Perspectivas da Endourologia 2001 Mirandolino B. Mariano
Acesso Percutâneo Finalidade: <ul><li>Diagnosticar </li></ul><ul><li>Drenar </li></ul><ul><li>Retirar </li></ul><ul><li>Co...
Percutanea <ul><li>A única contra-indicação absoluta é coagulopatia irreversivel </li></ul>
Litotritores <ul><li>Ultrassonico </li></ul><ul><li>Pneumático </li></ul><ul><li>Eletrohidráulico </li></ul><ul><li>Laser ...
Litotritor intracorpóreo comparação <ul><li>Mecânico </li></ul><ul><li>Ultrassonico- rigido, 2,5 a 11,5F  $12.000 </li></u...
Conduta no cálculo de ureter médio <ul><li>24% dos cálculos de ureter são cirúrgicos </li></ul><ul><li>O paciente particip...
Indicações de tratamento de cálculo de ureter médio <ul><li>Tamanho </li></ul><ul><li>composição </li></ul><ul><li>localiz...
Tratamento do cálculo de ureter médio <ul><li>Eliminação expontânea  </li></ul><ul><li>LEOC primeira opção </li></ul><ul><...
ureteroscopia <ul><li>1.Pielografia retrógrada </li></ul><ul><li>2.Fio Guia 0,035 a 0,038 reto </li></ul><ul><li>3.Se difí...
Cálculo de ureter médio <ul><li>Litotripsia </li></ul>
Cálculo de ureter médio <ul><li>passagem sonda sob visão </li></ul>
ureterolitotomia <ul><li>Laparoscópica </li></ul>
Pielografia de controle
Fio guia na ureteroscopia
Ureteroscópio <ul><li>G.J.Fuchs-Ureteroscópio 7,5Fr flexivel não necessita stent no pós-op.- Não resiste a mais de 30 proc...
Ureteroscopia cálculos <ul><li>Extrair intacto 5mm ou < </li></ul><ul><li>ureter distal dilata e normalmente não dá esteno...
INDICAÇÃO de NEFROSCOPIA <ul><li>DIAGNÓSTICA </li></ul><ul><li>massa renal indeterminada </li></ul><ul><li>biópsia renal <...
INDICAÇÃO DE NEFROSTOMIA PERCUTÂNEA <ul><li>DRENAGEM: (preservar função renal) </li></ul><ul><li>obstrução - tumor </li></...
Indicação :Acesso Percutâneo  <ul><li>TERAPÊUTICA </li></ul><ul><li>ablativa : nefrolitotomia </li></ul><ul><li>decorticaç...
Acesso Percutâneo (Valdivia Uría)  <ul><li>Posição:  </li></ul><ul><li>Supino </li></ul>
Endourologia <ul><li>Mecanismo estereotáxico -In vitro 83%  </li></ul><ul><li>(PARKY)= braço mecânico </li></ul><ul><li>Ro...
Endourologia <ul><li>As indicações para retirada percutanea </li></ul><ul><li>de cálculos tem sido reduzidas desde a intro...
Endourologia Manejo percutaneo de cálculos <ul><li>A.excluido da leoc </li></ul><ul><li>B.cálculo de cistina </li></ul><ul...
Cálculo de cistina
Cálculo em cálice RXs
Cálculo em cálice- punção
Peculiaridades: infundíbulo <ul><li>estreito </li></ul>es ESTREITO
PECULIARIDADE : ÂNGULO AGUDO
URETERORENOSCOPIA
Pré-operatório da NLPC <ul><li>1.Consentimento do paciente </li></ul><ul><li>2. Reservar sangue nos casos complexos </li><...
Dilatação do Trajeto da Nefrostomia <ul><li>Dilatadores metálicos </li></ul><ul><li>Dilatadores de poliuretano </li></ul><...
Nefroscopia e Remoção de cálculos <ul><li>rígido 26Fr (litotritor pneumático) </li></ul><ul><li>flexível (EHL ou Laser )  ...
Cuidados durante a NLPC <ul><li>1. Evitar avançar demais o dilatador </li></ul><ul><li>2. Evitar curvas no rim durante a r...
Complicações da NLPC <ul><li>1. Posição e acesso adequados- evitam : </li></ul><ul><li>Sangramento </li></ul><ul><li>Perfu...
Complicações da NLPC <ul><li>1. Posição e acesso adequados- evitam :  </li></ul><ul><li>B. Complicações toráxicas </li></u...
Complicações da NLPC <ul><li>1. Posição e acesso adequados- evitam :  </li></ul><ul><li>C1. Perfuração de colon- extraperi...
Endopielotomia <ul><li>Anterógrada-  ……………….87,5% </li></ul><ul><li>Retrógrada (Raju Thomas) </li></ul><ul><li>Retrógrada ...
Endourologia <ul><li>Prótese auto- expansivel para ureter de poliuretano (Conthane) AMS e BARD </li></ul><ul><li>Stent ure...
Acusise
Acusise- pré
Acusise- pós
Biópsia ureteroscópica
Ureteroscopia- Adenoma
fim
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perspectivas da Endourologia 2001

1.633 visualizações

Publicada em

Perspectivas da Endourologia 2001

Dr. Mirandolino B. Mariano

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.633
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perspectivas da Endourologia 2001

  1. 1. Perspectivas da Endourologia 2001 Mirandolino B. Mariano
  2. 2. Acesso Percutâneo Finalidade: <ul><li>Diagnosticar </li></ul><ul><li>Drenar </li></ul><ul><li>Retirar </li></ul><ul><li>Corrigir patologias </li></ul>
  3. 3. Percutanea <ul><li>A única contra-indicação absoluta é coagulopatia irreversivel </li></ul>
  4. 4. Litotritores <ul><li>Ultrassonico </li></ul><ul><li>Pneumático </li></ul><ul><li>Eletrohidráulico </li></ul><ul><li>Laser </li></ul>
  5. 5. Litotritor intracorpóreo comparação <ul><li>Mecânico </li></ul><ul><li>Ultrassonico- rigido, 2,5 a 11,5F $12.000 </li></ul><ul><li>Lithoclast - rigido, 2,5 a 10F $21.500 </li></ul><ul><li>Ondas de choque </li></ul><ul><li>Eletrohidráulico-flexivel 1,2 a 9F $15.000 </li></ul><ul><li>Laser pulsatil flexivel 200 micra $99.500 </li></ul><ul><li>Laser Holmium flexivel 200 micra$90.000 </li></ul>
  6. 6. Conduta no cálculo de ureter médio <ul><li>24% dos cálculos de ureter são cirúrgicos </li></ul><ul><li>O paciente participa da decisão </li></ul>
  7. 7. Indicações de tratamento de cálculo de ureter médio <ul><li>Tamanho </li></ul><ul><li>composição </li></ul><ul><li>localização </li></ul><ul><li>anatomia renal funcional </li></ul><ul><li>patologia ureteral associada </li></ul><ul><li>história do paciente </li></ul>
  8. 8. Tratamento do cálculo de ureter médio <ul><li>Eliminação expontânea </li></ul><ul><li>LEOC primeira opção </li></ul><ul><li>Ureteroscopia com holmium- YAG </li></ul><ul><li>Cálculo de ureter médio >1,5 cm NLPC </li></ul><ul><li>Laparoscopia ( 1% ). </li></ul>
  9. 9. ureteroscopia <ul><li>1.Pielografia retrógrada </li></ul><ul><li>2.Fio Guia 0,035 a 0,038 reto </li></ul><ul><li>3.Se difícil -usa cateter 6Fr e guia em j </li></ul><ul><li>4.Instrodução do ureteroscópio 7 ou 9Fr. </li></ul><ul><li>5.Se não passou dilata </li></ul><ul><li>6.Se não dilatou suficiente, stent 7 dias </li></ul><ul><li>7.Se tiver que passar ureteroscópio varias vezes usar bainha de proteção </li></ul>
  10. 10. Cálculo de ureter médio <ul><li>Litotripsia </li></ul>
  11. 11. Cálculo de ureter médio <ul><li>passagem sonda sob visão </li></ul>
  12. 12. ureterolitotomia <ul><li>Laparoscópica </li></ul>
  13. 13. Pielografia de controle
  14. 14. Fio guia na ureteroscopia
  15. 15. Ureteroscópio <ul><li>G.J.Fuchs-Ureteroscópio 7,5Fr flexivel não necessita stent no pós-op.- Não resiste a mais de 30 procedimentos mesmo em mãos habeis, por isso usar o semirigido 9Fr de 3 canais. </li></ul>
  16. 16. Ureteroscopia cálculos <ul><li>Extrair intacto 5mm ou < </li></ul><ul><li>ureter distal dilata e normalmente não dá estenose </li></ul><ul><li>stent por 10 a 14 dias </li></ul>
  17. 17. INDICAÇÃO de NEFROSCOPIA <ul><li>DIAGNÓSTICA </li></ul><ul><li>massa renal indeterminada </li></ul><ul><li>biópsia renal </li></ul><ul><li>hematuria </li></ul><ul><li>lesão do sistema coletor </li></ul>
  18. 18. INDICAÇÃO DE NEFROSTOMIA PERCUTÂNEA <ul><li>DRENAGEM: (preservar função renal) </li></ul><ul><li>obstrução - tumor </li></ul><ul><li>cálculo </li></ul><ul><li>inflamação (bezoar) </li></ul><ul><li>fibrose </li></ul><ul><li>poinefrose </li></ul>
  19. 19. Indicação :Acesso Percutâneo <ul><li>TERAPÊUTICA </li></ul><ul><li>ablativa : nefrolitotomia </li></ul><ul><li>decorticação de cisto </li></ul><ul><li>terapia para bezoar (fungo) </li></ul><ul><li>reconstrutiva : divertículo calicial </li></ul><ul><li>obstrução de JUP </li></ul><ul><li>estenose ou fístula </li></ul>
  20. 20. Acesso Percutâneo (Valdivia Uría) <ul><li>Posição: </li></ul><ul><li>Supino </li></ul>
  21. 21. Endourologia <ul><li>Mecanismo estereotáxico -In vitro 83% </li></ul><ul><li>(PARKY)= braço mecânico </li></ul><ul><li>Robótica </li></ul>
  22. 22. Endourologia <ul><li>As indicações para retirada percutanea </li></ul><ul><li>de cálculos tem sido reduzidas desde a introdução da LEOC </li></ul>
  23. 23. Endourologia Manejo percutaneo de cálculos <ul><li>A.excluido da leoc </li></ul><ul><li>B.cálculo de cistina </li></ul><ul><li>C.cálculo associado a obstrução distal </li></ul><ul><li>D.cálculos grandes ou complexos </li></ul><ul><li>E.contraindicado leoc </li></ul><ul><li>F.falha da leoc </li></ul>
  24. 24. Cálculo de cistina
  25. 25. Cálculo em cálice RXs
  26. 26. Cálculo em cálice- punção
  27. 27. Peculiaridades: infundíbulo <ul><li>estreito </li></ul>es ESTREITO
  28. 28. PECULIARIDADE : ÂNGULO AGUDO
  29. 29. URETERORENOSCOPIA
  30. 30. Pré-operatório da NLPC <ul><li>1.Consentimento do paciente </li></ul><ul><li>2. Reservar sangue nos casos complexos </li></ul><ul><li>3. Acesso sob anestesia e no bloco cirúrgico </li></ul><ul><li>4. Pacientes com ITU : usar antibiótico </li></ul><ul><li>5. Antibiótico profilático - (protocolo). </li></ul>
  31. 31. Dilatação do Trajeto da Nefrostomia <ul><li>Dilatadores metálicos </li></ul><ul><li>Dilatadores de poliuretano </li></ul><ul><li>Dilatadoes de teflon </li></ul><ul><li>Dilatadores com balão </li></ul><ul><li>Considerar: </li></ul><ul><li>experiência </li></ul><ul><li>treino </li></ul><ul><li>custo </li></ul>
  32. 32. Nefroscopia e Remoção de cálculos <ul><li>rígido 26Fr (litotritor pneumático) </li></ul><ul><li>flexível (EHL ou Laser ) para cálculos em cálices fora do trajeto da nefrostomia </li></ul>
  33. 33. Cuidados durante a NLPC <ul><li>1. Evitar avançar demais o dilatador </li></ul><ul><li>2. Evitar curvas no rim durante a remoção </li></ul><ul><li>3. Em coraliforme completo deixar o cálice </li></ul><ul><li>anterior para o final. </li></ul><ul><li>4. Em caso de perfuração, pus ou </li></ul><ul><li>sangramento excessivo - drenar e adiar </li></ul>
  34. 34. Complicações da NLPC <ul><li>1. Posição e acesso adequados- evitam : </li></ul><ul><li>Sangramento </li></ul><ul><li>Perfuração </li></ul><ul><li>Lesão de outros órgãos) </li></ul><ul><li>A1. Sangramento- tubo de nefrostomia </li></ul><ul><li>- embolização </li></ul><ul><li>- exploração cirúrgica </li></ul>
  35. 35. Complicações da NLPC <ul><li>1. Posição e acesso adequados- evitam : </li></ul><ul><li>B. Complicações toráxicas </li></ul><ul><li>Hidro ou pneumotorax : </li></ul><ul><li>pleurocentese </li></ul><ul><li>colocação de tubo no tórax </li></ul>
  36. 36. Complicações da NLPC <ul><li>1. Posição e acesso adequados- evitam : </li></ul><ul><li>C1. Perfuração de colon- extraperitoneal </li></ul><ul><li>tratamento conservador </li></ul><ul><li>drenagem do colon </li></ul><ul><li>altibióticos </li></ul><ul><li>C2. Perfuração de colon - intraperitoneal </li></ul><ul><li>abrir </li></ul>
  37. 37. Endopielotomia <ul><li>Anterógrada- ……………….87,5% </li></ul><ul><li>Retrógrada (Raju Thomas) </li></ul><ul><li>Retrógrada (Acusise)………….-81% </li></ul>
  38. 38. Endourologia <ul><li>Prótese auto- expansivel para ureter de poliuretano (Conthane) AMS e BARD </li></ul><ul><li>Stent ureteral Biodegradavel curto ( não necessitam ser retirados e evitam refluxo) São de hidroxietilmetano acrilato (HEMA) e oligoetilenod-metacrilato (PEOEMA) </li></ul>
  39. 39. Acusise
  40. 40. Acusise- pré
  41. 41. Acusise- pós
  42. 42. Biópsia ureteroscópica
  43. 43. Ureteroscopia- Adenoma
  44. 44. fim

×