Detalhes em Anastomose Vésico-uretral

2.463 visualizações

Publicada em

Detalhes em Anastomose Vésico-uretral


Dr. Paulo Fernando Caldas
Serviço de Urologia
Departamento de Uro-Oncologia
Hospital Regional do Oeste
Chapecó - SC

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.463
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Detalhes em Anastomose Vésico-uretral

  1. 1. Detalhes em Anastomose Vésico-uretral Paulo Fernando Caldas Serviço de Urologia Departamento de Uro-Oncologia Hospital Regional do Oeste Chapecó - SC
  2. 2. Considerações gerais <ul><li>Prostatectomia radical laparoscópica: longa curva de aprendizado </li></ul><ul><li>A anastomose vésico-uretral é um ponto-chave da cirurgia devido sua complexidade técnica. </li></ul>
  3. 3. Considerações gerais <ul><li>Ponto da cirurgia que pode exigir maior tempo </li></ul>Schuessler et al, Urology, 1997.
  4. 4. Considerações gerais <ul><li>Fundamental: </li></ul><ul><li>» Ter uma rotina na execução da anastomose </li></ul><ul><li>» melhora da ergonomia </li></ul><ul><li>» melhora do tempo e qualidade da anastomose </li></ul><ul><li>» melhores resultados funcionais. </li></ul>
  5. 5. Complicações associadas <ul><li>Fístula vésico-uretral </li></ul>Castillo OA Urology ;73(1):124-6, 2009 Jan. Persistent vesicourethral anastomotic leak after laparoscopic radical prostatectomy: laparoscopic solution.
  6. 6. Complicações associadas <ul><li>Fístula vésico-uretral </li></ul><ul><li>Urinoma/coleção intraperitoneal </li></ul>
  7. 7. Complicações associadas <ul><li>Fístula vésico-uretral </li></ul><ul><li>Urinoma/coleção intraperitoneal </li></ul><ul><li>Incontinência urinária </li></ul>
  8. 8. Complicações associadas <ul><li>Fístula vésico-uretral </li></ul><ul><li>Urinoma/coleção intraperitoneal </li></ul><ul><li>Incontinência urinária </li></ul><ul><li>Obstrução da anastomose </li></ul>An analysis of the causes of bladder neck contracture after open and robot-assisted laparoscopic radical prostatectomy. Webb DR , BJU Int ;103(7):957-63, 2009 Apr.
  9. 9. Uso de dispositivos auxiliares na anastomose <ul><li>Tração do cólo vesical: pinça, fio </li></ul>Use of Lowsley tractor during laparoscopic prostatectomy to reduce urethrovesical anastomotic tension. Garrett JE Endourol ;20(3):220-2, 2006 Mar. Utility of extracorporeal traction with nylon thread for easier vesicourethral anastomosis in laparoscopic prostatectomy. Hamasaki T Int J Urol ;12(12):1082-4, 2005 Dec.
  10. 10. Uso de dispositivos auxiliares na anastomose <ul><li>Tração do cólo vesical: pinça, fio </li></ul><ul><li>Hem-o-lok ® </li></ul><ul><li>Lapra-Ty ® </li></ul>
  11. 11. Uso de dispositivos auxiliares na anastomose Intravesical Weck clip migration after laparoscopic radical prostatectomy. Banks EB Urology ;71(2):351.e3-4, 2008 Feb. Bladder neck contractures related to the use of Hem-o-lok clips in robot-assisted laparoscopic radical prostatectomy. Engel JD Urology ;72(1):158-61, 2008 Jul. Facilitating the technique of laparoscopic running urethrovesical anastomosis using Lapra-ty absorbable suture clips. Shichiri Y Int J Urol ;13(2):192-4, 2006 Feb.
  12. 12. Uso de dispositivos auxiliares na anastomose <ul><li>Tração do cólo vesical: fio, pinça </li></ul><ul><li>Hem-o-lok ® </li></ul><ul><li>Lapra-Ty ® </li></ul><ul><li>Maniceps ® </li></ul><ul><li>Endostich ® </li></ul>
  13. 13. Detalhes da anastomose <ul><li>Posição </li></ul>
  14. 14. Detalhes da anastomose <ul><li>Posição </li></ul><ul><li>Tipo de fio/Agulha </li></ul>
  15. 15. Fios para sutura
  16. 16. Detalhes da anastomose <ul><li>Posição </li></ul><ul><li>Tipo de fio/Agulha </li></ul><ul><li>Reconstrução do plano músculo fascial( Denonvillier ) </li></ul>
  17. 17. Reconstrução do plano músculo fascial( Denovillier ) ____ ____ ____ ____
  18. 18. Reconstrução do plano músculo fascial( Denovillier ) BJU International , 2008
  19. 19. Detalhes da anastomose <ul><li>Posição </li></ul><ul><li>Tipo de fio/Agulha </li></ul><ul><li>Reconstrução do plano músculo fascial( Denonvillier ) </li></ul><ul><li>Coto uretral longo </li></ul>
  20. 20. Detalhes da anastomose
  21. 21. Detalhes da anastomose <ul><li>Posição </li></ul><ul><li>Tipo de fio/Agulha </li></ul><ul><li>Reconstrução do plano músculo fascial( Denonvillier ) </li></ul><ul><li>Coto uretral longo </li></ul><ul><li>Compressão do períneo </li></ul>
  22. 22. Detalhes da anastomose
  23. 23. Detalhes da anastomose <ul><li>Posição </li></ul><ul><li>Tipo de fio/Agulha </li></ul><ul><li>Reconstrução do plano músculo fascial( Denonvillier ) </li></ul><ul><li>Compressão do períneo </li></ul><ul><li>Uso do Beniqué/passagem da sonda </li></ul>
  24. 24. Detalhes da anastomose
  25. 25. Técnicas de anastomose <ul><li>Técnica de Montsouris </li></ul>
  26. 26. Técnicas de anastomose <ul><li>Técnica de Montsouris </li></ul>
  27. 27. Técnicas de anastomose
  28. 28. Técnicas de anastomose <ul><li>Técnica com dois nós </li></ul>
  29. 29. Técnicas de anastomose <ul><li>Técnica com nó único e duas agulhas </li></ul>
  30. 30. Técnicas de anastomose <ul><li>Técnica com nó único e duas agulhas </li></ul>
  31. 31. Técnicas de anastomose
  32. 32. Técnicas de anastomose <ul><li>Fixação posterior </li></ul>
  33. 33. Técnicas de anastomose <ul><li>Fixação posterior </li></ul>
  34. 34. Técnicas de anastomose
  35. 35. Técnicas de anastomose <ul><li>Técnica com nó único e uma agulha </li></ul><ul><li>Fio intracorpóreo </li></ul>
  36. 36. Técnicas de anastomose
  37. 37. Técnicas de anastomose <ul><li>Técnica com nó único e uma agulha </li></ul><ul><li>Fio intracorpóreo </li></ul><ul><li>Fio extracorpóreo </li></ul>Rocha et al., Braz J Urol. 2006, 32(suppl. 2): 231
  38. 38. Técnicas de anastomose
  39. 39. Técnicas de anastomose
  40. 40. Técnicas de anastomose adequação do cólo vesical
  41. 41. Técnicas de anastomose Robô
  42. 42. Técnicas de anastomose
  43. 43. Considerações finais <ul><li>Domínio de nós e suturas </li></ul><ul><li>Sintonia entre os membros da equipe </li></ul><ul><li>Coto uretral longo </li></ul><ul><li>Escolha da técnica e rotina na sua execução </li></ul>
  44. 44. Obrigado! Obrigado!

×