O Cangaço

8.500 visualizações

Publicada em

Um trabalho sobre o Cangaço, movimento social ocorrido no Nordeste do Brasil no final do século XIX e começo do século XX.

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
13 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.500
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
456
Comentários
0
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Cangaço

  1. 1. O que foi?O Cangaço foi um fenômeno ocorrido no nordestebrasileiro de meados do século XIX ao início do séculoXX.O cangaço tem suas origens em questões sociais efundiárias do Nordeste brasileiro, caracterizando-se porações violentas de grupos ou indivíduos isolados:assaltavam fazendas, sequestravam coronéis (grandesfazendeiros) e saqueavam comboios e armazéns.Não tinham moradia fixa: viviam perambulando pelosertão brasileiro, praticando tais crimes, fugindo e seescondendo.
  2. 2. Contexto HistóricoA violência sempre esteve presente no sertãonordestino. Primeiro, os conflitos com os índiosdurante a ocupação do território, depois os conflitosentre famílias de grandes coronéis, com seus jagunçose pistoleiros contratados. Os cangaceiros porém, nãoobedeciam ordens. Agiam independentemente, porsua conta e risco, ganhando a vida com o crime.
  3. 3. OrigensOs cangaceiros não eram revolucionários nem tinhamideologia. A maioria era de origem humilde. Porviverem na pobreza, em condições subumanas, em umasociedade violenta, injusta e excludente, em um meioárido e hostil, acabaram por cair o caminho do crimecomo meio de vida. Bem armados, assaltavamfazendas, sequestravam coronéis, saqueavam comboiose armazéns e guerrilhavam com jagunços e apolícia, causando pavor nas elites e autoridades peloNordeste afora.
  4. 4. Técnicas dos CangaceirosOs cangaceiros conheciam a Caatinga como ninguém.Tinham locais específicos para descanso, conheciam asmelhores rotas de fuga, os locais que tinham alimentos eágua e conheciam bem o uso medicinal das plantasregionais, uma vez que medicamentos manipuladosnem sempre eram disponíveis. Usavam a vegetaçãoxerófila e o ambiente quente e seco da Caatinga à seufavor. Sabiam bem como despistar os policiais dasvolantes.
  5. 5. ApogeuO cangaço atingiu seu apogeu no início do séculoXX, embora o primeiro bando que se temconhecimento é o de Jesuíno Alves de Melo Calado(Jesuíno Brilhante), da década de 1870. Acaboudefinitivamente com a morte de Corisco (ChristianoGomes da Silva Cleto, 1902-1940).
  6. 6. VirgulinoFerreira daSilva, “Lampião”Seu personagem mais famoso é, sem dúvida, Lampião (VirgulinoFerreira da Silva). Nasceu em Serra Talhada (PE), na FazendaIngazeira, no ano de 1898. Era filho de um pequeno, porém prósperositiante local e estudou até os 14 anos. Largou os estudos porquepreferia a vida na fazenda. Quando tinha mais ou menos 20 anos, teveseu pai morto devido à disputas de terra com RaimundoNougueira, político influente da região. Virgulino e seus irmãosfizeram justiça com as próprias mãos: mataram o político. Como nãopoderiam mais voltar à vida na fazenda, juntaram-se ao bando docangaceiro Sebastião Pereira (Sinhô Pereira). Logo assumiu a liderançado bando.
  7. 7. Por parte das autoridades, Lampião simbolizava abrutalidade, o mal, uma doença que precisava ser cortada.Para uma parte da população do sertão, ele encarnouvalores como a bravura, o heroísmo e o senso da honra.O cangaço teve o seu fim a partir da decisão do entãoPresidente da República, Getúlio Vargas, de eliminar todo equalquer foco de desordem sobre o território nacional. Oregime denominado Estado Novo incluiu Lampião e seuscangaceiros na categoria de extremistas. A sentença passoua ser matar todos os cangaceiros que não se rendessem.
  8. 8. A Morte de LampiãoNo dia 28 de julho de 1938, na localidade deAngicos, no estado de Sergipe, Lampião finalmente foiapanhado em uma emboscada das autoridades, ondefoi morto junto com sua mulher, Maria Bonita, e maisnove cangaceiros.A morte de Lampião, também marcou o fim doscangaceiros, uma vez que o maior representante mortodo cangaço estava morto, fez com que os cangaceiros serendessem com o passar do tempo.
  9. 9. Lampião e cangaceiros
  10. 10. Corisco Dadá e Corisco
  11. 11.
  12. 12. Mapa de Atuação do Cangaço
  13. 13. Último Cangaceiro Vivo de Lampião Durvinha e Moreno: Os últimos cangaceiros do bando de LampiãoAno passado morreu, aos 100 anos, em Belo Horizonte, José Antônio Souto - o Moreno - oúltimo Cangaceiro vivo de Lampião. Moreno entrou para o Cangaço quando foi contratadopor um proprietário rural para defender sua fazenda do ataque de cangaceiros, masacabou entrando para o grupo de Virgínio, cunhado de Lampião, de quem se tornouamigo. Dois anos após a morte de Lampião, Moreno e sua esposa Durvalina fugiram paraMinas Gerais. Por precaução, Moreno mudou seu nome para José Antônio Soutoe Durvalina para Jovina Maria.
  14. 14. Feito por Rubens Verona.

×