Prostatectomia Robô-Assistida: Resultados atuais

1.355 visualizações

Publicada em

Dr. Rafael Ferreira Coelho

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.355
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
155
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Set A1 – Content Slide
  • Set A1 – Content Slide
  • Set A1 – Content Slide
  • Set A1 – Content Slide
  • Set A1 – Content Slide
  • Set A1 – Content Slide
  • Prostatectomia Robô-Assistida: Resultados atuais

    1. 1. Prostatectomia Robô-Assistida: Resultados atuais Rafael Ferreira Coelho Global Robotics Institute - Florida Hospital Celebration Health Assistant Professor University of Central Florida School of Medicine
    2. 2. RP- H.H. Young (1905) LRP - Schuessler and colleagues (1997) RALP -Binder & Kramer (2000) Prostatectomia Radical - Evolução Coelho RF et al, J endourol 2010
    3. 3. <ul><li>Resultados Perioperatorios </li></ul><ul><ul><li>Tempo operatório </li></ul></ul><ul><ul><li>Sangramento estimado e taxa de transfusão sanguínea </li></ul></ul><ul><ul><li>Tempo de internação hospitalar </li></ul></ul><ul><ul><li>Tempo de sonda vesical </li></ul></ul><ul><ul><li>Taxa de Complicações </li></ul></ul><ul><li>Resultados Oncológicos </li></ul><ul><li>Continência </li></ul><ul><li>Potencia </li></ul>Resultados
    4. 4. Patel VR et al, J Endourol 2009 Tempo Operatório - RALP
    5. 5. Ficarra et al, Eur Urol, 2009
    6. 6. <ul><li>Tempo Operatório – RALP vs. RRP </li></ul>Krambeck et al, BJU, 2009
    7. 7. <ul><li>Tempo Operatório – RALP vs. LRP </li></ul>Ficarra et al, Eur Urol, 2009
    8. 8. Tempo Operatório Coelho RF et al, BJU 2009
    9. 9. Tempo Operatório - RRP Coelho RF et al, J Endourol, 2010
    10. 10. Tempo Operatório - LRP Coelho RF et al, J Endourol, 2010
    11. 11. Taxa de transfusão sanguínea Parsons & Bennet, Urology, 2008
    12. 12. Perda Sanguínea Estimada Parsons & Bennet, Urology, 2008
    13. 13. Taxa de transfusão sanguínea – RALP vs. RRP Ficarra et al, Eur Urol, 2009
    14. 14. Taxa de transfusão sanguínea – RALP vs. LRP Rozet et al, J Urol, 2007 3.0 9.8
    15. 15. Tempo de Internação Hospitalar Rocco et al, BJU, 2009
    16. 16. Tempo de Internação Hospitalar - RALP Coelho RF et al, BJU, 2009
    17. 17. Tempo de Internação Hospitalar - RRP Coelho RF et al, J Endourol, 2010
    18. 18. Tempo Internação Hospitalar - LRP Patel VR,Coelho RF et al, 2009
    19. 19. Tempo de Internação Hospitalar Nelson et al, J Urol, 2007
    20. 20. Tempo de Sonda Vesical Tewari et al, BJU, 2003
    21. 21. Tempo de Sonda Vesical Rocco et al, BJU, 2009
    22. 22. Tempo de Sonda Vesical Patel et al, 2009 <ul><li>Mean ± SD (Range) – 5,58 ± 1,43 (4-30) </li></ul>
    23. 23. Taxa de Complicações Coelho RF et al, BJU, 2009
    24. 25. Results
    25. 26. Results Bowel herniation on post operative day 4 from trocar site Cystoscopy - Clip eroding into anastomosis Pelvic Hematoma - Blood Tx was needed Anastomotic leak detected on postop cystogram
    26. 27. Results
    27. 28. Complication Rates vs. Surgeon’s experience
    28. 29. Anastomotic Leakage vs. Surgeon’s Experience
    29. 30. Ficarra et al, Eur Urol, 2009 Taxa de Complicações – RALP vs. RRP
    30. 31. Complicações Tewari et al, BJU, 2003
    31. 32. Hu et al,J Urol, 2006 Taxa de Complicações – RALP vs. LRP
    32. 33. Rozet et al,J Urol, 2007 Taxa de Complicações – RALP vs. LRP
    33. 34. Taxa de Complicações Coelho RF et al, BJU 2009
    34. 35. Taxa de Complicações - RRP Coelho RF et al, J Endourol, 2010
    35. 36. Taxa de Complicações - LRP Coelho RF et al, 2009
    36. 37. Resultados Oncológicos - PSM Curva de Aprendizado - RALP Atug et al, European Urology, 2006
    37. 38. Resultados Oncológicos - PSM RALP vs. RRP Smith et al, J Urol, 2007
    38. 39. Resultados Oncológicos - PSM RALP vs. RRP Tewari et al, BJU, 2003
    39. 40. Resultados Oncológicos - PSM RALP vs. RRP Ficarra et al, Eur Urol, 2009
    40. 41. Resultados Oncológicos - PSM (pT2) RALP vs. RRP Ficarra et al, Eur Urol, 2009
    41. 42. Resultados Oncológicos - PSM RALP Coelho et al, BJU, 2009
    42. 43. Resultados Oncológicos - PSM RRP Coelho et al, J endourol 2010
    43. 44. Resultados Oncológicos - PSM LRP Coelho et al, J Endourol, 2010
    44. 45. Resultados Oncológicos - PSM RALP vs. RRP Krambeck et al, BJU, 2009
    45. 46. Resultados Oncológicos - PSM RALP vs. RRP Schroeck et al, BJU, 2008
    46. 47. Resultados Oncológicos - PSM RALP/LRP vs. RRP Parsons & Bennet, Urology, 2008
    47. 48. Continência Patel VR, Coelho et al, Eur Urol, 2009
    48. 49. Continência Tewari et al, BJU, 2008
    49. 50. Continência Menon et al, J Urol, 2008
    50. 51. Coelho RF, Eur Urol et al, 2010
    51. 52. Continência- RALP vs. RRP Ficarra et al, Eur Urol, 2009 <ul><li>Analise cumulativa não realizada </li></ul>
    52. 53. Continência Rocco et al, BJU, 2009
    53. 54. Continência Parsons & Bennet, Urology, 2008 <ul><li>Four studies (n 492 patients) evaluated urinary continence </li></ul><ul><li>at 1 year of follow-up. (RALP/LRP vs. RRP) </li></ul><ul><li>Definitions of urinary incontinence in these studies included use of 1 or more pads (as assessed by investigator-designed questionnaire), and any urinary leakage and pad use </li></ul><ul><li>There was no significant difference in urinary continence between groups (RR 1.07, 95% CI 0.75 to 1.5, P 0.70; RD 0.03, 95% CI 0.06 to 0.12, P 0.49). </li></ul>
    54. 55. Continência- RALP Coelho et al, BJU, 2009
    55. 56. Continência- LRP Coelho RF et al, J Endourol, 2009
    56. 57. Continência- RRP Coelho RF et al, J Endourol, 2009
    57. 58. Pot ê ncia-RARP Finley DS et al, BJU, 2009
    58. 59. Pot ê ncia Ficarra et al, Eur Urol, 2009
    59. 60. Potência RALP vs. RRP Tewari et al, BJU, 2003
    60. 61. Potência Rocco et al, BJU, 2009
    61. 62. Pot ê ncia Parsons & Bennet, Urology, 2008 <ul><li>Two studies (n=359 patients) evaluated erectile function at 1 year of follow-up. </li></ul><ul><li>There was a non-significant trend toward increased potency for the laparoscopic/robotic-assisted group (RR 1.28, 95% CI 0.96 to 1.5, P 0.09; RD 0.11, 95% CI 0.003 to 0.22, P 0.06). </li></ul>
    62. 63. Pot ê ncia-RARP Coelho RF, Patel VR, BJU, 2009
    63. 64. Pot ê ncia - RRP Coelho RF, J Endourol, 2010
    64. 65. Potencia - LRP Coelho RF, J Endourol, 2010
    65. 66. Hu JC et al, JAMA, 2009 <ul><li>8837 pacientes (2003 a 2007) . Medicare </li></ul><ul><li>Resultados funcionais avaliados com mais de 18 meses de cirurgia ( cirurgia em 2006 e 2007 foram excluídos ) </li></ul><ul><li>2 grupos de acordo com código do procedimento: 1938 PR minimamente invasiva e 6899 RRP </li></ul><ul><li>Resultados avaliados baseados na presença de códigos diagnósticos </li></ul>
    66. 67. Hu JC et al, JAMA, 2009
    67. 69. Hu JC et al, JAMA, 2009 Limitações <ul><li>Diagnostico baseado no código Medicare - Condição mais freqüente ou mais relatada </li></ul><ul><li>Maior nível sócio econômico – Reportam mais resultados? </li></ul><ul><li>Maiores expectativas- Reportam mais? </li></ul><ul><li>Dados coletados para cobrança </li></ul><ul><li>DE e Incontinência- não procurou auxilio medico-não relatado </li></ul><ul><li>Não avaliado nerve-sparing </li></ul><ul><li>MIRP- Robótica VS Laparoscópica? </li></ul><ul><li>Somente homens com mais de 65 anos </li></ul>
    68. 70. “ Our study is akin to comparing mean scores of professionally instructed golfers and/or those with >20 years of experience using vintage clubs (RRP) versus mostly self-taught beginners using high-tech clubs (MIRP).” Jim C. Hu
    69. 72. Conclusões <ul><li>Diversas series estão hoje suficientemente maturas para demonstrar segurança, eficiência e reprodutibilidade da RALP </li></ul><ul><li>RALP esta associada com menor tempo de internação, menores taxas de transfusão e sangramento intra-operatorio em estudos comparativos </li></ul><ul><li>Excelentes resultados funcionais e oncológicos foram demonstrados em grandes series, pelo menos semelhantes aos da RRP. </li></ul><ul><li>Resultados preliminares mostram vantagem da RALP em termos de PSM,continência e potência precoce </li></ul><ul><li>Entretanto, a ausência de estudos prospectivos randomizados impede conclusões definitivas </li></ul>

    ×