Livro de receitas imigrantes

738 visualizações

Publicada em

LIVRO DE RECEITAS

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro de receitas imigrantes

  1. 1. DELICIOSAS RECEITAS DE IMIGRANTES QUE TROUXERAM A CULINÁRIA DO MUNDO PARA A MESA BRASILEIRA. TURMA: 401
  2. 2. Palha Italiana Palha italiana é um clássico!! Ela surgiu na Itália um país onde acontecia o baile de máscaras . Os italianos resolveram fazer essa comida para agradar as pessoas
  3. 3. Palha Italiana lIngredientes: -1 lata de Leite condensado -2 colheres de sopa de margarina cremosa -2 colheres de sopa de chocolate em pó -2 1/2 xícaras de chá de biscoito maisena picado (150g) -3 colheres de sopa de amêndoas picadas -1/4 xícara de chá de açúcar para polvilhar.
  4. 4. Modo de preparo Em uma panela, misture o leite condensado, o achocolatado e a manteiga. Leve ao fogo baixo e vá mexendo o tempo todo, pacientemente. Após uns 10 minutos, a massa do brigadeiro vai ter encorpado e vai começar a soltar do fundo da panela. Vai “soltar” mesmo, você vai ver! Assim que você perceber isso, desligue o fogo. Não demore nem um segundo porque quanto mais tempo você deixar, mais ela vai ficar “dura” e não é isso que a gente quer para esta receita. Você também pode fazer o brigadeiro no microondas, mas não fique mexendo quando ele estiver pronto, para ficar mole. (Lendo a receita você vai entender.) Pique os biscoitos maisena para misturar no brigadeiro. Os pedaços podem ser bem miúdos ou maiorzinhos, para ficar mais crocante. Você é quem sabe! Você pode começar a quebrar dando umas marteladas no pacote fechado, mas cuidado para ele não estourar! Misture todos os biscoitos picados com o brigadeiro. Vá acrescentando e mexendo aos poucos, para ficar mais fácil. Se quiser fazer palhas italianas quadradas, coloque sobre um tabuleiro quadrado (untado, para não grudar). Se ele for grande, use só um canto, senão as fatias vão ficar finas demais e impossível de manusear! Depois de bem fria, corte quadrados do tamanho que desejar e passe no açúcar (palhas italianas quadradas com açúcar são as tradicionais!). Essas da foto foram passadas em uma farinha do mesmo biscoito. É que eu acho que o açúcar deixa muito doce, então um belo dia resolvi passar uns 4 biscoitinhos no processador (pode ser no liquidificador) e depois peneirei, para ficar fininha. Faça um teste, se também achar o açúcar desnecessário. Palha Italiana - Clara e Alana
  5. 5. Paella A Paella é uma receita originária da Espanha e nasceu nos campos de arroz. Os camponeses levavam consigo o sal, o azeite, o arroz e a paella (uma panela) e agregavam as carnes e legumes que conseguiam no caminho (carne de caça, sobras, etc). O preparo se popularizou e ganhou o mundo com diversas versões e a mais difundida no Brasil é a de paella frutos do mar.
  6. 6. INGREDIENTES: Caldo de peixe para cozinhar o arroz - 1 1/2 litro de água - 1 colher (chá) de açafrão - 4 camarões grandes inteiros - 04 lagostins - 2 cabeças de pescada com a carcaça (casca ou cabeça de camarão) Para a paella -300 g de pernil de porco (cortado em cubos) refogada com 1 colher (chá) de páprica doce -300 g de carne de frango (cortada em cubos) refogada com 1 colher (chá) de curry -1/2 xícara (chá) de azeite -1 xícara (chá) de lingüiça defumada (cortada em rodelas) -1 cebola picada -3 dentes de alho picados -1/2 talo de alho poró cortado em rodelas não muito finas -1 pimentão verde médio em tiras finas -1 xícara (chá) de vagem picada -1 xícara (chá) de ervilha fresca -1/2 pimenta dedo-de-moça picada -2 tomates picados sem pele e sem sementes
  7. 7. -Sal a gosto -1 xícara (chá) de peixe cortado em cubos (badejo, pescada, robalo, peixes de carne mais firme) -2 xícaras (chá) de arroz -Caldo de peixe (1 litro mais ou menos) -1 xícara (chá) de lula cortada em rodelas (150 g) -1 xícara (chá) de camarão médio sem casca (150 g) -1 xícara (chá) de vieiras (150 g) -1 xícara (chá) de mariscos (150 g) -2 colheres (sobremesa) de açafrão dissolvido no caldo de peixe -1 colher (chá) de páprica doce dissolvida no caldo de peixe Para a montagem -tiras de pimentão vermelho (de mais ou menos 3 cm) refogado no azeite e alho amassado -4 unidades de mariscos na concha -4 camarões cozidos -4 lagostins -Salsinha picada a gosto -Ervilhas frescas para decorar
  8. 8. Modo de preparo Caldo de peixe para cozinhar o arroz Num caldeirão com a água e o açafrão, coloque os camarões, os lagostins, a cabeça e a carcaça do peixe. Após 5 min de fervura, retire os camarões e os lagostins. Deixe o caldo peixe em fogo baixo. Para a paella Refogue o pernil de porco com a páprica por 10 min. Reserve. Em seguida, refogue o frango com o curry por uns 10 min. Reserve. Coloque os ingredientes, um a um, começando pela parte central da paellera, ou seja, a parte mais quente da panela e distribuindo pelas laterais. Coloque o azeite e, em seguida, os ingredientes: refogue a linguiça, junte o frango, o lombo, a cebola, o alho, o alho poró, o pimentão verde, a vagem, a ervilha, os tomates, o peixe, o arroz e o caldo. Deixe por cerca de 5 min. Adicione a lula, o camarão, as vieiras e o marisco. Despeje o açafrão e a páprica doce dissolvidos. Com o arroz quase cozido, pare de mexer e decore com os camarões, os lagostins, o pimentão vermelho refogado, os mariscos, a salsinha e as ervilhas. Abafe (com tapa ou papel-alumínio)e espere terminar o cozimento do arroz. Caio e Paulo André
  9. 9. Nhoque Por magia ou superstição, cada vez mais os cariocas procuram restaurantes de cozinha italiana, todo dia 29, em busca de nhoque. Saboreando esse prato, acreditam ter sorte por 30 dias seguidos. Alguns comem apenas sete nhoques, mastigando sete vezes cada um. Outros devoram tudo, pois julgam importante não haver sobra. Os adeptos do nhoque da sorte informam que ele surgiu na Itália, terra natal do prato; os incrédulos afirmam que nasceu na América do Sul, como estratégia de restaurantes que precisavam aumentar a clientela. A origem do costume é explicada com uma lenda que possui variações. A mais frequente conta que um frade andarilho chegou a uma pequena localidade italiana e bateu à porta de um casal de velhinhos, num dia 29.
  10. 10. Nhoque Ingredientes: l- 1 kg de batata l- Sal l- 2 ovos l- 2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo l- Farinha de trigo para polvilhar
  11. 11. Nhoque Dissolva os 2 caldos no leite e leve ao fogo com a maionese, a salsinha e o sal Quando levantar fervura e a maionese derreter, retire do fogo e coloque a farinha de trigo de uma só vez. Misture bem rápido para não empelotar Volte a massa no fogo baixo, mexendo por 1 ou 2 min. Desligue o fogo e deixe a massa amornar Sobre a mesa enfarinhada, coloque a massa e faça rolinhos. Corte no formato de nhoque Numa outra panela com água e sal, cozinhe os nhoques. A dica é que o nhoque seja retirado da água assim que ele subir, estará no ponto. Escorra e sirva com seu molho preferido. Modo de Preparo Júlia Kelly e Isabela - T: 401
  12. 12. Bolachas Alemães!!! B o o Diversas famílias catarinenses fazem biscoitos decorados com temas pascais para comemoração da data. Em Pomerode, cidade tipicamente alemã, no Vale do Itajaí, as tradicionais bolachinhas fazem bastante sucesso. Na cidade a iguaria também pode ser degustada nos hotéis, pousadas, confeitarias e na Ostermarket, a Feira de Artesanato. Confira a receita utilizada por uma confeitaria de Pomerode.
  13. 13. Modo de preparo:: Aqueça o melado com a margarina. Adicione os condimentos, a gema, a farinha e os bicarbonatos. Amasse bem a massa e em seguida abra ela. Corte a massa com forminhas variadas. Leve ao forno com 160 graus e deixe assando por aproximadamente 15 minutos. Deixe esfriar e decore com glacê. Layla e Maria Antônia - T: 401 Biscoitos de Páscoa
  14. 14. HOT PHILADELPHIA O sushi foi inventado por acidente, a história nos conta que o surgimento desta iguaria data de cerca de 400 anos antes da data que atribuem a Jesus Cristo, então a quase dois mil e quinhentos anos atrás descobriram que o arroz quando cozido libera ácido lácteo e acético que juntos têm efeito de conservação do peixe.
  15. 15. Ingredientes -1 folha de alga Nori -3 colheres de sopa de arroz japonês pronto. - arroz para sushi -1 colher de sopa de cream cheese -30 gramas de filé de salmão sem pele -4 colheres de sopa de farinha de trigo -1 colher de sopa rasa de farinha de rosca -1/4 xícara de água gelada -1 xícara de água com 1 colher de sobremesa de vinagre (água avinagrada) -1 esteira de bambu para tekamakis (pode usar um saquinho plástico bem limpinho e seco) -Óleo para fritar
  16. 16. Modo de preparo Esse enrolado vai ser empanado com o creme a seguir: Em uma travessa (que caiba o enrolado dentro) coloque a farinha de trigo, a farinha de rosca e a água gelada ao poucos Misture bem, deve virar um creme, se precisar acrescente mais ou menos água gelada Envolva todo o empanado com o creme e coloque-o em uma frigideira com o óleo bem quente Depois é só tirar o enrolado e cortar nos tamanhos de tekamakis desejados Com as mãos bem lavada e secas, molhe-as na água vinagrada o tempo todo para manusear os alimentos nesta receita Umedeça a folha de alga bem rápido na água avinagrada Estique a folha de alga sobre uma esteira de bambu (ou saquinho plástico) Coloque o arroz cobrindo a alga, mas deixando uns 3 cm de espaço em cada lado da alga sem arroz Corte o filé de salmão em tiras de 1,5 cm de largura Faça uma linha na horizontal com o salmão, sobre o arroz Faça uma linha com o cream cheese ao lado do salmão Enrole a alga com o auxilio da esteira (ou saquinho plástico) Para grudar o final da alga é só molhar os dedos com água avinagrada e passar de leve na ponta da alga (funciona com uma cola e vai grudar o enrolado Luisa de Arruda e Sophia t:401
  17. 17. CHURROS Churros é um alimento de origem ibérica, muito popular nos países latino – americanos. Este doce é preparado com massa a base de farinha de trigo e água, em formato cilíndrico E frito em óleo vegetal. Logo após, ele pode ser salpicado com uma camada de açúcar e canela. Pode ter recheio de doce de leite ou chocolate. Sua origem é espanhola.
  18. 18. Ingredientes: *um e ½ xícaras de leite *1/2 xícara de água *2 colheres de manteiga ou margarina *2 xícaras de farinha de trigo *sal a gosto Modo de preparo: 1.Coloque em uma panela o leite,a água,a margarina(ou manteiga)e sal. 2.Quando o leite ferver, coloque a farinha e mexa bem,até soltar do fundo da panela(é bem rápido). 3.Coloque a massa em um saco de confeiteiro ,com o bico pitanga. 4.O saco deve ser bem resistente, pois a massa não é muito mole. 5.Faça tirinhas e frite. 6.Passe na canela com açúcar e sirva. Luísa Nunes e Maria Júlia.
  19. 19. Rocambole !! Um rocambole ou uma torta é um bolo fino em forma cilíndrica. Feito com massa comum de bolo, a cobertura é passada sobre o bolo, para que este seja então enrolado sobre si mesmo. O rocambole surgiu na França.
  20. 20. Rocambole !! Ingredientes Massa -70 gramas de farinha de trigo -60 gramas de açúcar -2 colheres (sopa) de cacau em pó -½ colher (chá) de sal -4 ovos -1 colher (chá) de fermento em pó Ingredientes Recheio Cobertura -250 gramas de morangos higienizados e picados -250 gramas de creme de leite fresco bem gelado -100 gramas de Modo de Preparo Unte e enfarinhe uma forma retangular de 30 x 22 cm. Pré aqueça o forno a 205ºC. Peneire a farinha e misture bem ao cacau, ao açúcar e o fermento em pó. Reserve. Na batedeira, bata os ovos com o sal por 10 minutos em velocidade alta. Diminua a velocidade para o mínimo e bata por mais 1 a 2 minutos. Delicadamente com uma espátula, incorpore aos poucos, os ingredientes secos reservados. Despeje na forma e leve para assar por aproximadamente 12 minutos ou até que esteja assado. Desenforme ainda quente, sem recheio, sobre um pano polvilhado com açúcar e enrole firme. Pérola e Júlia Braz
  21. 21. Torta Alemã A torta alemã veio da ALEMANHA.
  22. 22. Receitas de Torta Alemã lIngredientes: -2 xícaras (chá) de açúcar -250 gramas de manteiga amolecida -3 gemas -2 xícaras de creme de leite fresco -10 gotas de baunilha -500 gramas de bolacha maisena -1 xícara (chá) de leite Para a cobertura, você irá precisar de: 100 gramas de chocolate ao leite picado para a cobertura, meia xícara de creme de leite e água quente.
  23. 23. Modo de preparo da Torta Alemã Separe as gemas da clara e reserve. Bata na batedeira, a manteiga, as gemas e o açúcar, até obter um creme de leite e reserve ambos, separadamente. Junte o creme de leite ao creme de manteiga e mecha bem. Misture o leite, o vinho, e o soro reservado, molhe os biscoitos, nessa mistura e forme o fundo e laterais de um refratário forrado com papel alumínio. Espalhe metade do creme sobre os biscoitos, coloque mais uma camada de biscoitos, o creme e termine com biscoitos, leve ao freezer de um dia para o outro, desenforme e deixe em temperatura ambiente por 30 minutos. Cobertura Faça um brigadeiro mole e despeje sobre a torta, polvilhe chocolate granulado. Pedro e Paulo Henrique
  24. 24. Yakisoba No Japão, o termo yakisoba (yaki=assar,grelhar) (soba=macarrão) Refere-se normalmente ao sauce yakisoba, isto é, um prato muito simples, feito de macarrão refogado com legumes e carnes, temperados com um molho específico (sauce), com sabor similar ao molho inglês, porém mais espesso. Apesar de sua origem chinesa, o yakissoba criou raízes no Japão e, atualmente, é tão popular, que aparece obrigatoriamente em festas populares de rua, nos supermercados ou lojas de conveniência, nos tradicionais obentô (refeições prontas), e é uma prática e saborosa opção de cardápio nos lares japoneses.
  25. 25. Yakisoba lIngredientes -1 pacote de macarrão tipo lámen (500g) - 6 colheres (sopa) de óleo de soja - 1 xícara (chá) de lombo de porco cortado em tiras -1 xícara (chá) de filé de frango cortado em tiras -1 xícara (chá) de contra filé cortado em tiras -1 dente de alho picado -1 xícara (chá) de brócolis cortado em buquês pequenos -1 cebola cortada em cubos grandes -1 cenoura cortada em tiras -1 xícara (chá) de acelga cortada em cubos -1 xícara (chá) de broto de bambu em conserva -1 xícara (chá) de champignon cortado ao meio -1 xícara (chá) de molho de soja (shoyu) -1/2 colher (sopa) de açúcar -1/2 xícara (chá) de água -1 colher (sopa) de amido de milho -1/2 colher (sopa) de óleo de gergelim torrado
  26. 26. Modo de preparo: Cozinhe o macarrão até ficar "al dente" e escorra. Aqueça uma panela tipo wok ou uma frigideira grande até soltar fumaça. Coloque metade do óleo e frite o macarrão. Retire do fogo e reserve. Na mesma panela, aqueça o óleo restante e frite as carnes. Retire do fogo e reserve. Na mesma panela, doure o alho e refogue o brócolis, a cebola, a cenoura, a acelga, o broto de bambu e o champignon. Volte as carnes à panela, adicione o shoyu, o açúcar, a água e cozinhe rapidamente por 30 segundos. Adicione o amido de milho dissolvido em um pouco de água e mexa até engrossar um pouco. Junte o óleo de gergelim, espalhe sobre o macarrão reservado e sirva. Catharina Scorza e Vinicius
  27. 27. Bolinho de Bacalhau Bolinhos ou pastéis de bacalhau são uma especialidade da gastronomia portuguesa,podendo ser encontrados por toda a região Mediterrânea, sendo também muito populares em Angola e no Brasil onde é um petisco muito apreciado em restaurantes e adegas portuguesas. No centro e sul de Portugal são conhecidos por pastéis de bacalhau e, no norte, por bolinhos de bacalhau.
  28. 28. Bolinho de Bacalhau
  29. 29. MODO DE PREPARO Dessalgar o bacalhau, cozinhá-lo e desfiar, reserve o para esfriar. Cozinhe as batatas e amasse-as, faça um purê, espere esfriar. Em seguida misture o purê com o bacalhau desfiado, acrescente os outros ingredientes, (salsa e cebolinha, alho, azeite e a farinha de rosca), sempre misturando bem. Prove o sal, se for necessário coloque um pouco para temperar. Faça bolinhas e frite-as em óleo bem quente. Laura e Gabrielle
  30. 30. Pedaços finos de carne crua, normalmente de peixe. Pode ser servido com wasabi,alga e shoyu. SASHIMI Origem : Japonesa
  31. 31. Ingredientes - 500 gramas de peixe fresco (atum, salmão ou truta) - 1 cenoura - 1 rabanete branco japonês Modo de Preparo Use uma faca muito afiada para remover toda a pele do peixe. Coloque-o no congelador até que fique firme para ser cortado em fatias bem finas e uniformes, de cerca de 5 milímetros de largura. Tente fazer todos os movimentos de corte na mesma direção, tomando muito cuidado para o corte não ficar com uma aparência de “serrilhado”, o corte deve ser único. Uma informação muito importante sobre o corte é que quando se trata de salmão, as fatias devem ser um pouco mais grossas, mas quando se trata de peixes brancos, as fatias devem ser cortadas de forma tão fina a ponto de ficar até transparente. Corte o rabanete japonês e a cenoura em longas e finas tiras. Arrume os pedaços de peixe em um prato e decore. Aqui há a opção de organizar o peixe, a cenoura e o rabanete em uma única travessa ou em pratos individuais. Depois disso, o sashimi estará pronto. Sirva com o molho de soja e wasabi. Sashmi! Júlia Gutvilen Maria Fernanda - T:401
  32. 32. CHICHARRÓN O Chicharrón e de origem espanhola. Ele tem alface bife, frango ou carne de carneiro em outros países de língua latina. Aqui no Brasil preferimos torresmos .
  33. 33. Chicharrón -220g de pernil suíno -10g de alho -30g de cebola -5g de cominho -5g de orégano -5g de pimenta calabresa -5g de páprica -5ml de vinagre -10g de sal grosso -50g de milho verde -30ml de molho de tomate picante -2 unidades de anis estrelado
  34. 34. -No liquidificador, bata o alho, cebola, cominho, orégano, pimenta calabresa, páprica, vinagre e sal grosso. Corte o pernil em pedaços iguais e deixe marinando na mistura feita no liquidificador. -No dia seguinte, cubra com água e cozinhe em fogo baixo por três horas ou até que fique macio. Reserve. À parte, cozinhe o milho com anis estrelado até obter uma consistência macia. -Para servir, frite os pedaços de pernil. Reúna o pernil crocante e o milho em um recipiente e sirva com um molho picante. MODO DE PREPARO Maria Luiza e Lucas - T: 401
  35. 35. PANETONE O delicioso pão dourado, recheado de frutas cristalizadas, há tempos faz parte da tradição natalina, está presente em todas as festas e ceias de natal. Em sua forma tradicional, é um bolo de massa fermentada, feito com farinha de trigo, leite, ovos, passas e frutas cristalizadas. O panetone foi criado na Itália e o hábito de consumi- lo nas festas de fim de ano iniciou-se em Milão, expandindo dos Alpes – no norte – à Sicília - no sul. Aos poucos passou a ser conhecido em outros países, tornando-se mundialmente conhecido.
  36. 36. Panetone Ingredientes: -2 tabletes de fermento biológico fresco -1/2 xícara de água morna (45º C) -1 1/2 xícara de leite morno (45C) -3 ovos ligeiramente batidos -2/3 xícara de açúcar -1/3 xícara de manteiga derretida -1 1/2 colher (chá) de sal -6 xícaras de farinha de trigo -1 colher (chá) de essência de baunilha -2 xícaras de chocolate em gotas, ou picado Modo de preparo: Preparo: 10 mins Cozimento: 45mins Tempo adicional:45mins Pronto em: 1hora 40mins Preaqueça o forno em temperatura média (180C). Junte o fermento e a água morna até que os tabletes amoleçam. Misture com um garfo para dissolver bem. Junte o leite, os ovos, o açúcar, a manteiga e o sal e misture tudo. Vá juntando a farinha e a baunilha aos poucos e trabalhando a massa até ficar homogênea. Transfira a massa para uma tigela untada com óleo e cubra com filme plástico. Deixe descansar por 30 minutos em local sem vento. Soque a massa algumas vezes para retirar as bolhas de ar. Usando as suas mãos, junte o chocolate à massa. Ponha a massa numa forma de 1kg própria para panetone e asse por 45 minutos ou até que um palito inserido no meio do panetone saia limpo. Priscila – T: 401
  37. 37. MACARRÃO No Brasil, a introdução do macarrão em nossos hábitos alimentares coube aos imigrantes italianos, principalmente na região Sul. O crescente interesse fez surgir pequenas fábricas de macarrão no país, tendo sempre como mão de obra, a família italiana. Sendo uma produção rudimentar, e baixo volume e bem caseira, até começar a surgir as primeiras indústrias de fabricação de massas alimentícias, possuindo nos dias atuais modernas máquinas de fabricação do macarrão.
  38. 38. - 1/2 kg de macarrão tipo espaguete - 2 colheres de sopa de sal -Água Molho: -1 colher de sopa de manteiga -2 colheres de sopa de azeite - cebola -talos de salsão -dentes de alho -1/2 kg de patinho moído - 200 g de linguiça calabresa - 1 xícara de chá de vinho branco - 2 latas de tomate pelado - 1 colher de chá de açúcar - 2 folhas de louro - 1 colher de chá de orégano - 1/2 xícara de chá de extrato de tomate INGREDIENTES
  39. 39. Modo de preparo Derreta a manteiga com o azeite, refogue a cebola e o salsão. Junte o alho, a carne moída, a linguiça calabresa e cozinhe. Adicione o vinho branco e deixe borbulhar. Coloque os tomates, o açúcar, as folhas de louro, orégano, extrato de tomate, sal e pimenta. ELIAS E REBECCA T:401
  40. 40. Strogonoff Estrogonofe é um prato originário da culinária da Rússia composto de cubos de carne bovina servidos num molho de creme de leite. Henrique - T. 401
  41. 41. Strogonoff Ingredientes: - 1kg de carne - 3 cebolas médias -1 vidro de champignon ou palmito -sal e pimenta do reino a gosto - 2 latas de creme de leite -3 tomates picados sem pele e sem sementes -3 colheres de sopa de óleo de oliva -1 ou 2 colheres de sopa de catchup -1 cubo de caldo de carne dissolvido em 100ml de água Modo de Preparo Corte a carne em tirinhas e em uma panela coloque o óleo e depois a carne p/ dourar. Coloque a cebola cortada e os tomates picados, deixe cozinhar por mais algum tempo, aproximadamente uns 20 minutos sempre acompanhando. Coloque e o cachup e o champignon e deixe cozinhar por mais uns 3 a 5 minutos. Verifique se ficou um molho cremoso e borbulhando e então desligue o fogo. Acrescente o creme de leite sem soro, vá mexendo até incorporar o molho com o creme. Coloque em uma forma refratária e decore com tempero verde e batata palha. Henrique - T.401
  42. 42. Pizza de Pepperoni Seus criadores foram mesmo os italianos. Mas existem várias hipóteses para explicar a chegada do ancestral da pizza à Itália. A principal delas conta que, três séculos antes de Cristo, os fenícios costumavam acrescentar ao pão coberturas de carne e cebola. Só que o pão deles era parecido com o pão sírio, redondo e chato como um disco. A mistura também foi adotada pelos turcos, que preferiam cobertura à base de carne de carneiro e iogurte fresco. "Durante as Cruzadas, no século XI, o pão turco foi levado para o porto italiano de Nápoles", conta o sociólogo Gabriel Bollaffi, da USP. Os napolitanos tomaram gosto pelo petisco e foram aperfeiçoando-o com trigo de boa qualidade para a massa e coberturas variadas, especialmente queijo. Nascia, então, a pizza quase como a conhecemos hoje. Faltava só o tomate, introduzido na Itália no século XVI, vindo da América, e incorporado como ingrediente tão básico quanto o queijo. A mais antiga pizzaria que se conhece está em Nápoles e foi fundada em 1830. A pizza Margherita também surgiu nessa cidade, em 1889, feita de encomenda para o rei Umberto I e a rainha Margherita.
  43. 43. RECEITA DE PIZZA DE PEPERONI Ingredientes: -Tempo de preparo 1h 30min -Rendimento 1 porção -Massa (gigante): -250 g de farinha de trigo -150 ml de água morna -2 colheres de sopa de fermento biológico -1 colher de sopa de açúcar -1/2 colher de sopa de sal -1 colher de sopa de azeite de oliva Molho: -2 dentes alho -1/2 cebola picada -2 tomates maduros descascados e sem sementes -1/4 copo de água -3 colheres de azeite -1 pitada de açúcar Cobertura: -Salame italiano, finamente fatiado -1/2 pimentão em rodelas -Queijo mussarela em fatias -Pimenta calabresa (opcional)
  44. 44. Modo de Preparo Massa: Dilua o fermento, o sal e o açúcar na água morna, conforme instruções da embalagem do fermento Misture com a farinha e mexa com as mãos em uma tigela até formar uma massa consistente Sove bem a massa por aproximadamente 5 minutos Deixe a massa descansar por 40 minutos para que possa crescer Com um rolo de macarrão abra a massa no formato desejado de pizza com a espessura de 0,5 cm Pré-asse no forno a 180°C por 5 minutos Molho: Bata no processador os tomates com o alho e a cebola Aqueça o azeite em uma panela e refogue os ingredientes processados Após refogar, acrescente a água e a pitada de açúcar e deixe cozinhar até encorpar na consistência desejada Montagem: Distribua o molho de tomate sobre a massa pré-assada Cubra com queijo mussarela fatiado e distribua por cima as fatias de salame italiano, os pimentões e as cebolas (opcional) em rodela sobre o queijo Salpique com pimenta calabresa Regue com um fio de azeite de oliva extra virgem e asse no forno bem quente por 12 minutos, ou até dourar o recheio. João Pedro e João Reiff – T:401
  45. 45. Fondue Suíço Fondue é um prato Suíço, originalmente á base de queijo aquecido sobre uma lamparina, também conhecida como Espiriteira ou rechaud , ou outra fonte de calor pouco extenso e do qual as pessoas se servem diretamente.
  46. 46. INGREDIENTES -200g de queijo gruyère. -300g de queijo estepe ou emmental. -1 dente de alho. -1 pitada de noz-moscada -Pimenta do moinho - Pão cortado em cubos Paulo Victor e Ricardo - T: 401 MODO DE PREPARO Quebre o dente de alho e passe no fundo da panela . Junte o vinho e os queijos até se fundir . Junte a noz moscada a pimenta e o kirsh . Leve a mesa num réchaud aceso. Servir espetando um pedaço de pão no garfo especial envolvendo o no queijo derretido .

×