Cenicas unicamp

482 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Cenicas unicamp

  1. 1. Seminário de Acompanhamento dos Programas de Pós-Graduação da Área de Artes/Música Brasília 14 - 16/02/2012 Programa de Pós-graduação em Artes da Cena PPGADC - IA - UNICAMP
  2. 2.  I - Proposta do PPGADC Unicamp Áreas de Concentração Teatro - Dança – Performance Linhas de Pesquisa Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Poéticas e Linguagens da Cena Arte e Contexto
  3. 3.  PROPOSTA CURRICULAR do PPGADC - IA Unicamp A proposta curricular do PPGADC busca articular as suas três áreas de concentração - teatro, dança e teatro performance - com as suas três linhas de pesquisa, que pesquisa tem como eixos o ‘artista da cena’, a ‘produção de cena linguagens’ e a ‘dimensão sócio-cultural’. linguagens sócio-cultural Cria-se, assim, a partir dessa articulacão, transversalidades. Dentre as implicações que emergem dessas transversalidades cabe ressaltar a possibilidade de viabilização de percursos de estudos interdisciplinariedades, que podem por sua vez ampliar e problematizar o horizonte das pesquisas desenvolvidas no Programa.
  4. 4. Áreas de Concentraç ão: TEATRO - DANÇA - PERFORMANCE Disciplinas Obrigató rias Pesquisa em Artes (M/D) Seminário de Pesquisa em Artes (D) Disciplinas - Plano de Estudo Laborató rio de Criaç ão (M/D), Zonas de Contágio Atividades Orientadas I (M), Atividades Orientadas II e III (D) Linhas de Pesquisa e suas Disciplinas Té cnicas e Processos de Formaç ão do Artista da Cena Movimento, Aç ão e Gesto Expressão, Sons e Sentidos Tó picos Especiais em Atuaç ão Poé ticas e Linguagens da Cena Dramaturgias Escritas da Cena Tó picos Especiais de Encenaç ão Arte e Contexto ArteEstudos em Artes da Cena Tó picos Especiais em e Contexto
  5. 5.  Mestrado 1 Disciplina obrigatória - Pesquisa em Artes = 3 créditos 1 Disciplina do Plano de Estudos (Lab. de Criação/Seminário de Pesquisa/ Zona de Contágio) = 3 créditos 1 Atividade Orientada = 3 créditos 3 Disciplinas agrupadas nas linhas de pesquisa (livre escolha) = 9 créditos Total: 18 créditos Doutorado 2 Disciplinas obrigatórias: Pesquisa em Artes = 3 créditos Seminário de Pesquisa em Artes = 3 créditos 1 Disciplina do Plano de Estudos (Lab. de Criação/ Zona de Contágio) = 3 créditos 2 Atividades Orientadas = 6 créditos 3 Disciplinas agrupadas nas linhas de pesquisa (livre escolha) = 9 créditos Total: 24 créditos A transversalidade referida pode ser percebida no slide a seguir, onde são traduzidas graficamente as funç õ e as relaç õ existentes entre as disciplinas do PPGADC, es es em outras palavras, o seu modus operandi.
  6. 6.  TEATRO DANÇA PERFORMANCE Pesquisa em Artes Seminário de Pesquisa em Artes Atividades Orientadas I e II Té cnicas e Processos de Formaç ão do Artista da Cena Movimento, Aç ão e Gesto Expressão, Sons e Sentidos Tó picos E speciais em Atuaç ão Poé ticas e Linguagens da Cena Dramaturgias Escritas da Cena Tó picos E speciais de Encenaç ão Arte e Contexto Estudos em Artes da Cena Tó picos E speciais em Arte e Contexto Laborató rios de Criaç ão Zonas de Contágio A transversalidade proposta pelo PPGADC pode se dar a partir de qualquer disciplina. Mas foram destacadas aqui aquelas em vermelho em virtude de seu caráter teó rico-prático e de sua natureza agregadora em termos concentuais.
  7. 7.  PROJETOS EM ANDAMENTO – 22 Cassiano Sydow Quilici: A presença do ator como a arte de estar atento: contribuições das práticas de atenção plena para a reflexão sobre o trabalho do atuador. Cåssia Navas Alves de Castro: Teoria Geral do Estado da Dança Estratégias da Performação Júlia Ziviani Vitiello: Diálogo entre Técnicas de Dança e a Educação Somática - a Técnica de Alexander e a Ideokinesis Larissa de Oliveira Neves Catalão: Jorge Andrade: leitor de Tchekhov Larissa Sato Turteli: A Dança em Ato: investigação dos fluxos e contextos das relações espectadores-obra artística a partir das apresentações do espetáculo de dança Fina Flor Divino Amor. Marilia Vieira Soares: O gestual humano e o Barroco Mineiro: uma ótica de François Delsarte Mario Alberto de Santana: Dramaturgia Colaborativa: Procedimentos de Criação e Formação Matteo Bonfitto Júnior: Hic et Nunc. O Ator e o Performer: tensões, fissuras, imbricações Sara Pereira Lopes: A Voz em Cena: o texto em ação em busca de uma ação vocal poética Verônica Fabrini Machado de Almeida: Gênese Improvisacional Espetacular: processo criativo da Boa Companhia Ana Carolina Lopes Melchert: - Grácia Maria Navarro: Teatro Brasileiro Contemporâneo Marcelo Ramos Lazzaratto: O Campo de Visão: Exercício e Linguagem Cênica Renato Ferracini: Projeto Temático FAPESP: Memória(s) e Micropercepção (coordenador) Antonietta Marilia Oswald de Andrade: Pesquisa para criação coreográfia: O Corsário e o Porto Claudia Mariza Braga: Do melodrama à telenovela: dramaturgia popular no Brasil Eusébio Lobo da Silva: O corpo na capoeira Inaicyra Falcão dos Santos: Rituais e Linguagens: Corpo e Ancestralidade nas Artes da Cena. Neyde de Castro Veneziano Monteiro: Grupo Interdisciplinar de Estudo e Pesquisa em Expressão e Representação. Regina Aparecida Pólo Muller: Performance e corpo em movimento no ritual indígena e na cena contemporânea Susi Frankl Sperber: -
  8. 8.  PLANEJAMENTODESAFIOS Criação da Revista on-line do PPGADC - II semestre de 2012 Consolidação das Parcerias com outros Programas de Pós-graduacão assim como com Centros de Pesquisa no Brasil e no Exterior Projetos em elaboracão com o PPGAC ECA-USP e CEART/UDESC Convênio em fase de implantação: Hemispheric Institute – NYU Fomentar a Interdisciplinariedade envolvendo o IA/UNICAMP assim como outros Institutos da UNICAMP e de outras IES Fomentar projetos de internacionalização que potencializem as especificidades do PPGADC Nosso objetivo é antes de mais nada promover a produção de conhecimento articulando o diálogo entre artistas e pesquisadores da área, brasileiros e estrangeiros.
  9. 9.  Formação dos Alunos Quanto à formação dos alunos, além da convergência entre linhas de pesquisa e os projetos de pesquisa, buscamos, a partir da estrutura proposta pelo programa, propor formatos que favoreçam não somente o aprofundamento dos conteúdos propostos mas também a criação de diálogos interdisciplinares que podem envolver não somente as disciplinas artísticas mas também aquelas provenientes de outras áreas de conhecimento. Ex: disciplinas ministradas em parceria por professores de áreas distintas mas com projetos convergentes, ...
  10. 10.  Infra-estrutura para Ensino, Pesquisa e Extensão Salas para docentes: 2 Sala para alunos equipadas com 23 computadores Laborató rio para pesquisa - recursos disponíveis: O novo curso conta com a infra-estrutura comum ao Instituto de Artes (Laborató rio de Informá tica e Biblioteca), com a infra-estrutura física e administrativa das Pó s-Graduaç õ do Instituto de Artes (secretaria, salas de defesa, sala de aula) e com a infra-estrutura dos departamentos proponentes, onde alé m das salas de es aula contamos com os seguintes Laborató rios: Laborató rio de Artes Cê nicas (Pitá goras,500) Laborató rio de Cenografia; Laborató rio de Figurinos; Laborató rio de Adereç os Laborató rio de Texto Tratando-se de um programa que se destina aos estudos e prá ticas da cena, contamos com a parceria do Núcleo LUME, do Espaç o Cultural da Casa do Lago, da Estaç ã Guanabara, e de salas do Laborató rio de Artes Cê o nicas e do Laborató rio de Artes Corporais. Biblioteca: Biblioteca ligada a rede mundial de computadores. Quantidade de computadores: 21 Caracterizaç ã do acervo Dados gerais (Nú o mero de livros, perió dicos e áreas nas quais eles se concentram) Em 2009, o acervo total de livros da Universidade Estadual de Campinas passou de 795.697 (2008) para 828.540 e o acervo de perió dicos conta com 6.723 (títulos correntes) e 9.757 (títulos nã correntes), totalizando 16.480 perió dicos. o Com relaç ã à Á de Humanidades, a Unicamp coloca à disposiç ã de sua comunidade acadê o rea o mica um acervo de 424.969 livros. O acervo da biblioteca do Instituto de Artes contava, em 2008, com 20.298 títulos de livros (ver discriminaç ã abaixo). Ao final de 2009 totalizou 22.029 livros. o Se considerarmos os títulos efetivamente utilizados pelo nosso programa, cujas á reas incluem a comunicaç ã as artes visuais, o cinema, a fotografia, as novas o, tecnologias da informaç ã a filosofia e as ciê o, ncias sociais, temos à nossa disposiç ã um acervo de bem superior aos 4.000 títulos exigidos pela á o rea. A Biblioteca do Instituto de Artes encerrou o exercício de 2009 com a seguinte infra-estrutura: ACERVO: ́ Livros: 22.029 Títulos de Perió dicos: 342 (correntes e nã correntes) Teses: 1.304 Partituras: 7.488 *Vídeos (VHS e DVD s): 6.205 o Catá logos de artes: 2.172 *Discos em Vinil: 12.724 *CD-ROMs: 1.246 *Fitas Cassete: 519 *Diapositivos: 1.168 Bases de Dados on line:30 (á de humanidades) rea Perió dicos eletrô nicos (acesso): 22.529 (perió dicos com textos completos no Portal Capes), com mais de 7.000 acessos. As informaç ões sobre o acervo bibliográfico (livros, teses e perió dicos) encontram-se disponíveis no site do Sistema de Bibliotecas da Unicamp: http://www.sbu.unicamp.br
  11. 11. RECURSOS INFORMACIONAIS ON LINE PARA PESQUISA:- Web of Science - Base de Dados que inclui o Banco "Arts & Humanities Citation Index" contendo toda a literatura em artes e humanidades e índice de citaç õ -es.ProBe - Programa de Biblioteca Eletrô nica que permite o acesso eletrô nico ao texto completo de títulos de perió dicos publicados pela Elsevier e outras editoras.Parceria CRUESP Bibliotecas.- ERL (Electronic Reference Library) - Acesso multi-usuá às bases de dados em CD-Rom da Silver Platter (inclui a Base de Dados Arts Index) Consó rcio entre USP/ rioUNICAMP/UNESP, parceria CRUESP Bibliotecas. - Portal da CAPES - Compreende mais de 5.000 títulos de perió dicos eletrô nicos.VIDEOTECA ́Videoteca da Biblioteca do Instituto de Artes: Relató rio de Filmes do Acervo (reunindo da ordem de 6.955 (VHS e DVD s) dos mais diversos gêneros cinematográ ficos)RECURSOS DE INFORMÁTICACARACTERIZAÇÃO DO CENTRO DE INFORMÁ TICA "PAULO DE LAURENTZ" ? atender os alunos de graduaç ã e pó s-graduaç ã docentes e funcioná o o, rios dessaUnidade; ? agendamento eletrô nico para a utilizaç ã dos equipamentos; ? preparaç ã e infra-estrutura para as disciplinas ministradas nesse laborató rio . zelar pela o omanutenç ã dos dados acadê o micos, comunicacionais e administrativos do Programa.Financiamentos:Projetos FAPESP: FAPLivros V: obteve recursos de R$134.158,72 FAPLivros VI: obteve recursos de R$522.356,464 Recursos com verba da graduaç ã (UNICAMP): oAno de 2008: R$29.755,17 Ano de 2009: R$18.371,68 Ano de 2010: R$ 19.538,26Informaç õ adicionais: esINSTALAÇÕ ES: A Biblioteca do Instituto de Artes está instalada em pré dio com trê andares, em á de 800m2, com seu acervo atualizado anualmente (200m2 para s reaá administrativa e 600m2 para á de usuá rea rea rios, com 176 assentos), distribuídos em 3 pisos, sendo:Té rreo 1: - Á administrativa - Á de Processamento Té cnico - Acervos especiais rea reaTé rreo 2: - Acervo - Consulta de Catálogos e Bases de Dados - Serviç o de Atendimento ao Público (circulaç ã e Empré stimos) o1o Andar: - Sala de Leitura Coletiva - 05 cabines de estudo em grupo - Fonoteca: Sala de Processamento Té cnico do Acervo de Á udio Sala de Equipamentos deAudiç ã - Acervo de Discos de Vinil, CDs e Fitas Cassete o2o Andar: - Sala de Processamento Té cnico do Acervo Audiovisual e Iconográ fico - Sala Climatizada com acervos de vídeo, dispositivos, fotografias e reproduç õ de esArte - Sala de Consulta do Acervo iconográ fico em Artes e MultimeiosVideoteca: - 05 cabines de vídeo coletivas - 06 cabines de vídeo individuaisDurante o ano de 2009 e 2010 circularam na Biblioteca do Instituto de Artes 50.072 materiais bibliográficos, entre empré stimo domiciliar e consulta local. Alé m disso, aBiblioteca provê a seus usuá rios equipamentos para consulta de seus acervos audiovisuais e iconográ ficos (televisores, vídeos e computadores), dos quais existe umaexpressiva demanda por parte de nossos estudantes e pesquisadores, sobretudo porque os documentos em tais suportes sã muitíssimos importantes para pesquisas onas á reas de Fotografia, Cinema, Artes e Multimeios.RECURSOS HUMANOS:A Biblioteca do IA contou, em 2009, com 09 Funcioná rios sendo, 01 estagiá 04 Té cnico Administrativo, 03 Té cnico em Biblioteconomia, e 1 Diretora té cnica de ria,Serviç os, També m teve o apoio de 3 bolsistas (Bolsa Trabalho).
  12. 12.  II - CORPO DOCENTE Nome P, C ou V Titulação Ano Bolsa C s n Sdw a iao yo s P Po D u r rf ot . o 20 02 Q il uici C s N vs á ia aa s P Ps o ó- c D 20 02 Fps aep E ae l bt is h P Po D u r rf ot . o 19 96 Z mr an im e n mG aie R dige r l orus za P Po D u r rf ot . o 20 03 I K pla s oe n a m C M I AI 20 09 Jia V ieo u Z itl l l P Po D u r rf ot . o 20 04Lrs O .C tã a a .N a l is ao P Ps o ó- c D 20 04 Pt bá e or r sLrs St T r l a a a utl is o ei C Po D u r rf ot . o 20 09Mr V irSa s a ia iea or il e P Po D u r rf ot . o 20 00Mr A d Sn n aio e at a a P Po D u r rf ot . o 20 00 C P Nq Mt oB n t ae o fo t it P L r D cn iv oet e e 21 01 Fps aepSrPr a o e a e irLps a e P L r D cn iv oet e e 20 04
  13. 13. Nome P, C ou V Titulação Ano Bolsa V rn a ari e ic Fbin ô P Po D u r rf ot . o 20 02 A a a la n C r in o C Po D u r rf ot . o 21 00 Ml e e hr c t G áia aa o r N vr c r C Po D u r rf ot . o 20 08Mr lLz r o a e az a co a t C Po D u r rf ot . o 20 09 R nt Fr c i ea e ain o r P Ps o ó- c D 21 00 F PS -Po t A EP rjo e T mto eá icA tn tMOs a n ie . wl o a d P Po D u r rf ot . o 17 94 d A dae e nr dCad Mra r a l ia a Ba u iz g P L r D cn iv oet e e 20 06 Esb Lb ueio o o P L r D cn iv oet e e 20 04I yirF o Sn sn ca ds at a o P L r D cn iv oet e e 20 05N ye eeiao ed V nzn P L r D cn iv oet e e 20 01 Prêmio Capes de TESE 2010 R g a ue ein Mlr l P L r D cn iv oet e e 19 99 Fps aepSs r kSe eui F nlpr r a b P Po D u r rf ot . o 19 95
  14. 14. III - Produção Intelectual Proporção Trabalhos ProduçãoNúmero Alunos e Publicados Artísticaatual de Profs (artigos) AssociadaAlunos Permanentes5 Tt4 oal 24 ,82 2 1 3 4 3M 6 1 -D cn s 4 oet e 7 Auo - l s n 1D 8
  15. 15. Cabereiterar as várias iniciativas que estão sendo elaboradas -dentre elas como já mencionado a Revista do PPGADC - afim não somente de viabilizar a produção intelectual mastambém de aperfeiçoar o registro de tal produção.
  16. 16. V - Inserção Social  - ParticipaçãoPrograma TV SESC - Prof. Dra Cássia Navas - Magesto Cia de Dança - 2011  - Apresentação deEspetáculo “Diwali” - Prof. Dr Marilia Soares - Livraria Cultura Iguatemi – 2011  - Apresentação deEspetáculo "O que faz do homem um Homem?" - Performance convidada para  PlataformaTrampolim Internacional - UFES 2011 - Apresentação deCAFE COM QUEIJO no FETO - Festival Estudantil de Teatro de Belo Horizonte -  Prof. Dr RenatoFerracini – 2011  - Evento TERRALUME 2011 - Vinculado ao projeto Dramaturgia de Ator - Prof. Dr Renato Ferracini  - MOSTRAPERFORMA Teatro TUCA - Prof. Dr Matteo Bonfitto – 2011  - Apresentação de “ATempestade” - Teatro Raul Cortez - Prof. Dr Marcelo R. Lazzaratto – 2011  - Apresentação de“Chuva Pasmada” - SESC Interior - Prof. Dr Marcelo R. Lazzaratto – 2011
  17. 17. Avaliação Provisória Apesar do pouco tempo ocorrido desde a sua criação, pode-se reconhecer uma atitude de envolvimento crescente com o PPGADC por parte dos professores e dos alunos que o integram. As iniciativas em curso convergem para a tentativa de criação de um território de pesquisa que possa ser produtor de conhecimento em seu sentido mais amplo, não somente agregando o já criado, mas oferecendo condições de investigação e experimentação. Há muito trabalho pela frente, mas tais vetores já apontam para perspectivas específicas e promissoras. Dentre os aspectos que devem ser aperfeiçoados, cabe ressaltar a necessidade de melhoria da infra-estrutura.

×