SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Comprometimento
O mais importante não é a decisão que você toma, mas o grau de
comprometimento que você tem. Se você mantiver o comprometimento,
trabalhando e buscando meios e motivações para realização, os objetivos
estarão ao seu lado a longo prazo. Só esteja preparado para trabalhar por
isso.
Vanessa Aparecida Ricardo Anastacio1
Muito se fala em comprometimento através da perspectiva organizacional, isto é, associado
ao trabalho individual para o sucesso das organizações. Há inúmeros estudos, artigos, teses,
monografias, dissertações acadêmicas e afins, dissertando sobre a importância do comprometimento
do indivíduo no desempenho de suas funções para o sucesso de uma empresa e/ou organização.
Contudo, o presente texto busca abordar o comprometimento relacionado as realizações
pessoais do indivíduo, sobre como conduz suas escolhas, motivações e, como assumir compromisso
determinante a objetivos e/ou realizações que exigem trabalho emocional e de conduta a longo
prazo.
Comprometer: Empenhar a reputação, tomar os riscos; assumir compromissos2
. A palavra
comprometimento está relacionada ao compromisso, cujo significado é acordo, isto é, uma vez dada
a palavra, pressupõe-se que o indivíduo irá cumpri-la. Para honrar um compromisso é necessário
empenho, envolvimento e, motivação. Segundo CHIAVENATO 2003, p.192, “o comprometimento
pessoal é uma emoção. Se esta é ignorada, a tarefa passa a ser executada mecânica e
automaticamente, sem motivação; A motivação é um estado de espírito relacionado com a emoção”.
Ainda com as palavras de Chiavenato (2003), a motivação de todas as pessoas está relacionada às
necessidades próprias e individuais que podem ser chamadas de desejos, aspirações, objetivos
individuais ou motivos. São forças internas que impulsionam as pessoas a reagirem de formas
diferentes, pois, fatores que formam a personalidade, são traços biológicos e psicológicos e são
adquiridos pela experiência pessoal.
Nesse sentido, ao se propor assumir um compromisso, seja com um ideal, um caminho ou
mesmo uma pessoa, há que descobrir quais suas motivações e, através delas manter-se no propósito
para o alcance dos objetivos.
De acordo com ROBBINS,
As pessoas motivadas esforçam-se mais em seu desempenho, do que as
desmotivadas. Essa definição no entanto é relativa. Em uma definição mais
descritiva, mas menos substantiva, a motivação consistiria na disposição
para fazer alguma coisa e seria condicionado pela capacidade de essa ação
satisfazer uma necessidade do indivíduo. (ROBBINS, 2004, p.46)
1
Graduada em LETRAS – Licenciatura em Português, pela Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP.
Revisora de Textos Freelancer. Funcionária Pública do Município de Piracicaba.
2
DICIO – Dicionário Online de Português.
Um exemplo simples do comprometimento direcionado a vida pessoal pode ser citado
como; a mudança de hábitos que nos prejudicam ou que nos colocam em conflito com alguém,
alguma coisa ou determinada situação. Mudar, sobretudo, hábitos de si exige dedicação e
compromisso. Quais motivações para isso?! Diminuir conflitos, anular situações constrangedores
e/ou que nos prejudicam, melhor relacionar-se e, pricipalmente, melhorar o nível de confiança em si
mesmo.
Conforme nos comprometemos somos forçados a extrair mais de nós mesmos, isto é,
exercitar o auto-controle, a determinação e a força para atingir o propósito. Somente uma pessoa
comprometida é capaz de seguir o objetivo traçado acima das adversidades e percalços do caminho.
A finalizar com as palavras do escritor alemão Johann Wolfgang von Goethe:
“No momento em que nos comprometemos a Providência Divina também se
põe em movimento. toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão,
fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes e encontros e
assistência que nenhum homem sonharia que viesse em sua direção. O que
quer que você possa fazer, ou sonhe que o possa, faça-o. Coragem contém
genialidade, poder e magia. Comece agora".
REFERÊNCIAS
CHIAVENATO, Idalberto. Comportamento organizacional. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.
DICIO - Dicionário Online de Português. Comprometer. Disponível em:
http://www.dicio.com.br/comprometer/ . Acesso em: 19/05/2015.
FOGUEl, Sérgio e SOUZA, Carlos César. Desenvolvimento e Deterioração Organizacional. São
Paulo. Atlas, 1980.
PJERJ. Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. Quem ganha com o comprometimento?
Armando Correa de Siqueira Neto. Disponível em:
http://portaltj.tjrj.jus.br/c/document_library/get_file?uuid=b9f9ebd4-f794-45c0-a642-
ea81147aeb12&groupId=10136
Acesso em: 19/05/2015.
ROBBINS, Sthepen P. Fundamentos do Comportamento Organizacional. 7ed. São Paulo:
Pretence Hall, 2004.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Auto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissional
Auto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissionalAuto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissional
Auto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissionalAnselmo Lino Bispo
 
Liderança Emocional
Liderança EmocionalLiderança Emocional
Liderança EmocionalSilviany Melo
 
5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enoc
5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enoc5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enoc
5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enocMarcus Vinícius
 
Escola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência EmocionalEscola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência EmocionalColégio PGD
 
Apresentaçao resiliencia e liderança.
Apresentaçao resiliencia e liderança.Apresentaçao resiliencia e liderança.
Apresentaçao resiliencia e liderança.Lúcia Indra Aragão
 
Trocando ideia - Motivação Pessoal e Profissional
Trocando ideia - Motivação Pessoal e ProfissionalTrocando ideia - Motivação Pessoal e Profissional
Trocando ideia - Motivação Pessoal e ProfissionalInsight Propaganda
 
Liderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência EmocionalLiderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência EmocionalRafael Taguchi
 
Motivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalMotivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalCintia Meneghini
 
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoEducação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoMarcio Augusto Guariente
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaIsmael
 
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1Ana Flávia Pereira
 
Treinamento Modelos mentais e inteligência emocional grupo ii
Treinamento Modelos mentais e inteligência emocional   grupo iiTreinamento Modelos mentais e inteligência emocional   grupo ii
Treinamento Modelos mentais e inteligência emocional grupo iiMilton Henrique do Couto Neto
 

Mais procurados (17)

Auto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissional
Auto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissionalAuto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissional
Auto motivação - o caminho do sucesso pessoal e profissional
 
Liderança Emocional
Liderança EmocionalLiderança Emocional
Liderança Emocional
 
Motivação Pessoal
Motivação PessoalMotivação Pessoal
Motivação Pessoal
 
5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enoc
5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enoc5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enoc
5 competencias emocionais_fundamentais_para_obter_equilibrio_-_ramon_enoc
 
Desenvolvimento pessoal e profissional
Desenvolvimento pessoal e profissionalDesenvolvimento pessoal e profissional
Desenvolvimento pessoal e profissional
 
Escola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência EmocionalEscola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência Emocional
 
Apresentaçao resiliencia e liderança.
Apresentaçao resiliencia e liderança.Apresentaçao resiliencia e liderança.
Apresentaçao resiliencia e liderança.
 
Trocando ideia - Motivação Pessoal e Profissional
Trocando ideia - Motivação Pessoal e ProfissionalTrocando ideia - Motivação Pessoal e Profissional
Trocando ideia - Motivação Pessoal e Profissional
 
Liderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência EmocionalLiderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência Emocional
 
Reforma íntima
Reforma íntimaReforma íntima
Reforma íntima
 
Motivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalMotivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocional
 
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoEducação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
 
A vontade
A vontade A vontade
A vontade
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
 
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
 
As Emoções e a Inteligência Emocional
As Emoções e a Inteligência EmocionalAs Emoções e a Inteligência Emocional
As Emoções e a Inteligência Emocional
 
Treinamento Modelos mentais e inteligência emocional grupo ii
Treinamento Modelos mentais e inteligência emocional   grupo iiTreinamento Modelos mentais e inteligência emocional   grupo ii
Treinamento Modelos mentais e inteligência emocional grupo ii
 

Destaque

Boletim 433 - 31/05/15
Boletim 433 - 31/05/15Boletim 433 - 31/05/15
Boletim 433 - 31/05/15stanaami
 
Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.
Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.
Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.leopalasjh
 
Extensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NX
Extensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NXExtensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NX
Extensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NXFabio Andreosi
 
Ana maria delgado de souza maio
Ana maria delgado de souza maioAna maria delgado de souza maio
Ana maria delgado de souza maioAna Maria Mascaro
 
Ciencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del Hombre
Ciencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del HombreCiencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del Hombre
Ciencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del HombreGabriel Garcia
 
វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១
វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១
វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១Vantha Kago
 
COLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERA
COLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERACOLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERA
COLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERAellynladysm
 
Notas b1 multimidia noite
Notas b1 multimidia noiteNotas b1 multimidia noite
Notas b1 multimidia noiteFábio Costa
 
Floresta da Tijuca Caio Martins e Caio Gomes
Floresta da Tijuca   Caio Martins e Caio GomesFloresta da Tijuca   Caio Martins e Caio Gomes
Floresta da Tijuca Caio Martins e Caio Gomesleopalasjh
 
Registro reunião 20.05.2015
Registro reunião 20.05.2015Registro reunião 20.05.2015
Registro reunião 20.05.2015Lady Salieri
 
C.n resumo dinâmica interna da terra
C.n resumo   dinâmica interna da terraC.n resumo   dinâmica interna da terra
C.n resumo dinâmica interna da terraJoana2002
 
Floresta da tijuca ana luíza e bárbara
Floresta da tijuca   ana luíza e bárbaraFloresta da tijuca   ana luíza e bárbara
Floresta da tijuca ana luíza e bárbaraleopalasjh
 
buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)
buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)
buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)Janio TerraçUs
 
Medicamentos Usados para Perder Peso
Medicamentos Usados para Perder PesoMedicamentos Usados para Perder Peso
Medicamentos Usados para Perder PesoJosé Edmilson
 
Floresta da tijuca lis e fernanda
Floresta da tijuca   lis e fernandaFloresta da tijuca   lis e fernanda
Floresta da tijuca lis e fernandaleopalasjh
 

Destaque (20)

banheira
banheirabanheira
banheira
 
Sopa de letras
Sopa de letrasSopa de letras
Sopa de letras
 
Boletim 433 - 31/05/15
Boletim 433 - 31/05/15Boletim 433 - 31/05/15
Boletim 433 - 31/05/15
 
Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.
Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.
Floresta da tijuca gabriel tabatchnik e gabriel fernandez.
 
Extensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NX
Extensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NXExtensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NX
Extensão Universitária em CAD CAM CAE com Siemens NX
 
Req 379
Req 379Req 379
Req 379
 
Ana maria delgado de souza maio
Ana maria delgado de souza maioAna maria delgado de souza maio
Ana maria delgado de souza maio
 
Ciencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del Hombre
Ciencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del HombreCiencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del Hombre
Ciencia y el Conocimiento Científico en Beneficio del Hombre
 
វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១
វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១
វិញ្ញាសាជ្រើសរើសទី១
 
COLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERA
COLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERACOLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERA
COLLAGE DE LA ORGANIZACION DE UNA EMPRESA TURISTICA Y HOTELERA
 
Notas b1 multimidia noite
Notas b1 multimidia noiteNotas b1 multimidia noite
Notas b1 multimidia noite
 
Floresta da Tijuca Caio Martins e Caio Gomes
Floresta da Tijuca   Caio Martins e Caio GomesFloresta da Tijuca   Caio Martins e Caio Gomes
Floresta da Tijuca Caio Martins e Caio Gomes
 
Registro reunião 20.05.2015
Registro reunião 20.05.2015Registro reunião 20.05.2015
Registro reunião 20.05.2015
 
C.n resumo dinâmica interna da terra
C.n resumo   dinâmica interna da terraC.n resumo   dinâmica interna da terra
C.n resumo dinâmica interna da terra
 
Floresta da tijuca ana luíza e bárbara
Floresta da tijuca   ana luíza e bárbaraFloresta da tijuca   ana luíza e bárbara
Floresta da tijuca ana luíza e bárbara
 
5272 pomes
5272 pomes5272 pomes
5272 pomes
 
Auditoria l
Auditoria lAuditoria l
Auditoria l
 
buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)
buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)
buzioNovo(a) documento do microsoft office word (9)
 
Medicamentos Usados para Perder Peso
Medicamentos Usados para Perder PesoMedicamentos Usados para Perder Peso
Medicamentos Usados para Perder Peso
 
Floresta da tijuca lis e fernanda
Floresta da tijuca   lis e fernandaFloresta da tijuca   lis e fernanda
Floresta da tijuca lis e fernanda
 

Semelhante a Comprometimento e motivação pessoal

Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9Chibatinha
 
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoalAuto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoalCursos Profissionalizantes
 
E-book Eliminando Crenças Limitantes.pdf
E-book Eliminando Crenças Limitantes.pdfE-book Eliminando Crenças Limitantes.pdf
E-book Eliminando Crenças Limitantes.pdfOlival Paulino
 
Auto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoal
Auto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoalAuto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoal
Auto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoalSueli Lima Leandro
 
Conceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalConceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalProfessorRogerioSant
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasTurma_do_Marketing
 
nicolas quebra galho
nicolas quebra galhonicolas quebra galho
nicolas quebra galhonikiin
 
Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4Juliana Baino
 
Autogerenciamento na atividade profissional
Autogerenciamento na atividade profissionalAutogerenciamento na atividade profissional
Autogerenciamento na atividade profissionalAngprr
 
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos ResultadosEmpreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos ResultadosFabio Zoppi Barrionuevo, MBA
 
Teoria da Atribuição
Teoria da AtribuiçãoTeoria da Atribuição
Teoria da AtribuiçãoAdm Unime
 
autoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdfautoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdfTelma Lima
 
8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua Non8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua NonJorge Covacs
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacionalMagri Senai
 
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentaisThayane Victoriano
 

Semelhante a Comprometimento e motivação pessoal (20)

Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9
 
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoalAuto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
 
E-book Eliminando Crenças Limitantes.pdf
E-book Eliminando Crenças Limitantes.pdfE-book Eliminando Crenças Limitantes.pdf
E-book Eliminando Crenças Limitantes.pdf
 
Automotivação
AutomotivaçãoAutomotivação
Automotivação
 
Auto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoal
Auto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoalAuto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoal
Auto motivacao-auto-estima-e-desenvolvimento-pessoal
 
Conceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalConceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoal
 
Mantenha a automotivação
Mantenha a automotivaçãoMantenha a automotivação
Mantenha a automotivação
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
 
nicolas quebra galho
nicolas quebra galhonicolas quebra galho
nicolas quebra galho
 
Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4
 
A enfermeira.pdf
A enfermeira.pdfA enfermeira.pdf
A enfermeira.pdf
 
Autogerenciamento na atividade profissional
Autogerenciamento na atividade profissionalAutogerenciamento na atividade profissional
Autogerenciamento na atividade profissional
 
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos ResultadosEmpreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
 
Teoria da Atribuição
Teoria da AtribuiçãoTeoria da Atribuição
Teoria da Atribuição
 
autoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdfautoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdf
 
8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua Non8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua Non
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Ebook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial (1).pdf
Ebook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial (1).pdfEbook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial (1).pdf
Ebook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial (1).pdf
 
Ebook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial.pdf
Ebook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial.pdfEbook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial.pdf
Ebook+Mentoria+IPE+-+Amplie+seu+potencial.pdf
 
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
2020 07 -_arley_perfis_comportamentais
 

Mais de Vanessa Aparecida R Anastacio

Mais de Vanessa Aparecida R Anastacio (10)

Manhãs
Manhãs Manhãs
Manhãs
 
O que o professor de língua portuguesa necessita fazer para desenvolver escr...
O que o professor de língua portuguesa necessita fazer para desenvolver  escr...O que o professor de língua portuguesa necessita fazer para desenvolver  escr...
O que o professor de língua portuguesa necessita fazer para desenvolver escr...
 
A-construcao-parodica-–-biblica-na-obra-a-paixao-segundo-gh-de-clarice-lispe...
 A-construcao-parodica-–-biblica-na-obra-a-paixao-segundo-gh-de-clarice-lispe... A-construcao-parodica-–-biblica-na-obra-a-paixao-segundo-gh-de-clarice-lispe...
A-construcao-parodica-–-biblica-na-obra-a-paixao-segundo-gh-de-clarice-lispe...
 
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesaProposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
 
Abordagem dos-classicos-no-ensino-de-literatura
Abordagem dos-classicos-no-ensino-de-literaturaAbordagem dos-classicos-no-ensino-de-literatura
Abordagem dos-classicos-no-ensino-de-literatura
 
Articulação entre conteúdos e competências contextualizados à prática pedagógica
Articulação entre conteúdos e competências contextualizados à prática pedagógicaArticulação entre conteúdos e competências contextualizados à prática pedagógica
Articulação entre conteúdos e competências contextualizados à prática pedagógica
 
Competências da escrita
Competências da escritaCompetências da escrita
Competências da escrita
 
Características dos gêneros uso e adequação
Características dos gêneros uso e adequaçãoCaracterísticas dos gêneros uso e adequação
Características dos gêneros uso e adequação
 
Leitura de textos imagéticos
Leitura de textos imagéticosLeitura de textos imagéticos
Leitura de textos imagéticos
 
A concepção da linguagem como espaço de interação
A concepção da linguagem como espaço de interaçãoA concepção da linguagem como espaço de interação
A concepção da linguagem como espaço de interação
 

Último

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 

Último (20)

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 

Comprometimento e motivação pessoal

  • 1. Comprometimento O mais importante não é a decisão que você toma, mas o grau de comprometimento que você tem. Se você mantiver o comprometimento, trabalhando e buscando meios e motivações para realização, os objetivos estarão ao seu lado a longo prazo. Só esteja preparado para trabalhar por isso. Vanessa Aparecida Ricardo Anastacio1 Muito se fala em comprometimento através da perspectiva organizacional, isto é, associado ao trabalho individual para o sucesso das organizações. Há inúmeros estudos, artigos, teses, monografias, dissertações acadêmicas e afins, dissertando sobre a importância do comprometimento do indivíduo no desempenho de suas funções para o sucesso de uma empresa e/ou organização. Contudo, o presente texto busca abordar o comprometimento relacionado as realizações pessoais do indivíduo, sobre como conduz suas escolhas, motivações e, como assumir compromisso determinante a objetivos e/ou realizações que exigem trabalho emocional e de conduta a longo prazo. Comprometer: Empenhar a reputação, tomar os riscos; assumir compromissos2 . A palavra comprometimento está relacionada ao compromisso, cujo significado é acordo, isto é, uma vez dada a palavra, pressupõe-se que o indivíduo irá cumpri-la. Para honrar um compromisso é necessário empenho, envolvimento e, motivação. Segundo CHIAVENATO 2003, p.192, “o comprometimento pessoal é uma emoção. Se esta é ignorada, a tarefa passa a ser executada mecânica e automaticamente, sem motivação; A motivação é um estado de espírito relacionado com a emoção”. Ainda com as palavras de Chiavenato (2003), a motivação de todas as pessoas está relacionada às necessidades próprias e individuais que podem ser chamadas de desejos, aspirações, objetivos individuais ou motivos. São forças internas que impulsionam as pessoas a reagirem de formas diferentes, pois, fatores que formam a personalidade, são traços biológicos e psicológicos e são adquiridos pela experiência pessoal. Nesse sentido, ao se propor assumir um compromisso, seja com um ideal, um caminho ou mesmo uma pessoa, há que descobrir quais suas motivações e, através delas manter-se no propósito para o alcance dos objetivos. De acordo com ROBBINS, As pessoas motivadas esforçam-se mais em seu desempenho, do que as desmotivadas. Essa definição no entanto é relativa. Em uma definição mais descritiva, mas menos substantiva, a motivação consistiria na disposição para fazer alguma coisa e seria condicionado pela capacidade de essa ação satisfazer uma necessidade do indivíduo. (ROBBINS, 2004, p.46) 1 Graduada em LETRAS – Licenciatura em Português, pela Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP. Revisora de Textos Freelancer. Funcionária Pública do Município de Piracicaba. 2 DICIO – Dicionário Online de Português.
  • 2. Um exemplo simples do comprometimento direcionado a vida pessoal pode ser citado como; a mudança de hábitos que nos prejudicam ou que nos colocam em conflito com alguém, alguma coisa ou determinada situação. Mudar, sobretudo, hábitos de si exige dedicação e compromisso. Quais motivações para isso?! Diminuir conflitos, anular situações constrangedores e/ou que nos prejudicam, melhor relacionar-se e, pricipalmente, melhorar o nível de confiança em si mesmo. Conforme nos comprometemos somos forçados a extrair mais de nós mesmos, isto é, exercitar o auto-controle, a determinação e a força para atingir o propósito. Somente uma pessoa comprometida é capaz de seguir o objetivo traçado acima das adversidades e percalços do caminho. A finalizar com as palavras do escritor alemão Johann Wolfgang von Goethe: “No momento em que nos comprometemos a Providência Divina também se põe em movimento. toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes e encontros e assistência que nenhum homem sonharia que viesse em sua direção. O que quer que você possa fazer, ou sonhe que o possa, faça-o. Coragem contém genialidade, poder e magia. Comece agora". REFERÊNCIAS CHIAVENATO, Idalberto. Comportamento organizacional. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. DICIO - Dicionário Online de Português. Comprometer. Disponível em: http://www.dicio.com.br/comprometer/ . Acesso em: 19/05/2015. FOGUEl, Sérgio e SOUZA, Carlos César. Desenvolvimento e Deterioração Organizacional. São Paulo. Atlas, 1980. PJERJ. Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. Quem ganha com o comprometimento? Armando Correa de Siqueira Neto. Disponível em: http://portaltj.tjrj.jus.br/c/document_library/get_file?uuid=b9f9ebd4-f794-45c0-a642- ea81147aeb12&groupId=10136 Acesso em: 19/05/2015. ROBBINS, Sthepen P. Fundamentos do Comportamento Organizacional. 7ed. São Paulo: Pretence Hall, 2004.