Sirinhaempdf1

757 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
757
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sirinhaempdf1

  1. 1. INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS ESTUDO SÓCIO-ECONÔMICO DOS EX- MORADORES E DA COMUNIDADE PESQUEIRA USUÁRIA DAS ILHAS E DO ESTUARIO DO RIO SIRINHAÉM/PE (RELATÓRIO FINAL DA PESQUISA) RECIFE – MAIO – 2008
  2. 2. EQUIPE TÉCNICA RESPONSÁVEL Ana Virgínia Vieira de Melo da C. Cirne Centro Nacional de Desenvolvimento Sustentado de Populações Tradicionais – CNPT/IBAMA/PE Luiz Otávio de Araújo Corrêa Núcleo de Educação Ambiental do IBAMA/PE Manoel Edson de Lima Núcleo de Educação Ambiental do IBAMA/PE Maria Catarina Cavalcanti Cabral Núcleo de Unidades de Conservação do IBAMA/PE Veralúcia Oliveira Coutinho Núcleo de Unidades de Conservação do IBAMA/PE
  3. 3. ÍNDICE DE FIGURAS, TABELAS, GRÁFICOS E ANEXOS FIGURAS Figura 01 Imagem de Satélite do Complexo Estuarino do Rio Sirinhaém 02 Figuras 02 e 03 A pesca artesanal é a principal atividade realizada no estuário do rio Sirinhaém 03 Figura 04 e 05 Cultivo de cana-de-açúcar no entorno do manguezal das ilhas 03 Figura 06 Ruínas do antigo cais construído nas ilhas para escoamento da produção da usina 04 Figura 07 Substituição de árvores frutíferas cultivadas pelos ex-moradores das ilhas por Ingá 07 Figura 08 Irmãs que resistem à saída da Ilha do Constantino 07 Figura 09 Delimitação da área pertencente à União, feita pelo GRPU 07 Figura 10 Manguezal das Ilhas 14 Figura 11 Manguezal do estuário do rio 14 Figura 12 Covos utilizados pelos pescadores para captura de peixes e camarão 15 Figura 13 Rede de emalhar e Tarrafa, para captura de peixes 15 Figura 14 Pescado tradicional dos ex-moradores das ilhas (amoré) 16 Figura 15 Vila Nova da Cohab 17 Figura 16 Oiteiro do Livramento 17 Figura 17 Oiteiro do Carmo 17 Figura 18 Barra de Sirinhaém 17 Figura 19 Casado 18 Figura 20 Vila Santo Amaro de Baixo 18 Figura 21 Ex-morador das ilhas que continua pescando na região 27 Figura 22 Família que abandonou a atividade pesqueira, após a saída das ilhas 27 Figuras 23 e 24 Residências de ex-moradores das ilhas, próximas ao manguezal 37 Figura 25 Cacimba ainda em funcionamento na Ilha do Constantino 42 Figura 26 Até as residências mais humildes estão ligadas a rede de energia, embora que muitos recorram aos conhecidos “macacos” 43 Figura 27 Esgoto a céu aberto na localidade do Casado 43 Figura 28 Manguezal vizinho à localidade do Casado é destino de boa parte do lixo e do esgoto produzido pela comunidade, além de ser utilizado pelas famílias que não têm banheiros em suas residências 43 Figura 29 Embarcação (Jangada) utilizada pela maioria dos pescadores de Sirinhaém 49 Figura 30 Espécie extraída pelos ex-moradores das ilhas, principalmente quando residiam no local 51 Figura 31 Filho de antigo morador da ilha vendendo caranguejo pelas ruas de Barra de Sirinhaém 51 Figura 32 Criação de cabras das irmãs que ainda residem nas ilhas 58 Figura 33 Galinheiro como complemento de renda 58 Figura 34 Casado 73 Figura 35 Centro de Barra de Sirinhaém 73 Figura 36 Rua da Colônia de Pescadores Z-6 73 Figura 37 Casa de barro, no Casado 87 Figura 38 Casas de palha e madeira próximas à Colônia de Pescadores Z-6 87 Figura 39 Mãe e filha cuidando do beneficiamento do caranguejo capturado pelo pai, para ser vendido a veranistas 93 Figura 40 Aratus capturados no manguezal do estuário pelos pescadores artesanais de Barra de Sirinhaém 100
  4. 4. TABELAS Tabela 01 Distribuição por Localidade dos Questionários aplicados a Ex-moradores das Ilhas 18 Tabela 02 Famílias e População de Ex-moradores das Ilhas no Município de Sirinhaém 21 Tabela 03 Gênero dos Ex-moradores das Ilhas 23 Tabela 04 Faixa Etária dos Ex-moradores das Ilhas 24 Tabela 05 Nível de Escolaridade dos Ex-moradores das Ilhas 26 Tabela 06 Ocupações Atuais dos Ex-moradores das Ilhas, maiores de 18 Anos 28 Tabela 07 Fontes de Renda Atuais das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 30 Tabela 08 Renda Mensal Atual das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 32 Tabela 09 Famílias de Ex-moradores das Ilhas beneficiadas por Programas Sociais do Governo 33 Tabela 10 Famílias de Ex-moradores das ilhas com Indivíduos filiados a Entidades de Classe 35 Tabela 11 Propriedade das Residências Atuais das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 36 Tabela 12 Tipos de Construção das Residências Atuais das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 37 Tabela 13 Número de Cômodos das Residências Atuais das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 39 Tabela 14 Número de Moradores nas Residências Atuais das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 41 Tabela 15 Infra-estrutura das Residências Atuais das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 44 Tabela 16 Distribuição por Localidade dos Questionários Aplicados com Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 72 Tabela 17 Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém entrevistados e a População residente em suas Moradias 74 Tabela 18 Gênero dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 76 Tabela 19 Faixa Etária dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 77 Tabela 20 Nível de Escolaridade dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 79 Tabela 21 Outros Tipos de Ocupação dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 80 Tabela 22 Fontes de Renda Familiar dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 81 Tabela 23 Renda Familiar Mensal dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 83 Tabela 24 Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém com Famílias beneficiadas por Programas Sociais do Governo 84 Tabela 25 Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém, filiados a Entidades de Classe 85 Tabela 26 Propriedade das Residências dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 86 Tabela 27 Tipos de Construção das Residências dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 87 Tabela 28 Número de Cômodos das Residências dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 88 Tabela 29 Número de Habitantes das Residências dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 90 Tabela 30 Infra-Estrutura das Residências dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 91 Tabela 31 Número de Pescadores que residem com as Famílias dos Indivíduos entrevistados 94 Tabela 32 Relações de Trabalho dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 96 Tabela 33 Sistemas de Pesca praticados pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 97 Tabela 34 Embarcações utilizadas pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém na Atividade 98 Tabela 35 Modalidades de Pesca praticadas pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 99 Tabela 36 Tipos de Crustáceos capturados pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 100 Tabela 37 Petrechos de Pesca utilizados pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 102 Tabela 38 Número de Dias trabalhados semanalmente no Estuário pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 103 Tabela 39 Tempo de Permanência dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém, no Local de Pesca 104 Tabela 40 Produção Semanal de Peixes obtidas pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém, no Estuário do rio Sirinhaém 106 Tabela 41 Produção Semanal de Caranguejos obtida pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém, no Manguezal das Ilhas, durante os Meses de Verão 108 Tabela 42 Destino da Produção obtida pelos Pescadores de Barra de Sirinhaém, no Estuário 109 Tabela 43 Renda obtida pelos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém através da Atividade
  5. 5. realizada no Estuário do rio Sirinhaém 111 Tabela 44 Principal Importância do Estuário para os Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém 112 Tabela 45 Principais Problemas Socioambientais observados pelos Pescadores no Estuário do Rio Sirinhaém 114 Tabela 46 Principais Dificuldades encontradas pelos Pescadores para atuar no Estuário do Rio Sirinhaém 115 Tabela 47 Pescadores Entrevistados que têm Conhecimento sobre a Solicitação de Antigos Moradores das Ilhas ao IBAMA para Criação de uma Unidade de Conservação no Estuário 117
  6. 6. GRÁFICOS Gráfico 01 Ilhas em que as Famílias Entrevistadas Residiram 19 Gráfico 02 Tempo de Permanência das Famílias nas Ilhas 20 Gráfico 03 Distribuição Atual das Famílias de Ex-moradores das Ilhas no Município de Sirinhaém, por Localidade 22 Gráfico 04 Distribuição Atual dos Integrantes das Famílias no Município de Sirinhaém, por Localidade 22 Gráfico 05 Distribuição quanto ao Gênero dos Ex-moradores das Ilhas, por Localidade 23 Gráfico 06 Distribuição quanto à Faixa Etária dos Ex-moradores das Ilhas, por Localidade 25 Gráfico 07 Distribuição quanto ao Nível de Escolaridade dos Ex-moradores das Ilhas, por Localidade 26 Gráfico 08 Distribuição por Localidade, quanto às Ocupações Atuais dos Ex-moradores das Ilhas 29 Gráfico 09 Fontes de Renda das Famílias, quando residiam nas Ilhas 29 Gráfico 10 Distribuição por Localidade, quanto às Fontes de Renda Atuais das Famílias 30 Gráfico 11 Renda Mensal das Famílias, quando ocupavam as Ilhas 31 Gráfico 12 Distribuição da Renda Mensal das Famílias de Ex-moradores das Ilhas, por Localidade 32 Gráfico 13 Distribuição por Localidade das Famílias beneficiadas por Programas Sociais do Governo 33 Gráfico 14 Distribuição por Localidade das Famílias com Integrantes Filiados a Entidades de Classe 35 Gráfico 15 Distribuição quanto à Propriedade das Residências Atuais, por Localidade 36 Gráfico 16 Distribuição quanto ao Tipo de Construção das Residências Atuais, por Localidade 38 Gráfico 17 Número de Cômodos das Moradias das Famílias, quando residiam nas Ilhas 38 Gráfico 18 Distribuição quanto ao Número de Cômodos das Residências Atuais, por Localidade 39 Gráfico 19 Número de Moradores nas Residências das Famílias, quando ocupavam a Região das Ilhas 40 Gráfico 20 Distribuição quanto ao Número de Moradores nas Residências Atuais, por Localidade 41 Gráfico 21 Distribuição quanto à Infra-estrutura das Residências das Famílias de Ex-moradores das Ilhas, por Localidade 44 Gráfico 22 Famílias de Ex-moradores das Ilhas, envolvidas com a Atividade Pesqueira no Estuário 45 Gráfico 23 Integrantes das Famílias de Ex-moradores das Ilhas, envolvidas com a Pesca no Estuário 46 Gráfico 24 Relações de Trabalho das Famílias de Ex-moradores das Ilhas, envolvidas com Atividade Pesqueira no Estuário 47 Gráfico 25 Sistemas de Pesca praticados pelas Famílias envolvidas com a Atividade no Estuário 48 Gráfico 26 Famílias envolvidas com a Pesca no Estuário, proprietárias de Embarcações 48 Gráfico 27 Tipos de Embarcação utilizadas pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas, envolvidas com a Atividade Pesqueira no Estuário 49 Gráfico 28 Modalidades de Pesca praticadas pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas, no Estuário 50 Gráfico 29 Tipos de Crustáceos capturados pelas Famílias de Ex-Moradores das Ilhas, envolvidas com a Pesca no Estuário 52 Gráfico 30 Petrechos de Pesca utilizados pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas, envolvidas com a Atividade no Estuário 53 Gráfico 31 Número de Dias trabalhados na Semana pelas Famílias envolvidas com a Pesca no Estuário 54 Gráfico 32 Tempo de Permanência no Local de Pesca das Famílias de Ex-moradores das Ilhas,
  7. 7. envolvidas com a Atividade no Estuário 54 Gráfico 33 Produção Semanal de Peixes, das Famílias de Ex-moradores das Ilhas, no Estuário 55 Gráfico 34 Produção Semanal de Caranguejo, nos Meses de Verão, das Famílias de Ex-moradores das Ilhas, envolvidas com a Atividade Pesqueira no Estuário 56 Gráfico 35 Destinação da Produção obtida pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas, envolvidas com a Atividade Pesqueira no Estuário 57 Gráfico 36 Renda Auferida através da Pesca (em Salários-mínimos) pelas Famílias de Ex- moradores das Ilhas, envolvidas com a Atividade no Estuário 57 Gráfico 37 Famílias de Ex-moradores das Ilhas envolvidas com a Criação de Animais 59 Gráfico 38 Destino da Produção obtida com a Criação de Animais 59 Gráfico 39 Tipos de Animais criados pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas 60 Gráfico 40 Famílias de Ex-moradores das Ilhas envolvidas com a Agricultura de Subsistência 60 Gráfico 41 Destino da Produção obtida com o Plantio de Lavouras de Subsistência 61 Gráfico 42 Tipos de Lavouras de Subsistência plantadas pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas 62 Gráfico 43 Famílias de Ex-moradores das Ilhas envolvidas com o Cultivo de Árvores Frutíferas 62 Gráfico 44 Destino da Produção obtida através do Cultivo de Árvores Frutíferas 63 Gráfico 45 Variedade de Frutas Cultivadas / Extraídas pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas 64 Gráfico 46 Renda Mensal (em Salários-Mínimos) obtida pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas, por meio de Atividades Complementares 65 Gráfico 47 Atividades Complementares mais Importantes para as Famílias de Ex-moradores das Ilhas 66 Gráfico 48 Principais Benefícios das Ilhas para as Famílias de Ex-moradores 67 Gráfico 49 Principais Problemas Socioambientais observados pelas Famílias de Ex-moradores das Ilhas 68 Gráfico 50 Fatores prejudiciais à Condição de Vida das Famílias de Ex-moradores das Ilhas 70 Gráfico 51 Famílias que Gostariam de Retornar para a Região das Ilhas 71 Gráfico 52 Famílias que têm Conhecimento da Solicitação de Antigos Moradores das Ilhas ao IBAMA para Criação de uma Unidade de Conservação Federal 71 Gráfico 53 Distribuição das Famílias dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém, por Localidade 75 Gráfico 54 Distribuição dos Indivíduos que residem com os Pescadores Artesanais, por 75 Localidade Gráfico 55 Distribuição, por Localidade, quanto ao Gênero dos Pescadores 76 Gráfico 56 Distribuição, por Localidade, quanto à Faixa Etária dos Pescadores 78 Gráfico 57 Distribuição, por Localidade, quanto ao Nível de Escolaridade dos Pescadores 79 Gráfico 58 Distribuição, por Localidade, quanto às Outras Formas de Ocupação dos Pescadores 80 Gráfico 59 Distribuição, por Localidade, quanto às Fontes de Renda Familiar dos Pescadores 82 Gráfico 60 Distribuição, por Localidade, quanto à Renda Familiar Mensal dos Pescadores 83 Gráfico 61 Distribuição, por Localidade, dos Pescadores cujas Famílias são Beneficiadas por Programas Sociais do Governo 84 Gráfico 62 Distribuição, por Localidade, dos Pescadores Filiados a Entidades de Classe 85 Gráfico 63 Distribuição, por Localidade, quanto à Propriedade das Residências dos Pescadores 86 Gráfico 64 Distribuição, por Localidade, quanto aos Tipos de Construção das Residências dos Pescadores 88 Gráfico 65 Distribuição, por Localidade, quanto ao Número de Cômodos das Residências dos Pescadores 89 Gráfico 66 Distribuição, por Localidade, quanto ao Número de Habitantes nas Casas dos Pescadores 90 Gráfico 67 Distribuição, por Localidade, quanto à Infra-Estrutura das Residências dos Pescadores 91 Gráfico 68 Distribuição, por Localidade, das Famílias dos Pescadores entrevistados 94 Gráfico 69 Distribuição, por Localidade, do Número de Pescadores que Residem nas Moradias
  8. 8. dos Entrevistados 95 Gráfico 70 Distribuição, por Localidade, quanto às Relações de Trabalho utilizadas pelos Pescadores 96 Gráfico 71 Distribuição, por Localidade, quanto aos Sistemas de Pesca praticados pelos Pescadores 97 Gráfico 72 Distribuição, por Localidade, quanto às Embarcações utilizadas pelos Pescadores 98 Gráfico 73 Distribuição, por Localidade, quanto às Modalidades de Pesca praticadas pelos Pescadores 99 Gráfico 74 Distribuição, por Localidade, quanto aos Tipos de Crustáceos capturados pelos Pescadores 101 Gráfico 75 Distribuição, por Localidade, quanto aos Petrechos utilizados pelos Pescadores 102 Gráfico 76 Distribuição, por Localidade, quanto aos Dias trabalhados semanalmente pelos Pescadores no Estuário 103 Gráfico 77 Distribuição, por Localidade, quanto ao Tempo de Permanência dos Pescadores no Estuário 105 Gráfico 78 Distribuição, por Localidade, quanto à Produção Semanal de Peixes obtida pelos Pescadores 106 Gráfico 79 Distribuição, por Localidade, quanto à Produção Semanal de Caranguejos obtida pelos Pescadores 108 Gráfico 80 Distribuição, por Localidade, quanto à Destinação da Produção obtida no Estuário 110 Gráfico 81 Distribuição, por Localidade, quanto à Renda obtida através da Atividade Pesqueira 111 Gráfico 82 Distribuição, por Localidade, quanto à Principal Importância da Região das Ilhas Estuarinas para a Comunidade Pesqueira de Barra de Sirinhaém 113 Gráfico 83 Distribuição, por Localidade, quanto aos principais Impactos Socioambientais pelos Pescadores na Área Estuarina 114 Gráfico 84 Distribuição, por Localidade, quanto às Principais Dificuldades Enfrentadas pelos Pescadores para atuar no Estuário do Rio Sirinhaém 116 Gráfico 85 Distribuição, por Localidade, quanto ao Conhecimento dos Pescadores Artesanais de Barra de Sirinhaém sobre a Solicitação de Ex-moradores das Ilhas para Criação de uma UC no Estuário 117 ANEXOS Anexo 01 Notícia sobre a atuação da Usina Trapiche pelo despejo de vinhoto no estuário do rio 05 Sirinhaém, veiculada na página da CPRH na internet Anexo 02 Decreto de Criação da Área de Proteção Ambiental de Sirinhaém 06 Anexo 03 Modelo dos questionários aplicados com famílias de ex-moradores das ilhas e 09 comunidade pesqueira de Barra de Sirinhaém
  9. 9. SUMÁRIO 1. Apresentação ......................................................................................................................... 01 2. Introdução ............................................................................................................................. 02 3. Histórico de Ocupação da Área ............................................................................................ 04 4. Metodologia do Estudo ......................................................................................................... 08 5. Desterritorialidade e Reterritorialização dos Ex-Moradores das Ilhas ................................. 11 6. O Lugar: Ilhas Estuarinas do Rio Sirinhaém ........................................................................ 13 6.1. O Quadro da Pesca Local ....................................................................................... 15 7. Perfil Sócio-econômico dos Usuários das Ilhas e do Estuário do Rio Sirinhaém ................ 17 7.1. Ex-moradores ......................................................................................................... 17 7.1.1. Dados Sócio-econômicos ........................................................................ 20 A) Local Atual de Moradia ................................................................... 21 B) Gênero .............................................................................................. 23 C) Idade ................................................................................................. 24 D) Escolaridade ..................................................................................... 25 E) Ocupação Atual ................................................................................ 27 F) Fontes de Renda ............................................................................... 29 G) Renda Familiar Mensal .................................................................... 31 H) Participação em Programas Sociais do Governo ............................. 32 I) Filiação a Entidades de Classe .......................................................... 34 J) Condições de Moradia ...................................................................... 35 K) Tipos de Construção das Residências .............................................. 37 L) Número de Cômodos por Moradia ................................................... 38 M) Número de Habitantes por Moradia ................................................ 40 N) Infra-estrutura das Residências ........................................................ 42 7.1.2 Atividade Pesqueira .................................................................................. 45 A) Relações de Trabalho ....................................................................... 46 B) Sistemas de Pesca ............................................................................ 47 C) Embarcações Utilizadas ................................................................... 48 D) Modalidades de Pesca ...................................................................... 50 E) Tipos de Peixes Capturados ............................................................. 50 F) Tipos de Crustáceos Capturados ...................................................... 51 G) Petrechos de Pesca Utilizados ......................................................... 52 H) Dias Trabalhados na Semana ........................................................... 53 I) Tempo de Permanência no Local de Pesca ....................................... 54 J) Produção Semanal de Pescado .......................................................... 55 K) Destinação da Produção ................................................................... 56 L) Renda Auferida Através da Pesca .................................................... 57 7.1.3. Atividades Complementares ............................................................................... 58 A) Criação de Animais ......................................................................... 58 B) Lavouras de Subsistência ................................................................. 60 C) Coleta de Frutas ............................................................................... 62 D) Renda Auferida Através de Atividades Complementares ................ 65 7.1.4. Percepção Ambiental .......................................................................................... 67 7.2. Comunidade Pesqueira Usuária do Estuário ..................................................................... 72 7.2.1. Dados Sócio-econômicos .................................................................................... 73 A) Local de Moradia ............................................................................. 73 B) Gênero .............................................................................................. 76 C) Idade ................................................................................................. 77 D) Escolaridade ..................................................................................... 78 E) Outras Ocupações ............................................................................ 79
  10. 10. F) Fontes de Renda ............................................................................... 81 G) Renda Familiar Mensal ................................................................... 82 H) Participação em Programas Sociais do Governo ............................. 83 I) Filiação a Entidades de Classe .......................................................... 85 J) Condições de Moradia ...................................................................... 86 K) Tipos de Construção das Residências .............................................. 87 L) Número de Cômodos das Moradias ................................................. 88 M) Número de Habitantes por Moradia ................................................ 89 N) Infra-estrutura das Residências ........................................................ 90 7.2.2. O Cotidiano do Pescador .................................................................................... 92 7.2.3. Atividade Pesqueira ............................................................................................ 94 A) Relações de Trabalho ....................................................................... 95 B) Sistemas de Pesca ............................................................................ 97 C) Embarcações Utilizadas ................................................................... 98 D) Modalidades de Pesca ...................................................................... 98 E) Petrechos de Pesca Utilizados ………………………...…...........… 101 F) Dias Trabalhados no Estuário por Semana ……………..............… 103 G) Tempo de Permanência no Local de Pesca ..................................... 104 H) Produção Semanal de Pescado ........................................................ 105 I) Destinação da Produção .................................................................... 109 J) Renda Auferida Através da Pesca ..................................................... 110 7.2.3. Percepção da Comunidade Pesqueira ................................................................. 112 8. Participação de Instituições Locais na Resolução do Conflito pelo Uso das Ilhas e do Estuário do Rio Sirinhaém ........................................................................................................ 118 9. Conclusão .............................................................................................................................. 126 10. Bibliografia ......................................................................................................................... 131 11. Anexos ................................................................................................................................ 132

×