Beume 60

411 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
411
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
212
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Beume 60

  1. 1. UNIÃO MUNICIPAL ESPÍRITA DE SANTA MARIA -RS DECOM/UME SM Umesm.blogspot.com Diretor: Cristiano Vice: CleberEDITORIALEntrevista exclusiva para o BEUME: CONJERGSDeixou lições de união e unificação. SUGESTÕES DE OBRASESPÍRITASO Rei Cansado (infantil) Você e a PazUma Carta de Bezerra MenezesE a Vida Continua... Divaldo Franco
  2. 2. Olá, irmãos de ideal espírita. É com muita alegria que entregamos a nossa comunidade Espírita o BEUME do mês de novembro. O BEUME encontra-se recheado de eventos maravilhosos que acontecerem em outubro em nossa região. O nosso editorial começa com toda cobertura da vinda de Divaldo Franco a Santa Maria, inclusive com uma entrevista exclusiva para o BEUME. Na sequência relatos e imagens exclusivas do CONJERGS que realizou-se em Itaaraque culminou com a vinda da nossa presidente da FERGS. Aproveite para arquivar este material. Boa leitura. Aproveite! Fraterno abraço a todos! Equipe DECOM
  3. 3. EDITORIAL A Palestra Santa Maria –17 de outubro de 2014VencendoadistânciarodoviáriaentreRioGrandeeSantaMaria,sobchuvaeventoforte,DivaldoFrancochegouaodestinonoiníciodatarde.Apóscumprirseuscompromissosparticulares,comoatenderacorrespondênciaeletrônicadevulto,oProfessorDivaldoFrancojáseencontravanoGinásiodeEsportedoRegimentoMalletàs18h30minparaatenderoenormepúblicopresente. Tãologochegou,concedeuentrevistaparaaUniãoMunicipalEspíritadeSantaMaria,promotoradoevento, abordandoassuntossobreajuventudeeoseucompromissoanteaevolução,bemcomosuaposturafrenteaosapelosdomundo,emconsequênciadopassadodecadaum.OutrostópicosforamadivulgaçãodaDoutrinaEspírita,eoBrasilcomoPátriadoEvangelho.
  4. 4. EDITORIALOGrupoMusicalArteeLuzabrilhantoucomsuasapresentações, preparandooambientecombelasinterpretaçõesmusicais, elevandoopadrãovibratóriodaassistência.RepresentandooPoderLegislativodoMunicípio,oVereadorPauloDenardinentregouaDivaldoFrancooDiplomadeVisitanteIlustredeSantaMaria.EstiverampresentesCezarAugustoSchirmer,PrefeitodoMunicípio,eoOficialrepresentantedoComandantedoRegimentoMallet. Parafalarsobreafelicidade,ooradordeFeiradeSantana/BA, DivaldoFranco,narrouacomoventehistóriadeThadeuMerlin, quequandodoutorandodemedicina,naUniversidadedeLosAngelis,naCalifórnia,EstadosUnidosdaAmérica,defendiaveementementeaeutanásia.Porémsuavidamudou,aindacomoestudantedemedicina,aoatenderumaparturienteemdificuldades,emumdiadeterríveltempestadeemLosAngelis. Apósopartodifícil,eexaminandoomenino,constatouumdefeitocongênitoemumdeseuspés,queeraviradoparadentro.
  5. 5. Lembrou-sedesuaconvicçãosobreaeutanásia,iriaaplicá-la. Noentantoalgolhefaloumaisaltoemsuaconsciência, desistiu,preparou-seevoltouaoHospitaldeClínicasdaUniversidade.OsanossepassarameomédicopediatraThadeuMerlin,bemsucedido,enfrentouumaproblemáticacomsuaneta,portadoradeumvírusincurável.Recorreuaosmelhoresespecialistas,comdiagnósticosdemortedolorosa, recomendando-lhealgunsaeutanásia.Negou-seefoibuscarmaisrecursos,encontrandoumjovemmédicoquevinhapesquisandoovírusmortalháunsdezanos. Foitercomele.Eraumlugarpobre,instalaçõesprecárias. NessecenárioThadeuMerlinsubmeteusuanetaamaisumdiagnóstico,confirmandoosanteriores.SuanetaBárbarairiamorrer.Aquelejovemmédicoinformou-lhequenãohaviaaindaaplicadosuavacinaemsereshumanosequenãogarantirianenhumresultado.Tantopoderiaserpositivo,quantonegativo. ODr.ThadeuMerlinautorizouosprocedimentosqueseiniciaramdeimediato. EDITORIAL
  6. 6. Nesseínterim,ThadeuMerlinnotouqueaquelejovemmédicopossuíaumadeformidadeemumdospés.Surpreso,esendonotado,ojovemmédicoT.J.Müller,disse-lhequeeracongênitoasuadeformidadeeque,naquelelugar,todospossuíamumdefeitofísico.EnquantoBárbaraerasubmetidaaotratamentoprévio, ThadeuMerlinidentificou,pelodiálogo,omeninoqueanosanteshaviaauxiliadoanascer.AssimThadeuJohanMüller,salvoemseunascimento,estavasalvandoanetaestimadadoDr.Merlin, queexperimentavagrandefelicidade,porsuanetarecuperadaepelogestoquenãopraticounopassado.
  7. 7. Parainterpretarafelicidadeosfilósofosseaplicaramadesenvolverdiversasconceituações.DivaldoFrancoapresentouopensamentodeváriosfilósofossobreafelicidade,aditandoqueaDoutrinaEspíritanoslevaàfelicidade,afelicidadeplena,poisquepropiciaodesenvolvimentodaféraciocinada,acrençanaimortalidade,naleidejustiça,deamoredecaridade.Paraqueohomemsinta-sefelizénecessárioqueelefaçatodoobemqueestiveraoseualcance,quedesenvolvaumaautoanálise, conhecendo-seemmaiorprofundidade,sabedordesuaspossibilidadescomofilhodeDeus. Aoencerrarsuabelaconferência,DivaldoFrancofoiaplaudidodepé,reconhecidoquefoi,peloseuexcelentetrabalhodefalaraocoração,àrazãoeaossentimentos. Equipe do Divaldo Texto: Paulo Salerno Fotos: Jorge Moehlecke
  8. 8. EDITORIAL A entrevista para o BEUME BEUME:QuemensagemoSr.deixaria aosjovensespíritaseaosjovens comoumtodosobreacaminhadadeles sobaóticadaDoutrinaEspíritae,ainda oqueoSr.diriaàquelesjovensespíritas quepensamemdesistirdacaminhadadaDoutrinaEspírita? DivaldoFranco: Ajuventudeéumperíodobrevedaexistênciacarnal,nadaobstantequandonosreferimosaatividadecristã,merececonsiderarqueojovemsempreexerceuumpapelfundamentalcomotodasasatividadeshumanas.SerecordarmosoevangelholembraremosqueJoão,odiscípuloamado,contava16anosdeidadequandoaderiuapalavradeJesus. Posteriormente,Paulorefere-seaosdiscípulosamadosqueeramtodosmuitosjovens,dandoumsaltoquânticovamosrecordarqueasmédiunsdacidadedeHydesville,asirmãsFox, erammenoresde15anos.AllanKardecporsuavezutiliza-sedasIrmãsBaudinquetambémeramjovensde12e14anos,osespíritosanunciaramaKardecasuamissãocontava15anos.
  9. 9. AlineCarlotti,tambémeraoutramédiumquetinhade15anosdeidade.Ajuventudecontemporâneanoentanto,temumamaturidadepsicológica,intelectual,muitomaiorgraçasaLeideProgresso.Aderiraoidealcomoadoutrinaespiritanajuventudeéassumirumcompromissocomaplenitudedavidaantesdecontrairdébitos,poderdedicar-seintegralmenteaoamordeconstruçãodeumamentalidadesuperioreenquantoaojovemquetemmomentodefraquezaepensaemdesistirissotambéméperfeitamentenatural.Fazpartedosprocessospsicológicos,emocionais,dastransiçõesorgânicas,dasmutações,masadoutrinaespíritaétãopositivaetãograndiosaquedepoisdeimpregnaracriaturaelanuncamaisseráamesmaocorridotalvezaberraçãodealgunscoraçõesatraídospelaslouvariasdomundopelointelectodaUniversidade,maistardequandovieramaturidadeelerecordaráeasomarádeseuinconscientetodoaqueleconjuntodeideiasquelheproporcionaramfelicidadenajuventude,lhedarãoaplenitudenaidademadura. Continuação
  10. 10. BEUME:TendocomoreferênciaoBrasilcomopátriadoEvangelhocomooSr.vêonossopapeldeespíritasnadivulgaçãodoEspiritismo? DivaldoFranco: EssapropostadoespíritoHumbertodeCamposatravésdamediunidadedeChicoXavierdemaneiranenhumaofereceaoBrasilqualquerprivilégio,porqueseriamoscomorepetirmosoequívocodosIsraelitas,opovoescolhidoe,DeusnãotempovoescolhidotodosospovossãofilhosdoamorinefáveldeDeus, ocorre,noentanto,queessapremissadaPátriadoEvangelhodizrespeitoaofenômenodareencarnaçãoetambémdanossaancestralcultura.ÉoBrasil,umpaíscomseusdolorososcarmascoletivoseissoproporcionouqueaquisereencarnasseosnovosapóstolosdadoutrinacristãnafeiçãodoespiritismo. Foiumaaltaresponsabilidadequenosdizrespeitopreservaramensagemdocristoemnossosatos,emnossaspalavras, nossocomportamento,tudofazendoparademonstrarapresençadeJesusemnossasvidas.Éumaalteraçãoprofundapreparandoparaoreinodocéus.
  11. 11. Porvoltadas05:30hsdamanhã,jáseencontravamnasededoABG(AcampamentoBatistaGaúcho),emItaara,oscoordenadoresGeraisdestePolo(PoloB),LucianoeÂngela,juntamentecomJoséBinato(Coordenadordeinfraestrutura)eoutrostrabalhadoreseGPJ-SantaMaria,quepernoitaramnolocal. Sobmuitachuva,outrostrabalhadoreseevangelizadoresdejuventudes, comprometidoscomochamadodenossaFERGS,aospoucos,tambémforamchegando,trazendoseusjovensparamaisumbanqueteespiritual. Pelamanhãdesábado,274pessoas,incluindo164jovensjácirculavampelaáreadoencontro,rodeadosdelindaeharmônicanaturezanosrevitalizando. Apresençadascaravanasespirituais,também,foramsentidasepercebidasdeváriasformas. Antesdas13:00hsoalmoçofoiservidosobperfeitaorganizaçãosatisfazendoatodos.
  12. 12. As14:00hs,apóstodosjáestaremdevidamenteinstalados, retornaramaosalãoondeteveinícioaaberturaoficial, exatamente,quandotodososoutros04Polos,tambémrealizavamaaberturadaXXVConjergs. Commuitamúsicaeumaapresentaçãoteatraldeelevadoteoresentidaprece,proferidapelavice-presidentedeunificaçãodaFERGS,LéaDuarte,todossentiram-se,realmente,“conectadoscomJesus”! Dandoprosseguimento,divididosporgrupos,osjovenscomseusfacilitadores,partiramaoscentrosdeinteresse,paradebaterassuntosrelacionadosaoEvangelhoSegundooEspiritismo. Permanecendoatéas18hs,comintervaloparaolanche,servidonoprópriogrupo. As20:30h,apósobanhoejanta,encontraram-seemoutraatividadenosalão,afimdeseremdivididosemgruposparaparticiparemdoscentrosdeinteresse. Noscentrosdeinteressesparticipamdeatividadesrelacionadasas“Bemaventuranças”! Às22horasasatividadesseencerraram,nosalãoetodosforamencaminhadosaosdormitórios,ondepassaramporummomentodeharmonizaçãoparadormirem.
  13. 13. NodomingoasatividadescontinuarameoencerramentocontoucomapresençadapresidentedaFederaçãoEspíritadoRioGrandedoSul, MariaElisabethdaSilvaBarbierieoviceGabrielSalumemclimadeumamaravilhosaharmonianosaltosdaserradeItaara.
  14. 14. Aos Espíritas do Rio Grande do Sul e aos nossos convidados: Ashorasdeencanto,beleza,emoçãoesentimentosemprofusãovividasnofinaldesemanadaXXVCONJERGSdeixamemnossasvidasliçõesinesquecíveisdeuniãoedeunificação. DemonstramostodaaforçaeorganizaçãodoMovimentoEspíritadoRioGrandedoSul,odevotamentoefidelidadedealmasvalorosasàcausaquenosirmana,superandodesafiosesorvendonataçadoabençoadolíquordotrabalhoaplenitudequeadvémdodevercumprido. Maria Elisabeth da Silva BarbieriPresidenteFederação Espírita do Rio Grande do Sul
  15. 15. Cabe-nos, em nome da Comissão Geral, externar a nossa gratidão a todos os espíritas gaúchos que ditosos disseram aos seus irmãos: “Trabalhemos juntose unamos os nossos esforços, a fim de que o Senhor, ao chegar, encontreacabada a obra”. Ao nosso querido amigo e irmão Divaldo Pereira Franco, que com sua equipe espiritual cruzou as sendas do Rio Grande. nos momentos em que a CONJERGS se realizava, semeando estrelas para iluminar os nosso corações e nos permitindo encerrar o encontro com a sua inspiradora mensagem. Aos jovens que desde os primeiros instantes de planejamento e organização, curtiram, compartilharam, comentaram cada instante e permaneceram conectados com Jesus. assegurando o brilho da nossa CONJERGS. Ensejamos,emnossoscincopólos,umencontrodegeraçõesquesefundiramnaluzdomesmoideal:Conectar-secomJesusparaadquiriremultiplicarostalentosquebrotamdafonteinesgotáveldoseuEvangelhodeAmor. Asboaseregeneradoraslutastravadasevencidasanteseduranteotranscursodoeventoderam-nosavisãodaintensidadedamudançaqueosjovensevangelizadospodemempreendernomundoedoquantoasuacontribuiçãoédeterminanteparaoalvorecerdobememnossoorbe.
  16. 16. Aos coordenadores de polo e suas laboriosas equipes pela liderança servidora exercida, cujo resultado ora se traduz em uma colheita farta que nutre os nossos corações de júbilo. À Diretora da Federação Espírita Brasileira e Coordenadora da Área da Infância do Conselho Federativo Nacional da FEB, Miriam Dusi, que a nosso convite se fez presente, trabalhando com os evangelizadores, auxiliando na disseminação dos documentos norteadores à Ação Evangelizadora da Juventude, dividindo experiências de um profícuo labor de longo tempo à frente da Coordenação de Juventude do CFN e sorvendo conosco as alegrias advindas da união de esforços em torno do ideal de servir ao Cristo. Ao Departamento de Infância e Juventude da Federação Espírita do Paraná que nos acompanhou nas atividades irmanando-se no mesmo propósito de aprendizagem e serviço. À grande equipe do DIJ-FERGS integrada por todos os Diretores de DIJ do nosso estado e liderada pela Diretora MarliseRibeiro e seu Vice-diretor, Fabiano Boeira, pela conduçãolúcida, paciente, humilde, honesta, compromissada, respeitosa e atenta que propiciou a primeira confraternização de juventudes espíritas em cinco polos simultâneos em nosso estado. À nossa Diretoria Executiva que ao longo desses dois anos protagonizou momentos de abnegação ímpares no atendimento das muitas tarefas simultâneas, inadiáveis, complexas que uma gestão inovadora requer.
  17. 17. Ao Conselho Federativo Estadual, parceiro valioso, sem o qual o evento não seria possível, não fosse a confiança depositada em nossas propostas e a contribuição no aprimoramento das ações. Gravemos, pois, irmãos amados, de maneira indelével nas nossas almas, a orientação do benfeitor amigo, Emmanuel, para que prossigamos rumo à XXVI CONJERGS. Tolerância é o cimento da união ideal. E só a união faz a força. Entretanto, há força e força. Reúnem-se milhões de gotas e criam a fonte. Congregam-se milhões de fagulhas e formam o Incêndio. Pensa um pouco e entenderás que é sempre muito fácil ajuntar os interesses da Terra e fazer a união para o bem da força, mas apenas entesourando as qualidades do Cristo na própria alma é que nos será possível, em verdade, fazer a união para a força do bem. "Seara dos Médiuns" Francisco Cândido Xavier. Recebam, pois, o nosso abraço fraternal, agradecido e repassado de emoção pela oportunidade de servir que, generosamente, nos foi delegada. Elisabeth
  18. 18. XXV CONJERGS –Polo Bondade –18 e 19/10/2014AConfraternizaçãodeJuventudesEspíritasdoRioGrandedoSul-CONJERGSéumeventoquecongregajovensevangelizandoseseusevangelizadores,integrantesdaEvangelizaçãodeJuventudedosCentrosEspíritasdoRioGrandedoSul,trabalhadoresvoluntários,convidadosevisitantesautorizados;enasuaXXVediçãotevecomotítulo: CONECTADOSCOMJESUS. Seusobjetivosforam: PromoveraUnificação,ofortalecimentodoMovimentoEspíritaJuvenildoestadodoRioGrandedoSul,oestudo,adifusãoeapráticadaDoutrinaEspírita,comfoconoEvangelhodeJesusenosensinoscodificadosporAllanKardec,comdestaqueaos150anosdoEvangelhoSegundooEspiritismo.
  19. 19. TemasedaProgramaçãodaXXVCONJERGS– CONECTADOSCOMJESUSOCÓDIGODOMONTE;INFLUÊNCIASESPIRITUAISeAPRECE;OEVANGELHOEMNOSSASVIDAS-nocotidiano,naEvangelizaçãoeoEvangelhonoLar. OXXVCONJERGSpoloBondadeaconteceunasededoAcampamentoBatistaGaúchoemItaara,há18kmdeSantaMaria–RS.
  20. 20. 1ª CONJERGS–A Pioneira realizou-se em Santa Maria, em 7 e 8 de Setembro de 1957. Temas abordados na 1ª a 24ª CONJERGS: AJustiçaDivina; Ritos,Dogmas,SacramentoseCerimônias–EstudoComparativodasReligiões; HámuitasmoradasnacasademeuPai; OEvangelhoeaDoutrinadosEspíritos FunçãoterapêuticadoEvangelhonosdesequilíbriospsicossomáticos; EvoluçãoeLivre-arbítrio; OPasse–seumecanismoesuafunçãoterapêutica; OJovemeaSociedadeatual; AparticipaçãodojovemnomovimentoEspírita; AParapsicologiaperanteoEspiritismo; LeideCausaeEfeito;
  21. 21. PreparodoJovemEspíritaparaoCasamento; OqueéoEspiritismo; MissãodaDoutrinaEspírita; AMediunidadeàluzdaDoutrinaEspírita; Omundoextrafísicovistopelaciência; Metapsíquica,pelaParapsicologia,epelaDoutrinaEspírita; Brasil,CoraçãodoMundo,PátriadoEvangelho–Osjovenschegaramàseguinteconclusão:“Ojovemespíritatemodeverdeestudar,exemplificareensinarsuadoutrina;sóassimestarádandosuacontribuiçãoparaqueoBrasilatinja, realmente,asituaçãodePátriadoEvangelho”. ReencarnaçãoeResponsabilidades; Juventudesadiaemtrêsaspectos:biológico,sociológicoedoutrinário. AFamíliarelacionamentoentrepaisefilhos; OJovemEspíritanoContextoAtual AFinalidadedasEscolasdeEvangelizaçãoedasJuventudesEspíritas; PosiçãodoAdolescenteedoJovemPeranteaReligião; IntroduçãoaoEstudodaMediunidade. FundamentosdaDoutrinaEspíritaesuasconsequênciasnocomportamentohumano; DesafiosdaJuventude–perantesimesmo;peranteafamília; peranteasociedadeeperanteareligião; ASexualidadenoDesenvolvimentoEspiritualdoSer– homossexualidade,desequilíbriossexuaiseresponsabilidadesexual.
  22. 22. MAIS IMAGENS DA CONJERGS / 2014
  23. 23. INFLUÊNCIA HIPNÓTICA OBSESSIVAAnteosprocessospsicopatológicosqueaturdemoserhumano, deformaalgumasepodemeliminarospreponderantesfatorescerebrais,especialmenteaquelesqueafetamosneurotransmissores,facultandoainstalaçãodedistúrbiospsíquicosdevariadacatalogação. Concomitantemente,aterapiaespecializadaquevisaregularizaraproduçãodemoléculasneuroniais,nãoobstanteconsigaalcançarosresultadosprogramados,sãoinsuficientesparaalcançarocompletorestabelecimentodasaúdemental,noológicaecomportamental. Istoporque,napsicogênesedosmesmosencontra-seoEspírito, comoserimortalqueé,emrecuperaçãodedelitosmoraisperpetradosemexistênciaspassadas,queoralhecumprealcançar. Herdeirodasatitudesdesenvolvidasnocursodasexperiênciascarnaisanteriores,oserelaboraamaquinariaorgânicadequenecessitaparaodesenvolvimentodoscompromissosdaprópriaevolução. Assimsendo,aoiniciar-seoprocessodareencarnação,imprime, noscódigosgenéticos,asdeficiênciasdefluentesdairresponsabilidade,queseapresentarãonofuturo,emmomentopróprio,comodescompensaçãonervosa,carênciaouexcessodemoléculasneurônicasresponsáveispeloscorrespondentestranstornospsicológicosoudeoutranatureza.
  24. 24. Alémdeles,asvítimasespoliadasqueamortenãoconsumiuenemlhestirouaindividualidade,aoidentificaraquelesqueasinfelicitaram,emrazãodaafinidadevibratória-campodeemoçõesdilaceradas-sãoatraídas,eairradiaçãoinferiordoódiooudoressentimento,dairaoudavingançapermeiaoperispíritodoseuantigoalgoz,produzindo-lheinarmoniavibratória,queresultaemperturbaçãodossistemasnervososcentraleendocrínico,abrindoespaçoparaaconsumaçãodosfunestosplanosdevindita. Simultaneamente,sãodirecionadasàmentedohospedeirofísicoinduçõeshipnóticascarregadasdepessimismoededesconfiança,deinquietaçãoedemal-estar,queestabelecerãoasmatrizesdefuturasgravesobsessões. Instaladaaidéiaperturbadoraeahipnosecontínuadescarregaondasmentaisnefastasquesemesclamcomasdopacienteconfundindo-o,desestruturando-oatéomomentoemqueperdeaprópriaidentidade,cedendoáreamentalaoinvasorquepassaadirigir-lheopensamento,aconduta,aexistência. Sobessanefandavibraçãomono-ideísta,asdelicadascélulasneuroniaiscaptamaenergiamagnéticaqueasinvade,alterando- lhesaproduçãodasmoléculasmantenedorasdoequilíbrio. Submetidosaostratamentosespecializados,masnãoafastadososagentesparafísicospromotoresdadesordemvibratória,tendempermanecerinsanos,mesmoquetemporariamenteexperimentemmelhorasnoquadroenfermiço,tornando-secrônicoodistúrbio.
  25. 25. Somentequandohajaumaalteraçãodocomportamentomentalemoraldoenfermodirecionadoparaoamor,paraobem,conseguindosensibilizaraquelesqueestejamnacondiçãodeperseguidores,équeocorreráarecuperação,queosmedicamentosauxiliamnareorganizaçãodosequipamentoscerebrais. Porquesetratedeesforçodealtamagnitude,amaioriadosdoentes,demaisdeestarematurdidospelaconsciênciadeculpa, emborasemidentificaremacausa,raramentesedispõeaessemagnoempenhoque,poroutrolado,atrairiaaatençãoeoconcursoedificantedosBonsEspíritosqueiriamtrabalharparaquefossemneutralizadasemesmoeliminadasasenergiasdeletériasabsorvidasdohóspedeindesejado. AreencarnaçãoéoportunidadedeincomparávelsignificadoparaoEspíritoque delinqüe,queseevadedaresponsabilidade,queseanestesianoprazerousehomizianainutilidade. Oconhecimentodosobjetivosexistenciaisdopontodevistaespiritual,constituirecursovaliosoeeducativoparaoreequilíbrioeaidentificaçãocomaConsciênciaCósmicalibertadora. Sucede,noentanto,queaindolênciamentalearebeldiamoral,opessimismoeoressentimento,facilmenteseinstalamnopensamentoenacondutahumanos,dificultandoaaquisiçãorealdasaúdementalefísica. Porisso,ahipnoseespiritualobsessivaarrastamultidõesdepacientesvoluntáriosaosporõesdadepressão,dodistúrbiodopânico,dacleptomania,doexibicionismo,dostranstornoscompulsivos,daesquizofrenia,ouproduzmutiladosemocionais, hebetadosmentais,sonâmbulosespirituaisemtristeespetáculonoproscênioterrestre,queascendecomasconquistasdaCiênciaedaTecnologia,massedemoranospauisdaspaixõesmoraisasselvajadasedasalucinaçõesdoinsensatoeperversocomportamentohumano.
  26. 26. Émuitomaioronúmerodehipnotizadosespirituaisdoquesepodeimaginar. Deambulamdeumparaoutrolado,transitamentreesculápiosepsicoterapeutasquasesemrumo,nabuscadesoluçõesquímicasoumágicas,semesforçomoralemfavordeumaintrospecçãoprofunda,parasepoderemautolibertarouseremliberados... Aosbandos,homensemulheres,vitimadosporinduçõeshipnóticasimpiedosas,atiram-senasloucurasdasdrogasquímicasedegenerativas,nasfrustraçõesexcêntricas,naviolênciaquaseinsuportável,desejandofugirsemidentificaremaforçamentalqueosvilipendiam,consumindo- oseasselvajando-os. Jesus,paraessesinsensatos,prosseguesendoumafiguramítica,comoinspiradordenovasbacantes,quealgunsdessestelementalizadospordiversasdessasmodernasFúrias,usamparaatrairincautos,divertidosirresponsáveisebuscadoresincessantesdenovosprazeres... Ahumildade,oamor,operdão,acaridadetornam-se,parataisaficionadosdacoletivaobsessão,expressõesdeimpactoverbalesemsentidoparaaaçãoreal,nãopoucasvezes,levadosaoridículo. Torna-seurgenteumareleituradoEvangelhodeJesuseasuaimediataaplicaçãocomoterapêuticavaliosaparareverterapaisagemsofridaetristedaHumanidadecontemporânea. Aotentá-lo,umaoutraformadehipnoseseapresentará: aquelafomentadapelosMensageirosdaLuzinduzindoascriaturasaoBem,àpaz,àfelicidade. HápermanenteintercâmbiopsíquicoentreossereshumanoseosEspíritos,cadaqual,porém,sintonizandonafaixacorrespondenteàsaspiraçõescultivadaseaossentimentosmantidos. ManoelPhilomenodeMiranda
  27. 27. Departamento Doutrinário NOVEMBRO 2014 DATA EXPOSITOR(A) TEMA COORDENADOR 03 – segunda-feira Cleusa A Era Nova (ESE, cap. I, 9 a 11) João Heitor 04 – terça-feira Roselaine Simpatias e antipatias terrestres (LE, livro II, cap.VII) Renato 07 – sexta-feira Marisa (S. E. Irmã Rolica) Mundos de expiações e de provas (ESE, cap. III, 13 a 15) Cleber 10 – segunda-feira Luci Marchi Esquecimento do passado (LE, livro II, cap.VII) João Heitor 11 - terça-feira Solange A Vida Futura (ESE, cap. II, 2 a 3) Renato 14 – sexta-feira Dulcymar (S. E. Dr. A. V. Menna Barreto) Bem aventurados os puros de coração Cleber 17 – segunda-feira Ricardo Diferentes categorias de mundos habitados (ESE, cap. III, 3 a 5) João Heitor 18 - terça-feira Derli O sono e os sonhos (LE, livro II, cap.VII) Renato 21 - sexta-feira Josimara (SELC) A Realeza de Jesus (ESE, cap. II, 4 a 7) Cleber 24 - segunda-feira Dagoré Transmissão oculta do pensamento (LE, livro II, cap. VIII) João Heitor 25 - terça-feira Luci Stefanello Diferentes estados da Alma na Erraticidade (ESE, cap. III, ítem 2) Renato 28 - sexta-feira Evany (S. E. Amor a Jesus) Individuação Cleber Horários das doutrinárias: - Segunda-feira – das 13h às 13h25min; - Terça-feira – das 19h30min às 20h; - Sexta-feira – das 20h às 20h30min. -CONVIDADOS*.
  28. 28. RESUMO HISTORICO DA SOCIEDADE ESPÍRITA IRMÃ ROLICA Nos idos anos de 1972, uma equipe de trabalhadores da Sociedade Espírita Victor Menna Barreto, situada no Bairro Itararé, dava atendimento domiciliar à Dona Leonida, esposa do Sr. Fidêncio, na Vila Santos. Entretanto, devido à longa distancia, pediram aos irmãos da Sociedade Espírita Francisco Costa que dessem continuidade ao referido atendimento, o que passou a ser feito diariamente. O Sr. Fidêncio, após o desencarne da esposa, pediu que a equipe continuasse realizando o trabalho de Evangelho no Lar. Isso, começou a despertar a atenção e o interesse dos vizinhos, aumentando consideravelmente a freqüência, bem como as solicitações de atendimento, culminando com a aquisição de um imóvel, com o auxílio as Sr. Marieta Rocco Ramos, trabalhadora espírita em Porto Alegre, podendo-se desta forma centralizar as atividades na vila. Em abril de 1974 a irmã Calésia Brum, freqüentadora da casa, que havia dado a luz a uma menina, mudara-se para a Vila Prado, solicitando atendimento ao grupo de peregrinos da Sociedade Francisco Costa. A partir daí, repete-se a história da Vila Santos. O interesse da vizinhança crescia. As solicitações de visitas eram cada vez mais freqüentes. Os lares necessitados eram muitos e os trabalhadores poucos. As dificuldades aumentavam. As vias de acesso eram quase intransitáveis em tempo de chuva. O atendimento por vezes estendia à Vila Jockey Club e ao Parque Pinheiro Machado. A equipe de trabalhadores desdobrava-se para atender todas as solicitações. Até que a irmã Guiomar Gonçalves ofereceu o seu lar para a realização das reuniões, onde passaram a se concentrar as atividades, inclusive de evangelização da infância, no gramado do quintal. Certa ocasião, aquele núcleo do bem recebeu a visita do irmão Maurice Herbert Jones e de sua esposa Elba, Eunice Leite Silva e Alba Saucedo, da Federação Espírita do Rio Grande do Sul. Desta forma, mais uma vez, a irmã Marieta Rocco Ramos, sabendo do trabalho que era realizado, intercedeu junto a entidades porto alegrenses, auxílio para a aquisição do imóvel onde passaram a se realizar os trabalhos na Vila Prado. Por último, os irmãos da Sociedade Espírita Francisco Costa, num esforço concentrado, levantaram o prédio que abriga hoje essa sociedade, que teve sua fundação no dia 16 de novembro de 1985, recebendo o nome de Sociedade Espírita Irmã Rolica, como homenagem a insigne batalhadora da Doutrina Espírita, desde a década de 1910, a nobre e querida Maria José Silveira Albuquerque. Na mesma data de fundação tomou posse uma diretoria Provisória, a qual deu andamento a toda documentação necessária para que a nova sociedade pudesse se integrar ao Sistema Federativo, recebendo o Certificado de Federação no dia 1º de julho de 1986, ocasião em que tomou posse a nova diretoria, desta vez com todas as características de uma sociedade totalmente independente, que vem crescendo dia a dia na nobre tarefa de difundir a Doutrina Espírita.
  29. 29. SOCIEDADE ESPÍRITA YVON COSTA SOCIEDADE ESPÍRITA IRMÃ ROLICA
  30. 30. SUGESTÕES DE OBRAS ESPÍRITAS Fonte: http://www.febeditora.com.br/
  31. 31. MENSAGEM DO BEUME PRA VOCÊ
  32. 32. VAMOS DIVULGAR A DOUTRINA ESPÍRITA? DIVULGUEM SUAS CASAS ESPÍRITAS ATRAVÉS DO BEUME. •Enviem-nos materiais de divulgação das doutrinárias, encontros, seminários e eventos diversos que estaremos publicando no BEUME, FACEBOOK e outros meios de comunicação virtual. •decomumesm@yahoo.com.br"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier –Emmanuel.

×