Joquedebe - Preletora Rosana

970 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
970
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Joquedebe - Preletora Rosana

  1. 1. “Então ordenou Faraó a todo o seu povo, dizendo: A todos os meninos que nascerem lançareis no rio, mas a todas as meninas guardareis com vida. E foi um homem da casa de Levi e casou-se com uma filha de Levi. E a mulher concebeu e deu à luz um filho; e vendo que ele era formoso, escondeu-o por três meses. Não podendo, porém, mais escondê-lo, tomou uma arca de juncos, e a revestiu com barro e betume; e, pondo nela o menino, a pôs nos juncos, junto à margem do rio.” Êxodo 1:22 e 2: 1-3.
  2. 2. Sua história Quando a maioria de nós lê esse texto, nós pensamos em quem? Em Moisés, claro! Mas hoje eu não quero falar de Moisés. Eu quero falar de uma mulher incrível e pouco falada: Joquebede, a mãe de Moisés. E sabe o que mais me impressionou na vida de Joquebede? Ela ousou sonhar.
  3. 3. Sua história Joquebede nasceu no pior momento da história de Israel. Ela nasceu no pior momento da história de sua família. Por quê? Porque o tataravô dela havia sido um escravo. O bisavô de Joquebede havia sido escravo. O avô também. O pai era escravo. Ela também. Ela não tinha o direito de escolher a casa onde ia morar. Não tinha o direito de escolher a roupa que ia vestir, a comida que ia comer. Ela não tinha o direito de decidir que hora ia acordar e que hora ia dormir. Quem decidia tudo para ela e seu povo era o Faraó.
  4. 4. O grande opressor Quem era Faraó? Faraó era o rei do Egito. O povo judeu havia entrado no Egito por causa de José, o primeiro-ministro hebreu. Cresceram, prosperaram... José morreu e o Faraó que era seu amigo também. Agora havia um novo Faraó, que não queria ver o bem dos hebreus. Para tentar frear o crescimento do povo tão odiado, decide escravizá-los. Foram 430 anos de opressão... Várias gerações de escravos, o clamor do povo subiu até Deus. Nos nossos dias quem tem oprimido e escravizado a humanidade sem Deus?
  5. 5. Vencendo a influência do meio Escravos não têm direitos. Quem é escravo vive oprimido, angustiado, revoltado, amargurado, vive triste, com a auto estima baixa. Escravo não tem esperança. Escravo não tem sonhos. A única coisa com que um escravo poderia sonhar é com a morte, pois somente assim seria livre. É nessa situação na qual ela nasce. Nasceu no pior momento em que podia ter nascido. Ela tinha tudo para ser uma pessoa amargurada e depressiva. Tinha tudo para ficar de mal com a vida, para perder a esperança, para desejar até o suicídio.
  6. 6. Vencendo o medo No entanto, a Bíblia diz que ela se casou com um homem da tribo de Levi chamado Anrão. Você já pensou que situação ruim para se casar? Mas Joquebede, mesmo nascendo no meio dessas circunstâncias, se casou. Sabe por quê? Porque apesar de toda influência do meio em que vivia, ela ainda acreditava na vida, no amor... Ela acreditava que poderia ser feliz, que poderia acontecer algo de bom na vida dela, mesmo tudo dando errado.
  7. 7. Vencendo o medo Porém, por causa do crescimento e da força do povo judeu no Egito, a Bíblia diz que Faraó estabeleceu um decreto: Todo menino judeu que nascesse dali para frente seria jogado no rio Nilo. Faraó queria parar o crescimento do povo de Israel. E é nessa hora, mesmo com as piores perspectivas, que Joquebede engravida. Você já imaginou que hora para ficar grávida? Afinal, todo menino que nascesse seria jogado no rio. Por que alguém, mesmo sabendo do risco, resolve ter um filho em um momento assim? Simples: Joquebede era uma sonhadora!
  8. 8. Vencendo a incredulidade E quando a barriga começou a aparecer, com certeza vieram umas vizinhas pra dizer: - Que é isso Joquebede!? Logo agora você foi ficar grávida? Você já não tinha dois filhos?! Por que mais um? Olha, se o teu filho for homem, você vai ter que jogá-lo no rio. Maria já jogou o dela, Antônia já jogou o dela, a Marta já jogou, e a próxima vai ser você. Muitas pessoas que eu conheço iriam dizer: - Ai meu Deus!!! Por que isso foi acontecer comigo? Por que Deus foi deixar isso acontecer? O que foi que eu fiz pra merecer isso? Por que Deus deixou... Logo agora que estava indo tudo tão bem... E olha que naquela época não tinha ultra som para saber se era menino ou menina. E ela teve de conviver com aquela dúvida por nove meses.
  9. 9. Vencendo a incredulidade Aí aparece outra pra dizer: Por que você não aborta?! Vai morrer mesmo! Aborta... Aborta o teu filho. Aborta o teu casamento. Pra que casar? Depois vai separar mesmo! Aborta essa empresa. Pra que abrir? Vai quebrar mesmo. Faraó está matando casamentos. Faraó está matando sonhos. Faraó está afogando empresas... Sabe o que é que Joquebede fez? Ela continuou sonhando! Se você continuar sonhando, continuar crendo, Deus não permitirá que Faraó afogue os teus sonhos! E então a criança nasce. As vizinhas aparecem para dizer: - Eu não falei que ia ser menino? Eu sabia! Agora eu quero ver o que ela vai fazer? Todo mundo teve que jogar o filho no rio. Agora eu quero ver!! Acreditou no milagre, no sonho... Disse que Deus ia fazer. E agora?
  10. 10. Vencendo a incredulidade A Bíblia diz que ela consegue esconder o menino por três meses. Porém, quando não era mais possível esconder a criança, provavelmente ela ouviu: - E agora? Você está pensando que é só você que vai ficar com seu filho? Você está pensando que é só você que não vai perder o emprego? Você está pensando que é só o teu casamento que vai dar certo? Olha, todo mundo está sem filho homem. Pode olhar. Só tem mulher com menina no colo. Você está pensando que você tem o rei na barriga? Agora você vai ter que entregar o menino para Faraó. Agora esse menino vai ter de morrer.
  11. 11. Entregando tudo nas mãos de Deus Então, a sonhadora Joquebede toma uma decisão: Ela coloca Moisés em um cesto e o solta pelas águas do Rio Nilo. Pode parecer uma decisão desesperada, uma decisão louca... Existem momentos em que não sabemos o que fazer. Existem situações que parecem não ter saída. Mas o que Joquebede fez foi colocar seu filho nas mãos de Deus. Nós precisamos fazer a nossa parte. Porém, quando o impossível bate à nossa porta, precisamos entregar a situação nas mãos de Deus. Pode ser que alguém tenha dito: - Ah, mas o menino vai morrer mesmo assim. Afinal, o rio está cheio de juncos. Com essa correnteza o cesto vai bater e virar. E olha que o rio está cheio de crocodilos...
  12. 12. Entregando tudo nas mãos de Deus Então, a sonhadora Joquebede toma uma decisão: Ela coloca Moisés em um cesto e o solta pelas águas do Rio Nilo. Pode parecer uma decisão desesperada, uma decisão louca... Existem momentos em que não sabemos o que fazer. Existem situações que parecem não ter saída. Mas o que Joquebede fez foi colocar seu filho nas mãos de Deus. Nós precisamos fazer a nossa parte. Porém, quando o impossível bate à nossa porta, precisamos entregar a situação nas mãos de Deus. Pode ser que alguém tenha dito: - Ah, mas o menino vai morrer mesmo assim. Afinal, o rio está cheio de juncos. Com essa correnteza o cesto vai bater e virar. E olha que o rio está cheio de crocodilos... Porém, sonhadores entregam seus sonhos nas mãos de Deus, e não de Faraó!
  13. 13. Entregando tudo nas mãos de Deus Nada virou aquele cesto. Crocodilo nenhum tocou naquele cesto. Deus disse: Nada toca nesse menino. Eu o escolhi, porque a mãe dele resolveu acreditar em Mim. Ela resolveu tentar mais um pouco. Ela ousou sonhar! Quando você coloca os teus sonhos, os teus projetos, a sua família, nas mãos de Deus, Satanás não pode tocá-los! Quando a princesa viu o cestinho, pediu para uma de suas donzelas pegá-lo. Quando você resolve acreditar, Deus resolve fazer. Quando você tenta mais um pouco, as coisas começam a acontecer. Acredite. Tente um pouco mais. Sonhe!!! E ela viu que era um menino judeu. E ela sabia do decreto de morte. Mas mesmo assim ela resolveu deixar o menino viver. Quando você decide crer e não desistir, os decretos de Faraó perdem a validade sobre a sua vida.
  14. 14. Conclusão - Não permita que Satanás lhe escravize e afogue os seus sonhos; - O meio em que você vive pode ter uma certa influencia, mas não é determinante. Você pode mudar sua história; - Vença o medo, lembre-se sempre que ele não é maior que sua promessa; - Pessoas incrédulas nos fazem mal, são amargas, zombam dos seus sonhos. Evite a companhia de quem não crê no poder de Deus; - Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e Ele tudo fará Insista, Resista, Não Desista... O Senhor é contigo!

×