Grupo Finertec

617 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
617
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grupo Finertec

  1. 1. GRUPO FINERTEC<br />
  2. 2. APRESENTAÇÃO<br />A FINERTEC é um Grupo económico que tem como principal actividade a produção de energia. <br />Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe, República do Congo (Brazzaville) e Moçambique<br />
  3. 3. «Aproveitar o que o mundo nos dá <br />para o bem de todos»<br />
  4. 4. DEPARTAMENTALIZAÇÃO DO GRUPO<br />Departamento Administrativo: 9 elementos<br />Departamento Jurídico: 4 elementos<br />Departamento Recursos Humanos: 2 elementos<br />Departamento Financeiro: 11 elementos<br />Departamento Comercial: 5 elementos<br />Departamento Produção: 37 elementos<br />
  5. 5. COMUNICAÇÃO<br />1. Programas informáticos de comunicação:<br />WEB EX; SKYPE; OUTLOOK; <br />2. Quanto à forma: <br />Formal : via e-mail<br /> Afixação de avisos em placar<br />Informal: Interpessoal;<br />
  6. 6. MOTIVAÇÃO<br />Estratégia de remuneração:<br />3 em 3 meses 1 salário duplicado<br />Aplicação:<br />_ Todos os funcionários são candidatos;<br />_ A atribuição não tem parâmetros e é aleatória<br />
  7. 7. OBJECTIVOS DOS RECURSOS HUMANOS<br />Terem capacidade para manterem e atraírem as pessoas mais competentes do ponto de vista técnico e social, e que estejam sintonizadas com a missão e objectivos da organização.<br />Possuírem capacidade para estimular os comportamentos alinhados com os objectivos estratégicos da organização a longo prazo.<br />
  8. 8. OBJECTIVOS DOS RECURSOS HUMANOS<br />_A competição global e a internacionalização dos negócios<br />_A estratégia de Negocio <br />_CulturaOrganizacional<br /> <br /> <br /> <br />_A Estratégia de negócio<br />
  9. 9. Competição Global<br />Cultura Organizacional<br />Internacionalização<br />Práticas de GRH<br />Estratégia de Negócio<br />OBJECTIVOS DOS RECURSOS HUMANOS<br />
  10. 10. A GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS COMO ACTIVIDADE ESTRATÉGICADO MARKETING INTERNO<br />
  11. 11. Estratégia Económica Global e a Gestão de Recursos Humanos evoluem em: <br />_Interacção entre os colaboradores das ramificações Finertec;<br />_Em horizontes temporais largos – longevidade e segurança.<br />
  12. 12. PROPOSTA DO PLANO DE MARKETING INTERNO<br />
  13. 13. AVALIAÇÃO <br />1. Gestão da cultura organizacional:<br />A cultura de uma organização é um conjunto de características que a individualiza<br />Os valores, a qualidade de vida no local de trabalho, a identidade. <br />2. Desenho da estrutura organizacional<br />A estrutura organizacional é dinâmica: são considerados os seus aspectos informais provenientes da caracterização das pessoas que fazem parte da política interna – nível operacional<br />
  14. 14. AVALIAÇÃO <br />3. Condicionantes da estrutura organizacional<br />_ Evolução tecnológica e tecnologia aplicada na empresa; recursos humanos . <br />_ A estrutura organizacional não é delineada considerando as funções de administração como um instrumento para facilitar o alcance dos objectivos estabelecidos através da aproximação dos altos cargos com o nível operacional. <br />_ Fracos factores de motivação.<br />
  15. 15. AVALIAÇÃO <br />4. Gestão de competências<br />As competências não se manifestam apenas no exercício da actividade de trabalho. <br />As práticas cognitivas dos trabalhadores são básicas, não tendo em comum as representações formais instituídas pelas classificações profissionais ou com as certificações escolares - que são baixas no grupo operário.<br />
  16. 16. AVALIAÇÃO <br />5. Contribuição para a vantagem competitiva da organização<br />Não existe competitividade interna nas empresas do grupo. <br />Está relacionada com a excessiva oferta de trabalho inerente aos países onde estão sediadas estas as empresas.<br />
  17. 17. PROPOSTA<br />Estratégia de diferenciação: <br />Baseada na inovação. <br />Cabe à função RH conceber testes de selecção que permitem identificar competências e capacidades interessantes, conceber formação para as desenvolver e sistemas de recompensa adequados<br />
  18. 18. FORMAÇÃO<br />A coutinho, neto & orey<br />É uma empresa acreditada pela DGERT (direcção-geral do emprego e das relações de trabalho)<br />Concebe acções de formação direccionadas às necessidades específicas de cada empresa. <br />Desenvolve e acompanha todo o ciclo de formação, respeitando as seguintes etapas:<br />
  19. 19. DIAGNOSTICO DAS NECESSIDADES <br />DE FORMAÇÃO<br />PLANEAMENTO DA FORMAÇÃO<br />AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO – RELATÓRIO FINAL<br />CONCEPÇÃO DE PROGRAMAS DE FORMAÇÃO<br />ORGANIZAÇÃO E MONOTORIZAÇÃO DE CURSOS<br />
  20. 20. SISTEMATIZAÇÃO DAS ABORDAGENS DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS<br />1. Unitária/Inovadora<br />Assente no pressuposto da existência de uma comunidade de interesses entre a gestão e os trabalhadores, servidos por um conjunto de técnicas de gestão inovadoras.<br />
  21. 21. SISTEMATIZAÇÃO DAS ABORDAGENS DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS<br />2. A abordagem “soft” enfatiza a palavra humana, que considera um investimento<br />A justificação radica em considerar os recursos humanos como um recurso raro e diferente dos outros recursos, cuja criatividade, qualidade, competência e envolvimento constituem a essência da vantagem competitiva<br />
  22. 22. DIRECTRIZES DO PLANO DE MARKETING INTERNO <br />A IMPLEMENTAR NO DEPARTAMENTO <br />DE RECURSOS HUMANOS<br />
  23. 23. A sua posição hierárquica e a componente em que se insere – na medida em que pode condicionar à partida a sua participação e peso formal e informal nas decisões estratégicas da organização<br />Algumas funções mais tradicionais dos RH como o processamento de salários encontram-se nos serviços de apoio<br />Funções de formação, análise de funções, competências e qualificações, métodos de trabalho e planeamento estratégico são da tecnoestrutura e podem pertencem à GRH (com excepção da última, mas a GRH pode ter peso na mesma), e assim, participa activamente na formulação da estratégia da organização.<br />
  24. 24. ACÇÕES DO PLANO DE MARKETING INTERNO<br />Ajudar a organização a alcançar os seus objectivos e a realizar a sua missão, fazendo a aproximação a nível comunicativo entre departamentos para que a politica da empresa seja compreendida pelos trabalhadores a fim de se concretizar uma cultura organizacional sólida – como é dos princípios finertec;<br />_Proporcionar à organização colaboradores competentes e motivados, propondo incentivos a nível de eventos internos de promoção institucional da imagem do Grupo. Isto através de fins-de-semana desportivos, encontros e convívios de Empresa.<br />
  25. 25. ACÇÕES DO PLANO DE MARKETING INTERNO<br />3.Desenvolver e manter a satisfação e a qualidade de vida no trabalho, propondo festas de Natal e fecho de ano de Contas com balanço anual para os clientes internos; abrindo um gabinete de apoio ao trabalhador para fazer o acompanhamento pessoal e profissional de cada elemento ao nível operário – objectivo de perceber as necessidades dos clientes internos e obter dados mensuráveis para análise de satisfação e qualidade de vida no trabalho<br />4.Recrutamento e selecção de profissionais cujo interesse se conjugue com o da Empresa: Longevidade e Segurança; selecção de profissionais através do relatório individual de avaliação psicológica<br />
  26. 26. ACÇÕES DO PLANO DE MARKETING INTERNO<br />5. Proporcionar competitividade à organização através de incentivos: possibilidade de progressão de carreira; aumentos salariais por anos de casa; destaque por mérito dentro da empresa através de um quadro de produtividade mensal; prémios de produção em géneros por nível adquirido em formação profissional<br />6. Formação especializada e desenvolvimento de competências perante as áreas que estão inseridos no Grupo Finertec<br />
  27. 27. ACÇÕES DO PLANO DE MARKETING INTERNO<br />7. Integração dos indivíduos através de cursos semestrais de formação especializada do grupo Finertecnas áreas onde as empresas actuam, isto é, integrar através de formação e informação das empresas do Grupo Finertec<br />8. Sistema de Recompensas: <br />- Dias de férias por horas extraordinárias<br /> - Viagens para conhecer as cidades e países onde o Grupo está Sediado através das várias empresas<br /> - Fins-de-semana em estalagem - hotel<br />- Remunerações por produção<br />
  28. 28. PROPOSTA DE RELAÇÃO <br />ENTRE A ESTRATÉGIA E A<br />GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS<br />
  29. 29.
  30. 30.
  31. 31.
  32. 32. A INFLUÊNCIA DA INTERNACIONALIZAÇÃO NAS PRÁTICAS DE GRH<br />1. A cultura configura a GRH<br />A ideia é que as práticas da GRH devem ser desenvolvidas de acordo com a cultura, sob pena de não terem qualquer impacto ou esbarrarem contra fortes barreiras (culturais),<br />Nesta perspectiva as práticas de GRH devem ser encaradas como uma manifestação da essência da cultura organizacional<br />
  33. 33. 2. A GRH configura a cultura<br />Na medida em que os esquemas mentais que constituem a cultura são criados pelos comportamentos e experiências e pela informação obtida (perspectiva cognitivista de cultura)<br />As praticas de GRH podem mudar, criar ou manter a cultura, já que proporcionam informação e direccionam comportamentos.<br />A INFLUÊNCIA DA INTERNACIONALIZAÇÃO NAS PRÁTICAS DE GRH<br />
  34. 34. A INFLUÊNCIA DA INTERNACIONALIZAÇÃO NAS PRÁTICAS DE GRH<br />3. Cultura e GRH influenciam-se mutuamente<br />Nesta perspectiva a cultura organizacional constrange as práticas de GRH. <br />Por seu lado as práticas de RH podem ser utilizadas para criar, moldar ou reforçar a cultura, dado que induzem comportamentos e transportam informação, parâmetros que se reflectirão na cognição e cultura organizacional. <br />
  35. 35. CONTACTOS<br />MORADA<br />Rua Luís Fernandes, nº51200-244 Lisboa Portugal<br />CONTACTOS<br />TELF +351 210 331 700FAX +351 210 331 740MAIL finertec@finertec.pt<br />WEB http://www.finertec.com<br />
  36. 36. PLANO DE MARKETING INTERNO<br />EQUIPA DE COMUNICAÇÃO:<br />CLÁUDIA AMARAL <br />FILIPE LOURENÇO<br />NUNO GRANADA<br />NUNO MONTEIRO<br />

×