Mato Grosso

1.264 visualizações

Publicada em

Informações Geográficas e Históricas da cidade de Mato Grosso, Brasil, elaborado para o curso de Guia de Turismo do SENAC RJ.

Publicada em: Turismo
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.264
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
128
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mato Grosso

  1. 1. Contextualização, suas principais características geográficas e atrativos turísticos.
  2. 2. Dados Geográficos
  3. 3. Dados Geográficos
  4. 4. GEOGRAFIA DE MATO GROSSO  Fronteira oeste do Brasil, o Estado de Mato Grosso, apresenta paisagens distintas: os planaltos com chapadas, ao norte; as planícies inundáveis, ao nordeste; o Pantanal mato-grossense, ao sudoeste.  Na entrada da Amazônia, o território é coberto por florestas.  A economia está condicionada pela geografia: os largos campos de cerrado permitem a pecuária extensiva e o cultivo agrícola.  O extrativismo é outra importante atividade econômica.
  5. 5. FATOS HISTÓRICOS
  6. 6. HISTÓRIA  De acordo com o Tratado de Tordesilhas, o atual estado de Mato Grosso, como quase todo o Centro-Oeste e a Região Norte, pertencia à Espanha.  Com o bandeirismo no século XVII e a descoberta de ouro no Brasil central no século XVIII, a região é invadida por exploradores.  Em 1750 a região é incorporada ao Brasil pelo Tratado de Madri.
  7. 7. FATO MARCANTE  O governo federal decreta a divisão do estado em 1977, alegando dificuldade em desenvolver a região diante da grande extensão e diversidade.  No norte, menos populoso, mais pobre, sustentado ainda pela agropecuária extensiva e às voltas com graves problemas fundiários, fica Mato Grosso.  No sul, mais próspero e mais populoso, é criado o Mato Grosso do Sul.
  8. 8. CLIMA
  9. 9. CLIMA DE MATO GROSSO  Possui clima tipicamente continental, com duas estações bem-definidas, uma chuvosa e outra seca.  As variações de temperatura ao longo de um dia podem ser grandes, principalmente nos meses de junho e julho.  A estação chuvosa vai de outubro a março (primavera e verão), e a estação seca começa em abril e termina em setembro (outono e inverno).
  10. 10. CLIMA DE MATO GROSSO  Predominam dois tipos de clima: equatorial e tropical continental. Caracteriza-se pela ocorrência de chuvas intensas, com temperaturas elevadas durante os doze meses do ano  As médias anuais de chuva variam de 1.250 a 2.750mm.  Na região norte do Estado chove mais de 2.000mm por ano e menos de 1.200mm no Pantanal.
  11. 11. VEGETAÇÃO E HIDROGRAFIA
  12. 12. VEGETAÇÃO  Cerrado e Floresta Amazônica.  Bosques abertos, com árvores contorcidas e grossas de pequena altura (entre 8 e 12m);
  13. 13. CERRADO  Os cerrados estão relacionados às mais baixas pluviosidades, às condições dos solos menos favoráveis, em especial às áreas de maiores altitudes dos chapadões, onde é menor a umidade do solo.
  14. 14. FLORESTA AMAZÔNICA  Mata de terra firme - nunca alagada pelas enchentes dos rios.  Devido ao elevado índice de chuvas, apresenta uma característica sempre verde, o que significa dizer que suas árvores não perdem as suas folhas no período de estiagem, pelo fato de ser muito curto (2 meses).
  15. 15. HIDROGRAFIA DE MATO GROSSO Destaca-se no cenário nacional. O divisor de águas que abriga as nascentes de rios formadores das três grandes bacias hidrográficas do país: bacias Amazônica, do Paraná e Tocantins.
  16. 16. RELEVO
  17. 17. PLANALTOS  Superfícies irregulares (acima de 300 m).  Possuem morros, serras e elevações de topos planos denominados Chapadas. SERRAS  Serra das Araras.
  18. 18. DEPRESSÕES  Depressão do Araguaia-Tocantins  Relevo quase plano. (200 a 400m) PLANÍCIES  Depressão do Alto-Paraguai - Guaporé  Grande área de deposição sedimentar.
  19. 19. MATO GROSSO - ECONOMIA A agricultura no estado se consolidou como o setor mais importante da sua economia , dado seu papel motriz em relação às demais atividades econômicas, e está inserida no contexto da moderna agricultura nacional, considerando-se a significativa evolução da produtividade, área e produção das suas principais lavouras temporárias.
  20. 20. A CAPITAL CUIABÁ

×