Informação

121 visualizações

Publicada em

gthj

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
121
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informação

  1. 1. Desenvolvimento motor O bebé aos 10 meses  Senta-se sem ajuda e por iniciativa própria.  Domina alguns movimentos finos, como a pinça com os dedos e o polegar.  Consegue gatinhar e andar agarrado às coisas. Nem todos os bebés gatinham, o que não significa que não tenham a capacidade de o fazer. O bebé aos 12 meses  Caminha, agarrado, de mão dada ou independentemente… esta é uma etapa com muita variação.  Consegue escolher, segurar, pôr ou tirar brinquedos de uma caixa.  Rabisca. O bebé aos 14 meses  Pode começar a dar os primeiros passos e andar por curtas distâncias. Nesta altura, andar, começa a ser uma tarefa que faz com mais segurança e que está praticamente estabelecida.  Ainda precisa de apoio para se levantar.  Dependendo do seu contacto com livros, já consegue virar as páginas. O bebé aos 16 meses  É um caminhante! Já se senta e levanta, quando quer! A exploração do mundo ganha uma nova perspetiva.  Já sobe escadas com o mesmo pé. O bebé aos 18 meses  À medida que o equilíbrio se estabelece, começa a correr, a andar para traz e a saltar, mas ainda o faz com os dois pés. O bebé aos 24 meses  Sobe escadas sem ajuda.  Consegue interagir com uma bola usando os pés e as mãos.  Anda como um adulto, mudando de direção, correndo. Já consegue parar de repente. Desenvolvimento emocional
  2. 2. Bebé dos 9 aos 12 meses  Compreende e imita regras e rotinas sociais.  Manifesta carinho com abraços e mimos principalmente pelos pais.  Já tem alguma individualidade e reconhece o seu nome. Bebé dos 13 aos 15 e meses  Aprecia o convívio social e estabelece relações independentemente.  É mais expansivo embora recorra aos pais para conforto e segurança.  Gosta de agradar e ser participativo das rotinas dos adultos. Bebé dos 16 aos 18 meses  Começa a construir a autoconfiança e independência, querendo desempenhar algumas tarefas sozinho.  Já tem brinquedos favoritos e adora animais.  Já aprecia brincar sozinho. Etapas importantes do desenvolvimento infantil – Berçário II (12 a 24 meses) Com 12 a 15 meses: · Começa a andar sozinho. · Anda cambaleante. · Gosta de atividades, de andar. · Coopera ao vestir. · Reconhece o nome de pessoas conhecidas. · Quando se vê no espelho, vocaliza. · Brinca sozinho e já tem objetos favoritos. · Repete algumas palavras. · Fica de pé sozinha
  3. 3. . Dá alguns passos sozinhos, com todas as articulações flexionadas, sem direção definida . Vai da posição deitada à de pé, sem apoio. · Solta facilmente . Come sozinho, mas desperdiça boa quantidade . Preensão palmar cruzada. · Constância formal. · Constrói torres de dois blocos (cubos de 2,5 cm). · Pára de levar as coisas à boca. · Primeira palavra pronunciada corretamente . Não baba mais. · Reage ao seu próprio nome . Compreende que todas as coisas e todas a pessoas têm nomes. · Estende as pernas quando esta sendo vestida. · Emprega a mão dominante com mais freqüência. ► Com 15 a 18 meses: · Caminha bem sozinho. · Começa a correr, cambaleante. · Senta-se sozinho em cadeira infantil. · Sobe e desce com ajuda, ou sé engatinhando. · Tem mímica muito expressiva. · Esforça-se para chutar a bola.
  4. 4. · Desenha um traço. · Vira folhas do livro: 2 ou 3 por vez. · Gosta de puxar e empurrar brinquedos. · Constrói uma torre com três cubos. · Com só, deixando cair. · Pronuncia cerca de dez palavras e indica desejos nomeando objetos. · Mostra o nariz, os olhos, o cabelo. · Imita varrer, ler jornal. · Compreende ordens e pedidos simples. · Pode iniciar uso do piniquinho. · Começa a testar os limites que lhe são impostos . Sobe escadas. · Caminha com os pés separados. · Bebe na caneca sozinha. · Frases de uma palavra. · Localiza rapidamente os sons . Compreende algumas frases simples. · Compreende onde a bola foi quando ela rola para fora de seu campo visual. ► Com 18 a 24 meses: · Corre bem. · Chuta a bola. · Atira a bola com a mão.
  5. 5. · Constrói torres de 4 a 7 cubos (sete cubos com 24 meses). · Alinha cubos . Vira páginas de uma a uma. · Imita traços verticais e circulares. · Coloca blocos em um tabuleiro, indiscriminadamente. · Identifica 3 a 5 desenhos. · Começa a cortar com tesoura. · É demorado às refeições e ainda brinca com a comida. · Abre armários, tira objetos das gavetas. · Acompanha com gestos o que ouve e vê. · Reconhece-se no espelho. · Canta (atrapalhado). · Dramatiza situações simples com bonecos. · Negativismo acentuado. · Tem senso de posse. · Refere-se a si mesmo pelo nome. · Veste peça simples. · Compreende perguntas. · Faz brincadeiras paralelas. · Desce escada engatinhando para trás. · Sobe escada de pé, sozinha, segurando no corrimão
  6. 6. . “Corre” desajeitadamente. · Caminha lateralmente . Caminha para trás . Chuta uma bola . “Salta” desajeitadamente, quando segura por ambas as mãos. · Come com uma colher . Arremessa, mais sem direção definida. · Vira as figuras da maneira correta, de cabeça para cima. · Imagina coisas que não pode ver. · Ajuda a despir-se. · Leva a mão a um lugar dolorido. · Balbucia, imitando o tom e ritmo da mãe . Repete sons. · Frases de duas palavras. · Compreende frases curtas .Localiza sons em outra sala. · Aponta para algumas partes do corpo. · Consegue associar banheiro/defecação, banheiro/micção. brincar em cada etapa do desenvolvimento infantil
  7. 7. 8 a 12 meses – É importante estimular o desenvolvimento motor (ficar de pé, empurrar e tentar subir). Entre nove de doze meses a criança começa a dar os primeiros passos. É também a fase em que ela começa a fazer vinculação entre as coisas. Brincadeiras como empilhar blocos, encaixar peças simples, explorar uma caixa de sapato, mexer com potes com água, para esvaziá-los até que alguém os encha novamente. Ela também adora imitar os sons que os animais fazem. 12 a 18 meses – Os bebês já conseguem folhear livros de tecido e usar papel e giz de cera atóxico. Vale estimulá-los a rabiscar para que trabalhem a coordenação motora. Peças de encaixe mais complexo e blocos de montar também agradam crianças nessa faixa etária, assim como explorar objetos do dia a dia. 12 a 24 meses – É a fase do mundo da fantasia, quando a criança começa a representar conceitos nela e no outro e a brincar simbolicamente, levando a boneca para passear, fazendo- a dormir, por exemplo. Também adoram brincar com bola, por isso vale estimulá-los a chutar ao gol, para que aperfeiçoem a coordenação motora. Outras atividades que adoram nessa fase, e que são importantes ao seu desenvolvimento: explorar cores e tamanhos dos objetos, brincar com instrumentos musicais, brincar ao ar livre, como em caixas de areia ou mesmo com brinquedos infláveis, puxar e empurrar objetos. BRINCAR DOS 12 AOS 24 MESES O que fazer: - Estimular o movimento exploratório do espaço e dos objetos, chamando a atenção para aspetos dos mesmos. - Falar com o bebé sempre que possível, com a linguagem de adulto e não de bebé. - Colar, colorir a pintar. - Brincar ao faz de conta. - Associar objetos e imagens. - Puxar e empurrar objetos. - Continuarcom os jogos de pôr e tirar, de transportar terra, de encher e esvaziar (podem ser feitos com caixas de plástico, frascos de iogurte, copos de gelado, garrafas de plástico).
  8. 8. - Jogos de encaixes simples. - Jogar às escondidas. - Ler livros em voz alta com mais palavras. - Canções com ações, que podem incluir outras crianças. - Fazer bolas de sabão (podem ser feitas a partir de champô para bebé, água, glicerina e um limpador de cachimbos, em forma de anel, com uma das extremidades dobradas). - Brincar com bolas e objetos que se movem. O que usar: - Livros com texturas diferentes. - Um telefone ou outros objetos de brincar. - Puzzles. - Brinquedos musicais. - Desenhos para colorir. 12 meses repare caixas com brinquedos e objectos seguros para que descubra o que está lá dentro. - Gatinhe ao seu lado para que o bebé fortaleça os seus músculos. Incentive o seu filho a correr para ver quem chega primeiro a um brinquedo. - Brinque com ele a atirar-lhe uma bola e depois peça-lhe que a devolva … vai adorar! - Ofereça-lhe objectos de diferentes tamanhos, texturas e cores para estimular os seus sentidos.
  9. 9. - Leia histórias ao seu filho enquanto este passa as páginas. Com este costume o bebé irá relaxar antes de dormir. 14 meses - Brinque às escondidascom o seu filho,é um dos jogos mais estimulantes para as crianças (pois ficam fascinadas com o facto de as pessoas aparecerem e desaparecerem). - Mostre-lhe livros e histórias fantásticas.As crianças gostam de ouvir e passar as páginas do livro.Os livros com janelas e surpresas tornam-se muito estimulantes,já que permitem uma participação maior. Estabeleça uma hora para ler a história,é um momento mágico que reforça a vossa relação e ajuda a relaxar. - Pinte com o seu filho e ofereça-lhe pinturas de dedos,plasticina,pincéis,etc. - Coloque pequenos obstáculos no chão e incentive a criança a pisá-los para que aprenda aa caminhar em diferentes superfícies. - Jogue à bola com ele: chute, passe com as mãos para que a criança tenha de ir atrás dela para apanh á- la. 15 meses - Utilize jogos de marionetas ou de dedos pintados.Dê vida aos seus brinquedos e bonecos.Ensine o seu filho a dar-lhes de comer e a deitá-los. - Dê-lhe tambores,caixas de música e instrumentos musicais simples.Brincar com um tambor satisfaza sua necessidade de descarga motora.Já o facto de se mexer ao som da música faz com que a criança desenvolva o ritmo e o movimento. - Ofereça-lhe esponjas e pincéis para pintar.Para além disso,ensine o seu filho a pintar com os dedos para impulsionar a sua criatividade. - Agarre o seu filho pela mão pela mão e ande depressa,dando passos largos,correndo e andando devagar alternadamente.Pode fazer o mesmo exercício gatinhando. - Agrupe almofadas de distintas formas e tamanhos e coloque-as no chão para que o seu filho trepe por elas. 17 meses Pegue numa bola e empurre-a pelo chão para que o seu filho dê um chuto com o pé. - Coloque almofadas de diferentes formas e tamanhos no chão para que a criança possa trepar por elas.
  10. 10. - Ensine ao seu filho como caminham diferentes animais (cão, gato, canguru, rã, pássaro, cobra, etc.) e incentive-o a imitar esses mesmos animais. Ao mesmo tempo, simule o som do animal que estão a imitar. - Nesta idade as crianças gostam de explorar e descobrir. Dessa forma faça a prova: escolha uma caixa e coloque algum brinquedo seu lá dentro. Introduza esta caixa dentro de outra caixa e envolva esta última em várias capas de papel de embrulho. O seu filho desfrutará abrindo o embrulho e ao descobrir o que está lá dentro. 18 meses - Utilize jogos de marionetas ou de dedos pintados. Dê vida aos seus brinquedos e bonecos. Ensine o seu filho a dar-lhes de comer e a deitá-los. - Conte-lhe histórias e contos fantásticos. Deixe também que a criança toque nos livros e que passa as páginas. - Pinte com o seu filho e use plasticina para fomentar a sua criatividade e a sua faceta artística. - Incentive a criança a recolher os brinquedos que estão espalhados. Desta maneira estará a incentivá-la a fazer exercício ao agachar-se e a colocar-se de pé. - Ensine a criança a caminhar como caminham os distintos animais (cão, gato, pássaro, cobra, etc.) e incentive-a a imitá-los. Ao mesmo tempo, simule o som do animal que estão a imitar. 19 meses - Brinque às escondidas com o seu filho. Esta é uma das brincadeiras mais estimulantes e que as crianças mais gostam. - Dê esponjas e pincéis ao seu filho para que ele pinte. Deixe também que pinte com os dedos para impulsionar a sua criatividade. - Coloque a tocar músicas de diferentes estilos (nunca muito alto) e veja qual é que a criança mais gosta. Juntamente com o seu filho dance ao som da música eleita. Vai ver como se vão divertir!
  11. 11. - Dê-lhe um telefone de brincar e incentive a criança a manter uma conversa através do mesmo. Assim irá desenvolver a sua linguagem ao mesmo tempo que percebe o conceito de falar com alguém que não está presente fisicamente no mesmo espaço. 20 meses - Dê-lhe uma vassoura para que brinque imaginando que esta é um cavalinho e ele um cavaleiro. Os jogos de simulação são os preferidos nesta idade. - Ensine o seu filho a arrumar os brinquedos sempre que acabe de brincar. Compre-lhe um baú grande onde possa guardar os brinquedos. Ao mesmo tempo que aprende regras de educação, desenvolve a sua motricidade ao ter de se agachar e de se levantar para recolher as coisas. Dê uma ajuda à criança. - Jogue à bola com o seu filho, chute-a e passe-a com as mãos de forma que tenha que persegui-la para alcançá-la. Incentive a criança a passar-lhe a bola. - Construa uma espécie de túnel com caixas grandes. Verá como se diverte a atravessá-lo e a encontrá-la do outro lado. 21 meses - Consiga cubos de diferentes formas e cores e vá nomeando cada um ao mesmo tempo que ensina o seu filho. Por exemplo: “Este é uma estrela vermelha, igual aos lábios da mamã”. Assim irá associando as cores e começará a distinguir as formas básicas: quadrado, circulo, triângulo, etc. - Escolha fotos da sua família e amigos mais próximos e ensine o seu filho ao seu filho quem são ao mesmo tempo que vai dizendo os seus nomes. Verá como a pouco e pouco irá aprendendo todos os nomes. - Brinque com os seus bonecos ou peluches como se fossem crianças de verdade, dando- lhes comida, banho, colocando-os a dormir … - Faça umas simples marionetas que representem histórias para a criança. Verá como se irá rir!
  12. 12. - Brinquem aos disfarces com qualquer coisa que tenha em casa: roupa velha, disfarces de carnaval, etc. Para além disso, se pintarem as caras com pinturas especiais irão passar o melhor bocado das vossas vidas. 23 meses - Brinque com o seu filho a esconder coisas e depois a procurá-las, é um dos jogos preferidos das crianças nesta idade. - Construa uma bateria com tachos, caixas de plástico e de madeira. Dê-lhe duas colheres de madeira e ensine-lhe a “tocar” com elas o seu novo instrumento. Ao mesmo tempo que se diverte a criar os seus próprios sons, está a ajudar o seu filho a calcular as diferenças que há entre diversos objectos. - Escolha um álbum de fotos recente e brinque com a criança: digam o nome de todas aquelas pessoas que o seu filho conheça bem. Para além disso, diga-lhe o nome das pessoas que não conhece mas que aparecem nas fotografias. Assim irá familiarizar-se melhor com as pessoas mais chegadas e perceberá melhor o que é uma fotografia. - Invente com o seu filho uma história de aventuras e interpretem-se no seu quarto. As cadeiras podem ser montanhas, a cama uma ilha, as cortinas uma caverna …
  13. 13. Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar O desenvolvimento do currículo na educação pré-escolar tem como referência asOrientações Curriculares para a Educação Pré-escolar (Despacho n.º 5220/97, de 4 de agosto), que se constituem como um conjunto de princípios gerais pedagógicos e organizativos de apoio ao educador de infância na condução do processo educativo a desenvolver com as crianças. Sendo uma referência comum para todos os educadores de infância, este documento não pretende ser um programa, porque sendo geral e abrangente inclui a possibilidade de o educador fundamentar diversas opções educativas. As Orientações Curriculares para a Educação Pré-escolar identificam três áreas de conteúdo - Área de Formação Pessoal e Social, Área de Expressão e de Comunicação e Área de Conhecimento do Mundo: Formação Pessoal e Social (a) Conhecimento do Mundo (b) Expressão e Comunicação (c) Domínios Expressões Motora Dramática Plástica Musical Linguagem Oral e Abordagem à Escrita Matemática (a) Área de Formação Pessoal e Social Área transversal, integradora que enquadra e dá suporte a todas as outras,
  14. 14. implica um processo facilitador do desenvolvimento de atitudes e de aquisição de valores e promove a capacidade de resolução de problemas do quotidiano. (b) Área do Conhecimento do Mundo Área de articulação de conhecimentos envolve todo o conhecimento e a relação com as pessoas, os objetos e o mundo natural e construído. (c) Área da Expressão e da Comunicação Área básica de conteúdos que incide sobre aspetos essenciais do desenvolvimento e da aprendizagem englobando as aprendizagens relacionadas com a atividade simbólica e o progressivo domínio de diferentes formas de linguagem. A gestão do currículo é realizada pelo educador de infância, que define estratégias de concretização e de operacionalização das orientações curriculares, adequando-as ao contexto, tendo em conta os interesses e necessidades das crianças.

×