SlideShare uma empresa Scribd logo

Expressando a posicionalidade do cria-corpo

UTFPR
UTFPR

Posicionalidade é a reflexão crítica sobre a posição sócio-histórica do corpo que cria, incluindo ancestralidade, gênero, raça, classe, etnia, condição física e amanualidade. A reflexão sobre a posicionalidade evidencia os privilégios de quem pode ser criativo, herdados ou recebidos não por mérito, mas por pertencer a determinados grupos sociais. Nesta oficina, é proposta uma cria-atividade de reflexão sobre os privilégios e falta de privilégios do cria-corpo manifestos na produção de lixo reciclável. Os participantes tiram um auto-retrato com o lixo acumulado durante uma semana de modo a refletir criticamente sobre seu cria-corpo.

1 de 20
Baixar para ler offline
Expressando a
posicionalidade do
cria-corpo
Frederick van Amstel @usabilidoido
Laboratório de Design contra Opressões (LADO), UTFPR
www.usabilidoido.com.br
Cria-corpo é um corpo que se
recria ao criar algo.
Posicionalidade é a reflexão
crítica sobre a posição sócio-
histórica do cria-corpo, incluindo
ancestralidade, gênero, raça,
classe, etnia, condição física e
amanualidade.
A Roda da Posicionalidade de Lesley-Ann Noel (2018).
Privilégio é uma vantagem
material que o cria-corpo herda
ou recebe por pertencer a
determinados grupos sociais,
independente do seu próprio
mérito ou ação.
Caminhada Digital de Privilégios de Design (2022), Rede Design
& Opressão.

Recomendados

Pensando (dentro do) fora da caixa
Pensando (dentro do) fora da caixaPensando (dentro do) fora da caixa
Pensando (dentro do) fora da caixaUTFPR
 
O segredo da criatividade no design
O segredo da criatividade no designO segredo da criatividade no design
O segredo da criatividade no designUTFPR
 
Acessibilidade 
e Corpo Consciente
Acessibilidade 
e Corpo ConscienteAcessibilidade 
e Corpo Consciente
Acessibilidade 
e Corpo ConscienteUTFPR
 
Design de Experiências Criativas
Design de Experiências CriativasDesign de Experiências Criativas
Design de Experiências CriativasUTFPR
 
Ec instituto crescer-saopaulo20101018
Ec instituto crescer-saopaulo20101018Ec instituto crescer-saopaulo20101018
Ec instituto crescer-saopaulo20101018Eduardo Chaves
 
Fundamentos Existenciais da Pesquisa em Design
Fundamentos Existenciais da Pesquisa em DesignFundamentos Existenciais da Pesquisa em Design
Fundamentos Existenciais da Pesquisa em DesignUTFPR
 
A Difcil Arte De Conviver 20810
A Difcil Arte De Conviver 20810A Difcil Arte De Conviver 20810
A Difcil Arte De Conviver 20810guest2bd44c
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Expressando a posicionalidade do cria-corpo

Workshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico AdelanoWorkshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico AdelanoChico Adelano
 
Metacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividadeMetacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividadeUTFPR
 
Educacao inclusiva 31 3
Educacao inclusiva 31 3Educacao inclusiva 31 3
Educacao inclusiva 31 3Gabriel Nabuco
 
As Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade Brasileira
As Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade BrasileiraAs Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade Brasileira
As Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade BrasileiraRicardo Rocha
 
Abordagens socioeducativas da deficiência
Abordagens socioeducativas da deficiênciaAbordagens socioeducativas da deficiência
Abordagens socioeducativas da deficiênciapatriciapauladavila
 

Semelhante a Expressando a posicionalidade do cria-corpo (7)

Workshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico AdelanoWorkshop de Design Thinking - Chico Adelano
Workshop de Design Thinking - Chico Adelano
 
Modulo 7
Modulo 7Modulo 7
Modulo 7
 
Metacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividadeMetacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividade
 
Educacao inclusiva 31 3
Educacao inclusiva 31 3Educacao inclusiva 31 3
Educacao inclusiva 31 3
 
App dt. kids
App dt. kidsApp dt. kids
App dt. kids
 
As Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade Brasileira
As Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade BrasileiraAs Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade Brasileira
As Estratégias de Alienação do Negro na Sociedade Brasileira
 
Abordagens socioeducativas da deficiência
Abordagens socioeducativas da deficiênciaAbordagens socioeducativas da deficiência
Abordagens socioeducativas da deficiência
 

Mais de UTFPR

Cascading oppression in design
Cascading oppression in designCascading oppression in design
Cascading oppression in designUTFPR
 
Inteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de designInteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de designUTFPR
 
Expanding the design object
Expanding the design objectExpanding the design object
Expanding the design objectUTFPR
 
Contradiction-driven design
Contradiction-driven designContradiction-driven design
Contradiction-driven designUTFPR
 
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiênciasGestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiênciasUTFPR
 
Jogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência ArtificialJogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência ArtificialUTFPR
 
El hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libreEl hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libreUTFPR
 
Pensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivoPensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivoUTFPR
 
Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?UTFPR
 
Making work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service designMaking work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service designUTFPR
 
Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?UTFPR
 
Design contra opressão
Design contra opressãoDesign contra opressão
Design contra opressãoUTFPR
 
O papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiênciasO papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiênciasUTFPR
 
Diseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacerDiseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacerUTFPR
 
Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)UTFPR
 
Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)
Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)
Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)UTFPR
 
Ética Latino-Americana no Design de Serviços
Ética Latino-Americana no Design de ServiçosÉtica Latino-Americana no Design de Serviços
Ética Latino-Americana no Design de ServiçosUTFPR
 
Ethics and aesthetics of the experience designed for the Other
Ethics and aesthetics of the experience designed for the OtherEthics and aesthetics of the experience designed for the Other
Ethics and aesthetics of the experience designed for the OtherUTFPR
 
Introdução ao UXFrameworks na pesquisa de experiências
Introdução ao UXFrameworks na pesquisa de experiênciasIntrodução ao UXFrameworks na pesquisa de experiências
Introdução ao UXFrameworks na pesquisa de experiênciasUTFPR
 
Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)
Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)
Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)UTFPR
 

Mais de UTFPR (20)

Cascading oppression in design
Cascading oppression in designCascading oppression in design
Cascading oppression in design
 
Inteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de designInteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de design
 
Expanding the design object
Expanding the design objectExpanding the design object
Expanding the design object
 
Contradiction-driven design
Contradiction-driven designContradiction-driven design
Contradiction-driven design
 
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiênciasGestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiências
 
Jogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência ArtificialJogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência Artificial
 
El hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libreEl hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libre
 
Pensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivoPensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivo
 
Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?
 
Making work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service designMaking work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service design
 
Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?
 
Design contra opressão
Design contra opressãoDesign contra opressão
Design contra opressão
 
O papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiênciasO papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiências
 
Diseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacerDiseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacer
 
Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)
 
Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)
Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)
Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)
 
Ética Latino-Americana no Design de Serviços
Ética Latino-Americana no Design de ServiçosÉtica Latino-Americana no Design de Serviços
Ética Latino-Americana no Design de Serviços
 
Ethics and aesthetics of the experience designed for the Other
Ethics and aesthetics of the experience designed for the OtherEthics and aesthetics of the experience designed for the Other
Ethics and aesthetics of the experience designed for the Other
 
Introdução ao UXFrameworks na pesquisa de experiências
Introdução ao UXFrameworks na pesquisa de experiênciasIntrodução ao UXFrameworks na pesquisa de experiências
Introdução ao UXFrameworks na pesquisa de experiências
 
Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)
Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)
Introdução à pesquisa de experiências (UX Research)
 

Último

ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024taynaradl79
 
De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...
De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...
De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...AcademiaDlassessoria
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...Unicesumar
 
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...assessoria dl 10
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...AcademicaDlaUnicesum
 
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...assessoria dl 10
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...AaAssessoriadll
 
Não percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdfNão percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdfsmaria01964
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...AcademiaDL
 
MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024
MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024
MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024dl assessoria 13
 
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024AcademiaDlassessoria
 
b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...
b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...
b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...Unicesumar
 
- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...
- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...
- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024dlkauana81
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024AaAssessoriadll
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...AcademicaDlaUnicesum
 
Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...
Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...
Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024leonardodl361
 
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...assessoria dl 10
 

Último (20)

ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PRÁTICA PEDAGÓGICA: SABERES DIGITAIS - 51/2024
 
De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...
De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...
De acordo com as situações apresentadas abaixo, leia com atenção responda o q...
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
 
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
 
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
 
Não percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdfNão percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdf
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
 
MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024
MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024
MAPA - LOG - GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS- 51/2024
 
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
 
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
 
b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...
b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...
b. Descreva os quatro tipos de força muscular apresentados na disciplina (for...
 
- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...
- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...
- Compreender o que são artes marciais. - Experienciar técnicas básicas de lu...
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
 
Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...
Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...
Considerando esse trecho, analise a imagem abaixo e responda de formas simple...
 
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
 
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
 

Expressando a posicionalidade do cria-corpo

  • 1. Expressando a posicionalidade do cria-corpo Frederick van Amstel @usabilidoido Laboratório de Design contra Opressões (LADO), UTFPR www.usabilidoido.com.br
  • 2. Cria-corpo é um corpo que se recria ao criar algo.
  • 3. Posicionalidade é a reflexão crítica sobre a posição sócio- histórica do cria-corpo, incluindo ancestralidade, gênero, raça, classe, etnia, condição física e amanualidade.
  • 4. A Roda da Posicionalidade de Lesley-Ann Noel (2018).
  • 5. Privilégio é uma vantagem material que o cria-corpo herda ou recebe por pertencer a determinados grupos sociais, independente do seu próprio mérito ou ação.
  • 6. Caminhada Digital de Privilégios de Design (2022), Rede Design & Opressão.
  • 7. Privilégios estabelecem padrões de acesso ao consumo e, indiretamente, delineiam o cria-corpo.
  • 8. Cria-corpos privilegiados parecem ser mais criativos do que cria- corpos desprivilegiados.
  • 9. Porém, a cria-atividade dos cria-corpos privilegiados depende da cria-atividade dos cria-corpos desprivilegiados (Aruá, PA).
  • 10. Você é o que você consome, mas você também é o que você cria a partir do que consome.
  • 11. Você pode ser a crítica dos seus privilégios ou da falta deles.
  • 12. Composição fotográfica de catadores de lixo de Vik Muniz, apresentada no documentário Lixo Extraordinário (2012).
  • 13. Ser Humano no Lixo, cria-atividade da Estética do Oprimido (Boal, 2009).
  • 14. 7 Days of Garbage, Gregg Segal (2014).
  • 15. Eu sou meu lixo. Estudantes de Design UTFPR (2019)
  • 16. Eu sou meu lixo. Fred van Amstel, 2023 • Quais itens você reconhece? • Que privilégios a pessoa que consome esses itens tem ou não tem? • O que essa pessoa quer dizer sobre seus privilégios?
  • 17. Cria-atividade "Eu sou meu lixo.” Expresse seus privilégios e a falta deles, apresentando seu lixo em um auto-retrato.
  • 18. Instruções 1. Abra seu saco do lixo e separe-o 2. Arranje, corte e cole o lixo 3. Tire uma foto do seu cria-corpo com o smartphone 4. Peça a ajuda de seus colegas 5. Faça o envio da sua foto no Moodle para discutir com os colegas
  • 19. Questões para debate 1. O que você acha do lixo como material de projeto? 2. Como o lixo fala sobre privilégios? 3. O que é semelhante e o que é diferente nestes retratos? 4. Qual é o papel do design em manter e desafiar as estruturas de privilégios na sociedade?
  • 20. Obrigado! Frederick van Amstel @usabilidoido Laboratório de Design contra Opressões (LADO), UTFPR www.usabilidoido.com.br