SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Partes Constituintes
Plantas        Página 76




Com flor Sem flor

  Ex: Rosa,    Ex: fetos,
  orquídea      musgos
Partes constituintes das plantas.
                         flor



        fruto




                          folhas




                raiz      caule




                                    Papoila
As raízes absorvem
água e sais minerais
 do solo e fixam a
  planta à terra.
• Funções da raiz

  – Fixa a planta, normalmente no solo.
  – Absorve a água e sais minerais
    necessários.
  – Acumulação de reservas.
Página 77
Desenvolvem-se
         Subterrâneas
                        debaixo de terra




Raízes                  Desenvolvem-se
          Aquáticas
                        debaixo de água




                        Desenvolvem-se
           Aéreas
                            no ar
feijoeiro
lírio   dália   alho
nabo   cenoura
Página 78




     Raiz subterrânea                        Raiz subterrânea
com uma parte principal fina                 com uma parte principal
   de onde saem várias                       grossa
    raízes secundárias                       de onde saem várias
                                             raízes secundárias
   - Papoila
                                                      - Cenoura
    - Couve          Raiz subterrânea com
                                                        - Nabo
    - Urtiga                um feixe
                                                     - Beterraba
                      de raízes principais
                              finas

                          - Tomateiro
                           - Macieira
 Raiz aprumada – uma raiz principal de onde saem
  outras mais finas – raízes secundárias. Ex: salsa.

 Raiz aprumada tuberculosa – uma raiz principal
  com substâncias de reserva. Ex: cenoura.

 Raiz fasciculada – com várias raízes semelhantes.
  Ex: milho.

 Raiz fasciculada tuberculosa – todas as várias
  raízes contêm substâncias de reserva. Ex: batata-
  doce
                   Página 104
   Os caules apresentam uma grande diversidade em relação
ao meio em que vivem, às dimensões, à posição, à forma, à
duração e à função.




         Cacto.                              Roseira.
Funções do caule

As serve para manter
  a planta direita e
  transportar água,
 nutrientes e outras
 substâncias através
do seu interior até à
        folhas.       caule
Caule
Funções do caule:

  Suportar os ramos, folhas, flores e
   frutos.
  Conduzir água e sais minerais e
   substâncias nutritivas.
  Acumulação de substâncias de reserva
   (em algumas plantas)
Caule aéreo    Caule subterrâneo   Caule aquático

Ex: roseira;   Ex: lírio;          Ex: nenúfar;
Gomos ou
             gemas.




Nó.




  Entrenó.
Nos caules aéreos podem distinguir-se diferentes partes:

Nós: zonas salientes onde se ligam folhas ou ramos;

Entrenós: espaços entre os nós, cujo crescimento faz alongar o
caule;

Gomos ou gemas: estruturas que originam folhas ou flores.
Caule geralmente mais grosso na base do que em cima e com ramos a
partir de certa altura.   Ex: oliveira, laranjeira;
Caule cilíndrico e sem ramificações. Só apresenta um grupo de folhas na parte
superior.        Ex: palmeira, mamoeiro;
Caule cilíndrico, oco ou com medula e com nós salientes. Ex: cana-de-
açúcar, bambu;
 Caule
alongado que
cresce na
posição
horizontal, com
escamas e com
raízes laterais.
Ex: lírio;
 Caule
arredondado
com substâncias
de reserva sem
escamas e sem
raízes.
Ex: batata;
Bolbo.




 Caule curto, de forma mais ou menos arredondada e protegido
por escamas carnudas.    Ex: cebola, alho;
Caule



Aéreo      Subterrâneo        Aquático



  Tronco         Tubérculo



 Espique           Bolbo



  Colmo           Rizoma

           Página 104 e 110
Caule aéreo erecto   Caule aéreo prostrado   Caule aéreo trepador, que
(direitos).          (deitado no solo).      se enrola num suporte.
Ex: laranjeira;      Ex: meloeiro;           Ex: feijoeiro;
 O caule da bananeira é um
caule subterrâneo do tipo
rizoma, aquilo que nos parece um
caule é um caule falso, são as
suas grandes folhas.
Ao longo do tempo os
                                 troncos das árvores vão
                                 engrossando devido à
                                 sobreposição anual de anéis de
                                 madeira. Em cada ano, uma
                                 nova camada recobre a
                                 anterior, e assim sucessivamente.
                                          Num tronco, em corte
                                 transversal, podem contar-se os
                                 anéis que se foram formando. O
                                 número de anéis corresponde ao
                                 número de anos que a árvore

Corte do tronco de uma árvore.   tinha.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantasSofia Mendes
 
Reprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com florReprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com florTânia Reis
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantasLilian Larroca
 
Trabalho plantas
Trabalho plantasTrabalho plantas
Trabalho plantastejinha
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaTurma Olímpica
 
Ficha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-flor
Ficha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-florFicha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-flor
Ficha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-flormarcommendes
 
As plantas utilidade
As plantas   utilidadeAs plantas   utilidade
As plantas utilidadetaniarijo
 
48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-voc48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-vocAmelia Barros
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e FrutosSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e FrutosTurma Olímpica
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasFatima Comiotto
 
V.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasV.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasRebeca Vale
 

Mais procurados (20)

B.i. das plantas final
B.i. das plantas   finalB.i. das plantas   final
B.i. das plantas final
 
Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantas
 
Reprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com florReprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com flor
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
 
Trabalho plantas
Trabalho plantasTrabalho plantas
Trabalho plantas
 
Solo
SoloSolo
Solo
 
Gimnospermas e angiosperma
Gimnospermas e angiospermaGimnospermas e angiosperma
Gimnospermas e angiosperma
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
 
Folha
FolhaFolha
Folha
 
Ficha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-flor
Ficha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-florFicha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-flor
Ficha trab c.nat 6º reproducao plantas-com-flor
 
Plantas
PlantasPlantas
Plantas
 
As plantas utilidade
As plantas   utilidadeAs plantas   utilidade
As plantas utilidade
 
Abertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomasAbertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomas
 
48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-voc48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-voc
 
As plantas
As  plantasAs  plantas
As plantas
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e FrutosSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
 
Diversidade das plantas
Diversidade das plantasDiversidade das plantas
Diversidade das plantas
 
V.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasV.3 Gimnospermas
V.3 Gimnospermas
 

Semelhante a Partes das plantas

Semelhante a Partes das plantas (20)

O Caule
O CauleO Caule
O Caule
 
Reino vegetal
Reino vegetalReino vegetal
Reino vegetal
 
Orgaos vegetais
Orgaos vegetaisOrgaos vegetais
Orgaos vegetais
 
Raiz
RaizRaiz
Raiz
 
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
 
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
 
Revisão Raiz Caule
Revisão Raiz CauleRevisão Raiz Caule
Revisão Raiz Caule
 
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Raiz
RaizRaiz
Raiz
 
Plantas PT
Plantas PTPlantas PT
Plantas PT
 
7º ano reino plantae 1
7º ano    reino plantae 17º ano    reino plantae 1
7º ano reino plantae 1
 
Morfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.mMorfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.m
 
Aula 4 Prof. Guth Berger
Aula 4 Prof. Guth BergerAula 4 Prof. Guth Berger
Aula 4 Prof. Guth Berger
 
Morfologia das plantas com flor
Morfologia das plantas com flor Morfologia das plantas com flor
Morfologia das plantas com flor
 
Biologia - Morfologia Vegetal
Biologia - Morfologia VegetalBiologia - Morfologia Vegetal
Biologia - Morfologia Vegetal
 
As plantas
As plantasAs plantas
As plantas
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Órgãos Vegetativos
Órgãos VegetativosÓrgãos Vegetativos
Órgãos Vegetativos
 

Mais de Tânia Reis

Condições da Terra que permitem a existência de vida
Condições da Terra que permitem a existência de vidaCondições da Terra que permitem a existência de vida
Condições da Terra que permitem a existência de vidaTânia Reis
 
Deriva dos continentesp
Deriva dos continentespDeriva dos continentesp
Deriva dos continentespTânia Reis
 
Condiçoes da terra p
Condiçoes da terra pCondiçoes da terra p
Condiçoes da terra pTânia Reis
 
A terra no espaço p
A terra no espaço pA terra no espaço p
A terra no espaço pTânia Reis
 
A terra no espaço
A terra no espaçoA terra no espaço
A terra no espaçoTânia Reis
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivosTânia Reis
 
Transmissão da vida
Transmissão da vida Transmissão da vida
Transmissão da vida Tânia Reis
 
Saúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitáriaSaúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitáriaTânia Reis
 
Instrumentos de exploração espacial
Instrumentos de exploração espacialInstrumentos de exploração espacial
Instrumentos de exploração espacialTânia Reis
 
A terra no espaço p
A terra no espaço pA terra no espaço p
A terra no espaço pTânia Reis
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratórioTânia Reis
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatórioTânia Reis
 
Sistema hormonal
Sistema hormonalSistema hormonal
Sistema hormonalTânia Reis
 
4hereditariedade
4hereditariedade4hereditariedade
4hereditariedadeTânia Reis
 

Mais de Tânia Reis (20)

ficha 1 moc.pdf
ficha 1 moc.pdfficha 1 moc.pdf
ficha 1 moc.pdf
 
Condições da Terra que permitem a existência de vida
Condições da Terra que permitem a existência de vidaCondições da Terra que permitem a existência de vida
Condições da Terra que permitem a existência de vida
 
Princ geologia
Princ geologiaPrinc geologia
Princ geologia
 
Etapasp
EtapaspEtapasp
Etapasp
 
Deriva dos continentesp
Deriva dos continentespDeriva dos continentesp
Deriva dos continentesp
 
Datacaop
DatacaopDatacaop
Datacaop
 
Condiçoes da terra p
Condiçoes da terra pCondiçoes da terra p
Condiçoes da terra p
 
A terra no espaço p
A terra no espaço pA terra no espaço p
A terra no espaço p
 
A terra no espaço
A terra no espaçoA terra no espaço
A terra no espaço
 
Rochas solo tr
Rochas solo trRochas solo tr
Rochas solo tr
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
 
Transmissão da vida
Transmissão da vida Transmissão da vida
Transmissão da vida
 
Saúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitáriaSaúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitária
 
Instrumentos de exploração espacial
Instrumentos de exploração espacialInstrumentos de exploração espacial
Instrumentos de exploração espacial
 
A terra no espaço p
A terra no espaço pA terra no espaço p
A terra no espaço p
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema hormonal
Sistema hormonalSistema hormonal
Sistema hormonal
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
4hereditariedade
4hereditariedade4hereditariedade
4hereditariedade
 

Partes das plantas

  • 2. Plantas Página 76 Com flor Sem flor Ex: Rosa, Ex: fetos, orquídea musgos
  • 3. Partes constituintes das plantas. flor fruto folhas raiz caule Papoila
  • 4.
  • 5. As raízes absorvem água e sais minerais do solo e fixam a planta à terra.
  • 6. • Funções da raiz – Fixa a planta, normalmente no solo. – Absorve a água e sais minerais necessários. – Acumulação de reservas.
  • 8.
  • 9. Desenvolvem-se Subterrâneas debaixo de terra Raízes Desenvolvem-se Aquáticas debaixo de água Desenvolvem-se Aéreas no ar
  • 10.
  • 12. lírio dália alho
  • 13.
  • 14.
  • 15. nabo cenoura
  • 16.
  • 17. Página 78 Raiz subterrânea Raiz subterrânea com uma parte principal fina com uma parte principal de onde saem várias grossa raízes secundárias de onde saem várias raízes secundárias - Papoila - Cenoura - Couve Raiz subterrânea com - Nabo - Urtiga um feixe - Beterraba de raízes principais finas - Tomateiro - Macieira
  • 18.
  • 19.  Raiz aprumada – uma raiz principal de onde saem outras mais finas – raízes secundárias. Ex: salsa.  Raiz aprumada tuberculosa – uma raiz principal com substâncias de reserva. Ex: cenoura.  Raiz fasciculada – com várias raízes semelhantes. Ex: milho.  Raiz fasciculada tuberculosa – todas as várias raízes contêm substâncias de reserva. Ex: batata- doce Página 104
  • 20.
  • 21. Os caules apresentam uma grande diversidade em relação ao meio em que vivem, às dimensões, à posição, à forma, à duração e à função. Cacto. Roseira.
  • 22. Funções do caule As serve para manter a planta direita e transportar água, nutrientes e outras substâncias através do seu interior até à folhas. caule
  • 23. Caule Funções do caule: Suportar os ramos, folhas, flores e frutos. Conduzir água e sais minerais e substâncias nutritivas. Acumulação de substâncias de reserva (em algumas plantas)
  • 24. Caule aéreo Caule subterrâneo Caule aquático Ex: roseira; Ex: lírio; Ex: nenúfar;
  • 25. Gomos ou gemas. Nó. Entrenó.
  • 26. Nos caules aéreos podem distinguir-se diferentes partes: Nós: zonas salientes onde se ligam folhas ou ramos; Entrenós: espaços entre os nós, cujo crescimento faz alongar o caule; Gomos ou gemas: estruturas que originam folhas ou flores.
  • 27. Caule geralmente mais grosso na base do que em cima e com ramos a partir de certa altura. Ex: oliveira, laranjeira;
  • 28. Caule cilíndrico e sem ramificações. Só apresenta um grupo de folhas na parte superior. Ex: palmeira, mamoeiro;
  • 29. Caule cilíndrico, oco ou com medula e com nós salientes. Ex: cana-de- açúcar, bambu;
  • 30.  Caule alongado que cresce na posição horizontal, com escamas e com raízes laterais. Ex: lírio;
  • 31.  Caule arredondado com substâncias de reserva sem escamas e sem raízes. Ex: batata;
  • 32. Bolbo.  Caule curto, de forma mais ou menos arredondada e protegido por escamas carnudas. Ex: cebola, alho;
  • 33. Caule Aéreo Subterrâneo Aquático Tronco Tubérculo Espique Bolbo Colmo Rizoma Página 104 e 110
  • 34.
  • 35. Caule aéreo erecto Caule aéreo prostrado Caule aéreo trepador, que (direitos). (deitado no solo). se enrola num suporte. Ex: laranjeira; Ex: meloeiro; Ex: feijoeiro;
  • 36.  O caule da bananeira é um caule subterrâneo do tipo rizoma, aquilo que nos parece um caule é um caule falso, são as suas grandes folhas.
  • 37. Ao longo do tempo os troncos das árvores vão engrossando devido à sobreposição anual de anéis de madeira. Em cada ano, uma nova camada recobre a anterior, e assim sucessivamente. Num tronco, em corte transversal, podem contar-se os anéis que se foram formando. O número de anéis corresponde ao número de anos que a árvore Corte do tronco de uma árvore. tinha.