Oportunidades e Desafios para o  Transporte Multimodal na      Região Amazônica
AgendaConceitos e Alternativas de MultimodalidadeInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePr...
AgendaConceitos e Alternativas de MultimodalidadeInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePr...
Multimodalidade X Intermodalidade
Marco Regulatório para Multimodalidade                             Brasil - ANTTFonte: Instituto ILOS e Coppead
Principais vantagens do OTM: Operador       de Transporte Multimodal    Vantagens para o contratante:        – Dono da car...
Questões a serem definidas para   atuação efetiva do OTM   • Seguro      Ainda não existe um seguro único que cubra todas...
Infraestrutura de Transporte                                          Brasileira                               1.6 mil km ...
Cenário Internacional da Infraestrutura                                          Indicadores de Densidade Logística       ...
Principais formas de Transporte              de Carga na Região Norte Na Região Norte quase não existem rodovias nem ferro...
Pontos Positivos da Multimodalidade   – Consegue explorar o que tem de melhor em cada     modal   – Agiliza o processo de ...
Vantagens Economicas e Operacionais                      de Diferentes Modais                    Capacidade de            ...
Agiliza o tempo de carga e descarga          Um navio típico de carga geral de 22 mil TPBs gastava 40% do tempo atracado n...
Crescente Utilização de outros produtos                        (Índice de Containerização)Fonte: Pesquisa CEL/COPPEAD 2007
Crescimento do Comércio Internacional                                           200%           Crescimento % - Ano Base 19...
Container: equipamento básico    para Multimodalidade
Doublestack: Aumento de     Produtividade
Roadrailer (Carless)
Piggyback ou TOFC Trailer On Flat Car
Condições Ideais para                     Multimodalidade     Corredores     multimodais                     Terminais    ...
Corredores Multimodais                  Fluxo de containers nas ferrovias                    EUA                          ...
Rede de Terminais Multimodadais                         EUA X Brasil                   Terminais Intermodais Rodo-Ferroviá...
Portos e Navios: Peças fundamentais                                  para MultimodalidadeFonte: Pesquisa CEL/COPPEAD 2007
Barreiras Ferroviárias para melhor                                      uso da Multimodalidade no Brasil                  ...
Movimentação de Contêineres                                  nas Ferrovias         O Transporte de contêineres nas ferrovi...
Barreiras Portuárias para Melhor Uso da                                             Multimodalidade no Brasil             ...
Participação do container no volume total                                                              dos portos - Brasil...
Comparação Brasil X EUA                                         Movimentação de containers em 2009                        ...
AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos ...
Malha Rodoviária               Brasileira x Região NorteRodovias na Região Norte        (em km)       17.007 km   Rodovias...
Malha Ferroviária                Brasileira x Região NorteFerrovias na Região Norte         (em km)        1.909 km   Ferr...
Potencial para Uso de Vias Navegáveis                   Brasil x Região NortePotencial nas hidrovias     Região Norte     ...
AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteImportancia da Multimodalidade na Região NortePrincipais Investime...
Economia da Região Norte                               Principais produtos e atividades                          Zona Fran...
Evolução da Movimentação dos                              Portos e TUPs na Região Norte                                   ...
Principais Mercadorias                 Transportadas na navegação interior em 2010       Mercadorias em semi-reboques (Rô-...
Crescimento Econômico:                                                  Brasil x Região Norte                             ...
Crescimento Econômico da                                                    Região Norte          O aumento na renda das f...
E como estão as pré condições para a    multimodalidade na Região? Rodovias           Aeroportos  Portos            Hidrov...
Rodovias                                          Região Norte        A grande maioria das estradas pesquisadas na Região ...
Rodovias                                          Região Norte                  5 das 10 piores ligações rodoviárias do pa...
Principais Aeroportos                                                Região Norte           O Aeroporto de Manaus é o mais...
Aeroporto de Manaus                     Segundo os profissionais de logística os principais                  problemas do ...
AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos ...
Principais Obras Previstas no          PAC 2 na Região Amazônica                                                          ...
Principais Obras Previstas para Melhorar                             a Multimodalidade na Região Amazônica                ...
AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos ...
Entrega Kibon                              Mercado Consumidor                      São Gabriel da Cachoeira - AM          ...
Transferência Sony       Quase todos os produtos montados na       planta de Manaus são transferidos via             balsa...
Transferência Honda     Localizada no Polo Industrial de Manaus, a           unidade representa o 2º maior       investime...
AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos ...
Principais ConclusõesA Multimodalidade é uma tendência em todo o mundo, incentivada principalmente pelo crescimentodo comé...
OBRIGADO !!! fleury@ilos.com.br
Acesso aos Principais Portos da                               Região Norte                   Não há acessos ferroviários n...
Região Amazônica                     Principais Ligações com Outras RegiõesManaus, Macapá e Boa Vista não tem hoje conexão...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Paulo Fernado Fleury - Oportunidades e Desafios para o Transporte Multimodal na Região Amazônica

5.128 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.128
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
145
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paulo Fernado Fleury - Oportunidades e Desafios para o Transporte Multimodal na Região Amazônica

  1. 1. Oportunidades e Desafios para o Transporte Multimodal na Região Amazônica
  2. 2. AgendaConceitos e Alternativas de MultimodalidadeInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos para Região NorteDesafios para Logística: cases de empresasConclusões
  3. 3. AgendaConceitos e Alternativas de MultimodalidadeInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos na Região NorteDesafios para Logística: cases de empresasConclusões
  4. 4. Multimodalidade X Intermodalidade
  5. 5. Marco Regulatório para Multimodalidade Brasil - ANTTFonte: Instituto ILOS e Coppead
  6. 6. Principais vantagens do OTM: Operador de Transporte Multimodal Vantagens para o contratante: – Dono da carga não precisa desenvolver conhecimentos aprofundados sobre cada modal a fim de se salvaguardar com relação a eventuais danos. – Em caso de perda ou dano  responsabilidade do OTM Vantagens para o OTM: – Documento único  Conhecimento de Transporte Multimodal de Carga
  7. 7. Questões a serem definidas para atuação efetiva do OTM • Seguro  Ainda não existe um seguro único que cubra todas as etapas da operação. O seguro ainda é feito por trecho. A soma dos seguros de cada trecho é repassada ao dono da carga. “As vezes o seguro que cobre o trecho completo sai mais caro do que a soma dos trechos !” • ICMS  Falta de regulamentação quanto a sua tributação entre os diversos Estados da União. Devido a estes dois fatores, as empresas habilitadas como OTM não percebem muita diferença em suas atividades.Fonte: entrevistas com OTM’s realizadas pelo CEL/COPPEAD 2005
  8. 8. Infraestrutura de Transporte Brasileira 1.6 mil km de estradas 214 mil km pavimentados Potencial de 50 mil km de hidrovias 13,6 mil km em uso 29 mil km de ferrovias 31 aeroportos Principais 46 portos organizados e mais de 120 terminais de uso privativo 19,2 mil km de dutos Isso é o ideal?Fonte: ANTT, ANTAQ, Infraero
  9. 9. Cenário Internacional da Infraestrutura Indicadores de Densidade Logística Mil quilômetros de via Rodovias Ferrovias Dutovias Hidrovias Área Pavimentadas (milhões km2) Brasil 8,5 212 29 19 14 China 9,3 1.576 77 58 110BRIC Índia 3,0 1.569 63 23 15 Rússia 17,0 755 87 247 102 EUA 9,1 4.210 227 793 41Fonte: World FactBook e Banco Mundial
  10. 10. Principais formas de Transporte de Carga na Região Norte Na Região Norte quase não existem rodovias nem ferrovias.Os rios são as principais vias de transporte de cargas.(estradas) Rô-rô caboclo Comboio
  11. 11. Pontos Positivos da Multimodalidade – Consegue explorar o que tem de melhor em cada modal – Agiliza o processo de carregamento e descarregamento – Tendência mundial de transporte de produtos industrializados através de containers – Crescimento explosivo do comércio Internacional
  12. 12. Vantagens Economicas e Operacionais de Diferentes Modais Capacidade de Custo de Velocidade Média Transporte Transporte 900 CarretasRodoviário: = 22.500 60 km/h R$ 104 4 Trem (77 vagões)Ferroviário: = 22.500 50 km/h R$ 62 1 ComboioHidroviário: (9 barcaças) = 22.500 12 km/h R$ 46 R$ por Tonelada Km/h Tonelada 1.000 km Melhor Intermediário Pior
  13. 13. Agiliza o tempo de carga e descarga Um navio típico de carga geral de 22 mil TPBs gastava 40% do tempo atracado nos portos, enquanto um navio porta container de 47 mil TPBs gasta 17% do tempo Período em que o navio ficava atracado (por ano) 160 149 dias Dias de atracação por ano 140 120 Redução de 80% 100 80 64 dias 60 40 20 0 Navio carga geral Navio container 22 mil TPB* 47 mil TPB*Fonte: Stopford, 1997 * TPB = Tonelada de Porte Bruto
  14. 14. Crescente Utilização de outros produtos (Índice de Containerização)Fonte: Pesquisa CEL/COPPEAD 2007
  15. 15. Crescimento do Comércio Internacional 200% Crescimento % - Ano Base 1998 150% 100% 50% 0% 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Crescimento das exportações de mercadorias em US$ Crescimento da movimentação em TEUsFonte: MDIC e UNCTAD
  16. 16. Container: equipamento básico para Multimodalidade
  17. 17. Doublestack: Aumento de Produtividade
  18. 18. Roadrailer (Carless)
  19. 19. Piggyback ou TOFC Trailer On Flat Car
  20. 20. Condições Ideais para Multimodalidade Corredores multimodais Terminais Multimodais Portos eficientesTemos isso no Brasil?
  21. 21. Corredores Multimodais Fluxo de containers nas ferrovias EUA BRASILFonte: Federal Highway administration Fonte: Insituto ILOS e Ferrovias Brasileiras
  22. 22. Rede de Terminais Multimodadais EUA X Brasil Terminais Intermodais Rodo-Ferroviários de containers EUA BRASIL EUA: Brasil: 183 term. rodo-ferroviários de containers 26 term. rodo-ferroviários de containersFonte: IANA e www.kcsi.com Fonte: Entrevistas com ferrovias: MRS, ALL, FCA, Vitória Minas, CFN
  23. 23. Portos e Navios: Peças fundamentais para MultimodalidadeFonte: Pesquisa CEL/COPPEAD 2007
  24. 24. Barreiras Ferroviárias para melhor uso da Multimodalidade no Brasil % respostas Problemas com infraestrutura na interface porto+ferrovia 86% Indisponibilidade de terminais 71% Falta de ramal ferroviário 67% Indisponibilidade de rotas e destinos 67% Ferrovia aumentaria muito a complexidade da operação 24% Questões Ambientais 19% Risco de acidentes e avarias na ferrovia 19% Risco de roubos na ferrovia 5%Fonte: Pesquisa Instituto ILOS 2011
  25. 25. Movimentação de Contêineres nas Ferrovias O Transporte de contêineres nas ferrovias cresceu mais de 82 vezes desde a desestatização. Principais entraves ao maior crescimento do Transporte multimodal, destacam-se o Sistema Tributário e as condições de acesso ferroviário aos Portos. Milhares TEUs 287* 265 273 220 232 205 189 159 136 99 107 79 60 3 10 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011Fonte: ANTF *Projetado
  26. 26. Barreiras Portuárias para Melhor Uso da Multimodalidade no Brasil % respostas Acesso rodoviário 49% Tarifas 42% Calado 35% Porto saturado 33% Tecnologia de informação 17% Problemas com avarias 15% Não poder ter equipe própria no porto 11% Equipamentos 11%Fonte: Pesquisa Instituto ILOS 2011
  27. 27. Participação do container no volume total dos portos - Brasil 10.00% 9.50% Ton containers / Total ton nos portos 9.50% 9.10%9.00% 8.90% 8.96% 9.00% 8.50% 8.50% 8.10% 8.00% 7.50% 7.30% 7.00% 6.70% 6.50% 5.90% 6.00% 5.50% 5.17% 5.00% 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010Fonte: ANTAQ
  28. 28. Comparação Brasil X EUA Movimentação de containers em 2009 40000 37216 35000 Mil TEUs 30000 25000 20000 15000 6 vezes 10000 menor 6108 5000 0 Brasil EUAFonte: BTS e ANTAQ
  29. 29. AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos na Região NorteDesafios para Logística: cases de empresasConclusões
  30. 30. Malha Rodoviária Brasileira x Região NorteRodovias na Região Norte (em km) 17.007 km Rodovias no Brasil (em km) 1,6 milhões kmA Região Norte tem 1,1% das rodovias do Brasil.
  31. 31. Malha Ferroviária Brasileira x Região NorteFerrovias na Região Norte (em km) 1.909 km Ferrovias no Brasil (em km) 29 mil kmA Região Norte tem 6,6% das ferrovias do Brasil.
  32. 32. Potencial para Uso de Vias Navegáveis Brasil x Região NortePotencial nas hidrovias Região Norte (em km) 22.523 kmPotencial nas hidrovias Brasil (em km) 50 mil km 14 mil km em operaçãoA Região Norte tem 45% das hidrovias do Brasil.
  33. 33. AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteImportancia da Multimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos na Região NorteDesafios para Logística: cases de empresasConclusões
  34. 34. Economia da Região Norte Principais produtos e atividades Zona Franca de Manaus (AM) Serra do Navio (AP) Eletroeletrônicos, duas Produção de manganês. rodas,entre outros. Serra dos Carajás (PA) Produtora de grande parte do minério de ferro exportado como Coari (AM) ferro, bauxita, manganêExtração de petróleo em s, calcário, ouro e terra firme e produção estanho. de gás. Pará e Rondônia Destaca-se agropecuária com um Tocantins rebanho calculado em mais de 14 Agronegócio Rondônia milhões de cabeças de bovinos. Tem se destacado na produção de café.
  35. 35. Evolução da Movimentação dos Portos e TUPs na Região Norte Evolução da Movimentação por Cabotagem e Característica da Operação Navegação Interior nos Portos e TUPs da Região Norte Em milhões de Ton Navegação Interior 46 48 40% 38 39 41 Longo Curso 24% Cabotagem 36% 2007 2008 2009 2010 2011FONTE: ANTAQANÁLISES: Instituto ILOS
  36. 36. Principais Mercadorias Transportadas na navegação interior em 2010 Mercadorias em semi-reboques (Rô-rô caboclo) e soja são as principais movimentações nos Rios Amazonas e Madeira. Hidrovia Solimões – Amazonas Hidrovia do Madeira Principais rios: Solimões, Amazonas e Negro Principal rio: Madeira Outros 7% Semi- Outros reboque Milho 24% baú Semi- 14% 28% reboque baúProdutos Soja 8%Químicos Soja 71% e 27%orgânicos 21%
  37. 37. Crescimento Econômico: Brasil x Região Norte Índice de crescimento do Produto Interno Bruto por Região Série encadeada do volume do Produto Interno Bruto (base: 1995 = 100) A região Norte é a que vem crescendo mais nos últimos 15 anos. 190 180 170 160 150 140 130 120 110 100 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-oeste BrasilFonte: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA.
  38. 38. Crescimento Econômico da Região Norte O aumento na renda das famílias Com mais dinheiro, o nortista promove um impulsiona o crescimento da região norte crescimento nas vendas do comércio em neste ano acima da média nacional nível superior ao do resto do país % Expansão na renda das famílias % Expansão nas vendas Brasil 5.4% Brasil 6% Norte 8% Norte 7,7% Nordeste 7% Centro-Oeste 6.5% Centro-oeste 6% Sudeste 6% Nordeste 6.3% Sul 4% Sudeste 5.0% O Norte deve crescer mais do que o Brasil e tanto quanto o Nordeste 2012 2015 Sul 4.8% Norte 4,3% 5,2% Nordeste 4,3% 5,3% Brasil 3,2% 3,7%Fonte: Revista EXAME 2012 (pesquisa da Tendências Consultoria integrada)
  39. 39. E como estão as pré condições para a multimodalidade na Região? Rodovias Aeroportos Portos Hidrovias
  40. 40. Rodovias Região Norte A grande maioria das estradas pesquisadas na Região Norte estão em estado regular, ruim ou péssimo de conservação. 14% 15% 86% 85% 10 % 0% 90 % 100% 5% 18% 95% 37% 63% 82% Regular - 23,2 % Regular Ótimo Total Região Norte Ruim - 31,8% Bom Ruim Péssimo- 31,4% PéssimoFonte: CNT - 2011
  41. 41. Rodovias Região Norte 5 das 10 piores ligações rodoviárias do país ficam na região norte Amazonas BR - 010 Transamazônica Pará-Mato Grosso Cuiabá-Santarém BR 163 Pará BR 158 Tocantins BR- 040 Acre BR-364 Com péssimas estradas a região fica cada vez mais dependente dos rios.Fonte: CNT-2011
  42. 42. Principais Aeroportos Região Norte O Aeroporto de Manaus é o mais importante na região para a movimentação de carga. É o terceiro em movimentação de carga do Brasil, sendo responsável por cerca de 30% do total. Boavista Macapá Principais fatores para a elevada movimentação aérea em Belém Manaus: Manaus • A presença da Zona Franca de Manaus com produção de Rio Branco Porto Velho produtos de alto valor Palmas agregado. • Limitações na infraestrutura dos outros modais na região.Mercadorias de alto valor agregado produzidos naZona Franca de Manaus dependem do aeroporto. Fonte: Instituto ILOS
  43. 43. Aeroporto de Manaus Segundo os profissionais de logística os principais problemas do aeroporto de Manaus são: elevado tempo de liberação das mercadorias e tarifas elevadas Movimentação de Carga Mil Ton 166 158 140 147 131 134 2005 2006 2007 2008 2009 2010Fonte: Infraero
  44. 44. AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos na Região NorteDesafios para Logística: cases de empresasConclusões
  45. 45. Principais Obras Previstas no PAC 2 na Região Amazônica Macro Projeto Total (R$ milhões) Investimentos Estados 2011- 2014 Rodovias Hidrovias Ferrovias Aeroportos (R$ milhões) R$ 486 R$2.40 Acre - - R$ 488 (100%) (0%) R$ 419 R$ 402 R$ 395 Amazonas - R$ 1.215 (34%) (33%) (33%) R$548 R$ 122 Amapá - - R$ 670 (82%) (18%) R$ 1.556 R$ 46,10 Rondônia - - R$ 1.602 (97%) (3%) R$ 515 Roraima - - - R$ 515 (100%) R$ 2.228 R$ 119.40 R$ 3,60 Pará* R$ 2.351 (95%) (5%) (0%) R$ 1.437 Tocantins - - - R$ 1.437 (100%) Total R$ 7.189 R$ 569,9 R$ - R$ 519,6 R$ 8.278,5Fonte: PAC 2 – Balanço Estadual Investimento nos portos de Vila do Conde e Santarém no Pará R$128,40 mi não incluídos no total de investimento do Estado
  46. 46. Principais Obras Previstas para Melhorar a Multimodalidade na Região Amazônica Integração da BR-230 Hidrovias na Amazônia e Hidrovia do Tocantins Porto de Hidrovia do Santarém - PA Amazonas Porto de Manaus - AM Eclusas de BR-230 Tucuruí- PA BR-319 BR-163 Integração da BR-319 Hidrovia do Rio Amazonas (Porto de Manaus) Integração da BR-163 Hidrovia do Rio Amazonas (Porto de Santarém) Integração da Ferrovia Norte-Sul Estrada de Ferro Carajás e Hidrovia do Tocantins (Eclusa de Tucuruí)Fonte: Ministério dos Transportes
  47. 47. AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos na Região NorteDesafios para Logística: cases de empresasConclusões
  48. 48. Entrega Kibon Mercado Consumidor São Gabriel da Cachoeira - AM 852 km Manaus Belém Os caminhões seguem em Na último trecho a carga é balsas até Manaus transportada em catraias e gaiolas. 1.500 km Onde apenas passam canoas, os sorvetes são levados em caixas de O trajeto SP – Belém é feito isopor com gelo seco. através do modal rodoviário 2.926 km Fábrica da Kibon em Taboão da Serra - SPFonte: http://islog.org.br/home/logistica-na-amazonia-um-longo-e-tortuoso-caminho/
  49. 49. Transferência Sony Quase todos os produtos montados na planta de Manaus são transferidos via balsa para Belém do Pará. Belém Seguem via modal rodoviário Manaus Distância para o CD de Brasília. 1.500 km 2.000 km Produtos de alto valor agregado são despachados via modal aéreo. BrasíliaFonte: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/7737/7737_4.PDF
  50. 50. Transferência Honda Localizada no Polo Industrial de Manaus, a unidade representa o 2º maior investimento da Honda fora do Japão. Belém Manaus As cargas seguem de balsa para Belém Distância 1.500 km De Belém as motocicletas partem no modal rodoviário para 19 CDs no Brasil, dali, para mais de 800 concessionárias.Fonte: http://www.honda.com.br/sobre-a-honda/no-brasil/Paginas/moto-honda-da-amazonia.aspx
  51. 51. AgendaIntroduçãoInfraestrutura Brasileira x Região NorteMultimodalidade na Região NortePrincipais Investimentos Previstos na Região NorteDesafios para Logística: cases de empresasConclusões
  52. 52. Principais ConclusõesA Multimodalidade é uma tendência em todo o mundo, incentivada principalmente pelo crescimentodo comércio entre regiões e da utilização do containeres .No caso da região Amazônica, isto é ainda mais verdadeiro devido ao seu isolamento das demaisregiões do país.O vigoroso crescimento da economia local impõe um grande desafio, tanto para aqueles que buscamabastecer a região, quanto para os que necessitam escoar seus produto para outras regiões do paísou para o exterior.As péssimas condições de conservação das rodovias e a falta de ferrovias torna a região altamentedependente da navegação fluvial. Esta situação é minorada pelo fato de que a bacia amazônica é amaior do universo.Ainda existem amplas possibilidades de aumentar o uso dos rios navegaveis na região, através deInvestimentos, que maximizem o aproveitamento da multimodalidadeUma análise dos investimentos realizados pelo PAC mostram que a região não foi beneficiada àaltura de sua importância estratégica para o Brasil
  53. 53. OBRIGADO !!! fleury@ilos.com.br
  54. 54. Acesso aos Principais Portos da Região Norte Não há acessos ferroviários nos principais portos da Região. Porto Rodoviário Ferroviário Marítimo Santarém (PA) BR-163 Não há Rio Amazonas Via Rio Madeira e Porto Velho (RO) BR-319 e BR-425 Não há depois Rio Amazonas Rio Amazonas – Ilha de Santana (AP) AP-010, BR-210 e BR-156 Não há* Marajó Belém (PA) BR-010 e BR-316 Não há Rio Amazonas Manaus (AM) AM-010 - BR-174 e BR-319 Não há Rio AmazonasVila do Conde (PA) BR-316; PA-140 Não há Ilha de Marajó *A Estrada de Ferro Amapá (EFA), com 194km desde a Serra do Navio até o terminal privativo da Indústria e Comércio deFonte: ANTAQ Minérios S.A. (Icomi), em Santana, fica a 2km do porto de Macapá.
  55. 55. Região Amazônica Principais Ligações com Outras RegiõesManaus, Macapá e Boa Vista não tem hoje conexão rodoviária com o resto do Brasil. A multimodalidade na região amazônica é vital para o desenvolvimento da região. Hidrovias Ferrovias Rodovias Atuais Rio Branco EFA BR-174 Rodovias Planejadas Capitais Rio Amazonas Rio Solimões Rio Tapajós Rio Madeira BR-163 Rio Teles Pires Ferrovia Norte-Sul BR-319 BR-153 Rio Tocantins- Araguaia BR-364 Região altamente dependente do transporte multimodal.

×