Grande Encontro,CBQP - Liderança Inovadora – caso prático de inovação no Brasil

707 visualizações

Publicada em

Palestra |Liderança Inovadora – caso prático de inovação no Brasil Rogério | CBMM - Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
707
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grande Encontro,CBQP - Liderança Inovadora – caso prático de inovação no Brasil

  1. 1. Confidencial Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração 05 de setembro de 2013 Congresso Brasileiro da Qualidade e Produtividade – CBQP Congresso Nacional pela Excelência - CONEX CBMM Liderança Inovadora Caso Prático de Inovação no Brasil Belo Horizonte - MG
  2. 2. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR CBMM - Liderança Inovadora Caso Prático de Inovação no Brasil 1 1. Nióbio e Sustentabilidade 2. Tecnologia e Desenvolvimento de Mercado 3. Sistema de Gestão
  3. 3. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR CBMM Parceira Global em Desenvolvimento Tecnológico 2 •• UmUm sonhosonho dede laboratóriolaboratório Há 40 anos atrás o Nióbio era uma possibilidade teórica. •• DesenvolvimentoDesenvolvimento dede ProcessoProcesso - aproveitamento econômico do minério de Araxá. •• DesenvolvimentoDesenvolvimento de Mercadode Mercado – Gasodutos, Estruturas, Automóveis, Energia. •• LegitimidadeLegitimidade TecnológicaTecnológica Mostrar oportunidades de agregação de valor em toda a cadeia de suprimento.
  4. 4. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Manutenção do status de parceiro preferencial junto a clientes e usuários finais Manutenção da liderança de mercado Investimento contínuo em tecnologia de aplicação do nióbio Garantia de suprimento estável Aumento contínuo de eficiência nos processos produtivos Investimento contínuo em programas sociais e de meio ambiente Estratégia da CBMM Sustentabilidade em sua essência 3
  5. 5. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR 2009 = 454.66ha1953 = 298ha Responsabilidade com o Meio Ambiente 4 Primeira certificação ISO 14001 do mundo Programa de reflorestamento da CBMM (1953 vs 2009) Liderança e antecipação às questões do meio ambiente üPrimeira certificação ISO 14001 do mundo üQualidade do ar: 5x melhor do que os níveis legais üEmissões: 8x melhor do que o limite legal (12% do limite legal) ü95% de recirculação da água industrial (97% em dois anos)
  6. 6. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR CBMM e Araxá 5 Escola Técnica do SESI-SENAI em Araxá Construída e Equipada pela CBMM l EM 2011 empreendedores locais venderam R$175m em produtos e serviços para a CBMM (cerca de 20% dos gastos) l 70%+ da receita da municipalidade resultam das operações da CBMM l A CBMM investiu aproximadamente R$6m por ano em projetos para a comunidade de Araxá nos últimos 5 anos (R$14 milhões em projetos incentivados). l A companhia também participa de diversos projetos de urbanização, conservação, educação e de assistência a causas filantrópicas. Desde 1982 a companhia investiu cerca de 200 milhões de reais em programas dedicados a Araxá. l Araxá tem um dos mais altos índices IDH do Brasil.
  7. 7. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Compromisso com seus colaboradores 6 üMenos de 0.5% de ausências üRotatividade menor que 1% Extenso conjunto de benefícios üPiso salarial üPrograma habitacional ü Pré-escola ü Subsídio educacional que inclui o nível universitário ü Plano de cobertura médico-odontológico üPlano de aposentadoria Saúde e Segurança üNenhuma doença ocupacional üTodos os colaboradores recebem treinamento de saúde e segurança (cerca de 80h por colaborador) Treinamento üAssistência educacional a colaboradores e dependentes üCentro de Desenvolvimento Humano üTreinamento – Média de dois cursos por semana 1,816 colaboradores
  8. 8. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR 7 CBMM - Liderança Inovadora Caso Prático de Inovação no Brasil 1. Nióbio e Sustentabilidade 2. Tecnologia e Desenvolvimento de Mercado 3. Sistema de Gestão
  9. 9. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR CBMM – Desenvolvimento de Mercado 8 üProjetos de pesquisa em parceria com clientes. üVisitas técnicas a todos os fabricantes de aço üVisitas de clientes a Araxá üSeminários específicos para fabricantes de aço üEncontros técnicos com especialistas üSeminários para o desenvolvimento de novas aplicações. üAcordos de cooperação tecnológica CBMM China 2009 Inox Brazil Assured quality supplier award 2004 / 05 / 06 / 09 Certificate of quality excellence 2004 / 05 / 08 Certificate of quality excellence 2004 / 08 Supplier award: Raw Materials and Refractories 2004 / 05 / 06 / 07 / 08 Alguns dos reconhecimentos de clientes CBMM China 1979
  10. 10. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR CBMM – Desenvolvimento de Mercado 9 ü Mesas redondas com especialistas da indústria para a implementação da tecnologia do nióbio ü Consórcios técnicos envolvendo universidades e clientes. ü Incentivos a universidades e associações técnicas para o desenvolvimento de novas aplicações para o nióbio. ü Trabalhos técnicos descrevendo aplicações de sucesso para o nióbio. ü Programas de mestrado e doutorado ü Prêmio Charles Hatchett com o Institute of Materials do Reino Unido para o melhor trabalho técnico sobre nióbio.
  11. 11. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Tenaz ao invés de Frágil 10
  12. 12. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Valor agregado com o uso de aços ao Nióbio 11
  13. 13. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Estruturas – Ponte do Vale do Millau 12 Ponte do Vale do Millau • Custo de construção €390m • 60% de redução de peso • 40Kt de chapas de aço(S460M) – 0.025% Nb Ponte do Vale do Millau, França – Sir Norman Forster, arquiteto
  14. 14. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Aços contendo Nióbio – Maior segurança 13 Source: Chibec 2008, China International Car Body Engineering Conference
  15. 15. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Nióbio reduz emissões, peso e consumo de combustível 14 100kg de redução de peso Economia de 1 l de combustível por 200km Corresponde a 2.2 toneladas de CO2 por veículo de redução de emissões. US$9 de nióbio por carro Redução de emissões é maior do que a quantidade total de CO2 emitido para a produção de todo o aço do veículo. (a) WorldSteel Association (b) Life cycle assessment
  16. 16. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Nióbio melhora ao sistema de exaustão 15
  17. 17. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Nióbio permite maiores temperaturas de utilização resultando em maiores eficiências. + 10ºC na temperatura = +1% eficiência Turbinas e outras aplicações 16 l Exemplos de outras aplicações - Tomógrafos de ressonância magnética usados em medicina diagnóstica não invasiva. - Materiais eletrônicos - Lentes especiais Turbina estacionária Courtesy of GE Power Systems Turbinas Outras aplicações Por que Nióbio? Aplicações l Superligas de níquel contendo nióbio - Presentes em turbinas de avião - E em turbinas estacionárias para a geração de energia Turbinas de avião Courtesy of Rolls Royce
  18. 18. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR 0 10 20 30 40 50 60 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 Intensityofuse(g/t) 0 10 20 30 40 50 60 70 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 RebasedtoCBMMsales(kt) Pipeline Lower Nb content Automotive & Structural Global steel quality Niobium most efficient Crescimento como consequência da adoção de tecnologia do nióbio 17 Vendas de FeNb da CBMM vs. produção de aço bruto - 1990 a 2010 1990 – 1996 CAGR Niobium: 5% Steel: (0.4)% 1996 – 2003 CAGR Niobium: 10% Steel: 4% 2003 – 2010 CAGR Niobium: 12% Steel: 6% Source: CRU, CBMM Global crude steel production (rebased) CBMM FeNb sales Aumento do uso específico para o nióbio – 1990 - 2010
  19. 19. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR 18 CBMM - Liderança Inovadora Caso prático de inovação no Brasil 1. Nióbio e Sustentabilidade 2. Tecnologia e Desenvolvimento de Mercado 3. Sistema de Gestão
  20. 20. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA METAS Mercado Consumidor Mercado Financeiro Mercado de Trabalho Mercado Amplo- Sociedade Mercado (Pessoas) Clientes Acionistas Empregados VizinhosRESULTADOS GERENCIAMENTO DA ROTINA PARA RESULTADOS PRODUTOS (Bens e Serviços) PROCESSOS Conhecimento Gerencial NECESSIDADES DO MERCADO PMO De onde surgem os projetos?
  21. 21. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Gestão de Projetos AA PP CC DD Grupos Operacionais AA SS CC DD Grupos Gerenciais AA PP CC DD Desdobramento de Metas AA PP CC DD Fonte: Sistema de Gestão da Falconi Sistema de Gestão 2015 Capacidade produtiva 150.000 t FeNb
  22. 22. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR IdeiaIdeia Análise, Seleção e Priorização Análise, Seleção e Priorização Análise Contratual Análise Contratual Execução- Monitoramento- Controle Execução- Monitoramento- Controle EncerramentoEncerramento Análise de Eficácia Análise de Eficácia PMO – Project Management Office Ciclo de Vida dos Projetos
  23. 23. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR 6 16 16 29 50 54 0 10 20 30 40 50 60 2008 2009 2010 2011 2012 2013 QuantidadedeGrupos Grupos de Melhoria e Estabilização de Processo
  24. 24. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Envolvimento nos Projetos de Gestão Fonte: CBMM • Principais ganhos: • Aumento da recuperação de Nióbio; • Redução de paradas de máquinas; • Aumento do ritmo de produção; • Possibilidade de postergação de investimentos pelo aumento de eficiência da performance operacional.
  25. 25. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR • Racionalização de recursos • Atendimento do mercado – aumento de receitas • Aumentar a produção/produtividade dos produtos de Nióbio • Aumentar a disponibilidade industrial • Construir uma nova unidade de Concentração (Projeto de expansão) • Aumento da recuperação de Nióbio nos processo aluminotérmico de produção de FeNb • Reduzir o índice de paradas não programadas por manutenção mecânica (Grupo Operacional) PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Uso (operação) Implementação da Carteira de Projetos (Implementação do plano estratégico) Criação da Carteira de Projetos (Criação do plano estratégico) Formulação Estratégica (Metas da Companhia) Planejamento Estratégico Exemplo Sistema de Gestão Planejamento Estratégico
  26. 26. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR 84.458 4.200 7.524 78.000 80.000 82.000 84.000 86.000 88.000 90.000 92.000 94.000 96.000 98.000 toneladas A 8.047 5.331 510 4.653 2.149 560 66 0 2.000 4.000 6.000 8.000 10.000 12.000 14.000 B C D toneladas Capacidade produtiva 2012 Incremento com expansão Incremento com melhorias ProdutosProduto Aumento da capacidade produtiva por produto 2013
  27. 27. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR (até julho) Crise 2008. Parada por falta de ordem de produção (dez). Trabalho com grupos de PDCA (mai). Melhoria no controle de vazão do forno sinterizador. Implementação parcial de conceitos da pre-secagem. 6 PDCAs e 2 SDCAs. Reforma integral do sistema lavagem gases (jun). 3 PDCAs e 3 SDCAs. Reprocessamento dos finos diretamente no pelotamento. 5 PDCAs e 3 SDCAs. Melhor Melhor Índice de Sinterização: (Tx de Alimentação / Finos Gerados) x10 Como, para uma mesma eficiência, a geração de finos é proporcional à taxa de alimentação, esta variável foi estabelecida de modo a normalizar a taxa de alimentação pela geração de finos, facilitando a análise da evolução da eficiência do processo. Exemplo de Projeto de Evolução de Desempenho Operacional
  28. 28. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Área Programa Mineração e Concentração l Otimização do processo de beneficiamento mineral / sutentabilidade (Pátio de homogeneização de minério com empilhadeira e retomadora) l Intensificação do conhecimento detalhado dos recursos minerários (Otimização/previsibilidade do Beneficiamento Mineral e desenvolvimento de novos produtos) l Desenvolvimento de novas tecnologias de beneficiamento mineral para o Pirocloro (Nova planta de concentração) l Aumento de recuperação com eliminação da etapa de deslamagem Processos Metalúrgicos l Desenvolvimento de novo processo de Sinterização para de Pirocloro (Nova planta de sinterização) l Aumento de produtividade no refino do concentrado em forno elétrico l Novo processo aluminotérmico Processos Químicos l Otimização do processo de fabricação de óxido de nióbio l Desenvolvimento de novos produtos de nióbio para aplicação química Meio Ambiente l Programa contínuo de redução do consumo de energia e de emissões l Tratamento de efluentes no processo de granulação da escória metalúrgica l Aumento da taxa de recirculação de água utilizada nos processos industriais. Programas de maior relevância em andamento Desenvolvimento de Produtos e Processos Adequação da Capacidade Produtiva e Avanços Operacionais
  29. 29. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Objetivo: Otimizar o aproveitamento do recurso mineral através do beneficiamento das partículas inferiores a 10µm (lamas), atualmente descartadas nas etapas de deslamagem. Aspecto Inovador: Aumento da recuperação de pirocloro na unidade de concentração para partículas superfinas. Estima-se que mais de 10% de todo minério extraído mundialmente é perdido na forma de lamas. Este deverá ser o primeiro projeto no mundo a recuperar produtos a partir de lamas. Método: Desenvolvimento realizado em escala de bancada e piloto. CBMM – Primeira no mundo a recuperar produtos a partir de lamas
  30. 30. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Objetivo: Homogeneização do minério de pirocloro com consequente melhoria na estabilização do processo de Concentração. Projeto: • Pilhas: 2 de 90 mil toneladas de minério • Máquinas: • Empilhadeira: 3.500 t/h • Retomadora: 1.400 t/h • Fornecedor: Isomonte • Investimento: MR$ 111 • Início de Operação: julho/2013 Pátio de Homogeneização
  31. 31. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Objetivo: Desenvolver novas aplicações para o nióbio na indústria química. Aspecto Inovador: Desenvolvimento de compostos químicos a base de óxido de nióbio que possam ser empregados na indústria química como agentes catalisadores e a produção destes em escala piloto. Método: Reavaliação e concepção de processos de solubilização e precipitação buscando sais complexos de nióbio de alta solubilidade em meio aquoso Desenvolvimento de Aplicações de NIÓBIO na Indústria Química Gráfico comparativo de solubilidade em água de um dos produtos para aplicação na indústria de catálise frente a substâncias comuns do dia-a-dia Energia e Indústria Química: célula combustível, geração de H2, conversão de biomassa e produção de amônia. Petroquímica: aplicação em GTL . Meio Ambiente: catalisador automotivo.
  32. 32. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Programa de Terras Raras CBMM Parceira Global em Desenvolvimento Tecnológico
  33. 33. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Terras Raras
  34. 34. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Terras Raras Não são terras... nem são raras!
  35. 35. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Mineral % Bariopirocloro 4 Limonita, goetita 36 Barita 20 Magnetita 16 Gorceixita 6 Monazita 4 Ilmenita 5 Quartzo 4 Outros 5 Total 100 Composição mineralógica média Minério intemperizado de araxá
  36. 36. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Óxidos de Terras Raras – cota 1100
  37. 37. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Resumo do Processo – Oxidos de Terras Raras Mineração Nióbio Concentração Nióbio Refino Produtos de Nióbio Processamento de Terras Raras Rejeito da Planta de Concentração Concentrado de Terras Raras
  38. 38. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Resumo do Processo – Oxidos de Terras Raras Sulfato Duplo de TR 39-42% OTR Rejeito Refino de Terras Raras Concentrado de Terras Raras Hidróxido de TR 70% OTR Conversão para hidróxido
  39. 39. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR Desenvolvimento de processo de separação de óxidos de terras raras através de extração por solvente. Planta piloto para separação de Óxidos de Terras Raras
  40. 40. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR EURÓPIO, TÉRBIO E ÍTRIO EURÓPIO, TÉRBIO E ÍTRIO DISPRÓSIO, LANTÂNIO, NEODÍMIO E PRASEODÍMIO CÉRIO E LANTÂNIO NEODÍMIO, PRASEODÍMIO, TÉRBIO E DISPRÓSIO LANTÂNIO DISPRÓSIO, NEODÍMIO, PRASEODÍMIO, SAMÁRIO E TÉRBIO Desenvolvimento das cadeias de valor
  41. 41. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR LIDERANÇA INOVADORA Manutenção do status de parceiro preferencial junto a clientes e usuários finais Manutenção da liderança de mercado Investimento contínuo em tecnologia de aplicação do nióbio Garantia de suprimento estável Aumento contínuo de eficiência nos processos produtivos Investimento contínuo em programas sociais e de meio ambiente
  42. 42. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR CBMM – Araxá, Minas Gerais
  43. 43. INOVAR • RESPEITAR • COMPETIR As informações desta apresentação foram preparadas pela CBMM (“Companhia”) com o único e exclusivo objetivo de apresentar a Companhia no XXII Congresso Brasileiro de Qualidade Produtividade / VI Congresso Nacional Pela Excelência (Grande Encontro – Edição 2013), ocorrido em Belo Horizonte, nos dias 05 e 06 de setembro de 2013. Esta apresentação e seu conteúdo são confidenciais e foram preparadas apenas com o propósito de informar e não deve ser reproduzido, retransmitido, distribuído para qualquer outra pessoa ou publicado, no todo ou em parte, por nenhum meio, qualquer forma ou por qualquer objetivo. As opiniões apresentadas são baseadas em informações colhidas no momento da sua preparação e estão sujeitas a quaisquer mudanças sem prévio aviso. A Companhia baseou-se em informações obtidas de fontes confiáveis mas não garante sua exatidão ou abrangência. Esta apresentação pode conter certas expectativas e informações relacionadas à Companhia que refletem a visão atual ou expectativas da Companhia ou seus empregados com respeito a performance, negócios e eventos futuros. Previsões incluem, sem limitação, qualquer declaração que possa prever, antever, indicar ou implicar em resultados futuros, performance ou objetivos, e pode conter expressões como “acreditamos”, “antecipamos”, “esperamos”, “vislumbramos”, “resultarão”, ou qualquer outras palavras ou significados similares. Tais declarações são sujeitos a vários riscos, incertezas e suposições. A Companhia adverte que uma série de importante fatores podem causar resultados que divirjam materialmente dos planos, objetivos, expectativas, estimativas e intenções expressas nesta apresentação. Em qualquer caso, nem a Companhia nem qualquer de suas afiliadas, conselheiros, diretores, acionistas, agentes ou empregados estão poderão ser responsabilizados por qualquer decisão de investimento ou negócio ou ações tomadas com base nas informações e declarações contidas nesta apresentação, ou por qualquer prejuízo ou danos decorrentes. As informações contidas nesta apresentação não foi verificada de forma independente. Esta apresentação e seu conteúdo são informações confidenciais e não podem ser reproduzidos ou divulgados no todo ou em parte, sem o prévio consentimento por escrito da Companhia. Disclaimer

×