SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Rios de Portugal
Rio Minho
• O rio Minho é um rio que nasce a uma altitude
  de 750 m na serra de Meira, na Comunidade
  Autónoma da Galiza e percorre cerca de 300
  quilómetros até desaguar no oceano Atlântico a
  sul da localidade da Guarda e a norte
  de Caminha. Nos últimos 75 quilómetros do seu
  percurso, entre Melgaço e a foz, o Minho serve
  de fronteira entre Espanha e Portugal.
Rio Lima
• O rio Lima é um rio que nasce a uma altitude de
  975 m no monte Talariño, na província de
  Ourense, na Galiza, Espanha. No seu percurso
  galego de 41 quilómetros, o rio é muitas vezes
  designado por nomes locais.
• Entra em Portugal, próximo do Lindoso e passa
  por Ponte da Barca e Ponte de Lima, até desaguar
  no Oceano Atlântico junto a Viana do Castelo,
  após percorrer um total de 135 quilómetros. Mas
  em Portugal, ele tem um comprimento de
  66,9 km.
Rio Cávado
• O rio Cávado é um rio de Portugal que nasce
  na Serra do Larouco, mais propriamente na fonte
  da Pipa, a uma altitude de cerca de 1520
  m, passa pelos concelhos de Montalegre, Terras
  de Bouro, Vieira do Minho, Amares, Póvoa de
  Lanhoso, Vila Verde, Braga, Barcelos, Esposende e
  desagua no Oceano Atlântico junto
  a Esposende, após um percurso de 135 km.
Rio Vouga
• O rio Vouga é um rio do centro de Portugal, que
  nasce a 864 metros de altitude, na serra da
  Lapa, mais concretamente no chamado Chafariz
  da Lapa, situado na freguesia
  de Quintela, concelho de Sernancelhe, Distrito de
  Viseu.
• No seu percurso banha muitas
  localidades, como Pessegueiro do Vouga, Sernada
  do Vouga, Sever do Vouga, Macinhata do
  Vouga e Vouga. O seu percurso é feito de leste
  para oeste tendo um total de 148 quilómetros de
  extensão.
Rio Tejo
• O rio Tejo é o rio mais extenso da Península
  Ibérica. Nasce em Espanha onde é conhecido
  como Tajo - a 1 593 m de altitude na Serra de
  Albarracín, e desagua no Oceano Atlântico,
  banhando em Lisboa, após um percurso de
  cerca de 1 007 km.
Rio Sado
• O rio Sado é um rio português, que nasce a
  230m de altitude, na Serra da Vigia e percorre
  180 quilómetros até desaguar no oceano
  Atlântico perto de Setúbal. No seu percurso
  passa por Alvalade e Alcácer do Sal, sendo a
  foz em frente a Setúbal.
Rio Douro
• O rio Douro é um rio que nasce
  em Espanha na província de Sória, nos picos
  da Serra de Urbião a 2.080 metros de altitude
  e atravessa o norte de Portugal. A foz do
  Douro é junto às cidades do Porto e Vila Nova
  de Gaia. Tem 927 km de comprimento. Este é
  o segundo rio mais extenso da Península
  Ibérica.
Rio Guadiana
• O rio Guadiana é um rio da Península Ibérica que
  nasce a uma altitude de cerca de 1700m, nas
  lagoas de Ruidera, na província espanhola de
  Ciudad Real, renasce nos Ojos del Guadiana e
  desagua no Oceano Atlântico entre a
  cidade portuguesa de Vila Real de Santo
  António e a espanhola de Ayamonte. Com um
  curso total de 829 km, é o quarto mais longo da
  Península Ibérica.
• O Guadiana faz fronteira entre Portugal e
  Espanha.
Rio Mondego
• O rio Mondego é um rio de Portugal, o mais
  importante de todos os que têm o seu curso
  exclusivamente em território português. O Rio
  Mondego é o quinto maior rio português e o
  primeiro de todos os que têm o seu curso
  inteiramente em Portugal. Nasce na Serra da
  Estrela e tem a sua foz no Oceano Atlântico, junto
  à cidade da Figueira da Foz É o rio que banha a
  cidade de Coimbra.
• O rio Mondego tem um comprimento total de
  234 quilómetros
Rio Ave
• O Ave é um rio português, que nasce na Serra
  da Cabreira, concelho de Vieira do Minho, a
  cerca de 1200 m de altitude, no Pau da Bela.
  Percorre cerca de 85 km até desaguar
  no Oceano Atlântico, a sul de Vila do Conde.
• O rio banha sucessivamente os concelhos
  de Vieira do Minho, Póvoa de
  Lanhoso, Guimarães,Vila Nova de
  Famalicão, Santo Tirso, Trofa e Vila do Conde.
Rio Mira
• O rio Mira é um rio português que nasce
  na Serra do Caldeirão, a uma altitude de 470
  m, e percorre cerca de 145 km até desaguar
  no oceano Atlântico junto a Vila Nova de
  Milfontes. É dos poucos rios da Europa que
  corre de sul para norte, tal como o rio Sado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os rios de portugal -Rio Tejo
Os rios de portugal -Rio TejoOs rios de portugal -Rio Tejo
Os rios de portugal -Rio TejoRita Borges
 
Trabalho ap
Trabalho apTrabalho ap
Trabalho apmafalda
 
Trabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugalTrabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugalUtilizadores
 
Os Rios Powerpoint
Os Rios PowerpointOs Rios Powerpoint
Os Rios Powerpointguest64f7a
 
C:\Fakepath\Principais Rios De Portugal Continental
C:\Fakepath\Principais Rios De Portugal ContinentalC:\Fakepath\Principais Rios De Portugal Continental
C:\Fakepath\Principais Rios De Portugal Continentalguestd3dba4
 
1266752980 rios de_portugal
1266752980 rios de_portugal1266752980 rios de_portugal
1266752980 rios de_portugalPelo Siro
 
Rios de portugal
Rios de portugalRios de portugal
Rios de portugalgenarui
 
Grupo 2 - Rios de Portugal
Grupo 2 - Rios de PortugalGrupo 2 - Rios de Portugal
Grupo 2 - Rios de PortugalVânia Dias
 
1222652055 rios de_portugal
1222652055 rios de_portugal1222652055 rios de_portugal
1222652055 rios de_portugalPelo Siro
 
C:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios Portugueses
C:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios PortuguesesC:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios Portugueses
C:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios Portuguesesguestdc4fd36
 
Rios de portugal2
Rios de portugal2Rios de portugal2
Rios de portugal2golfinhos
 
Rios de portugal2
Rios de portugal2Rios de portugal2
Rios de portugal2golfinhos
 
Trabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugalTrabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugalPedro
 

Mais procurados (16)

Os rios de portugal -Rio Tejo
Os rios de portugal -Rio TejoOs rios de portugal -Rio Tejo
Os rios de portugal -Rio Tejo
 
Trabalho ap
Trabalho apTrabalho ap
Trabalho ap
 
Rio mira
Rio miraRio mira
Rio mira
 
Trabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugalTrabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugal
 
Os Rios Powerpoint
Os Rios PowerpointOs Rios Powerpoint
Os Rios Powerpoint
 
Rio minho
Rio minhoRio minho
Rio minho
 
C:\Fakepath\Principais Rios De Portugal Continental
C:\Fakepath\Principais Rios De Portugal ContinentalC:\Fakepath\Principais Rios De Portugal Continental
C:\Fakepath\Principais Rios De Portugal Continental
 
O rio Minho
O rio MinhoO rio Minho
O rio Minho
 
1266752980 rios de_portugal
1266752980 rios de_portugal1266752980 rios de_portugal
1266752980 rios de_portugal
 
Rios de portugal
Rios de portugalRios de portugal
Rios de portugal
 
Grupo 2 - Rios de Portugal
Grupo 2 - Rios de PortugalGrupo 2 - Rios de Portugal
Grupo 2 - Rios de Portugal
 
1222652055 rios de_portugal
1222652055 rios de_portugal1222652055 rios de_portugal
1222652055 rios de_portugal
 
C:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios Portugueses
C:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios PortuguesesC:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios Portugueses
C:\Documents And Settings\ProprietáRio De Hp\Os Meus Documentos\Rios Portugueses
 
Rios de portugal2
Rios de portugal2Rios de portugal2
Rios de portugal2
 
Rios de portugal2
Rios de portugal2Rios de portugal2
Rios de portugal2
 
Trabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugalTrabalho dos rios e locais de portugal
Trabalho dos rios e locais de portugal
 

Destaque

Leito do rio lima e afluentes
Leito do rio lima e afluentesLeito do rio lima e afluentes
Leito do rio lima e afluentesBruno Teixeira
 
Por el rio Tajo de arriba a abajo
Por el rio Tajo de arriba a abajoPor el rio Tajo de arriba a abajo
Por el rio Tajo de arriba a abajoentornoaltajo
 
O Rio Guadiana Joao Francisco
O Rio Guadiana Joao FranciscoO Rio Guadiana Joao Francisco
O Rio Guadiana Joao Franciscoguest0cb04
 
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia HidrográficaDinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia HidrográficaRosária Zamith
 
O rio Douro
O rio DouroO rio Douro
O rio DouroCantasul
 
Rios e serras de portugal
Rios e serras de portugalRios e serras de portugal
Rios e serras de portugalprof pirata
 

Destaque (9)

Leito do rio lima e afluentes
Leito do rio lima e afluentesLeito do rio lima e afluentes
Leito do rio lima e afluentes
 
Rio Lima
Rio LimaRio Lima
Rio Lima
 
Por el rio Tajo de arriba a abajo
Por el rio Tajo de arriba a abajoPor el rio Tajo de arriba a abajo
Por el rio Tajo de arriba a abajo
 
Rio guadiana
Rio guadianaRio guadiana
Rio guadiana
 
O Rio Guadiana Joao Francisco
O Rio Guadiana Joao FranciscoO Rio Guadiana Joao Francisco
O Rio Guadiana Joao Francisco
 
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia HidrográficaDinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
 
Rio minho
Rio minhoRio minho
Rio minho
 
O rio Douro
O rio DouroO rio Douro
O rio Douro
 
Rios e serras de portugal
Rios e serras de portugalRios e serras de portugal
Rios e serras de portugal
 

Semelhante a Rios de portugal

Rios de portugal
Rios de portugalRios de portugal
Rios de portugalgenarui
 
Principais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continentalPrincipais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continentalmariamelya
 
Grupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalGrupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalVânia Dias
 
Grupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalGrupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalVânia Dias
 
Grupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalGrupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalVânia Dias
 
Grupo 1 - Rios de Portugal
Grupo 1 - Rios de PortugalGrupo 1 - Rios de Portugal
Grupo 1 - Rios de PortugalVânia Dias
 
Serras e rios do algarve
Serras e rios do algarveSerras e rios do algarve
Serras e rios do algarveJosé Palma
 
Portugal e suas caracteristicas
Portugal e suas caracteristicasPortugal e suas caracteristicas
Portugal e suas caracteristicasCatarina Silva
 
1223119365 os rios
1223119365 os rios1223119365 os rios
1223119365 os riosPelo Siro
 
Os rios (1)
Os rios (1)Os rios (1)
Os rios (1)genarui
 
As serras e rios de portugal pedro fareleiro
As serras e rios  de portugal pedro fareleiroAs serras e rios  de portugal pedro fareleiro
As serras e rios de portugal pedro fareleiroBandodos15
 
Bacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos riosBacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos riosFernanda Cardoso
 
Bacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos riosBacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos riosFernanda Cardoso
 

Semelhante a Rios de portugal (20)

Trabalho ap
Trabalho apTrabalho ap
Trabalho ap
 
1009
10091009
1009
 
Rios de portugal
Rios de portugalRios de portugal
Rios de portugal
 
Principais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continentalPrincipais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continental
 
Grupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalGrupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de Portugal
 
Grupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalGrupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de Portugal
 
Grupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de PortugalGrupo 3 - Rios de Portugal
Grupo 3 - Rios de Portugal
 
Grupo 1
Grupo 1Grupo 1
Grupo 1
 
Grupo 1 - Rios de Portugal
Grupo 1 - Rios de PortugalGrupo 1 - Rios de Portugal
Grupo 1 - Rios de Portugal
 
Serras e rios do algarve
Serras e rios do algarveSerras e rios do algarve
Serras e rios do algarve
 
Portugal e suas caracteristicas
Portugal e suas caracteristicasPortugal e suas caracteristicas
Portugal e suas caracteristicas
 
1223119365 os rios
1223119365 os rios1223119365 os rios
1223119365 os rios
 
Os rios (1)
Os rios (1)Os rios (1)
Os rios (1)
 
155
155155
155
 
Rios de portugal
Rios de portugalRios de portugal
Rios de portugal
 
As serras e rios de portugal pedro fareleiro
As serras e rios  de portugal pedro fareleiroAs serras e rios  de portugal pedro fareleiro
As serras e rios de portugal pedro fareleiro
 
Ana os rios escola
Ana os rios escolaAna os rios escola
Ana os rios escola
 
Os rios de portugal
Os rios de portugalOs rios de portugal
Os rios de portugal
 
Bacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos riosBacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos rios
 
Bacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos riosBacias hidrográficas e cursos dos rios
Bacias hidrográficas e cursos dos rios
 

Mais de turmat2avenida

Mais de turmat2avenida (17)

fotografias da escola
fotografias da escolafotografias da escola
fotografias da escola
 
Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2
 
Os rios de portugal
Os rios de portugal Os rios de portugal
Os rios de portugal
 
Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2
 
Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2
 
Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2Os rios de portugal 2
Os rios de portugal 2
 
Depositor era uma vez
Depositor era uma vezDepositor era uma vez
Depositor era uma vez
 
O castelo assombrado 2
O castelo assombrado 2O castelo assombrado 2
O castelo assombrado 2
 
25 de abril em banda desenhada
25 de abril em banda desenhada25 de abril em banda desenhada
25 de abril em banda desenhada
 
25 de abril o tesouro
25 de abril   o tesouro25 de abril   o tesouro
25 de abril o tesouro
 
A fábula dos feijões cinzentos
A fábula dos feijões cinzentosA fábula dos feijões cinzentos
A fábula dos feijões cinzentos
 
A lenda dos ovos de Páscoa
A lenda dos ovos de PáscoaA lenda dos ovos de Páscoa
A lenda dos ovos de Páscoa
 
PáScoa Em FamíLia
PáScoa Em FamíLiaPáScoa Em FamíLia
PáScoa Em FamíLia
 
Dia Da Floresta
Dia Da FlorestaDia Da Floresta
Dia Da Floresta
 
O Meu Pai
O Meu PaiO Meu Pai
O Meu Pai
 
Pê de Pai
Pê de PaiPê de Pai
Pê de Pai
 
Um Lobo Culto
Um Lobo CultoUm Lobo Culto
Um Lobo Culto
 

Último

Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfLUCASAUGUSTONASCENTE
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 

Último (20)

Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 

Rios de portugal

  • 2. Rio Minho • O rio Minho é um rio que nasce a uma altitude de 750 m na serra de Meira, na Comunidade Autónoma da Galiza e percorre cerca de 300 quilómetros até desaguar no oceano Atlântico a sul da localidade da Guarda e a norte de Caminha. Nos últimos 75 quilómetros do seu percurso, entre Melgaço e a foz, o Minho serve de fronteira entre Espanha e Portugal.
  • 3. Rio Lima • O rio Lima é um rio que nasce a uma altitude de 975 m no monte Talariño, na província de Ourense, na Galiza, Espanha. No seu percurso galego de 41 quilómetros, o rio é muitas vezes designado por nomes locais. • Entra em Portugal, próximo do Lindoso e passa por Ponte da Barca e Ponte de Lima, até desaguar no Oceano Atlântico junto a Viana do Castelo, após percorrer um total de 135 quilómetros. Mas em Portugal, ele tem um comprimento de 66,9 km.
  • 4. Rio Cávado • O rio Cávado é um rio de Portugal que nasce na Serra do Larouco, mais propriamente na fonte da Pipa, a uma altitude de cerca de 1520 m, passa pelos concelhos de Montalegre, Terras de Bouro, Vieira do Minho, Amares, Póvoa de Lanhoso, Vila Verde, Braga, Barcelos, Esposende e desagua no Oceano Atlântico junto a Esposende, após um percurso de 135 km.
  • 5. Rio Vouga • O rio Vouga é um rio do centro de Portugal, que nasce a 864 metros de altitude, na serra da Lapa, mais concretamente no chamado Chafariz da Lapa, situado na freguesia de Quintela, concelho de Sernancelhe, Distrito de Viseu. • No seu percurso banha muitas localidades, como Pessegueiro do Vouga, Sernada do Vouga, Sever do Vouga, Macinhata do Vouga e Vouga. O seu percurso é feito de leste para oeste tendo um total de 148 quilómetros de extensão.
  • 6. Rio Tejo • O rio Tejo é o rio mais extenso da Península Ibérica. Nasce em Espanha onde é conhecido como Tajo - a 1 593 m de altitude na Serra de Albarracín, e desagua no Oceano Atlântico, banhando em Lisboa, após um percurso de cerca de 1 007 km.
  • 7. Rio Sado • O rio Sado é um rio português, que nasce a 230m de altitude, na Serra da Vigia e percorre 180 quilómetros até desaguar no oceano Atlântico perto de Setúbal. No seu percurso passa por Alvalade e Alcácer do Sal, sendo a foz em frente a Setúbal.
  • 8. Rio Douro • O rio Douro é um rio que nasce em Espanha na província de Sória, nos picos da Serra de Urbião a 2.080 metros de altitude e atravessa o norte de Portugal. A foz do Douro é junto às cidades do Porto e Vila Nova de Gaia. Tem 927 km de comprimento. Este é o segundo rio mais extenso da Península Ibérica.
  • 9. Rio Guadiana • O rio Guadiana é um rio da Península Ibérica que nasce a uma altitude de cerca de 1700m, nas lagoas de Ruidera, na província espanhola de Ciudad Real, renasce nos Ojos del Guadiana e desagua no Oceano Atlântico entre a cidade portuguesa de Vila Real de Santo António e a espanhola de Ayamonte. Com um curso total de 829 km, é o quarto mais longo da Península Ibérica. • O Guadiana faz fronteira entre Portugal e Espanha.
  • 10. Rio Mondego • O rio Mondego é um rio de Portugal, o mais importante de todos os que têm o seu curso exclusivamente em território português. O Rio Mondego é o quinto maior rio português e o primeiro de todos os que têm o seu curso inteiramente em Portugal. Nasce na Serra da Estrela e tem a sua foz no Oceano Atlântico, junto à cidade da Figueira da Foz É o rio que banha a cidade de Coimbra. • O rio Mondego tem um comprimento total de 234 quilómetros
  • 11. Rio Ave • O Ave é um rio português, que nasce na Serra da Cabreira, concelho de Vieira do Minho, a cerca de 1200 m de altitude, no Pau da Bela. Percorre cerca de 85 km até desaguar no Oceano Atlântico, a sul de Vila do Conde. • O rio banha sucessivamente os concelhos de Vieira do Minho, Póvoa de Lanhoso, Guimarães,Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso, Trofa e Vila do Conde.
  • 12. Rio Mira • O rio Mira é um rio português que nasce na Serra do Caldeirão, a uma altitude de 470 m, e percorre cerca de 145 km até desaguar no oceano Atlântico junto a Vila Nova de Milfontes. É dos poucos rios da Europa que corre de sul para norte, tal como o rio Sado.