CONSELHO DE INTERAÇÃO
E COMÉRCIO ELETRÔNICO
10/06/13
SONDAGEM “BARREIRAS LOGÍSTICAS NO E-
COMMERCE”
A Fecomercio SP realizou no mês de maio uma sondagem com as 4
maiores empre...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Ações criminosas - Roubo de carga urbana:
Empresas desse segmento são alvos constantes das ações de
...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Roubo de carga x Comércio eletrônico:
- Com o crescimento das vendas pelo comércio eletrônico, as
em...
Produtos com maior incidência de roubo de carga*:
Eletroeletrônico 100%
Informática (computadores) 100%
Telefonia (smartph...
Vias com maior incidência de roubo de cargas:
- Vias urbanas - Capital e Grande SP 92%
- Vias rodoviárias – estradas 8%
PR...
Gerenciamento de riscos:
O custo de gerenciamento de risco representa para as empresas, algo
em torno de 16% do valor do f...
Gerenciamento de riscos:
Dentre as medidas, as empresas contratam cobertura securitária
para o veículo, contudo, a maioria...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Gerenciamento de riscos:
Dentre as exigências das seguradoras já se considera a instalação de
rastre...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Gerenciamento de riscos:
Apesar do custo ainda elevado para instalação, como medida de
gerenciamento...
Lei da entrega:
Para o atendimento à legislação da lei da entrega agendada, as
empresas do setor (75%) vêm realizando inve...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Tipos de investimentos realizados e/ou previstos:
- Implementação de serviço para integração sistêmi...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Investimento realizados/previstos para o cumprimento da lei:
-Em média, as empresas investiram a mai...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Aumento de custos:
Para as empresas do setor, o custo médio para atendimento à
legislação em vigor a...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Aumento de custo – repasse para o embarcador:
Para 75% das empresas, o aumento do custo médio será r...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Aspectos relevantes para a empresa*:
- Fortalecimento da estratificação do frete como forma de efici...
PRINCIPAIS RESULTADOS
Recebimento dos produtos:
- Porteiro 36%
- Próprio destinatário do produto 35%
- Empregada doméstica...
Debate Barreiras logísticas no e-commerce, 10/6/13 - Apresentação 2 Pedro Guasti
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Debate Barreiras logísticas no e-commerce, 10/6/13 - Apresentação 2 Pedro Guasti

159 visualizações

Publicada em

No dia 10 de junho, o Conselho de Interação e Comércio Eletrônico da FecomercioSP se reuniu para debater e discutir os pontos frágeis da estrutura logística no país e quais medidas devem ser tomadas para melhorar o serviço de entrega das empresas de e-commerce para os consumidores.

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Debate Barreiras logísticas no e-commerce, 10/6/13 - Apresentação 2 Pedro Guasti

  1. 1. CONSELHO DE INTERAÇÃO E COMÉRCIO ELETRÔNICO 10/06/13
  2. 2. SONDAGEM “BARREIRAS LOGÍSTICAS NO E- COMMERCE” A Fecomercio SP realizou no mês de maio uma sondagem com as 4 maiores empresas privadas do setor de logística no e-commerce (60% do total) com o objetivo de se identificar questões relacionadas ao roubo de carga urbana e o atendimento à legislação da lei da entrega.
  3. 3. PRINCIPAIS RESULTADOS Ações criminosas - Roubo de carga urbana: Empresas desse segmento são alvos constantes das ações de criminosos especializados no roubo de cargas no Estado de São Paulo, fazendo com que, em média, verifiquem-se até 30 veículos roubados por mês.
  4. 4. PRINCIPAIS RESULTADOS Roubo de carga x Comércio eletrônico: - Com o crescimento das vendas pelo comércio eletrônico, as empresas do segmento têm observado que esse tipo de delito tem aumentado dia após dia. - Estima-se que entre 70% e 100% da carga roubada das respectivas empresas corresponde ao comércio eletrônico.
  5. 5. Produtos com maior incidência de roubo de carga*: Eletroeletrônico 100% Informática (computadores) 100% Telefonia (smartphones/celulares) 100% Eletrodomésticos 25% Produtos de beleza e estética 25% Moda e acessórios 25% * Resposta: múltipla escolha PRINCIPAIS RESULTADOS
  6. 6. Vias com maior incidência de roubo de cargas: - Vias urbanas - Capital e Grande SP 92% - Vias rodoviárias – estradas 8% PRINCIPAIS RESULTADOS
  7. 7. Gerenciamento de riscos: O custo de gerenciamento de risco representa para as empresas, algo em torno de 16% do valor do frete, o que, evidentemente, é repassado para o valor final do produto. PRINCIPAIS RESULTADOS
  8. 8. Gerenciamento de riscos: Dentre as medidas, as empresas contratam cobertura securitária para o veículo, contudo, a maioria delas (75%) declarara que tem encontrado dificuldades na contratação ou renovação das apólices, considerando que as seguradoras aumentaram as restrições de cobertura do seguro e o valor da apólice. PRINCIPAIS RESULTADOS
  9. 9. PRINCIPAIS RESULTADOS Gerenciamento de riscos: Dentre as exigências das seguradoras já se considera a instalação de rastreadores via satélite nos veículos. Ainda, as empresas de logística empregam serviço de escolta armada como medida preventiva para o gerenciamento de riscos.
  10. 10. PRINCIPAIS RESULTADOS Gerenciamento de riscos: Apesar do custo ainda elevado para instalação, como medida de gerenciamento de risco, grande parte das empresas já dispõem de veículos de carga/entrega de mercadorias blindados (25%).
  11. 11. Lei da entrega: Para o atendimento à legislação da lei da entrega agendada, as empresas do setor (75%) vêm realizando investimentos para melhorar o atendimento ao seu cliente (embarcador), objetivando atender o consumidor final no prazo previsto. PRINCIPAIS RESULTADOS
  12. 12. PRINCIPAIS RESULTADOS Tipos de investimentos realizados e/ou previstos: - Implementação de serviço para integração sistêmica com o embarcador (75%) - Ampliação do número de funcionários para o atendimento ao embarcador (25%)
  13. 13. PRINCIPAIS RESULTADOS Investimento realizados/previstos para o cumprimento da lei: -Em média, as empresas investiram a mais entre 5% e 14% para o cumprimento da legislação da entrega agendada.
  14. 14. PRINCIPAIS RESULTADOS Aumento de custos: Para as empresas do setor, o custo médio para atendimento à legislação em vigor aumentou em torno de 40%, custo esse que de uma forma ou outra, poderá impactar no custo final do produto.
  15. 15. PRINCIPAIS RESULTADOS Aumento de custo – repasse para o embarcador: Para 75% das empresas, o aumento do custo médio será repassado para o embarcador.
  16. 16. PRINCIPAIS RESULTADOS Aspectos relevantes para a empresa*: - Fortalecimento da estratificação do frete como forma de eficiência e redução de custos para embarcadores e consumidores (50%) - Atendimento da legislação da entrega agendada (25%) - Intensificação das fiscalizações nas estradas e centros urbanos no combate ao roubo de cargas (25%) - Negociação de melhores condições comerciais com os embarcadores (25%) * Resposta: múltipla escolha
  17. 17. PRINCIPAIS RESULTADOS Recebimento dos produtos: - Porteiro 36% - Próprio destinatário do produto 35% - Empregada doméstica 19% - Familiares 10%

×