Folhetim do Estudante - Ano III - Núm. XXX

332 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folhetim do Estudante - Ano III - Núm. XXX

  1. 1. 1 do estudanteNúm. XXX- ANO III 1ª quinzena - Março/2014 Folhetim do estudante é uma publicação de cunho cultural e educacional com artigos e textos de Professores, alunos, membros da comunidade da “E. E. Miguel Maluhy” e de pensadores humanistas. Acesse o BLOG do folhetim http://folhetimdoestudante.blogspot.com.br Sugestões e textos para: vogvirtual@gmail.com Agenda... pág.4 Carta ao Leitor... pág. 3 Opinião... pág. 2 Resenha... pág. 4 EDITORIAL BRASIL URGENTE A Realidade Brasileira A Realidade do Brasil é muito clara, um país rico, cheio de lugares e cidades que atraem qualquer pessoa, porém nele se encontram muitas dificuldades. Em principio, o nosso governo capitalista, que ao invés de ajudar o povo que o colocou no poder, age de maneira contrária, ajudam pouco, além de aumentarem os custos de tudo que o povo utiliza. Observamos a algum tempo atrás o aumento da tarifa de transporte público (condução) em várias cidades brasileiras, sendo que a maioria do povo utiliza esse serviço público, com o aumento da tarifa, muitos brasileiros foram às ruas protestar, em busca de seus direitos, tendo como argumento o fato de todo dia acordarem super cedo para conseguirem o pão de cada dia para si e sua família. Isso trouxe a revolta de grande parcela dos cidadãos brasileiros aumentando as manifestações e demonstrando a força do povo as ruas. Naquele momento foi útil, o fato é que perdeu a força nos momentos seguintes. Tomo como exemplo as manifestações em outros países, as pessoas conseguem mudar muitas coisas como, por exemplo, tarifas altas, impostos, algo que o povo não concorda e acha injusto além da postura de seus governantes. Eu, particularmente, acredito que as manifestações nunca deveria ter acabado, deveriam continuar com mais e mais força e com mais pessoas, já que o Brasil tem muita coisa à ser mudada e transformada, a meu ver os brasileiros se acomodam com uma situação social totalmente desigual em que alguns são ricos e uma maioria são famílias humildes, sem condições e nenhum beneficio social, infelizmente. Contudo, como tinha dito no inicio, o Brasil tem coisas maravilhosas, não somos um povo de todo sofrido, temos aspectos positivos e negativos em nossa sociedade. Os brasileiros, em geral, deviam ir à luta, o povo tem seu poder, só basta aprimorá-lo, fazer manifestações na hora certa, com milhares de pessoas, sem vandalismos, afinal, com vandalismos não vamos conseguir nada, apenas perder o que foi tão difícil de conseguir até então. Bruna Vieira dos Santos – 2ºE Folhetim
  2. 2. 2 do estudante ano III março/2014 OPINIÃO CONSIDERAÇÕES Nesse ano de 2014, o Brasil irá sediar um grande evento mundial, a Copa do Mundo de Futebol e, como resultado, inúmeras pessoas estão transbordando de expectativas e se preparando para esse acontecimento, com o intuito de causar uma boa impressão, acreditando que esse é o momento para o nosso país provar que tem capacidade para sediar um grande evento desse porte. Para que isso seja possível, o governo está tomando iniciativas, tais como melhoria dos meios de transportes urbanos, investimentos na infraestrutura das cidades sedes do torneio, investimentos na construção de estádios, etc. Todavia, não tenho muitas motivações acerca disso nem tanto uma visão positiva envolvendo esse evento, pois o nosso país não se encontra organizado internamente e socialmente, para transmitir uma boa imagem ao mundo, sem mencionar que a saúde e a educação do país, estão vivenciando um momento um tanto quanto precário, algo que deveria receber uma atenção maior por parte das autoridades nacionais. Nos hospitais, por exemplo, há um péssimo serviço de atendimento e quase não existem profissionais qualificados para exercerem a função de médicos, o que compromete a vida de vários indivíduos. Dessa forma, é possível definir que todo o lado ruim do Brasil será ocultado durante esse evento global e transmitido via satélite para todas as nações do planeta. Mas, apesar de compartilhar algumas considerações negativas em meus pensamentos em se tratando dessa competição mundial, ainda vejo alguns aspectos positivos organizados pelos governos que podem nos beneficiar, como as oportunidades de emprego e cursos voltados ao recebimento dos milhares de turistas que deverão passar por essas diversas cidades. Isso é algo muito bom, já que nesse ano pretendo ampliar meus conhecimentos envolvendo idiomas, em especial inglês e espanhol, e a cultura de alguns países que estarão participando desse importante evento. Juan Marcco Lino Cruz – 2ºB 2014 Esse ano é ano de Copa do Mundo de Futebol! E a copa é em nosso país! Ai todo mundo pensa: “Que legal, nos dias de jogos vamos ter feriados, ninguém trabalha, nem estuda...” Bom... Esse é um exemplo de falta de motivação já que esse ano de copa traz consigo inúmeras oportunidades para os jovens brasileiros. Com todo mundo querendo aprender inglês os cursos se barateiam e as oportunidades aumentam. Estão surgindo várias oportunidades de trabalhos para os jovens em diferentes setores da economia e com essas oportunidades de mostrar serviço durante o evento, vários talentos jovens podem ser aproveitados no mercado de trabalho. em seu currículo que você trabalhou em alguma função ligada aos eventos que a Copa do Mundo vai possibilitar, pode ser uma vantagem significativa sobre outros concorrentes. E é tudo isso que me motiva. Além do mais, além da copa de 2014, o país vai sediar as Olimpíadas de 2016 no RIO, indicando novas oportunidades e novas motivações. Paulo Henrique Oliveira – 2ºD folhetim
  3. 3. 3 do estudante ano III março/2014 CARTAAO LEITOR Ano Novo, coisas novas, “vida nova” !! Sou uma garota que sonha muito alto. Estou tentando alcançar meus objetivos e isso já está sendo um pouco difícil (risos), mas não importa qual seja a dificuldade eu sei que vou conseguir. Neste ano de transformações e vários acontecimentos importantes além de crescimento em geral, estou bem otimista, quero ser alguém cujas pessoas vão olhar e falar: “- nossa, eu a conheço, ela conseguiu realizar os seus sonhos e deu orgulho aos seus pais.” Isso me motiva a querer ser alguém na vida e na sociedade. Pensar mais e falar menos, nesse ano, é uma meta. Estou focando os meus esforços nos meus estudos, pois só falta mais um ano para que eu me forme no ensino médio e, espero concluir, com o melhor conhecimento e aprendizado possível. Estou me preparando para o melhor e assim que concluir essa etapa já imagino o que vai me motivar para alcançar meus sonhos e realizá-los, e a resposta sempre sobrecai em minha família. O meu pensamento é de garantir um futuro melhor para minha família e retribuir todo o carinho, toda a confiança que depositaram em mim e todo o apoio que me deram quando eu precisei. Além da minha família, que é minha motivação mais significativa, meus sonhos, que não são poucos, também são meus desafios. Sou teimosa e sei que vou realizar todos, pelo menos a maioria eu sei que vou poder abrir a boca e falar “...esse sonho eu realizei, eu fui capaz...”. Ainda não decidi que profissão seguir ou que curso superior desejo realmente fazer, estou indecisa entre bacharelado em direito ou arquitetura, são áreas bem diferentes, mas me atraem muito. Não quero ter arrependimentos e frustrações em minha vida, como meu pai diz: “tudo é possível quando se tem foco”, e foco é o que mais estou exercitando nesse momento, pois meu futuro me espera. 2014 será um ano de crescimento e muito importante para a sociedade brasileira com a Copa do Mundo e as eleições que trarão muita repercussão sobre as condições do país e seus avanços. Com esse crescimento em geral acho que, de alguma maneira, isso contribuirá para o meu crescimento pessoal. Sei que não será um ano fácil, mas já estou acostumada a isso, pois como no dito popular “tudo que vem fácil dura pouco” então que seja difícil mais que no final valha a pena, estou preparada e assim que o momento certo chegar eu sei que não vou falhar. Assim que concluir essa etapa, minha vida será igual a esse momento que vivemos, uma vida de transformações e de alegrias sem fim, espero. É isso, 2014, o ano das mudanças, o ano de novas expectativas, o ano “brilhante” que acabou de começar e ainda vai ser o melhor do resto de nossas vidas. Allana Oliveira Silva – 2ºA folhetim
  4. 4. 4 do estudante ano III março/2014 RESENHAS Irei falar um pouco do filme 'Crash',espero que todos que lerem essa sinopse,pensem em cada atitude do seu dia a dia.Assim como me passaram um excelente conteúdo,apoio que outros professores passem a seus alunos. O filme 'Crash' relata sobre diversos preconceitos,entre negros,brancos,classes sociais e persas.Depois de um promotor bem sucedido e sua mulher,terem passados pela angustia de um assalto por ladões negros,uma série de acontecimento vem atona.Um diretor de cinema ,e sua esposa são humilhados após terem sidos parados,por um policial racista,que invés de revista a sua esposa,fica a alisando constrangido,o marido e a vítima.Um detetive negro,tem uma mãe dependente de drogas e um irmão ladrão.Uma família persa sofre preconceito diariamente até que um dia o pai da família perde a cabeça e desconta tudo em um simples chaveiro. Nunca pratique a 'desigualdade social',porque o preconceito só existe em pessoas de espirito pobre,de pouco conhecimento e de mente pequena. Vale a pena assistir!!! Bárbara Nicolly – 8ªD CALEIDOSCÓPIO Não Fazer Feio... O Povo Brasileiro vive nesse começo de ano uma agitação muito grande, porque vai acontecer aqui uma grande festa mundial, que vai ficar para a história, e ninguém quer fazer feio para não causar uma má impressão aos turistas e a todos que vierem para essa festa. Existem muitos jovens que se prepararam, já á um bom tempo, estudando línguas estrangeiras e aprendendo um pouco mais sobre as diferentes culturas dos países participantes, para poderem trabalhar e participar desse grande evento global que terá repercussão em todos os países. Sendo assim, acredito que a grande motivação do povo brasileiro é “Não fazer feio” diante desses expectadores estrangeiros. Além disso, seria também para mostrar que as Olimpíadas do RIO, em 2016, não vai ser diferente, será um grande espetáculo e eu, como brasileiro, tenho uma sensação positiva e uma expectativa muito boa em saber que o país em que nasci e cresci vivencia importantes momentos históricos e eu farei parte disso. Mainart José L. C. Neto – 2ºC A Era da Modernidade A Idade Moderna representa um novo tempo, uma nova era, para toda a humanidade, pois tudo passou a ser forjado através do avanço do pensamento, do conhecimento e pelas inovações tecnológicas. A Europa, o velho mundo, estava com sua economia no auge e em pleno crescimento, pois além de desvendar o desconhecido através das grandes navegações, conquistou o domínio de novos territórios e riquezas que marcaram o início da Modernidade. A Era Moderna representa um momento de avanço significativo da humanidade, a descoberta do novo mundo e o desenvolvimento do conhecimento científico ampliou as possibilidades de crescimento e de estruturação das sociedades. Com essa evolução, o homem moderno, começou a se preocupar com a redução do tempo na produção de bens manufaturados, o que não significava diminuir o tempo de trabalho e eliminar distâncias para aproximar interesses econômicos e sociais, além de aumentar as suas riquezas. Essas ações coincidem com os investimentos no desenvolvimento de técnicas e instrumentos além de invenções que facilitassem a vida humana e permitissem o atendimento dos interesses de riqueza que tomava conta das sociedades modernas. Talita Cavelho – 2ºD AGENDA Reunião Bimestral - 17/04/2014 Ensino Médio Diurno – 07:30h Ensino Fundamental – 14h Ensino Médio Noturno- 19:30h Local : Salas de aula de cada turma do MALUHY no período folhetim

×