç...
A nas 1 1 e le me nto s q uímico s faze m parte de ste g rupo   pe             (C, N P, O, S, Se , F, Cl, B Ie A          ...
Po ssue m pro prie dade s inte rme diárias      e ntre o s me tais e o s ame tais       Este g rupo é co nstituído po r   ...
São to do s g ase s nas co ndiçõ e s ambie nte sPo ssue m g rande e stabilidade q uímica, isto é ,po uca capacidade de co ...
O e le me nto q uímico                HIDRO GÊN O                         I    não é classificado e m ne nhum de ste sg ru...
0 1 ) Po ssue m brilho caracte rístico , são bo ns      co nduto re s de calo r e e le tricidade .      Estas pro prie dad...
0 2) N co ndiçõ e s ambie nte s o s me tais são só lido s,      as     uma e xce ção é o :a) só dio .b) mag né sio .c) o u...
0 3) Qual do s g rupo s abaixo po ssui ape nas ame tais?a) B A e N .    , l   eb) N Ge e Rn.    a,c) W, O s e Po .d) Si, G...
0 4) (Fate c-SP) I ine q ue a tabe la pe rió dica se ja o mapa de um co ntine nte , e q ue o s                     mage le...
Muitas caracte rísticasdo s e le me nto s q uímico s se re pe te mpe rio dicame nte , e stas pro prie dade s         são d...
Do is fato re s são impo rtante s na de te rminação                do raio atô mico : N ERO DE CA A S ELETRÔN CA  ÚM      ...
8     O      K= 2           L= 6     S     K= 2          L= 8           L= 616         Co m o aume nto do núme ro de camad...
Este fato r te m influê ncia q uando se       co nside ra e le me nto s q uímico s  de me smo pe río do na tabe la pe rió ...
O tamanho de um Ì é dife re nte                 ON    do áto mo q ue o o rig ino uUm CÁ ONte m um raio M OR     TI        ...
01 ) Assinale a alte rnativa q ue indica co rre tame nte a o rde m   cre sce nte do s raio s atô mico s:    a) Cs < Rb < K...
0 2) O tamanho de um cátio n e o tamanho de um ânio n, co mparado      co m o do áto mo de o rig e m, é re spe ctivame nte...
0 3) Um pro fe sso r de cidiu de co rar se u labo rató rio co m um “ re ló g io de q uímica” no q ual, nolug ar das ho ras...
É a e ne rg ia mínima ne ce ssária para re tirar ume lé tro n de um áto mo ne utro iso lado no e stado                    ...
Ae ne rg ia mínima ne ce ssária   para re tirar um ia g undo e lé tro n de um cátio n             Ae ne rg se mínima ne ce...
149
149
149
149
149
149
149
149
149
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

149

249 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

149

  1. 1. Os e le me nto s q uímico s se mpre fo ram ag rupado s demo do a te rmo s e le me nto s se me lhante s junto s, te ndo de sta mane ira o de se nvo lvime nto de várias tabe las até o s no sso s dias atuais
  2. 2. 1 C L A S S IF IC A Ç Ã O P E R IÓ D IC A D O S E L E M E N T O S Q U ÍM IC O S 18 1A 0 1º 1 H 1 2 13 14 15 16 17 2 2 1 ,0 1 2A 3A 4A 5A 6A 7A 4 ,0 0 H id r o g ê n io E L E M E N T O S D E T R A N S IÇ Ã O H é lio 3 2 2 2 2 2 2 2 4 5 6 7 2 8 9 10 2º Li 1 Be 2 B 3 C 4 5 O 6 F 7 Ne 8 NP 6 ,9 4 L ít io Jo hnle xandre ChancoN wlands 9 ,0 1 A A7 xande r9 Rerg0 leurto1 is B e r ílio le ina e 1 0 ,8 1 B o ro 1 2 ,0 1 C a rb o n o 1 4 ,0 0 1 5 ,9 9 O x ig ê n io 1 8 ,9 9 F lú o r 2 0 ,1 8 N e ô n io He8 Se abo o1 se 1y 2 A l S i P S C l nry Mrg 1 Se abo N itr o g ê n ioE 11 3 4 2 12 5 6 2 13 2 14 2 15 2 16 2 17 2 18 2 O rg anizo 4ume5nto me ntouma e 8spiralle1 Besuas massassfo ro . bemiom BDmitri,olebse8be lesme 2peue o núme cilindro rtaatôomico M nde re transurânicoatô micas e v Br 3º Na M g 8 8 8 8 8 8 8 8 Ar De scoBebriuB etohann8om eemBDömntotraçada, eomfóum ro de . e B os le sJo dos prime iro B ede inento e B W. rde 6R 1 2 3 4 5 7 8 3B 6 7 Dispô Reoce be u sco ro N sbe l o me rvando q lo se u trabalho s Crioeu o onúme s De Prê le 2 2 ,9 9 2 4 ,3 0 2 6 ,9 8 2 8 ,0 8 3 0 ,9 7 3 2 ,0 6 3 5 ,4 5 3 9 ,9 4 do F es o Química, n G a G e s A s S B r S ó d io E n x o fr e C lo r oÍ M a g n é s io A l u m ín i o S ilíc io F ó s fo ro A r g ô n io 2 C a O rg anizo u o s Cer le me nto s qCuímico s u m Zo rde m cre sce nte e e m linhas m o s e Mle me nto nte ndodee e le me nto s cada. 19 2 20 2 21 2 22 2 23 2 24 2 25 2 26 2 27 2 28 2 29 2 30 2 31 2 32 2 33 2 34 2 35 36 2 4º A rupo ho rizo ntais, co s q uímico s e m tríade s g u 8 8 8 8 8 8 8 8 Sc V 8 8 8 8 7 8 8 8 8O K Ti 8 8 n Ni 9 C 10 11 13 13 14 15 8 16 8 18 18 18 18 18 18 18 Kr 18 me too rde matô micoatô mico massa tabe e (númede um e sce s de 4 a 0 6 2). de cre le nte 1 2 4 4 ,9 5 2 2 5 0 ,9 4 2 1 2 2 2 2 3 4 7 4 ,9 2 5 6 7 9 ,9 0 7 8 3 9 ,0 9 4 0 ,0 7 4 7 ,8 6 5 1 ,9 9 5 4 ,9 3 5 5 ,8 4 5 8 ,9 3 5 8 ,6 9 2 6 3 ,5 4 1 6 5 ,3 9 6 9 ,7 2 7 2 ,6 1 7 8 ,9 6 8 3 ,8 0D P o tá s s io O e le próntonsro snúme ro me nto 9nunca0 varia la C á lc io E s c â n d io 1 1 da T itâ n io V a n á d io C r ô m io M angan ês F e rro C o b a lt o N íq u e l C o b re Z in c o G á lio G e r m â n io A r s ê n io S e lê n io B ro m o C r ip tô n io S r Em q ue itavo Mde suas Ra apre se ntaA pro Cprie aritmé tica T e massas Patô micasd e dade ns S b Z r o e rame fe me nto partird da g le itas mé dia I n S 2 2 2 2 2 2 2 5º 37 38 39 40 2 41 42 2 43 2 44 2 45 2 46 2 47 2 2 2 50 2 51 52 53 2 54 O 48 49O Rb Y 8 18 Nb o 8 18Tc u Rh 8 18 8 18 I 8 18 9 5 ,9 4 8 18 13 8 18 8 18 8 18 8 18 8 18 8 18 8 18 8 18 8 18 18 8 18 8 18 Xe 8 18 Re coq uerió dicaaprie dade s rió s me O RGI são a e nfig uropro étabe la pe do dica me lo cando pe as u chamado eSEA co nto O, le Ae le dade T ls P b B i P B 1 ,0 1 8 8 8 8 ,9 0 9 10 9 2 ,9 0 12 16 18 1 2 7 ,6 0 18 1 3 1 ,2 9 18 8 7 ,6 2 9 1 ,2 2 9 8 ,9 0 1 4 1 0 1 ,0 7 15 1 0 2 ,9 1 1 0 6 ,4 2 18 18 1 1 4 ,8 2 1 1 8 ,7 1 1 8 1 2 1 ,7 6 18S 1 0 7 ,8 7 1 2 6 ,9 0 1 1 1 2 ,4 1 18 1 2 2 2 1 1 3 5 6 8 R u b íd io N ió b io M o lib d ê n io T e c n é c io 1 1 1 2 E s ta n h o 4 7 ve se me flhantedas massas doe sassim u suce ssivame ntetiam o A t Ítr io 5rifico u q ue muitas de suas pro prie nto s s se re pe E s tr ô n c io Z ir c ô n o R u t ê n io R ó d io P a lá d io P ra ta C á d m io I n d io A n t im ô n io T e lú rio Io d o T itâ n io sW ao Rprime iroI r P t 55 2 56 2 2 2 2 2 2 2 78 2 79 2 80 2 81 2 82 2 83 2 84 2 85 2 86 2 6º 78 8 72 Hg 8 73 8 74 8 75 8 76 77 8 8 8 8 8 8 8 8 Ba 8 8 8 Cs a 18 H Ta 18 e O s 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 Rn 18 7 sé rie actinídee s m sua ho me nag s do s mico s funçõ o e de se us núme riee m lantaníde o s s abaixo da sé ro atô 18 18 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 8 1 3 7 ,3 3 8 1 7 8 ,4 9 1 8 0 ,9 5 11 1 8 3 ,8 5 12 1 8 6 ,2 1 1 9 0 ,2 3 32 1 9 2 ,2 2 32 1 9 5 ,0 8 17 1 9 6 ,9 7 18 2 0 0 ,5 9 1 8 2 0 4 ,3 8 18 2 0 7 ,2 2 0 8 ,9 8 18 2 0 9 ,9 8 18 2 0 9 ,9 9 18 2 2 2 ,0 2 32 1 3 2 ,9 1 11 2 10 2 2 2 13 2 14 17 P la tin a 1 1 3 18 4 5 6 7 18 C é s io B á rio H á fn io T â n t a lo T u n g s tê n io R ê n io Ó s m io 2 Ir íd io O u ro M e rc ú rio 2 T á lio C hum bo B is m u t o P o lô n io A s ta to R a d ô n io 8 2 2 87 8 88 89 104 105 106 107 108 109 110 111 112 7º Fr Ra 8 Rf Db Sg 18 18 2 2 3 ,0 2 32 18 2 2 6 ,0 3 32 18 a 262 Bh Hs M t Uun Uuu Uub S Li 7 LiBe B C N Ca O F 8 103 261 F r â n c io 1 R á d io 8 2 R u t h e r f ó d io D ú b n io S e a b ó r g io B ó h r io H á s s io M e itn é r io U n u n ílio40 U n u n ú n io U n ú m b io E M S É R IE D O S L A N T A N ÍD E O S E Sr 88 L N º a t ô m ic o 57 N NM A a a g 2 58 l2 23 59 2 60 2 61 2 62 Si 2 63 P S 2 64 2 65 2 66 Cl 2 67 2 6H 8 2 69 2 70 2 71 2 Dy 8 8 K Ce 8 Pm 8 8 8 Sm 8 G d 8 Tb 8 8 Ho 8 8 Tm 8 8 Lu 8 La 18 Pr Nd 18 18 18 18 18 Eu 18 18 18 18 18 A r E 18 18 Yb 18 18 Ba 20 28 L 18 21 22 23 24 1 37 25 25 27 29 30 31 32 32 1 3 8 ,9 1 39 K1 4 0 ,1 2 1 4 0 , 9 1 82 1 4 4 ,2 4 8 1 4 6 ,9 2 1 5 0 ,3 6 1 5 1 ,9 6 1 5 7 ,2 5 9 1 5 8 ,9 3 1 6 2 ,5 0 8 1 6 4 ,9 2 1 6 7 ,2 6 1 6 8 ,9 3 1 7 3 ,0 4 1 7 4 ,9 7 9 8 8 8 8 8 8 8 8 8 9 ÉN 2 D is p r ó s io 2 M L a n tâ n io 2 C é r io P r a s e o d í m io N e o d ím i o 2 P ro m é c io 2 S a m á rio 2 E u r ó p io 2 G a d o lín io 2 T é r b io 2 H ó l m io 2 rb io 2 T ú lio 2 Ité r b io 2 L u té c io 2 S ÍM B O L O N O K Ca Cr Ti Ç S É R IE D O S A C T IN ÍD E O S A P M a s s a a t ô m ic a Q 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 89 8 90 8 91 8 92 8 93 8 94 8 95 8 96 8 97 8 98 8 99 8 100 8 101 8 102 8 103 8 Nom e Ac 18 32 Th 1 3 8 2 Pa 18 32 U 18 32 Np 18 32 Pu 18 32 Am 18 32 Cm 18 32 Bk 18 32 Cf 18 32 Es 18 32 Fm 18 32 M d 18 32 No 18 32 Lr 18 32 2 2 7 ,0 3 18 2 3 2 ,0 4 1 8 2 3 1 ,0 4 2 0 2 3 8 ,0 3 21 2 3 7 ,0 5 22 2 3 9 , 0 5 29 3 2 4 1 , 0 6 29 4 2 4 4 ,0 6 25 2 4 9 ,0 8 2 6 2 5 2 , 0 8 29 7 2 5 2 , 0 8 29 8 2 5 7 ,1 0 29 2 5 8 , 1 0 39 0 2 5 9 ,1 0 32 2 6 2 , 1 1 39 2 9 9 A c t ín io 9 2 T ó rio 1 2 0 P r o ta c t ín io 9 2 U r â n io 2 N e tú n io 9 P lu tô n io 2 A m e r íc io 2 C ú r io 2 B e r q u é lio 9 2 C a l i f ó r n io 2 E in s tê n io 2 F é r m io 9 2 M e n d e lé v io 2 N o b é li o 8 2 L a u r ê n c io 2 2 P r o f. A g a m e n o n R o b e rto w w w .a u la d e q u im ic a .c jb .n e t
  3. 3. N tabe la atual o s e le me nto s q uímico s o cupam a SETE LI HA HORI N S ZON I TAS q ue são de no minado s de PERÍODOS Este s pe río do s são nume rado s o u o rde nado sde cima para baixo para me lho r ide ntificá-lo s
  4. 4. Po de mo s asso ciar o pe río do de um e le me nto q uímico co m a sua co nfig uração e le trô nica O núme ro de o rde m do pe río do de um e le me ntoé ig ual ao núme ro de níve is e le trô nico s q ue e le e le me nto po ssui
  5. 5. O e le me nto flúo r te m 9 e lé tro ns: 2 2 51s 2s 2p ou K= 2 L= 7 Po ssui de ste mo do ape nas o s níve is 1 e 2 o u K e L co m e lé tro ns ( 2 níve is de e ne rg ia ) Então e ste e le me nto s lo caliza-se no 2º PERÍ DO O da classificação pe rió dica
  6. 6. O e le me nto fe rro te m 26 e lé tro ns: 2 2 6 2 6 2 61s 2s 2p 3s 3p 4s 3d ouK= 2 L= 8 M= 1 4 N= 2 Po ssui de ste mo do ape nas o s níve is 1 , 2, 3 e 4 o u K, L, Me N co m e lé tro ns (4 níve is de e ne rg ia) Então e ste e le me nto s lo caliza-se no 4º PERÍODO da classificação pe rió dica
  7. 7. FA Í A (GRUPOS o u COLUN S) M LI S A Co nstitue m as 1 8 linhas ve rticais da classificação pe rió dicaEstas linhas são nume radas de 1 a 8 e subdivididas e m Ae B, aIUPA re co me nda q ue C e sta nume ração se ja de 1 a 1 8
  8. 8. Os e le me nto s q ue e stão no subg rupo Asão de no minado s de re pre se ntativo s e po ssue m o e lé tro n dife re ncial e m subníve l “ s ” o u “ p “ O s e le me nto s q ue e stão no subg rupo B são de no minado s de transição e po ssue m o e lé tro n dife re ncial e m subníve l “ d “ o u “ f “
  9. 9. O e le me nto flúo r de núme ro atô mico 9 e distribuição e le trô nica: 2 2 5 1s 2s 2p É um e le me nto re pre se ntativo ,po is po ssui o e lé tro n dife re ncial no subníve l “ p “
  10. 10. O e le me nto cálcio de núme ro atô mico 20 e distribuição e le trô nica1s2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 É um e le me nto re pre se ntativo , po is po ssui o e lé tro n dife re ncial no subníve l “ s “
  11. 11. O e le me nto fe rro de núme ro atô mico 26 e distribuição e le trô nica 2 2 6 2 6 2 61s 2s 2p 3s 3p 4s 3dÉ um e le me nto de transição (e xte rna), po is po ssui o e lé tro n dife re ncial no subníve l “ d “
  12. 12. N g rupo 3B e no 6 º pe río do o se e nco ntra uma sé rie de e le me nto s de no minada de sé rie do s lantaníde o s N g rupo 3B e no 7 º pe río do oe nco ntramo s uma sé rie de e le me nto s de no minada de sé rie do s actiníde o s
  13. 13. Estas duas sé rie s são o s e le me nto s de transição inte rnaq ue po ssue m o e lé tro n dife re ncial e m subníve l “ f”
  14. 14. 01) A configuração eletrônica de um átomo é: 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 5 1 2 3 4 5 6 7 Para este elemento podemos afirmar I. É elemento representativo F é de transição II. É elemento de transição V III. Seu número atômico é 25 V 2 + 2 + 6 + 2 + 6 + 2 + 5 = 25 IV. Possui 7 subníveis de energia V a) somente I é correta. b) somente II e III são corretas. c) somente II, III e IV são corretas. d) todas são corretas. e) todas são falsas.
  15. 15. O e le me nto flúo r de núme ro atô mico 9 e distribuição e le trô nica: 2 2 51s 2s 2p ou K= 2 L= 7 Po ssui 7 e lé tro ns no último níve l e se e nco ntra na família 7 A
  16. 16. O e le me nto cálcio de núme ro atô mico 20 e distribuição e le trô nica: 2 2 6 2 6 21s 2s 2p 3s 3p 4s ou K= 2 L= 8 M= 8 N= 2 Po ssui 2 e lé tro ns no último níve l e se e nco ntra na família 2A
  17. 17. 0 1 ) Um e le me nto q uímico te m núme ro atô mico 33. A sua co nfig uração e le trô nica indica q ue e stá lo calizado na: a) família 5Ado pe río do 3. b) família 3Ado pe río do 3. c) família 5Ado pe río do 4. d) família 7 Ado pe río do 4. e ) família 4Ado pe río do 7 . 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 10 4p 3 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 3d 10 4s 2 4p 3 K=2 L=8 M = 18 N=5 família 5A período 4
  18. 18. 0 4) Um e le me nto q uímico e stá na família 4A e no 5º pe río do da classificação pe rió dica. A sua co nfig uração e le trô nica pe rmitirá co ncluir q ue se u núme ro atô mico é : a) 50 . 5º período: possui 5 níveis de energia. b) 32. família 4A: possui 4 elétrons no último nível c) 34. d) 8 2. e ) 46 . 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 10 4p 6 5s 2 4d 10 5p 2 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 3d 10 4s 2 4p 6 4d 10 5s 2 5p 2 K=2 L=8 M = 18 N = 18 O=4 2 + 8 + 18 + 18 + 4 = 50
  19. 19. 0 3)(PUC-PR) O subníve l mais e ne rg é tico do áto mo de um e le me nto q uímico no e stado fundame ntal é “ 5p ” . Po rtanto4 o se u, núme ro atô mico e sua po sição na tabe la pe rió dica se rão : a) 40 , 5A 4º pe río do . , b) 34, 4A 4º pe río do . , Pág 9 0 / Ex. 3 c) 52, 6 A 5º pe río do . , d) 56 , 6 A 5º pe río do . , e ) 55, 5A 5º pe río do . , 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 10 4p 6 5s 2 4d 10 5p 4 núme ro atô mico 52, família 6 A e 5º pe río do
  20. 20. 0 4) (Ce fe t-PR) Um “ hacke r” de pro g ramas de co mputado r e stá pre ste s a vio lar um arq uivoimpo rtantíssimo de uma g rande multinacio nal de indústria q uímica. Quando e le vio lar e stearq uivo , uma g rande q uantidade de info rmaçõ e s de inte re sse público po de rá se r divulg ada. Aopre ssio nar uma de te rminada te cla do co mputado r, apare ce a fig ura a se g uir e uma me nsag e me m fo rma de de safio : “ Ase nha é co mpo sta do símbo lo de X, se g uido do núme ro de e lé tro ns do se u áto mo ne utro , do símbo lo de Y, se g uido do se u núme ro atô mico , e do símbo lo de Z, se g uido do se u núme ro de pró to ns” . Ase nha q ue o hacke r de ve dig itar é : Pág 9 1 / Ex. 5 a) Ca40 C1 2F1 5. Y b) Ca20 C1 2F31 . Z c) Ca20 C6 F1 5. X d) Ca40 C1 2P1 5. e ) Ca20 C6 P1 5.
  21. 21. Para o s e le me nto s de transição (e xte rna) o bse rvamo s o núme ro de e lé tro ns do subníve l “ d” mais e ne rg é tico e se g uimo s a tabe la abaixo3B 4B 5B 6B 7B 8B 8B 8B 1 B 2B 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10d d d d d d d d d d
  22. 22. 01 ) Assinale a alte rnativa q ue indica o nde se e nco ntra o e le me nto q uímico cuja co nfig uração e le trô nica, 2 3 na o rde m cre sce nte de e ne rg ia, finda e m 4s 3d a) g rupo 3B e 2º pe río do . b) g rupo 4Ae 2º pe río do . c) g rupo 4Ae 5º pe río do . d) g rupo 5B e 4º pe río do . e ) g rupo 5Ae 3º pe río do . 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 3 subnível de maior energia é o “ 3d “ com 3 elétrons: família 5B utiliza 4 níveis de energia: 4º período
  23. 23. 1A: família do s me tais alcalino s Li, N K, Rb, Cs, Fr. a,2A: família do s me tais alcalino s te rro so s B, e M , Ca, Sr, g Ba, Ra.3A: família do bo ro B A , l, Ga, I Tl. n,4A: família carbo no C, Si, Ge , Sn, Pb.
  24. 24. 5A: família do nitro g ê nio N P, , As, Sb, Bi. 6A: família do s calco g ê nio s O, S, Se , Te , Po . 7A: família do s halo g ê nio s F, Cl, Br, I A , t.ZERO: família do s g ase s no bre s He , N , A e r, Kr, Xe , Rn.
  25. 25. 0 1 ) N classificação pe rió dica, o s e le me nto s “ B “ a a (g rupo 2), “ Se “ (g rupo 1 6 ) e “ Cl “ (g rupo 1 7 ) são co nhe cido s, re spe ctivame nte , co mo : a) alcalino , halo g ê nio e calco g ê nio b) alcalino te rro so , halo g ê nio e calco g ê nio c) alcalino te rro so , calco g ê nio e halo g ê nio d) alcalino , halo g ê nio e g ás no bre e ) alcalino te rro so , calco g ê nio e g ás no bre Ba alcalino te rro so Se calco g ê nio Cl halo g ê nio
  26. 26. 0 2) Assinale o g rupo de e le me nto s q ue faz parte so me nte do s alcalino s-te rro so s. a) Ca, M , B g a. b) Li, N K. a, c) Zn, Cd, Hg . d) A , A Cu. g u, e ) Pb, A B l, i. família do s me tais te rro so s B , M , Ca, Sr, e g Ba, Ra.
  27. 27. 0 3) (Univale -SC) O bro mato de po tássio , pro duto de aplicação co ntro ve rtida na fabricação de pãe s te m fó rmula “ KB 3 “ . Os e le me nto s q ue faze m rO de ste co mpo sto , na o rde m indicada na fó rmula, são das famílias do s: a) alcalino s, halo g ê nio s e calco g ê nio s b) halo g ê nio s, calco g ê nio s e alcalino s c) calco g ê nio s, halo g ê nio s e alcalino s d) alcalino s te rro so s, calco g ê nio s e halo g ê nio s e ) alcalino s te rro so s, halo g ê nio s e calco g ê nio s K alcalino s B r halo g ê nio s O calco g ê nio s
  28. 28. Po de mo s classificar o s e le me nto s q uímico s de aco rdo co m suas pro prie dade s físicas em M I SEM M I A ETAS e GA ETAS, I ETAS, M I SES N B O RES AIUPA re co me nda q ue e sta classificação se ja, ape nas, C M I A ETAS e GA ETAS, M I SES N RES OB AMETAIS G SEMIMETAIS He A B C N O F S Ne E Si P S Cl Ar S Ge As Se Br Kr N Sb Te I Xe O B Po At Rn R E S METAIS
  29. 29. Co nstitui a maio r parte do s e le me nto s q uímico s Suas principais caracte rísticas são : Só lido s nas co ndiçõ e s ambie nte s, e xce to o me rcúrio , q ue é líq uido  São bo ns co nduto re s de e le tricidade e calo r  São dúcte is e male áve is  Po ssue m brilho caracte rístico
  30. 30. A nas 1 1 e le me nto s q uímico s faze m parte de ste g rupo pe (C, N P, O, S, Se , F, Cl, B Ie A , r, t) Suas caracte rísticas são o po stas à do s me tais  Po de m se r só lido s (C, P, S, Se Ie At) líq uido (Br) g aso so s (N O, F e Cl) ,  São maus co nduto re s de e le tricidade e calo r  N po ssue m brilho caracte rístico ão  N são dúcte is ne m male áve is ão
  31. 31. Po ssue m pro prie dade s inte rme diárias e ntre o s me tais e o s ame tais Este g rupo é co nstituído po r 7 e le me nto s q uímico s (B Si, Ge , A Sb, Te e Po ) , s,São só lido s nas co ndiçõ e s ambie nte s
  32. 32. São to do s g ase s nas co ndiçõ e s ambie nte sPo ssue m g rande e stabilidade q uímica, isto é ,po uca capacidade de co mbinare m co m o utro s e le me nto s Co nstitue m o s g ase s no bre s o s e le me nto s He , N , A Kr, Xe e Rn e r,
  33. 33. O e le me nto q uímico HIDRO GÊN O I não é classificado e m ne nhum de ste sg rupo s, e le po ssui caracte rísticas pró prias
  34. 34. 0 1 ) Po ssue m brilho caracte rístico , são bo ns co nduto re s de calo r e e le tricidade . Estas pro prie dade s são do s: a) g ase s no bre s. b) ame tais. c) não me tais. d) se mime tais. e ) me tais.
  35. 35. 0 2) N co ndiçõ e s ambie nte s o s me tais são só lido s, as uma e xce ção é o :a) só dio .b) mag né sio .c) o uro .d) me rcúrio .e ) co bre .
  36. 36. 0 3) Qual do s g rupo s abaixo po ssui ape nas ame tais?a) B A e N . , l eb) N Ge e Rn. a,c) W, O s e Po .d) Si, Ge e As.e ) B S e O. r, B, Si, Ge, As, Sb, Te, Po.
  37. 37. 0 4) (Fate c-SP) I ine q ue a tabe la pe rió dica se ja o mapa de um co ntine nte , e q ue o s mage le me nto s q uímico s co nstituam as dife re nte s re g iõ e s de sse te rritó rio . N Are spe ito de sse “ mapa” , são fe itas O L as se g uinte s afirmaçõ e s: S I Os me tais co nstitue m a maio r parte do te rritó rio de sse co ntine nte . . I . A substâncias simple s g aso sas, não -me tálicas, são e nco ntradas no I s N rde ste e na co sta le ste de sse co ntine nte . o I I Pe rco rre ndo -se um me ridiano (isto é , uma linha no se ntido N rte -Sul), I. o atrave ssam-se re g iõ e s cujo s e le me nto s q uímico s apre se ntam pro prie dade s q uímicas se me lhante s. De ssas afirmaçõ e s, Pág 9 0 / Ex. 0 1 a) ape nas Ié co rre ta. b) ape nas Ie I são co rre tas. I c) ape nas Ie I Isão co rre tas. I d) ape nas I e I Isão co rre tas. I I e) I I e I Isão co rre tas. , I I
  38. 38. Muitas caracte rísticasdo s e le me nto s q uímico s se re pe te mpe rio dicame nte , e stas pro prie dade s são de no minadas de PRO PRIEDADES PERI DI S Ó CA
  39. 39. Do is fato re s são impo rtante s na de te rminação do raio atô mico : N ERO DE CA A S ELETRÔN CA ÚM M DA I S e CARGANUCLEAR
  40. 40. 8 O K= 2 L= 6 S K= 2 L= 8 L= 616 Co m o aume nto do núme ro de camadas o co rre um aume nto no raio do áto mo e , e ste aume nto é de CI Apara B I M AXO e m áto mo s pe rte nce nte s à me sma família
  41. 41. Este fato r te m influê ncia q uando se co nside ra e le me nto s q uímico s de me smo pe río do na tabe la pe rió dica,po is po ssue m o me smo núme ro de camadas Quanto maio r a carg a nucle armaio r é a atração do núcle o pe lo s e lé tro ns pe rifé rico s, isto é , me no r se rá o áto mo e , num me smo pe río do o tamanho do áto mo aume nta da DI TApara a ESQUERDA REI
  42. 42. O tamanho de um Ì é dife re nte ON do áto mo q ue o o rig ino uUm CÁ ONte m um raio M OR TI EN q ue o áto mo q ue o pro duziuUm  I te m um raio M I N ON AOR q ue o áto mo q ue o pro duziu
  43. 43. 01 ) Assinale a alte rnativa q ue indica co rre tame nte a o rde m cre sce nte do s raio s atô mico s: a) Cs < Rb < K < N < li. a O s e le me nto s co mparado s b) Cs < Li < Rb < N < K. a pe rte nce m a uma me sma família c) K < Rb < N < Cs < Li. a da tabe la pe rió dica d) Li < Cs < N < Rb < K. a e ) Li < N < K < Rb < Cs. a O raio atô mico aume nta de cima para baixo
  44. 44. 0 2) O tamanho de um cátio n e o tamanho de um ânio n, co mparado co m o do áto mo de o rig e m, é re spe ctivame nte :a) me no r e maio r.b) me no r e me no r.c) maio r e maio r.d) maio r e me no r.e ) maio r e ig ual. O cátio n é M O R q ue o áto mo de o rig e m EN O ânio n é M I R q ue o áto mo de o rig e m AO
  45. 45. 0 3) Um pro fe sso r de cidiu de co rar se u labo rató rio co m um “ re ló g io de q uímica” no q ual, nolug ar das ho ras e stive sse m e le me nto s q uímico s, dispo sto s de aco rdo co m se us re spe ctivo snúme ro s atô mico s, co mo mo stra a fig ura abaixo . Mg Na H Ne He Pág 9 9 / Ex. 0 9 / b F Li O Be N B C Indiq ue a ho ra q ue o re ló g io do pro fe sso r marca q uando o po nte iro do s minuto s apo nta para o me tal alcalino -te rro so de me no r raio atô mico e o po nte iro das ho ras apo nta para o g ás no bre do se g undo pe río do . ho ras: 1 0 a) 8 h25min. minuto s: 20 b) 5h0 9 min. c) 2h55min. d) 1 0 h20 min e ) 6 h30 min.
  46. 46. É a e ne rg ia mínima ne ce ssária para re tirar ume lé tro n de um áto mo ne utro iso lado no e stado g aso so Quanto me no r fo r o áto mo maio r se rá a dificuldade para re tirar se u e lé tro n, isto é , maio r se rá a e ne rg ia de io nização
  47. 47. Ae ne rg ia mínima ne ce ssária para re tirar um ia g undo e lé tro n de um cátio n Ae ne rg se mínima ne ce ssáriamo no vale nte um e lé tro n de um áto mocátio n bivale ntepara re tirar g aso so pro duzindo um ne utro iso ladono e stado g aso so pro duzindo um cátio n mo no vale nte chama-se 2ª EN chama-se ZA O ERGI DE I I ÇÃ A ON 1 ª ENe se rá maioI q ueZA O ERGI DE r I a ÇÃ A ON 1 ª ENERGI DE I I ÇÃ A ON ZA O

×