Victor Camarão Pôrto Acadêmico do 8º Semestre
<ul><li>Condição mórbida súbita, manifestada por dor abdominal aguda; </li></ul><ul><li>Tomada de decisão rápida quanto ca...
<ul><li>Indicação cirúrgica varia entre 15-30% das pessoas que procuram o emergência </li></ul><ul><li>Idosos e recém-nato...
<ul><li>Dor  visceral: </li></ul><ul><ul><li>Fibras aferentes tipo C; </li></ul></ul><ul><ul><li>Localizadas nas paredes d...
 
<ul><li>Dor parietal: </li></ul><ul><ul><li>Fibras do tipo C e delta A; </li></ul></ul><ul><ul><li>Devido a inflamação ao ...
<ul><li>Anamnese: </li></ul><ul><ul><li>QP – em aspas, até 3 queixas, principal queixa; </li></ul></ul><ul><ul><li>HDA: </...
<ul><li>Exame físico: </li></ul><ul><ul><li>Geral: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Postura, palidez, sudorese, fáceis, icte...
<ul><li>Exame físico: </li></ul><ul><ul><li>Abdome: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Inspeção – cicatrizes, peristaltismo vi...
<ul><li>Hemograma, PCR; </li></ul><ul><li>TGO, TGP/ Bilirrubinas, TAP, proteínas; </li></ul><ul><li>Amilase, lipase; </li>...
<ul><li>Abdome Agudo Inflamatório; </li></ul><ul><li>Abdome Agudo Obstrutivo; </li></ul><ul><li>Abdome Agudo Perfurativo; ...
<ul><li>Febre, vômitos, taquisfigmia, desidratação, palidez cutâneo-mucosa; </li></ul><ul><li>Dor à palpação superficial e...
<ul><li>Dor em cólica; </li></ul><ul><li>Distensão abdominal; </li></ul><ul><li>Peristaltismo visível (ocasional); </li></...
 
 
<ul><li>Dor à palpação superficial e profunda de todo o abdome; </li></ul><ul><li>Resistência abdominal involuntária (abdo...
 
<ul><li>Palidez cutâneo-mucosa intensa; </li></ul><ul><li>Pulso fino e rápido; </li></ul><ul><li>Hipotensão arterial grave...
 
<ul><li>Pulso fino, rápido e arrítmico; </li></ul><ul><li>Taquicardia e taquipnéia; </li></ul><ul><li>Cianose de extremida...
<ul><li>Etiologia: </li></ul><ul><ul><li>Mecânica – Cálculos Biliares, 90  a 95%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Irritação quí...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Abdômen Agudo

5.005 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.005
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
67
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Difusa: fibras não-mielinizadas e entram na medula em vários níveis; Linha média: órgãos inervados por ramos de ambos os lados da medula espinhal; Associação: diminuição progressiva da motilidade intestinal.
  • Aumento da pressão abdominal: manobra de Valsalva; Dor localizada: nervo mielinizado com penetração em nível específico da medula espinhal.
  • Sinais vitais: instabilidade hemodinâmica; Genitourinário: cisto roto, torção ovariana, gravidez ectópica.
  • Mecânica: 85% são cálculos de gordura.
  • Abdômen Agudo

    1. 1. Victor Camarão Pôrto Acadêmico do 8º Semestre
    2. 2. <ul><li>Condição mórbida súbita, manifestada por dor abdominal aguda; </li></ul><ul><li>Tomada de decisão rápida quanto causa e terapêutica; </li></ul><ul><li>Atraso no diagnóstico e tratamento afeta de diversas formas o prognóstico do paciente. </li></ul>
    3. 3. <ul><li>Indicação cirúrgica varia entre 15-30% das pessoas que procuram o emergência </li></ul><ul><li>Idosos e recém-natos = 10%; </li></ul><ul><li>Causas: </li></ul><ul><ul><li>Etiologia desconhecida – 41,3%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Gastroenterites – 6,9%; </li></ul></ul><ul><ul><li>DIP – 6,7%; </li></ul></ul><ul><ul><li>ITU + litíase renal – >9%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Apendicite + colecistite – 7%. </li></ul></ul>
    4. 4. <ul><li>Dor visceral: </li></ul><ul><ul><li>Fibras aferentes tipo C; </li></ul></ul><ul><ul><li>Localizadas nas paredes de vísceras ocas e na cápsula de órgãos sólidos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Devido a distensão, inflamação, isquemia ou envolvimento direto; </li></ul></ul><ul><ul><li>Dor de início insidioso, contínua, difusa, não agravada por movimento, mais intensa na linha média; </li></ul></ul><ul><ul><li>Associada com distensão abdominal, náuseas, vômitos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ex: dor no periumbilical no início da apendicite aguda. </li></ul></ul>
    5. 6. <ul><li>Dor parietal: </li></ul><ul><ul><li>Fibras do tipo C e delta A; </li></ul></ul><ul><ul><li>Devido a inflamação ao peritônio parietal (pus, urina, fezes, secreções GI); </li></ul></ul><ul><ul><li>Dor de início mais agudo, mais intensa e mais localizada, agravada por movimento ou aumento da pressão abdominal; </li></ul></ul><ul><ul><li>Responsável pela dor à palpação, contratura e dor à descompressão; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ex: dor em FID por inflamação do peritônio parietal adjacente ao apêndice inflamado. </li></ul></ul>
    6. 7. <ul><li>Anamnese: </li></ul><ul><ul><li>QP – em aspas, até 3 queixas, principal queixa; </li></ul></ul><ul><ul><li>HDA: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Caráter (cólica, queimação, pontada); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Localização (apontar); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Irradiação; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Intensidade (0-10); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Início (quando, como, gradativo ou súbito); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Duração; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Periodicidade (intermitente ou constante, manhã ou noite); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fatores desencadeantes, agravantes ou de alívio; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sintomas associados. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>HPPP/HS/HF: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ciclo menstrual, medicamentos (AINEs, ACHO, corticóides), defecação, urina, drogas ilícitas, etilismo. </li></ul></ul></ul>
    7. 8. <ul><li>Exame físico: </li></ul><ul><ul><li>Geral: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Postura, palidez, sudorese, fáceis, icterícia, edema; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sinais vitais – FC, FR, PA, pulsos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cardiopulmonar – expansibilidade, simetria, ausculta; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Neurológico – escala de coma de Gasglow; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Genitourinário – exame pélvico. </li></ul></ul></ul>
    8. 9. <ul><li>Exame físico: </li></ul><ul><ul><li>Abdome: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Inspeção – cicatrizes, peristaltismo visível, abaulamentos, pulsação, forma, simetria, manchas; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ausculta – RHA (mínimo 3min para diagnosticar aperistalse); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Percussão – distensão abdominal, ascite, punho-percussão; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Palpação – longe da dor, profunda após superficial, defesa (voluntária ou involuntária), rigidez abdominal, visceromegalias; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sinais – Blumberg, Murphy, Rovsing, Giordano. </li></ul></ul></ul>
    9. 10. <ul><li>Hemograma, PCR; </li></ul><ul><li>TGO, TGP/ Bilirrubinas, TAP, proteínas; </li></ul><ul><li>Amilase, lipase; </li></ul><ul><li>Beta-HCG; </li></ul><ul><li>Eletrólitos; </li></ul><ul><li>Raio-X: tórax (PA/perfil) e abdominal (AP/perfil); </li></ul><ul><li>US abdominal. </li></ul>
    10. 11. <ul><li>Abdome Agudo Inflamatório; </li></ul><ul><li>Abdome Agudo Obstrutivo; </li></ul><ul><li>Abdome Agudo Perfurativo; </li></ul><ul><li>Abdome Agudo Hemorrágico; </li></ul><ul><li>Abdome Agudo Vascular ou Isquêmico. </li></ul>
    11. 12. <ul><li>Febre, vômitos, taquisfigmia, desidratação, palidez cutâneo-mucosa; </li></ul><ul><li>Dor à palpação superficial e profunda; </li></ul><ul><li>Resistência abdominal a palpação voluntária e involuntária; </li></ul><ul><li>Descompressão brusca dolorosa; </li></ul><ul><li>Diminuição dos ruídos hidroaéreos; </li></ul><ul><li>Ex: colecistite, apendicite, pancreatite, DIP, diverticulite, pielonefrite. </li></ul>
    12. 13. <ul><li>Dor em cólica; </li></ul><ul><li>Distensão abdominal; </li></ul><ul><li>Peristaltismo visível (ocasional); </li></ul><ul><li>Desconforto à palpação; </li></ul><ul><li>RHA aumentados em número e com alteração do timbre(metálico); </li></ul><ul><li>Hipertimpanismo à percussão; </li></ul><ul><li>Raio-X: distensão de alças com níveis hidroaéreos; </li></ul><ul><li>Ex: obstrução de delgado (neoplasia, volvo, brida), cólica biliar ou renal </li></ul>
    13. 16. <ul><li>Dor à palpação superficial e profunda de todo o abdome; </li></ul><ul><li>Resistência abdominal involuntária (abdome “em tábua”); </li></ul><ul><li>RHA diminuídos ou ausentes; </li></ul><ul><li>Percussão dolorosa em todo o abdome com desaparecimento da macicez hepática (Sinal de Jobert); </li></ul><ul><li>Raio-X: pneumoperitônio; </li></ul><ul><li>Ex: úlcera perfurada, apendicite perfurada, perfuração de delgado ou grosso. </li></ul>
    14. 18. <ul><li>Palidez cutâneo-mucosa intensa; </li></ul><ul><li>Pulso fino e rápido; </li></ul><ul><li>Hipotensão arterial grave; </li></ul><ul><li>Sudorese fria e rebaixamento do nível de consciência; </li></ul><ul><li>Dor abdominal súbita; </li></ul><ul><li>Difusa à palpação superficial e profunda de fraca intensidade; </li></ul><ul><li>RHA diminuídos; </li></ul><ul><li>US: líquido livre em cavidade; </li></ul><ul><li>Ex: dissecção de aorta abdominal, aneurisma roto de AA, úlcera péptica sangrante, hemorragia retroperitoneal. </li></ul>
    15. 20. <ul><li>Pulso fino, rápido e arrítmico; </li></ul><ul><li>Taquicardia e taquipnéia; </li></ul><ul><li>Cianose de extremidades; </li></ul><ul><li>D or à palpação superficial e profunda; </li></ul><ul><li>Descompressão brusca dolorosa nem sempre presente; </li></ul><ul><li>Distensão abdominal; </li></ul><ul><li>RHS ausentes ou diminuídos; </li></ul><ul><li>Toque retal com saída de líquido necrótico; </li></ul><ul><li>Ex: trombose mesentérica, infarto esplênico, vasculites, IAM. </li></ul>
    16. 21. <ul><li>Etiologia: </li></ul><ul><ul><li>Mecânica – Cálculos Biliares, 90 a 95%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Irritação química – Acalculosa, 5%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Infecciosa – Associada. </li></ul></ul><ul><li>Quadro: </li></ul><ul><ul><li>Dor em hipocôndrio D ou em epigastro, podendo irradiar para região escapular D; </li></ul></ul><ul><ul><li>Dor constante e com início gradual; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sinal de Murphy positivo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Associada a anorexia, náuseas, vômitos e febre; </li></ul></ul><ul><ul><li>Icterícia em 10% dos casos e vesícula palpável em 1/3; </li></ul></ul><ul><ul><li>US: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Espessamento parede da vesícula >4mm; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Líquido livre perivesicular; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sinal de Murphy em US positivo. </li></ul></ul></ul>

    ×