Grande Encontro CONEX - Liderança Inspiradora Ozires Silva

535 visualizações

Publicada em

Palestra | Liderança Inspiradora Ozires Silva

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
535
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grande Encontro CONEX - Liderança Inspiradora Ozires Silva

  1. 1. LIDERANÇALIDERANÇA INSPIRADORAINSPIRADORA Ozires Silva Presidente Grupo ÂNIMA de Educação e Cultura Reitor UNIMONTE 06 Setembro 2013 O GRANDE ENCONTRO
  2. 2. O MUNDOO MUNDO DESAFIADORDESAFIADOR NO QUAL VIVEMOSNO QUAL VIVEMOS O “NOVO” está vencendo! Tudo está sendo mudado! Um produto ou serviço inovador Ozires Silva VENCE E OCUPA NOVOS ESPAÇOS!
  3. 3. SOCIEDADE MUNDIALSOCIEDADE MUNDIAL MOLDADA PELOMOLDADA PELO CONHECIMENTOCONHECIMENTO A COMPETÊNCIA SE GENERALIZA ▪ Jamais se trocou tantas informações ▪ As transações comerciais e financeiras cruzam todas as fronteiras e atingem os países mais distantes! A COMPETIÇÃO ENTRE PAÍSES, NÃO SOMENTE ENTRE EMPRESAS! ▪ Educação e Treinamento, bases do sucesso mundial
  4. 4. UM MUNDO GLOBALUM MUNDO GLOBAL E DIGITALIZADOE DIGITALIZADO!! ▪ A globalização atinge todos os setores! A digitalização, com a Tecnologia da Informação, tem sido o mecanismo mais presente na globalização! ▪ Os sucessos e os conteúdos produzem ações inovadoras, que levam à produtos e serviços aceitos pelos compradores Ozires Silva
  5. 5. PAÍSES DO ORIENTEPAÍSES DO ORIENTE USARAMUSARAM OPORTUNIDADES PARAOPORTUNIDADES PARA MUDARMUDAR Ozires Silva • Produtos coreanos e chineses estão em todas cidades do Brasil e do Mundo! • Não há produtos brasileiros nas ruas chinesas e coreanas!!! • E também em outros países!
  6. 6. O QUE MUDOU?O QUE MUDOU? COMOCOMO CONSEGUIRAM?CONSEGUIRAM? Ozires Silva Manchetes do FINANCIAL TIMES (Londres): CORÉIA DO SUL “Fanatismo pela Educação!” CHINA “Maior Revolução Educacional do Mundo Moderno!” A RESPOSTA ESTÁ NA EDUCAÇÃO
  7. 7. O BRASIL NÃO ESTÁO BRASIL NÃO ESTÁ BEM EM EDUCAÇÃOBEM EM EDUCAÇÃO Ozires Silva ▪ 70% da população brasileira é analfabeta funcional ▪ Em 65 países os alunos do Brasil aparecem na 53ª colocação (PISA* 2012) ▪ Há muito o que fazer para tirar milhões de brasileiros da marginalidade educacional para que ganhem qualidade de vida Para esse trabalho a participação de todosPara esse trabalho a participação de todos é essencial!!!é essencial!!!
  8. 8. TEMOS DE CRIARTEMOS DE CRIAR DIREFENÇAS PELADIREFENÇAS PELA EDUCAÇÃOEDUCAÇÃO Ozires Silva ▪ Vivemos num mundo que, desafiante, obriga-nos a pensar com grandes esperanças de que o melhor pode acontecer. ▪ Que possamos olhar para a frente e almejarmos futuros mais brilhantes. ▪ Temos de pensar que nada deve ser impossível e que podemos conquistar o sucesso Nesse quadro, a educação tem um grandeNesse quadro, a educação tem um grande papel a desempenhar.papel a desempenhar.
  9. 9. O ACELERADOO ACELERADO DESENVOLVIMENTODESENVOLVIMENTO MUNDIALMUNDIAL Ozires Silva
  10. 10. O VALOR AGREGADOO VALOR AGREGADO DOS NOSSOSDOS NOSSOS PRODUTOSPRODUTOS Ozires Silva ▪ Commodities – Somente uns US$ 50 ¢/Kg ▪Aviões e Eletrônicos – US$ 2,000.00/Kg ▪ Satélites – US$ 50,000.00/Kg ▪Produtos de novas tecnologias: US$ …milhões/Kg ▪ O valor da Proteína da PELE NOVA CRESCENTES VALORES DE PRODUÇÃOCRESCENTES VALORES DE PRODUÇÃO POR UNIDADE DE PESO DE PRODUTO.POR UNIDADE DE PESO DE PRODUTO.
  11. 11. ▪ A nova e bem sucedida indústria aeronáutica brasileira, com a EMBRAER e suas subisidárias, nasceu com expressivoxpressivo APOIO DA FABAPOIO DA FAB,, e com base em ENGENHARIAENGENHARIA, criação, dedicação e foco! E em função desses conceitos que, hoje, impregnam as iniciativas dos novos países emergentes e mostrammostram sucessossucessos!!! A NOSSAA NOSSA INDÚSTRIAINDÚSTRIA AERONÁUTICAAERONÁUTICA Ozires Silva
  12. 12. AEROCLUBE DEAEROCLUBE DE BAURU EM 1945BAURU EM 1945 Ozires Silva ▪ Jóvens que passaram a frequentar o Aeroclube de Bauru ▪ Não nos conformávamos! ▪ Todos aviões eram importados dos EstadosEstados UnidosUnidos!!!!!! ▪ E se perguntavamerguntavam:: Nós esquecemos Santos Dumont?Nós esquecemos Santos Dumont?
  13. 13. COMEÇAMOS PELACOMEÇAMOS PELA FABFAB Ozires Silva ▪ Concurso de Admissão para a FAB em 1947 ▪ Oficiais Aviadores em 1951 ▪ Amazonas – Uma Escola de Brasil! A experiência do CAN - Correio Aéreo Nacional
  14. 14. ONA MESMANA MESMA ÉPOCAÉPOCA Ozires Silva ▪ Coronel Casimiro Montenegro Filho sonhava e lutava e, ao final dos anos 1940, conseguiu que a FAB criasse o ITA Instituto Tecnológico de Aeronáutica ▪ A primeira escola a formar Engenheiros Aeronáuticos no Brasil
  15. 15. DE REPENTE UMADE REPENTE UMA OPORTUNIDADE QUEOPORTUNIDADE QUE MUDOU TUDOMUDOU TUDO Ozires Silva ▪ Concurso de Admissão para o ITA em Junho de 1958 ▪ Graduação como Engenheiro Aeronáutico em 1962 ▪ Classificação no CTA – Centro Técnico Aeroespacial ▪ Começo do trabalho no Departamento de Aeronaves A sensação do momento certo, no lugarA sensação do momento certo, no lugar certo e com a qualificação certacerto e com a qualificação certa ▪
  16. 16. COM UMA PEQUENACOM UMA PEQUENA EQUIPE BUSCÁVAMOSEQUIPE BUSCÁVAMOS UM NICHO NO MERCADOUM NICHO NO MERCADO ▪ Tinha de ser algo novo, um tipo de avião que não interessava os fabricantes da época Em 1965, achamos o nosso nicho no mercado, projetar um tipo de avião, simples, fácil de operar e robusto para operar em aeroportos sem infra-estutura ▪ Os fabricantes mundiais não imaginavam um Sistema de Transporte Regional que poderia ter espaço no futuro! ▪
  17. 17. ACREDITÁVAMOS NAACREDITÁVAMOS NA NOSSA CAPACIDADE DENOSSA CAPACIDADE DE ENGENHARIA EENGENHARIA E GERENCIALGERENCIAL ▪ Um pequeno time de Engenheiros graduados pelo ITA. ▪ Uma grande motivação Acompanhada, ou aceita, por poucos! ▪ Conseguimos conquistar alguma confiança da FAB que, em breve, contaminou os Comandantes, que passaram a nos ajudar com materia-prima e alguns equipamentos
  18. 18. Quase sem recursos técnicos e financeiros, além das descrenças, o projeto levou quase quatroquatro anosanos parapara chegarchegar aoao protótipoprotótipo.. O sonho do primeiro voo! Esta é a foto original na manhã de 22 de Outubro de 1968
  19. 19. ▪ A intenção era a criação diferentes aeronaves para o Serviço de Transporte Aéreo Regional, que logo entraria em operação em todo o mundo! ▪ O projeto tinha de ser internacional, pois a demanda interna não era suficiente para remunerar as variadas tecnologias necessárias a um produto tão complexo e diversificado como o avião! A LUTA PELAA LUTA PELA PRODUÇÃOPRODUÇÃO Ozires Silva
  20. 20. ▪ Muitas reuniões com empreendedores privados foram realizadas, todas sem êxito. ▪ Os empresários não acreditavam que seria possível lançar um tão ousado projeto ▪ Mas, impunhaimpunha--se uma nova iniciativa,se uma nova iniciativa, e foi imaginada uma companhia com capital do Estado e do setor privado (PPP) O GOVERNO DA ÉPOCA NÃO ACEITOU A IDÉIAO GOVERNO DA ÉPOCA NÃO ACEITOU A IDÉIA A BUSCA DEA BUSCA DE SOLUÇÕESSOLUÇÕES Ozires Silva ▪
  21. 21. Num domingo, Abril de 1969Num domingo, Abril de 1969 ▪ O Presidente de Brasil estava voando para Guaratinguetá, cujo aeroporto estava fechado por forte nevoeiro. ▪ SJCampos funcionou como alternativa! ▪ Embora num domingo, estávamos trabalhando e pudemos receber o Presidente, surgindo a oportunidade para convencê-lo para criar uma nova empresa estatal O Presidente prometeu trabalhar na idéia!!! UM DIA DE SORTEUM DIA DE SORTE Ozires Silva
  22. 22. EmEm 26 de26 de JunhoJunho de 1969de 1969 Numa reunião Ministerial, pela primeira vez, foi pronunciado o nome da EMBRAEREMBRAER EmpresaEmpresa BrasileiraBrasileira dede AeronáuticaAeronáutica S.A.S.A. criada sob a forma de uma Sociedade de Economia Mista, por Lei de 19 Ago 1969 SUCESSO!!!SUCESSO!!! Ozires Silva
  23. 23. UM PRIMEIROUM PRIMEIRO CONTRATO EM MAIO 1979CONTRATO EM MAIO 1979 Ozires Silva 8O EMB 110 -Unidades do BANDEIRANTE 112 EMB 326 – Unidades do XAVANTE EMB 200 – IPANEMA – Iniciando as vendas diretas ao setor privado
  24. 24. O PRIMEIRO AVIÃOO PRIMEIRO AVIÃO COMERCIALCOMERCIAL PRESSURIZADOPRESSURIZADO EM 1983EM 1983 EMB 120 BRASILIA
  25. 25. ▪ A carta da CESSNA limitando as operações do T-37 ▪ Nossa reação, projetar um Treinador MilitarTreinador Militar ▪ O início difícil…MAS NASCEU O TUCANOTUCANO UM NOVO AVIÃOUM NOVO AVIÃO DE TREINAMENTODE TREINAMENTO PARA A FABPARA A FAB T-27 TUCANO
  26. 26. ▪ Em meados dos anos 1980 a FAB celebra um acordo com a ALENIA (Itália) para o projeto e desenvolvimento de um caça de apoio ao solo, o AMX ▪ A EMBRAER assume a responsabilidade por 1/3 dos custos e de participação no projeto e fabricação NOVO ACORDO COMNOVO ACORDO COM OS ITALIANOS!OS ITALIANOS! Ozires Silva AMX
  27. 27. UMA TENTATIVAUMA TENTATIVA COM A ARGENTINA!COM A ARGENTINA! Ozires Silva CBA 123 - VECTOR
  28. 28. A PRIVATIZAÇÃOA PRIVATIZAÇÃO DE 1991DE 1991--19941994 ▪ Um passo corajoso, apesar da pesada oposição ▪ Deixar para trás uma legislação restritiva, acanhada e bloqueadora para um futuro de êxitos e de evolução ▪ O nascimento de uma nova EMBRAER Em que pese o sucesso da fase estatal, aEm que pese o sucesso da fase estatal, a privatização abriu novas janelas paraprivatização abriu novas janelas para ganhar dinâmica no mercado mundialganhar dinâmica no mercado mundial Ozires Silva
  29. 29. ▪ Com a interrupção do Projeto com os Argentinos, o CBA 123, a EMBRAER estava sem produtos para vender ▪ Não seria adequado transferir o capital para o setor privado sem produtos para entregar ▪ Durante o processo a Lei de Desestatização não permite investimentos durante o processo ▪ Decidimos lançar o Projeto do EMB 145, primeiro jato comercial da Empresa financiado pelos fornecedores mundiais! A DECISÃO DEA DECISÃO DE CRIAR UM NOVOCRIAR UM NOVO JATO COMERCIALJATO COMERCIAL Ozires Silva
  30. 30. EMB 145 Primeiro jato regional, completado e lançado pela nova empresa controlada pelos capitais privados brasileiros 1995
  31. 31. EMB-170/175/190/195 Aviões de Transporte de 70 a 120 assentos 2004 AVANÇAMOS COM NOVOS E-JETS UM SUCESSO MUNDIAL
  32. 32. A 29 SUPER TUCANO VENCE CONCORRÊNCIA NA USAF
  33. 33. KC 390KC 390 CargueiroCargueiro militarmilitar contratadocontratado pelapela FAB.FAB.
  34. 34. OPERAÇÕES GLOBAISOPERAÇÕES GLOBAIS Uma Multinacional LatinaUma Multinacional Latina France Le Bourget Villepinte Singapore EUA Nashville Fort Lauderdale Jacksonville CHINA Pequim HarbinPortugal Alverca BRAZIL Gavião Peixoto Botucatu São José dos Campos Eugênio de Melo ELEB
  35. 35. AVIÕES BRASILEIROSAVIÕES BRASILEIROS HOJE VOAM EM 90HOJE VOAM EM 90 PAÍSESPAÍSES Ozires Silva 1 – Produtos globais com características e conteúdos, os melhores do mercado 2 – Intensa renovação de projetos e desenvolvimento de produtos 3 - Capitalização sólida 4 – Responsabilidade pela distribuição e vendas 5 – Inovação permanente com fortes estratégias para o futuro!
  36. 36. ▪ Uma história DE LIDERANÇAS, abrindo espaço para uma real da vitória da ENGENHARIA, ganhando na dura competição do mercado internacional! ▪ Hoje, nosso país precisa multiplicar esses exemplos! ▪ A ENGENHARIA e a QUALIDADE têm um crucial papel a representar para que se chegue às metas necessárias!!! ESTA É UMAESTA É UMA HISTÓRIA DEHISTÓRIA DE PENSAR GRANDEPENSAR GRANDE Ozires Silva
  37. 37. PENSAR NO FUTURO Ozires Silva ▪ Várias empresas brasileiras já deslocam sua produção, total ou parcialmente, para outros países!!! Problemas: Câmbio, Taxas de Juros, Nível de Tributação, Custos Trabalhistas, Burocracia Pesada, Nível Educacional baixo da força de trabalho, Base Tecnológica insuficiente, Capitais Sementes difíceis… NOSSANOSSA COMPETITIVIDADECOMPETITIVIDADE É ESSENCIALÉ ESSENCIAL
  38. 38. O ACELERADOO ACELERADO DESENVOLVIMENTODESENVOLVIMENTO MUNDIALMUNDIAL Ozires Silva
  39. 39. A MOBILIDADE SEA MOBILIDADE SE ACENTUAACENTUA Ozires Silva ▪ Para atender os requisitos da mobilidade, novas alternativas e soluções são necessárias ▪ Oportunidades estão abertas para todos, e agora, e não podem ser perdidas ▪ Estratégias, Planejamentos, Focos, Eficiência Administrativa, Gerencial e ENVOLVIMENTO DE TODOS!!!ENVOLVIMENTO DE TODOS!!!
  40. 40. NOSSOS GOVERNOSNOSSOS GOVERNOS PRECISAM ASSEGURARPRECISAM ASSEGURAR PREVISIBILIDADEPREVISIBILIDADE Ozires Silva ▪ Novas e agressivas políticas para a Educação, formando cidadãos de sucesso ▪ Garantir investimentos na Infra-Estrutura ▪ Estimular as Ciências e as Pesquisas Tecnológicas e seus mecanismos de transferência para os empreendimentos VIA MECANISMOS LEGAIS INTELIGENTES EVIA MECANISMOS LEGAIS INTELIGENTES E EFICAZES, ASSEGURAR COMPETITIVIDADEEFICAZES, ASSEGURAR COMPETITIVIDADE SISTÊMICA DO PAÍSSISTÊMICA DO PAÍS
  41. 41. DESAFIOS PARA ASDESAFIOS PARA AS EMPRESAS EEMPRESAS E ORGANIZAÇÕESORGANIZAÇÕES Ozires Silva ▪ Inovar e vencer na Competição Global ▪ Gerar tecnologias e marcas próprias, na sua linha de produtos ou serviços Ou fora dela!Ou fora dela! ▪ Posições nos mercados nacional e internacional, com produtos atrativos aos olhos dos consumidores mundiais! EDUCAÇÃO, TREINAMENTO E MOTIVAÇÃOEDUCAÇÃO, TREINAMENTO E MOTIVAÇÃO CONTINUADOS DA FORÇA DE TRABALHO!CONTINUADOS DA FORÇA DE TRABALHO!
  42. 42. O PAPEL DASO PAPEL DAS DEDE CADA UM DE NÓS!CADA UM DE NÓS! Ozires Silva GARANTIR FORTEMENTE A CONFIANÇAGARANTIR FORTEMENTE A CONFIANÇA DE QUE PODEMOS AVANÇARDE QUE PODEMOS AVANÇAR ▪ Temos de formar equipes técnias competentes ▪ Ganhar espaços buscando a redução dos riscos para empreender e inovar ▪ Trabalhar para atrair, cada vez mais, os cidadãos para os desafios da produção e dos novos empreeendimentos
  43. 43. O PONTOO PONTO NEGRONEGRO Um Professor começou sua aula entregando aos alunos uma folha de papel com um único, PONTO NEGRO, no centro! Pediu que cada aluno escrevesse um pequeno texto comentando o que via!
  44. 44. FINALIZANDOFINALIZANDO ▪ Um Professor começou sua aula entregando aos alunos uma folha de papel com um único, PONTO NEGRO, no centro! ▪ Pediu que cada aluno escrevesse um pequeno texto comentando o que via!
  45. 45. NA REALIDADE A VIDANA REALIDADE A VIDA É UMA PÁGINA EMÉ UMA PÁGINA EM BRANCOBRANCO ▪ Todos alunos, sem exceção, fixaram-se no Ponto Negro ▪ O Professor comentou que a vida é um presente da Natureza, dado a nós e temos motivos para comemorar sempre, mas não deveríamos nos fixar no Ponto Negro!!! ▪ E acentuou, tirem-no de suas vidas e aproveitem as bênçãos de cada momento, AVANÇANDO…
  46. 46. OO BRASIL TEMBRASIL TEM RESPOSTASRESPOSTAS PARA OPARA O DESENVOLVIMENTODESENVOLVIMENTO E, as respostas passam por cada um e com PAIXÃO POR EXECUTAR EDUCAÇÃO, TREINAMENTO, INOVAÇÃO EMPREENDEDORISMO, LIDERANÇAS E EFICIÊNCIA ADMINISTRATIVA!
  47. 47. UM VALIOSOUM VALIOSO PENSAMENTOPENSAMENTO DE EINSTEINDE EINSTEIN Ozires Silva A MENTE QUE SE ABRE PARA UMA NOVA IDÉIA JAMAIS VOLTA AO SEU TAMANHO ORIGINAL!
  48. 48. TUDO O QUE SETUDO O QUE SE FALOU AQUIFALOU AQUI Ozires Silva PASSA PELA QUALIDADE DA CRIAÇÃO, DA CONCEPÇÃO, DO PROJETO, DA PRODUÇÃO, DA DISTRIBUIÇÃO, DA VENDA, DA ASSISTÊNCIA APÓS VENDA!!! NADA FICA DE FORA!NADA FICA DE FORA! NADA ESCAPA!NADA ESCAPA!
  49. 49. Assim!!!
  50. 50. COMCOM ENTUSIASMO,ENTUSIASMO, ESFORÇOS EESFORÇOS E PAIXÃOPAIXÃO Ozires Silva ASSIM, TEMOS DE VENCER! Ozires Silva VOCÊS SÃO MELHORES E COM MAIS CAPACIDADE DO QUE IMAGINAM E O NOSSO PAÍS PRECISA DE VOCÊS!!!
  51. 51. NÃO DESISTAM NUNCA!NÃO DESISTAM NUNCA!

×