Grande Sertão (Lydianne Dias Couto)

861 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
861
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grande Sertão (Lydianne Dias Couto)

  1. 2. <ul><li>Grande sertão:Veredas publicada em 1956,sendo considerada uma das mais importantes obras Roseana e também uma das mais destacadas obras da literatura brasileira e língua portuguesa. </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Riobaldo, um velho pacato e fazendeiro que em três dias contou sua conturbada história de vida a um senhor letrado(médico) cujo aparição era perceptível apenas através de marcas deixada pelo personagem narrador( Riobaldo) </li></ul>
  3. 4. <ul><li>  Nhorinhá : prostituta, representa o amor físico, cujo seu caráter sensual atrai Riobaldo apenas no aspecto carnal. </li></ul><ul><li>Otacília: diferente de Nhorinhá, despertava em Riobaldo um amor sentimental, onde o personagem nos momentos de jagunço saudoso e triste invocava –a com paixão. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Diadorim : o mais profundo e ambíguo dos amores, isto é despertou em Riobaldo forte sentimento de admiração e afeto causando – crise de identidade (homossexualismo) </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Guimarães Rosa, a fim de engrandecer seu discurso narrativo nesta obra, recria a linguagem, recondicionando inventivamente, exemplo: </li></ul><ul><li>Nu das cinturas para os queixos, ao invés de ( nu da cintura para cima) </li></ul><ul><li>Não sabiam de nada coisíssima, ao invés de( não sabiam de coisa nenhuma) </li></ul>
  6. 7. <ul><li>I - TEMPO          Psicológico . A narrativa é irregular ( enredo não linear), sendo acrescidos vários casos pequenos. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Isto é, Riobaldo nas primeiras oitenta páginas faz um relato caótico e desconexo de vários fato aparentemente sem relação entre si, sempre expondo suas inquietações filosóficas( reflexões sobre a vida, a origem de tudo,Deus, a existência ou não do diabo etc. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Da pagina oitenta adiante o narrador cita os acontecimentos históricos de sua vida. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>  Primeira pessoa - narrador-personagem - utilizando-se do discurso direto e indireto livre. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>  A trama ocorre no sertão mineiro (norte) , sul da Bahia e Goiás . No entanto , por se tratar de uma narrativa densa , repleta de reflexões e divagações , ganha um caráter universal - &quot;o sertão é o mundo&quot;. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Veredas, foi uma obra marcada por travessias, onde Riobaldo sofreu a travessia de São Francisco , travessia do amor, travessia do medo, travessia da vida( o viver é perigoso)etc. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>Guimarães Rosa instigou em pessoas a vontade de ver uma vereda e descobrir se os buritis acenam mesmo para quem passa com suas folhas em leque, além disso ele coloriu as terras áridas do sertão e deixou lírica a linguagem bruta sertaneja, fazendo de sua obra um sertão cor de rosa. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Para confirmar as informações aqui esquematizadas ,só navegando nas entranhas de uma vereda e desvendando a peculiar linguagem Roseana. </li></ul>Lydiane Dias Couto 3ª Série A do Ensino Médio Literatura / Professor Adalcino

×