A epopeia

529 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
529
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A epopeia

  1. 1. Os Lusíadas, a nossa EpopeiaLuís de Camões
  2. 2. • A nossa História• Luís de Camões• Os Lusíadas– Contextualização histórica e literária– Estrutura externa– Estrutura Interna• Os planos– dos deuses– da história– do narrador
  3. 3. •D. João I 1385-1433•Falta de cereais e de ouro/ Necessidade de alargar a área de pescas;•Nobreza: realizar feitos guerreiros/ Burguesia: expandir o comércio/ Clero: espalhar a fécristã.•Conquista de Ceuta em 1415 (insucesso económico)•Infante D. Henrique: Madeira (1419)/ Açores (1427)/ Costa Africana até Serra Leoa•D. Afonso V 1438-1481•1434 – Gil Eanes dobra o Cabo Bojador•D. João II 1481-1495
  4. 4. A mais antiga carta náutica, com o meridiano de Tordesilhas assinalado.
  5. 5. Avanços científicos e tecnológicos
  6. 6. A nossa História – séc. XVI• Renascimento– movimento cultural e artístico, vindo da Itália• Descobrimentos– Portugal confirma a sua supremacia marítima• Comércio com a Índia
  7. 7. A nossa História
  8. 8. Luís de Camões 1524?-1580Estudou em CoimbraCombateu no Norte de África, onde perdeu um dos olhosPensa-se que iniciou a escrita do primeiro canto d’ Os Lusíadas na ÍndiaEm Macau mais 6 cantosDurante a viagem para Goa naufragou e ele salvou o poema, nadandoapenas com um braço e erguendo o outro fora da águaTerminou a epopeia em MoçambiquePublicação em 1572 com o apoio de D. Sebastiãoviveu com grandes dificuldadesa obra e o porta nunca foram valorizadosmorreu em 1580, no dia 10 de junho
  9. 9. O Caminho para a Índia
  10. 10. Tempo

×