Consílio

1.086 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.086
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Consílio

  1. 1. Os LusíadasInício da Narração e Consílio dos Deuses
  2. 2. Est. 19 a 42Início da Narração“in media res”Plano da ViagemEst. 19Oceano ÍndicoEst. 42Entre a costaafricana e a Ilha deMadagáscarConsílio dosDeuses no OlimpoPlano dos DeusesEst. 20 a 41Até os deuses seinteressam pelamissão dosPortugueses!Estrutura do episódio
  3. 3. Função do Episódio Alegórica Engrandecer os feitos dos Portugueses. A descoberta do caminho marítimo paraa Índia era uma missão tão importanteque até os deuses se interessavam porela.
  4. 4. O Consílio Concílio s.m. 1. RELIGIÃO (Igreja Católica) reunião de autoridades daIgreja, convocada ou autorizada pelo Papa, com o fim detratar de assuntos relativos à fé, à moral e à disciplina. Consílio s.m. assembleia, reunião, conselhoin Dicionário da Língua Portuguesa 2004, Porto Editora
  5. 5. Os Deuses reúnem-se... no Olimpo Júpiter: manda chamar os deuses (Mercúrio), para ouvi-los edecidir sobre o futuro dos Portugueses; no discurso inicial, elogia os Portugueses e os seusfeitos; Baco opõe-se a Júpiter; Vénus defende os Portugueses; gera-se a confusão; Marte defende a posição de Vénus; Júpiter decide ajudar os Portugueses; final da reunião.
  6. 6. Os deuses do Olimpo Júpiter Mercúrio Baco Vénus Marte entre outros (ver página 141 do manual)
  7. 7. Júpiter O pai dos Deuses. Filho de Saturno e de Reia. ComoSaturno devorava os filhos à medidaque Reia ia dando à luz, quando foi avez de Júpiter, Reia substituiu-o poruma pedra embrulhada, a qualSaturno imediatamente devorou. Júpiter foi levado para Creta, onde acabra Amalteia lhe deu de mamar. Adulto, expulsou do céu o pai ecasou com Juno. Reservou para si estasoberania, e deu o império das águasa Neptuno, o dos infernos a Plutão.
  8. 8. MercúrioMercúrio era filho de Júpiter ede Maia, uma das Plêiades. Foi odeus da eloquência, do comércio edos ladrões. Além disso, era omensageiro dos deuses, em especialde Júpiter, que lhe pôs asas nacabeça o nos calcanhares, parapoder executar as suas ordens commaior rapidez.>
  9. 9. Baco Deus do vinho; Representa a exuberânciada Natureza; Gerou especialpopularidade na Índia; Conhecido por Dionisoentre os Romanos.
  10. 10. Vénus Para os romanos, Vénusrepresentava avegetação e os jardins; Para os gregos, era adeusa do amor e dabeleza (Afrodite)
  11. 11. Marte Muito antigo emRoma; Deus doscombates, daprimavera e dajuventude; Em Março, osjovens voltavam apartir para a guerra; Mantinha umarelação com Vénus.
  12. 12. O Consílio (est. 20 a 41)
  13. 13. Resumo do episódio1) Júpiter convoca os deuses, através deMercúrio;2) Chegada dos deuses/ proveniência de cadaum3) Caracterização de Júpiter Traços físicos: “sublime e dino”/ “gesto alto, severo esoberano”/”ar divino” Símbolos de poder “Num assento de estrelas cristalino”/ “Com umacoroa de ceptro rutilante,/De outra pedra maisclara que diamante”4) Disposição hierárquica no Olimpo1) Est. 20/ vv 7,82) Est. 213) Est. 22 importante/digno/soberano/ divino cetro e trono4) Est. 23 mais antigos ehonrados/maisperto deJúpiter
  14. 14. 5) Discurso de JúpiterAconselha a que não se esqueçam osPortugueses; que se esqueçam os povosheroicos do passado.Porquê?Pelos feitos e pelo valor dosPortugueses: reconquista aos Mouros/ independência deCastela; resistência que os Lusitanos ofereceramaos Romanos (Sertório/ Viriato); não temem o mar, enfrentando ventos etempestades.5) Est. 24Perífrasesvv 1,2(=Olimpo)vv 3,4(Portugueses)6) Est 257) Est. 268) Est. 27“Agora” – v.1Resumo do episódio
  15. 15. 6) Est. 28/ 29:Concluindo, Júpiter diz:que o destino decidiu (e não podeser contrariado) dar aosPortugueses a soberania dosmares do oriente;e que há que ajudá-los, poisestão perdidos e cansados.6) Est. 30/ 31/ 32Baco opõe-seteme perder a glória e o domíniodo OrienteResumo do episódio
  16. 16. 6) Est. 33Vénus defende os Portuguesesgosta deles porque são semelhantes nasqualidades e na língua ao povo romano/serácelebrada em todos os locais onde chegarem6) Est. 34Considerações do poeta:posições de Baco e de Vénus7) Est. 35Instala-se a confusão entre os deuses.Resumo do episódio
  17. 17. 8) Est. 36 - 40Marte também defende os Portuguesespor gostar de Vénus e pela coragem do nosso povo9) Est. 41Júpiter confirma a sua decisão de ajudar osPortuguesesFinal da reuniãoResumo do episódio
  18. 18.  http://www.youtube.com/watch?v=OaGYvvW7hZs
  19. 19. Relaciona o cartoon com o episódio analisado.

×