Teorias e métodos de investigação (José Gonçalves nº23)

239 visualizações

Publicada em

José Gonçalves

Publicada em: Negócios
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Muito bom trabalho , excelente organização , tudo e bom para si e para a sua familia^!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
78
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teorias e métodos de investigação (José Gonçalves nº23)

  1. 1. Teorias e métodos de investigação nas ciências sociais No seutrabalhode investigação científica, o sociólogo desenvolve um trabalho complexo de análise da realidade social que, ao obedecer a determinados procedimentos (o método ou estratégias de investigação), lhe permitirá construir teorias. Para tal, o investigador necessita de instrumentos que lhe permitam obter os dados indispensáveis para a realização do seu trabalho: são as técnicas. Teorias Corpo analítico:  Conceitose premissasque permiteminterpretararealidade Estratégia  Processoque orientaaselecçãoe utilizaçãodastécnicase a integraçãodosresultados obtidos Técnicas  Operaçõesque permitemarecolhae tratamentodainformação ErnestGreenwood propôsumaclassificaçãosimplesdosmétodos de investigação,amplamentedivulgadae usada nodomíniodas CiênciasSociais: 1– MétodoExperimental;  Observação - natural e científica,  Formulação de hipóteses,  Experimentação,  Conclusão, elaboração e interpretação de resultados. 2 – Método de Medidaou Análise Extensiva; O métodoextensivo associa-se àanálise quantitativa,uma vezque se observamamostras numerosascomo objectivode detectarregularidadesnaestruturadosdados:  Envolve a colecta sistemática de informação, mediante condições controladas e procedimentos estatísticos;  Busca a quantificação,utilizandoprocedimentosestruturados e instrumentos formais para a colecta de informações;  Procura estabelecer relações entre causas e efeitos.
  2. 2. 3 – Estudo de Casos ou de Análise Intensiva; O métodointensivo acabaporser equivalente de análise qualitativa,porque se estudamem profundidade poucasobservações:  Trabalha com realidades não quantificáveis, não utilizando instrumentos formais e estruturados, podendo usar roteiros e perguntas abertas na colecta de informações;  É globalizante, procurando captar a situação ou o fenómeno em toda a sua extensão. 4-Investigaçãoacção  O investigadorparticipacomosinvestigados,centrando-se nareflexãocriticae na atitude operacional daspráticasque podemseropontode partidapara novasteorias. Conceitos: Público-alvo Conjuntode indivíduossobre osquaisassentaainvestigação.Universodoestudo. Amostra Parte da populaçãoque é investigada 2.2- Etapas de investigação Etapa 1 Pergunta de partida Etapa 2 Exploração: leituras e entrevistas exploratórias Etapa 3 A problemática Etapa 4 Construção do modelo de análise Etapa 5 Observação Etapa 6 Análise da informação Etapa 7 Conclusões
  3. 3. 2.3- Modos de produção da informação em Sociologia Em sociologia utilizam-se, basicamente, dois processos para obter informação sobre os fenómenos em estudo e para produzir nova informação. José Gonçalves nº23 12ºD Obtenção da informação Partir da documentação já existente sobre o problema em causa Partir da observação dos fenómenos a estudar

×