GB # 32.675           Controle do Fluxo de Embalagens             Retornáveis (Supply Chain)Líder Projeto: Thiago RochaCha...
6 - SigmaTeam MembersNome                   Função        DepartamentoLuiz Carlos Silva      Champion      MP&L Site Manag...
D       M      A       I      C                                                                                 DEFINE VOI...
D      M      A       I     C                                                                                   DEFINE VOI...
D    M     A     I     C                                                       DEFINE VOICE OF THE CUSTOMER          Área ...
D       M          A   I     C                                                                                      DEFINE...
D       M          A      I      C                                                                                 DEFINE ...
D    M      A     I     C                                     MEASURE CTQ (y) CAPABILITY Coleta de Dados (Mar/11 a Abr/11)...
D    M      A     I     C                                                                   MEASURE CTQ (y) CAPABILITY    ...
D   M      A       I      C                                                                                               ...
D     M      A    I   C                                                            ANALYZE y= f (x)                       ...
D     M      A    I   C                                             ANALYZE y= f (x)                                 Y = f...
D      M       A       I      C                                                                                  IMPROVE y...
D     M      A    I   C                                 IMPROVE y= f (x)Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 12 de 22
D     M      A    I   C                                                            IMPROVE y= f (x)        X3 = Y: Falta s...
D     M      A    I   C                                    IMPROVE y= f (x)      Contagem diária de todo o       universo ...
D     M      A    I   C                                                             IMPROVE y= f (x)                  Ensa...
D     M      A    I   C                                 IMPROVE y= f (x)      Apontamento diário       de cada janela de  ...
D     M      A    I   C                                                     IMPROVE y= f (x)  Medição da performance de at...
D      M       A       I      C                                                                                 IMPROVE y=...
D     M      A     I     C                                                                       IMPROVE y= f (x)      Nív...
D    M       A   I   C                                                         CONTROL X’s Controle do Processo  Revisões...
D    M       A   I   C                                 CONTROL X’s Indicador de PerfomanceThiago Rocha – trocha@ford.comPá...
D    M       A   I   C                                 CONTROL X’s Indicador de PerfomanceThiago Rocha – trocha@ford.comPá...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GB#32675 - Flow Control of Returnable Packages - Reverse Logistics (Supply Chain)

764 visualizações

Publicada em

Mapping Process Return Packages (Reverse Logistics) in order to consolidate the objectives of SMF (Synchronous Material Flow) to the packaging receiving the same importance and dealings of the pieces.
It was identified the critical points for quality (CTQ) customer, the revisions completed in work instructions, created a window of time to return packaging, created a counting process for return of packaging in the warehouse, conducted the visual management of the warehouse and development of indicators for action plan on the gaps. Was implemented improvement process to customers (improvement quality and safety).

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
764
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GB#32675 - Flow Control of Returnable Packages - Reverse Logistics (Supply Chain)

  1. 1. GB # 32.675 Controle do Fluxo de Embalagens Retornáveis (Supply Chain)Líder Projeto: Thiago RochaChampion Projeto: Luiz Carlos SilvaBlack Belt: Marcos Silva BarbosaOrganização: MP&L Ford TaubatePlanta Projeto: Brasil – PlantaTaubateData de Fechamento Projeto: Dez/2011
  2. 2. 6 - SigmaTeam MembersNome Função DepartamentoLuiz Carlos Silva Champion MP&L Site ManagerMarcos S. Barbosa Black Belt MP&L Logística OperativaThiago Rocha Green Belt MP&L Industrial MaterialCristiano Akira Team Member MP&L Planejamento e Controle Produção (PCP)Marcos Silva Team Member Ceva Logística OperativaGraziela Barbosa Team Member Ceva Logística OperativaDaniel Alves Team Member Ceva Logística OperativaFernando Fonseca Team Member Ceva Logística OperativaDiego Conrado Team Member Ceva Logística OperativaBruna Bassanelli Team Member Ceva Logística OperativaRuan Ferreira Team Member Ceva Logística OperativaAdenilson dos Santos Team Member Ceva Logística OperativaAdilson Santos Team Member Ceva Logística OperativaRicardo Castro Team Member Ceva Logística OperativaAldeli Nunes Team Member Ceva Logística OperativaElisandro Vitor Team Member Ceva Logística OperativaAmir de Oliveira Team Member Ceva Logística OperativaDenis Silva Team Member Ceva Logística OperativaFernanda Toledo Team Member Ceva Logística Operativa
  3. 3. D M A I C DEFINE VOICE OF THE CUSTOMER Classificação do Projeto Indicador e Estratificação do Problema Melhoria de Processo. Declaração CTQ (Critical to Quality) Na planta de Taubaté as embalagens retornáveis não são expedidas aos fornecedores de suprimentos (Supply Chain) na mesma frequência de recebimento de peças, ocasionando riscos de falta de embalagens nos fornecedores e excesso de embalagens retornáveis na planta. Declaração do Problema Doca de recebimento e expedição do site de Taubaté utilizada pelo departamento de MP&L (Provedor Logístico) apresenta problemas referentes as devoluções de embalagens retornáveis. Não há uma janela de retorno de embalagens retornáveis para que de acordo com as rotas dos fornecedores e do Milk Run as mesmas sejam devolvidas a cada recebimento de peças. Objetivo Estabelecer um processo para controle de embalagens retornáveis tratando-as como peças (Logística Reversa) melhorando em 50% o fluxo de devolução de embalagens aos fornecedores.Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 1 de 22
  4. 4. D M A I C DEFINE VOICE OF THE CUSTOMER S.M.F. – Fluxo Sincronizado de Materiais Processo ou sistema que permite um fluxo contínuo de materiais e produtos dirigido por uma programação fixa, sequenciada e nivelada de veículos ou produtos, utilizando flexibilidade e os conceitos de produção enxuta. 1. Embarcar e receber todos os dias para 1. Frequência de reduzir inventário e aumentar a flexibilidade; Embarque 2. Estabelecer um processo para controle de 6. 100% Coleta e Embalagens Retornáveis e tratar a 2. Embalagens 2. Embalagens Entrega embalagem como peça; Retornáveis Retornáveis Programada 3. As embalagens devem estar no tamanho Objetivos do certo (manufatura enxuta) e devem ser S.M.F. duráveis; 5. Entrega de 4. Menos de 2 horas de inventário na linha; 3. Embalagens com Pequenos Lotes no Pequenos Lotes Ponto de Uso 5. Frequencia de entrega a cada 40 minutos para reduzir o inventário na Linha; 4. Estação de Trabalho Enxuta 6. Ter o Controle do Fluxo de material externo através de Janelas de Embarques (Time Window).Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 2 de 22
  5. 5. D M A I C DEFINE VOICE OF THE CUSTOMER Área de Embalagens Área de Embalagens Embalagens aguardando (Interna) (Externa) expedição Caminhão carregado de embalagens retornáveisThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 3 de 22
  6. 6. D M A I C DEFINE VOICE OF THE CUSTOMER Fluxo Atual de Recebimento de Materiais e Retorno de Embalagens Peças Compradas Return to (Bruto / Componentes) Supplier Emb. Vazias (Fornecedores) Fornecedores Fornecedores (Cliente) Ação Responsável Ação  Programação de Materiais (Release) Fornecedor | Ford  Necessidade de Embalagens (Release) GAP  Controle de Whs Fornecedor | Ford  Controle de Whs GAP  Conferência e Separação de Materiais Fornecedor | Ford  Conferência e Separação de Embalagens GAP  Faturamento Fornecedor | Ford  Faturamento GAP  Expedição Fornecedor | Ford  Expedição  Transporte (Rotas, WT)  Transporte (Rotas, WT) GAP  Entrada no Gate (NF) Ford | Fornecedor  Entrada no Gate (NF)  Recebimento Ford | Fornecedor  Recebimento  Conferência Ford | Fornecedor  Conferência  Separação de Materias Ford | Fornecedor  Separação de Embalagens  Armazenagem (Locação) Ford | Fornecedor  Armazenagem (Locação)  Consumo Ford | Fornecedor  EmbalamentoThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 4 de 22
  7. 7. D M A I C DEFINE VOICE OF THE CUSTOMER Mapeamento do Processo CTQ s CTQ s Suppliers Inputs Processes Outputs Customers • Operadores do • Coleta das • Coletar, separar, • Embalagens vazias • Fornecedores de sistema Smart Card; embalagens vazias da preparar, faturar e devolvidas aos peças e componentes. • Operadores de linha; devolver embalagens clientes corretos, em empilhadeiras; • Área adequada - GV vazias corretas, boas condições, nas • Conferentes de • Alocação correta de completas e sem quantidades e Doca; acordo com os avarias de acordo com modelos suficientes • Auxiliares de Apoio; clientes e tipos de os releases e janelas para atendimento dos • Auxiliar embalagens; de recebimento / releases e dentro do administrativo; • Preparação das devolução; prazo ideal. • Analista das peças; cargas para • Relatórios • Sistema CMMS – faturamento; adequados para o Release. • Cumprimento das monitoramento da janelas de devolução. perfomance do processo. Mapeamento do ProcessoThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 5 de 22
  8. 8. D M A I C MEASURE CTQ (y) CAPABILITY Coleta de Dados (Mar/11 a Abr/11)Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 6 de 22
  9. 9. D M A I C MEASURE CTQ (y) CAPABILITY Nível Sigma no Período de Mar/11 a Abr/11Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 7 de 22
  10. 10. D M A I C ANALYZE y= f (x) Identificação dos Problemas Apresentados no Processo Atual MÁQUINA MATERIAL MEDIÇÃO Falta a criação de um Falta sistemática no warehouse de embalagens fluxo para melhorar a vazias no sistema CMMS performance de (controle sistêmico para devolução de análise de saldo, recebimento embalagens vazias de embalagens vazias da linha, emissão de notas fiscais Falta plano de ação para para devolução por barcode) os veículos em que não EFEITO (Y) Falta a criação de um release há devolução de de embalagens para retorno embalagens retornáveis Baixo índice de retorno de mediante o release de peças a embalagens vazias aos receber de cada fornecedor fornecedores (Supply Chain), Falta conferente Falta espaço físico e Falta de Janela para ocasionando riscos de falta específico para controle organizado Devolução de de embalagens nos de embalagens (Gerenciamento Visual) Embalagens vazias fornecedores e excesso de na área de embalagens Falta Treinamento específico (externa e interna) e Faltam Instruções de embalagens na planta de sobre a tratativa para Docas Trabalho padronizadas para Taubate. embalagens (conferentes, os processos do fluxo de operadores de veiculos retorno de embalagens industriais, auxiliares de apoio e administrativos) Falta integridade nas informações operacionais MÃO DE OBRA AMBIENTE MÉTODOThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 8 de 22
  11. 11. D M A I C ANALYZE y= f (x) Matriz de Causa e EfeitoThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 9 de 22
  12. 12. D M A I C ANALYZE y= f (x) Y = f (x) X9: Falta de Janela para Devolução de Embalagens vazias X3: Falta sistemática no fluxo para melhorar a performance de devolução de embalagens vaziasThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 10 de 22
  13. 13. D M A I C IMPROVE y= f (x) X9 = Y: Falta de Janela para Devolução de Embalagens vazias X9’: Criar Janela de Devolução de Embalagens tomando como base o mapeamento de 100% dos fornecedores de materiais, desmembrando as rotas de (*) Milk Run e assim oficializando as rotas corretas * Milk Run: É um processo de planejamento de entregas, realizado por uma empresa de transporte, onde para cada dia a transportadora realiza uma coleta dos componentes / peças de cada fornecedor em quantidades pré determinadas com o objetivo de entregar os componentes / peças no fabricante.Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 11 de 22
  14. 14. D M A I C IMPROVE y= f (x)Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 12 de 22
  15. 15. D M A I C IMPROVE y= f (x) X3 = Y: Falta sistemática no fluxo para melhorar a performance de devolução de embalagens vazias X3’: Criar sistemática no fluxo afim de prover melhor nível de perfomance de devolução de embalagens vazias aos fornecedoresThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 13 de 22
  16. 16. D M A I C IMPROVE y= f (x) Contagem diária de todo o universo de embalagens retornáveis de acordo com a Janela de Devolução de Embalagens do dia, garantindo a disponibilidade de atendimento as Janelas.Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 14 de 22
  17. 17. D M A I C IMPROVE y= f (x) Ensacamento e arqueamento Antes ... de 100% dos pallets, garantindo o retorno de embalagens sem sujidades aos fornecedores afim de não afetar o float das mesmas no fluxo (item de qualidade). Depois.Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 15 de 22
  18. 18. D M A I C IMPROVE y= f (x) Apontamento diário de cada janela de devolução de embalagens, garantindo as informações necessárias para medição de performance do processo.Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 16 de 22
  19. 19. D M A I C IMPROVE y= f (x) Medição da performance de atendimento as janelas de devolução de embalagens e apontamento das justificativas de não carregamentoThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 17 de 22
  20. 20. D M A I C IMPROVE y= f (x) Coleta de Dados (Mai/11 a Jun/11) Após o mapeamento do processo, mapeamento de 100% das bases de fornecedores de materiais e desmembramento das rotas de Milk Run foi criada e implementada a Janela de Devolução de Embalagens (Window Time) e a sistemática de medição de performance de cumprimento das janelas, melhorando em 82 % o fluxo de veículos com embalagens vazias.Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 18 de 22
  21. 21. D M A I C IMPROVE y= f (x) Nível Sigma no Período de Mar/11 a Abr/11 Nível Sigma no Período de Mai/11 a Jun/11 DPMO: Redução de 82,8 %Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 19 de 22
  22. 22. D M A I C CONTROL X’s Controle do Processo  Revisões de processo de devolução de embalagens retornáveis - Revisão diária com o Provedor Logístico (Quality Team) - Revisão semanal com o supervisor / gerente (reunião de Start-up) - Revisão mensal com todo o time nas reuniões de P.O.R. (Plant Operation Review) - Revisão semanal com o time de Supply Chain - Plano de Ação para janelas sem devolução de embalagens ** On going ** ** Ações de controle e monitoramento já implementadas **Thiago Rocha – trocha@ford.comPágina 20 de 22
  23. 23. D M A I C CONTROL X’s Indicador de PerfomanceThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 21 de 22
  24. 24. D M A I C CONTROL X’s Indicador de PerfomanceThiago Rocha – trocha@ford.comPágina 22 de 22

×