TranscinemasEdwin Sanchez e Vanessa Pereira
Origens          1732-33, A Rakes Progress de Willian Hogarth                                    ideia de montagem
Origens    Mr and Mrs William Hallett         (The Morning Walk)  1785, Thomas Gainsborough          ideia de movimento
OrigensA arte das imagens em movimento:• teatro de sombras• caverna de Platão• lanterna mágica                  O cinema (...
OrigensConstrução histórica do espaçoA construção de espaços outros há muito constitui um problema para as artes. Ainvençã...
OrigensA forma cinemaEm seu dispositivo, o cinema faz três dimensões diferentes convergirem:- A arquitetura da sala, herda...
OrigensExperiências do cinemaSe o cinema desde o início foi experimental ao combinar meios e também aomultiplicar os forma...
OrigensCinema do dispositivo:
OrigensMareorama, 1900 Exposição Universal, Paris                                  Panorama - Mesdag (la Haya)
Origens          Irmãos Lumiere          Photorama
Origens
OrigensCinema experimental:   cinema da imobilidade completa      -   máximo da mobilidade possível                       ...
OrigensCinema eletrônico (videoarte):Fenômenos como a multiplicação de telas, o dispositivo do circuito fechado(tempo real...
OrigensCinema expandido:O cinema expandido é o cinema ampliado, ocinema ambiental, o cinema hibridizado.Sensorama (Morton ...
OrigensCinema Interativo:A tecnologia se dá não como um objeto, e sim como um espaço a ser vivido,experimentado, explorado...
Conceitos       Cinema é a arte de organizar um fluxo de eventos audiovisuais no tempo.É um evento-fluxo, como a música. H...
Conceitos•   Transcinema é uma forma híbrida entre a experiência das artes visuais e    do cinema na criação de um envolvi...
Conceitos•   O participador é o sujeito da experiência das imagens, não mais    aquele que está diante de, como o sujeito ...
Características principaisOs Transcinemas envolvem dois aspetos principais: o dispositivo e a narrativainterativa. Como di...
Características principais- Extra-filme    O que está na tela é o filme e o que se anuncia fora da tela o extra-filme, o  ...
Características principaisNarrativas Interativas- primeiros dispositivos do cinema    Em seu início o cinema foi construíd...
Características principais- imagem-relação    A variedade de formas a que chamamos de Transcinemas produz uma    imagem-re...
ObrasCosmococaTrashiscapesNeville dAlmeida eHélio Oiticica
ObrasCosmococaOnobjectNeville dAlmeida eHélio Oiticica
ObrasCosmococaMailerynNeville dAlmeida eHélio Oiticica
ObrasCosmococaNocagionsNeville dAlmeida eHélio Oiticica
ObrasCosmococaHendrix-WarNeville dAlmeida eHélio Oiticica
Obras“Isto me veio com as novas idéias a que cheguei sobre o conceito de“Suprasensorial”, e para mim toda arte chega a ist...
Obras        Rudie Berkhout
Obras   Espelho Diário            2001 Rosângela Rennó
ObrasCâmera Foliã2004Maurício Dias &Walter Riedweg
ObrasRua de Mão Dupla           2004  Cao Guimarães
Obras        Mantenha        Distância, 2004        Kátia Maciel
ObrasO Tempo Não Recuperado,2005Lucas Bambozzi
Obras       Respire   2005 - 2007  Caetano Dias
Obras  You and I,  Horizontal   Anthony    McCall
ObrasMilton Marques, Objeto 2002Oscar Muñoz - Re tratoIsabelle Hayeur: fire with fireCarlos AmoralesMatthew Barney (de lam...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Transcinemas

1.537 visualizações

Publicada em

Seminário apresentado no curso de Estéticas Tecnológicas (PUC-SP) na disciplina de ciberarte.

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.537
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transcinemas

  1. 1. TranscinemasEdwin Sanchez e Vanessa Pereira
  2. 2. Origens 1732-33, A Rakes Progress de Willian Hogarth ideia de montagem
  3. 3. Origens Mr and Mrs William Hallett (The Morning Walk) 1785, Thomas Gainsborough ideia de movimento
  4. 4. OrigensA arte das imagens em movimento:• teatro de sombras• caverna de Platão• lanterna mágica O cinema (do grego kínema - ématos +• praxinoscopia (Reynaud) gráphein = escrita do movimento) para Youngblood incluiu todas as formas de• fenaquistiscopia (Plateau) imagens em movimento de preferência• cronofotografia (Marey) sincronizadas com áudio.• cinematografia (Lumière)• cinema expandido
  5. 5. OrigensConstrução histórica do espaçoA construção de espaços outros há muito constitui um problema para as artes. Ainvenção do espaço tridimensional renascentista, a ruptura com este espaço pelamodernidade e a criação do espaço imersivo na contemporaneidade indicam omovimento desta ideia no tempo.Os novos dispositivos tecnológicos acrescentam as possibilidades derepresentação do espaço nas artes.
  6. 6. OrigensA forma cinemaEm seu dispositivo, o cinema faz três dimensões diferentes convergirem:- A arquitetura da sala, herdada do teatro italiano- A tecnologia de captação/projeção- A forma narrativa (estética ou discurso da transparência)Viajar sem se deslocar adotada pelos filmes do inicio do século XX sobretudoo cinema de Hollywood.O cinema convencional “forma cinema”, é apenas a forma particular de cinemaque se tornou hegemônica, vale dizer, um modelo estético determinadohistórica, econômica e socialmente.Trata-se de um “Modelo de Representação Institucional“ M.R.I, Noel BurchA própria "forma cinema", aliás, é uma idealização.
  7. 7. OrigensExperiências do cinemaSe o cinema desde o início foi experimental ao combinar meios e também aomultiplicar os formatos de exibição, hoje cada vez mais este sentido original dediscussão do seu dispositivo migrou para as experiências visuais, sonoras esensoriais que encontramos nos museus e galerias.Ao longo da historia do cinema, há não apenas experiências esparsas, comocinco momentos fortes que se notabilizam por grandes transformações eexperimentações no dispositivo cinematográfico. cinema do dispositivo – cinema experimental – arte do vídeo cinema expandido – cinema interativo.
  8. 8. OrigensCinema do dispositivo:
  9. 9. OrigensMareorama, 1900 Exposição Universal, Paris Panorama - Mesdag (la Haya)
  10. 10. Origens Irmãos Lumiere Photorama
  11. 11. Origens
  12. 12. OrigensCinema experimental: cinema da imobilidade completa - máximo da mobilidade possível Paul Sharits Shutter interface 1975 Empire 1964 8.05hrs de filmagem Andy Warhol
  13. 13. OrigensCinema eletrônico (videoarte):Fenômenos como a multiplicação de telas, o dispositivo do circuito fechado(tempo real), a coexistência entre a imagem e objeto, as instalações e ainteração com a imagem são introduzidos e/o potencializados pelosdispositivos da vídeoarte. Dan Grahams Present Continuous Past 1974
  14. 14. OrigensCinema expandido:O cinema expandido é o cinema ampliado, ocinema ambiental, o cinema hibridizado.Sensorama (Morton Heiling 1955)Moving Movie - Naimark Michael (1977)Displacements - Naimark Michael (1984)Anthony McCall
  15. 15. OrigensCinema Interativo:A tecnologia se dá não como um objeto, e sim como um espaço a ser vivido,experimentado, explorado, ou seja, trata-se de maquinas relacionais em queas noções de simulação, cognição e experiência ganham novos contornos.EVE (Extended Virtual Enviroment) Jeffrey Shaw 1993
  16. 16. Conceitos Cinema é a arte de organizar um fluxo de eventos audiovisuais no tempo.É um evento-fluxo, como a música. Há ao menos quatro mídias com as quaisse pode fazer cinema – filme, vídeo, holografia e código digital estruturado–,da mesma maneira que há muitos instrumentos com que se pode fazermúsica. É claro que cada mídia possui propriedades distintas e contribui demaneira diferente para a teoria do cinema; cada uma delas expande nossoconhecimento acerca do que o cinema pode ser ou fazer (Youngblood, 1989:27).
  17. 17. Conceitos• Transcinema é uma forma híbrida entre a experiência das artes visuais e do cinema na criação de um envolvimento sensorial para o espectador que como participador do filme produz a própria montagem, define velocidades, cores, diálogos em um fluxo combinatório, experimentando sensorialmente as imagens espacializadas, de múltiplos pontos de vista.
  18. 18. Conceitos• O participador é o sujeito da experiência das imagens, não mais aquele que está diante de, como o sujeito renascentista, mas aquele que está no meio de, como nos sistemas imersivos.• Transcinema é o cinema como interface.
  19. 19. Características principaisOs Transcinemas envolvem dois aspetos principais: o dispositivo e a narrativainterativa. Como dispositivo o cinema vive o fim da “moldura” e como narrativao filme é uma forma a se interrompida.DispositivosA ideia de tela como o infinito cinematográfico ou do campo como limite doplano fílmico está sendo redefinida pelo surgimento de novas interfaces.- Interatividade "A interatividade é, em síntese, um processo em que o espectador interfere na temporalidade da obra. Outros cinemas produzem outros espaços" Kátia Maciel
  20. 20. Características principais- Extra-filme O que está na tela é o filme e o que se anuncia fora da tela o extra-filme, o que se convencionou chamar no cinema de campo e extra-campo cinematográfico.- situação-cinema – estética da interrupção. Com as tecnologias recentes de produção e finalização de imagens experimentamos uma situação-cinema gerada pela agilidade de uma imagem-sistema que permite um acesso de input e output em tempo real, o que significa que a imagem identifica a nossa presença e responde a esta circunstância. Neste sentido vivemos uma estética da interrupção.
  21. 21. Características principaisNarrativas Interativas- primeiros dispositivos do cinema Em seu início o cinema foi construído a partir do dispositivo fotográfico e teatral, isto é, a posição do projetor repetia a posição da câmera na sua relação com o fotografado e o que era encenado repetia uma situação teatralizada. É apenas quando a câmera se emancipa do projetor com a montagem e com a filmagem em movimento que o cinema encontra uma linguagem própria e se afasta da idéia de cena. Hoje, as telas não se fixam mais em uma estrutura pré-estabelecida, mas se apropriam do espaço em torno e criam situações imersivas a partir de projeções que associadas ao uso de outros dispositivos.
  22. 22. Características principais- imagem-relação A variedade de formas a que chamamos de Transcinemas produz uma imagem-relação, que, como define Jean Louis Boissier, é uma imagem que se constitui a partir da relação de um espectador implicado em seu processo de recepção. Não é o artista que define o que é a obra, nem mesmo o sujeito implicado, mas é a relação entre estes termos que institui a forma sensível.
  23. 23. ObrasCosmococaTrashiscapesNeville dAlmeida eHélio Oiticica
  24. 24. ObrasCosmococaOnobjectNeville dAlmeida eHélio Oiticica
  25. 25. ObrasCosmococaMailerynNeville dAlmeida eHélio Oiticica
  26. 26. ObrasCosmococaNocagionsNeville dAlmeida eHélio Oiticica
  27. 27. ObrasCosmococaHendrix-WarNeville dAlmeida eHélio Oiticica
  28. 28. Obras“Isto me veio com as novas idéias a que cheguei sobre o conceito de“Suprasensorial”, e para mim toda arte chega a isto: a necessidade de umsignificado “Suprasensorial” da vida, em transformar os processos de arte emsensações de vida.” Hélio OiticicaSuprasensorial é uma proposição aberta ao participador da obra para elaboraras próprias sensações fora de todo condicionamento. O deslocamento docampo de experiência conhecido para o desconhecido provoca umatransformação interna nas sensações do participador, afetando emprofundidade sua estrutura comportamental. Mais do que um novo conceito dearte, o Suprasensorial surge como um novo conceito de vida. Kátia Maciel
  29. 29. Obras Rudie Berkhout
  30. 30. Obras Espelho Diário 2001 Rosângela Rennó
  31. 31. ObrasCâmera Foliã2004Maurício Dias &Walter Riedweg
  32. 32. ObrasRua de Mão Dupla 2004 Cao Guimarães
  33. 33. Obras Mantenha Distância, 2004 Kátia Maciel
  34. 34. ObrasO Tempo Não Recuperado,2005Lucas Bambozzi
  35. 35. Obras Respire 2005 - 2007 Caetano Dias
  36. 36. Obras You and I, Horizontal Anthony McCall
  37. 37. ObrasMilton Marques, Objeto 2002Oscar Muñoz - Re tratoIsabelle Hayeur: fire with fireCarlos AmoralesMatthew Barney (de lama lamina, 2004)A Film About the Space Program, 2007. By Tom SachsInteractive Visualisation Lab - Jeffrey Shaw, 2010Curaduria Infinito Paisaje

×