VMSIMULADOS.COM.BR

PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Acesse: WWW.VM...
VMSIMULADOS.COM.BR
PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL - DEFICIÊNCIA AUDITIVA
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

FORMAÇ...
VMSIMULADOS.COM.BR
10. Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Especial, cabe
aos sistemas de ensino ...
VMSIMULADOS.COM.BR
(E) pedagógica e social.

(...)
26. O propósito da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiên...
VMSIMULADOS.COM.BR
(C) passam a ser entendidas como uma consequência ligada a fatores
ambientais, não mais sendo depositad...
VMSIMULADOS.COM.BR
44. Em sua retrospectiva histórica, Bianchetti (in Bianchetti e Freire) informa que a
partir do momento...
VMSIMULADOS.COM.BR

(...)
62. Para Maria Tereza E. Mantoan (2006), a reviravolta dos sistemas escolares em
direção à const...
VMSIMULADOS.COM.BR
77. A produção escrita de um aluno surdo revela o início do processo de construção
da escrita. Como est...
VMSIMULADOS.COM.BR

(...)
90. As diferenças existentes entre grupos e no interior dos grupos culturais estão
presentes na ...
VMSIMULADOS.COM.BR
115. Observe as figuras I e II.

Assinale a alternativa que as traduz corretamente.
(A) I) Bom dia; II)...
VMSIMULADOS.COM.BR
Confira suas respostas no gabarito!
PROFESSOR DE EDUCAÇÃO ESPECIAL - DEFICIÊNCIA AUDITIVA

Secretaria d...
VMSIMULADOS.COM.BR

VMSIMULADOS.COM.BR
VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE!

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

R$:...
VMSIMULADOS.COM.BR

VMSIMULADOS.COM.BR

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

R$: 7,99

R$: 6,99

R$: 6,99

...
VMSIMULADOS.COM.BR

VMSIMULADOS.COM.BR
VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE!

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

50 QUESTÕES

R$:...
VMSIMULADOS.COM.BR

VMSIMULADOS.COM.BR
VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE!

50 QUESTÕES
R$: 7,99

100 QUESTÕES
R$: 12,99

50 QUESTÕ...
VMSIMULADOS.COM.BR

VMSIMULADOS.COM.BR
VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE!

100 QUESTÕES

100 QUESTÕES

100 QUESTÕES

120 QUESTÕES
...
VMSIMULADOS.COM.BR

VMSIMULADOS.COM.BR
VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE!

120 QUESTÕES

100 QUESTÕES

120 QUESTÕES

150 QUESTÕES
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PROFESSOR EDUCAÇÃO ESPECIAL - DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP 2013 - APOSTILA/SIMULADO PARA CONCURSO PÚBLICO 201 da-see-sp_parte_especifica_-_vmsimulados_divulgacao

808 visualizações

Publicada em

Simulado digital com 120 QUESTÕES de provas realizadas em diversos concursos públicos de todo país, sobre o cargo de PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA II – PEB II – SEE/SP - EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA. Testes atualizados e com gabarito, em formato pdf. Arquivo digital (e-book). O ENVIO É POR E-MAIL ATRAVÉS DE LINK PARA DOWNLOAD.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
808
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PROFESSOR EDUCAÇÃO ESPECIAL - DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP 2013 - APOSTILA/SIMULADO PARA CONCURSO PÚBLICO 201 da-see-sp_parte_especifica_-_vmsimulados_divulgacao

  1. 1. VMSIMULADOS.COM.BR PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 1
  2. 2. VMSIMULADOS.COM.BR PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL - DEFICIÊNCIA AUDITIVA Secretaria da Educação do Estado de São Paulo FORMAÇÃO ESPECÍFICA 01. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional − LDB nº. 9.394/96, no capítulo destinado à Educação Especial, determina que (A) o atendimento educacional será feito em classes, escolas ou serviços especializados, sempre que, em função das condições específicas dos alunos, não for possível a sua integração nas classes comuns de ensino. (B) as condições específicas dos alunos, oriundas de suas deficiências, não devem interferir na tomada de decisão para o encaminhamento dos mesmos à classe especial. (C) o atendimento especializado será feito em classes e escolas especiais para os alunos que apresentam deficiências. (D) o atendimento educacional será feito em classes, escolas ou serviços especializados aos alunos que apresentam graves deficiências, a partir de diagnóstico clínico. (E) as condições específicas dos alunos, oriundas ou não de uma deficiência, deverão ser consideradas na tomada de decisão quanto ao encaminhamento dos mesmos para escolas especiais. (...) 05. A Deliberação n.º 9/97 institui, no Sistema de Ensino do Estado de São Paulo, o regime de progressão continuada no ensino fundamental. A respeito desse tema, é correto afirmar: (A) Esse regime de progressão terá a duração média de 10 (dez) anos. (B) O regime deve ser organizado obrigatoriamente em 4 (quatro) ciclos. (C) A avaliação de competências poderá indicar a necessidade de educação especial. (D) O regime de progressão continuada deve garantir encaminhamento para escola especial. (E) O projeto educacional de estabelecimentos particulares será apreciado pela Secretaria Municipal. (...) PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 2
  3. 3. VMSIMULADOS.COM.BR 10. Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Especial, cabe aos sistemas de ensino estabelecer normas para o funcionamento de suas escolas, a fim de que essas tenham as suficientes condições para elaborar seu projeto pedagógico e possam contar com professores capacitados e especializados. Pela Resolução CNE/CEB n.º 02/01, são considerados professores capacitados para atuar em classes comuns com alunos que apresentam necessidades educacionais especiais aqueles que comprovem que, em sua formação, de nível médio ou superior, foram incluídos conteúdos sobre educação especial adequados ao desenvolvimento de competências e valores para: I. perceber as necessidades educacionais especiais dos alunos e valorizar a educação inclusiva; II. flexibilizar a ação pedagógica nas diferentes áreas de conhecimento de modo adequado às necessidades especiais de aprendizagem; III. avaliar continuamente a eficácia do processo educativo para o atendimento de necessidades educacionais especiais; IV. atuar em equipe, inclusive com professores especializados em educação especial. É correto o que se afirma em (A) I e III, apenas. (B) II e III, apenas. (C) II e IV, apenas. (D) II, III e IV, apenas. (E) I, II, III e IV. (...) 21. Leia a afirmação. A surdez é uma experiência visual que traz aos surdos a possibilidade de constituir sua subjetividade por meio de experiências cognitivo-linguísticas diversas, mediadas por formas alternativas de comunicação simbólica, que encontram na língua de sinais seu principal meio de concretização. (MEC/SEESP,2007) Esta visão sobre a surdez está relacionada à perspectiva (A) clínica terapêutica. (B) inclusiva e afetiva. (C) social e econômica. (D) cultural e terapêutica. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 3
  4. 4. VMSIMULADOS.COM.BR (E) pedagógica e social. (...) 26. O propósito da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (ONU, 2006) é o de promover, proteger e assegurar o desfrute pleno e equitativo de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais por parte de todas as pessoas com deficiência e promover o respeito pela sua inerente dignidade. Uma das definições apresentadas nessa Convenção é a de “desenho universal”, que significa (A) o projeto de produtos, ambientes, programas e serviços a serem usados, na maior medida possível, por todas as pessoas, sem que seja necessário um projeto especializado ou ajustamento. (B) a abrangência das línguas, a visualização de textos, o Braille, a comunicação tátil, os caracteres ampliados, os dispositivos de multimídia acessível e os meios aumentativos e alternativos de comunicação. (C) qualquer diferenciação, exclusão ou restrição baseada em deficiência, com o propósito ou efeito de impedir ou impossibilitar o exercício dos direitos humanos em igualdade de oportunidades. (D) o planejamento de ações para eliminar a discriminação decorrente das barreiras legais, atitudinais e pedagógicas que impedem o desenvolvimento integral das pessoas com deficiência. (E) a modificação necessária e adequada e os ajustes que não acarretem um ônus desproporcional ou indevido, quando necessários em cada caso, a fim de assegurar os direitos dos deficientes. (...) 31. A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde − CIF-2001 e a Declaração internacional da Guatemala têm como princípio a mudança de paradigmas. Esta mudança está fundamentada no bojo dos direitos humanos e está presente nos mais recentes documentos e Tratados ligados às pessoas com deficiência. Neste contexto, é correto afirmar que as deficiências (A) estão, no chamado modelo social, diretamente ligadas à forma como os cuidados de reabilitação são oferecidos a esta população especial e com muitos alunos que devem permanecer internados em clínicas especializadas. (B) vêm sendo associadas, por serem um fenômeno complexo, a doenças crônicas; portanto, o principal viés do atendimento educacional é terapêutico, reafirmando o modelo de normalização. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 4
  5. 5. VMSIMULADOS.COM.BR (C) passam a ser entendidas como uma consequência ligada a fatores ambientais, não mais sendo depositadas como uma responsabilidade do sujeito, ao contrário do que propõe o modelo médico. (D) são, no modelo médico, o resultado da não realização de campanhas preventivas, que incluem a escola, para vacinação em massa, donde a necessidade de formação e capacitação dos docentes em quadros crônicos. (E) precisam, no modelo vigente, que é o reabilitador, para o devido atendimento educacional especializado, da integração em escolas que se associam a espaços de atendimento clínico e neurológico. (...) 35. A Declaração de Salamanca (1994) enfatiza a necessidade de aprimoramento dos sistemas de ensino, no sentido de se tornarem aptos a incluir todas as crianças, sem que se faça qualquer distinção entre elas. Para tanto, propõe uma pedagogia centrada (A) na criança. (B) no conteúdo acadêmico. (C) no currículo. (D) no diagnóstico terapêutico. (E) nos recursos didáticos especializados. (...) 38. O AEE (Atendimento Educacional Especializado) para os alunos surdos dentro da proposta inclusiva deve ser desenvolvido em um ambiente bilíngue (língua de sinais e língua portuguesa) da seguinte forma: (A) ensinar a língua portuguesa aos alunos surdos usando mímicas e gestos caseiros. (B) ensinar a Libras para os alunos surdos, para que os mesmos sejam oralizados. (C) ensinar a Libras para os alunos ouvintes, para facilitar a comunicação com os intérpretes. (D) explicar o conteúdo curricular em Libras por um professor preferencialmente surdo. (E) explicar a gramática da Libras simultaneamente com a da língua portuguesa. (...) PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 5
  6. 6. VMSIMULADOS.COM.BR 44. Em sua retrospectiva histórica, Bianchetti (in Bianchetti e Freire) informa que a partir do momento em que se percebe que uma mesma educação para indivíduos ou classes diferentes já não levava aos resultados esperados, os filósofos e pedagogos passam a voltar sua atenção para o estudo das especificidades. Associe os autores relacionados (1; 2; 3; 4) com seus estudos (a; b; c; d). 1. F. Fénelon (1651 – 1715) 2. J. H. Pestallozzi (1746 – 1827) 3. A. F. Froebel (1782 – 1852) 4. C. Freinet (1896 – 1966) a. Criador dos jardins de infância. b. Preocupou-se com crianças do meio rural e com o sindicalismo. c. Dedicou-se à educação de crianças pobres, abandonadas e excluídas do sistema formal de ensino. d. Preocupou-se com a educação das moças. A associação correta está em (A) 1-d; 2-c; 3-a; 4-b. (B) 1-a; 2-b; 3-c; 4-d. (C) 1-b; 2-c; 3-d; 4-a. (D) 1-c; 2-d; 3-a; 4-b. (E) 1-d; 2-a; 3-b; 4-c. (...) 54. Segundo Goes (1999), a corrente de comunicação total propõe o uso de múltiplos meios de comunicação, por meio de recursos linguísticos e não linguísticos, combinando sinais, oralização, leitura orofacial, gestos, linguagem escrita, datilologia, pantomima, desenhos etc. Frequentemente, esses meios são utilizados na implementação em salas de aula centradas em práticas (A) bimodais, composta por elementos da língua falada e de sinais. (B) bilaterias, composta por elementos da língua oral e gestual. (C) bimodais, composta por elementos da língua de sinais e gestos caseiros. (D) biculturais, composta por elementos sociais e culturais. (E) bimodais, composta por elementos escritos e orais. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 6
  7. 7. VMSIMULADOS.COM.BR (...) 62. Para Maria Tereza E. Mantoan (2006), a reviravolta dos sistemas escolares em direção à construção da educação inclusiva requer, entre outros, a (A) divisão dos alunos em normais e deficientes, com modalidades de ensino regular e especial, e professores especialistas para atender necessidades educativas especiais do alunado. (B) extinção das categorizações e, consequentemente, das oposições excludentes que colocam o aluno na condição de normal ou de deficiente. (C) categorização dos alunos a partir dos resultados da avaliação dos processos de aprendizagem, com adaptações curriculares que contemplem as dificuldades da aprendizagem detectadas. (D) organização das classes por capacidade de aprendizagem dos alunos e avaliação diagnóstica daqueles que apresentarem mais dificuldades. (E) organização das classes por potencialidades de aprendizagem e desenvolvimento dos alunos, de forma a estimular a competitividade entre eles. (...) 66. Mazzotta (1996), ao analisar o preceito da Constituição de 1988 que assegura o atendimento educacional especializado aos alunos com deficiência, alerta para (A) o necessário estabelecimento da relação entre alunos com deficiência e atendimento educacional especializado, pois esta relação é fato constatado na história da Educação Especial. (B) o risco do estabelecimento da relação entre aluno com deficiência e Educação Especial, pois esta relação é enganosa, uma vez que o aluno com deficiência pode não apresentar necessidades educacionais especiais. (C) a necessária vinculação do aluno com deficiência à Educação Especial, pois é fato que esse aluno depende de serviços de apoio especializado para avançar em seus processos de aprendizagem. (D) a importância de se manter a dicotomia entre educação regular e Educação Especial, pois este é o caminho para a implementação de ações educacionais inclusivas. (E) a importância de se manter a vinculação do aluno com deficiência à Educação Especial, em função de suas permanentes necessidades educacionais especiais. (...) PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 7
  8. 8. VMSIMULADOS.COM.BR 77. A produção escrita de um aluno surdo revela o início do processo de construção da escrita. Como estratégias para construir seu texto, ele combina palavras conhecidas com números, bolinhas e linhas onduladas. Observe a produção abaixo, de um aluno de 2ª. série. Pereira (2009), em sua pesquisa, considera que esse aluno (A) está construindo hipóteses sobre a escrita. (B) apresenta um vocabulário pobre e restrito. (C) está no período silábico alfabético. (D) apresenta sequência textual (começo, meio e fim). (E) não tem interesse pela leitura e escrita. (...) 82. Rosita Edler de Carvalho, ao se posicionar sobre o envolvimento do processo de Inclusão, na perspectiva das políticas públicas para a educação inclusiva, vislumbrando o quadro atual de “exclusões” considera que se pressupõe o desmonte da educação especial. A autora afirma que a proposta inclusiva tem gerado alguns equívocos, dos quais um muito comum é (A) afirmar que o paradigma da inclusão não supera o da integração escolar. (B) não exigir diagnóstico clínico para promover a inclusão de pessoas com deficiência no ensino regular. (C) privilegiar, na inclusão, o relacionamento interpessoal (socialização) com reforço apenas dos aspectos cognitivos. (D) acreditar que a proposta é dirigida apenas a alunos com deficiência ou com condutas típicas das síndromes neurológicas, psiquiátricas ou com quadros psicológicos graves. (E) supor que a inclusão e a integração não são assuntos específicos da educação especial, uma vez que na sociedade capitalista são muitos os excluídos, como por exemplo: os negros, os “diferentes”, os índios, os pobres. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 8
  9. 9. VMSIMULADOS.COM.BR (...) 90. As diferenças existentes entre grupos e no interior dos grupos culturais estão presentes na escola moderna. Na escola para surdos, normalmente ocorre a desconsideração deste sujeito. Skliar (1998) afirma que a escola está pautada (A) nos estudos surdos. (B) na visão clínica patológica. (C) na pedagogia surda. (D) no bilinguismo. (E) na visão socioantropológica. (...) 100. Para Vygotsky e Bakthin (In: Goldfeld, 1997), o termo FALA refere-se à produção de linguagem pelo falante nos momentos de diálogo. Nos estudos sobre a surdez a FALA pode ser utilizada, por meio (A) do canal audiofonatório apenas. (B) de movimentos corporais. (C) do canal audiofonatório e do espaço visomanual. (D) do sistema fonador para expressar palavras e frases de uma língua. (E) do espaço visomanual. (...) 110. A perda auditiva é avaliada por sua intensidade em cada um dos ouvidos em função de diversas frequências que se referem à velocidade de vibração de ondas sonoras, de graves a agudas, medidas em Hertz (Hz). O grau da perda auditiva é classificado de acordo com a intensidade sonora (medida em decibéis – dB) nas principais faixas das frequências auditivas humanas. Assinale a alternativa que representa, em dB, uma perda auditiva séria (também denominada severa). (A) 10 a 20 dB. (B) 20 a 40 dB. (C) 40 a 70 dB. (D) 70 a 90 dB. (E) Superior a 90 dB. (...) PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 9
  10. 10. VMSIMULADOS.COM.BR 115. Observe as figuras I e II. Assinale a alternativa que as traduz corretamente. (A) I) Bom dia; II) Paciência. (B) I) Boa viagem; II) Sente-se. (C) I) Boa tarde; II) Paciência. (D) I) Bom dia; II) Sente-se. (E) I) Boa viagem; II) Paciência. (...) 120. Uma aluna da 4ª. série não teve um bom desempenho na avaliação de matemática. O professor alegou que o intérprete não explicou bem o conteúdo apresentado. A principal função do intérprete em sala de aula é (A) explicar o conteúdo apresentado pelo professor. (B) mediar a comunicação e não facilitar a aprendizagem. (C) interpretar as aulas e aplicar exercícios de reforço. (D) elaborar uma avaliação paralela. (E) auxiliar a aluna no momento da avaliação. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 10
  11. 11. VMSIMULADOS.COM.BR Confira suas respostas no gabarito! PROFESSOR DE EDUCAÇÃO ESPECIAL - DEFICIÊNCIA AUDITIVA Secretaria da Educação do Estado de São Paulo PROFESSOR DE EDUCAÇÃO ESPECIAL - DEFICIÊNCIA AUDITIVA 01 A 25 B 49 A 73 E 97 E 02 E 26 A 50 E 74 D 98 B 03 A 27 C 51 C 75 D 99 B 04 D 28 C 52 A 76 A 100 C 05 C 29 E 53 D 77 A 101 D 06 C 30 D 54 A 78 A 102 A 07 B 31 C 55 E 79 B 103 D 08 B 32 B 56 C 80 C 104 C 09 D 33 A 57 B 81 A Compre a versão completa! 105 E 10 E 34 C 58 C 82 D 106 C São 120 questões em formato pdf. 11 A 35 A 59 C 83 E 107 A Simulados digitais a partir de R$: 6,99 12 C 36 E 60 D 84 E 108 E Acesse o site: www. .com.br 13 B 37 B 61 D 85 E 109 B 14 B 38 D 62 B 86 A 110 D 15 E 39 E 63 D 87 D 111 C 16 C 40 C 64 A 88 C 112 A 17 E 41 B 65 E 89 C 113 D 18 D 42 D 66 B 90 B 114 E 19 D 43 A 67 C 91 C 115 D 20 D 44 A 68 E 92 E 116 A 21 E 45 E 69 A 93 A 117 B 22 A 46 E 70 C 94 E 118 C 23 B 47 D 71 C 95 A 119 E 24 D 48 B 72 C 96 C 120 B ACESSE: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 11
  12. 12. VMSIMULADOS.COM.BR VMSIMULADOS.COM.BR VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE! 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 6,99 R$: 7,99 R$: 6,99 R$: 6,99 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 7,99 R$: 7,99 R$: 6,99 R$: 6,99 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 10 QUESTÕES R$: 7,99 R$: 6,99 R$: 6,99 R$: 6,00 Compre no site: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR ATENÇÃO: IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS. OS SIMULADOS SÃO DIGITAIS. NÃO COMERCIALIZAMOS MATERIAL IMPRESSO. PORÉM OS MESMOS PODEM SER IMPRESSOS PELO CLIENTE. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 12
  13. 13. VMSIMULADOS.COM.BR VMSIMULADOS.COM.BR 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 7,99 R$: 6,99 R$: 6,99 R$: 7,99 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 150 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 7,99 R$: 7,99 R$: 14,99 R$: 7,99 50 QUESTÕES 100 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 7,99 R$: 12,99 R$: 7,99 R$: 7,99 Compre no site: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR ATENÇÃO: IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS. OS SIMULADOS SÃO DIGITAIS. NÃO COMERCIALIZAMOS MATERIAL IMPRESSO. PORÉM OS MESMOS PODEM SER IMPRESSOS PELO CLIENTE. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 13
  14. 14. VMSIMULADOS.COM.BR VMSIMULADOS.COM.BR VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE! 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 7,99 R$: 7,99 R$: 6,99 R$: 6,99 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 6,99 R$: 6,99 R$: 6,99 R$: 6,99 100 QUESTÕES 100 QUESTÕES 100 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 10,99 R$: 10,99 R$: 11,99 R$: 6,99 Compre no site: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR ATENÇÃO: IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS. OS SIMULADOS SÃO DIGITAIS. NÃO COMERCIALIZAMOS MATERIAL IMPRESSO. PORÉM OS MESMOS PODEM SER IMPRESSOS PELO CLIENTE. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 14
  15. 15. VMSIMULADOS.COM.BR VMSIMULADOS.COM.BR VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE! 50 QUESTÕES R$: 7,99 100 QUESTÕES R$: 12,99 50 QUESTÕES R$: 6,99 60 QUESTÕES R$: 7,99 100 QUESTÕES R$: 12,99 50 QUESTÕES R$: 6,99 50 QUESTÕES R$: 6,99 50 QUESTÕES R$: 6,99 50 QUESTÕES R$: 6,99 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES R$: 6,99 R$: 7,99 R$: 6,99 Compre no site: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR ATENÇÃO: IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS. OS SIMULADOS SÃO DIGITAIS, EM FORMATO PDF. NÃO COMERCIALIZAMOS MATERIAL IMPRESSO. PORÉM OS MESMOS PODEM SER IMPRESSOS PELO CLIENTE. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 15
  16. 16. VMSIMULADOS.COM.BR VMSIMULADOS.COM.BR VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE! 100 QUESTÕES 100 QUESTÕES 100 QUESTÕES 120 QUESTÕES R$: 10,99 R$: 10,99 R$: 10,99 R$: 12,99 120 QUESTÕES 120 QUESTÕES 100 QUESTÕES 100 QUESTÕES R$: 12,99 R$: 12,99 R$: 10,99 R$: 10,99 100 QUESTÕES 120 QUESTÕES 300 QUESTÕES 100 QUESTÕES R$: 10,99 R$: 12,99 R$: 14,99 R$: 10,99 Compre no site: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR ATENÇÃO: IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS. OS SIMULADOS SÃO DIGITAIS, EM FORMATO PDF. NÃO COMERCIALIZAMOS MATERIAL IMPRESSO. PORÉM OS MESMOS PODEM SER IMPRESSOS PELO CLIENTE. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 16
  17. 17. VMSIMULADOS.COM.BR VMSIMULADOS.COM.BR VEJA OS VÍDEOS NO YOUTUBE! 120 QUESTÕES 100 QUESTÕES 120 QUESTÕES 150 QUESTÕES R$: 14,99 R$: 12,99 R$: 12,99 R$: 14,99 EM BREVE Compre no site: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR ATENÇÃO: IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS. OS SIMULADOS SÃO DIGITAIS, EM FORMATO PDF. NÃO COMERCIALIZAMOS MATERIAL IMPRESSO. PORÉM OS MESMOS PODEM SER IMPRESSOS PELO CLIENTE. PEB II – EDUCAÇÃO ESPECIAL – DEFICIÊNCIA AUDITIVA - SEE/SP – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acesse: WWW.VMSIMULADOS.COM.BR 17

×