PSICOPEDAGOGIA DA LINGUAGEM ESCRITA
ANA TEBEROSKY –
►Baseado nas experiências na Escola Municipal Casas- Barcelona.
►FOCO ...
DISTINÇÃO ENTRE ESSES DOIS PLANOS GRAFIA / FORMA INTERNA É
FUNDAMENTAL PARA ENTENDER A HISTÓRIA DA ESCRITA DOS POVOS E A
E...
• AMBIGUIDADE DA INTERPRETAÇÃO = tanto do ponto de vista lingüístico, como
gráfico.
• O nome próprio é um nome que se refe...
A IDÉIA DAS CRIANÇAS
1. TEXTO REPRESENTA O NOME DO OBJETO = exemplo
Desenho de cano = escrito cano
CONTEXTO DETERMINA A IN...
►a relação entre o “ que já está escrito”e o que ainda não está .
PARA AO TRABALHO COLETIVO:
Uma prática prévia de trabalh...
►a relação entre o “ que já está escrito”e o que ainda não está .
PARA AO TRABALHO COLETIVO:
Uma prática prévia de trabalh...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ana teberosky ii

173 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
173
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ana teberosky ii

  1. 1. PSICOPEDAGOGIA DA LINGUAGEM ESCRITA ANA TEBEROSKY – ►Baseado nas experiências na Escola Municipal Casas- Barcelona. ►FOCO = ensino da escrita do próprio nome ►Objetivos = através da discussão e observação da prática em sala de aula modificar a prática educativa. =propiciar aos professores novos enfoques sobre a escrita. ►Referências= VIGOTSKY, EMILIA FERREIRO, CLAIRE BLANCHE –BENEVISTE. ESCRITA UMA DAS MAIS ANTIGAS ‘TECNOLOGIAS DA HUMANIDADE. SERVE E SERVIU PARA TODOS OS POVOS E TEM MUITAS FINALIDADES. USO DA ESCRITA LABAT-ESTILO DA ESCRITA EM 2 PLANOS : • QUANTIDADE E FORMAS DE GRAFIA = os tipos de suporte. • A ESCRITA EVOLUIU NO PLANO INTERNO E PASSA DA IDEOGRAFIA PURA AO FONETISMO OU ESCRITA SILÁBICA. EGITO HIERÓGLIFOS - BONITA E DECORATIVA APRENDIZAGEM DOS SIGNOS –MEMÓRIA E REFLEXÃO CHINA INFLUÊNCIA POLÍTICA= DOIS USOS: ► CONSERVAR O PRESTÍGIO DE PERSISTÊNCIA COM A RELIGIÃO; ► REGISTRO E EXPRESSÃO DO PENSAMENTO. MESOPOTÂMIA REGISTRO DE ENTRADA E SAÍDA DE MERCADORIAS DOS PEQUENOS ESTADOS. 1
  2. 2. DISTINÇÃO ENTRE ESSES DOIS PLANOS GRAFIA / FORMA INTERNA É FUNDAMENTAL PARA ENTENDER A HISTÓRIA DA ESCRITA DOS POVOS E A EVOLUÇÃO DA ESCRITA DAS CRIANÇAS. IMPRENSA= TECNOLOGIA MODERNA = POSSIBLILITOU A UNIFORMIDADE = REDUÇÃO A FORMAS COMUNS A DIVERSISDADE EXISTENTE = DIFUSÃO DO CONHECIMENTO. 1 - ESCRITA DOS NOMES CRIANÇA – 1º = PALAVRA COMO PARTE DO OBJETO ESCRITA COMO UM CONJUNTO DE MARCAS que podem acompanhar o objeto ou a imagem 2º = MAIS TARDE – RELAÇÃO ENTRE O PORTADOR DO TEXTO - (desenho ou objeto) E O TEXTO EM SI. 3º =O CONJUNTO DE LETRAS REPRESENTA ALGO QUANDO PASSA A SER UM OBJETO SUBSTITUTO: A ESCRITA REPRESENTA OS NOMES. OS NOMES PRÓPRIOS ( PESSOAS, CIDADES, PAÍSES) DESDE PEQUENA: =USA MARCAS NÃO FIGURATIVAS – identificar suas produções. =ESCRITA IMPORTANTE – QUANDO ENTRA PARA A ESCOLA. * seu nome está escrito em vários lugares. * Embora reconheça seu nome = dificuldade em interpretar cada parte. * com o tempo evolui a interpretação. A ESCRITA DO NOME É UMA REFERÊNCIA IMPORTANTE PARA O INÍCIO DA COMPREENSÃO DO SISTEMA DA ESCRITA: EGITO    ಊ   Ψ ੴ 2 MESOPOTÃMIA - ≈ ╘ Ξ Ж GREGO –Α ΒΓΔΕΖΗΘΣ LATIM –A B C D E F G
  3. 3. • AMBIGUIDADE DA INTERPRETAÇÃO = tanto do ponto de vista lingüístico, como gráfico. • O nome próprio é um nome que se refere a um único objeto = elimina a ambigüidade da interpretação. • O nome próprio tem VALOR DE VERDADE – pois se refere a uma existência. • Função da escrita= FICA CLARO QUE MARCAR, IDENTIFICAR OBJETOS OU INDIVÍDUOS FAZ PARTE DOS INTERCÂMBIOS SOCIAIS DE NOSSA CULTURA. • do ponto de vista da estrutura daquilo que está escrito =A PAUTA LINGÜÍSTICA E O REFERENTE COINCIDEM –isto facilita a passagem de um símbolo qualquer para um símbolo determinado. PROPOSTA DE TRABALHO PEDAGÓGICO UTILIZAR MODELOS, pois: UTILIZAR AS IDÉIAS DAS CRIANÇAS PARA ELABORAR A PROPOSTA PEDAGÓGICA: LISTA ELEMENTOS SINTATICAMENTE HOMOGÊNEOS = VERTICAL COMPOSIÇÕES DE DIFERENTES ELEMENTOS SINTÁTICOS = LINEAR OU HORIZONTAL. 2- A ESCRITA DOS TÍTULOS Problemas no ensino da leitura e escrita: • ESCOLHA DO MATERIAL para empreender o ensino– a partir de PALAVRAS ( curtas, com sílabas diretas) OU FRASES ( que correspondam a linguagem infantil). • ESCOLHA DOS MATERIAIS DE LEITURA - varia com a idade. • ESCOLHA DOS TEXTOS QUE VÃO LER PARA AS CRIANÇAS - Simplificar a linguagem para as crianças entenderem/ (usar como material didático mais acessível) 1º - MODELO DÁ INFORMAÇÃO À CRIANÇA SOBRE LETRAS- TANTO DE SUA FORMA CONVENCIONAL COMO DO VALOR QUALITATIVO – INDICADOR DA PRESENÇA DE UMA PALAVRA 2º MODELO DÁ INFORMAÇÃO DA QUANTIDADE NECESSÁRIA PARA ESCREVER O NOME 3º- MODELO SERVE DE REFERÊNCIA PARA CONFRONTAR AS IDÉIAS DAS CRIANÇAS COM A REALIDADE CONVENCIONAL DA ESCRITA (gosta de enumerar = usar jogos, signos, animais) 3
  4. 4. A IDÉIA DAS CRIANÇAS 1. TEXTO REPRESENTA O NOME DO OBJETO = exemplo Desenho de cano = escrito cano CONTEXTO DETERMINA A INTERPRETAÇÃO. 2. PARTES PEQUENAS NÃO REPRESENTAM O NOME – exigência de um número mínimo de caracteres. Exemplo O gato come sardinha – ler gato, sardinha ou peixe. 3-progressivamente se observa uma EVOLUÇÃO NA INTERPRETAÇÃO DO TEXTO INDEPENDENTE DA IMAGEM. Para trabalhar algo diferente da lista de nomes, utilizou o trabalho com TÍTULOS. Tipos de atividades no livro: • Escrita de títulos • Confecção de listas • Interpretação das partes dos enunciados • Elaboração de frases de impacto • Leitura do título • Correspondência título-tema • Cópia do título. • Utilização de sub-títulos • Escrita do título. • Elaboração se slogans • Revisão e correção • Escrita de título para um texto VANTAGENS : ►criança refletir sobre as convenções daquilo que está escrito: do lugar que ocupa no texto separação de palavras modelos possíveis de enunciados ►fonte de conflitos entre as idéias da criança e as convenções do texto. 3- A REESCRITA DE TEXTOS NARRATIVOS : PRODUÇÃO COLETIVA. A escrita coletiva é enriquecedora pois: supõe atividades lingüísticas diferentes, além de distribuição de papéis no grupo, responsabilizando-se pela sua realização. Segundo EMILIA FERREIRO possibilita a reflexão sobre: ► as convenções fixas periféricas ao sistema de escritas como : formas gráficas das letras, maiúsculo-minúscula, sinais de pontuação, ►o modo de representação da linguagem que define o sistema alfabético ►a organização discursiva no texto 4
  5. 5. ►a relação entre o “ que já está escrito”e o que ainda não está . PARA AO TRABALHO COLETIVO: Uma prática prévia de trabalho, e um nível conceitual próximo. Professor organizar as duplas ou grupos( objetivo da atividade). Crianças produzem texto com mais qualidade quando em grupo. 4- A ESCRTIA DE POEMAS : ASPECTOS DE REPRODUÇÃO E COMPOSIÇÃO 5- A ESCRITA DE NOTÍCIAS ELABORAÇÃO DE UM JORNAL ►VARIEDADE DE TEXTOS • ENTENDER A DIFERENÇA ENTRE TEXTO ( Carta, anúncio, conto, ) SUPORTE DE TEXTO ( jornal, revista, almanaque, gibi) e os CANAIS ( TV, rádio, telefone, etc). • Lêem jornais em grupos e discutem / compartilham as notícias, intercâmbio de informações com ajuda do professor. • Ampliação e enriquecimento do repertório lingüístico através da INTERAÇÃO DO TEXTO COM O CONTEXTO. • Trabalho com jornal pode ser através da CLASSIFICAÇÃO DE TÍTULOS =das seções , escritas de notícias jornalísticas. • Trabalho com ANÚNCIOS= selecionar, ou produzi-los. VANTAGENS DE TRABALHAR OS VÁRIOS TIPOS DE TEXTO ►Enfoque pedagógico que leva em conta o conhecimento das crianças e as representações que faz da linguagem escrita e o papel da interação ►Textos são transmitidos via oral e apresentam regularidades- o que favorece que crianças pequenas possam conhecê-los graças a freqüência do contato. ►O professor é importante = MODELO DE LEITOR E ESCRITOR- o contato com a leitura e escrita e pela reflexão sobre o que as crianças poderão avançar na construção desse conhecimento. IMPORTANTE NA ESCOLA REPRODUÇÃO E CÓPIAS= para aprendizagem de ler e escrever. -trabalhos como recitais de poemas, escritas com função social de poemas e versos; utilização de festas populares, mudanças das estações do ano, ditos populares, etc. - criança expresse o que sabe enquanto constrói o conhecimento. 5
  6. 6. ►a relação entre o “ que já está escrito”e o que ainda não está . PARA AO TRABALHO COLETIVO: Uma prática prévia de trabalho, e um nível conceitual próximo. Professor organizar as duplas ou grupos( objetivo da atividade). Crianças produzem texto com mais qualidade quando em grupo. 4- A ESCRTIA DE POEMAS : ASPECTOS DE REPRODUÇÃO E COMPOSIÇÃO 5- A ESCRITA DE NOTÍCIAS ELABORAÇÃO DE UM JORNAL ►VARIEDADE DE TEXTOS • ENTENDER A DIFERENÇA ENTRE TEXTO ( Carta, anúncio, conto, ) SUPORTE DE TEXTO ( jornal, revista, almanaque, gibi) e os CANAIS ( TV, rádio, telefone, etc). • Lêem jornais em grupos e discutem / compartilham as notícias, intercâmbio de informações com ajuda do professor. • Ampliação e enriquecimento do repertório lingüístico através da INTERAÇÃO DO TEXTO COM O CONTEXTO. • Trabalho com jornal pode ser através da CLASSIFICAÇÃO DE TÍTULOS =das seções , escritas de notícias jornalísticas. • Trabalho com ANÚNCIOS= selecionar, ou produzi-los. VANTAGENS DE TRABALHAR OS VÁRIOS TIPOS DE TEXTO ►Enfoque pedagógico que leva em conta o conhecimento das crianças e as representações que faz da linguagem escrita e o papel da interação ►Textos são transmitidos via oral e apresentam regularidades- o que favorece que crianças pequenas possam conhecê-los graças a freqüência do contato. ►O professor é importante = MODELO DE LEITOR E ESCRITOR- o contato com a leitura e escrita e pela reflexão sobre o que as crianças poderão avançar na construção desse conhecimento. IMPORTANTE NA ESCOLA REPRODUÇÃO E CÓPIAS= para aprendizagem de ler e escrever. -trabalhos como recitais de poemas, escritas com função social de poemas e versos; utilização de festas populares, mudanças das estações do ano, ditos populares, etc. - criança expresse o que sabe enquanto constrói o conhecimento. 5

×