Aula 2 reúso_e_aproveitamento_de_água

126 visualizações

Publicada em

ambiental

Publicada em: Meio ambiente
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Aula 2 reúso_e_aproveitamento_de_água

  1. 1. Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios AULA 2 - REÚSO DE ÁGUAS CINZAS E NEGRAS E APROVEITAMENTO DE ÁGUAS DE CHUVA PARA FINS NÃO POTÁVEIS 1 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Introdução • Dois terços da superfície da Terra estão recobertos pela água dos oceanos, o que causa uma impressão de que é algo infindável. Porém, 97% constituem água salgada, imprópria para consumo humano. • Metade das áreas úmidas do mundo foi destruída, nos• Metade das áreas úmidas do mundo foi destruída, nos últimos cem anos, pelas transformações do meio ambiente promovidas pelos seres humano, tornando-se imprópria para o consumo. • Estima-se que, no mundo, 1,1 bilhão de pessoas não tenha acesso à água potável - o que causa 1,6 milhão de mortes ao ano, a maioria entre crianças com menos de cinco anos, segundo a ONU. 2 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  2. 2. Introdução • A água já é escassa para muitos e se não forem adotadas medidas urgentes, nas próximas décadas um terço da população poderá ficar sem água apropriada para consumo. • O fornecimento de água potável para todos é o grande• O fornecimento de água potável para todos é o grande desafio da humanidade nos próximos anos. • O objetivo desta aula é apresentar conceitualmente as possibilidades de reúso de águas cinzas e negras e aproveitamento de águas pluviais para fins não potáveis. 3 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 1. Conceitos 4 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 01: Separação e reúso de águas Fonte: Zanella(2010)
  3. 3. 1. Conceitos • Água negra: é a água proveniente de vasos sanitários e pias de cozinha com alto teor de resíduos orgânicos e microorganismos com potencial patogênico. Depende de tratamentos químicos sofisticados para se tornar novamente limpa. Pode ser reaproveitada como adubo após tratamento específico. • Água cinza: é a água proveniente do lavatório, do chuveiro, da banheira, do tanque e da máquina de lavar. São águas ricas em sabão, matéria orgânica e microorganismos sem potencial patogênico. Essas águas são passíveis de reaproveitamento, mediante tratamento adequado de acordo com a finalidade desejada. Fonte: Marinho e Marin (2006) 5 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 1. Conceitos • Água de reúso: água residuária que se encontra dentro dos padrões exigidos para sua utilização. • Água pluvial na edificação: água que provém diretamente da chuva, captada após o escoamento por áreas de cobertura, telhados ou grandes superfícies impermeáveis.telhados ou grandes superfícies impermeáveis. • Água potável: água que atende ao padrão de potabilidade determinado pela Portaria do Ministério da Saúde MS 518/04. Fonte: Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo - SINDUSCON-SP (apud CICHINELLI, 2008) 6 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  4. 4. 1. Conceitos • Água recuperada: esgoto ou água de qualidade inferior que após tratamento é adequada para certos usos. (SINDUSCON-SP apud CICHINELLI, 2008) • Aproveitamento de água pluvial: uso da água de chuva para finalidades específicas, como lavagem de áreas externas, alimentação de bacias sanitárias, lavagem de veículos, entrealimentação de bacias sanitárias, lavagem de veículos, entre outros. (SINDUSCON-SP apud CICHINELLI, 2008) • Tratamento primário: é a primeira etapa de limpeza pela qual a água passa no seu processo de limpeza. Consiste na retenção de sólidos suspensos através de peneiras ou filtros (figuras 2, 3, 4 e 5). Pode ser chamado também de pré- tratamento. (MARINHO e MARIN, 2006) 7 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 1. Conceitos • Filtro de sedimentação: é o mais simples, e é indicado para águas cinzas com baixa concentração de matéria 8 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini concentração de matéria orgânica e muitos sólidos dissolvidos. Precisa ser limpo uma vez por mês. Figura 02: Filtro de sedimentação Fonte: Marinho e Marin (2006)
  5. 5. 1. Conceitos • Filtro de areia e pedra: é indicado para águas com alta concentração de sólidos suspensos (que não se sedimentam). A cada mês deve-se trocar a 9 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 03: Filtro de areia e pedra Fonte: Marinho e Marin (2006) não se sedimentam). A cada mês deve-se trocar a primeira camada de lascas de madeira, e o restante do filtro precisa ser lavado uma vez por ano. 1. Conceitos • Filtro de carvão ativado: tem um potencial maior de retenção de partículas, e também absorve alguns compostos orgânicoscompostos orgânicos presentes na água. O carvão ativado deve ser trocado a cada três meses. 10 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 04: Filtro de carvão ativado Fonte: Marinho e Marin (2006)
  6. 6. 1. Conceitos • Filtro ultravioleta: é indicado para águas onde há microorganismos que precisem ser eliminados (é o caso das águas que 11 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 05: Filtro ultravioleta Fonte: Marinho e Marin (2006) (é o caso das águas que saem da fossa séptica), através da radiação ultravioleta emitida pelas lâmpadas. Precisa ser limpo uma vez a cada dois meses. 1. Conceitos • Tratamento secundário: é o processo no qual são retirados da água os resíduos orgânicos, através da ação de microorganismos, que não puderam ser retirados no tratamento primário. Geralmente o tratamento secundário se dá nas fossas sépticas, em sistemas de menor escala, ou nas lagoas de depuração, em sistemas maiores. • Tratamento terciário: é o tratamento que envolve processos• Tratamento terciário: é o tratamento que envolve processos químicos para a remoção dos elementos inorgânicos presentes na água, através da floculação, entre outros. Dada a sua complexidade e a necessidade de monitoramento constante, o tratamento terciário é feito somente nas estações de tratamento de esgotos. O resultado do tratamento terciário é a água fornecida pela rede pública. Fonte: Marinho e Marin (2006) 12 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  7. 7. 2. Reúso de águas cinzas e negras • Comumente difundida em indústrias, a adoção de sistemas para aproveitamento de águas pluviais e de reúso de águas cinzas e negras vem se disseminando em empreendimentos residenciais e comerciais que enfatizam, sobretudo, o caráter sustentável de seus projetos. • Graças às tecnologias disponíveis para atender a esse mercado, tais águas, quando adequadamente tratadas, podem ser totalmente reaproveitadas de modo não potável ou até mesmo potável para os mais diversos usos. Fonte: Cichinelli (2008) 13 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 2. Reúso de águas cinzas e negras • Ainda que as perspectivas de retorno do investimento sejam animadoras – em processos industriais, por exemplo, tais sistemas reduzem em até 80% o consumo de água – esses fatores associados têm contribuído para limitar seu uso. • Os custos dos sistemas variarão de acordo com a finalidade e, conseqüentemente, com o grau de potabilidade da água a ser usada. A relação é direta: quanto maior a qualidade exigida, maiorusada. A relação é direta: quanto maior a qualidade exigida, maior o investimento. • Se viabilizado técnica e economicamente, o uso de fontes alternativas de água deverá ser detalhado na etapa de estudo preliminar, uma vez que o sucesso da execução depende da instalação de sistemas de reserva e distribuição independentes da rede de água potável. Fonte: Cichinelli (2008) 14 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  8. 8. 2. Reúso de águas cinzas e negras Principal fator complicador dos projetos de reúso de água, tanto pluviais como de águas cinzas e negras, a separação dos ramais e 15 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini separação dos ramais e cisternas obedece a critérios rigorosos, a fim de que sejam reduzidos os riscos de contaminação. Os custos operacionais também são onerosos. Figura 06: Separação de ramais e cisternas Fonte: Cichinelli (2008) 2. Reúso de águas cinzas e negras De acordo com a arquiteta Carla Araujo Sautchuk: • o ideal é que as tubulações destinadas para reúso possuam cor diferenciada das que transportam água potável e os pontos de consumo e 16 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 07: Identificação da tubulação por cor/uso Fonte: Cichinelli (2008) e os pontos de consumo e ambientes abastecidos por tal fonte sejam corretamente sinalizados; • também é importante evitar conexões cruzadas, eliminando qualquer contato entre tubulações de água potável e de efluentes tratados.
  9. 9. 2. Reúso de águas cinzas e negras • Com exceção da NBR 15527 (Água de Chuva – Aproveitamento de Coberturas em Áreas Urbanas para Fins Não-Potáveis), válida desde outubro de 2007, ainda não existem normas brasileiras que atendam aos sistemas de coleta e reúso de águas cinzas e negras. • Além do Manual de Conservação e Reúso de Águas em Edificações do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo), uma das principais referências adotadas nesse setor é o Guidelines For Water Reuse da EPA (Environmental Protection Ageny). Fonte: Cichinelli (2008) 17 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 2. Reúso de águas cinzas e negras • Os processos de tratamento da água para reúso mais comuns são de sedimentação (tratamento primário) e filtração visando a separação dos sólidos seguidos por tratamentos aeróbio-biológicos para a remoção de matéria orgânica, desinfecção e controle e eliminação de agentes patogênicos. • A configuração básica de um projeto para a utilização de água cinza prevê um sistema de coleta de água servida, subsistema de condução da água (ramais, tubos de queda e condutores), unidade de tratamento da água (gradeamento, decantação, filtro e desinfecção), reservatório de acumulação, sistema de recalque, reservatório superior e rede de distribuição. Fonte: Cichinelli (2008) 18 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  10. 10. 2. Reúso de águas cinzas e negras 19 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 08: Coleta e reúso de águas cinzas Fonte: Cichinelli (2008) Tabela 01: Classificação e destinação de águas 20 Fonte: SINDUSCON-SP (apud CICHINELLI, 2008)
  11. 11. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 21 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 22 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  12. 12. 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 09: Ovo de avestruz comparado ao ovo de galinha Fonte: Tem Mais (2011) 23 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 10: Ovo de avestruz Fonte: Agromundo (2011) 3. Aproveitamento de águas pluviais … sobre a forma de encontrar água em melâncias e tubérculos, e aprendendo a enterrar ovos de avestruz cheios de água na estação das chuvas para recuperá-los durante a estação seca. Mostram-se capazes de 24 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 11: Menino bebendo água armazenada no ovo de avestruz Fonte: Lerever (2011) seca. Mostram-se capazes de sobreviver onde outros não conseguiam. Hoje, existem furos artesianos. Fonte: Lerever (2011)
  13. 13. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 25 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 12: Abanbar (Irã) Fonte: Zanella (2010) 26 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  14. 14. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 27 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 13: Chultun (Maias e Astecas) Fonte: Zanella (2010) 28
  15. 15. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 29 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 14: Coleta de águas pluviais no Império Romano Fonte: Zanella (2010) 30 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  16. 16. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 31 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 32 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  17. 17. 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 15: Cisterna em placas de cimento pré-moldadas (Brasil) Fonte: Zanella (2010) 33 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 34 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  18. 18. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 35 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 36 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  19. 19. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 37 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 38 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  20. 20. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 39 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 40 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  21. 21. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 41 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 16: Poluição das águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 42 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  22. 22. 3. Aproveitamento de águas pluviais Principais componentes de um sistema urbano para captação e tratamento de águas de chuvas: • área de coleta; • condutores(calhas);condutores(calhas); • sistema de tratamento; • dispositivo de primeira filtragem (filtro grosso); • sistema de descarte da primeira chuva; • recipiente de armazenagem(tanque ou cisterna); • Equipamento elétrico,etc... Fonte: Zanella (2010) 43 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Os sistemas de reaproveitamento de água da chuva devem contar com a área de captação (telhado, laje ou piso), condução de água (calhas, condutores verticais e 3. Aproveitamento de águas pluviais 44 (calhas, condutores verticais e horizontais), a unidade de tratamento e o reservatório de acumulação e reservatório de descarte. Figura 17: Coleta e reaproveitamento de águas pluviais Fonte: Cichinelli (2008)
  23. 23. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 45 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 46 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  24. 24. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 47 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais 48 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 18: Calha coletora situada em posição intermediária permitindo alimentação do reservatório superior de água pluvial por gravidade Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008)
  25. 25. 3. Aproveitamento de águas pluviais 49 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 19: Esquema de soluções de captação e alimentação do reservatório de água pluvial por gravidade Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008) 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 50 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  26. 26. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 51 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 52 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  27. 27. 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 20: Coleta e amostras de água da primeira chuva Fonte: Zanella (2010) 53 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 21: Descarte de água da primeira chuva Fonte: Zanella (2010) 54 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  28. 28. 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 22: Descarte de água da primeira chuva Fonte: Zanella (2010) 55 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais 56 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 23: Esquema básico de dispositivo automático de descarte das primeiras águas escoadas da cobertura Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008)
  29. 29. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 57 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 58 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  30. 30. 3. Aproveitamento de águas pluviais 59 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 24: Calha dotada de filtro de retenção de materiais grosseiros Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008) Figura 25: Filtro vertical de material grosseiro instalado em coletor Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008) Figura 26: Filtro horizontal de material grosseiro com grade de barras horizontais Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008) 3. Aproveitamento de águas pluviais 60 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 27: Cisternas dotadas de filtro de retenção de materiais grosseiros Fonte: Zanella (2010)
  31. 31. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 61 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais A etapa de decantação consiste na remoção de partículas em suspensão mais 62 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 28: Processo de decantação Fonte: Zanella (2010) suspensão mais densas que a água por ação da gravidade.
  32. 32. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 63 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais 64 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 29: Esquema básico de desinfecção por ozônio com recirculação da água contida em reservatório Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008)
  33. 33. 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 65 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 66 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  34. 34. 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 30: Cisternas construídas in loco Fonte: Zanella (2010) 67 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 31: Cisternas construídas in loco Fonte: Zanella (2010) 68 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  35. 35. 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 32: Cisternas pré-fabricadas: formatos diferenciados Fonte: Zanella (2010) 69 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 33: Cisternas: formato inusitado e decorativo Fonte: Zanella (2010) 70 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  36. 36. 3. Aproveitamento de águas pluviais Figura 34: Cisternas: formato diferenciado e dupla funcionalidade Fonte: Zanella (2010) 71 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini 72 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 35: Esquema com o posicionamento relativo da cobertura, sistema de tratamento e reservatório superior de água pluvial Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008)
  37. 37. 3. Aproveitamento de águas pluviais 73 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 36: Posicionamento do reservatório – reaproveitamento simplificado de águas pluviais Fonte: Zanella (2010) 3. Aproveitamento de águas pluviais 74 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 37: Posicionamento do reservatório – solução criativa Fonte: Zanella (2010)
  38. 38. 75 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 38: Solução de reservação elevada desenvolvida em conjunto habitacional de baixa renda por equipe da Universidade Federal da Bahia Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008) 3. Aproveitamento de águas pluviais 76 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 39: Esquema básico dos sistemas de distribuição de água potável e pluvial, segundo diversas posições do reservatório de água pluvial Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008)
  39. 39. 3. Aproveitamento de águas pluviais 77 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini Figura 40: Esquema do posicionamento dos reservatórios elevados de água potável e de água pluvial prevendo complementação por água potável na falta de chuvas Fonte: Alves, Zanella e Santos (2008) 4. Considerações Finais • As novas tecnologias e aplicações dos métodos de reúso e racionalização da água podem contribuir para um ganho ambiental e financeiro. • O respeito ao meio ambiente e o viver de modo sustentável são compatíveis com a evolução e implantação de novas tecnologias. • Para que o uso, reúso e aproveitamento da água sejam• Para que o uso, reúso e aproveitamento da água sejam otimizados, é fundamental que os projetos de instalações sejam estudados, discutidos e executados de maneira eficiente. • Finalmente, o Brasil necessita também de medidas de normalização e aprimoramento da legislação para que as novas tecnologias de reúso e utilização de fontes alternativas possam ser utilizadas de forma segura e sem riscos para os usuários. 78 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini
  40. 40. AGROMUNDO. Consulta de imagens na homepage oficial. Disponível em: <http://www.agromundo.com.br/>. Acesso em 01. abr. 2011. ALVES, W.A.; ZANELLA, L.; SANTOS, M.F.L. Como construir: sistema de aproveitamento de águas pluviais para usos não potáveis. Revista Téchne, São Paulo, n. 133, p.99-104, abr. 2008. Referências abr. 2008. CICHINELLI, G. Soluções não potáveis. Revista Téchne, São Paulo, n. 133, p.54-58, abr. 2008. LEREVER. Consulta de imagens no blog. Disponível em: <http://lerever.wordpress.com/>. Acesso em 01. abr. 2011. 79 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini MARINHO, G.; MARIN , J.D.V. Sistemas de reúso de água. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. (Trabalho apresentado para a disciplina Arquitetura, ambiente e desenvolvimento sustentável). Disponível em: <http://www.usp.br/fau/cursos/graduacao/arq_urbanismo/disciplinas/aut0221/Trabal hos_Finais_2006/Sistemas_de_Reuso_de_Agua.pdf>. Acesso em: 01 abr. 2011. TEM MAIS. Consulta de imagens na homepage oficial. Disponível em: <http://www.temmais.com/>. Acesso em 01. abr. 2011. Referências <http://www.temmais.com/>. Acesso em 01. abr. 2011. ZANELLA, F. O aproveitamento de águas pluviais e reúso de esgoto no âmbito urbano e das edificações. CETAC -Centro Tecnológico do Ambiente Construído, Mestrado Profissional em Habitação, Instituto de Pesquisas Tecnológicas, São Paulo, 2010. (Aula da disciplina Sustentabilidade do Ambiente Construído ministrada em nov. 2010). 80 Gestão Ambiental Aplicada à Construção de Edifícios Prof. Roberta Vendramini

×