Nefrolitotripsia Percutânea  COMO EU FAÇO   Frederico Álvares da Silva Salgado XV Congresso Mineiro de Urologia Tiradentes...
Agosto de 2000 a julho de 2010 <ul><li>HOSPITAL DAS CLÍNICAS - UFMG </li></ul><ul><li>HGIP- IPSEMG </li></ul><ul><li>HOSPI...
Indicações <ul><li>Cálculos maiores que 20 mm </li></ul><ul><li>Cálculos refratários à LECO </li></ul><ul><li>Cálculos ass...
 
 
Nefrolitotripsia Percutânea Falhas de acesso à via urinária Sangramento Lesões de órgãos adjacentes  Infecções
 
 
 
 
 
 
 
 
Falhas de Acesso Material adequado Fio guia: Metálico, Hidrofílico, Zebra Fio guia de segurança
 
 
 
 
 
 
Anatomia Renal Punção do Infundíbulo Lesão arterial  Cálice Superior  26% Cálice médio  23% Cálice Inferior  13%  Sampaio,...
 
Sangramento Peroperatório Tamponamento por 5 a 10 min. (Amplatz ou Cateter balão) Coagulação peroperatória (Ressectoscópio...
Sangramento Transfusão  < 05% Embolização  0,5% Nefrectomia  0,19% Campbell`s Urology, 2002   635 pacientes ( agosto 2000 ...
Drenagem do sistema coletor: Nefrostomia Cateter Duplo J Ausência de drenagem
Tubeless Percutaneous Nephrolithotomy <ul><li>Medline </li></ul><ul><li>124 trabalhos de maio de 1997 a julho de 2010 </li...
<ul><li>Tech Urol. 1997 Spring;3(1):6-11. </li></ul><ul><li>&quot;Tubeless&quot; percutaneous surgery: a new advance in th...
Totally tubelless percutaneous nephrolitotomy J. Endourol. 2004 Sep; 18(7): 647-8 Permanência hosp.  Analgesia PO  Retorno...
Analgesia  Drenagem PO  Hospitalização Nefrostomia (20Fr)  217mg  21,4 h.  4,4 dias Nefrostomia (09Fr)  140mg  13,2 h.  4,...
Utilização de Cateter Duplo J como única forma de drenagem pós nefrolitotripsia percutânea. (Janeiro 2004 a Julho 2010) Fr...
 
 
 
 
Lesão de Órgãos Adjacentes   ( 0,2 a 0,5%) Cólon Fígado Baço Duodeno Fatores de risco: Pacientes magros Longilíneos (Cólon...
 
Infecções Elevação da temperatura ( >38,5  o c)  25%  Sepse  01% Urol Clin North Am. , 15: 155, 1988
J. Urol. 2005 May; 173(5): 1610-4   Urina jato médio  11,1% Urina pelve renal  20,4% Cálculo  35,2% Cultura  + Cálculo úni...
Obrigado!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nefrolitotripsia percutânea como eu faço

6.406 visualizações

Publicada em

Dr. Frederico Álvares da Silva Salgado

Publicada em: Saúde e medicina, Esportes
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Nefrolitotripsia percutânea como eu faço

  1. 1. Nefrolitotripsia Percutânea COMO EU FAÇO Frederico Álvares da Silva Salgado XV Congresso Mineiro de Urologia Tiradentes MG Julho 2010
  2. 2. Agosto de 2000 a julho de 2010 <ul><li>HOSPITAL DAS CLÍNICAS - UFMG </li></ul><ul><li>HGIP- IPSEMG </li></ul><ul><li>HOSPITAL SEMPER </li></ul><ul><li>HOSPITAL MATER DEI </li></ul><ul><li>635 Nefrolitotripsias Percutâneas </li></ul>
  3. 3. Indicações <ul><li>Cálculos maiores que 20 mm </li></ul><ul><li>Cálculos refratários à LECO </li></ul><ul><li>Cálculos associados a estenose de JUP </li></ul><ul><li>Cálculos de cálice inferior com anatomia desfavoravel </li></ul>
  4. 6. Nefrolitotripsia Percutânea Falhas de acesso à via urinária Sangramento Lesões de órgãos adjacentes Infecções
  5. 15. Falhas de Acesso Material adequado Fio guia: Metálico, Hidrofílico, Zebra Fio guia de segurança
  6. 22. Anatomia Renal Punção do Infundíbulo Lesão arterial Cálice Superior 26% Cálice médio 23% Cálice Inferior 13% Sampaio,F.J.B.;J. Urol.143:679,1990 Punção do fórnice calicial Ausência de lesão arterial
  7. 24. Sangramento Peroperatório Tamponamento por 5 a 10 min. (Amplatz ou Cateter balão) Coagulação peroperatória (Ressectoscópio) Nefrostomia ( “Second look” )
  8. 25. Sangramento Transfusão < 05% Embolização 0,5% Nefrectomia 0,19% Campbell`s Urology, 2002 635 pacientes ( agosto 2000 a julho 2010) Transfusão 10 Pacientes ( 1,57%) Embolização 04 Pacientes (0,62%) Frederico A .S. Salgado
  9. 26. Drenagem do sistema coletor: Nefrostomia Cateter Duplo J Ausência de drenagem
  10. 27. Tubeless Percutaneous Nephrolithotomy <ul><li>Medline </li></ul><ul><li>124 trabalhos de maio de 1997 a julho de 2010 </li></ul><ul><li>45 trabalhos nos últimos 24 meses (36%) </li></ul>
  11. 28. <ul><li>Tech Urol. 1997 Spring;3(1):6-11. </li></ul><ul><li>&quot;Tubeless&quot; percutaneous surgery: a new advance in the technique of percutaneous renal surgery. </li></ul><ul><li>Candela J , Davidoff R , Gerspach J , Bellman GC . </li></ul><ul><li>Department of Urology, Kaiser Permanente Medical Center, Los Angeles, California 90027, USA. </li></ul><ul><li>J Urol. 1997 May;157(5):1578-82. </li></ul><ul><li>Tubeless percutaneous renal surgery. </li></ul><ul><li>Bellman GC , Davidoff R , Candela J , Gerspach J , Kurtz S , Stout L . </li></ul><ul><li>Department of Urology, Kaiser Permanente, Los Angeles, California, USA </li></ul><ul><li>“ Hospital stay, analgesia requirements, and the patient's ability to return to normal activities were statistically significantly decreased in the patient group studied. The cost of a &quot;tubeless&quot; procedure was $1,638 compared with $3,750 (129% greater) for traditional percutaneous surgery” </li></ul>
  12. 29. Totally tubelless percutaneous nephrolitotomy J. Endourol. 2004 Sep; 18(7): 647-8 Permanência hosp. Analgesia PO Retorno às atividades 43pts S/Nefrostomia 1,6(dias) 9,6mg(morfina) 12,7(dias) 43pts C/Nefrostomia 5,2(dias) 28,4mg(morfina) 24,6 (dias) p<0,001 p<0,001 p<0,001 Prospective randomized study of various techniques of percutaneous nephrolithotomy Urology. 2001 Sep;58(3):345-50 Ausência de Nefrostomia: Menos dor,menor permanência hospitalar e menor custo
  13. 30. Analgesia Drenagem PO Hospitalização Nefrostomia (20Fr) 217mg 21,4 h. 4,4 dias Nefrostomia (09Fr) 140mg 13,2 h. 4,3 dias Sem Nefrostomia 87,5mg 4,8 h. 3,4 dias p<0,05 p<0,05 p<0,05 J. Urol. 2004;172:565-7 Tipo de drenagem pós nefrolitotripsia percutânea
  14. 31. Utilização de Cateter Duplo J como única forma de drenagem pós nefrolitotripsia percutânea. (Janeiro 2004 a Julho 2010) Frederico A. S. Salgado 338 pacientes 303 (89,64%) alta no 1 DPO 2 pacientes (0,59%) apresentaram sangramento pós operatório com necessidade de embolização
  15. 36. Lesão de Órgãos Adjacentes ( 0,2 a 0,5%) Cólon Fígado Baço Duodeno Fatores de risco: Pacientes magros Longilíneos (Cólon retrorrenal ao nível do pólo renal inferior) ( F.A.S.,Salgado: 635 Pacientes 0,0% Lesão Órgãos Adjacentes )
  16. 38. Infecções Elevação da temperatura ( >38,5 o c) 25% Sepse 01% Urol Clin North Am. , 15: 155, 1988
  17. 39. J. Urol. 2005 May; 173(5): 1610-4 Urina jato médio 11,1% Urina pelve renal 20,4% Cálculo 35,2% Cultura + Cálculo único sem fragmentação: Antibiótico profilático (24h.). Cálculo com fragmentação: Antibioticoterapia (07dias) . Infecção
  18. 40. Obrigado!

×