Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Bartolomeu Perestrelo                                           Ano Letivo 2011 / 2012...
2. Conhecem muitos poemas? Lembram-se de alguns? A que temas associam a poesia?3. O que mais gostam na poesia? E o que men...
Basta a fé no que temos.Basta a esperança naquiloQue talvez não teremos.Basta que a alma demos,Com a mesma alegria,ao que ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sequência pedagógica leitura

552 visualizações

Publicada em

Ficha sobre leitura

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
552
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sequência pedagógica leitura

  1. 1. Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Bartolomeu Perestrelo Ano Letivo 2011 / 2012 Tempo: 90 m Ano: 8ºTema: Texto poéticoCompetência (s): LeituraDescritores de desempenho: Conteúdos: ● Interpretar textos com diferentes graus de ● Intertexto/ intertextualidade (DT C.1.2.) complexidade, articulando os sentidos com a ● Figuras de retórica e tropos (C.1.3.1) sua finalidade, os contextos e a intenção do autor (2) (3): − formular hipóteses sobre os textos; − identificar temas e ideias principais; − identificar pontos de vista e universos de referência; − identificar causas e efeitos; − fazer inferências e deduções (4); − distinguir facto de opinião; − identificar elementos de persuasão; − identificar recursos linguísticos utilizados; − explicitar o sentido global do texto. Identificar relações intratextuais, compreendendo de que modo o tipo e a intenção do texto influenciam a sua composição formal (5). ● Expressar, de forma fundamentada e sustentada, pontos de vista e apreciações críticas suscitadas pelos textos lidos em diferentes suportes. ●Identificar processos utilizados nos textos para influenciar o leitor. ●Distinguir diferenças, semelhanças ou a novidade de um texto em relação a outro(s).Estratégias / Metodologias:A. Antes da leitura: Antecipação da leituraAcerca da poesia. Como atividade de antecipação da leitura, sugere-se uma discussão na turmasobre as três questões que se seguem.1. O que é um poema?
  2. 2. 2. Conhecem muitos poemas? Lembram-se de alguns? A que temas associam a poesia?3. O que mais gostam na poesia? E o que menos gostam?B. Leitura: Compreensão da Leitura1. Audição do poema cantado por Manuel Freire (2. Ensaio e leitura dramatizada do poema pelos alunos, segundo orientações dadas pelo professor.Sugere-se que os versos que se repetem sejam lidos em coro por todos os alunos e os outrosdistribuídos individualmente. 2.1. É importante que os alunos tenham oportunidade de ler o poema várias vezes, em voz alta, até a leitura ser fluída, sem hesitações. O professor deve dar o exemplo repetidamente, fazendo as correções necessárias.3. O professor questiona os alunos se consideram que a leitura expressiva potencializa acompreensão da mensagem do poema.C. Leitura orientada com guião: 1. Identifica o assunto do poema. 2. Atenta na primeira estrofe. 2.1 . Faz o levantamento dos vários elementos da natureza que são relacionados com o assunto da composição poética. 2.1.2. Refere a figura de estilo utilizada para estabelecer essa relação. 3. Atenta, agora, na segunda estrofe. 3.1. Transcreve as metáforas utilizadas para definir o sonho e explica-as. 4. Retira, da terceira estrofe, versos que refiram: a) a expansão marítima; b) a conquista espacial; c) os avanços científicos e tecnológicos. 5. Procura no dicionário a definição de pedra filosofal e justifica o título do poema.D. Depois da leitura: intertextualidade1. O professor projeta o poema, de Sebastião da Gama, O Sonho:O SONHOPelo sonho é que vamos,Comovidos e mudos.Chegamos? Não chegamos?Haja ou não frutos,Pelo Sonho é que vamos.
  3. 3. Basta a fé no que temos.Basta a esperança naquiloQue talvez não teremos.Basta que a alma demos,Com a mesma alegria,ao que desconhecemose do que é do dia-a-dia.Chegamos? Não chegamos?-Partimos. Vamos. Somos.Sebastião da Gama, Pelo Sonho é que Vamos, Ática, 1999 1.1. Discussão oral, orientada pelo professor, acerca dos pontos convergentes entre os dois poemas.Recursos: computador e projetor fotocópias quadro e gizPré-requisitos: Os alunos conhecem as caraterísticas do texto poético e as figuras de estilo.

×