SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 55
Baixar para ler offline
Sumário

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor

60anos
Renato Vizanni, Arnoldo Klippel,
Antônio Félix Filho ”Turquinho”
e Mário Soares.
A esses e a todos os que fizeram da
Casa do Inspetor o sucesso de hoje
a nossa eterna gratidão.

Editorial
Nina Eiras Dias de Oliveira
Márcio Filpo Picado
Holofote
Renato Aristeu Gomes
Fernando Fernandes de Assis
LC Rangel

Capa

05 Homenagem à PRF
06 Atividades da PRF
10 Miscelânea
12 e 27 Cartas do Leitor
13 Nova Lei
15 Comemorações da PRF
16 Sociedade
17 Nova Diretoria
18 Momento Histórico
19 Aconteceu
43 Curiosidade

SETEMBRO/OUTUBRO 2008
www.casadoinspetor.com.br
saa@casadoinspetor.com.br

6

04
12
14
40
41
42
43

28

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

3
Editorial
Sessenta anos de luta
A Casa do Inspetor comemora, neste ano de 2008, o seu sexagésimo aniversário de fundação.
Nascida da necessidade de proteger e defender a dignidade dos então inspetores de tráfego
do DNER das constantes arbitrariedades dos engenheiros daquela autarquia, que sistematicamente lhes negavam os mais elementares direitos, inclusive obrigando-os a custear as despesas
para aquisição do uniforme de trabalho, e impondo-lhes uma disciplina rígida, quase militar.
Idealizada pelo inspetor Arnoldo Emílio Klippel, a fundação da entidade logo obteve a adesão de
vários outros companheiros, e, desde aquela época, a Casa do Inspetor trilha uma trajetória de luta
em defesa dos policiais rodoviários federais e da própria PRF, algumas vezes ameaçada de extinção,
o que não se consumou graças às reações e contestações levadas a efeito pela entidade.
A extensão da GOE e, posteriormente, da função policial (antes pagas somente ao pessoal
da PF) foram devidas a gestões da Casa do Inspetor junto ao Governo.
As 175.000 assinaturas da Emenda Popular que inseriu a Polícia Rodoviária Federal no
capítulo da Segurança Pública, da Constituição de 1988, foram conseguidas pela entidade
com a colaboração de outras co-irmãs, tendo a citada emenda sido defendida no plenário da
Assembléia Nacional Constituinte pelo Dr. Ulisses Guedes, brilhante advogado da Casa do
Inspetor, que logrou aprová-la por unanimidade.
Aumento do efetivo, lei orgânica, plano de cargos e salários são algumas das reivindicações
da Casa do Inspetor junto às autoridades do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.
Por tudo isso, e também pelo apreciável patrimônio de que é possuidora, recentemente
enriquecido pelas aquisições das sedes das Delegacias Regionais de Goiás e Minas Gerais, as
nossas efusivas congratulações à Casa do Inspetor por seus magníficos sessenta anos de luta.

ÓRGÃO OFICIAL DA UNIÃO DO
POLICIAL RODOVIÁRIO DO BRASIL
(CASA DO INSPETOR)
site: www.casadoinspetor.com.br
e-mail: saa@casadoinspetor.com.br
Rua Alencar Lima, 35 – Salas 312/314
Petrópolis – Rio de Janeiro
Tels.: (24) 2242-7923 / 2243-1276

Presidente:
Adilson A. P. Carvalho
Vice - Presidente:
Welington Mundurca de Alencar
1º Secretário:
Paulo Roberto Burger Monteiro Luiz
2º Secretário:
Lionel Rodrigues
1º Tesoureiro:
Renato Aristeu Gomes
2º Tesoureiro:
Jacy Mello da Costa
1º Diretor de Relações Públicas:
Daisy Filomena Passos de Araujo

A palavra do presidente

2º Diretor de Relações Públicas:
Ézio Ricardo Borghetti
Diretor Social:
Marcelo Ferreira dos Reis

ADILSON A. P. DE CARVALHO
PRESIDENTE DA CASA DO INSPETOR

Diretor de Patrimônio:
José Ãngelo de Oliveira
Diretor de Divulgação:
Luiz Carlos Rangel

“A Melhor Idade”
Caros Associados,
A União do Policial Rodoviário do Brasil – Casa do Inspetor está completando, neste ano,
o seu sexagésimo aniversário. Durante as seis décadas de existência e de trabalho dedicado
aos policiais rodoviários federais, sejam ativos ou aposentados, a UPRB atinge a “melhor idade”
trabalhando firme em prol dos interesses de seus associados, assim como muitos cidadãos
brasileiros que se encontram “também” nesse período de vida e que têm como amparo o “Estatuto do Idoso” que, muito embora não seja cumprido na íntegra, protege-os, garantindo-lhes
seus direitos.
A UPRB, na “melhor idade”, atravessa, como esses cidadãos, dificuldades inúmeras. Uma
delas é a obediência ao Decreto no 6.386, de 29/02/2008, artigo 7º, inciso II, alínea “B”, da Portaria Normativa no 1, de 20/03/2008, emitido pela Secretaria de recursos Humanos do Ministério
do Planejamento, Orçamento e Gestão – SRH/MP, alterando as condições para consignações,
discriminando os descontos nos contra-cheques de Plano de Saúde e/ou Seguro de Vida.
Sem outra alternativa, emitimos correspondência a todos os associados, solicitando a autorização de débito em conta bancária. Para isto, aguardamos o retorno, com urgência, do canhoto
pertinente ao débito, sem o qual o recebimento dos valores torna-se inviável.
Além da possibilidade citada, existe a opção de efetuarmos o desconto no contra-cheque
do Seguro de vida, na própria consignação do Seguro Bradesco Vida e Previdência, fato que
tornaria inválida a autorização de débito.
Tais providências são necessárias em virtude do alto valor de repasse para a mencionada
cobertura, tornando este procedimento impraticável à UPRB, pois o não-repasse acarretará
prejuízos financeiros à instituição.
Ressaltamos ainda que é nossa preocupação que sejam executadas as providências solicitadas acima para que não haja descontinuidade nos benefícios até aqui obtidos.
Com todas as dificuldades, como motivo maior, parabenizamos nossa associação, seus
delegados, nossos sócios, e desejamos uma permanente existência e graças divinas para
alcançarmos maior número de acertos em nossos propósitos.
Parabéns a todos!

6
4

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR

Diretor de Esportes:
Claudio R. Rampini Jucá
Editor:
Luiz Carlos Rangel
Equipe de Produção:
Luiz Carlos Rangel
Renato A. Gomes
Jornalista Responsável:
Ivaldo Costa
Registro: 1138-DRT/RJ
Revisão:
Dulce Maria de Souza
dulce.ms@terra.com.br
dulce.ms@oi.com.br
Projeto Gráfico e Editoração:
IO Design
iodesign@oi.com.br
Impressão:
Grupo Zit
PR Arigony Pacheco Comercial Ltda
As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião de O Diálogo e são de
inteira responsabilidade de seus autores.
As colaborações publicadas neste informativo são efetuadas gratuitamente.
FOTO: WILSON DIAS/ABr

Homenagem à PRF

O Ministro da Justiça, Tarso Genro, cumprimenta inspetores da
Polícia Rodoviária Federal na cerimônia do aniversário de 80 anos da corporação

Polícia Rodoviária é homenageada

EM SESSÃO SOLENE
Salários baixos
João Campos destacou as dificuldades enfrentadas pelos
policiais rodoviários, que trabalham em estradas mal conservadas, com salários baixos, pouca valorização profissional e
quadro desfalcado. Ele disse que uma das queixas da categoria refere-se à quebra da paridade salarial entre a Polícia
Federal e a PRF, ocorrida durante o atual governo.
O parlamentar ressaltou o esforço da Câmara para aperfeiçoar a MP 431, que estrutura um novo plano de carreiras
para os servidores da Agência Brasileira de Inteligência
(Abin). No texto enviado ao Senado, foram atendidas reivindicações dos policiais rodoviários, como a exigência de nível
superior para ingresso na carreira e o aumento do efetivo em
mais de 3 mil homens.
Além disso, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia,
em mensagem lida pelo presidente da sessão, deputado
Mauro Benevides (PMDB-CE), ressaltou outros esforços da
Casa para solucionar as questões que envolvem a PRF. Ele
destacou, por exemplo, a realização de uma audiência da
Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado sobre as atribuições constitucionais dos policiais
rodoviários e as propostas para adequar o efetivo ao crescimento da frota e da malha rodoviária federal.
Fonte: FenaPRF e Agência Câmara

6

A

Câmara homenageou, no dia 30/08, os 80 anos da
Polícia Rodoviária Federal com uma sessão solene.
Segundo o deputado João Campos (PSDB-GO), um
dos autores do pedido para a realização do evento
junto com a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), além de
fiscalizar o tráfego nas rodovias, a PRF protege vidas, bens
e valores. Campos lembrou sua carreira como policial civil
para destacar as exigências da atividade. “O policial atua
no dia-a-dia, comunicando-se com as pessoas, no calor dos
fatos e da emoções”, declarou. A Federação Nacional dos
Policiais Rodoviários Federais participou da sessão.
Ele explicou que a Polícia Rodoviária foi criada em 24 de
julho de 1928, no governo do presidente Washington Luís,
como Polícia de Estradas. Como havia poucas estradas
e poucos veículos em circulação, com reduzida atividade
econômica e raros acidentes e delitos, sua atuação limitava-se às rodovias Rio-São Paulo, Rio-Bahia, Rio-Petrópolis
- conhecida como Rodovia Washington Luís -, e à Estrada
União e Indústria, entre Petrópolis (RJ) e Juiz de Fora (MG).
Em 1943, ela chegou também ao Paraná. Hoje, a instituição
atua em cerca de 53 mil quilômetros de estradas.
Com a Constituição de 1988, conforme lembrou o deputado, a PRF manteve as competências anteriores e começou
a realizar tarefas típicas de Estado, no que diz respeito ao
patrulhamento ostensivo, à preservação da ordem, à fiscalização e ao cumprimento das leis de trânsito.

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

5
FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

Atividades da PRF

PRF apreende
43,6 KG DE DROGA

Fiscalização rigorosa continua e mais

motoristas alcoolizados são presos
A intensa fiscalização no combate à ingestão de bebidas alcoólicas nas rodovias
federais continua rendendo resultados
positivos para a redução da violência nas
estradas. Mesmo com toda a divulgação
sobre o assunto e com o rigor na fiscalização, muitos motoristas teimam em
desrespeitar a lei.
FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

Somente no início de agosto, a fiscalização nas rodovias baianas resultou
na prisão de 11 motoristas que dirigiam embriagados, além de notificar
21 condutores. No total, desde o
início da vigência da Lei 11.705, já
são 75 prisões e 122 notificações no
estado.

PRF apreende sete
toneladas de maconha
Uma carga de sete toneladas de maconha foi
apreendida por policiais rodoviários federais
na Serra da Esperança, região central do
estado do Paraná, no dia 30/07. A droga
estava em um caminhão, com placas de
Santa Catarina, que sofreu acidente na BR
277. O motorista morreu no local, após o
caminhão despencar de um viaduto.
Ao chegar para o atendimento do acidente,
os policiais encontraram os tabletes de
maconha espalhados em um local de mata
fechada sob do viaduto. Além da droga, havia madeira, que foi utilizada para ocultar a
carga de maconha durante o transporte.

Em Ponta Porã/MS, no km 70 da BR 463,
policiais rodoviários federais apreenderam
58,45kg de maconha (dois fardos com
52 tabletes) e, perto do local, foram
apreendidos mais 85,55kg da droga (três
fardos com 15 tabletes grandes), ambas
abandonadas às margens da rodovia. Não
foi identificado o proprietário.

6
6

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

PRF apreende mais
de 100kg de maconha

Um ciclista foi detido no dia 6 de agosto, na BR-463, na região de Dourados
(MS). Segundo a Polícia Rodoviária
Federal, o homem, de 27 anos, levava
43,6 quilos de maconha na garupa da
bicicleta. Ele foi encaminhado à Polícia
Federal.
A assessoria de imprensa da PRF disse
que é normal ciclistas seguirem o percurso de Ponta Porã (MS) até Dourados,
levando drogas, durante a madrugada.
Nesse período, o movimento na rodovia
cai e é possível identificar a chegada da
patrulha no escuro.

PRF apreende mais
de duas mil munições
Agentes da Polícia Rodoviária Federal
apreenderam, no dia 08/08, 2.344 munições de calibres 9 e 380 milímetros,
escondidos em um veículo.
A apreensão ocorreu a 25 quilômetros
da fronteira com o Paraguai, na BR 463,
km 67, em Ponta Porã/MS.
O Fiat/Siena, placas LSO 0984 - Belford
Roxo/RJ, conduzido pelo professor de
Karatê Alexandre Calian da Silva, 31
anos, que estava acompanhado por
Ellen Roberta Siqueira da Silva, 26,
embaladora, escondia as munições
em compartimento no painel “cortafogo”, acondicionadas em cinco sacos
plásticos.
O professor, que comprou as munições
no Paraguai por R$3.500,00, foi
encaminhado à Delegacia de Polícia
Federal local.
PRF recupera
VEÍCULO ROUBADO
Em Campo Verde/MT, no km 386 da BR
070, policiais rodoviários federais abordaram o Ford/F 4000, placas JUZ 8598
- Itupiranga/PA, com queixa de roubo.
David Moraes Junior, 33 anos, conduzia o
veículo e tinha como passageiro David Nunes Moraes, 69. Os dois ocupantes foram
detidos e, com o automóvel, conduzidos à
Delegacia de Polícia Civil local.

“

PRF apreende
droga destinada
ao Rio de Janeiro
A Polícia Rodoviária Federal interceptou
um caminhão com 82,3Kg de cocaína,
301,8Kg de maconha do tipo “Skank” e
um quilo haxixe. Quatro pessoas foram
presas na operação.
Nos pacotes da droga havia a inscrição
CV (Comando Vermelho). Segundo as
informações prestadas pelos acusados, o
destino seriam os morros do Rio de Janeiro/RJ. A ocorrência foi encaminhada para
a Polícia Federal de Ponta Porã/MS.

Na verdade, esse aumento não passa de uma
mera atualização de valor. Para repor uma
dorzinha naquele lugar, o bolso, que as
pessoas sentem muito.
O Ministro da Justiça, Tarso Genro, comentando
sobre o aumento no valor das Multas de Trânsito.

“

Policiais rodoviários federais prenderam,
no Km 302 da BR-116, Antônio Germano
Chaves, 35 anos, e Antônio Gouveia de
Araújo, de 31 anos, no Fiat/Uno placas
HYW 3614, vindo de Salvador/BA.
Após a dupla entrar em contradições durante a abordagem, os policiais efetuaram uma
busca minuciosa no interior do veículo, encontrando 88 cartões de crédito virgens, 2
cartões de terceiros, 1 notebook, 1 máquina
“chupa-cabras”, 1 micro-câmera adaptada
a um painel de auto-atendimento bancário,
fitas de alto poder de fixação, cabos para
envio de dados e 4 aparelhos celular.
A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Regional de Jaguaribe/CE.

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

PRF PRENDE DUPLA
de estelionatários

PRF APREENDE
maconha e haxixe no
Mato Grosso do Sul
Agentes da Polícia Rodoviária Federal
interceptaram, no dia 05/08, no macro
anel rodoviário de Campo Grande/MS,
saída para Cuiabá/MT, uma Kombi com
cerca de 300kg de maconha e 250
esferas de haxixe.
A VW/Kombi pick-up, placas JEK3676
– Brasília/DF, era conduzida por Nilvan
Antônio de Sá, 29 anos, entregador,
morador no Bairro Santa Maria na
Capital Federal.
Os policiais verificaram que havia um
compartimento de fundo falso na lateral
do veículo, onde os entorpecentes foram
encontrados.
Nilvan buscou a droga em Coronel Sapucaia/MS e receberia cinco mil reais
para realizar o transporte da droga, mas
não apontou de quem recebeu e para
quem iria entregar.
A ocorrência foi encaminhada à Delegacia Especializada de Repressão a
Narcóticos – DENAR, que fez a pesagem
e contagem oficial da maconha e haxixe.
O condutor da Kombi foi preso.

PRF apreende
MAIS DE TRÊS
toneladas de ferro
Policiais rodoviários federais de Teresina/
PI, apreenderam, no dia 07/08, 3.600kg
de ferro sem a devida nota fiscal.
A apreensão aconteceu no km 11, BR
316, e a carga era transportada no veículo
Scania, placas KKM 5905/PI, conduzido
por Francisco dos Santos Oliveira.
A ocorrência foi encaminhada à Secretaria de Fazenda.

6

No Estado do Pará, agentes da Polícia
Rodoviária Federal recuperaram, na
BR 316, dois veículos com registro de
roubo.
Uma motocicleta Honda, cor azul, sem
placa, foi encontrada na altura do município de Santa Maria. O condutor abandonou a motocicleta e fugiu.
O Fiat/Siena, placas JVC 6346, foi outro
veículo recuperado por agentes da PRF. O
carro estava abandonado às margens da rodovia, no km 15, município de Marituba.

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

PRF recupera veículos
roubados no Pará

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

7
FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

Atividades da PRF

PRF prende condutor

COM COCAÍNA

PRF recupera
VEÍCULO CLONADO
A Polícia Rodoviária Federal, recuperou, no Km 505 da BR 153, o VW/Gol
de placas JFF 3288-Brasília/DF. Após
consulta ao número do chassis, os policiais verificaram tratar-se de veículo
com ocorrência de Furto/Roubo, com
placa original de São Paulo/SP
.
O documento CRLV havia sido falsificado, constando o número do chassis
original e a placa clonada de Brasília.
O condutor e o veículo foram encaminhados à Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos
Automotores/GO.

6
8

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR

PRF apreende quase meia

tonelada de maconha
Uma apreensão de quase meia tonelada
de maconha foi realizada por policiais
rodoviários federais na manhã de terçafeira do dia 12/08, a três quilômetros
da fronteira entre o Brasil e o Paraguai.
Foram 457kg de maconha, que estavam
em uma Parati com placas de Santa
Catarina. Os policiais, após obterem a
informação de que o carro sairia com a
droga de uma comunidade ribeirinha,
aguardavam sua passagem na BR-277,
onde foi abordado.
Os quase 500 tabletes da droga estavam
jogados no interior da Parati, sem qualquer cuidado para ocultação. O motorista,
J.P de 18 anos, declarou que receberia
.T,

“

R$100,00 para levar o carro da barranca do rio até um barracão que fica em
um bairro a dez quilômetros da Ponte
da Amizade. Neste local, a droga seria
divida entre outros veículos, que dariam
continuidade ao transporte.
Como a fiscalização na Ponte da Amizade
é intensa e constante, os traficantes têm
usado o rio como forma de travessia da
droga e montam uma verdadeira estrutura
logística para dar vazão ao tráfico. Apesar
de a circunscrição da PRF limitar-se à
fiscalização das rodovias federais, muitas vezes a instituição realiza operações
conjuntas com a Polícia Federal, Receita
Federal e Polícia Militar.

O que é bom para a economia também provoca
conseqüências no trânsito. A experiência da
Polícia Rodoviária Federal mostra que, em
época de euforia econômica, as
estatísticas rodoviárias disparam

“

Agentes da Polícia Rodoviária Federal
apreenderam, em Ponta Porã/MS, no
dia 11/08, 8,4kg de cocaína, no GM/
Montana, placas DIQ 5846 - Inajá/PR,
conduzido por Leandro de Souza Lopes,
23 anos.
A apreensão ocorreu na BR 463, km
67. O entorpecente foi encontrado em
compartimento de fundo falso.
Os PRFs detiveram o condutor, que levaria a droga até a capital paulista e que
receberia três mil reais pelo serviço.
O veículo, o entorpecente e o traficante
foram encaminhados à Delegacia de
Polícia Federal local.

O diretor-geral da PRF, Hélio Cardoso Derenne, comentando o aumento
do número da frota de veículos nas rodovias brasileiras.
de carvão vegetal
Policiais rodoviários federais de Vitória
da Conquista/BA apreenderam, no dia
01/08, 135m³ de carvão vegetal sem
Documento de Origem Florestal (DOF),
nem documentação fiscal.
Foram apreendidos 85m³ de carvão vegetal, no km 859 da BR 116, transportados
no Mercedes Benz, placas JMJ 6133/BA,
conduzido por Marcelo Ferraz Flores.
No km 932 da BR 116, João César
Salomão conduzia o Mercedes Benz,
placas JQW 3502/BA, com mais 50m³
de carvão vegetal.
As cargas encontram-se no posto PRF da
cidade à disposição do IBAMA.

PRFs detêm

Policiais rodoviários federais apreenderam em Jati, no km 525 da BR 116,
12,441 Kg de crack e 09 comprimidos de
anfetamina, transportados no veículo VW/
Gol, placas MUW 1960/RN, prendendo
em flagrante o condutor do veículo, Eliel
Antônio de Souza de 36 anos.

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

Uma carreta que transportava 3,6
milhões de cigarros contrabandeados
foi apreendida por policiais rodoviários federais no dia 28/07, em
Cascavel/PR. Os cigarros estavam
em caixas de papelão sob uma carga
de madeira.
O veículo, com placas do Rio Grande do
Sul, estava abandonado em um posto de
abastecimento.

PRF apreende
12,5 KG DE CRACK

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

CARRETA

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF

PRF apreende 135m3

Policiais rodoviários federais de Vitória
da Conquista/BA apreenderam 13
máquinas de caça-níqueis, 630 CDs
e 111 DVDs piratas, em postos de
combustíveis da região.
Na área do Posto “São Marcos”, km
834 da BR 116, foram apreendidas
nove caça-níqueis. No km 814, no
posto de combustíveis “Fim da Banguela”, foram apreendidos 630 CDs,
111 DVDs piratas e quatro máquinas
caça-níqueis.
A ocorrência foi encaminhada à Receita
Federal local.

PRF apreende carga ilegal de

madeira e carvão vegetal
No quilômetro 161 da BR-010, uma
equipe da Polícia Rodoviária Federal realizando ronda na rodovia, apreendeu 30
metros cúbicos de madeira e 60 metros
cúbicos de carvão vegetal que estavam
sendo transportados ilegalmente, sem
Guia Florestal e sem Nota Fiscal.
A carga de madeira serrada, da espécie
Cupiúba, estava embarcada em uma
carreta de placas AST 2133/PR. Segundo Alexandre Vianei Diniz, condutor
da carreta, a madeira foi embarcada na
comunidade de Piriá, em Paragominas, e

tinha como destino o estado de São Paulo.
Já o carvão vegetal era transportado em
um caminhão de placas JVB9119/PA,
que tinha como motorista Francisco das
Chagas Martins A. Silva. O mesmo afirmou que esse produto florestal iria para
a cidade de Marabá.
Constatado o crime ambiental, os agentes da PRF autuaram os condutores e
os encaminharam, juntamente com as
cargas ilegais de madeira e carvão, para
a Delegacia Seccional da Polícia Civil em
Marabá.

6

PRF apreende 13
caça-níqueis e 741
CDs e DVDs piratas

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

9
Miscelânea

Que lindas

flores!

Roberto Francisco

E

stamos festejando a chegada da primavera, a estação
do amor, em que as plantas nos sorriem através do
multicolorido de suas ramagens e flores...

“A primavera vem vindo!...
Há festa, risos e amores!
- É Deus que chega, sorrindo
pelo sorriso das flores...”
Muitos são os povos do mundo que comemoram a chegada da primavera com festas e rituais. Geralmente isto
acontece nas regiões de clima frio, em que, após invernos
longos e rigorosos, ela parece uma verdadeira mãe a realizar
o nascimento da vida:
“Primavera! Que beleza!
A campina toda em flor
nos mostra que a natureza
é toda mãe, pelo amor.”

6
6
10

ÁLOGO
O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR

A primavera é musa dos poetas, dos jardineiros, dos
apaixonados anônimos, e divide com a Lua a tarefa de
inspirar obras de arte, que tanto podem ser canções, como
orquídeas. Parece que até mesmo o Pintor Supremo se vale
de suas múltiplas cores:
“A primavera opulenta,
mostrando tudo que é cor,
uma palheta aparente
do mais notável Pintor!”
Ansiosamente aguardada, até como antecipadora do
verão, ela chega, trazendo flores e cheiros, enfeitando todos
os jardins e dando-lhes vida, como às pessoas:
“Primavera... a natureza,
assim verde e tão florida,
é jardim todo em beleza,
perfumando a nossa vida!”
Derretendo a neve e o gelo, subindo a temperatura, voltando a brotar os gramados e arvoredos, a primavera nos
“Penso, olhando um céu de estrelas:
SENHOR, como é que os ateus
diante de coisas tão belas
dizem não crer ainda em Deus?”
É verdade que, embora toda a
natureza sorria nesta fase, alguns
seres humanos curtem suas horas de
agonia e tristeza. Talvez na busca de
aperfeiçoar-se pelo sofrimento!...
“Primavera! Estão floridas
as plantas todas da rua.
Mas – que triste! – em muitas vidas
o ‘inverno’ ainda continua...”
Mas, em compensação, os que vivem intensamente seu amor, mesmo
em outras estações, sentem-se numa
eterna primavera...
“Meu amor tão grande era,
tão grande a minha alegria,
que eu vivia em primavera.
- Era inverno, e eu não sabia!”
De qualquer forma, mesmo nas
agruras, devemos imitar as árvores
mais belas, que se habituaram a
enterrar no chão suas lágrimas para
que não as vejam os viajores...
“Árvores há como a gente;
pois, das flores, nos matizes,
disfarçam drama pungente
que lhes vai pelas raízes.”
Em Petrópolis, muitas pessoas que
se haviam escondido em suas tocas
durante o inverno, voltam a procurar
ruas, praças e parques, buscando o
sol de dia e a Lua argêntea à noite:
“Não há nada mais bonito
que nossa Lua de prata
debruçada no Infinito
como a fazer serenata!”
Nosso céu fica tão lindo durante
a primavera, porque são muitos os
astros a se exibirem nas noites claras,
mesmo sem auxílio de telescópios.

Para nós, petropolitanos natos
e adotados, é fácil estar sempre na
primavera: na que explode em tons
multicores; na que nos afaga com o
AMOR da mulher querida, no sorriso
dos filhos e netos; na que nos envolve
com o fraterno abraço dos amigos,
irmãos embora não dos mesmos pais.
Devemos, por isso, ser unos com ela
e entoar-lhe canções que:
“Nossas flores são famosas,
e de verde umbroso as matas,
Petrópolis, mar de rosas
sobre um céu de serenatas!”
Perdoem-me, se me permito,
como velho professor, fazer-lhes um
breve relato folclórico, histórico, sobre
esta linda estação.
Primavera é palavra de origem
latina (primo, vere) e significa no
começo do verão. No Hemisfério Sul,
vai de 22 de setembro a 20 de dezembro. Ligada à época das colheitas, é
relacionada com as festas pagãs, em
que o semi-deus PAN inebria corações
com os doces sons de sua flauta. Também é época preferida por EROS, o
deus do amor, para provocar paixões,
flechando os pobres mortais:
“Deparei-me face a face
com teu olhar suave e terno.
Foi como se o Sol raiasse
depois de meses de inverno.”
A mitologia grega representa a
primavera por PERSÉFONE, filha de
CERES e ZEUS, raptada por HADES,
senhor dos infernos, que a levou
para TÁRTARO, lugar tão profundo
que o Sol não o alcançava. ZEUS
não atendeu, de início, ao pedido da
esposa para trazer a filha de volta e
CERES lançou maldição sobre a Terra, devastando campos e colheitas.
Finalmente, ZEUS enviou MARTE,
que liberou PERSÉFONE. HADES,
porém, antes de sua partida, enfeitiçou-a com uma fruta e a condenou
a passar um terço de seus dias em
TÁRTARO. Por isso, todos os anos,
quando PERSÉFONE volta à Terra,
as flores desabrocham...

Você tem
três motivos para
anunciar na
Revista O Diálogo
Credibilidade
Qualidade
Retorno

Não perca

tempo
Descontos especiais
para conveniados
CONHEÇA A
Casa do Inspetor
www.casadoinspetor.com.br
INFORMAÇÕES:
2231-9151 /9964-2842

6

traz flores dos mais variados aromas,
cores e formas. Sentimos a presença
de Deus, que é Amor, e até os animais
buscam acasalar-se:

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

11
Psicologia

Teremos Futuro?
NINA EIRAS DIAS DE OLIVEIRA – CRP 05/09409
Psicóloga com prática
clínica fundamentada
na fenomenologia e
no pensamento de
Heidegger.
Especialista clínica pelo
CRP/ RJ e
hospitalar pela FGV/RJ.

ou de 1962. Pertenço à geração que foi nomeada como “os
filhos da revolução”, nascida
em pleno período da Ditadura,
do AI-5, sob as sombras da tirania,
das guerras, das perseguições, da
imposição da dor e dos sofrimentos
das torturas. Do pós-guerra, onde, no
horizonte do mundo, o futuro mostrava-se promissor. Época do crescimento, busca de liberdade, desenvolvimento, criatividade cultural,
do povoamento, de tantos nascimentos e
surgimentos. Havia a necessidade da
expansão, da reconstrução, do labor,
do “mãos à obra” e da necessidade de
se “arregaçarem as mangas”.
Muitas vezes, a minha geração é
reverenciada e usada como parâmetro
e contraponto com a juventude que hoje
desponta. Há de se ter um certo cuidado
com axiomas, nostalgias e idealizações.
No consultório, lido com os conflitos das crianças e jovens de hoje, que se mostram imediatistas, fruto
de uma cultura consumista, pragmática e individualista. Têm
muita dificuldade em lidar com aquilo que demanda tempo,
como o esperar por algo, a aquisição do conhecimento e o
debruçar e se envolver com os estudos.
Presto muita atenção no medo, na apatia e no pessimismo
que os jovens adolescentes mostram na relação com o futu-

S

ro, diferente das gerações passadas. Numa sociedade que
aspira ao sucesso profissional, penso que, de certa forma,
o modo como se investe nessa aspiração desde a infância
(excesso de cursos e, normalmente, com direcionamento profissional futuro e não apenas na ampliação de experiências,
no desvelamento e aperfeiçoamento de talentos, no simples
conhecimento, na ampliação da visão de mundo) também
contribua numa sobrecarga de temores desse futuro. “Darei
conta?” “Terei sucesso?” “Ganharei dinheiro?”
Outro grande fator está em como este futuro, hoje, nos é apresentado: catástrofes
nos aguardam, aquecimento global,
descongelamento, diminuição da
camada de ozônio, um possível
não-futuro.
O uso de drogas lícitas e não-lícitas
cresce como tentativa de aplacar o vazio
existencial e aliviar o stress que impregna
cada cidadão na síndrome da correria e da
pressa. É crescente e assustador o número
de consumidores de drogas. Entre eles estão
várias gerações de médicos, juízes, advogados,
psicólogos, entre outros.
Penso, sempre, no quanto esse esvaziamento do pensar
e do refletir favorecem uma política de poder corrupto e
ganancioso.
Temo pelo presente revelado e por seus desdobramentos.
Quem serão nossos filhos?

CARTA DO LEITOR
Correspondência recebida:
AO SENHOR ADILSON A. P DE CARVALHO
.
Por meu intermédio, a Senadora Lúcia Vânia agradece a
Vossa Senhoria o encaminhamento ao seu
Gabinete da publicação O Diálogo.
Atenciosamente,
Heldo Vítor Mulatinho
Assessor Parlamentar

6
6
12

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO

SENHOR ADILSON,
Ficamos muito felizes com a sua visita e dos demais
diretores da nossa querida Casa do Inspetor aqui em
Minas. Embora não faça mais parte de Diretoria Regional, estarei sempre à sua disposição.
Nas minhas ações educativas, nas escolas, empresas de
transporte, faculdades, nos órgãos de trânsito, etc., uso
com maior orgulho o nome da CASA DO INSPETOR.
Um fraternal abraço do seu amigo e colaborador,
Inspetor De Paula
Educador de Trânsito
Nova Lei

Sendo Preso,
Eu quero ser

ALGEMADO

O

Supremo Tribunal Federal, aproveitando um julgamento sobre um caso específico, determinou
explicitamente que o uso das algemas em prisões
dos cidadãos deve ser um caso excepcional, tendo
que ser usada quando houver risco para o detido, para o
policial ou para a sociedade.
Essa medida veio após diversas reclamações das classes
sociais mais favorecidas, que
se sentiram prejudicadas pelo
uso, até então indiscriminado,
desta forma de contenção,
principalmente pela Polícia
Federal, e a farta exposição
dessas imagens pelos diversos
meios de mídia.
Como instrutor de Direitos
Humanos e Cidadania para
policiais, não posso deixar de
considerar que essa inovação
do STF tem conseqüências imprevisíveis, pois, ao fim, não veio a resolver, mas complicar. O
uso das algemas sempre foi determinante para a segurança
dos policiais, evitando uma possível reação do detido, o que,
na maioria das vezes, não pode ser previsto pelo aparato policial, bem como não pode ser respondido por outros meios,
a não ser com o uso da força. Também a contenção do detido torna-se importante para a própria sociedade, pois esta
tem a confiança de que aquele, conduzido pelas forças de
segurança, não irá evadir, sendo devidamente conduzido às
autoridades, não retornando imediatamente ao seio comunitário. E, como não poderia deixar de ser, também é de extrema
importância para a segurança do próprio conduzido, pois o
aparato policial no Brasil não possui meios de contenção às
reações dos detidos, com efeitos não-letais ou equivalentes,

de forma generalizada. Em outras palavras, decorrente da
pressão social contínua, em que (com justiça, convenhamos)
será defendido o não uso das algemas para todos, vamos
ter policiais com um nível de alerta mais elevado, portando
armas com mais tensão, comportando-se como se o detido
fosse sempre reagir, podendo vir a interpretar todos os movimentos do custodiado como uma ameaça para si e para
outros. Daí, já dá para imaginar quais são as notícias que
irão aparecer.
Por isso, reafirmo que, em
caso de prisão ou detenção da
minha pessoa, farei questão
do uso da algemas para minha
condução, deixando o meu condutor em condições de diminuir
a sua preocupação comigo, o
que será seguro para todos nós,
haja vista o nível de habilitação
técnica das nossas polícias
brasileiras.
Neste contexto, me sobressai uma preocupação: e como
fica a definição para o agente
de segurança pública? Em que
momento de excepcionalidade terá que ser usado o par de
algemas?
Numa sociedade em que se cobra muito do serviço policial, porém oferecem-se parcos meios a um serviço público
tão importante, o policial não terá, de fato, indicações e
padrões de comportamento social para se orientar. Só nos
resta temer por mais uma ação imediatista e incompleta,
com um viés de proteção direcionado a uma certa parcela
social, mas que não vem a resolver um problema, como um
todo, que é a correta aplicação da Justiça – para todos,
indiscriminadamente.
* É policial rodoviário federal da 1ª SRPRF
em Goiás e especialista em criminologia.

6

Fabiano da Silva Faria*

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

13
Odontologia

Todo cuidado É POUCO!
MÁRCIO FILPO PICADO

A

boca é a vitrine da saúde do
corpo. Ela pode apresentar
sinais de deficiências nutricionais ou infecção geral.
Por exemplo, doenças sistêmicas
– aquelas que afetam todo o organismo, como diabetes e AIDS – podem se manifestar através
de lesões bucais ou outros problemas orais.
São necessários mais estudos, mas alguns pesquisadores acreditam que bactérias e inflamações relacionadas
à periodontite (doença periodontal) têm papel importante
em algumas doenças sistêmicas. Da mesma maneira, enfermidades como o diabetes, distúrbios nas células sangüíneas e
infecções do HIV podem diminuir a
resistência do corpo às infecções,
tornando a doença periodontal
mais severa.
Algumas evidências indicam
que bactérias bucais podem estar
relacionadas à doença cardíaca,
obstruções arteriais e derrame
cerebral.
Portadores de diabetes freqüentemente sofrem de
periodontite. Além disso, há indícios de que diabéticos são mais propensos a desenvolver e ter tal tipo de
doença, porém mais severa do que os não-diabéticos.
Alguns estudos indicam que a doença periodontal pode
dificultar aos portadores de diabetes o controle da glicose
no sangue.
Embora a periodontite possa contribuir para essas doenças, é importante entender que o fato de duas doenças
ocorrerem ao mesmo tempo não significa necessariamente
que uma seja a causa da outra. É por essa razão que

“

estudiosos estão investigando o que ocorre quando a
periodontite é tratada em pessoas com alguma dessas
enfermidades.
Devido à potencial relação entre periodontite e problemas sistêmicos de saúde, a prevenção pode ser um passo
importante na manutenção da saúde geral:
escove seus dentes minuciosamente pelo menos
duas vezes por dia (o ideal são quatro vezes); limpe entre
os dentes com fio dental ou outro tipo de higienizador
interdental uma vez por dia; use adstringente bucal como
complemento de sua higiene oral;
tenha uma dieta balanceada e limite as guloseimas
às refeições, o que pode reduzir
o risco de desenvolver cáries e
doenças periodontais;
agende visitas ao dentista
regularmente (duas vezes ao
ano); a limpeza feita pelo dentista é o único meio de remover
o cálculo (tártaro), que retém a
placa bacteriana ao longo da
linha gengival;
converse com seu dentista
sobre alterações em sua saúde geral, particularmente doenças recentes ou crônicas.
Recapitulando: a boca é repleta de incontáveis bactérias, algumas relacionadas à cárie dentária e doença
periodontal. Pesquisadores descobriram que a doença
periodontal está relacionada com outros problemas de
saúde: doença cardiovascular, derrame cerebral e pneumonia bacteriana. Além disso, gestantes com periodontite
têm maiores riscos de partos prematuros e/ou de crianças
nascidas com baixo peso.
Tchau! Até a próxima e um abraço a todos.

“

Cirurgião-Dentista,
formado pela antiga
Faculdade Nacional
de Odontologia da
Universidade do
Brasil (FNOUB)

Algumas evidências indicam que
bactérias bucais podem
provocar diversas doenças.

NOTA DE FALECIMENTO
NOTA DE FALECIMENTO
No dia 09 de julho, com incontido pesar,
informou o Instituto MOSAP através de
,
sua Diretoria Executiva, o falecimento
da Senhora Rosa Maria da Silva, mãe do
Diretor Financeiro da entidade, Antônio

6
6
14

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO

Mendes Patriota.
Aos familiares nossas mais profundas
condolências.
Diretoria da UPRB –
Casa do Inspetor.
FOTO: ANTONIO CRUZ/ABr

Comemorações da PRF

Visitantes observam motocicleta da década de 1940 em exposição no
Parque da Cidade em comemoração aos 80 anos da Polícia Rodoviária Federal

Exposição marca 80 anos da
Polícia Rodoviária Federal
também fizeram demonstrações para os visitantes.
De acordo com o inspetor Alexandre Castilho, mais que
comemorar o aniversário da corporação, o objetivo da exposição é aproximar a PRF da sociedade. “Muitas pessoas,
que não freqüentam as rodovias, não conhecem o trabalho
da PRF. É uma atuação que se confunde com a história do
país, que optou pelo meio rodoviário para transportar nossas
riquezas”, apontou.
Fonte: Agência Brasil

6

D

esde viaturas originais da década de 1940 até as
novíssimas motocicletas Harley-Davidson que ainda
não estão nas ruas para fiscalização, quem passou
no dia 27/07 pelo Parque da Cidade, em Brasília,
pôde ver de perto parte do acervo da Polícia Rodoviária
Federal (PRF), em exposição comemorativa aos 80 anos
da corporação.
Além dos veículos, a PRF levou ao parque equipamentos,
uniformes e armas utilizadas na fiscalização de rodovias federais em todo o país. Helicópteros de resgate e de fiscalização

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

15
Sociedade

JUIZ POETA
dá sentença inusitada

O

juiz Ronaldo Tovani, 31 anos, substituto da comarca de
Varginha, ex-promotor de justiça, concedeu liberdade
provisória a um sujeito preso em flagrante por ter furtado
duas galinhas e ter perguntado ao delegado: “Desde
quando furto é crime neste Brasil de bandidos?”
O magistrado lavrou então sua sentença em versos:

No dia cinco de outubro
Do ano ainda fluente
Em Carmo da Cachoeira
Terra de boa gente
Ocorreu um fato inédito
Que me deixou descontente.

Soltá-lo é decisão
Que a nossa lei refuta
Pois todos sabem que a lei
É pra pobre, preto e puta...
Por isso peço a Deus
Que norteie minha conduta.

O jovem Alceu da Costa
Conhecido por ‘Rolinha’
Aproveitando a madrugada
Resolveu sair da linha
Subtraindo de outrem
Duas saborosas galinhas.

E depois de algum trabalho
O larápio foi encontrado
Num bar foi capturado
Não esboçou reação
Sendo conduzido então
À frente do Delegado.

É muito justa a lição
Do pai destas Alterosas.
Não deve ficar na prisão
Quem furtou duas penosas,
Se lá também não estão presas
Pessoas bem mais charmosas.

Apanhando um saco plástico
Que ali mesmo encontrou
O agente muito esperto
Escondeu o que furtou
Deixando o local do crime
Da maneira como entrou.

Perguntado pelo furto
Que havia cometido
Respondeu Alceu da Costa
Bastante extrovertido
Desde quando furto é crime
Neste Brasil de bandidos?

Afinal não é tão grave
Aquilo que Alceu fez
Pois nunca foi do governo
Nem seqüestrou o Martinez
E muito menos do gás
Participou alguma vez.

O senhor Gabriel Osório
Homem de muito tato
Notando que havia sido
A vítima do grave ato
Procurou a autoridade
Para relatar-lhe o fato.

Ante tão forte argumento
Calou-se o delegado
Mas por dever do seu cargo
O flagrante foi lavrado
Recolhendo à cadeia
Aquele pobre coitado.

Desta forma é que concedo
A esse homem da simplória
Com base no CPP
Liberdade provisória
Para que volte para casa
E passe a viver na glória.

Ante a notícia do crime
A polícia diligente
Tomou as dores de Osório
E formou seu contingente
Um cabo e dois soldados
E quem sabe até um tenente.

6
6
16

Assim é que o aparato
Da Polícia Militar
Atendendo a ordem expressa
Do Delegado titular
Não pensou em outra coisa
Senão em capturar.

E hoje passado um mês
De ocorrida a prisão
Chega-me às mãos o inquérito
Que me parte o coração
Solto ou deixo preso
Esse mísero ladrão?

Se virar homem honesto
E sair dessa sua trilha
Permaneça em Cachoeira
Ao lado de sua família
Devendo, se ao contrário,
Mudar-se para Brasília!

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO
Nova Diretoria

FOTO: GERVÁSIO BAPTISTA/ABr

Nova Diretoria da FENAPRF

FENAPRF
Empossa Diretoria

Presidente Gilson Dias da Silva e Hélio Cardoso Derene,
Diretor Geral do DPRF

E

6

A partir da esquerda:
Adilson A. P. de Carvalho, Ademur Antonio Junior e
Luiz Carlos Rangel, presentes à posse

m solenidade realizada no Salão Azul
Sul, do Hotel Nacional de Brasília, a
FENAPRF empossou, dia 13 de agosto,
os integrantes de sua Diretoria Executiva,
Conselho Fiscal e de Ética, eleitos para o triênio
2008/2011.
Compareceram à cerimônia de posse componentes dos poderes Legislativo, Executivo e
Judiciário, além de representantes de entidades
sindicais e associações classistas, entre essas
a Casa do Inspetor, representada por seu presidente Adilson A. P. de Carvalho, pelo diretor de
divulgação, Luiz C. Rangel, e por seu representante em Brasília, Ademur Antônio Junior.
Após a solenidade de posse, a FENAPRF
ofereceu um coquetel aos presentes.

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

17
FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

Momento Histórico

Lembranças

E

le foi um dos maiores motociclistas batedores da nossa Polícia Rodoviária Federal,
sendo considerado um verdadeiro ás na
arte de pilotar motocicletas.
Foi um dos escolhidos pela antiga Polícia
Especial para atuar na escolta do ex-presidente
Getúlio Vargas.
A sua perícia e eficiência na realização de
missões de escolta para as mais importantes
autoridades lhe valeram uma homenagem da
qual sempre se orgulhou: foi agraciado com um
Diploma de Honra ao Mérito, concedido pela
Embaixada dos Estados Unidos.
Estamos lembrando carinhosamente o saudoso Rafael França e Silva, o popular “Folha
Seca”, grande motociclista da Polícia Rodoviária
Federal.

À esquerda: Rafael França e Silva
um grande motociclista da PRF

6
6
18

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR
Aconteceu

Presidente da Casa do Inspetor, Adilson Carvalho, soldado homenageado,
Jonatas Valter dos Santos, Cel Marco Antônio Horta Ferreira

Descerramento da
placa comemorativa

32º BATALHÃO DE
Infantaria Motorizado
Batalhão Dom Pedro II comemora 138 anos

6

E

m solenidade comemorativa ao138o aniversário do “Batalhão
Dom Pedro II”, foi inaugurada placa em homenagem ao
PELOTÂO HAITI. 28 militares integraram o 8º contingente
de Batalhão de Infantaria de Forças da Paz (BRABAT) da
missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti
(MINUSTAH).

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

19
FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB

Aconteceu

A partir da esquerda: Martins, Mario Baptista e o Pres. da Casa do Inspetor, Adilson Carvalho

4ª Delegacia Regional/MG

INAUGURA SEDE PRÓPRIA

A

4ª Delegacia Regional da Casa do Inspetor inaugurou, dia 27 de julho, a sua sede própria, localizada
em sala adquirida pela entidade, na Avenida João
Cezar de Oliveira, no 751/207, bairro Eldorado,
Contagem.
Compareceram à cerimônia de inauguração o presidente
da Casa do Inspetor, Adilson A. P. de Carvalho, o Superintendente Regional da PRF/MG, Inspetor Waltair Vasconcelos,
o Relações Públicas da 4ª SRPRF/MG, Aristides do Amaral
Junior, os diretores José Ângelo de Oliveira (Patrimônio),
Paulo Burger (1º Secretário), Fernando Angotti (Conselho

6
6
20

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO

Deliberativo), os integrantes da Delegacia Regional, Mário
Baptista de Oliiveira (Delegado), Getúlio Mota e Silva (Secretário) e esposa, Joana Lúcia Cordeiro, Danielle Fernanda da
Costa (Funcionária da Delegacia) e os amigos associados
Lúcio Campos Silva, Antonio das Graças de Paula e Milton
Coelho de Araújo.
De parabéns a nossa Casa do Inspetor, os integrantes da
4ª Delegacia Regional e os associados de Minas Gerais que,
a partir de agora, dispõem de um local próprio para tratar dos
assuntos pertinentes à entidade, aos seus interesses, bem
como um local de encontro e lazer.
FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

Participantes da solenidade de inauguração

Ato de assinatura da escritura da sala, no
Cartório do 2º Ofício de Notas de Contagem/MG

6

Prédio onde se localiza a sede
própria da 4ª Delegacia Regional

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

21
FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

Aconteceu

A partir da esquerda: Paulo Burger, Adilson, Mario Baptista, Angotti, De Paula e Oliveira

Autoridades presentes ao evento

6
6
22

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO
FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB

Presidente da
Casa do Inspetor,
Adilson Carvalho,
e Inspetor De Paula,
Educador de Trânsito

Aspecto
do evento

Festa Comemorativa dos

80 anos da PRF

6

F

oi realizada, no dia 25 de julho, em Belo Horizonte
no Clube Labareda na Pampulha, a festa em
comemoração aos 80 anos da PRF.
Estiveram presentes ao evento o Presidente da
Casa do Inspetor, Adilson Carvalho, integrantes
da diretoria e amigos ligados à instituição.

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

23
FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB

Aconteceu

10ª SRPRF-BA comemora os 80 anos da PRF

Torneio Inter-Delegacias da

10ª SRPRF-BA

E

m comemoração aos 80 anos da PRF, realizou-se
o Torneio Inter-Delegacias da 10ª SRPRF-BA, em
Salvador. O evento, que aconteceu na Sede da
ASDNER, teve o apoio do SINPRF-BA.

RELAÇÃO DE DELEGADOS - CASA DO INSPETOR
1ª DELEGACIA/GO – JOSÉ DE ARIMATEIA ALENCAR SENA
2ª DELEGACIA/MT – IRIS FERNANDO DA SILVA
4ª DELEGACIA/MG – MARIO BAPTISTA DE OLIVEIRA
5ª DELEGACIA/RJ – FERNANDO ANGOTTI
7ª DELEGACIA/PR – JAIRO TUPI COSTA REINARDT
8ª DELEGACIA/SC – GILBERTO DURIGON DE FREITAS
9ª DELEGACIA/RS – MARIO GENTIL SCARIOT
10ª DELEGACIA/BA – ALMIR PENA GASPAR
11ª DELEGACIA/PE – LUIZ ALBERTO DO NASCIMENTO
12ª DELEGACIA/ES – JORGE EMILIO NUNES DA SILVA
13ª DELEGACIA/AL – JOSÉ GOMES DE OLIVEIRA
14ª DELEGACIA/PB – HERVERTON REINALDO A. SILVA
15ª DELEGACIA/RN – CHRISTOVÃO DE SOUZA REVOREDO
16ª DELEGACIA/CE – AGILDENOR LEITE GOMES
17ª DELEGACIA/PI – LOURIVAL JOSÉ VELOSO FILHO
18ª DELEGACIA/MA – ELISEU CUTRIM GOMES
19ª DELEGACIA/PA – ISMAEL DOS SANTOS PINHEIRO
20ª DELEGACIA/SE – OSVALDO ALVES DE ALMEIDA
REPRESENTAÇÃO BRASILIA/DF – ADEMUR ANTÔNIO JUNIOR
3º DISTRITO PRF/AM – ANTONIO JOSÉ GRELLO GONÇALVES
5º DISTRITO PRF/RR – IVAN MOLINA

6
6
24

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO

(62) 3275-8204
(65) 3619–3058
(31) 3363–6185
(21) 3341–1360
(41) 3361–8500
(48) 3346-4292
(51) 3352–5992
(71) 3257–0226
(81) 3465-6378
(27) 3339–6478
(82) 3221–7143
(83) 3232-3138
(84) 3478-2497
(85) 3295–3022
(86) 3233–1414
(98) 3236-0217
(91) 3235–1774
(79) 3246–3499
(61) 3323–5557
(92) 3625-2857
(95) 3627-3400

FUNCIONAMENTO DA
SEDE SOCIAL “QUITANDINHA”
– PETRÓPOLIS – RJ
HORÁRIOS
SAUNA:
Quartas e sextas-feiras, das 17 às 20h
NOTA:
Para uso da sauna, é necessário avisar
com antecedência de duas horas para
que seja aquecida.
PISCINA:
De terça a domingo, das 9 às 17h
SINUCA:
De terça a domingo, das 9 às 19h
FOTO: WILSON DIAS/ABr

Aconteceu
Em comemoração aos

80 ANOS, PRF
ENTREGA MEDALHAS

Tarso Genro, Ministro da Justiça, e Márcio Fortes, Ministro
das Cidades, com as medalhas do Mérito Rodoviário

Na cerimônia em comemoração aos 80 anos de criação da Polícia
Rodoviária Federal, realizada no dia 22 de julho, foi entregue a
medalha do Mérito Rodoviário aos Ministros da Justiça, Tarso
Genro, e das Cidades, Márcio Fortes, que a receberam das mãos
do diretor-geral da PRF, Hélio Cardoso Derenne.
Estiveram presentes à solenidade diversos PRFs. O Ministro
da Justiça, Tarso Genro, em discurso, enalteceu todo o trabalho realizado pela PRF durante essas 8 décadas e ressaltou a
importância da continuação do trabalho prestado por nossa
instituição.

Homenagem
Inspetor José da Silva Reis, o mais antigo PRF do Estado da
Bahia e um dos mais antigos associados da Casa do Inspetor,
onde ingressou em novembro de 1953, portanto há 55 anos
sócio fiel de nossa entidade.
Ao companheiro Reis, os agradecimentos, o respeito e as homenagens da Casa do Inspetor.
Carteira de sócio da Casa do Inspetor de um dos
mais antigos membros de nossa Instituição

XIII ENCOPRF

No dia 21 de julho, Dr. Edison Guilherme
Haubert, Presidente do Instituto MOSAP
,
comemorou mais um ano de vida e
saúde.
A ele a UPRB – Casa do Inspetor
transmite os mais efusivos votos de
felicidades.

Do dia 1 ao dia 3 de agosto de 2008, em Tubarão/SC, realizouse o XIII Encontro de Policiais Rodoviários Federais. Com uma
extensa programação, o encontro visou à integração dos participantes através da prática de diversas atividades desportivas:
futsal, vôlei, tiro, xadrez...
No dia 02, aconteceu um Jantar Dançante na Sociedade Recreativa Cidade Luz em comemoração aos 80 anos da Polícia
Rodoviária Federal.
Patrocinaram o evento o SESC, o Clube Caça Tiro José Siebert e a
Sociedade Recreativa Cidade Luz. Realização: Polícia Rodoviária
Federal, 2ª Delegacia/8ª Superintendência/DPRF-MJ e Sindicato
do Policiais Rodoviários Federais/SC.

Dr. Edison Guilherme Hauber,
Presidente do
Instituto MOSAP

6

Aniversariante

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

25
FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

Aconteceu

Da esquerda para a direira: Inspetores Wolmar Intra
e Célio Malta – homenageados com os motociclistas
pioneiros na 12ª SRPRF/ES

Autoridades presentes à solenidade de encerramento do Curso
de Formação de Motociclistas Batedores da 12ª SRPRF/ES

Encerramento do Curso de
Motociclista batedor da

12ª Superintendência da PRF/ES

N
Inspetor Iwon Mattos
da Costa e esposa,
Senhora Penha

6
6
26

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO

o dia 23 de julho, na sede da 12ª Superintendência da PRF/ES, os inspetores José Altair Gomes
Benites e Heleno José Guimarães, do DPRF,
ressaltaram a constante participação da Casa do
Inspetor em eventos desta natureza.
Na ocasião, o Inspetor Iwon Mattos da Costa
foi homenageado como o mais antigo policial da
12ª SRPRF/ES. Também foram homenageados os
inspetores Wolmar Intra, Célio Malta e Alcidélio
Prudêncio.
FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB

Aconteceu
CASA DO INSPETOR

Celebra novo
CONVÊNIO

20ª Delegacia tem

NOVA DIRETORA
A associada Patrícia Silva Santana Oliveira foi designada para
exercer o cargo de Diretora de Relações Públicas da 20ª Delegacia
Regional da Casa do Inspetor, em Sergipe.
À Patrícia, as boas-vindas e os sinceros votos de sucesso em
sua nova função.

Da esquerda para a direita: Inspetor Renato (Diretor
Tesoureiro da 20ª UPRB/SE), Dr. Roberto Augusto
Vasconcelos (Diretor proprietário do colégio), Inspetor
Osvaldo Alves de Almeida (Delegado da 20ª UPRB/SE),
Dr. Lúcio Ricardo Vasconcelos (Diretor Financeiro),
Inspetora Patrícia (Diretora de Rel. Públicas da 20ª UPRB),
Dra Simone Vasconcelos (Diretora Pedagógica), Inspetor
Fábio (Presidente do SINPRF/SE) e alunos do BOM PASTOR.

“

“

Mais uma vez, o Inspetor Osvaldo Alves de Almeida, Delegado
da 20ª Delegacia Regional da Casa do Inspetor, Aracaju/SE,
celebrou excelente convênio. Desta vez, com o Colégio Bom
Pastor, que oferece ensino de qualidade do Maternal ao Ensino Médio. O colégio possui uma estrutura física com 20
salas de aula, quadra de esportes coberta, piscina, sala de
dança, sala de vídeo, laboratórios de informática e de ciências, biblioteca com sala de leitura, gabinete odontológico e
área de lazer. Tudo isto com descontos para os associados
da Casa do Inspetor.

Toda força será fraca se
não estiver unida
Jean de La Fontaine

CARTA DO LEITOR
Correspondência recebida:

Orçamento e Gestão com vista a manutenção da rubrica
que autoriza as consignações de seguros e planos de saúde

SENHOR PRESIDENTE
(ADILSON ALBERTO
PEREIRA DE CARVALHO),

nas folhas de pagamento da Polícia Rodoviária Federal e do
Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.
Em atenção a sua solicitação, encaminhei, em anexo,
correspondência dirigida àquela Pasta Ministerial, requerendo a revogação dos dispositivos contidos no Decreto
no 6.386/2008 e Portaria Normativa 01/2008 que proíbem
as mencionadas rubricas.
Cordialmente,
Senador Papaléo Paes

6

Brasília, 03 de julho de 2008.
Reporto-me a sua correspondência, datada de 08 de abril
de 2008, por meio da qual Vossa
Senhoria pede que interceda junto
ao Ministro do Planejamento,

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

27
Capa

FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

Residência de Arnoldo Klippel –
local em que foi realizada a reunião
de fundação da Casa do Inspetor
(Castelânea, Petrópolis-RJ)

6
6
28

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO
União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor

60anos
EM DEFESA DOS
policiais rodoviários federais

A

UPRB – Casa do Inspetor tem
sido, durante todos os seus anos
de existência, um órgão de fundamental importância nos destinos
da Polícia Rodoviária Federal.

6

Arnoldo Klippel,
Fundador, Instituidor
e Ex-Presidente da
Casa do Inspetor

GO
O D I Á LO GO CASA DO INSPETOR

29
FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

Museu da Casa do Inspetor localizado na sede social da entidade em Petrópolis/RJ

Em seus primórdios, a Polícia Rodoviária Federal era
denominada Polícia das Estradas e seus poucos, mas valorosos, integrantes eram chamados de Inspetores de Tráfego
e estavam subordinados ao DNER (Departamento Nacional
de Estradas de Rodagem). Seu trabalho era desvalorizado
e seus integrantes, sujeitos à demissão sem qualquer motivo
real e consistente. Seus atos eram cercados de muita burocracia, o que impedia uma ação verdadeiramente eficaz na
solução de problemas relacionados às suas funções. Numa
estrutura ditatorial montada pelo DNER, um policial, para
conversar com um superior, era obrigado a elaborar um
requerimento que seria analisado antes de ser aprovado,
o que dificultava ainda mais o já sofrido trabalho dos então
“Inspetores de Tráfego”.
Nesse contexto histórico, o Inspetor Arnoldo Emílio Klippel
recebeu de Cid Gonçalves – estatístico do DNER – a sugestão
de organizar uma entidade de classe com estatuto registrado
para que pudesse interceder pela categoria sem estar sujeito
às possíveis perseguições dos engenheiros do DNER.
E foi assim que, numa reunião realizada na varanda da residência do Inspetor Klippel, em Petrópolis-RJ, deu-se o primeiro
passo para criar o órgão de classe em defesa da PRF.
Klippel e alguns colegas por ele convidados discutiram
durante um ano a organização do estatuto que regeria a Casa
do Inspetor, registrado em setembro de 1948.

6
30

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR

Convocação para o Ato de
Constituição da Casa do Inspetor
(O texto foi assinado espontaneamente por Cid Gonçalves, a fim de que se evitasse a demissão sumária de qualquer
policial frente aos engenheiros do DNER)
Petrópolis, 10 de setembro de 1948
Prezado Colega,
Já de muitos anos foi lançada a semente da União e Solidariedade entre nós e não têm sido poucas as vezes frustradas
pelo pouco número dos que se apresentam para fazer com que
esta semente fecunda germine e floresça em todo seu vigor.
Porém desta vez, estou certo de que virás, honrando-nos com
tua presença no Ato da Constituição da NOSSA ASSOCIAÇÃO,
fazer com que tua voz junto à nossa se faça ouvir tão alto
como na guerra os canhões troando.

Data: 15 de setembro de 1948
Local: Estrada da Independência, 324 –
Cremerie – Petrópolis
Horário: 14h
Texto da convocação
para a 1ª Assembléia Geral:
Srs. Inspetores, Estatísticos e Motoristas pertencentes ao
quadro da Polícia do DNER
A União Beneficente dos Inspetores de Tráfego do DNER,
“Casa do Inspetor”, vem por este meio convidar todos os
interessados para tomarem parte na 1ª Assembléia Geral, a
realizar-se no dia 05/11/1948, às 14h, na residência do Inspetor Arnoldo Emílio Klippel, sito a rua Prof. Cardoso Fontes, no
108-A, em Petrópolis, RJ, a fim de tomarem conhecimento dos
Estatutos e eleição da Diretoria.
A Comissão

No entanto, a despeito de todas as investidas contrárias, a Casa do Inspetor foi se consolidando e ganhou sua
primeira sede.
Com o passar do tempo, a polícia foi ganhando mais espaço e maior reconhecimento e a entidade classista passou
a se chamar União do Policial Rodoviário do DNER – Casa
do Inspetor. Sua intenção maior: lutar pela dignidade dos
policiais rodoviários.
Em 1987, o Brasil discutia a elaboração de uma nova
Constituição Federal. Eram tempos de consolidação da
democracia recém-readquirida. Na Casa do Inspetor, o
presidente era Orlando Rippel, inspetor que já havia encampado muitas lutas em favor da polícia rodoviária. À
frente da Casa, ele se preocupou em estudar o esboço da
Constituição para identificar como estava sendo tratada a
Polícia Rodoviária Federal. Era imprescindível que a PRF tivesse, na nova Constituição, o amparo legal necessário para
que seus trabalhos fossem reconhecidos como primordiais
para aqueles que tinham – e têm – que cruzar as estradas
do país com segurança.

Edifício Itararé, local em que se
instalou a primeira sede administrativa
da Casa do Inspetor

6

Registrado o estatuto, o órgão, inicialmente denominado
União Beneficente dos Inspetores do DNER – Casa do Inspetor, começou a crescer. Em represália, cresceu também a
perseguição aos policiais. Não faltaram tentativas de enfraquecê-lo. Inconformados, os engenheiros do DNER buscaram
todas as formas de impedir que a Polícia Rodoviária Federal
tivesse reconhecida sua importância.

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

31
Ao buscar meios para consolidar a carreira do policial
rodoviário, a Casa do Inspetor contou com a atuação de
inestimável valor do advogado Ulisses Guedes, que orientou
na elaboração da emenda popular que transferiria a PRF
para o âmbito do Ministério da Justiça, defendendo-a com
êxito. Foram reunidas 175 mil assinaturas conseguidas pela
Casa do Inspetor e por outras entidades.

Fragmentos do discurso
pronunciado por Ulisses Guedes na
Assembléia Nacional Constituinte em
defesa da emenda popular pela
inclusão da Polícia Rodoviária Federal
no Capítulo da Segurança Pública:

FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

“O Brasil vive, neste momento, um instante histórico que
por certo marcará sua trajetória de país evoluído e democrático, que poderá servir de exemplo para o mundo. (...)”

A Casa do Inspetor presente ao ENLASP - 1º Encontro
Nacional dos Líderes de Associações e Sindicatos da
Polícia, realizado em 14/08/06, em Brasília.
Na foto da esquerda para a direita:
Gandna (COBRAPOL), Adilson (Pres. da Casa do Inspetor),
Munduruca e Rangel (representantes da Casa do Inspetor)

6
32

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR

“(...) queremos expressar o agradecimento da Casa do Inspetor
(...) aos senhores contituintes que, em tão boa hora, usaram o
bom senso e fizeram constar do texto legal a permanência da PRF
como órgão indispensável ao patrulhamento das nossas estradas
federais. (...)”
“Além do policiamento das estradas, a PRF ainda exerce papel
exponencial no âmbito nacional. (...)”
“(...) o Policial Rodoviário, mesmo sem preparo adequado,
porque não tem o respeito do DNER, combate o crime, a droga e
tem como ponto de honra garantir as estradas do país, no combate
direto à marginalidade, inclusive internacional. São servidores
públicos que fazem da sua profissão um verdadeiro sacerdócio. E
esse poder de polícia vem sendo exercido há 60 anos com a maior
eficiência possível. Sem contar, porém, com o apoio do DNER.”

Em julho desse mesmo ano, paralelo às comemorações
do Dia da Polícia Rodoviária Federal, foi realizado, em Caxias
do Sul, o 1º Encontro Nacional de Delegados da UPRB – Casa
do Inspetor. Naquele momento, a PRF começou a tomar seu
verdadeiro lugar como polícia da União.
1º Encontro Nacional de Aposentados e Pensionistas
realizado em 20 de março de 2006 pelo
Instituto MOSAP ao qual estiveram presentes
integrandes da Casa do Inspetor

e positivo junto ao Congresso Nacional e ao Governo Federal
em defesa das questões que interessam aos policiais.
Ao longo de toda a sua profícua e bem-sucedida história, a UPRB – Casa do Inspetor tem como fim a justiça e a
valorização do policial rodoviário federal.
Sob o lema “Perseverança, retidão, firmeza”, a Casa do
Inspetor é hoje uma entidade que garante diversos serviços
aos policiais associados, contando com representantes em
todos os estados da Federação para dar assistência aos
companheiros PRFs, zelando por seus interesses.
Esta história vem sendo escrita ao longo desses sessenta anos e depende da participação de todos os que lutam
pela carreira do PRF como instrumento da construção de
um país digno, seguro, responsável.

Casa do Inspetor – nos seus 60 anos de luta
em prol dos PRFs e dos seus associados:
participou intensamente da luta que colocou a PRF no
capítulo de Segurança Pública da Constituição de 1988;
abortou o Projeto Sutran, que, se aprovado, delegaria
o policiamento das rodovias federais aos estados que o
executariam através das polícias militares;

6

O resultado da grande luta travada por Orlando Rippel e
tantos outros companheiros foi que, na Constituição de 1988,
a PRF foi incluída no Artigo 144, Capítulo III, como integrante
do Sistema Nacional de Segurança Pública:
Criou-se então, após intensa luta das entidades classistas,
o Departamento de Polícia Rodoviária Federal. A Casa do
Inspetor passou a ser referência em todas as questões que
envolvessem a PRF, inclusive dando estrutura e suporte necessários para a criação do Sindicato Nacional dos Policiais
Rodoviários Federais.
Alcançado seu maior intento, a Casa do Inspetor iniciou
um período de modernização. O espírito associativo foi fortalecido, novos convênios começaram a ser firmados, sedes
recreativas foram estruturadas, sempre com o intuito de
melhor atender àqueles que acreditaram na UPRB e a ela
se associaram.
Hoje, com a estruturação de outras entidades de caráter
reivindicatório na categoria, a Casa do Inspetor tem se voltado
especialmente para o trabalho social junto aos associados.
Ao lado da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários
Federais, da Associação Nacional da Polícia Rodoviária Federal
e do MOSAP (entidade que defende com eficiência os interesses
dos servidores ativos, aposentados e pensionistas) a Casa do
Inspetor tem mantido uma postura de desenvolver o trabalho firme

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

33
FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB

Superintendentes e coordenadores da PRF junto a diretores,
conselheiros e funcionários da Casa do Inspetor na sede
social no Quitandinha - Petrópolis/RJ

conseguiu que a GOE (Gratificação sobre Operações
Especiais) fosse estendida à PRF;

Telex Circular a todos os Distritos
Rodoviários e Representação do DNER
Comunico Vossoria que Exmo. Sr. Presidente República, acolhendo exposição motivos do Exmo. Sr. Ministro
Transportes, baseado na solicitação contida no ofício nº
2622, de 14/12/79 desta Diretoria Geral, assinou, dia 20
mês em curso, decreto nº 1771, que concide a todos integrantes Polícia Rodoviária Federal a Gratificação de 60º
a Título de Operações Especiais. Esse Decreto materialisa
um trabalho conjunto da Diretoria-Geral do DNER e a Diretoria da Casa do Inspetor, através de sua representação
na Administração Central. Solicito dar ampla divulgação
aos membros da PRF.
SDS David Elkind Diretor-Geral DNER
CIL/sm/mn.
Texto transcrito na íntegra.

6
34

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR

Função Policial
mantém a expectativa de ver concretizado o tão necessário Plano de Carreira da PRF;

Texto do Aviso nº 228 ao Ministro-Chefe
do Gabinete Civil da Presidência da
República, João Leitão de Abreu, enviado
pelo Dr. José Carlos Soares Freire, Diretor
Geral do Departamento de Administração
do Serviço Público – DASP
Sr. Ministro,
No presente processo, em que V. Ex.a solicita seja examinada a viabilidade de proceder-se à extensão da Gratificação
de Função Policial, instituída pelo Decreto-lei no 2.111/84, de
04/04/84, aos Patrulheiros Rodoviários Federais, cumpre-me
esclarecer que a pretensão se harmoniza com o princípio constitucional da isonomia, ficando a concessão, no entanto, condicionada à existência de recursos orçamentários para atender às
despesas decorrentes da adoção da medida.
Aproveito a oportunidade para renovar a V. Ex.a
meus protestos de elevada estima e distinta consideração.
José Carlos Soares Freire
Diretor-Geral

Ao longo de sua existência,
a Casa do Inspetor vem
propondo novas medidas
ao governo, tais como:
diversos cursos: de línguas, defesa pessoal, tiro,
direção defensiva...
fornecimento de armamento de grosso calibre
aos policiais;
assistência jurídica aos policiais rodoviários
quando em serviço.

Sala da representação da
Casa do Inspetor em Brasília

6

Homenagem a Ulisses Guedes em setembro de 2006.
Ely Pinto de Almeida e Orlando Rippel
ladeando o homenageado

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

35
Sedes da Casa do Inspetor
Associado, curta momentos de felicidade com sua família.
Visite uma de nossa sedes recreativas.

SEDE RECREATIVA SOCIAL DE PETRÓPOLIS (RJ)
Rua Itaguaí, 26 - Quitandinha
Tel.: (24) 2242-1263 - Petrópolis/RJ

POUSADA DE CIDREIRA (RS)
Colônia de Férias
Rua 17 Av. Qd. 120 D Lt. 01
Tels.: (51) 3226-4234/3226-4044

POUSADA DE ARARUAMA (RJ)
Estr. da Praia Seca, 35, Lt. 0, Qd. 18
Bairro Praia do Dentinho
Tel.: (22) 2674-0299

POUSADA DE CALDAS NOVAS (GO)
Rua Note, Lote 2, Quadra B
Parque Palmares – Caldas Novas
Tel.: (64) 3453-2426

SEDE DE GOIÂNIA/GO
Rua 4, 515/11ª andar/Sala 1.118
Edifício Phaternon Center - Setor Central

6
36

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR

SEDE DE CONTAGEM/MG
Avenida João Cezar de Oliveira, 751/257
Bairro Eldorado - Contagem/MG
Casa do Inspetor colaborou com
o DPRF nas inscrições para o
concurso Público de 1994
(Petropolitano Futebol Clube)

DÁRIO RAPOSO BORGES
O primeiro presidente
da União do Policial
Rodoviário do Brasil Casa do Inspetor

Em Brasília
Escritório de Representação: no Centro de Poder Constitucional do País, a poucos metros da Esplanada dos Ministérios, a Casa do Inspetor se faz presente promovendo
os imprescindíveis contatos com autoridades dos Poderes
Executivo, Legislativo e Judiciário.

OCTACÍLIO ALVES
DE SOUZA
O segundo presidente
da União do Policial
Rodoviário do Brasil Casa do Inspetor

Presidentes da Casa do Inspetor
1º - Dário Raposo Borges – 26/08/49 a 23/07/55
2º - Octacílio Alves de Souza – 23/07/55 a 23/07/59
3º - Arnoldo Emílio Klippel – 23/07/59 a 23/07/62
4º - Antonio Félix Filho Nosso Patrono – 23/07/62 a 23/07/67
5º - Renato Fernando Vizanni – 15/09/67 a 15/09/71
6º - José Augusto Balthazar – 15/09/71 a 15/09/80
7º - Orlando Rippel – 15/09/80 a 15/09/89
8º - José Augusto Joaquim – 15/09/89 a 15/09/92
9º - Orlando Rippel – 15/09/92 a 15/09/98
10º - Renato Aristeu Gomes – 15/09/98 a 15/09/01
11º - Adilson Alberto Pereira de Carvalho –
15/09/01 até os dias atuais

6

PUBLICAÇÃO:
“O Diálogo”
elo entre a Casa do Inspetor
e seus associados

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

37
Orlando Rippel, dep. Jair Bolsonaro
e Renato Aristeu Gomes

Trabalho parlamentar
Diretores da Casa do Inspetor em visita a
gabinetes parlamentares em Brasília.

Integrantes da Casa do
inspetor vão a Brasília
para debater o Plano de
Carreira (Janeiro de 2006)

6
38

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR
Rippel, dep. Gonzaga
Patriota e Rangel

6

Rangel, Adilson, ex-dep Nair Xavier Lobo,
P. Burger e Munduruca

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

39
Holofote
FRASES DE PÁRA-CHOQUE
Uma coletânea divertida do
folclore de nossas estradas
“Mulher feia é igual ventania,
só quebra galho”.
“Se hoje está ruim,
não desanime;
amanhã estará pior”.
“No quintal da minha casa,
passa boi passa boiada.
Viu só que movimento!”
“O cachorro só é o melhor
amigo do homem porque
não conhece dinheiro!”
“A estrada para o sucesso
está sempre em construção”.
“Elogios não me elevam,
críticas não me rebaixam;
sou o que sou e não
o que acham”.
Beijo também é cultura:
com ele você conhece
várias línguas”.

TROVAS

Jardim
das

Trovas

O rumo que vens trilhando,
saturado de egoísmo,
vai acabar te jogando
no caminho do ostracismo.
(João Pereira da Fonseca/RJ)

Amor ao próximo... Nisto
todo bom cristão atente:
Muita vez, só mesmo um Cristo
consegue amar certa gente...
(Guiomar Machado/MG)

Chuva – lágrimas das nuvens,
caindo na solidão.
Lágrimas – chuva dos olhos,
subindo do coração...
(Antero de Alencar/MG)

Bondade só de aparência
não salva. Nunca salvou.
Pilatos, lavando as mãos,
bem mais sujas as tornou...
(Marília Pozzoli/PB)

Vim do nada. Nada tenho.
Não fui nada e nada sou.
Não me lembro de onde venho
e não sei para onde vou.
(Antônio Zoppi/SP)

Eu penso que, na verdade,
a melhor religião
é agir com lealdade,
sem inveja ou ambição.
(Luiz C. Rangel/RJ)

Este é, talvez, o primeiro
dos contrastes deste mundo:
A vida é sonho ligeiro!
A morte é sono profundo!
(Caio Magalhães/RJ)

O nosso idioma é o fim,
vejam só que confusão:
dizemos “não” com “pois sim”;
dizemos “sim” com “pois não”!
(João Pereira da Fonseca/RJ)

Depois de guerras e luta,
eis o que surge afinal:
uma confusa disputa
pela paz universal.
(Constantino Gonçalves/RJ)

Infeliz de quem no jogo
suas esperanças ponha:
perderá nele dinheiro,
caráter, honra e vergonha...
(Quintiliano Jardim/MG)

REFLEXÕES
PARA PENSAR
Seja humilde.
A vaidade é o pior dos defeitos, porque engana
a nós mesmos.
Por mais que seja sábio, há sempre alguém mais sábio que você.
Por mais forte que seja, haverá alguém mais forte.
Portanto, seja humilde.
Envaidecer-se de quê?
A vaidade nos faz perder o sentido das proporções e acabamos
caindo no ridículo, porque nos enganamos a nós mesmos.
(Minutos de Sabedoria/C. Torres Pastorino)

6
6
40

O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR
ÁLOGO

PARA SORRIR
Vai transar? O governo dá camisinha.
Já transou? O governo dá pílula do dia seguinte.
Teve filho? O governo da o Bolsa Família.
Tá desempregado? O governo dá o Bolsa Desemprego.
Vai prestar vestibular? O governo dá o Bolsa Cota.
Não tem terra? O governo dá o Bolsa Invasão e ainda te aposenta.
Mas, experimenta estudar, trabalhar e andar na linha, pra ver o
que te acontece!
Paga Imposto de Renda!!!
C ó d i g o d e Tr â n s i t o

Tratar bem não
CUSTA NADA
RENATO ARISTEU GOMES

N

a edição nº 166, de março/abril de 2007, O Diálogo
publicou, nas páginas 30/32, artigo assinado pelo
Inspetor Jackson Mauro, presidente do SINPRF-PA/
AP e vice-presidente da FENAPRF, tecendo comentários sobre a forma de tratamento dispensada por parte dos
policiais rodoviários mais novos aos policiais mais antigos,
tratamento esse considerado descortês e,
em alguns casos, desrespeitoso.
Não há como negar que existe, por
parte de alguns PRFs que ingressaram na
corporação após a passagem desta para
o Ministério da Justiça, um sentimento de
menosprezo pelos colegas mais antigos.
Mas não podemos generalizar e julgar que
todos agem dessa forma. Assim como uma
parte desses policiais mais jovens, quer
por falta de educação, quer por desconhecimento da história da PRF e daqueles
antigos “patrulheiros” e hoje inspetores,
que possibilitaram com seu trabalho que
a PRF viesse a atingir a dimensão que ela
hoje possui, existe também uma parte, um
número bem maior de novos policiais, que dispensa aos
mais antigos, e mesmo aos já aposentados, um tratamento
educado e atencioso.
Assim como o informativo da Casa do Inspetor

– “O Diálogo” – coloca as sua linhas à disposição daqueles
que criticam alguma ação ou tratamento menos simpático
de um PRF, elas devem ser utilizadas também para tornar
público o tratamento cortês e respeitoso dispensado aos
policiais antigos e aos aposentados.
Não posso dizer, em sã consciência, já ter sido menosprezado ou desrespeitado por qualquer PRF, seja
ele novo ou antigo, mas posso afirmar já ter
sido muitíssimo bem tratado quando procurei
meus colegas mais novos. O fato mais recente
ocorreu no dia 10 de junho do corrente ano,
quando, transitando pela BR 101/RJ, parei no
posto de Rio Bonito, onde pretendia receber
informações de como se processava o trânsito
na pista de subida para Petrópolis/RJ.
Ao adentrar a área do posto, fui efusivamente recebido pelos policiais ali de
serviço, inspetores Renato e Dahaer, que
demonstraram inclusive alegria em receber
e atender prontamente um colega mais
antigo e já aposentado.
É de suma importância que os novos
policiais saibam quanta satisfação eles proporcionam aos
antigos colegas, quando lhes dispensam um tratamento
cortês, criando um ambiente sadio de respeito e amizade...
e isso sem nenhum custo.

INFORMATIVOS RECEBIDOS
Acusamos e agradecemos o recebimento dos seguintes informativos.
JORNAL DA APAFERJ – Órgão da Assoc. dos Procuradores Federais do Estado do Rio de Janeiro;
SÍNTESE – Publicação de Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal;
JORNAL DA ASJ – Associação dos Servidores da Justiça do Rio Grande do Sul;
MÃO DUPLA – Jornal do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Rio Grande do Sul;
ASSISEFE – Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas do Senado Federal;
VOZ ATIVA – Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas da Câmara dos Deputados;
ATUALIDADE – Órgão Informativo dos Servidores da Justiça do Trabalho – Rio de Janeiro;
RONDA SINDICAL – Jornal do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Pernambuco;
JORNAL ANASPS – Inf. da Assoc. Nacional dos Servidores da Prev. e da Seguridade Social;
JORNAL DE PETRÓPOLIS

6

FOTO: DIVULGAÇÃO

SINESP – Pub. do Sindicato dos Especialistas de Educação do Ensino Público Municipal de SP;

GO
O D I Á LO GO CASA DO INSPETOR

41
Direito

SEGURO(S) E PLANOS DE SAÚDE –
Necessidade de Autorização
para débito em conta
FERNANDO FERNANDES DE ASSIS
Assessoria Jurídica UPRB — Casa do Inspetor

A

Casa do Inspetor tem como uma de suas premissas
basilares firmar convênios com outras entidades,
organismos e empresas, a fim de que os associados
possam se utilizar dos produtos e/ou serviços por
estas disponibilizados, preferencialmente, em condições
mais acessíveis em relação ao mercado geral. Dentre tais
produtos e serviços, podemos citar a possibilidade de
contratação de seguros e planos de saúde.
Dentro dessa realidade, importa-nos esclarecer que a
participação do associado no(s) plano(s) de seguro e de
saúde disponibilizados através de convênio está atrelada
à solicitação específica, bem como preenchimento dos
formulários e respectivo pagamento mensal.
Com a recente proibição quanto à realização do desconto de tais rubricas (seguro e plano de saúde) em folha
de pagamento – o que se dera por intermédio do Decreto
6386/2008, bem como da Portaria Normativa 01/2008, esta
exarada pelo Secretário de Recursos Humanos do Ministério
do Planejamento, Orçamento e Gestão -, de maneira a evitar
que haja solução de continuidade em relação aos seguros e
planos de saúde, atualmente em vigor, a UPRB – CASA DO

INSPETOR -, encaminhou aos seus associados o formulário
denominado “Autorização para débito em conta”, o qual
deverá ser corretamente preenchido, assinado e, mediante protocolo, devolvido pelo associado à UPRB, a fim de
viabilizar o repasse dos valores anteriormente efetivados
por intermédio de desconto em folha para a quitação das
parcelas respectivas.
Não perca a oportunidade de continuar a usufruir
das vantagens e benefícios decorrentes dos convênios
firmados pela CASA DO INSPETOR. Caso não tenha
recebido em seu endereço o formulário “Autorização
para débito em conta”, entre em contato com a nossa
sede através dos telefones (24) 2243-1276, 2243-0906
ou 2242-7923. O formulário pode também ser adquirido
por intermédio do Delegado mais próximo ou, ainda,
através do site www.casadoinspetor.com.br.
O não envio da autorização para débito em conta das
parcelas atinentes a seguro e/ou plano de saúde, tendo em
vista a proibição por parte do Governo quanto à continuidade do desconto em folha de pagamento, poderá acarretar o
cancelamento do(s) plano(s) de saúde e/ou seguro.

NOTA IMPORTANTE
omo um dos principais objetivos da União do Policial
Rodoviário do Brasil – Casa do Inspetor é a defesa dos
interesses dos associados e da classe policial, a UPRB
pioneiramente propôs Ações Judiciais no Estado de São Paulo
para os associados daquele Estado, que, à época dos ajuizamentos das ações, eram sócios da entidade, bem como no
Estado do Rio de Janeiro para todos os demais associados do
Brasil, que eram, à época das proposituras das ações, sócios
da UPRB – Casa do Inspetor, em face da União Federal, a
fim de que a mesma incorporasse o percentual dos 28,86%
concedidos aos servidores militares, bem como quitasse as
diferenças porventura existentes.
Portanto, todos os associados que nos enviaram a procuração
e os documentos necessários para a propositura das ações
executórias visando ao recebimento das diferenças não quitadas não precisam assinar outras procurações para a mesma
finalidade, principalmente porque já estão devidamente
representados pelos advogados do Departamento Jurídico da

C

6
6
42

ÁLOGO
O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR

UPRB, e, além disto, é óbvio ululante que a União Federal
não irá pagar os valores devidos em duplicidade.
Importante esclarecer que os associados que estiverem nas
ações patrocinadas pela UPRB – Casa do Inspetor e que, porventura, estejam também nas inúmeras ações patrocinadas
pelos sindicatos estaduais e demais entidades, que, repisa-se,
foram propostas depois das ações patrocinadas pela UPRB
– Casa do Inspetor, serão excluídos de uma delas, pois estará
latente a litispendência, inclusive arcando com os honorários
advocatícios devidamente contratados.
Esperamos ter extirpado definitivamente as dúvidas, porventura, existente com relação às ações para incorporação
do percentual 28,86%.
Por derradeiro, destacamos que, independentemente de
o interesse ser coletivo ou individual, a União do Policial
Rodoviário do Brasil – Casa do Inspetor continuará sempre
com a sua labuta hercúlea de defender os interesses de
seus associados.
Crônica

O SUPER-MACHO
LC Rangel
irajuba era um cara legal. Apesar de seus modos
rudes, de ser meio bronco, no fundo, era realmente
um boa-praça. Gabava-se de sua força física, que,
de fato, era muito grande, e, em razão disto, era
sempre requisitado para os serviços mais pesados pelas
diversas chefias do núcleo da PRF, onde trabalhava exercendo o ofício de laçador, tarefa executada
nos caminhões de apreensão de animais
que antigamente atuavam
nas rodovias sob jurisdição
do 7º DRF.
Realmente Pirajuba era
um verdadeiro touro – no bom
sentido, é claro! –, já tendo sido
visto brigando contra cinco e
pondo-os para correr.
Por diversas vezes, quando
um animal empacava na rampa de subida do caminhão,
o cara o fazia subir debaixo
de bordoadas. Isso quando não
resolvia levantar o bicho sobre os ombros
e colocá-lo na carroceria!
Pirajuba, segundo sua própria definição, era um verdadeiro “macho”, temido e respeitado por todos os que
conheciam sua forma e sua valentia.
Mas, e sempre existe um “mas”, a fama de Pirajuba
terminaria de maneira melancólica.

P

Certo dia, lá pelos idos de 1957, os servidores do antigo
núcleo 7-4 foram convocados a comparecer à tesouraria
do 7º DRF para receber um atrasado, fruto de uma decisão
judicial. Na volta, alguém sugeriu que fossem comemorar
com as garotas do beira-rio, local onde existiam as casas de
luz vermelha, os lupanares, os “rendevouz”, enfim, a velha e
tradicional zona, de tantas e tão boas
recordações.
Aí, meus amigos, a desgraça
aconteceu. A casa era pequena.
Possuía apenas uma varanda,
um salão, onde se bebia e
dançava, e um quarto, onde
os “trabalhos” propriamente
ditos se realizavam com um intervalo de aproximadamente vinte
minutos entre um cliente e outro.
Após esperar uma boa hora e
meia, finalmente Pirajuba adentrou o
quarto com uma ruivinha até engraçadinha. O tempo foi passando e nada
de o cara terminar o serviço. Até que,
umas duas horas depois, após ser fortemente esmurrada, a
porta foi aberta e o espetáculo que se viu foi simplesmente
hilário. A ruivinha peladona. Pirajuba totalmente vestido e
aos prantos dizendo: “Não adianta, eu não consigo tirar a
roupa na frente dela, morro de vergonha.”
É mole ou quer mais?

CURIOSIDADE

Para fácil aceitação pela população sertaneja nordestina,
os cinemas locais mudaram os nomes dos filmes.
Veja abaixo o nome de alguns filmes que já foram mudados pelos nordestinos.
Uma linda mulher – A cabrita aprumada
O poderoso chefão – O coroné arretado
O exorcista – Arreda capeta
Os sete samurais – Os jagunço di zóio rasgado
Godzila – O calangão
Os brutos também amam – Os vaquero baitola

Sansão e Dalila – O Cabiludo e a Quenga
Perfume de mulher – Cherim de cabocla
Tora, Tora, Tora! – Ô xente, Ô xente, Ô xente!
Mamãe faz cem anos – Mainha não morre mais
Guerra nas estrelas – Arranca-rabo no céu
Um peixe chamado Wanda – O lambari cum nome de Muié
Noviça Rebelde – Beata Increnquera
O corcunda de Notre Dame – O monstrim da Igreja Grandi
O fim dos dias – Nóis tamo é lascado
Um cidadão acima de qualquer suspeita – Um cabra pai
d’égua di quem ninguém duscunfia
Os filhos do silêncio – Os minino do mudim
A Pantera Cor-de-rosa – A onça viada

6

CINEMA NO NORDESTE

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

43
CONVÊNIOS
ALAGOAS
MACEIÓ
HOTÉIS
POUSADA ASDNER
Rua Dr. Paulo Neto, 523
Tel.: (82) 3221-7143 / 3221-9890
No uso da pousada, os associados da Casa do
Inspetor têm os mesmos direitos dos associados da ASDNER do Estado de Alagoas.

BAHIA
TUCANO
HOTÉIS
CALDAS PALACE HOTEL
Rua José Carlos Arléo, 210
Caldas do Jorro – BA
Tel.: (75) 3256-1103 / Fax: 3256-1134

BRASÍLIA
CURSOS
WIZARD
LOY ENSINO DE LÍNGUAS LTDA
Sede na SCLN, 203- Bl A -2º andar
TREE ENSINO DE LÍNGUAS LTDA
Sede na SCN - Qd 1 - Bl F - N 79 -Sl 119
- Ed. América Office Tower
ROSANE MARIA DIEH ARRIVABENE ME
Rua QSA 2 - LT 14 - 2º andar - Taguatinga Sul
VABENE LIVROS DIDÁTICOS LTDA
Av. Araucária Lt 305 Bl. A Lj. 8 - Aguas Claras

ESCOLAS
INSTITUTO NOSSA SENHORA DO CARMO
Avenida W/5 Sul – Quadra 913 – Conjunto A

FACULDADES
FACIBRA
QE 20 Área Especial “E” - Guará
Tel.: (61) 3381-3000
e-mail: cps@projecao.br - Desc. de
PROJEÇÃO
Setor “C” Taguatinga Norte
Tel.: (61) 3451-3910
e-mail: cps@projecao.br - Desc. de

6
44

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR

CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP
PARA SE CONVENIAR
LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276

HOTÉIS
ALVORADA HOTEL
SHS 04 – bloco A – Asa Sul
Tel.: (61) 3322-1122 / Fax: 3225-3130
Reservas: 0800-61-2434
www.alvoradahotel.com.br – Desc. de 20%.
CAPRI TURIMO
BCN 110 Bloco C Loja 34.
Tel.: (61) 3424-1228 / Fax.: (61) 3424-1214
COMFORT SUITES BRASÍLIA
SHN Quadra 04 Bloco D
Tel.: (61) 3424-6000/Fax: (61) 3424-6001
HOTEL KUBITSCHEK PLAZA
Reservas:
Tel.: (61) 3319-3544 – Fax: (61) 3328-9366
e-mail: reserva@kubitschek.com.br
HOTEL MANHANTTAN PLAZA
Reservas:
Tel.: (61) 3319-3543 – Fax: (61) 3328-9366
e-mail: reservas@manhanttan.com.br
LAGUNA PLAZA HOTEL
Pça. Central – Projeção 7 –
Núcleo Bandeirante.
Tel.: (61) 3486-9600 / Fax: 3386-3101
site: www.lagunaplaza.com.br
e-mail: reservas@lagunaplaza.com.br
Desc. de 45%. Aceita todos os cartões de crédito
LAZERBRÁS –
CENTRO DE LAZER BRASILIENSE LTDA
Representante dos Empreendimentos Turísticos Lagoatur e Cachoeira do Girassol localizados em Planaltina de Goiás e próximo a
Pirenópolis.Tels.: (61) 3503-1225 /
9969-1366 – Telefax: (61) 3224-7001
site: www.lazerbras.com.br e-mail: lagoatur@lazerbras.com.br
SAN MARCO HOTEL
SHS Qda, 05 – bloco C – Asa Sul
Tel.: (61) 2103-8484 / Fax: 2103-8400
Reservas: 0800-61-8484
site: www.sanmarco.com.br – Desc. de 30%.
Aceita todos os cartões de crédito
TORRE PALACE HOTEL
SHN Q4 - Bloco A
Tel.: (61) 3961-5555 – Fax: (61) 3326-1042
e-mail: reservas@torrepalace.com.br
www.torrepalace.com.br

RESTAURANTES
CHURRASCARIA ESPETO DE OURO LTDA
SH/Norte, Qd 02 – bloco 1 – Loja 02,
térreo Asa Sul – Desc. de 30%

CEARÁ
F O R TA L E Z A
HOTÉIS
PORTAL DA PRAIA HOTEL
Av. Hist. Raimundo Girão, 412
Praia de Iracema – Fortaleza
Tel.: (85) 3219-6044 / Fax: (85) 3219-7472
site: www.portalpraiahotel.com.br
reservas@portalpraiahotel.com.br
Desc. de 40%.

ESPÍRITO SANTO
VILA VELHA
ÓTICAS
PROLENS COMERCIAL LTDA – ÓTICA TH3
Praça Assis Chateaubriand, 61 – IBES – V.
Velha – Tel.: (27) 3329-0272

GOIÁS
C A L D A S N O VA S
HOTÉIS
BLUEPOINT HOT SPRINGS HOTEL
Rua Francisca Alla Cunha, 152 – Bairro do
Turista I – Tels.: (64) 3455-9600
Fax: 3453-1940/3274-0033
Desc. de 10 a 20% de acordo com as
temporadas e mediante apresentação da
carteira social da Casa do Inspetor.
Aceita os cartões: Diners, Mastercard e Visa.
Inf. e reservas: 0800-62-73-73
HOTEL E CLUBE SOCIAL AFFEGO
Rua 09 Qda. 43 Lot. 01 a 20 – São José.
Reservas: Tel.: (62) 3218-5051 ramal 224
– Complexo Turístico – Tels.: (64) 34531395 / 3453-3495 — rua Henrique Silva,
312- Setor Sul
Os valores de diárias conforme convênio.
HOTEL SAMBURÁ THERMAS
Rua Cel. Cirilo, 265 – Centro
Tel.: (64) 3453-1705 / 3453-2330
site: www.caldasonline.com.br/sambura
Desc. de 10 a 30%
Aceita todos os cartões de crédito
CONVÊNIOS

SUPERMERCADOS

SÃO LUÍS
RESTAURANTES

SUPERMERCADO VITURINO LTDA
Rua F, esq. c/ João Gonçalves de Souza, 550
– Bairro Nova Vila - Tels.: (64) 3453-1255 /
3453-3422 - Desc. de 4%

RESTAURANTE PORTO MARACANGALHA
Av. Litorânea, 3, Qd 9 - Calhau
Tel.: (98) 3248-2282
www.portomaracangalha.com.br
Desc. de 10% no consumo mediante a
apresentação da carteira social.

GOIÂNIA

MATO GROSSO DO SUL

HOTÉIS

ANASTÁCIO

ANFARI HOTELARIA E TURISMO S/A
Adm. do Fazenda Hotel Mestre D’Armas
– Rodovia GO – 735 – Km 30 –
Padre Bernardo – GO
Tels.: (61) 3633-1234 e 3633-2680 /
Fax: 3633-1506
site: www.mestredarmas.com.br
Desc. de 20% do total da tabela do
fazenda hotel
Res..: Tel.: (61) 3363-3344 / Fax: 3361-7576
UMUARAMA PLAZA HOTEL
Rua 4, 492 – Centro – Goiânia – GO
Tel.: (62) 3224-1555 / Fax: 3224-1673
site: www.umuaramaplaza.com.br
Desc. de 50% - Aceita todos os cart. de crédito

RIO VERDE

HOTÉIS

MARANHÃO
I M P E R AT R I Z
HOTÉIS
POSSEIDON HOTEL LTDA
Rua Paraiba, 740 - Centro
Tel.: (99) 3529-8500 / 3523-2292
site: www.posseidonhotel.com.br
e-mail: reservas@posseidonhotel.com
Desc. 20%

CALÇADOS E ACESSÓRIOS
AMAZONAS CALÇADOS E ESPORTES
Rua Jonas Soares, 80 – Amazonas
Calçados, roupas, material esportivo e acessórios - Tel.: (31) 3333-4100 - Desc. de 25%
FELIPE CALÇADOS
Rua D. Manoel Coelho Nunes, 231 –
B. Industrial – Rua José Faria da Rocha,
5.742 – Eldorado – Tels.: (31) 3338-3800 /
3395-2011 – Desc. de 10%

CURSOS

FÊNIX PLAZA HOTEL
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2456 Alto da Cidade
Tel.: (67) 3245-4181
e-mail: fenixplazahotel@terra.com.br
Desc. de 30%
www.fenixplaza.com.br

CURSO DE LÍNGUAS WIZARD
Inglês, espanhol, italiano, francês e alemão.
Av. João César de Oliveira, 1.090
Tel.: (31) 3395-5060
Desc. de 35% em qualquerserviço.

HOTÉIS
CAMPO GRANDE
HOTÉIS
HOTEL VALE VERDE
Av. Affonso Penna, 106 - Amambai
Tel.: (67) 3041-3355 / Fax: 3041-3424
e-mail: hotelvalverdel@hotelvalverde.com.br
site: www.hotelvalverde.com.br
Desc. de 25%

HOTÉIS
HOTEL VITÓRIA REGIA
Praça 5 de agosto, 621 - Centro
Tels.: (64) 3611-4100 / Fax: 3611-4141
Desc. de 15% - Aceita todos os cart. de crédito
site: www.hotelvitoriaregia.com.br
e-mail: contato@hotelvitoriaregia.com.br
Desc. de 15%

TECNOSSON COMÉRCIO E SERVIÇOS
Som automotivo, acessórios, alarmes,
pneus. Tudo para equipar seu carro –
Av. Olimpio Garcia, 1.031

MINAS GERAIS
BELO HORIZONTE
ACADEMIAS
ACADEMIA CORPO A CORPO
Natação, musculação, hidro, etc
Rua Mojoara, 605 – Novo Eldorado – Contagem/MG - Desc. 20% em qualquer despesa
ASSOCIAÇÃO FÍSICA KARAJUCÁ
Caraté, Judô, Jiu-Jitsu, defesa pessoal,
musculação, ginástica localizada. Rua José
Barras do Nascimento, 248 – Contagem/
MG Desc. de 25%

AUTOMÓVEIS - PEÇAS E ACESSÓRIOS
CARVALHO’S SOM E ACESSÓRIOS
Rodovia Br 381, 147 – Bairro Flamengo

HOTEL NACIONAL INN VILLAGE
Rua Espírito Santo, 215 - Centro
Tel.: (31) 3273-6866 / Fax: (31) 3273-1601
Desc. de 15% nas diárias nos períodos de
baixa temporada e 10% em alta temporada
MANFERRARI HOTEL
Av. João Cesar de Oliveira, 1.090 – Eldorado
Contagem/MG
Tel.: (31) 3395-5060 e 3333-4100
e-mail: hotel@manferrari.com.br
Desc. de 20% sobre a despesa.
VIA CONTORNO HOTEL
Av. do Contorno, 9.661 – Prado
Tels.: (31) 3275-2599
Fax: (31)3337-6051

ÓTICAS
ÓTICA CLÁSSICO OLHAR
Rua Espírito Santo, 888 – lj 12 – Centro
Tel.: (31) 3274-0172

SUPERMERCADOS
REALCE SUPERMERCADO
Rua Jonas Soares, 156 – Amazonas
Tels.: (31) 3361-2126 / 3361-6194
Cheque 30 dias s/juros, todos os cartões,
Visa, vale alimentação

6

HOTEL VITURINO
Rua F, esq. c/ João Gonçalves de Souza, 550
– Bairro Nova Vila - Tels.: (64) 3453-1255 /
3453-3422 - Desc. de 30 a 40%

CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP
PARA SE CONVENIAR
LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

45
CONVÊNIOS
BETIM

CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP
PARA SE CONVENIAR
LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276

HOTÉIS

HOTÉIS
HOTÉIS FAMÍLIA POZZOBOM
Av. Gov. Valadares, 154
Tel.: (31) 3532-1733/3532-2585
site: www.hotelpozzobon.com.br
Desc. de 10%

C O N TA G E M

PARAÍBA

POÇOS DE CALDAS

CAMPINA GRANDE

HOTEL NACIONAL INN VILLAGE
Rua Barros Cobra, 35
Tel.: (35) 3722-2000 / Fax: (35) 3722-2020
Av. Ver. Dr. Edmundo Cardillo, 3500
Tel.: (35) 3722-4222 / Fax: (35) 3722-4188
Desc. de 15% nas diárias nos períodos de
baixa temporada e 10% em alta temporada

HOTÉIS
HOTEL DO VALE
Tel.: (83) 3246-3100 – Desc. de 30%
site: www.valepraiahotel.com.br

JOÃO PESSOA
AUTOMÓVEIS - SOM E ACESSÓRIOS
CARVALHOS SOM E ACESSÓRIOS
Rod. Br 381, 147 - Flamengo
Tel.: 3353-1384 - email: carsomace@ig.com.br
Desc. de 3% nas compras à prazo
de 7% nas compras à vista

BICICLETAS
IMPERIAL BICICLETAS
Av. João César de Oliveira, 193 – Eldorado
Tel.: 3395-2107/3395-1919
e-mail: imperialbici@uol.com.br
Desc. de 5% ou em 3 vezes sem juros

ODONTOLOGIA E FISIOTERAPIA
DR. MOREIRA MORAIS
Av. João César de Oliveira, 216 – Eldorado
Tel.: (31) 3351-5813
Av. Silviano Brandão, 1.699 – Sagrada Família
Tel.: (31) 3463-0638
Desc. conforme tabela a ser consultada

FESTAS E EVENTOS
SALGADINHOS
Av. João Cesar de Oliveira, 3.100 – Lj B
– Eldorado - Desc. de 18%

ÓTICAS
ÓTICA CLÁSSICO OLHAR
Av. João César de Oliveira, 1.275 – Lj 412 e 413
Tels.: 3351-7351 / 3912-3233 / 3274-0172
Desc. de 15% à vista e 7% (1 + 3 vezes)

VETERINÁRIOS
VETERINÁRIA ELDORADO
(Dr. Fernando) Domingo a Domingo
Av. João César de Oliveira, 216 – Eldorado
Tel.: 3395-1702
Desc. de 10% ou 3 vezes no cartão

6
46

O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR

TRÊS MARIAS
HOTÉIS
HOTEL FAZENDA MAR DOCE
Br 040 – Km 281 - Tel.: (38) 3754-1399
e-mail: hotelfazenda@mardoce.com.br
Desc. baixa temporada: 20% single, 15%
double, triple. Alta temporada: 10% nas
três modalidades

UBERABA
HOTÉIS
SHELTON INN HOTEL
Pç. Francisco Barreto, 260 - Centro
Tel.: (17) 3322-5877 / Fax: (17) 3322-5594
Desc. de 10% nas diárias nos períodos de
baixa temporada e 10% em alta temporada

FARMÁCIAS
FARMÁCIA DO POVO
Filiada à Redmed
Rua José Francisco da Silva, 1.384
Cristo Redentor - Tel.: (83) 3223-2492
Entrega em domicílio sem taxas
Parcelamos em 30, 40 e 50 dias

HOTÉIS
ASDNER
BALNEÁRIO DA PRAIA DO SEIXAS
Paraíba Tel.: (83) 3242-7733 / 3242-5916
HOTEL PORTAL DO SOL
Av. João Maurício, 1.861 – Bessa
Tel.: (83) 2107-5100 / Fax: (83) 2107-5107
site: www.hotelportadosol.com.br
e-mail: contato@hotelportaldosol.com.br
Desc. de 45%

S A N T Á R E M PA R Á
ÓTICAS
CALÇADOS E ACESSÓRIOS
SAPATARIA E LOJAS FORTALEZA
Rua Sen. Lameira Bittencourt, 301
Tel.: (91) 522-5992 - Desc. de 15%

ÓTICA 2 DE FEVEREIRO
Rua 2 de fevereiro, 1.080 – Rangel
Tel.: (83) 233-3362 - Desc. de 15%

PARANÁ

FARMÁCIAS
DROGA MIL
Av. Magalhães Barata, 674 – esquina c/Borges
Legal - Tel.: (91) 523-4700 - Desc. de 15%

RESTAURANTES

CURITIBA
HOTÉIS

CHURRASCARIA MUTUNY DOIS
Av. Turiano Meira, 1.680 – Interventória
Tel.: (91) 522-7909 – Desc. de 15%

HOTEL ALADDIM
Rua Lourenço Pinto, 440 – Centro
Tels.: 0800-410200 e (41) 3014-8055
site: www.hotelaladdin.com.br
Desc. de 30% no balcão

RESTAURANTE SANTO ANTÔNIO
Av. Tapajós. 2.061
Tel.: (91) 522-5621 - Desc. de 15%

NOVO HOTEL MARCASSA
Av. 7 de setembro. 2.516
Tel.: (41) 3322-0505
CONVÊNIOS

CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP
PARA SE CONVENIAR
LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276

RIO DE JANEIRO

FOZ DO IGUAÇU

CABO FRIO

HOTÉIS

HOTEL SAN JUAN CENTRO
Rua Marechal Deodoro, 1.348
Tel.: (45) 3523-1512

J A R A G U A I A Í VA

CLÍNICA PSICOLOGIA
DRA. SÔNIA MARIA ANTUNES DE SOUZA
Praça Porto Rocha, 6 / 105 - Centro
Tels.: (22) 2643-3246 /
(22) 8818-7181/(22) 2643-2339

DUQUE DE CAXIAS

HOTEL 3 LEÕES
Rua Conde Francisco Matarazzo, 460
Tel.: 935-1161

PERNAMBUCO

CLÍNICA DE REABILITAÇÃO ORAL
Av. Presidente Kennedy, 1.601
grupo 101 – Centro
Tel.: (21) 2771-2919 / Fax: 2673-3668
e-mail: cr.oral@uol.com.br
Os valores cobrados são baseados na tabela
dos planos de saúde

G R AVAT Á
ÓTICAS
CLÍNICA OFTALMOLÓGICA
ZILKA TUBINAMBÁ BRASIL
Rua Tenente Cleto Campelo, 42 – Centro

LSD ÓTICA
Rua Nunes Alves, 35 – Lj
Desc. de 15% a prazo e à vista 20%

ÓTICAS

MACAÉ

ÓTICA BRASIL
Rua Tenente Cleto Campelo, 28 - Centro
- Vitória - Santo Antão - Gravatá - Bezzerros
- Arcoverde e Serra Talhada
Tel.: (81) 3533-1404 / Fax: 3533-6270
Desc. de 30%.

RECIFE
HOTÉIS
HOTEL NACIONAL INN
Rua Ribeiro de Brito, 1250 - Boa Viagem
Tel.: (81) 2123-1700 / Fax: (81) 2123-1780
Desc. de 15% nas diárias nos períodos de
baixa temporada e 10% em alta temporada
PARK HOTEL
Av. dos Navegantes, 9 – Boa Viagem
Tel.: (81) 3465-4666 / 3465-5009
e-mail: ppark@ecologia.com.br
Desc. especiais
SHELTON INN HOTEL
Av. Bernando Vieira de Melo, 694 - Piedade
- Jaboatão dos Guararapes
Tel.: (81) 2123-4343 / Fax: (81) 2123-4344
Desconto de 10%

AUTOMÓVEIS - ELETRICISTAS
PAULINHO ELETRICISTA
ESPECIALIDADE EM CAIXA DE MARCHA
Rua Bingen, 434 – Bingen
Tel/Fax.: (24) 2246-4863 / 9227-4761
Desc. 10% na mão-de-obra e 5% em peças

BELEZA
CLÍNICA DE REABILITAÇÃO ORAL

HOTÉIS

MARKLIG AUTO ELÉTRICA
Rua Brig. Godinho dos Santos, 359 - Mosela
Rua Candido Portinari, S/N - Tel.: (24) 22370297 / 9992-9320 - Desc. de 10%

CLÍNICA DE NUTRICIONISTA
DRª DANIELA REIS ELBERT FARIAS
Rua Godin da Fonseca, 500 – SL 03
Costa do Sol
Tel.: (22) 8812-4244

N O VA F R I B U R G O

CENTRO DE ESTÉTICA SAÚDE INTEGRAL
Tratamentos alternativos com Florais de
Bach, banhos com vinho, máscaras de
chocolate e outros.
Rua Alencar Lima, 35 - Sl 401
Tel.: (24) 2242-9559 - Desc. de 10%
FIOS E FORMAS – TRATAMENTO DE BELEZA
Praça Dr. Sá Earp Filho, Edíficio João Paulo I,
22/sl 501 - Tel.: (24) 2231-5984
Desc. de 15%
NOAHAIR – SALÃO DE CABELEREIRO
Rua do Imperador, 772 slj 06
Shopping Marchese - Centro
Tel.: (24) 2246-5611- Desc. de 10%
e-mail: dionebenevenuto@hotmail.com

CARTUCHOS REMANUFATURADOS
OFICINA DOS CARTUCHOS
Rua do Imperador, 540 – Sl 01 – Centro
Desc. de 10%

CASAS DE REPOUSO
CASA DE REPOUSO PARA MELHOR IDADE
Ordem Hospitaleira de São João de Deus/
Lar São João de Deus
Estr. União e Indústria, 12.192 – Itaipava
Tel.: (24) 2222-2657 – 15% de desconto

CLÍNICAS MÉDICAS

HOTÉIS
POUSADA ALIÁ
21.000 m2 de matas e jardins. Chalés,
pomar, mirante, trilha e duchas.
Reservas: (22) 2542-6144 / (21) 9757-0452
site: www.pousadaalia.com.br – Desc. de 5%

CENTRO HOSPITALAR CIDADE IMPERIAL
Rua Coronel Veiga, 222 – Centro
Tels.: (24) 2237-7667 / 2242-8310/2231-7079
CHECK UP SERVIÇOS MÉDICOS
Rua Santos Dumont, 239 – Centro
Tels.: (24) 2243-7006 / 2246-4491
Exames, preços especiais

PETRÓPOLIS
ACADEMIAS
ACADEMIA QUI SI SANA
Av. Tiradentes, 84 – Tel.: (24) 2243-1488
Desc. de 10%

CLÍNICA COR DIAGNOSE
Rua Dr. Alencar Lima, 20 / 3º andar – São
cobrados os mesmo valores AMB, das
empresas de saúde. São aceitos cheques
pré-datados e cartão de crédito
Tels.: (24) 2237-9374 / 2242-4792
e-mail: cordiagnose@cordiagnose.com.br

6

HOTEL SAN JUAN CATARATAS
Av. das Cataratas, km 6
Tel.: (45) 3523-2151

AUTOMÓVEIS - AUTO ELÉTRICA

O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR

47
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária
PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (16)

Edição nº 35 Semestre 2015
Edição nº 35 Semestre 2015Edição nº 35 Semestre 2015
Edição nº 35 Semestre 2015
 
Postalis 13052015
Postalis 13052015Postalis 13052015
Postalis 13052015
 
Desvios na Saúde
Desvios na SaúdeDesvios na Saúde
Desvios na Saúde
 
Nota Imp ReuniãO
Nota Imp ReuniãONota Imp ReuniãO
Nota Imp ReuniãO
 
Acontece355
Acontece355Acontece355
Acontece355
 
Agravo de Instrumento
Agravo de InstrumentoAgravo de Instrumento
Agravo de Instrumento
 
Decisão Agravo de Instrumento
Decisão Agravo de InstrumentoDecisão Agravo de Instrumento
Decisão Agravo de Instrumento
 
6 criminologia a prisão - ftc - itabuna
6 criminologia   a prisão - ftc - itabuna6 criminologia   a prisão - ftc - itabuna
6 criminologia a prisão - ftc - itabuna
 
Prestação de Contas Geraldo Cruz 2011-2105
Prestação de Contas Geraldo Cruz 2011-2105Prestação de Contas Geraldo Cruz 2011-2105
Prestação de Contas Geraldo Cruz 2011-2105
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 77 - 17/03/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 77 - 17/03/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 77 - 17/03/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 77 - 17/03/2016
 
02408a
02408a02408a
02408a
 
Nota técnica cco
Nota técnica   ccoNota técnica   cco
Nota técnica cco
 
Nota de esclarecimento - Prefeitura Municipal de Pentecoste
Nota de esclarecimento - Prefeitura Municipal de PentecosteNota de esclarecimento - Prefeitura Municipal de Pentecoste
Nota de esclarecimento - Prefeitura Municipal de Pentecoste
 
REQUERIMENTO VERBAL-009-2010-OLIVANIO - FEDERALIZAÇÃO
REQUERIMENTO VERBAL-009-2010-OLIVANIO - FEDERALIZAÇÃOREQUERIMENTO VERBAL-009-2010-OLIVANIO - FEDERALIZAÇÃO
REQUERIMENTO VERBAL-009-2010-OLIVANIO - FEDERALIZAÇÃO
 
Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018
 
Ata da Reunião - Curitiba (PR) Abril -2013
Ata da Reunião - Curitiba (PR) Abril -2013Ata da Reunião - Curitiba (PR) Abril -2013
Ata da Reunião - Curitiba (PR) Abril -2013
 

Semelhante a PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária

Jornal Ipiranga - Seu Estilo de Vida
Jornal Ipiranga - Seu Estilo de VidaJornal Ipiranga - Seu Estilo de Vida
Jornal Ipiranga - Seu Estilo de VidaElejota Editora
 
Edição Jornal Correio Regional 11
Edição Jornal Correio Regional  11Edição Jornal Correio Regional  11
Edição Jornal Correio Regional 11cris allison barbosa
 
Revista Romário Julho/Agosto 2016
Revista Romário Julho/Agosto 2016Revista Romário Julho/Agosto 2016
Revista Romário Julho/Agosto 2016RomarioOnze
 
JORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃO
JORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃOJORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃO
JORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃOSilvio Dias
 
ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014
ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014
ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014Adpema Adpema
 
AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06
AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06
AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06Amar Jardim Oceânico
 
Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro
Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro
Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro Elejota Editora
 
13º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/2013
13º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/201313º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/2013
13º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/2013Silvio Dias
 
ESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃOESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃOEstadodedireito
 
Aprovada pulverização aérea de agrotóxicos
Aprovada pulverização aérea de  agrotóxicosAprovada pulverização aérea de  agrotóxicos
Aprovada pulverização aérea de agrotóxicosJoão Siqueira da Mata
 
ESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃOESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃOEstadodedireito
 
Institutos criam núcleos para atrair investidores
Institutos criam núcleos para atrair investidoresInstitutos criam núcleos para atrair investidores
Institutos criam núcleos para atrair investidoresAgricultura Sao Paulo
 

Semelhante a PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária (20)

Junho 2013
Junho 2013Junho 2013
Junho 2013
 
Jornal Ipiranga - Seu Estilo de Vida
Jornal Ipiranga - Seu Estilo de VidaJornal Ipiranga - Seu Estilo de Vida
Jornal Ipiranga - Seu Estilo de Vida
 
Jornal digital 4682_qua_03062015
Jornal digital 4682_qua_03062015Jornal digital 4682_qua_03062015
Jornal digital 4682_qua_03062015
 
Edição Jornal Correio Regional 11
Edição Jornal Correio Regional  11Edição Jornal Correio Regional  11
Edição Jornal Correio Regional 11
 
Revista Romário Julho/Agosto 2016
Revista Romário Julho/Agosto 2016Revista Romário Julho/Agosto 2016
Revista Romário Julho/Agosto 2016
 
JORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃO
JORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃOJORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃO
JORNAL NOTICIAS DA FRONTEIRA 15ª EDIÇÃO
 
Edicao julho 2013
Edicao julho 2013Edicao julho 2013
Edicao julho 2013
 
EDIÇÃO 346
EDIÇÃO 346EDIÇÃO 346
EDIÇÃO 346
 
ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014
ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014
ADPEMA NOTICIAS JULHO/2014
 
AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06
AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06
AMAR - INFORME do 1º Trimestre de 2013 - páginas 01 a 06
 
EDIÇÃO 239
EDIÇÃO 239EDIÇÃO 239
EDIÇÃO 239
 
Jornal digital 18 06-18
Jornal digital 18 06-18Jornal digital 18 06-18
Jornal digital 18 06-18
 
Folha 204
Folha 204Folha 204
Folha 204
 
Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro
Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro
Jornal Ipiranga seu Estilo de Vida / Janeiro
 
Informativo da CNSP - Novembro de 2013
Informativo da CNSP - Novembro de 2013Informativo da CNSP - Novembro de 2013
Informativo da CNSP - Novembro de 2013
 
13º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/2013
13º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/201313º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/2013
13º Edição Jornal Noticias da Fronteira 24/08/2013
 
ESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃOESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 17 EDIÇÃO
 
Aprovada pulverização aérea de agrotóxicos
Aprovada pulverização aérea de  agrotóxicosAprovada pulverização aérea de  agrotóxicos
Aprovada pulverização aérea de agrotóxicos
 
ESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃOESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃO
ESTADO DE DIREITO - 15 EDIÇÃO
 
Institutos criam núcleos para atrair investidores
Institutos criam núcleos para atrair investidoresInstitutos criam núcleos para atrair investidores
Institutos criam núcleos para atrair investidores
 

Mais de União do Policial Rodoviário do Brasil (6)

O Diálogo nº 193
O Diálogo nº 193O Diálogo nº 193
O Diálogo nº 193
 
O Diálogo nº 192
O Diálogo nº 192O Diálogo nº 192
O Diálogo nº 192
 
O Diálogo nº 191
O Diálogo nº 191O Diálogo nº 191
O Diálogo nº 191
 
O Diálogo nº 190
O Diálogo nº 190O Diálogo nº 190
O Diálogo nº 190
 
O Diálogo nº 195
O Diálogo nº 195O Diálogo nº 195
O Diálogo nº 195
 
O Diálogo nº 196
O Diálogo nº 196O Diálogo nº 196
O Diálogo nº 196
 

PRF comemora 80 anos de atuação em defesa da segurança viária

  • 1.
  • 2.
  • 3. Sumário União do Policial Rodoviário do Brasil Casa do Inspetor 60anos Renato Vizanni, Arnoldo Klippel, Antônio Félix Filho ”Turquinho” e Mário Soares. A esses e a todos os que fizeram da Casa do Inspetor o sucesso de hoje a nossa eterna gratidão. Editorial Nina Eiras Dias de Oliveira Márcio Filpo Picado Holofote Renato Aristeu Gomes Fernando Fernandes de Assis LC Rangel Capa 05 Homenagem à PRF 06 Atividades da PRF 10 Miscelânea 12 e 27 Cartas do Leitor 13 Nova Lei 15 Comemorações da PRF 16 Sociedade 17 Nova Diretoria 18 Momento Histórico 19 Aconteceu 43 Curiosidade SETEMBRO/OUTUBRO 2008 www.casadoinspetor.com.br saa@casadoinspetor.com.br 6 04 12 14 40 41 42 43 28 O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 3
  • 4. Editorial Sessenta anos de luta A Casa do Inspetor comemora, neste ano de 2008, o seu sexagésimo aniversário de fundação. Nascida da necessidade de proteger e defender a dignidade dos então inspetores de tráfego do DNER das constantes arbitrariedades dos engenheiros daquela autarquia, que sistematicamente lhes negavam os mais elementares direitos, inclusive obrigando-os a custear as despesas para aquisição do uniforme de trabalho, e impondo-lhes uma disciplina rígida, quase militar. Idealizada pelo inspetor Arnoldo Emílio Klippel, a fundação da entidade logo obteve a adesão de vários outros companheiros, e, desde aquela época, a Casa do Inspetor trilha uma trajetória de luta em defesa dos policiais rodoviários federais e da própria PRF, algumas vezes ameaçada de extinção, o que não se consumou graças às reações e contestações levadas a efeito pela entidade. A extensão da GOE e, posteriormente, da função policial (antes pagas somente ao pessoal da PF) foram devidas a gestões da Casa do Inspetor junto ao Governo. As 175.000 assinaturas da Emenda Popular que inseriu a Polícia Rodoviária Federal no capítulo da Segurança Pública, da Constituição de 1988, foram conseguidas pela entidade com a colaboração de outras co-irmãs, tendo a citada emenda sido defendida no plenário da Assembléia Nacional Constituinte pelo Dr. Ulisses Guedes, brilhante advogado da Casa do Inspetor, que logrou aprová-la por unanimidade. Aumento do efetivo, lei orgânica, plano de cargos e salários são algumas das reivindicações da Casa do Inspetor junto às autoridades do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. Por tudo isso, e também pelo apreciável patrimônio de que é possuidora, recentemente enriquecido pelas aquisições das sedes das Delegacias Regionais de Goiás e Minas Gerais, as nossas efusivas congratulações à Casa do Inspetor por seus magníficos sessenta anos de luta. ÓRGÃO OFICIAL DA UNIÃO DO POLICIAL RODOVIÁRIO DO BRASIL (CASA DO INSPETOR) site: www.casadoinspetor.com.br e-mail: saa@casadoinspetor.com.br Rua Alencar Lima, 35 – Salas 312/314 Petrópolis – Rio de Janeiro Tels.: (24) 2242-7923 / 2243-1276 Presidente: Adilson A. P. Carvalho Vice - Presidente: Welington Mundurca de Alencar 1º Secretário: Paulo Roberto Burger Monteiro Luiz 2º Secretário: Lionel Rodrigues 1º Tesoureiro: Renato Aristeu Gomes 2º Tesoureiro: Jacy Mello da Costa 1º Diretor de Relações Públicas: Daisy Filomena Passos de Araujo A palavra do presidente 2º Diretor de Relações Públicas: Ézio Ricardo Borghetti Diretor Social: Marcelo Ferreira dos Reis ADILSON A. P. DE CARVALHO PRESIDENTE DA CASA DO INSPETOR Diretor de Patrimônio: José Ãngelo de Oliveira Diretor de Divulgação: Luiz Carlos Rangel “A Melhor Idade” Caros Associados, A União do Policial Rodoviário do Brasil – Casa do Inspetor está completando, neste ano, o seu sexagésimo aniversário. Durante as seis décadas de existência e de trabalho dedicado aos policiais rodoviários federais, sejam ativos ou aposentados, a UPRB atinge a “melhor idade” trabalhando firme em prol dos interesses de seus associados, assim como muitos cidadãos brasileiros que se encontram “também” nesse período de vida e que têm como amparo o “Estatuto do Idoso” que, muito embora não seja cumprido na íntegra, protege-os, garantindo-lhes seus direitos. A UPRB, na “melhor idade”, atravessa, como esses cidadãos, dificuldades inúmeras. Uma delas é a obediência ao Decreto no 6.386, de 29/02/2008, artigo 7º, inciso II, alínea “B”, da Portaria Normativa no 1, de 20/03/2008, emitido pela Secretaria de recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – SRH/MP, alterando as condições para consignações, discriminando os descontos nos contra-cheques de Plano de Saúde e/ou Seguro de Vida. Sem outra alternativa, emitimos correspondência a todos os associados, solicitando a autorização de débito em conta bancária. Para isto, aguardamos o retorno, com urgência, do canhoto pertinente ao débito, sem o qual o recebimento dos valores torna-se inviável. Além da possibilidade citada, existe a opção de efetuarmos o desconto no contra-cheque do Seguro de vida, na própria consignação do Seguro Bradesco Vida e Previdência, fato que tornaria inválida a autorização de débito. Tais providências são necessárias em virtude do alto valor de repasse para a mencionada cobertura, tornando este procedimento impraticável à UPRB, pois o não-repasse acarretará prejuízos financeiros à instituição. Ressaltamos ainda que é nossa preocupação que sejam executadas as providências solicitadas acima para que não haja descontinuidade nos benefícios até aqui obtidos. Com todas as dificuldades, como motivo maior, parabenizamos nossa associação, seus delegados, nossos sócios, e desejamos uma permanente existência e graças divinas para alcançarmos maior número de acertos em nossos propósitos. Parabéns a todos! 6 4 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR Diretor de Esportes: Claudio R. Rampini Jucá Editor: Luiz Carlos Rangel Equipe de Produção: Luiz Carlos Rangel Renato A. Gomes Jornalista Responsável: Ivaldo Costa Registro: 1138-DRT/RJ Revisão: Dulce Maria de Souza dulce.ms@terra.com.br dulce.ms@oi.com.br Projeto Gráfico e Editoração: IO Design iodesign@oi.com.br Impressão: Grupo Zit PR Arigony Pacheco Comercial Ltda As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião de O Diálogo e são de inteira responsabilidade de seus autores. As colaborações publicadas neste informativo são efetuadas gratuitamente.
  • 5. FOTO: WILSON DIAS/ABr Homenagem à PRF O Ministro da Justiça, Tarso Genro, cumprimenta inspetores da Polícia Rodoviária Federal na cerimônia do aniversário de 80 anos da corporação Polícia Rodoviária é homenageada EM SESSÃO SOLENE Salários baixos João Campos destacou as dificuldades enfrentadas pelos policiais rodoviários, que trabalham em estradas mal conservadas, com salários baixos, pouca valorização profissional e quadro desfalcado. Ele disse que uma das queixas da categoria refere-se à quebra da paridade salarial entre a Polícia Federal e a PRF, ocorrida durante o atual governo. O parlamentar ressaltou o esforço da Câmara para aperfeiçoar a MP 431, que estrutura um novo plano de carreiras para os servidores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). No texto enviado ao Senado, foram atendidas reivindicações dos policiais rodoviários, como a exigência de nível superior para ingresso na carreira e o aumento do efetivo em mais de 3 mil homens. Além disso, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, em mensagem lida pelo presidente da sessão, deputado Mauro Benevides (PMDB-CE), ressaltou outros esforços da Casa para solucionar as questões que envolvem a PRF. Ele destacou, por exemplo, a realização de uma audiência da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado sobre as atribuições constitucionais dos policiais rodoviários e as propostas para adequar o efetivo ao crescimento da frota e da malha rodoviária federal. Fonte: FenaPRF e Agência Câmara 6 A Câmara homenageou, no dia 30/08, os 80 anos da Polícia Rodoviária Federal com uma sessão solene. Segundo o deputado João Campos (PSDB-GO), um dos autores do pedido para a realização do evento junto com a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), além de fiscalizar o tráfego nas rodovias, a PRF protege vidas, bens e valores. Campos lembrou sua carreira como policial civil para destacar as exigências da atividade. “O policial atua no dia-a-dia, comunicando-se com as pessoas, no calor dos fatos e da emoções”, declarou. A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais participou da sessão. Ele explicou que a Polícia Rodoviária foi criada em 24 de julho de 1928, no governo do presidente Washington Luís, como Polícia de Estradas. Como havia poucas estradas e poucos veículos em circulação, com reduzida atividade econômica e raros acidentes e delitos, sua atuação limitava-se às rodovias Rio-São Paulo, Rio-Bahia, Rio-Petrópolis - conhecida como Rodovia Washington Luís -, e à Estrada União e Indústria, entre Petrópolis (RJ) e Juiz de Fora (MG). Em 1943, ela chegou também ao Paraná. Hoje, a instituição atua em cerca de 53 mil quilômetros de estradas. Com a Constituição de 1988, conforme lembrou o deputado, a PRF manteve as competências anteriores e começou a realizar tarefas típicas de Estado, no que diz respeito ao patrulhamento ostensivo, à preservação da ordem, à fiscalização e ao cumprimento das leis de trânsito. O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 5
  • 6. FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF Atividades da PRF PRF apreende 43,6 KG DE DROGA Fiscalização rigorosa continua e mais motoristas alcoolizados são presos A intensa fiscalização no combate à ingestão de bebidas alcoólicas nas rodovias federais continua rendendo resultados positivos para a redução da violência nas estradas. Mesmo com toda a divulgação sobre o assunto e com o rigor na fiscalização, muitos motoristas teimam em desrespeitar a lei. FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF Somente no início de agosto, a fiscalização nas rodovias baianas resultou na prisão de 11 motoristas que dirigiam embriagados, além de notificar 21 condutores. No total, desde o início da vigência da Lei 11.705, já são 75 prisões e 122 notificações no estado. PRF apreende sete toneladas de maconha Uma carga de sete toneladas de maconha foi apreendida por policiais rodoviários federais na Serra da Esperança, região central do estado do Paraná, no dia 30/07. A droga estava em um caminhão, com placas de Santa Catarina, que sofreu acidente na BR 277. O motorista morreu no local, após o caminhão despencar de um viaduto. Ao chegar para o atendimento do acidente, os policiais encontraram os tabletes de maconha espalhados em um local de mata fechada sob do viaduto. Além da droga, havia madeira, que foi utilizada para ocultar a carga de maconha durante o transporte. Em Ponta Porã/MS, no km 70 da BR 463, policiais rodoviários federais apreenderam 58,45kg de maconha (dois fardos com 52 tabletes) e, perto do local, foram apreendidos mais 85,55kg da droga (três fardos com 15 tabletes grandes), ambas abandonadas às margens da rodovia. Não foi identificado o proprietário. 6 6 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF PRF apreende mais de 100kg de maconha Um ciclista foi detido no dia 6 de agosto, na BR-463, na região de Dourados (MS). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o homem, de 27 anos, levava 43,6 quilos de maconha na garupa da bicicleta. Ele foi encaminhado à Polícia Federal. A assessoria de imprensa da PRF disse que é normal ciclistas seguirem o percurso de Ponta Porã (MS) até Dourados, levando drogas, durante a madrugada. Nesse período, o movimento na rodovia cai e é possível identificar a chegada da patrulha no escuro. PRF apreende mais de duas mil munições Agentes da Polícia Rodoviária Federal apreenderam, no dia 08/08, 2.344 munições de calibres 9 e 380 milímetros, escondidos em um veículo. A apreensão ocorreu a 25 quilômetros da fronteira com o Paraguai, na BR 463, km 67, em Ponta Porã/MS. O Fiat/Siena, placas LSO 0984 - Belford Roxo/RJ, conduzido pelo professor de Karatê Alexandre Calian da Silva, 31 anos, que estava acompanhado por Ellen Roberta Siqueira da Silva, 26, embaladora, escondia as munições em compartimento no painel “cortafogo”, acondicionadas em cinco sacos plásticos. O professor, que comprou as munições no Paraguai por R$3.500,00, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Federal local.
  • 7. PRF recupera VEÍCULO ROUBADO Em Campo Verde/MT, no km 386 da BR 070, policiais rodoviários federais abordaram o Ford/F 4000, placas JUZ 8598 - Itupiranga/PA, com queixa de roubo. David Moraes Junior, 33 anos, conduzia o veículo e tinha como passageiro David Nunes Moraes, 69. Os dois ocupantes foram detidos e, com o automóvel, conduzidos à Delegacia de Polícia Civil local. “ PRF apreende droga destinada ao Rio de Janeiro A Polícia Rodoviária Federal interceptou um caminhão com 82,3Kg de cocaína, 301,8Kg de maconha do tipo “Skank” e um quilo haxixe. Quatro pessoas foram presas na operação. Nos pacotes da droga havia a inscrição CV (Comando Vermelho). Segundo as informações prestadas pelos acusados, o destino seriam os morros do Rio de Janeiro/RJ. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal de Ponta Porã/MS. Na verdade, esse aumento não passa de uma mera atualização de valor. Para repor uma dorzinha naquele lugar, o bolso, que as pessoas sentem muito. O Ministro da Justiça, Tarso Genro, comentando sobre o aumento no valor das Multas de Trânsito. “ Policiais rodoviários federais prenderam, no Km 302 da BR-116, Antônio Germano Chaves, 35 anos, e Antônio Gouveia de Araújo, de 31 anos, no Fiat/Uno placas HYW 3614, vindo de Salvador/BA. Após a dupla entrar em contradições durante a abordagem, os policiais efetuaram uma busca minuciosa no interior do veículo, encontrando 88 cartões de crédito virgens, 2 cartões de terceiros, 1 notebook, 1 máquina “chupa-cabras”, 1 micro-câmera adaptada a um painel de auto-atendimento bancário, fitas de alto poder de fixação, cabos para envio de dados e 4 aparelhos celular. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Regional de Jaguaribe/CE. FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF PRF PRENDE DUPLA de estelionatários PRF APREENDE maconha e haxixe no Mato Grosso do Sul Agentes da Polícia Rodoviária Federal interceptaram, no dia 05/08, no macro anel rodoviário de Campo Grande/MS, saída para Cuiabá/MT, uma Kombi com cerca de 300kg de maconha e 250 esferas de haxixe. A VW/Kombi pick-up, placas JEK3676 – Brasília/DF, era conduzida por Nilvan Antônio de Sá, 29 anos, entregador, morador no Bairro Santa Maria na Capital Federal. Os policiais verificaram que havia um compartimento de fundo falso na lateral do veículo, onde os entorpecentes foram encontrados. Nilvan buscou a droga em Coronel Sapucaia/MS e receberia cinco mil reais para realizar o transporte da droga, mas não apontou de quem recebeu e para quem iria entregar. A ocorrência foi encaminhada à Delegacia Especializada de Repressão a Narcóticos – DENAR, que fez a pesagem e contagem oficial da maconha e haxixe. O condutor da Kombi foi preso. PRF apreende MAIS DE TRÊS toneladas de ferro Policiais rodoviários federais de Teresina/ PI, apreenderam, no dia 07/08, 3.600kg de ferro sem a devida nota fiscal. A apreensão aconteceu no km 11, BR 316, e a carga era transportada no veículo Scania, placas KKM 5905/PI, conduzido por Francisco dos Santos Oliveira. A ocorrência foi encaminhada à Secretaria de Fazenda. 6 No Estado do Pará, agentes da Polícia Rodoviária Federal recuperaram, na BR 316, dois veículos com registro de roubo. Uma motocicleta Honda, cor azul, sem placa, foi encontrada na altura do município de Santa Maria. O condutor abandonou a motocicleta e fugiu. O Fiat/Siena, placas JVC 6346, foi outro veículo recuperado por agentes da PRF. O carro estava abandonado às margens da rodovia, no km 15, município de Marituba. FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF PRF recupera veículos roubados no Pará O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 7
  • 8. FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF Atividades da PRF PRF prende condutor COM COCAÍNA PRF recupera VEÍCULO CLONADO A Polícia Rodoviária Federal, recuperou, no Km 505 da BR 153, o VW/Gol de placas JFF 3288-Brasília/DF. Após consulta ao número do chassis, os policiais verificaram tratar-se de veículo com ocorrência de Furto/Roubo, com placa original de São Paulo/SP . O documento CRLV havia sido falsificado, constando o número do chassis original e a placa clonada de Brasília. O condutor e o veículo foram encaminhados à Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores/GO. 6 8 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR PRF apreende quase meia tonelada de maconha Uma apreensão de quase meia tonelada de maconha foi realizada por policiais rodoviários federais na manhã de terçafeira do dia 12/08, a três quilômetros da fronteira entre o Brasil e o Paraguai. Foram 457kg de maconha, que estavam em uma Parati com placas de Santa Catarina. Os policiais, após obterem a informação de que o carro sairia com a droga de uma comunidade ribeirinha, aguardavam sua passagem na BR-277, onde foi abordado. Os quase 500 tabletes da droga estavam jogados no interior da Parati, sem qualquer cuidado para ocultação. O motorista, J.P de 18 anos, declarou que receberia .T, “ R$100,00 para levar o carro da barranca do rio até um barracão que fica em um bairro a dez quilômetros da Ponte da Amizade. Neste local, a droga seria divida entre outros veículos, que dariam continuidade ao transporte. Como a fiscalização na Ponte da Amizade é intensa e constante, os traficantes têm usado o rio como forma de travessia da droga e montam uma verdadeira estrutura logística para dar vazão ao tráfico. Apesar de a circunscrição da PRF limitar-se à fiscalização das rodovias federais, muitas vezes a instituição realiza operações conjuntas com a Polícia Federal, Receita Federal e Polícia Militar. O que é bom para a economia também provoca conseqüências no trânsito. A experiência da Polícia Rodoviária Federal mostra que, em época de euforia econômica, as estatísticas rodoviárias disparam “ Agentes da Polícia Rodoviária Federal apreenderam, em Ponta Porã/MS, no dia 11/08, 8,4kg de cocaína, no GM/ Montana, placas DIQ 5846 - Inajá/PR, conduzido por Leandro de Souza Lopes, 23 anos. A apreensão ocorreu na BR 463, km 67. O entorpecente foi encontrado em compartimento de fundo falso. Os PRFs detiveram o condutor, que levaria a droga até a capital paulista e que receberia três mil reais pelo serviço. O veículo, o entorpecente e o traficante foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal local. O diretor-geral da PRF, Hélio Cardoso Derenne, comentando o aumento do número da frota de veículos nas rodovias brasileiras.
  • 9. de carvão vegetal Policiais rodoviários federais de Vitória da Conquista/BA apreenderam, no dia 01/08, 135m³ de carvão vegetal sem Documento de Origem Florestal (DOF), nem documentação fiscal. Foram apreendidos 85m³ de carvão vegetal, no km 859 da BR 116, transportados no Mercedes Benz, placas JMJ 6133/BA, conduzido por Marcelo Ferraz Flores. No km 932 da BR 116, João César Salomão conduzia o Mercedes Benz, placas JQW 3502/BA, com mais 50m³ de carvão vegetal. As cargas encontram-se no posto PRF da cidade à disposição do IBAMA. PRFs detêm Policiais rodoviários federais apreenderam em Jati, no km 525 da BR 116, 12,441 Kg de crack e 09 comprimidos de anfetamina, transportados no veículo VW/ Gol, placas MUW 1960/RN, prendendo em flagrante o condutor do veículo, Eliel Antônio de Souza de 36 anos. FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF Uma carreta que transportava 3,6 milhões de cigarros contrabandeados foi apreendida por policiais rodoviários federais no dia 28/07, em Cascavel/PR. Os cigarros estavam em caixas de papelão sob uma carga de madeira. O veículo, com placas do Rio Grande do Sul, estava abandonado em um posto de abastecimento. PRF apreende 12,5 KG DE CRACK FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF CARRETA FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF FOTO: DIVULGAÇÃO/DPRF PRF apreende 135m3 Policiais rodoviários federais de Vitória da Conquista/BA apreenderam 13 máquinas de caça-níqueis, 630 CDs e 111 DVDs piratas, em postos de combustíveis da região. Na área do Posto “São Marcos”, km 834 da BR 116, foram apreendidas nove caça-níqueis. No km 814, no posto de combustíveis “Fim da Banguela”, foram apreendidos 630 CDs, 111 DVDs piratas e quatro máquinas caça-níqueis. A ocorrência foi encaminhada à Receita Federal local. PRF apreende carga ilegal de madeira e carvão vegetal No quilômetro 161 da BR-010, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal realizando ronda na rodovia, apreendeu 30 metros cúbicos de madeira e 60 metros cúbicos de carvão vegetal que estavam sendo transportados ilegalmente, sem Guia Florestal e sem Nota Fiscal. A carga de madeira serrada, da espécie Cupiúba, estava embarcada em uma carreta de placas AST 2133/PR. Segundo Alexandre Vianei Diniz, condutor da carreta, a madeira foi embarcada na comunidade de Piriá, em Paragominas, e tinha como destino o estado de São Paulo. Já o carvão vegetal era transportado em um caminhão de placas JVB9119/PA, que tinha como motorista Francisco das Chagas Martins A. Silva. O mesmo afirmou que esse produto florestal iria para a cidade de Marabá. Constatado o crime ambiental, os agentes da PRF autuaram os condutores e os encaminharam, juntamente com as cargas ilegais de madeira e carvão, para a Delegacia Seccional da Polícia Civil em Marabá. 6 PRF apreende 13 caça-níqueis e 741 CDs e DVDs piratas O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 9
  • 10. Miscelânea Que lindas flores! Roberto Francisco E stamos festejando a chegada da primavera, a estação do amor, em que as plantas nos sorriem através do multicolorido de suas ramagens e flores... “A primavera vem vindo!... Há festa, risos e amores! - É Deus que chega, sorrindo pelo sorriso das flores...” Muitos são os povos do mundo que comemoram a chegada da primavera com festas e rituais. Geralmente isto acontece nas regiões de clima frio, em que, após invernos longos e rigorosos, ela parece uma verdadeira mãe a realizar o nascimento da vida: “Primavera! Que beleza! A campina toda em flor nos mostra que a natureza é toda mãe, pelo amor.” 6 6 10 ÁLOGO O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR A primavera é musa dos poetas, dos jardineiros, dos apaixonados anônimos, e divide com a Lua a tarefa de inspirar obras de arte, que tanto podem ser canções, como orquídeas. Parece que até mesmo o Pintor Supremo se vale de suas múltiplas cores: “A primavera opulenta, mostrando tudo que é cor, uma palheta aparente do mais notável Pintor!” Ansiosamente aguardada, até como antecipadora do verão, ela chega, trazendo flores e cheiros, enfeitando todos os jardins e dando-lhes vida, como às pessoas: “Primavera... a natureza, assim verde e tão florida, é jardim todo em beleza, perfumando a nossa vida!” Derretendo a neve e o gelo, subindo a temperatura, voltando a brotar os gramados e arvoredos, a primavera nos
  • 11. “Penso, olhando um céu de estrelas: SENHOR, como é que os ateus diante de coisas tão belas dizem não crer ainda em Deus?” É verdade que, embora toda a natureza sorria nesta fase, alguns seres humanos curtem suas horas de agonia e tristeza. Talvez na busca de aperfeiçoar-se pelo sofrimento!... “Primavera! Estão floridas as plantas todas da rua. Mas – que triste! – em muitas vidas o ‘inverno’ ainda continua...” Mas, em compensação, os que vivem intensamente seu amor, mesmo em outras estações, sentem-se numa eterna primavera... “Meu amor tão grande era, tão grande a minha alegria, que eu vivia em primavera. - Era inverno, e eu não sabia!” De qualquer forma, mesmo nas agruras, devemos imitar as árvores mais belas, que se habituaram a enterrar no chão suas lágrimas para que não as vejam os viajores... “Árvores há como a gente; pois, das flores, nos matizes, disfarçam drama pungente que lhes vai pelas raízes.” Em Petrópolis, muitas pessoas que se haviam escondido em suas tocas durante o inverno, voltam a procurar ruas, praças e parques, buscando o sol de dia e a Lua argêntea à noite: “Não há nada mais bonito que nossa Lua de prata debruçada no Infinito como a fazer serenata!” Nosso céu fica tão lindo durante a primavera, porque são muitos os astros a se exibirem nas noites claras, mesmo sem auxílio de telescópios. Para nós, petropolitanos natos e adotados, é fácil estar sempre na primavera: na que explode em tons multicores; na que nos afaga com o AMOR da mulher querida, no sorriso dos filhos e netos; na que nos envolve com o fraterno abraço dos amigos, irmãos embora não dos mesmos pais. Devemos, por isso, ser unos com ela e entoar-lhe canções que: “Nossas flores são famosas, e de verde umbroso as matas, Petrópolis, mar de rosas sobre um céu de serenatas!” Perdoem-me, se me permito, como velho professor, fazer-lhes um breve relato folclórico, histórico, sobre esta linda estação. Primavera é palavra de origem latina (primo, vere) e significa no começo do verão. No Hemisfério Sul, vai de 22 de setembro a 20 de dezembro. Ligada à época das colheitas, é relacionada com as festas pagãs, em que o semi-deus PAN inebria corações com os doces sons de sua flauta. Também é época preferida por EROS, o deus do amor, para provocar paixões, flechando os pobres mortais: “Deparei-me face a face com teu olhar suave e terno. Foi como se o Sol raiasse depois de meses de inverno.” A mitologia grega representa a primavera por PERSÉFONE, filha de CERES e ZEUS, raptada por HADES, senhor dos infernos, que a levou para TÁRTARO, lugar tão profundo que o Sol não o alcançava. ZEUS não atendeu, de início, ao pedido da esposa para trazer a filha de volta e CERES lançou maldição sobre a Terra, devastando campos e colheitas. Finalmente, ZEUS enviou MARTE, que liberou PERSÉFONE. HADES, porém, antes de sua partida, enfeitiçou-a com uma fruta e a condenou a passar um terço de seus dias em TÁRTARO. Por isso, todos os anos, quando PERSÉFONE volta à Terra, as flores desabrocham... Você tem três motivos para anunciar na Revista O Diálogo Credibilidade Qualidade Retorno Não perca tempo Descontos especiais para conveniados CONHEÇA A Casa do Inspetor www.casadoinspetor.com.br INFORMAÇÕES: 2231-9151 /9964-2842 6 traz flores dos mais variados aromas, cores e formas. Sentimos a presença de Deus, que é Amor, e até os animais buscam acasalar-se: O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 11
  • 12. Psicologia Teremos Futuro? NINA EIRAS DIAS DE OLIVEIRA – CRP 05/09409 Psicóloga com prática clínica fundamentada na fenomenologia e no pensamento de Heidegger. Especialista clínica pelo CRP/ RJ e hospitalar pela FGV/RJ. ou de 1962. Pertenço à geração que foi nomeada como “os filhos da revolução”, nascida em pleno período da Ditadura, do AI-5, sob as sombras da tirania, das guerras, das perseguições, da imposição da dor e dos sofrimentos das torturas. Do pós-guerra, onde, no horizonte do mundo, o futuro mostrava-se promissor. Época do crescimento, busca de liberdade, desenvolvimento, criatividade cultural, do povoamento, de tantos nascimentos e surgimentos. Havia a necessidade da expansão, da reconstrução, do labor, do “mãos à obra” e da necessidade de se “arregaçarem as mangas”. Muitas vezes, a minha geração é reverenciada e usada como parâmetro e contraponto com a juventude que hoje desponta. Há de se ter um certo cuidado com axiomas, nostalgias e idealizações. No consultório, lido com os conflitos das crianças e jovens de hoje, que se mostram imediatistas, fruto de uma cultura consumista, pragmática e individualista. Têm muita dificuldade em lidar com aquilo que demanda tempo, como o esperar por algo, a aquisição do conhecimento e o debruçar e se envolver com os estudos. Presto muita atenção no medo, na apatia e no pessimismo que os jovens adolescentes mostram na relação com o futu- S ro, diferente das gerações passadas. Numa sociedade que aspira ao sucesso profissional, penso que, de certa forma, o modo como se investe nessa aspiração desde a infância (excesso de cursos e, normalmente, com direcionamento profissional futuro e não apenas na ampliação de experiências, no desvelamento e aperfeiçoamento de talentos, no simples conhecimento, na ampliação da visão de mundo) também contribua numa sobrecarga de temores desse futuro. “Darei conta?” “Terei sucesso?” “Ganharei dinheiro?” Outro grande fator está em como este futuro, hoje, nos é apresentado: catástrofes nos aguardam, aquecimento global, descongelamento, diminuição da camada de ozônio, um possível não-futuro. O uso de drogas lícitas e não-lícitas cresce como tentativa de aplacar o vazio existencial e aliviar o stress que impregna cada cidadão na síndrome da correria e da pressa. É crescente e assustador o número de consumidores de drogas. Entre eles estão várias gerações de médicos, juízes, advogados, psicólogos, entre outros. Penso, sempre, no quanto esse esvaziamento do pensar e do refletir favorecem uma política de poder corrupto e ganancioso. Temo pelo presente revelado e por seus desdobramentos. Quem serão nossos filhos? CARTA DO LEITOR Correspondência recebida: AO SENHOR ADILSON A. P DE CARVALHO . Por meu intermédio, a Senadora Lúcia Vânia agradece a Vossa Senhoria o encaminhamento ao seu Gabinete da publicação O Diálogo. Atenciosamente, Heldo Vítor Mulatinho Assessor Parlamentar 6 6 12 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO SENHOR ADILSON, Ficamos muito felizes com a sua visita e dos demais diretores da nossa querida Casa do Inspetor aqui em Minas. Embora não faça mais parte de Diretoria Regional, estarei sempre à sua disposição. Nas minhas ações educativas, nas escolas, empresas de transporte, faculdades, nos órgãos de trânsito, etc., uso com maior orgulho o nome da CASA DO INSPETOR. Um fraternal abraço do seu amigo e colaborador, Inspetor De Paula Educador de Trânsito
  • 13. Nova Lei Sendo Preso, Eu quero ser ALGEMADO O Supremo Tribunal Federal, aproveitando um julgamento sobre um caso específico, determinou explicitamente que o uso das algemas em prisões dos cidadãos deve ser um caso excepcional, tendo que ser usada quando houver risco para o detido, para o policial ou para a sociedade. Essa medida veio após diversas reclamações das classes sociais mais favorecidas, que se sentiram prejudicadas pelo uso, até então indiscriminado, desta forma de contenção, principalmente pela Polícia Federal, e a farta exposição dessas imagens pelos diversos meios de mídia. Como instrutor de Direitos Humanos e Cidadania para policiais, não posso deixar de considerar que essa inovação do STF tem conseqüências imprevisíveis, pois, ao fim, não veio a resolver, mas complicar. O uso das algemas sempre foi determinante para a segurança dos policiais, evitando uma possível reação do detido, o que, na maioria das vezes, não pode ser previsto pelo aparato policial, bem como não pode ser respondido por outros meios, a não ser com o uso da força. Também a contenção do detido torna-se importante para a própria sociedade, pois esta tem a confiança de que aquele, conduzido pelas forças de segurança, não irá evadir, sendo devidamente conduzido às autoridades, não retornando imediatamente ao seio comunitário. E, como não poderia deixar de ser, também é de extrema importância para a segurança do próprio conduzido, pois o aparato policial no Brasil não possui meios de contenção às reações dos detidos, com efeitos não-letais ou equivalentes, de forma generalizada. Em outras palavras, decorrente da pressão social contínua, em que (com justiça, convenhamos) será defendido o não uso das algemas para todos, vamos ter policiais com um nível de alerta mais elevado, portando armas com mais tensão, comportando-se como se o detido fosse sempre reagir, podendo vir a interpretar todos os movimentos do custodiado como uma ameaça para si e para outros. Daí, já dá para imaginar quais são as notícias que irão aparecer. Por isso, reafirmo que, em caso de prisão ou detenção da minha pessoa, farei questão do uso da algemas para minha condução, deixando o meu condutor em condições de diminuir a sua preocupação comigo, o que será seguro para todos nós, haja vista o nível de habilitação técnica das nossas polícias brasileiras. Neste contexto, me sobressai uma preocupação: e como fica a definição para o agente de segurança pública? Em que momento de excepcionalidade terá que ser usado o par de algemas? Numa sociedade em que se cobra muito do serviço policial, porém oferecem-se parcos meios a um serviço público tão importante, o policial não terá, de fato, indicações e padrões de comportamento social para se orientar. Só nos resta temer por mais uma ação imediatista e incompleta, com um viés de proteção direcionado a uma certa parcela social, mas que não vem a resolver um problema, como um todo, que é a correta aplicação da Justiça – para todos, indiscriminadamente. * É policial rodoviário federal da 1ª SRPRF em Goiás e especialista em criminologia. 6 Fabiano da Silva Faria* O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 13
  • 14. Odontologia Todo cuidado É POUCO! MÁRCIO FILPO PICADO A boca é a vitrine da saúde do corpo. Ela pode apresentar sinais de deficiências nutricionais ou infecção geral. Por exemplo, doenças sistêmicas – aquelas que afetam todo o organismo, como diabetes e AIDS – podem se manifestar através de lesões bucais ou outros problemas orais. São necessários mais estudos, mas alguns pesquisadores acreditam que bactérias e inflamações relacionadas à periodontite (doença periodontal) têm papel importante em algumas doenças sistêmicas. Da mesma maneira, enfermidades como o diabetes, distúrbios nas células sangüíneas e infecções do HIV podem diminuir a resistência do corpo às infecções, tornando a doença periodontal mais severa. Algumas evidências indicam que bactérias bucais podem estar relacionadas à doença cardíaca, obstruções arteriais e derrame cerebral. Portadores de diabetes freqüentemente sofrem de periodontite. Além disso, há indícios de que diabéticos são mais propensos a desenvolver e ter tal tipo de doença, porém mais severa do que os não-diabéticos. Alguns estudos indicam que a doença periodontal pode dificultar aos portadores de diabetes o controle da glicose no sangue. Embora a periodontite possa contribuir para essas doenças, é importante entender que o fato de duas doenças ocorrerem ao mesmo tempo não significa necessariamente que uma seja a causa da outra. É por essa razão que “ estudiosos estão investigando o que ocorre quando a periodontite é tratada em pessoas com alguma dessas enfermidades. Devido à potencial relação entre periodontite e problemas sistêmicos de saúde, a prevenção pode ser um passo importante na manutenção da saúde geral: escove seus dentes minuciosamente pelo menos duas vezes por dia (o ideal são quatro vezes); limpe entre os dentes com fio dental ou outro tipo de higienizador interdental uma vez por dia; use adstringente bucal como complemento de sua higiene oral; tenha uma dieta balanceada e limite as guloseimas às refeições, o que pode reduzir o risco de desenvolver cáries e doenças periodontais; agende visitas ao dentista regularmente (duas vezes ao ano); a limpeza feita pelo dentista é o único meio de remover o cálculo (tártaro), que retém a placa bacteriana ao longo da linha gengival; converse com seu dentista sobre alterações em sua saúde geral, particularmente doenças recentes ou crônicas. Recapitulando: a boca é repleta de incontáveis bactérias, algumas relacionadas à cárie dentária e doença periodontal. Pesquisadores descobriram que a doença periodontal está relacionada com outros problemas de saúde: doença cardiovascular, derrame cerebral e pneumonia bacteriana. Além disso, gestantes com periodontite têm maiores riscos de partos prematuros e/ou de crianças nascidas com baixo peso. Tchau! Até a próxima e um abraço a todos. “ Cirurgião-Dentista, formado pela antiga Faculdade Nacional de Odontologia da Universidade do Brasil (FNOUB) Algumas evidências indicam que bactérias bucais podem provocar diversas doenças. NOTA DE FALECIMENTO NOTA DE FALECIMENTO No dia 09 de julho, com incontido pesar, informou o Instituto MOSAP através de , sua Diretoria Executiva, o falecimento da Senhora Rosa Maria da Silva, mãe do Diretor Financeiro da entidade, Antônio 6 6 14 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO Mendes Patriota. Aos familiares nossas mais profundas condolências. Diretoria da UPRB – Casa do Inspetor.
  • 15. FOTO: ANTONIO CRUZ/ABr Comemorações da PRF Visitantes observam motocicleta da década de 1940 em exposição no Parque da Cidade em comemoração aos 80 anos da Polícia Rodoviária Federal Exposição marca 80 anos da Polícia Rodoviária Federal também fizeram demonstrações para os visitantes. De acordo com o inspetor Alexandre Castilho, mais que comemorar o aniversário da corporação, o objetivo da exposição é aproximar a PRF da sociedade. “Muitas pessoas, que não freqüentam as rodovias, não conhecem o trabalho da PRF. É uma atuação que se confunde com a história do país, que optou pelo meio rodoviário para transportar nossas riquezas”, apontou. Fonte: Agência Brasil 6 D esde viaturas originais da década de 1940 até as novíssimas motocicletas Harley-Davidson que ainda não estão nas ruas para fiscalização, quem passou no dia 27/07 pelo Parque da Cidade, em Brasília, pôde ver de perto parte do acervo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em exposição comemorativa aos 80 anos da corporação. Além dos veículos, a PRF levou ao parque equipamentos, uniformes e armas utilizadas na fiscalização de rodovias federais em todo o país. Helicópteros de resgate e de fiscalização O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 15
  • 16. Sociedade JUIZ POETA dá sentença inusitada O juiz Ronaldo Tovani, 31 anos, substituto da comarca de Varginha, ex-promotor de justiça, concedeu liberdade provisória a um sujeito preso em flagrante por ter furtado duas galinhas e ter perguntado ao delegado: “Desde quando furto é crime neste Brasil de bandidos?” O magistrado lavrou então sua sentença em versos: No dia cinco de outubro Do ano ainda fluente Em Carmo da Cachoeira Terra de boa gente Ocorreu um fato inédito Que me deixou descontente. Soltá-lo é decisão Que a nossa lei refuta Pois todos sabem que a lei É pra pobre, preto e puta... Por isso peço a Deus Que norteie minha conduta. O jovem Alceu da Costa Conhecido por ‘Rolinha’ Aproveitando a madrugada Resolveu sair da linha Subtraindo de outrem Duas saborosas galinhas. E depois de algum trabalho O larápio foi encontrado Num bar foi capturado Não esboçou reação Sendo conduzido então À frente do Delegado. É muito justa a lição Do pai destas Alterosas. Não deve ficar na prisão Quem furtou duas penosas, Se lá também não estão presas Pessoas bem mais charmosas. Apanhando um saco plástico Que ali mesmo encontrou O agente muito esperto Escondeu o que furtou Deixando o local do crime Da maneira como entrou. Perguntado pelo furto Que havia cometido Respondeu Alceu da Costa Bastante extrovertido Desde quando furto é crime Neste Brasil de bandidos? Afinal não é tão grave Aquilo que Alceu fez Pois nunca foi do governo Nem seqüestrou o Martinez E muito menos do gás Participou alguma vez. O senhor Gabriel Osório Homem de muito tato Notando que havia sido A vítima do grave ato Procurou a autoridade Para relatar-lhe o fato. Ante tão forte argumento Calou-se o delegado Mas por dever do seu cargo O flagrante foi lavrado Recolhendo à cadeia Aquele pobre coitado. Desta forma é que concedo A esse homem da simplória Com base no CPP Liberdade provisória Para que volte para casa E passe a viver na glória. Ante a notícia do crime A polícia diligente Tomou as dores de Osório E formou seu contingente Um cabo e dois soldados E quem sabe até um tenente. 6 6 16 Assim é que o aparato Da Polícia Militar Atendendo a ordem expressa Do Delegado titular Não pensou em outra coisa Senão em capturar. E hoje passado um mês De ocorrida a prisão Chega-me às mãos o inquérito Que me parte o coração Solto ou deixo preso Esse mísero ladrão? Se virar homem honesto E sair dessa sua trilha Permaneça em Cachoeira Ao lado de sua família Devendo, se ao contrário, Mudar-se para Brasília! O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO
  • 17. Nova Diretoria FOTO: GERVÁSIO BAPTISTA/ABr Nova Diretoria da FENAPRF FENAPRF Empossa Diretoria Presidente Gilson Dias da Silva e Hélio Cardoso Derene, Diretor Geral do DPRF E 6 A partir da esquerda: Adilson A. P. de Carvalho, Ademur Antonio Junior e Luiz Carlos Rangel, presentes à posse m solenidade realizada no Salão Azul Sul, do Hotel Nacional de Brasília, a FENAPRF empossou, dia 13 de agosto, os integrantes de sua Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e de Ética, eleitos para o triênio 2008/2011. Compareceram à cerimônia de posse componentes dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, além de representantes de entidades sindicais e associações classistas, entre essas a Casa do Inspetor, representada por seu presidente Adilson A. P. de Carvalho, pelo diretor de divulgação, Luiz C. Rangel, e por seu representante em Brasília, Ademur Antônio Junior. Após a solenidade de posse, a FENAPRF ofereceu um coquetel aos presentes. O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 17
  • 18. FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB Momento Histórico Lembranças E le foi um dos maiores motociclistas batedores da nossa Polícia Rodoviária Federal, sendo considerado um verdadeiro ás na arte de pilotar motocicletas. Foi um dos escolhidos pela antiga Polícia Especial para atuar na escolta do ex-presidente Getúlio Vargas. A sua perícia e eficiência na realização de missões de escolta para as mais importantes autoridades lhe valeram uma homenagem da qual sempre se orgulhou: foi agraciado com um Diploma de Honra ao Mérito, concedido pela Embaixada dos Estados Unidos. Estamos lembrando carinhosamente o saudoso Rafael França e Silva, o popular “Folha Seca”, grande motociclista da Polícia Rodoviária Federal. À esquerda: Rafael França e Silva um grande motociclista da PRF 6 6 18 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR
  • 19. Aconteceu Presidente da Casa do Inspetor, Adilson Carvalho, soldado homenageado, Jonatas Valter dos Santos, Cel Marco Antônio Horta Ferreira Descerramento da placa comemorativa 32º BATALHÃO DE Infantaria Motorizado Batalhão Dom Pedro II comemora 138 anos 6 E m solenidade comemorativa ao138o aniversário do “Batalhão Dom Pedro II”, foi inaugurada placa em homenagem ao PELOTÂO HAITI. 28 militares integraram o 8º contingente de Batalhão de Infantaria de Forças da Paz (BRABAT) da missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti (MINUSTAH). O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 19
  • 20. FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB Aconteceu A partir da esquerda: Martins, Mario Baptista e o Pres. da Casa do Inspetor, Adilson Carvalho 4ª Delegacia Regional/MG INAUGURA SEDE PRÓPRIA A 4ª Delegacia Regional da Casa do Inspetor inaugurou, dia 27 de julho, a sua sede própria, localizada em sala adquirida pela entidade, na Avenida João Cezar de Oliveira, no 751/207, bairro Eldorado, Contagem. Compareceram à cerimônia de inauguração o presidente da Casa do Inspetor, Adilson A. P. de Carvalho, o Superintendente Regional da PRF/MG, Inspetor Waltair Vasconcelos, o Relações Públicas da 4ª SRPRF/MG, Aristides do Amaral Junior, os diretores José Ângelo de Oliveira (Patrimônio), Paulo Burger (1º Secretário), Fernando Angotti (Conselho 6 6 20 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO Deliberativo), os integrantes da Delegacia Regional, Mário Baptista de Oliiveira (Delegado), Getúlio Mota e Silva (Secretário) e esposa, Joana Lúcia Cordeiro, Danielle Fernanda da Costa (Funcionária da Delegacia) e os amigos associados Lúcio Campos Silva, Antonio das Graças de Paula e Milton Coelho de Araújo. De parabéns a nossa Casa do Inspetor, os integrantes da 4ª Delegacia Regional e os associados de Minas Gerais que, a partir de agora, dispõem de um local próprio para tratar dos assuntos pertinentes à entidade, aos seus interesses, bem como um local de encontro e lazer.
  • 21. FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB Participantes da solenidade de inauguração Ato de assinatura da escritura da sala, no Cartório do 2º Ofício de Notas de Contagem/MG 6 Prédio onde se localiza a sede própria da 4ª Delegacia Regional O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 21
  • 22. FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB Aconteceu A partir da esquerda: Paulo Burger, Adilson, Mario Baptista, Angotti, De Paula e Oliveira Autoridades presentes ao evento 6 6 22 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO
  • 23. FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB Presidente da Casa do Inspetor, Adilson Carvalho, e Inspetor De Paula, Educador de Trânsito Aspecto do evento Festa Comemorativa dos 80 anos da PRF 6 F oi realizada, no dia 25 de julho, em Belo Horizonte no Clube Labareda na Pampulha, a festa em comemoração aos 80 anos da PRF. Estiveram presentes ao evento o Presidente da Casa do Inspetor, Adilson Carvalho, integrantes da diretoria e amigos ligados à instituição. O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 23
  • 24. FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB Aconteceu 10ª SRPRF-BA comemora os 80 anos da PRF Torneio Inter-Delegacias da 10ª SRPRF-BA E m comemoração aos 80 anos da PRF, realizou-se o Torneio Inter-Delegacias da 10ª SRPRF-BA, em Salvador. O evento, que aconteceu na Sede da ASDNER, teve o apoio do SINPRF-BA. RELAÇÃO DE DELEGADOS - CASA DO INSPETOR 1ª DELEGACIA/GO – JOSÉ DE ARIMATEIA ALENCAR SENA 2ª DELEGACIA/MT – IRIS FERNANDO DA SILVA 4ª DELEGACIA/MG – MARIO BAPTISTA DE OLIVEIRA 5ª DELEGACIA/RJ – FERNANDO ANGOTTI 7ª DELEGACIA/PR – JAIRO TUPI COSTA REINARDT 8ª DELEGACIA/SC – GILBERTO DURIGON DE FREITAS 9ª DELEGACIA/RS – MARIO GENTIL SCARIOT 10ª DELEGACIA/BA – ALMIR PENA GASPAR 11ª DELEGACIA/PE – LUIZ ALBERTO DO NASCIMENTO 12ª DELEGACIA/ES – JORGE EMILIO NUNES DA SILVA 13ª DELEGACIA/AL – JOSÉ GOMES DE OLIVEIRA 14ª DELEGACIA/PB – HERVERTON REINALDO A. SILVA 15ª DELEGACIA/RN – CHRISTOVÃO DE SOUZA REVOREDO 16ª DELEGACIA/CE – AGILDENOR LEITE GOMES 17ª DELEGACIA/PI – LOURIVAL JOSÉ VELOSO FILHO 18ª DELEGACIA/MA – ELISEU CUTRIM GOMES 19ª DELEGACIA/PA – ISMAEL DOS SANTOS PINHEIRO 20ª DELEGACIA/SE – OSVALDO ALVES DE ALMEIDA REPRESENTAÇÃO BRASILIA/DF – ADEMUR ANTÔNIO JUNIOR 3º DISTRITO PRF/AM – ANTONIO JOSÉ GRELLO GONÇALVES 5º DISTRITO PRF/RR – IVAN MOLINA 6 6 24 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO (62) 3275-8204 (65) 3619–3058 (31) 3363–6185 (21) 3341–1360 (41) 3361–8500 (48) 3346-4292 (51) 3352–5992 (71) 3257–0226 (81) 3465-6378 (27) 3339–6478 (82) 3221–7143 (83) 3232-3138 (84) 3478-2497 (85) 3295–3022 (86) 3233–1414 (98) 3236-0217 (91) 3235–1774 (79) 3246–3499 (61) 3323–5557 (92) 3625-2857 (95) 3627-3400 FUNCIONAMENTO DA SEDE SOCIAL “QUITANDINHA” – PETRÓPOLIS – RJ HORÁRIOS SAUNA: Quartas e sextas-feiras, das 17 às 20h NOTA: Para uso da sauna, é necessário avisar com antecedência de duas horas para que seja aquecida. PISCINA: De terça a domingo, das 9 às 17h SINUCA: De terça a domingo, das 9 às 19h
  • 25. FOTO: WILSON DIAS/ABr Aconteceu Em comemoração aos 80 ANOS, PRF ENTREGA MEDALHAS Tarso Genro, Ministro da Justiça, e Márcio Fortes, Ministro das Cidades, com as medalhas do Mérito Rodoviário Na cerimônia em comemoração aos 80 anos de criação da Polícia Rodoviária Federal, realizada no dia 22 de julho, foi entregue a medalha do Mérito Rodoviário aos Ministros da Justiça, Tarso Genro, e das Cidades, Márcio Fortes, que a receberam das mãos do diretor-geral da PRF, Hélio Cardoso Derenne. Estiveram presentes à solenidade diversos PRFs. O Ministro da Justiça, Tarso Genro, em discurso, enalteceu todo o trabalho realizado pela PRF durante essas 8 décadas e ressaltou a importância da continuação do trabalho prestado por nossa instituição. Homenagem Inspetor José da Silva Reis, o mais antigo PRF do Estado da Bahia e um dos mais antigos associados da Casa do Inspetor, onde ingressou em novembro de 1953, portanto há 55 anos sócio fiel de nossa entidade. Ao companheiro Reis, os agradecimentos, o respeito e as homenagens da Casa do Inspetor. Carteira de sócio da Casa do Inspetor de um dos mais antigos membros de nossa Instituição XIII ENCOPRF No dia 21 de julho, Dr. Edison Guilherme Haubert, Presidente do Instituto MOSAP , comemorou mais um ano de vida e saúde. A ele a UPRB – Casa do Inspetor transmite os mais efusivos votos de felicidades. Do dia 1 ao dia 3 de agosto de 2008, em Tubarão/SC, realizouse o XIII Encontro de Policiais Rodoviários Federais. Com uma extensa programação, o encontro visou à integração dos participantes através da prática de diversas atividades desportivas: futsal, vôlei, tiro, xadrez... No dia 02, aconteceu um Jantar Dançante na Sociedade Recreativa Cidade Luz em comemoração aos 80 anos da Polícia Rodoviária Federal. Patrocinaram o evento o SESC, o Clube Caça Tiro José Siebert e a Sociedade Recreativa Cidade Luz. Realização: Polícia Rodoviária Federal, 2ª Delegacia/8ª Superintendência/DPRF-MJ e Sindicato do Policiais Rodoviários Federais/SC. Dr. Edison Guilherme Hauber, Presidente do Instituto MOSAP 6 Aniversariante O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 25
  • 26. FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB Aconteceu Da esquerda para a direira: Inspetores Wolmar Intra e Célio Malta – homenageados com os motociclistas pioneiros na 12ª SRPRF/ES Autoridades presentes à solenidade de encerramento do Curso de Formação de Motociclistas Batedores da 12ª SRPRF/ES Encerramento do Curso de Motociclista batedor da 12ª Superintendência da PRF/ES N Inspetor Iwon Mattos da Costa e esposa, Senhora Penha 6 6 26 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO o dia 23 de julho, na sede da 12ª Superintendência da PRF/ES, os inspetores José Altair Gomes Benites e Heleno José Guimarães, do DPRF, ressaltaram a constante participação da Casa do Inspetor em eventos desta natureza. Na ocasião, o Inspetor Iwon Mattos da Costa foi homenageado como o mais antigo policial da 12ª SRPRF/ES. Também foram homenageados os inspetores Wolmar Intra, Célio Malta e Alcidélio Prudêncio.
  • 27. FOTO: DIVULGAÇÃO/UPRB Aconteceu CASA DO INSPETOR Celebra novo CONVÊNIO 20ª Delegacia tem NOVA DIRETORA A associada Patrícia Silva Santana Oliveira foi designada para exercer o cargo de Diretora de Relações Públicas da 20ª Delegacia Regional da Casa do Inspetor, em Sergipe. À Patrícia, as boas-vindas e os sinceros votos de sucesso em sua nova função. Da esquerda para a direita: Inspetor Renato (Diretor Tesoureiro da 20ª UPRB/SE), Dr. Roberto Augusto Vasconcelos (Diretor proprietário do colégio), Inspetor Osvaldo Alves de Almeida (Delegado da 20ª UPRB/SE), Dr. Lúcio Ricardo Vasconcelos (Diretor Financeiro), Inspetora Patrícia (Diretora de Rel. Públicas da 20ª UPRB), Dra Simone Vasconcelos (Diretora Pedagógica), Inspetor Fábio (Presidente do SINPRF/SE) e alunos do BOM PASTOR. “ “ Mais uma vez, o Inspetor Osvaldo Alves de Almeida, Delegado da 20ª Delegacia Regional da Casa do Inspetor, Aracaju/SE, celebrou excelente convênio. Desta vez, com o Colégio Bom Pastor, que oferece ensino de qualidade do Maternal ao Ensino Médio. O colégio possui uma estrutura física com 20 salas de aula, quadra de esportes coberta, piscina, sala de dança, sala de vídeo, laboratórios de informática e de ciências, biblioteca com sala de leitura, gabinete odontológico e área de lazer. Tudo isto com descontos para os associados da Casa do Inspetor. Toda força será fraca se não estiver unida Jean de La Fontaine CARTA DO LEITOR Correspondência recebida: Orçamento e Gestão com vista a manutenção da rubrica que autoriza as consignações de seguros e planos de saúde SENHOR PRESIDENTE (ADILSON ALBERTO PEREIRA DE CARVALHO), nas folhas de pagamento da Polícia Rodoviária Federal e do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Em atenção a sua solicitação, encaminhei, em anexo, correspondência dirigida àquela Pasta Ministerial, requerendo a revogação dos dispositivos contidos no Decreto no 6.386/2008 e Portaria Normativa 01/2008 que proíbem as mencionadas rubricas. Cordialmente, Senador Papaléo Paes 6 Brasília, 03 de julho de 2008. Reporto-me a sua correspondência, datada de 08 de abril de 2008, por meio da qual Vossa Senhoria pede que interceda junto ao Ministro do Planejamento, O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 27
  • 28. Capa FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB Residência de Arnoldo Klippel – local em que foi realizada a reunião de fundação da Casa do Inspetor (Castelânea, Petrópolis-RJ) 6 6 28 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO
  • 29. União do Policial Rodoviário do Brasil Casa do Inspetor 60anos EM DEFESA DOS policiais rodoviários federais A UPRB – Casa do Inspetor tem sido, durante todos os seus anos de existência, um órgão de fundamental importância nos destinos da Polícia Rodoviária Federal. 6 Arnoldo Klippel, Fundador, Instituidor e Ex-Presidente da Casa do Inspetor GO O D I Á LO GO CASA DO INSPETOR 29
  • 30. FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB Museu da Casa do Inspetor localizado na sede social da entidade em Petrópolis/RJ Em seus primórdios, a Polícia Rodoviária Federal era denominada Polícia das Estradas e seus poucos, mas valorosos, integrantes eram chamados de Inspetores de Tráfego e estavam subordinados ao DNER (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem). Seu trabalho era desvalorizado e seus integrantes, sujeitos à demissão sem qualquer motivo real e consistente. Seus atos eram cercados de muita burocracia, o que impedia uma ação verdadeiramente eficaz na solução de problemas relacionados às suas funções. Numa estrutura ditatorial montada pelo DNER, um policial, para conversar com um superior, era obrigado a elaborar um requerimento que seria analisado antes de ser aprovado, o que dificultava ainda mais o já sofrido trabalho dos então “Inspetores de Tráfego”. Nesse contexto histórico, o Inspetor Arnoldo Emílio Klippel recebeu de Cid Gonçalves – estatístico do DNER – a sugestão de organizar uma entidade de classe com estatuto registrado para que pudesse interceder pela categoria sem estar sujeito às possíveis perseguições dos engenheiros do DNER. E foi assim que, numa reunião realizada na varanda da residência do Inspetor Klippel, em Petrópolis-RJ, deu-se o primeiro passo para criar o órgão de classe em defesa da PRF. Klippel e alguns colegas por ele convidados discutiram durante um ano a organização do estatuto que regeria a Casa do Inspetor, registrado em setembro de 1948. 6 30 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR Convocação para o Ato de Constituição da Casa do Inspetor (O texto foi assinado espontaneamente por Cid Gonçalves, a fim de que se evitasse a demissão sumária de qualquer policial frente aos engenheiros do DNER) Petrópolis, 10 de setembro de 1948 Prezado Colega, Já de muitos anos foi lançada a semente da União e Solidariedade entre nós e não têm sido poucas as vezes frustradas pelo pouco número dos que se apresentam para fazer com que esta semente fecunda germine e floresça em todo seu vigor. Porém desta vez, estou certo de que virás, honrando-nos com tua presença no Ato da Constituição da NOSSA ASSOCIAÇÃO, fazer com que tua voz junto à nossa se faça ouvir tão alto como na guerra os canhões troando. Data: 15 de setembro de 1948 Local: Estrada da Independência, 324 – Cremerie – Petrópolis Horário: 14h
  • 31. Texto da convocação para a 1ª Assembléia Geral: Srs. Inspetores, Estatísticos e Motoristas pertencentes ao quadro da Polícia do DNER A União Beneficente dos Inspetores de Tráfego do DNER, “Casa do Inspetor”, vem por este meio convidar todos os interessados para tomarem parte na 1ª Assembléia Geral, a realizar-se no dia 05/11/1948, às 14h, na residência do Inspetor Arnoldo Emílio Klippel, sito a rua Prof. Cardoso Fontes, no 108-A, em Petrópolis, RJ, a fim de tomarem conhecimento dos Estatutos e eleição da Diretoria. A Comissão No entanto, a despeito de todas as investidas contrárias, a Casa do Inspetor foi se consolidando e ganhou sua primeira sede. Com o passar do tempo, a polícia foi ganhando mais espaço e maior reconhecimento e a entidade classista passou a se chamar União do Policial Rodoviário do DNER – Casa do Inspetor. Sua intenção maior: lutar pela dignidade dos policiais rodoviários. Em 1987, o Brasil discutia a elaboração de uma nova Constituição Federal. Eram tempos de consolidação da democracia recém-readquirida. Na Casa do Inspetor, o presidente era Orlando Rippel, inspetor que já havia encampado muitas lutas em favor da polícia rodoviária. À frente da Casa, ele se preocupou em estudar o esboço da Constituição para identificar como estava sendo tratada a Polícia Rodoviária Federal. Era imprescindível que a PRF tivesse, na nova Constituição, o amparo legal necessário para que seus trabalhos fossem reconhecidos como primordiais para aqueles que tinham – e têm – que cruzar as estradas do país com segurança. Edifício Itararé, local em que se instalou a primeira sede administrativa da Casa do Inspetor 6 Registrado o estatuto, o órgão, inicialmente denominado União Beneficente dos Inspetores do DNER – Casa do Inspetor, começou a crescer. Em represália, cresceu também a perseguição aos policiais. Não faltaram tentativas de enfraquecê-lo. Inconformados, os engenheiros do DNER buscaram todas as formas de impedir que a Polícia Rodoviária Federal tivesse reconhecida sua importância. O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 31
  • 32. Ao buscar meios para consolidar a carreira do policial rodoviário, a Casa do Inspetor contou com a atuação de inestimável valor do advogado Ulisses Guedes, que orientou na elaboração da emenda popular que transferiria a PRF para o âmbito do Ministério da Justiça, defendendo-a com êxito. Foram reunidas 175 mil assinaturas conseguidas pela Casa do Inspetor e por outras entidades. Fragmentos do discurso pronunciado por Ulisses Guedes na Assembléia Nacional Constituinte em defesa da emenda popular pela inclusão da Polícia Rodoviária Federal no Capítulo da Segurança Pública: FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB “O Brasil vive, neste momento, um instante histórico que por certo marcará sua trajetória de país evoluído e democrático, que poderá servir de exemplo para o mundo. (...)” A Casa do Inspetor presente ao ENLASP - 1º Encontro Nacional dos Líderes de Associações e Sindicatos da Polícia, realizado em 14/08/06, em Brasília. Na foto da esquerda para a direita: Gandna (COBRAPOL), Adilson (Pres. da Casa do Inspetor), Munduruca e Rangel (representantes da Casa do Inspetor) 6 32 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR “(...) queremos expressar o agradecimento da Casa do Inspetor (...) aos senhores contituintes que, em tão boa hora, usaram o bom senso e fizeram constar do texto legal a permanência da PRF como órgão indispensável ao patrulhamento das nossas estradas federais. (...)” “Além do policiamento das estradas, a PRF ainda exerce papel exponencial no âmbito nacional. (...)” “(...) o Policial Rodoviário, mesmo sem preparo adequado, porque não tem o respeito do DNER, combate o crime, a droga e tem como ponto de honra garantir as estradas do país, no combate direto à marginalidade, inclusive internacional. São servidores públicos que fazem da sua profissão um verdadeiro sacerdócio. E esse poder de polícia vem sendo exercido há 60 anos com a maior eficiência possível. Sem contar, porém, com o apoio do DNER.” Em julho desse mesmo ano, paralelo às comemorações do Dia da Polícia Rodoviária Federal, foi realizado, em Caxias do Sul, o 1º Encontro Nacional de Delegados da UPRB – Casa do Inspetor. Naquele momento, a PRF começou a tomar seu verdadeiro lugar como polícia da União.
  • 33. 1º Encontro Nacional de Aposentados e Pensionistas realizado em 20 de março de 2006 pelo Instituto MOSAP ao qual estiveram presentes integrandes da Casa do Inspetor e positivo junto ao Congresso Nacional e ao Governo Federal em defesa das questões que interessam aos policiais. Ao longo de toda a sua profícua e bem-sucedida história, a UPRB – Casa do Inspetor tem como fim a justiça e a valorização do policial rodoviário federal. Sob o lema “Perseverança, retidão, firmeza”, a Casa do Inspetor é hoje uma entidade que garante diversos serviços aos policiais associados, contando com representantes em todos os estados da Federação para dar assistência aos companheiros PRFs, zelando por seus interesses. Esta história vem sendo escrita ao longo desses sessenta anos e depende da participação de todos os que lutam pela carreira do PRF como instrumento da construção de um país digno, seguro, responsável. Casa do Inspetor – nos seus 60 anos de luta em prol dos PRFs e dos seus associados: participou intensamente da luta que colocou a PRF no capítulo de Segurança Pública da Constituição de 1988; abortou o Projeto Sutran, que, se aprovado, delegaria o policiamento das rodovias federais aos estados que o executariam através das polícias militares; 6 O resultado da grande luta travada por Orlando Rippel e tantos outros companheiros foi que, na Constituição de 1988, a PRF foi incluída no Artigo 144, Capítulo III, como integrante do Sistema Nacional de Segurança Pública: Criou-se então, após intensa luta das entidades classistas, o Departamento de Polícia Rodoviária Federal. A Casa do Inspetor passou a ser referência em todas as questões que envolvessem a PRF, inclusive dando estrutura e suporte necessários para a criação do Sindicato Nacional dos Policiais Rodoviários Federais. Alcançado seu maior intento, a Casa do Inspetor iniciou um período de modernização. O espírito associativo foi fortalecido, novos convênios começaram a ser firmados, sedes recreativas foram estruturadas, sempre com o intuito de melhor atender àqueles que acreditaram na UPRB e a ela se associaram. Hoje, com a estruturação de outras entidades de caráter reivindicatório na categoria, a Casa do Inspetor tem se voltado especialmente para o trabalho social junto aos associados. Ao lado da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais, da Associação Nacional da Polícia Rodoviária Federal e do MOSAP (entidade que defende com eficiência os interesses dos servidores ativos, aposentados e pensionistas) a Casa do Inspetor tem mantido uma postura de desenvolver o trabalho firme O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 33
  • 34. FOTOS: DIVULGAÇÃO/UPRB Superintendentes e coordenadores da PRF junto a diretores, conselheiros e funcionários da Casa do Inspetor na sede social no Quitandinha - Petrópolis/RJ conseguiu que a GOE (Gratificação sobre Operações Especiais) fosse estendida à PRF; Telex Circular a todos os Distritos Rodoviários e Representação do DNER Comunico Vossoria que Exmo. Sr. Presidente República, acolhendo exposição motivos do Exmo. Sr. Ministro Transportes, baseado na solicitação contida no ofício nº 2622, de 14/12/79 desta Diretoria Geral, assinou, dia 20 mês em curso, decreto nº 1771, que concide a todos integrantes Polícia Rodoviária Federal a Gratificação de 60º a Título de Operações Especiais. Esse Decreto materialisa um trabalho conjunto da Diretoria-Geral do DNER e a Diretoria da Casa do Inspetor, através de sua representação na Administração Central. Solicito dar ampla divulgação aos membros da PRF. SDS David Elkind Diretor-Geral DNER CIL/sm/mn. Texto transcrito na íntegra. 6 34 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR Função Policial mantém a expectativa de ver concretizado o tão necessário Plano de Carreira da PRF; Texto do Aviso nº 228 ao Ministro-Chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, João Leitão de Abreu, enviado pelo Dr. José Carlos Soares Freire, Diretor Geral do Departamento de Administração do Serviço Público – DASP Sr. Ministro, No presente processo, em que V. Ex.a solicita seja examinada a viabilidade de proceder-se à extensão da Gratificação de Função Policial, instituída pelo Decreto-lei no 2.111/84, de 04/04/84, aos Patrulheiros Rodoviários Federais, cumpre-me esclarecer que a pretensão se harmoniza com o princípio constitucional da isonomia, ficando a concessão, no entanto, condicionada à existência de recursos orçamentários para atender às despesas decorrentes da adoção da medida.
  • 35. Aproveito a oportunidade para renovar a V. Ex.a meus protestos de elevada estima e distinta consideração. José Carlos Soares Freire Diretor-Geral Ao longo de sua existência, a Casa do Inspetor vem propondo novas medidas ao governo, tais como: diversos cursos: de línguas, defesa pessoal, tiro, direção defensiva... fornecimento de armamento de grosso calibre aos policiais; assistência jurídica aos policiais rodoviários quando em serviço. Sala da representação da Casa do Inspetor em Brasília 6 Homenagem a Ulisses Guedes em setembro de 2006. Ely Pinto de Almeida e Orlando Rippel ladeando o homenageado O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 35
  • 36. Sedes da Casa do Inspetor Associado, curta momentos de felicidade com sua família. Visite uma de nossa sedes recreativas. SEDE RECREATIVA SOCIAL DE PETRÓPOLIS (RJ) Rua Itaguaí, 26 - Quitandinha Tel.: (24) 2242-1263 - Petrópolis/RJ POUSADA DE CIDREIRA (RS) Colônia de Férias Rua 17 Av. Qd. 120 D Lt. 01 Tels.: (51) 3226-4234/3226-4044 POUSADA DE ARARUAMA (RJ) Estr. da Praia Seca, 35, Lt. 0, Qd. 18 Bairro Praia do Dentinho Tel.: (22) 2674-0299 POUSADA DE CALDAS NOVAS (GO) Rua Note, Lote 2, Quadra B Parque Palmares – Caldas Novas Tel.: (64) 3453-2426 SEDE DE GOIÂNIA/GO Rua 4, 515/11ª andar/Sala 1.118 Edifício Phaternon Center - Setor Central 6 36 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR SEDE DE CONTAGEM/MG Avenida João Cezar de Oliveira, 751/257 Bairro Eldorado - Contagem/MG
  • 37. Casa do Inspetor colaborou com o DPRF nas inscrições para o concurso Público de 1994 (Petropolitano Futebol Clube) DÁRIO RAPOSO BORGES O primeiro presidente da União do Policial Rodoviário do Brasil Casa do Inspetor Em Brasília Escritório de Representação: no Centro de Poder Constitucional do País, a poucos metros da Esplanada dos Ministérios, a Casa do Inspetor se faz presente promovendo os imprescindíveis contatos com autoridades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. OCTACÍLIO ALVES DE SOUZA O segundo presidente da União do Policial Rodoviário do Brasil Casa do Inspetor Presidentes da Casa do Inspetor 1º - Dário Raposo Borges – 26/08/49 a 23/07/55 2º - Octacílio Alves de Souza – 23/07/55 a 23/07/59 3º - Arnoldo Emílio Klippel – 23/07/59 a 23/07/62 4º - Antonio Félix Filho Nosso Patrono – 23/07/62 a 23/07/67 5º - Renato Fernando Vizanni – 15/09/67 a 15/09/71 6º - José Augusto Balthazar – 15/09/71 a 15/09/80 7º - Orlando Rippel – 15/09/80 a 15/09/89 8º - José Augusto Joaquim – 15/09/89 a 15/09/92 9º - Orlando Rippel – 15/09/92 a 15/09/98 10º - Renato Aristeu Gomes – 15/09/98 a 15/09/01 11º - Adilson Alberto Pereira de Carvalho – 15/09/01 até os dias atuais 6 PUBLICAÇÃO: “O Diálogo” elo entre a Casa do Inspetor e seus associados O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 37
  • 38. Orlando Rippel, dep. Jair Bolsonaro e Renato Aristeu Gomes Trabalho parlamentar Diretores da Casa do Inspetor em visita a gabinetes parlamentares em Brasília. Integrantes da Casa do inspetor vão a Brasília para debater o Plano de Carreira (Janeiro de 2006) 6 38 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR
  • 39. Rippel, dep. Gonzaga Patriota e Rangel 6 Rangel, Adilson, ex-dep Nair Xavier Lobo, P. Burger e Munduruca O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 39
  • 40. Holofote FRASES DE PÁRA-CHOQUE Uma coletânea divertida do folclore de nossas estradas “Mulher feia é igual ventania, só quebra galho”. “Se hoje está ruim, não desanime; amanhã estará pior”. “No quintal da minha casa, passa boi passa boiada. Viu só que movimento!” “O cachorro só é o melhor amigo do homem porque não conhece dinheiro!” “A estrada para o sucesso está sempre em construção”. “Elogios não me elevam, críticas não me rebaixam; sou o que sou e não o que acham”. Beijo também é cultura: com ele você conhece várias línguas”. TROVAS Jardim das Trovas O rumo que vens trilhando, saturado de egoísmo, vai acabar te jogando no caminho do ostracismo. (João Pereira da Fonseca/RJ) Amor ao próximo... Nisto todo bom cristão atente: Muita vez, só mesmo um Cristo consegue amar certa gente... (Guiomar Machado/MG) Chuva – lágrimas das nuvens, caindo na solidão. Lágrimas – chuva dos olhos, subindo do coração... (Antero de Alencar/MG) Bondade só de aparência não salva. Nunca salvou. Pilatos, lavando as mãos, bem mais sujas as tornou... (Marília Pozzoli/PB) Vim do nada. Nada tenho. Não fui nada e nada sou. Não me lembro de onde venho e não sei para onde vou. (Antônio Zoppi/SP) Eu penso que, na verdade, a melhor religião é agir com lealdade, sem inveja ou ambição. (Luiz C. Rangel/RJ) Este é, talvez, o primeiro dos contrastes deste mundo: A vida é sonho ligeiro! A morte é sono profundo! (Caio Magalhães/RJ) O nosso idioma é o fim, vejam só que confusão: dizemos “não” com “pois sim”; dizemos “sim” com “pois não”! (João Pereira da Fonseca/RJ) Depois de guerras e luta, eis o que surge afinal: uma confusa disputa pela paz universal. (Constantino Gonçalves/RJ) Infeliz de quem no jogo suas esperanças ponha: perderá nele dinheiro, caráter, honra e vergonha... (Quintiliano Jardim/MG) REFLEXÕES PARA PENSAR Seja humilde. A vaidade é o pior dos defeitos, porque engana a nós mesmos. Por mais que seja sábio, há sempre alguém mais sábio que você. Por mais forte que seja, haverá alguém mais forte. Portanto, seja humilde. Envaidecer-se de quê? A vaidade nos faz perder o sentido das proporções e acabamos caindo no ridículo, porque nos enganamos a nós mesmos. (Minutos de Sabedoria/C. Torres Pastorino) 6 6 40 O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR ÁLOGO PARA SORRIR Vai transar? O governo dá camisinha. Já transou? O governo dá pílula do dia seguinte. Teve filho? O governo da o Bolsa Família. Tá desempregado? O governo dá o Bolsa Desemprego. Vai prestar vestibular? O governo dá o Bolsa Cota. Não tem terra? O governo dá o Bolsa Invasão e ainda te aposenta. Mas, experimenta estudar, trabalhar e andar na linha, pra ver o que te acontece! Paga Imposto de Renda!!!
  • 41. C ó d i g o d e Tr â n s i t o Tratar bem não CUSTA NADA RENATO ARISTEU GOMES N a edição nº 166, de março/abril de 2007, O Diálogo publicou, nas páginas 30/32, artigo assinado pelo Inspetor Jackson Mauro, presidente do SINPRF-PA/ AP e vice-presidente da FENAPRF, tecendo comentários sobre a forma de tratamento dispensada por parte dos policiais rodoviários mais novos aos policiais mais antigos, tratamento esse considerado descortês e, em alguns casos, desrespeitoso. Não há como negar que existe, por parte de alguns PRFs que ingressaram na corporação após a passagem desta para o Ministério da Justiça, um sentimento de menosprezo pelos colegas mais antigos. Mas não podemos generalizar e julgar que todos agem dessa forma. Assim como uma parte desses policiais mais jovens, quer por falta de educação, quer por desconhecimento da história da PRF e daqueles antigos “patrulheiros” e hoje inspetores, que possibilitaram com seu trabalho que a PRF viesse a atingir a dimensão que ela hoje possui, existe também uma parte, um número bem maior de novos policiais, que dispensa aos mais antigos, e mesmo aos já aposentados, um tratamento educado e atencioso. Assim como o informativo da Casa do Inspetor – “O Diálogo” – coloca as sua linhas à disposição daqueles que criticam alguma ação ou tratamento menos simpático de um PRF, elas devem ser utilizadas também para tornar público o tratamento cortês e respeitoso dispensado aos policiais antigos e aos aposentados. Não posso dizer, em sã consciência, já ter sido menosprezado ou desrespeitado por qualquer PRF, seja ele novo ou antigo, mas posso afirmar já ter sido muitíssimo bem tratado quando procurei meus colegas mais novos. O fato mais recente ocorreu no dia 10 de junho do corrente ano, quando, transitando pela BR 101/RJ, parei no posto de Rio Bonito, onde pretendia receber informações de como se processava o trânsito na pista de subida para Petrópolis/RJ. Ao adentrar a área do posto, fui efusivamente recebido pelos policiais ali de serviço, inspetores Renato e Dahaer, que demonstraram inclusive alegria em receber e atender prontamente um colega mais antigo e já aposentado. É de suma importância que os novos policiais saibam quanta satisfação eles proporcionam aos antigos colegas, quando lhes dispensam um tratamento cortês, criando um ambiente sadio de respeito e amizade... e isso sem nenhum custo. INFORMATIVOS RECEBIDOS Acusamos e agradecemos o recebimento dos seguintes informativos. JORNAL DA APAFERJ – Órgão da Assoc. dos Procuradores Federais do Estado do Rio de Janeiro; SÍNTESE – Publicação de Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal; JORNAL DA ASJ – Associação dos Servidores da Justiça do Rio Grande do Sul; MÃO DUPLA – Jornal do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Rio Grande do Sul; ASSISEFE – Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas do Senado Federal; VOZ ATIVA – Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas da Câmara dos Deputados; ATUALIDADE – Órgão Informativo dos Servidores da Justiça do Trabalho – Rio de Janeiro; RONDA SINDICAL – Jornal do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Pernambuco; JORNAL ANASPS – Inf. da Assoc. Nacional dos Servidores da Prev. e da Seguridade Social; JORNAL DE PETRÓPOLIS 6 FOTO: DIVULGAÇÃO SINESP – Pub. do Sindicato dos Especialistas de Educação do Ensino Público Municipal de SP; GO O D I Á LO GO CASA DO INSPETOR 41
  • 42. Direito SEGURO(S) E PLANOS DE SAÚDE – Necessidade de Autorização para débito em conta FERNANDO FERNANDES DE ASSIS Assessoria Jurídica UPRB — Casa do Inspetor A Casa do Inspetor tem como uma de suas premissas basilares firmar convênios com outras entidades, organismos e empresas, a fim de que os associados possam se utilizar dos produtos e/ou serviços por estas disponibilizados, preferencialmente, em condições mais acessíveis em relação ao mercado geral. Dentre tais produtos e serviços, podemos citar a possibilidade de contratação de seguros e planos de saúde. Dentro dessa realidade, importa-nos esclarecer que a participação do associado no(s) plano(s) de seguro e de saúde disponibilizados através de convênio está atrelada à solicitação específica, bem como preenchimento dos formulários e respectivo pagamento mensal. Com a recente proibição quanto à realização do desconto de tais rubricas (seguro e plano de saúde) em folha de pagamento – o que se dera por intermédio do Decreto 6386/2008, bem como da Portaria Normativa 01/2008, esta exarada pelo Secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão -, de maneira a evitar que haja solução de continuidade em relação aos seguros e planos de saúde, atualmente em vigor, a UPRB – CASA DO INSPETOR -, encaminhou aos seus associados o formulário denominado “Autorização para débito em conta”, o qual deverá ser corretamente preenchido, assinado e, mediante protocolo, devolvido pelo associado à UPRB, a fim de viabilizar o repasse dos valores anteriormente efetivados por intermédio de desconto em folha para a quitação das parcelas respectivas. Não perca a oportunidade de continuar a usufruir das vantagens e benefícios decorrentes dos convênios firmados pela CASA DO INSPETOR. Caso não tenha recebido em seu endereço o formulário “Autorização para débito em conta”, entre em contato com a nossa sede através dos telefones (24) 2243-1276, 2243-0906 ou 2242-7923. O formulário pode também ser adquirido por intermédio do Delegado mais próximo ou, ainda, através do site www.casadoinspetor.com.br. O não envio da autorização para débito em conta das parcelas atinentes a seguro e/ou plano de saúde, tendo em vista a proibição por parte do Governo quanto à continuidade do desconto em folha de pagamento, poderá acarretar o cancelamento do(s) plano(s) de saúde e/ou seguro. NOTA IMPORTANTE omo um dos principais objetivos da União do Policial Rodoviário do Brasil – Casa do Inspetor é a defesa dos interesses dos associados e da classe policial, a UPRB pioneiramente propôs Ações Judiciais no Estado de São Paulo para os associados daquele Estado, que, à época dos ajuizamentos das ações, eram sócios da entidade, bem como no Estado do Rio de Janeiro para todos os demais associados do Brasil, que eram, à época das proposituras das ações, sócios da UPRB – Casa do Inspetor, em face da União Federal, a fim de que a mesma incorporasse o percentual dos 28,86% concedidos aos servidores militares, bem como quitasse as diferenças porventura existentes. Portanto, todos os associados que nos enviaram a procuração e os documentos necessários para a propositura das ações executórias visando ao recebimento das diferenças não quitadas não precisam assinar outras procurações para a mesma finalidade, principalmente porque já estão devidamente representados pelos advogados do Departamento Jurídico da C 6 6 42 ÁLOGO O DI ÁLOG O CASA DO INSPETOR UPRB, e, além disto, é óbvio ululante que a União Federal não irá pagar os valores devidos em duplicidade. Importante esclarecer que os associados que estiverem nas ações patrocinadas pela UPRB – Casa do Inspetor e que, porventura, estejam também nas inúmeras ações patrocinadas pelos sindicatos estaduais e demais entidades, que, repisa-se, foram propostas depois das ações patrocinadas pela UPRB – Casa do Inspetor, serão excluídos de uma delas, pois estará latente a litispendência, inclusive arcando com os honorários advocatícios devidamente contratados. Esperamos ter extirpado definitivamente as dúvidas, porventura, existente com relação às ações para incorporação do percentual 28,86%. Por derradeiro, destacamos que, independentemente de o interesse ser coletivo ou individual, a União do Policial Rodoviário do Brasil – Casa do Inspetor continuará sempre com a sua labuta hercúlea de defender os interesses de seus associados.
  • 43. Crônica O SUPER-MACHO LC Rangel irajuba era um cara legal. Apesar de seus modos rudes, de ser meio bronco, no fundo, era realmente um boa-praça. Gabava-se de sua força física, que, de fato, era muito grande, e, em razão disto, era sempre requisitado para os serviços mais pesados pelas diversas chefias do núcleo da PRF, onde trabalhava exercendo o ofício de laçador, tarefa executada nos caminhões de apreensão de animais que antigamente atuavam nas rodovias sob jurisdição do 7º DRF. Realmente Pirajuba era um verdadeiro touro – no bom sentido, é claro! –, já tendo sido visto brigando contra cinco e pondo-os para correr. Por diversas vezes, quando um animal empacava na rampa de subida do caminhão, o cara o fazia subir debaixo de bordoadas. Isso quando não resolvia levantar o bicho sobre os ombros e colocá-lo na carroceria! Pirajuba, segundo sua própria definição, era um verdadeiro “macho”, temido e respeitado por todos os que conheciam sua forma e sua valentia. Mas, e sempre existe um “mas”, a fama de Pirajuba terminaria de maneira melancólica. P Certo dia, lá pelos idos de 1957, os servidores do antigo núcleo 7-4 foram convocados a comparecer à tesouraria do 7º DRF para receber um atrasado, fruto de uma decisão judicial. Na volta, alguém sugeriu que fossem comemorar com as garotas do beira-rio, local onde existiam as casas de luz vermelha, os lupanares, os “rendevouz”, enfim, a velha e tradicional zona, de tantas e tão boas recordações. Aí, meus amigos, a desgraça aconteceu. A casa era pequena. Possuía apenas uma varanda, um salão, onde se bebia e dançava, e um quarto, onde os “trabalhos” propriamente ditos se realizavam com um intervalo de aproximadamente vinte minutos entre um cliente e outro. Após esperar uma boa hora e meia, finalmente Pirajuba adentrou o quarto com uma ruivinha até engraçadinha. O tempo foi passando e nada de o cara terminar o serviço. Até que, umas duas horas depois, após ser fortemente esmurrada, a porta foi aberta e o espetáculo que se viu foi simplesmente hilário. A ruivinha peladona. Pirajuba totalmente vestido e aos prantos dizendo: “Não adianta, eu não consigo tirar a roupa na frente dela, morro de vergonha.” É mole ou quer mais? CURIOSIDADE Para fácil aceitação pela população sertaneja nordestina, os cinemas locais mudaram os nomes dos filmes. Veja abaixo o nome de alguns filmes que já foram mudados pelos nordestinos. Uma linda mulher – A cabrita aprumada O poderoso chefão – O coroné arretado O exorcista – Arreda capeta Os sete samurais – Os jagunço di zóio rasgado Godzila – O calangão Os brutos também amam – Os vaquero baitola Sansão e Dalila – O Cabiludo e a Quenga Perfume de mulher – Cherim de cabocla Tora, Tora, Tora! – Ô xente, Ô xente, Ô xente! Mamãe faz cem anos – Mainha não morre mais Guerra nas estrelas – Arranca-rabo no céu Um peixe chamado Wanda – O lambari cum nome de Muié Noviça Rebelde – Beata Increnquera O corcunda de Notre Dame – O monstrim da Igreja Grandi O fim dos dias – Nóis tamo é lascado Um cidadão acima de qualquer suspeita – Um cabra pai d’égua di quem ninguém duscunfia Os filhos do silêncio – Os minino do mudim A Pantera Cor-de-rosa – A onça viada 6 CINEMA NO NORDESTE O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 43
  • 44. CONVÊNIOS ALAGOAS MACEIÓ HOTÉIS POUSADA ASDNER Rua Dr. Paulo Neto, 523 Tel.: (82) 3221-7143 / 3221-9890 No uso da pousada, os associados da Casa do Inspetor têm os mesmos direitos dos associados da ASDNER do Estado de Alagoas. BAHIA TUCANO HOTÉIS CALDAS PALACE HOTEL Rua José Carlos Arléo, 210 Caldas do Jorro – BA Tel.: (75) 3256-1103 / Fax: 3256-1134 BRASÍLIA CURSOS WIZARD LOY ENSINO DE LÍNGUAS LTDA Sede na SCLN, 203- Bl A -2º andar TREE ENSINO DE LÍNGUAS LTDA Sede na SCN - Qd 1 - Bl F - N 79 -Sl 119 - Ed. América Office Tower ROSANE MARIA DIEH ARRIVABENE ME Rua QSA 2 - LT 14 - 2º andar - Taguatinga Sul VABENE LIVROS DIDÁTICOS LTDA Av. Araucária Lt 305 Bl. A Lj. 8 - Aguas Claras ESCOLAS INSTITUTO NOSSA SENHORA DO CARMO Avenida W/5 Sul – Quadra 913 – Conjunto A FACULDADES FACIBRA QE 20 Área Especial “E” - Guará Tel.: (61) 3381-3000 e-mail: cps@projecao.br - Desc. de PROJEÇÃO Setor “C” Taguatinga Norte Tel.: (61) 3451-3910 e-mail: cps@projecao.br - Desc. de 6 44 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP PARA SE CONVENIAR LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276 HOTÉIS ALVORADA HOTEL SHS 04 – bloco A – Asa Sul Tel.: (61) 3322-1122 / Fax: 3225-3130 Reservas: 0800-61-2434 www.alvoradahotel.com.br – Desc. de 20%. CAPRI TURIMO BCN 110 Bloco C Loja 34. Tel.: (61) 3424-1228 / Fax.: (61) 3424-1214 COMFORT SUITES BRASÍLIA SHN Quadra 04 Bloco D Tel.: (61) 3424-6000/Fax: (61) 3424-6001 HOTEL KUBITSCHEK PLAZA Reservas: Tel.: (61) 3319-3544 – Fax: (61) 3328-9366 e-mail: reserva@kubitschek.com.br HOTEL MANHANTTAN PLAZA Reservas: Tel.: (61) 3319-3543 – Fax: (61) 3328-9366 e-mail: reservas@manhanttan.com.br LAGUNA PLAZA HOTEL Pça. Central – Projeção 7 – Núcleo Bandeirante. Tel.: (61) 3486-9600 / Fax: 3386-3101 site: www.lagunaplaza.com.br e-mail: reservas@lagunaplaza.com.br Desc. de 45%. Aceita todos os cartões de crédito LAZERBRÁS – CENTRO DE LAZER BRASILIENSE LTDA Representante dos Empreendimentos Turísticos Lagoatur e Cachoeira do Girassol localizados em Planaltina de Goiás e próximo a Pirenópolis.Tels.: (61) 3503-1225 / 9969-1366 – Telefax: (61) 3224-7001 site: www.lazerbras.com.br e-mail: lagoatur@lazerbras.com.br SAN MARCO HOTEL SHS Qda, 05 – bloco C – Asa Sul Tel.: (61) 2103-8484 / Fax: 2103-8400 Reservas: 0800-61-8484 site: www.sanmarco.com.br – Desc. de 30%. Aceita todos os cartões de crédito TORRE PALACE HOTEL SHN Q4 - Bloco A Tel.: (61) 3961-5555 – Fax: (61) 3326-1042 e-mail: reservas@torrepalace.com.br www.torrepalace.com.br RESTAURANTES CHURRASCARIA ESPETO DE OURO LTDA SH/Norte, Qd 02 – bloco 1 – Loja 02, térreo Asa Sul – Desc. de 30% CEARÁ F O R TA L E Z A HOTÉIS PORTAL DA PRAIA HOTEL Av. Hist. Raimundo Girão, 412 Praia de Iracema – Fortaleza Tel.: (85) 3219-6044 / Fax: (85) 3219-7472 site: www.portalpraiahotel.com.br reservas@portalpraiahotel.com.br Desc. de 40%. ESPÍRITO SANTO VILA VELHA ÓTICAS PROLENS COMERCIAL LTDA – ÓTICA TH3 Praça Assis Chateaubriand, 61 – IBES – V. Velha – Tel.: (27) 3329-0272 GOIÁS C A L D A S N O VA S HOTÉIS BLUEPOINT HOT SPRINGS HOTEL Rua Francisca Alla Cunha, 152 – Bairro do Turista I – Tels.: (64) 3455-9600 Fax: 3453-1940/3274-0033 Desc. de 10 a 20% de acordo com as temporadas e mediante apresentação da carteira social da Casa do Inspetor. Aceita os cartões: Diners, Mastercard e Visa. Inf. e reservas: 0800-62-73-73 HOTEL E CLUBE SOCIAL AFFEGO Rua 09 Qda. 43 Lot. 01 a 20 – São José. Reservas: Tel.: (62) 3218-5051 ramal 224 – Complexo Turístico – Tels.: (64) 34531395 / 3453-3495 — rua Henrique Silva, 312- Setor Sul Os valores de diárias conforme convênio. HOTEL SAMBURÁ THERMAS Rua Cel. Cirilo, 265 – Centro Tel.: (64) 3453-1705 / 3453-2330 site: www.caldasonline.com.br/sambura Desc. de 10 a 30% Aceita todos os cartões de crédito
  • 45. CONVÊNIOS SUPERMERCADOS SÃO LUÍS RESTAURANTES SUPERMERCADO VITURINO LTDA Rua F, esq. c/ João Gonçalves de Souza, 550 – Bairro Nova Vila - Tels.: (64) 3453-1255 / 3453-3422 - Desc. de 4% RESTAURANTE PORTO MARACANGALHA Av. Litorânea, 3, Qd 9 - Calhau Tel.: (98) 3248-2282 www.portomaracangalha.com.br Desc. de 10% no consumo mediante a apresentação da carteira social. GOIÂNIA MATO GROSSO DO SUL HOTÉIS ANASTÁCIO ANFARI HOTELARIA E TURISMO S/A Adm. do Fazenda Hotel Mestre D’Armas – Rodovia GO – 735 – Km 30 – Padre Bernardo – GO Tels.: (61) 3633-1234 e 3633-2680 / Fax: 3633-1506 site: www.mestredarmas.com.br Desc. de 20% do total da tabela do fazenda hotel Res..: Tel.: (61) 3363-3344 / Fax: 3361-7576 UMUARAMA PLAZA HOTEL Rua 4, 492 – Centro – Goiânia – GO Tel.: (62) 3224-1555 / Fax: 3224-1673 site: www.umuaramaplaza.com.br Desc. de 50% - Aceita todos os cart. de crédito RIO VERDE HOTÉIS MARANHÃO I M P E R AT R I Z HOTÉIS POSSEIDON HOTEL LTDA Rua Paraiba, 740 - Centro Tel.: (99) 3529-8500 / 3523-2292 site: www.posseidonhotel.com.br e-mail: reservas@posseidonhotel.com Desc. 20% CALÇADOS E ACESSÓRIOS AMAZONAS CALÇADOS E ESPORTES Rua Jonas Soares, 80 – Amazonas Calçados, roupas, material esportivo e acessórios - Tel.: (31) 3333-4100 - Desc. de 25% FELIPE CALÇADOS Rua D. Manoel Coelho Nunes, 231 – B. Industrial – Rua José Faria da Rocha, 5.742 – Eldorado – Tels.: (31) 3338-3800 / 3395-2011 – Desc. de 10% CURSOS FÊNIX PLAZA HOTEL Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2456 Alto da Cidade Tel.: (67) 3245-4181 e-mail: fenixplazahotel@terra.com.br Desc. de 30% www.fenixplaza.com.br CURSO DE LÍNGUAS WIZARD Inglês, espanhol, italiano, francês e alemão. Av. João César de Oliveira, 1.090 Tel.: (31) 3395-5060 Desc. de 35% em qualquerserviço. HOTÉIS CAMPO GRANDE HOTÉIS HOTEL VALE VERDE Av. Affonso Penna, 106 - Amambai Tel.: (67) 3041-3355 / Fax: 3041-3424 e-mail: hotelvalverdel@hotelvalverde.com.br site: www.hotelvalverde.com.br Desc. de 25% HOTÉIS HOTEL VITÓRIA REGIA Praça 5 de agosto, 621 - Centro Tels.: (64) 3611-4100 / Fax: 3611-4141 Desc. de 15% - Aceita todos os cart. de crédito site: www.hotelvitoriaregia.com.br e-mail: contato@hotelvitoriaregia.com.br Desc. de 15% TECNOSSON COMÉRCIO E SERVIÇOS Som automotivo, acessórios, alarmes, pneus. Tudo para equipar seu carro – Av. Olimpio Garcia, 1.031 MINAS GERAIS BELO HORIZONTE ACADEMIAS ACADEMIA CORPO A CORPO Natação, musculação, hidro, etc Rua Mojoara, 605 – Novo Eldorado – Contagem/MG - Desc. 20% em qualquer despesa ASSOCIAÇÃO FÍSICA KARAJUCÁ Caraté, Judô, Jiu-Jitsu, defesa pessoal, musculação, ginástica localizada. Rua José Barras do Nascimento, 248 – Contagem/ MG Desc. de 25% AUTOMÓVEIS - PEÇAS E ACESSÓRIOS CARVALHO’S SOM E ACESSÓRIOS Rodovia Br 381, 147 – Bairro Flamengo HOTEL NACIONAL INN VILLAGE Rua Espírito Santo, 215 - Centro Tel.: (31) 3273-6866 / Fax: (31) 3273-1601 Desc. de 15% nas diárias nos períodos de baixa temporada e 10% em alta temporada MANFERRARI HOTEL Av. João Cesar de Oliveira, 1.090 – Eldorado Contagem/MG Tel.: (31) 3395-5060 e 3333-4100 e-mail: hotel@manferrari.com.br Desc. de 20% sobre a despesa. VIA CONTORNO HOTEL Av. do Contorno, 9.661 – Prado Tels.: (31) 3275-2599 Fax: (31)3337-6051 ÓTICAS ÓTICA CLÁSSICO OLHAR Rua Espírito Santo, 888 – lj 12 – Centro Tel.: (31) 3274-0172 SUPERMERCADOS REALCE SUPERMERCADO Rua Jonas Soares, 156 – Amazonas Tels.: (31) 3361-2126 / 3361-6194 Cheque 30 dias s/juros, todos os cartões, Visa, vale alimentação 6 HOTEL VITURINO Rua F, esq. c/ João Gonçalves de Souza, 550 – Bairro Nova Vila - Tels.: (64) 3453-1255 / 3453-3422 - Desc. de 30 a 40% CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP PARA SE CONVENIAR LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276 O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 45
  • 46. CONVÊNIOS BETIM CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP PARA SE CONVENIAR LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276 HOTÉIS HOTÉIS HOTÉIS FAMÍLIA POZZOBOM Av. Gov. Valadares, 154 Tel.: (31) 3532-1733/3532-2585 site: www.hotelpozzobon.com.br Desc. de 10% C O N TA G E M PARAÍBA POÇOS DE CALDAS CAMPINA GRANDE HOTEL NACIONAL INN VILLAGE Rua Barros Cobra, 35 Tel.: (35) 3722-2000 / Fax: (35) 3722-2020 Av. Ver. Dr. Edmundo Cardillo, 3500 Tel.: (35) 3722-4222 / Fax: (35) 3722-4188 Desc. de 15% nas diárias nos períodos de baixa temporada e 10% em alta temporada HOTÉIS HOTEL DO VALE Tel.: (83) 3246-3100 – Desc. de 30% site: www.valepraiahotel.com.br JOÃO PESSOA AUTOMÓVEIS - SOM E ACESSÓRIOS CARVALHOS SOM E ACESSÓRIOS Rod. Br 381, 147 - Flamengo Tel.: 3353-1384 - email: carsomace@ig.com.br Desc. de 3% nas compras à prazo de 7% nas compras à vista BICICLETAS IMPERIAL BICICLETAS Av. João César de Oliveira, 193 – Eldorado Tel.: 3395-2107/3395-1919 e-mail: imperialbici@uol.com.br Desc. de 5% ou em 3 vezes sem juros ODONTOLOGIA E FISIOTERAPIA DR. MOREIRA MORAIS Av. João César de Oliveira, 216 – Eldorado Tel.: (31) 3351-5813 Av. Silviano Brandão, 1.699 – Sagrada Família Tel.: (31) 3463-0638 Desc. conforme tabela a ser consultada FESTAS E EVENTOS SALGADINHOS Av. João Cesar de Oliveira, 3.100 – Lj B – Eldorado - Desc. de 18% ÓTICAS ÓTICA CLÁSSICO OLHAR Av. João César de Oliveira, 1.275 – Lj 412 e 413 Tels.: 3351-7351 / 3912-3233 / 3274-0172 Desc. de 15% à vista e 7% (1 + 3 vezes) VETERINÁRIOS VETERINÁRIA ELDORADO (Dr. Fernando) Domingo a Domingo Av. João César de Oliveira, 216 – Eldorado Tel.: 3395-1702 Desc. de 10% ou 3 vezes no cartão 6 46 O DI ÁLOGO CASA DO INSPETOR TRÊS MARIAS HOTÉIS HOTEL FAZENDA MAR DOCE Br 040 – Km 281 - Tel.: (38) 3754-1399 e-mail: hotelfazenda@mardoce.com.br Desc. baixa temporada: 20% single, 15% double, triple. Alta temporada: 10% nas três modalidades UBERABA HOTÉIS SHELTON INN HOTEL Pç. Francisco Barreto, 260 - Centro Tel.: (17) 3322-5877 / Fax: (17) 3322-5594 Desc. de 10% nas diárias nos períodos de baixa temporada e 10% em alta temporada FARMÁCIAS FARMÁCIA DO POVO Filiada à Redmed Rua José Francisco da Silva, 1.384 Cristo Redentor - Tel.: (83) 3223-2492 Entrega em domicílio sem taxas Parcelamos em 30, 40 e 50 dias HOTÉIS ASDNER BALNEÁRIO DA PRAIA DO SEIXAS Paraíba Tel.: (83) 3242-7733 / 3242-5916 HOTEL PORTAL DO SOL Av. João Maurício, 1.861 – Bessa Tel.: (83) 2107-5100 / Fax: (83) 2107-5107 site: www.hotelportadosol.com.br e-mail: contato@hotelportaldosol.com.br Desc. de 45% S A N T Á R E M PA R Á ÓTICAS CALÇADOS E ACESSÓRIOS SAPATARIA E LOJAS FORTALEZA Rua Sen. Lameira Bittencourt, 301 Tel.: (91) 522-5992 - Desc. de 15% ÓTICA 2 DE FEVEREIRO Rua 2 de fevereiro, 1.080 – Rangel Tel.: (83) 233-3362 - Desc. de 15% PARANÁ FARMÁCIAS DROGA MIL Av. Magalhães Barata, 674 – esquina c/Borges Legal - Tel.: (91) 523-4700 - Desc. de 15% RESTAURANTES CURITIBA HOTÉIS CHURRASCARIA MUTUNY DOIS Av. Turiano Meira, 1.680 – Interventória Tel.: (91) 522-7909 – Desc. de 15% HOTEL ALADDIM Rua Lourenço Pinto, 440 – Centro Tels.: 0800-410200 e (41) 3014-8055 site: www.hotelaladdin.com.br Desc. de 30% no balcão RESTAURANTE SANTO ANTÔNIO Av. Tapajós. 2.061 Tel.: (91) 522-5621 - Desc. de 15% NOVO HOTEL MARCASSA Av. 7 de setembro. 2.516 Tel.: (41) 3322-0505
  • 47. CONVÊNIOS CASA DO INSPETOR FILIADA AO MOSAP PARA SE CONVENIAR LIGUE PARA (24) 2242-7923/2243-1276 RIO DE JANEIRO FOZ DO IGUAÇU CABO FRIO HOTÉIS HOTEL SAN JUAN CENTRO Rua Marechal Deodoro, 1.348 Tel.: (45) 3523-1512 J A R A G U A I A Í VA CLÍNICA PSICOLOGIA DRA. SÔNIA MARIA ANTUNES DE SOUZA Praça Porto Rocha, 6 / 105 - Centro Tels.: (22) 2643-3246 / (22) 8818-7181/(22) 2643-2339 DUQUE DE CAXIAS HOTEL 3 LEÕES Rua Conde Francisco Matarazzo, 460 Tel.: 935-1161 PERNAMBUCO CLÍNICA DE REABILITAÇÃO ORAL Av. Presidente Kennedy, 1.601 grupo 101 – Centro Tel.: (21) 2771-2919 / Fax: 2673-3668 e-mail: cr.oral@uol.com.br Os valores cobrados são baseados na tabela dos planos de saúde G R AVAT Á ÓTICAS CLÍNICA OFTALMOLÓGICA ZILKA TUBINAMBÁ BRASIL Rua Tenente Cleto Campelo, 42 – Centro LSD ÓTICA Rua Nunes Alves, 35 – Lj Desc. de 15% a prazo e à vista 20% ÓTICAS MACAÉ ÓTICA BRASIL Rua Tenente Cleto Campelo, 28 - Centro - Vitória - Santo Antão - Gravatá - Bezzerros - Arcoverde e Serra Talhada Tel.: (81) 3533-1404 / Fax: 3533-6270 Desc. de 30%. RECIFE HOTÉIS HOTEL NACIONAL INN Rua Ribeiro de Brito, 1250 - Boa Viagem Tel.: (81) 2123-1700 / Fax: (81) 2123-1780 Desc. de 15% nas diárias nos períodos de baixa temporada e 10% em alta temporada PARK HOTEL Av. dos Navegantes, 9 – Boa Viagem Tel.: (81) 3465-4666 / 3465-5009 e-mail: ppark@ecologia.com.br Desc. especiais SHELTON INN HOTEL Av. Bernando Vieira de Melo, 694 - Piedade - Jaboatão dos Guararapes Tel.: (81) 2123-4343 / Fax: (81) 2123-4344 Desconto de 10% AUTOMÓVEIS - ELETRICISTAS PAULINHO ELETRICISTA ESPECIALIDADE EM CAIXA DE MARCHA Rua Bingen, 434 – Bingen Tel/Fax.: (24) 2246-4863 / 9227-4761 Desc. 10% na mão-de-obra e 5% em peças BELEZA CLÍNICA DE REABILITAÇÃO ORAL HOTÉIS MARKLIG AUTO ELÉTRICA Rua Brig. Godinho dos Santos, 359 - Mosela Rua Candido Portinari, S/N - Tel.: (24) 22370297 / 9992-9320 - Desc. de 10% CLÍNICA DE NUTRICIONISTA DRª DANIELA REIS ELBERT FARIAS Rua Godin da Fonseca, 500 – SL 03 Costa do Sol Tel.: (22) 8812-4244 N O VA F R I B U R G O CENTRO DE ESTÉTICA SAÚDE INTEGRAL Tratamentos alternativos com Florais de Bach, banhos com vinho, máscaras de chocolate e outros. Rua Alencar Lima, 35 - Sl 401 Tel.: (24) 2242-9559 - Desc. de 10% FIOS E FORMAS – TRATAMENTO DE BELEZA Praça Dr. Sá Earp Filho, Edíficio João Paulo I, 22/sl 501 - Tel.: (24) 2231-5984 Desc. de 15% NOAHAIR – SALÃO DE CABELEREIRO Rua do Imperador, 772 slj 06 Shopping Marchese - Centro Tel.: (24) 2246-5611- Desc. de 10% e-mail: dionebenevenuto@hotmail.com CARTUCHOS REMANUFATURADOS OFICINA DOS CARTUCHOS Rua do Imperador, 540 – Sl 01 – Centro Desc. de 10% CASAS DE REPOUSO CASA DE REPOUSO PARA MELHOR IDADE Ordem Hospitaleira de São João de Deus/ Lar São João de Deus Estr. União e Indústria, 12.192 – Itaipava Tel.: (24) 2222-2657 – 15% de desconto CLÍNICAS MÉDICAS HOTÉIS POUSADA ALIÁ 21.000 m2 de matas e jardins. Chalés, pomar, mirante, trilha e duchas. Reservas: (22) 2542-6144 / (21) 9757-0452 site: www.pousadaalia.com.br – Desc. de 5% CENTRO HOSPITALAR CIDADE IMPERIAL Rua Coronel Veiga, 222 – Centro Tels.: (24) 2237-7667 / 2242-8310/2231-7079 CHECK UP SERVIÇOS MÉDICOS Rua Santos Dumont, 239 – Centro Tels.: (24) 2243-7006 / 2246-4491 Exames, preços especiais PETRÓPOLIS ACADEMIAS ACADEMIA QUI SI SANA Av. Tiradentes, 84 – Tel.: (24) 2243-1488 Desc. de 10% CLÍNICA COR DIAGNOSE Rua Dr. Alencar Lima, 20 / 3º andar – São cobrados os mesmo valores AMB, das empresas de saúde. São aceitos cheques pré-datados e cartão de crédito Tels.: (24) 2237-9374 / 2242-4792 e-mail: cordiagnose@cordiagnose.com.br 6 HOTEL SAN JUAN CATARATAS Av. das Cataratas, km 6 Tel.: (45) 3523-2151 AUTOMÓVEIS - AUTO ELÉTRICA O D I Á LO G O CASA DO INSPETOR 47