Jesusalém      Catarina Belo
Mia Couto
Toda a história do mundo não é mais          que um livro de imagens refletindo                 o mais violento e mais ceg...
MwanitoEscuto mas não seiSe o que oiço é silêncioOu Deus.[…]                           Sophia de Mello Breyner Andresen
“A família, a escola, os outros, todoselegem em nós uma centelha promissora, umterritório em que poderemos brilhar. Unsnas...
“Na verdade não nasci emJesusalém. Sou, digamos,emigrante de um lugar semnome, sem geografia, sem        história.”
Silvestre Vitalício[…]Vieste no avessoViajante incessante do inversoIsento de ti próprioViúvo de ti próprio[…]            ...
“Anjos ou demónios, a diferença         não está neles.     Apenas está em nós.”
“Neste mundo existem os vivos e           os mortos.E existimos nós, os que não temos             viagem.”
“Mulheres são como as ilhas:sempre longe, mas ofuscando todo          mar em redor.”
“Sou macho, mas sangro como        as mulheres.”
“Os olhos de quem se ama      nunca se vêem.”
Ntunzi
Tio AproximadoAlguém diz:«Aqui antigamente houve roseiras» -Então as horasAfastam-se estrangeiras,Como se o tempo fosse fe...
Zacaria Kalash[…]As coisas há muito já foram vividas:Há no ar espaços destintosA forma gravada em vazioDas vozes e dos ges...
Jumenta Jezibela
“A vida é demasiado preciosa   para ser esbanjada num   mundo desencantado.”
Jesusalém
Jesusalém
Jesusalém
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jesusalém

722 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
722
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jesusalém

  1. 1. Jesusalém Catarina Belo
  2. 2. Mia Couto
  3. 3. Toda a história do mundo não é mais que um livro de imagens refletindo o mais violento e mais cegodos desejos humanos: o desejo de esquecer. Hermann Hesse, Viagem pelo Oriente
  4. 4. MwanitoEscuto mas não seiSe o que oiço é silêncioOu Deus.[…] Sophia de Mello Breyner Andresen
  5. 5. “A família, a escola, os outros, todoselegem em nós uma centelha promissora, umterritório em que poderemos brilhar. Unsnasceram para cantar, outros para dançar,outros nasceram simplesmente para seremoutros. Eu nasci para estar calado. Minhaúnica vocação é o silêncio. Foi meu pai queme explicou: tenho inclinação para não falar,um talento para apurar silêncios. Escrevo
  6. 6. “Na verdade não nasci emJesusalém. Sou, digamos,emigrante de um lugar semnome, sem geografia, sem história.”
  7. 7. Silvestre Vitalício[…]Vieste no avessoViajante incessante do inversoIsento de ti próprioViúvo de ti próprio[…] Sophia de Mello Breyner Andresen
  8. 8. “Anjos ou demónios, a diferença não está neles. Apenas está em nós.”
  9. 9. “Neste mundo existem os vivos e os mortos.E existimos nós, os que não temos viagem.”
  10. 10. “Mulheres são como as ilhas:sempre longe, mas ofuscando todo mar em redor.”
  11. 11. “Sou macho, mas sangro como as mulheres.”
  12. 12. “Os olhos de quem se ama nunca se vêem.”
  13. 13. Ntunzi
  14. 14. Tio AproximadoAlguém diz:«Aqui antigamente houve roseiras» -Então as horasAfastam-se estrangeiras,Como se o tempo fosse feito de demoras. Sophia de Mello Breyner Andresen
  15. 15. Zacaria Kalash[…]As coisas há muito já foram vividas:Há no ar espaços destintosA forma gravada em vazioDas vozes e dos gestos que outrora aqui estavam.E as minhas mãos não podem prender nada. Sophia de Mello Breyner Andresen
  16. 16. Jumenta Jezibela
  17. 17. “A vida é demasiado preciosa para ser esbanjada num mundo desencantado.”

×