Professora: Alexandra Cardoso
As figuras de linguagem são recursos usados na fala
ou na escrita para tornar mais expressiva a mensagem
transmitida. É mu...
 Metáfora: estabelece uma relação de semelhança ao
usar um termo com significado diferente do habitual.
Comparação implíc...
 Comparação: parecida com a metáfora, a comparação
é uma figura de linguagem usada para qualificar uma
característica par...
 Metonímia: substituição lógica de uma palavra por
outra semelhante.
Ex.: Beber um copo de vinho.
A criança comeu 2 prato...
 ironia: é a figura que apresenta um termo em sentido
oposto ao usual, obtendo-se, com isso, efeito crítico ou
humorístic...
 eufemismo: consiste em substituir uma expressão por
outra menos brusca; em síntese, procura-se suavizar
alguma afirmação...
 hipérbole: trata-se de exagerar uma ideia com
finalidade enfática.
Estou morrendo de sede. (em vez de estou com muita
se...
 prosopopeia ou personificação: consiste em
atribuir a seres inanimados predicativos que são
próprios de seres animados.
...
 catacrese: ocorre quando, por falta de um termo
específico para designar um conceito, torna-se outro
por empréstimo. Ent...
Antítese : Consiste na utilização de dois termos que
contrastam entre si. Ocorre quando há uma aproximação de
palavras ou ...
Paradoxo: Consiste numa proposição aparentemente
absurda, resultante da união de ideias contraditórias.
Veja os exemplos:
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Figuras de linguagem

781 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
781
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Figuras de linguagem

  1. 1. Professora: Alexandra Cardoso
  2. 2. As figuras de linguagem são recursos usados na fala ou na escrita para tornar mais expressiva a mensagem transmitida. É muito importante saber identificar as diversas figuras de linguagem, porque desta forma é possível compreender melhor diferentes textos.
  3. 3.  Metáfora: estabelece uma relação de semelhança ao usar um termo com significado diferente do habitual. Comparação implícita. Ex.: A menina é uma flor. A lua é uma gata branca mansa.
  4. 4.  Comparação: parecida com a metáfora, a comparação é uma figura de linguagem usada para qualificar uma característica parecida entre dois ou mais elementos. No entanto, no caso da comparação, existe uma palavra de conexão (como, parecia, tal, qual, assim, etc.). Ex: "O olhar dela é como a lua, brilha maravilhosamente.".
  5. 5.  Metonímia: substituição lógica de uma palavra por outra semelhante. Ex.: Beber um copo de vinho. A criança comeu 2 pratos durante o almoço. Preciso comprar OMO para lavar minhas roupas. Respeite a velhice.
  6. 6.  ironia: é a figura que apresenta um termo em sentido oposto ao usual, obtendo-se, com isso, efeito crítico ou humorístico. “A excelente Dona Inácia era mestra na arte de judiar de crianças.”
  7. 7.  eufemismo: consiste em substituir uma expressão por outra menos brusca; em síntese, procura-se suavizar alguma afirmação desagradável. Ele enriqueceu por meios ilícitos. (em vez de ele roubou)
  8. 8.  hipérbole: trata-se de exagerar uma ideia com finalidade enfática. Estou morrendo de sede. (em vez de estou com muita sede)
  9. 9.  prosopopeia ou personificação: consiste em atribuir a seres inanimados predicativos que são próprios de seres animados. O jardim olhava as crianças sem dizer nada. O leãozinho estava animado com a chegada da primavera.
  10. 10.  catacrese: ocorre quando, por falta de um termo específico para designar um conceito, torna-se outro por empréstimo. Entretanto, devido ao uso contínuo, não mais se percebe que ele está sendo empregado em sentido figurado. O pé da mesa estava quebrado. Preciso de 3 dentes de alho.
  11. 11. Antítese : Consiste na utilização de dois termos que contrastam entre si. Ocorre quando há uma aproximação de palavras ou expressões de sentidos opostos. O contraste que se estabelece serve, essencialmente, para dar uma ênfase aos conceitos envolvidos que não se conseguiria com a exposição isolada dos mesmos. "Quando um muro separa, uma ponte une." "Desceu aos pântanos com os tapires; subiu aos Andes com os condores." (Castro Alves) Eu sou velho, você um moço.
  12. 12. Paradoxo: Consiste numa proposição aparentemente absurda, resultante da união de ideias contraditórias. Veja os exemplos: Eu sou um velho moço. “A explosiva descoberta Ainda me atordoa. Estou cego e vejo. Arranco os olhos e vejo”. (Carlos Drummond de Andrade)

×