Educação Criativa para o Futuro
Introdução ao tema: o que se tem feito
de criativo no ensino brasileiro?
Ana Luiza Marino Kuller
Do que falaremos:
• Economia Criativa – contexto social
• Educação para a economia criativa
• Inovação e mudança educacion...
Economia Criativa:
Fonte: REIS, A.C.F. Economia criativa : como estratégia de desenvolvimento : uma visão dos
países em de...
Contexto Social:
Parcerias entre
os agentes
sociais e
econômicos
Prevalência
do intangível
na produção
Cultura como
essênc...
Economia criativa – Novos perfis de formação
Novo contexto social – características economia criativa
Profissões já existe...
Novas exigências para os profissionais
Adaptação a
novas situações
Aprendizagem
contínua
Análise e
solução de
problemas
Ca...
A educação tradicional torna-se obsoleta
Fonte:BORDENAVE, J. & PEREIRA, A. Estratégias de
ensino-aprendizagem. Petrópolis:...
Emergência de um novo paradigma educacional
O aluno constrói sua própria base de conhecimentos a partir de estímulos desaf...
Mudanças de foco no processo educacional
Ensinar Aprender
Transferir conhecimento Construção do conhecimento
Aprendizado i...
Inovação e Mudança educacional
Administrativo
• relação com a comunidade,
• descentralização,
• flexibilidade,
• maior env...
Movimentos Nacionais
• Valorização da carreira docente
• Investimento em estrutura das escolas
• Implantação de cultura av...
Educação Criativa no Senac São Paulo
• A educação profissional no Senac São Paulo deve promover as pessoas,
organizações e...
Marcas da proposta pedagógica
Proposta
Pedagógica  Escolha Formativa
 Conexão com o mercado
 Aprendizagem com autonomia...
Diversificado Descentralizado
Interdisciplinar Integrado
Formativo
Indicações para definição de currículos
• Currículos fl...
Metodologias
Proposta pedagógica
O Senac propõe metodologias que visam aprendizagem significativa:
Metodologias
Inovadoras...
Papel do professor
Proposta pedagógica
Alunos e professores assumem novos papéis e funções no processo de aprendizagem
• p...
Incorporação da cultura empreendedora ao modelo educacional
Intensificação do uso de tecnologias aplicadas à educação
Acesso à tecnologia para uma prática educacional inovadora e
con...
O Senac São Paulo e a educação para a economia criativa
•Estímulo ao aprender a aprender
• Formação integral do indivíduo
...
Contexto
Social
Modelo
Educacional
Conexão entre contexto social e modelo educacional
Obrigada!
ana.lmkuller@sp.senac.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário Educação Criativa para o Futuro, 21/03/2011 - Apresentação de Ana Luiza Marino Kuller

475 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário Educação Criativa para o Futuro, 21/03/2011 - Apresentação de Ana Luiza Marino Kuller

  1. 1. Educação Criativa para o Futuro
  2. 2. Introdução ao tema: o que se tem feito de criativo no ensino brasileiro? Ana Luiza Marino Kuller
  3. 3. Do que falaremos: • Economia Criativa – contexto social • Educação para a economia criativa • Inovação e mudança educacional • Algumas iniciativas nacionais • A educação criativa na educação profissional – ações do Senac São Paulo
  4. 4. Economia Criativa: Fonte: REIS, A.C.F. Economia criativa : como estratégia de desenvolvimento : uma visão dos países em desenvolvimento. São Paulo : Itaú Cultural, Novo ciclo econômico Modelos de negócio Processos Organizacionais e institucionais Relações entre agentes econômicos e sociais Indústrias criativas Impacto de seus bens e serviços nos outros setores e suas conexões Centralidade da criatividade - Capital humano
  5. 5. Contexto Social: Parcerias entre os agentes sociais e econômicos Prevalência do intangível na produção Cultura como essência Mudança na Organização da Sociedade Avanços Tecnológicos Rápidas transformações A sociedade vem mudando rapidamente, modificando as relações sociais, o mercado de trabalho e as formas de produção e apropriação dos saberes RÁPIDA OBSOLESCÊNCIA DO CONHECIMENTO
  6. 6. Economia criativa – Novos perfis de formação Novo contexto social – características economia criativa Profissões já existentes Novas profissões que surgem Novos perfis de formação Influência do modelo educacional para que o potencial criativo desenvolva-se e seja colocado em prática
  7. 7. Novas exigências para os profissionais Adaptação a novas situações Aprendizagem contínua Análise e solução de problemas Capacidade de empreender APRENDER A APRENDER Visão estratégica Tomada de decisão Autonomia de pensamento Trabalho em equipe Assumir riscos Gerar novas soluções
  8. 8. A educação tradicional torna-se obsoleta Fonte:BORDENAVE, J. & PEREIRA, A. Estratégias de ensino-aprendizagem. Petrópolis: Vozes, 2005 (pag.10) • Centrado no professor • Foco na transmissão do conhecimento do professor • Ênfase no conteúdo • Visa promover acúmulo de informação e não formação integral • O aluno é passivo, tomador de notas e memorizador. Paradigma Tradicional de Educação: O aluno torna-se ‘respondedor’
  9. 9. Emergência de um novo paradigma educacional O aluno constrói sua própria base de conhecimentos a partir de estímulos desafiantes de aprendizagem NOVO PARADIGMA Desenvolvimento da capacidade de aprender a aprender • Centrado no aluno • Foco na construção do conhecimento pelo aluno • Ênfase na competência • Visa promover formação integral • O aluno é ativo - protagonista • O aluno torna-se ‘perguntador’, crítico e reflexivo NOVO PARADIGMA EDUCACIONAL:
  10. 10. Mudanças de foco no processo educacional Ensinar Aprender Transferir conhecimento Construção do conhecimento Aprendizado individual Conhecimento isolado Conhecimento teórico Aprendizado colaborativo Aprendizado contextualizado Teoria e prática + aplicação na prática + resolução de problemas PARADIGMA TRADICIONAL NOVO PARADIGMA INSTRUIR / INFORMAR FORMAR
  11. 11. Inovação e Mudança educacional Administrativo • relação com a comunidade, • descentralização, • flexibilidade, • maior envolvimento de todos os agentes (família, funcionários, empregadores), • relações de poder horizontalizadas, • alteração de tempos e espaços educativos, • avaliação institucional. “Inovar será colocar a educação a serviço de novas finalidades” (Demerval Saviani) Âmbitos: Educacional • objetivos e metas da educação, • crenças e pressupostos pedagógicos, • reconfiguração de saberes, • reorganização da relação teoria e prática, • currículo, • uso de materiais, • uso de novas tecnologias, • avaliação da aprendizagem, • tipos de temas abordados, • papel ativo do aluno, • papel do professor, • metodologia, • Internacionalização. Caráter INTENCIONAL e de RUPTURA
  12. 12. Movimentos Nacionais • Valorização da carreira docente • Investimento em estrutura das escolas • Implantação de cultura avaliativa (Ideb, Enem, Enade...) • Programa Ensino Médio Inovador • Prêmio Projetos Inovadores em gestão educacional •Prêmio Professores do Brasil
  13. 13. Educação Criativa no Senac São Paulo • A educação profissional no Senac São Paulo deve promover as pessoas, organizações e comunidades. • Deve estar voltada para desenvolver as competências para o trabalho e para a melhoria da qualidade de vida. Missão institucional "A missão do Senac São Paulo é proporcionar o desenvolvimento de pessoas, por meio de ações educacionais que estimulem o exercício da cidadania e a atuação profissional transformadora e empreendedora, de forma a contribuir para o bem-estar da sociedade”.
  14. 14. Marcas da proposta pedagógica Proposta Pedagógica  Escolha Formativa  Conexão com o mercado  Aprendizagem com autonomia  Conexão com o mundo DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS Dimensões : Conhecimentos - Habilidades - Valores
  15. 15. Diversificado Descentralizado Interdisciplinar Integrado Formativo Indicações para definição de currículos • Currículos flexíveis • Currículos Modulares • Composição de itinerários diferenciados – atender às necessidades do alunos. • Aproveitamento de competências Desenho de Currículos Proposta pedagógica
  16. 16. Metodologias Proposta pedagógica O Senac propõe metodologias que visam aprendizagem significativa: Metodologias Inovadoras (Ativas) Desenvolvimento de Competências Construção do Conhecimento Estruturadas na prática Participativas Baseadas em Situações reais Foco no aluno • estudos de caso, • solução de problemas, • simulações de situações reais, • visitas técnicas, • projetos fictícios e reais • estudos do meio • problematização • pesquisas
  17. 17. Papel do professor Proposta pedagógica Alunos e professores assumem novos papéis e funções no processo de aprendizagem • problematiza, apresenta desafios, pergunta, indica novos percursos, estimula, promove a reflexão, acompanha, orienta, informa, explica avalia. • Assume funções de: Tutor, Consultor, Instrutor, Orientador, Supervisor, Mediador, Coordenador, Pesquisador • Constrói sua própria base de conhecimentos a partir de estímulos desafiantes de aprendizagem • Assume responsabilidade pela sua formação. Docente: Aluno: • Opera, pensa, age, investiga, pesquisa, estuda e resolve problemas FUNDAMENTAL: formação educacional constante Disseminação do modelo educacional e efetivação da Proposta Pedagógica
  18. 18. Incorporação da cultura empreendedora ao modelo educacional
  19. 19. Intensificação do uso de tecnologias aplicadas à educação Acesso à tecnologia para uma prática educacional inovadora e contemporânea
  20. 20. O Senac São Paulo e a educação para a economia criativa •Estímulo ao aprender a aprender • Formação integral do indivíduo • Cursos contextualizados com as tendências do mercado • Preparação para o mundo trabalho • Utilização de ambientes reais como locais de aprendizagem • Indissociabilidade entre teoria e prática • Acesso à tecnologias de ponta • Parcerias com empresas e instituições educacionais do Brasil e de outros países • Foco no empreendedorismo
  21. 21. Contexto Social Modelo Educacional Conexão entre contexto social e modelo educacional
  22. 22. Obrigada! ana.lmkuller@sp.senac.br

×